SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
excertos do texto de Pe. Roque Schneider Crime e Castigo
Conta uma lenda hindu que, em tempos imemoriais, todos os habitantes do universo eram deuses.  Soberba e má, a população inteira se rebelou, um dia, contra o Divino.
Indignado com tamanha petulância e ingratidão, Brahma, o deus dos deuses, baixou um decreto peremptório, inapelável:
Seja retirada a divindade de todos os cidadãos e escondida em lugar inacessível, onde jamais poderá ser encontrada.
A humanidade rebelde já não merece privilégios sagrados, divinos, celestiais.
Rápido um dos deuses sugeriu:  O esconderijo mais garantido do mundo é o fundo do mar.
[object Object],[object Object]
Sorrindo, astuto e talentoso, outro deus arriscou: Que tal ocultá-la na mais alta montanha do orbe?
- Negativo também, rebateu Brahma, com vocação de alpinistas imbatíveis, os homens irão escalá-la rapidamente.
Um terceiro deus, arrotando sabedoria milenar, filosofou:  - Mortal algum encontrará a divindade no mais profundo da terra, quilômetros lá dentro...
O deus dos deuses refutou:
- Este é outro  esconderijo pífio, superficial. Eles escavarão abismos indevassáveis e a divindade será encontrada.
No meu entendimento, só existe um lugar no universo onde a humanidade não pensará encontrá-la:
No interior do próprio homem, nos recôndidos da alma, do coração. Onde deposito mil beijos! Gladis
Formatação:  Gladis Maia Música & Imagens:  da Internet
Visite meu blog: http://eusouluzpazeamor.blogspot.com

Mais conteúdo relacionado

Mais de Gladis Maia

Tese caes da_provincia
Tese caes da_provinciaTese caes da_provincia
Tese caes da_provinciaGladis Maia
 
O qorpo santo_da_escrita
O qorpo santo_da_escritaO qorpo santo_da_escrita
O qorpo santo_da_escritaGladis Maia
 
O qorpo santo da escrita
O qorpo santo da escritaO qorpo santo da escrita
O qorpo santo da escritaGladis Maia
 
Um credor da fazenda nacional
Um credor da fazenda nacionalUm credor da fazenda nacional
Um credor da fazenda nacionalGladis Maia
 
Um atrevido ou um brilhante escondido
Um atrevido ou um brilhante escondidoUm atrevido ou um brilhante escondido
Um atrevido ou um brilhante escondidoGladis Maia
 
Um assovio univ da amazônia
Um assovio   univ da amazôniaUm assovio   univ da amazônia
Um assovio univ da amazôniaGladis Maia
 
Parque farroupilha por qsanto
Parque farroupilha por qsantoParque farroupilha por qsanto
Parque farroupilha por qsantoGladis Maia
 
O marinheiro escritor
O marinheiro escritorO marinheiro escritor
O marinheiro escritorGladis Maia
 
O marido extremosos ou o pai cuidadoso
O marido extremosos ou o pai cuidadosoO marido extremosos ou o pai cuidadoso
O marido extremosos ou o pai cuidadosoGladis Maia
 
Mateus e mateusa
Mateus e mateusaMateus e mateusa
Mateus e mateusaGladis Maia
 
Eu sou a vida eu não sou a morte
Eu sou a vida  eu não sou a morteEu sou a vida  eu não sou a morte
Eu sou a vida eu não sou a morteGladis Maia
 
Duas páginas em branco
Duas páginas em brancoDuas páginas em branco
Duas páginas em brancoGladis Maia
 
Certa entidade em busca de outra
Certa entidade em busca de outraCerta entidade em busca de outra
Certa entidade em busca de outraGladis Maia
 
As relações naturais
As relações naturaisAs relações naturais
As relações naturaisGladis Maia
 
A separação de dois esposos
A separação de dois espososA separação de dois esposos
A separação de dois espososGladis Maia
 
A impossibilidade da santificação
A impossibilidade da santificaçãoA impossibilidade da santificação
A impossibilidade da santificaçãoGladis Maia
 

Mais de Gladis Maia (20)

00758
0075800758
00758
 
Tese caes da_provincia
Tese caes da_provinciaTese caes da_provincia
Tese caes da_provincia
 
O qorpo santo_da_escrita
O qorpo santo_da_escritaO qorpo santo_da_escrita
O qorpo santo_da_escrita
 
O qorpo santo da escrita
O qorpo santo da escritaO qorpo santo da escrita
O qorpo santo da escrita
 
T rvol14sum
T rvol14sumT rvol14sum
T rvol14sum
 
Um parto
Um partoUm parto
Um parto
 
Um credor da fazenda nacional
Um credor da fazenda nacionalUm credor da fazenda nacional
Um credor da fazenda nacional
 
Um atrevido ou um brilhante escondido
Um atrevido ou um brilhante escondidoUm atrevido ou um brilhante escondido
Um atrevido ou um brilhante escondido
 
Um assovio univ da amazônia
Um assovio   univ da amazôniaUm assovio   univ da amazônia
Um assovio univ da amazônia
 
Parque farroupilha por qsanto
Parque farroupilha por qsantoParque farroupilha por qsanto
Parque farroupilha por qsanto
 
O marinheiro escritor
O marinheiro escritorO marinheiro escritor
O marinheiro escritor
 
O marido extremosos ou o pai cuidadoso
O marido extremosos ou o pai cuidadosoO marido extremosos ou o pai cuidadoso
O marido extremosos ou o pai cuidadoso
 
Mateus e mateusa
Mateus e mateusaMateus e mateusa
Mateus e mateusa
 
Eu sou a vida eu não sou a morte
Eu sou a vida  eu não sou a morteEu sou a vida  eu não sou a morte
Eu sou a vida eu não sou a morte
 
Duas páginas em branco
Duas páginas em brancoDuas páginas em branco
Duas páginas em branco
 
Dous irmãos
Dous irmãosDous irmãos
Dous irmãos
 
Certa entidade em busca de outra
Certa entidade em busca de outraCerta entidade em busca de outra
Certa entidade em busca de outra
 
As relações naturais
As relações naturaisAs relações naturais
As relações naturais
 
A separação de dois esposos
A separação de dois espososA separação de dois esposos
A separação de dois esposos
 
A impossibilidade da santificação
A impossibilidade da santificaçãoA impossibilidade da santificação
A impossibilidade da santificação
 

Crime E Castigo, By Gladis Maia

  • 1. excertos do texto de Pe. Roque Schneider Crime e Castigo
  • 2. Conta uma lenda hindu que, em tempos imemoriais, todos os habitantes do universo eram deuses. Soberba e má, a população inteira se rebelou, um dia, contra o Divino.
  • 3. Indignado com tamanha petulância e ingratidão, Brahma, o deus dos deuses, baixou um decreto peremptório, inapelável:
  • 4. Seja retirada a divindade de todos os cidadãos e escondida em lugar inacessível, onde jamais poderá ser encontrada.
  • 5. A humanidade rebelde já não merece privilégios sagrados, divinos, celestiais.
  • 6. Rápido um dos deuses sugeriu: O esconderijo mais garantido do mundo é o fundo do mar.
  • 7.
  • 8. Sorrindo, astuto e talentoso, outro deus arriscou: Que tal ocultá-la na mais alta montanha do orbe?
  • 9. - Negativo também, rebateu Brahma, com vocação de alpinistas imbatíveis, os homens irão escalá-la rapidamente.
  • 10. Um terceiro deus, arrotando sabedoria milenar, filosofou: - Mortal algum encontrará a divindade no mais profundo da terra, quilômetros lá dentro...
  • 11. O deus dos deuses refutou:
  • 12. - Este é outro esconderijo pífio, superficial. Eles escavarão abismos indevassáveis e a divindade será encontrada.
  • 13. No meu entendimento, só existe um lugar no universo onde a humanidade não pensará encontrá-la:
  • 14. No interior do próprio homem, nos recôndidos da alma, do coração. Onde deposito mil beijos! Gladis
  • 15. Formatação: Gladis Maia Música & Imagens: da Internet
  • 16. Visite meu blog: http://eusouluzpazeamor.blogspot.com