SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
AS CEGONHAS EM PORTUGAL

       José Garrancho
José Garrancho



        As cegonhas fazem os ninhos em locais elevados
José Garrancho




          Mas gostam de estar perto das outras




                 Descubram os 4 ninhos nesta árvore
José Garrancho



       A costa vicentina é o único local, na Europa,
                onde nidificam nas falésias
José Garrancho



        Os ninhos são feitos em conjunto pelo casal
José Garrancho




             Que carrega no bico os materiais
José Garrancho



                 Embora os ninhos pareçam muito
                    fundos, são quase planos
José Garrancho




    As cegonhas gostam de pousar nas cruzes das
                      igrejas
José Garrancho




             E de se apoiarem numa só perna
José Garrancho


   Quando uma cegonha quer dizer a outra que gosta
  dela, põe a cabeça para trás e faz barulho com o bico
José Garrancho



                 As cegonhas namoram
José Garrancho



        As cegonhas põem entre 3 e 7 ovos




Que incubam durante 29 a 30 dias
José Garrancho



                 Gerando entre 1 e 3 crias


                              Neste
                              caso, excecionalmente, 4
                              crias nasceram. Mas, ao
                              fim de 2 semanas, a mais
                              fraca (assinalada pela seta)
                              não sobreviveu.
José Garrancho



                      Alimentando as crias




           2 semanas               4 semanas                7 semanas
    A mãe regurgita líquidos   A mãe regurgita sólidos   A cria retira a comida
                                                            do bico da mãe.
José Garrancho



                 Aprendendo a voar
José Garrancho




                 Agora, já sabe voar
José Garrancho



       Muitas vezes, vemos uma cegonha fora do ninho,
                 num local mais alto, a vigiar
José Garrancho




         As cegonhas juntam-se para comer
Ou preparando a partida,
    no final do verão
Este projeto foi elaborado para as crianças da Sala Encarnada do
Fojo, que estão a estudar as aves migratórias. É um trabalho que visa
apenas mostrar em fotos algumas detalhes da vida das cegonhas, no sul
de Portugal. Não tem qualquer carácter científico.

Contudo, o autor ficará feliz, se o acharem interessante e o quiserem
partilhar com as crianças de outras salas ou de outras escolas.

A banda sonora é a canção «Senhora Cegonha», na versão de que mais
gosto, interpretada pelo Grupo Coral Regional de Cantares Populares de
Portel, a quem deixo o meu agradecimento.


Portimão 02 de março de 2013

José Garrancho
Avô da Júlia

Mais conteúdo relacionado

Destaque (6)

Livro
LivroLivro
Livro
 
História Usando as Mãos - contando de cinco em cinco
História Usando as Mãos - contando de cinco em cincoHistória Usando as Mãos - contando de cinco em cinco
História Usando as Mãos - contando de cinco em cinco
 
O Principezinho
O PrincipezinhoO Principezinho
O Principezinho
 
O livro dos corações
O livro dos coraçõesO livro dos corações
O livro dos corações
 
Quando me sinto... zangado
Quando me sinto... zangadoQuando me sinto... zangado
Quando me sinto... zangado
 
O livro dos medos
O livro dos medosO livro dos medos
O livro dos medos
 

Mais de Glicéria Gil

Entrevistadopaulosantiagopblico2maio2012 120507074805-phpapp02 (1)
Entrevistadopaulosantiagopblico2maio2012 120507074805-phpapp02 (1)Entrevistadopaulosantiagopblico2maio2012 120507074805-phpapp02 (1)
Entrevistadopaulosantiagopblico2maio2012 120507074805-phpapp02 (1)
Glicéria Gil
 
Perfilcidadaopre escolar-101005075551-phpapp01
Perfilcidadaopre escolar-101005075551-phpapp01Perfilcidadaopre escolar-101005075551-phpapp01
Perfilcidadaopre escolar-101005075551-phpapp01
Glicéria Gil
 
Apresentacaoreuniaopaispowerpoint 100106092056-phpapp01
Apresentacaoreuniaopaispowerpoint 100106092056-phpapp01Apresentacaoreuniaopaispowerpoint 100106092056-phpapp01
Apresentacaoreuniaopaispowerpoint 100106092056-phpapp01
Glicéria Gil
 
Diadamaejardinssaudaveis
Diadamaejardinssaudaveis Diadamaejardinssaudaveis
Diadamaejardinssaudaveis
Glicéria Gil
 
Dia da mãe susana pinhal
Dia da mãe  susana pinhalDia da mãe  susana pinhal
Dia da mãe susana pinhal
Glicéria Gil
 
Lenda De S. Martinho
Lenda De S. MartinhoLenda De S. Martinho
Lenda De S. Martinho
Glicéria Gil
 
O Coelhinho E A Gripe A
O Coelhinho E A Gripe AO Coelhinho E A Gripe A
O Coelhinho E A Gripe A
Glicéria Gil
 
Mensagem Dia Internacional do Livro Infantil
Mensagem Dia Internacional do Livro InfantilMensagem Dia Internacional do Livro Infantil
Mensagem Dia Internacional do Livro Infantil
Glicéria Gil
 
Encontro SaúDe Oral MarçO2008 GlicéRia Gil
Encontro SaúDe Oral MarçO2008 GlicéRia GilEncontro SaúDe Oral MarçO2008 GlicéRia Gil
Encontro SaúDe Oral MarçO2008 GlicéRia Gil
Glicéria Gil
 
Congresso Faro 2006 GlicéRia Gil
Congresso Faro 2006 GlicéRia GilCongresso Faro 2006 GlicéRia Gil
Congresso Faro 2006 GlicéRia Gil
Glicéria Gil
 
Conferencia IbéRica GlicéRia Gil
Conferencia IbéRica GlicéRia GilConferencia IbéRica GlicéRia Gil
Conferencia IbéRica GlicéRia Gil
Glicéria Gil
 
Encontro%20multidisciplinar%20 %20programa
Encontro%20multidisciplinar%20 %20programaEncontro%20multidisciplinar%20 %20programa
Encontro%20multidisciplinar%20 %20programa
Glicéria Gil
 

Mais de Glicéria Gil (20)

Projeto séc. xviii
Projeto séc. xviiiProjeto séc. xviii
Projeto séc. xviii
 
Entrevistadopaulosantiagopblico2maio2012 120507074805-phpapp02 (1)
Entrevistadopaulosantiagopblico2maio2012 120507074805-phpapp02 (1)Entrevistadopaulosantiagopblico2maio2012 120507074805-phpapp02 (1)
Entrevistadopaulosantiagopblico2maio2012 120507074805-phpapp02 (1)
 
Perfilcidadaopre escolar-101005075551-phpapp01
Perfilcidadaopre escolar-101005075551-phpapp01Perfilcidadaopre escolar-101005075551-phpapp01
Perfilcidadaopre escolar-101005075551-phpapp01
 
Apresentacaoreuniaopaispowerpoint 100106092056-phpapp01
Apresentacaoreuniaopaispowerpoint 100106092056-phpapp01Apresentacaoreuniaopaispowerpoint 100106092056-phpapp01
Apresentacaoreuniaopaispowerpoint 100106092056-phpapp01
 
Como decidir
Como decidirComo decidir
Como decidir
 
Diadamaejardinssaudaveis
Diadamaejardinssaudaveis Diadamaejardinssaudaveis
Diadamaejardinssaudaveis
 
Dia da mãe susana pinhal
Dia da mãe  susana pinhalDia da mãe  susana pinhal
Dia da mãe susana pinhal
 
Voodosgansos
VoodosgansosVoodosgansos
Voodosgansos
 
Lenda De S. Martinho
Lenda De S. MartinhoLenda De S. Martinho
Lenda De S. Martinho
 
O Coelhinho E A Gripe A
O Coelhinho E A Gripe AO Coelhinho E A Gripe A
O Coelhinho E A Gripe A
 
A Educadora
A EducadoraA Educadora
A Educadora
 
Voodo Ganso (1)
Voodo Ganso (1)Voodo Ganso (1)
Voodo Ganso (1)
 
Mensagem Dia Internacional do Livro Infantil
Mensagem Dia Internacional do Livro InfantilMensagem Dia Internacional do Livro Infantil
Mensagem Dia Internacional do Livro Infantil
 
Apei Slides Final
Apei Slides FinalApei Slides Final
Apei Slides Final
 
Encontro SaúDe Oral MarçO2008 GlicéRia Gil
Encontro SaúDe Oral MarçO2008 GlicéRia GilEncontro SaúDe Oral MarçO2008 GlicéRia Gil
Encontro SaúDe Oral MarçO2008 GlicéRia Gil
 
Congresso Faro 2006 GlicéRia Gil
Congresso Faro 2006 GlicéRia GilCongresso Faro 2006 GlicéRia Gil
Congresso Faro 2006 GlicéRia Gil
 
Conferencia IbéRica GlicéRia Gil
Conferencia IbéRica GlicéRia GilConferencia IbéRica GlicéRia Gil
Conferencia IbéRica GlicéRia Gil
 
Sementes
SementesSementes
Sementes
 
Encontro%20multidisciplinar%20 %20programa
Encontro%20multidisciplinar%20 %20programaEncontro%20multidisciplinar%20 %20programa
Encontro%20multidisciplinar%20 %20programa
 
Foodscapes
FoodscapesFoodscapes
Foodscapes
 

As cegonhas em portugal

  • 1. AS CEGONHAS EM PORTUGAL José Garrancho
  • 2. José Garrancho As cegonhas fazem os ninhos em locais elevados
  • 3. José Garrancho Mas gostam de estar perto das outras Descubram os 4 ninhos nesta árvore
  • 4. José Garrancho A costa vicentina é o único local, na Europa, onde nidificam nas falésias
  • 5. José Garrancho Os ninhos são feitos em conjunto pelo casal
  • 6. José Garrancho Que carrega no bico os materiais
  • 7. José Garrancho Embora os ninhos pareçam muito fundos, são quase planos
  • 8. José Garrancho As cegonhas gostam de pousar nas cruzes das igrejas
  • 9. José Garrancho E de se apoiarem numa só perna
  • 10. José Garrancho Quando uma cegonha quer dizer a outra que gosta dela, põe a cabeça para trás e faz barulho com o bico
  • 11. José Garrancho As cegonhas namoram
  • 12. José Garrancho As cegonhas põem entre 3 e 7 ovos Que incubam durante 29 a 30 dias
  • 13. José Garrancho Gerando entre 1 e 3 crias Neste caso, excecionalmente, 4 crias nasceram. Mas, ao fim de 2 semanas, a mais fraca (assinalada pela seta) não sobreviveu.
  • 14. José Garrancho Alimentando as crias 2 semanas 4 semanas 7 semanas A mãe regurgita líquidos A mãe regurgita sólidos A cria retira a comida do bico da mãe.
  • 15. José Garrancho Aprendendo a voar
  • 16. José Garrancho Agora, já sabe voar
  • 17. José Garrancho Muitas vezes, vemos uma cegonha fora do ninho, num local mais alto, a vigiar
  • 18. José Garrancho As cegonhas juntam-se para comer
  • 19. Ou preparando a partida, no final do verão
  • 20. Este projeto foi elaborado para as crianças da Sala Encarnada do Fojo, que estão a estudar as aves migratórias. É um trabalho que visa apenas mostrar em fotos algumas detalhes da vida das cegonhas, no sul de Portugal. Não tem qualquer carácter científico. Contudo, o autor ficará feliz, se o acharem interessante e o quiserem partilhar com as crianças de outras salas ou de outras escolas. A banda sonora é a canção «Senhora Cegonha», na versão de que mais gosto, interpretada pelo Grupo Coral Regional de Cantares Populares de Portel, a quem deixo o meu agradecimento. Portimão 02 de março de 2013 José Garrancho Avô da Júlia