SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
SISTEMA LINFÁTICO
• FAZ PARTE DO SISTEMA CIRCULATÓRIO E É
FORMADO POR VASOS (CAPILARES
LINFÁTICOS, VASOS LINFÁTICOS E TRONCOS
LINFÁTICOS) E ÓRGÃOS LINFÓIDES
(LINFONODOS E TONSILAS).
FUNÇÃO GERAL
• SISTEMA AUXILIAR DE DRENAGEM, AJUDANDO O SISTEMA
VENOSO. EM SUMA, O SISTEMA LINFÁTICO ATUA NA
MANUTENÇÃO DA SAÚDE DE NOSSO ORGANISMO ATRAVÉS
DA REMOÇÃO DE AGENTES COMO: BACTÉRIAS, FUNGOS,
VÍRUS (ESTES PENETRAM NA CORRENTE SANGUÍNEA),
CÉLULAS MORTAS, GLÓBULOS VERMELHOS QUE SAÍRAM
DA CORRENTE SANGUÍNEA E METÁSTASES (CÉLULAS
SANGUÍNEAS QUE SE SOLTAM DO TUMOR).
EX.: ALGUMAS MOLÉCULAS GRANDES →CAPILARES
LINFÁTICOS → VASOS LINFÁTICOS → TRONCOS LINFÁTICOS →
LINFA EM VEIAS DE MÉDIO OU GRANDE CALIBRE,
PRINCIPALMENTE NO PESCOÇO NA VEIA JUGULAR E VEIA
SUBCLAVIA.
FUNÇÕES ESPECÍFICAS
• Drenar o excesso de líquido intersticial (líquido onde as células ficam
mergulhadas e de onde elas retiram seus nutrientes e eliminam
substâncias residuais de seu metabolismo) afim de devolvê-lo ao sangue e
assim manter o equilíbrio dos fluidos no corpo.
• Transporta as vitaminas e os lipídeos, absorvidos durante o processo de
digestão, até o sangue, para que este, leve os nutrientes para todo o
corpo.
• Realização de respostas imunes, ele impede que a linfa lance
microorganismos na corrente sanguínea através da retenção e destruição
destes dentro de seus linfonodos.
• O capilar linfático não realiza trocas, ele somente coleta o líquido com o
que tiver nele, as trocas são realizadas pelo sangue. É o sangue que faz o
transporte de nutrientes e remoção de toxinas, ou seja, é pelo sangue que
são realizadas as trocas necessárias ao equilíbrio do organismo.
A linfa de todo o organismo retorna à circulação sanguínea por meio de
dois grandes troncos: o ducto torácico e o ducto linfático direito.
O ducto torácico recebe a linfa vinda dos membros inferiores, do
hemitórax esquerdo, e metade esquerda do pescoço e da cabeça, além
do membro superior esquerdo.
O ducto linfático direito recolhe a linfa proveniente do membro superior
direito, do hemitórax direito, do pescoço e da cabeça. Este ducto é
formado pela união dos troncos subclávio, jugular direito e
broncomediastinal direito.
CARACTERÍSTICAS GERAIS
• ABSORÇÃO DE LÍQUIDO TECIDUAL, MAS COM
TUBOS TERMINANDO EM FUNDO CEGO.
• NÃO TEM ÓRGÃO CENTRAL DE
BOMBEAMENTO.
• ESTÃO ASSOCIADOS A LINFONODOS.
LINFONODOS
• PARA ENTENDERMOS O QUE SÃO OS LINFONODOS, UMA
FORMA BEM SIMPLES É PENSARMOS NELES COMO FILTROS,
UMA VEZ QUE A LINFA PASSA POR VÁRIOS DELES ANTES DE
CHEGAR À CORRENTE SANGUÍNEA, E, COMO JÁ VIMOS
ACIMA, NELES FICAM RETIDOS OS AGENTES CAUSADORES DE
DOENÇAS ATÉ SUA ELIMINAÇÃO.
• ESTÃO INTERPOSTOS NO TRAJETO DOS VASOS LINFÁTICOS E
AGEM COMO UMA BARREIRA OU FILTRO CONTRA A
PENETRAÇÃO NA CORRENTE CIRCULATÓRIA DE
MICROORGANISMOS, TOXINAS OU SUBSTÂNCIAS ESTRANHAS
AO ORGANISMO. OS LINFONODOS SÃO, PORTANTO,
ELEMENTOS DE DEFESA, E PARA TANTO PRODUZEM
GLÓBULOS BRANCOS, PRINCIPALMENTE LINFÓCITOS.
• A passagem da linfa pelo linfonodo remove por fagocitose
pelos macrófagos, cerca de 99% das moléculas,
microorganismos e células estranhas.
No total possuímos entre 400 e 600 linfonodos no corpo.
• Como reação a uma inflamação, o linfonodo pode intumescer-
se e se tornar doloroso, fenômeno conhecido como íngua.
TONSILAS/AMÍGDALAS
• São estruturas constituídas por tecido linfoide,
ricas em glóbulos brancos.
• Localizam-se na orofaringe, ou seja, na transição
da boca para a faringe.
• São duas pequenas estruturas arredondadas, em
forma de amêndoas, localizadas na parte de trás
da boca, ao lado da garganta. São grandes aliadas
do sistema linfático e imunológico. Por sua
localização, ajudam o organismo a combater
infecções causadas por vírus e bactérias que
entram pela boca ou pelo nariz.
ADENOIDES
• Adenoide é o nome de dois pequenos conglomerados
de tecido linfoide, que se localizam na rinofaringe,
região situada atrás das cavidades nasais e acima do
palato mole (céu da boca). Adenoide não é o nome de
uma doença. Assim como as amídalas (ou tonsilas
palatinas), elas são órgãos que fazem parte do sistema
imunológico e produzem anticorpos. Conhecidas
popularmente como carne esponjosa, constituem um
mecanismo de defesa contra a invasão de agentes
estranhos ao organismo.
FLUXO DA LINFA
O fluxo da linfa é lento, por volta de três litros de linfa penetram
no sistema cardiovascular em 24 horas. Isso se deve ao fato de
que, ao contrário do sistema cardiovascular, o sistema linfático
para fluir depende de forças externas e internas do organismo,
como a gravidade, os movimentos passivos, a massagem ou a
contração muscular, a pulsação das artérias próximas aos vasos,
o peristaltismo visceral e os movimentos respiratórios.
BAÇO
• ÓRGÃO LINFÓIDE.
• LOCAL: LADO ESQUERDO DA CAVIDADE
ABDOMINAL, JUNTO AO DIAFRAGMA,
AO NÍVEL DA 9ª, 10ª E 11ª COSTELAS.
• PARTES: FACE DIAFRAGMÁTICA E FACE
VISCERAL, ONDE HÁ
• UMA FENDA (HILO) PARA
ENTRADA DE VASOS E
NERVOS.
• DRENADO PELA VEIA
ESPLÊNICA, TRIBUTÁRIA
DA VEIA PORTA.
TIMO
• ÓRGÃO LINFÓIDE.
• LOCAL: PARTE NO TÓRAX (ATRÁS DO
ESTERNO) E PORÇÃO INFERIOR AO PESCOÇO
(ANTERIOR E DOS LADOS DA TRAQUÉIA)
• CRESCE APÓS O NASCIMENTO E ATINGE O
IDEAL NA PUBERDADE, E DEPOIS COMEÇA A
REGREDIR.
FUNÇÃO
• Produção de células T (linfócitos T).
• Os Linfócitos: células brancas do sangue (glóbulos
brancos/leucócitos).
• Após os glóbulos brancos estarem maduros, eles saem do
timo e se fixam no baço e um novo lote de células T é
produzido.
• A glândula timo, que é moldada como uma borboleta, é um
órgão especial do sistema imunológico humano. É também
uma das mais importantes glândulas do corpo humano. É um
órgão de cor cinzento rosado, situado na região superior do
tórax, abaixo do esterno, ou osso do peito.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a (9) Apresentação LINFÁTICO.pptx

Powerpointsistemacirculatrio parteiii-090506093501-phpapp02
Powerpointsistemacirculatrio parteiii-090506093501-phpapp02Powerpointsistemacirculatrio parteiii-090506093501-phpapp02
Powerpointsistemacirculatrio parteiii-090506093501-phpapp02
Simone Alvarenga
 
Powerpoint Sistema Circulatório Linfático
Powerpoint Sistema Circulatório LinfáticoPowerpoint Sistema Circulatório Linfático
Powerpoint Sistema Circulatório Linfático
storicardo
 
Sistema circulatório_Lidiane
Sistema circulatório_LidianeSistema circulatório_Lidiane
Sistema circulatório_Lidiane
Marcia Regina
 

Semelhante a (9) Apresentação LINFÁTICO.pptx (20)

Sistema Linfático aula 1.ppt
Sistema Linfático aula 1.pptSistema Linfático aula 1.ppt
Sistema Linfático aula 1.ppt
 
sistemalinfaticoaula1-230202135510-ac0a816f.ppt
sistemalinfaticoaula1-230202135510-ac0a816f.pptsistemalinfaticoaula1-230202135510-ac0a816f.ppt
sistemalinfaticoaula1-230202135510-ac0a816f.ppt
 
Sistemas Nervoso- Circulatorio e Respiratorio.pptx
Sistemas Nervoso- Circulatorio e Respiratorio.pptxSistemas Nervoso- Circulatorio e Respiratorio.pptx
Sistemas Nervoso- Circulatorio e Respiratorio.pptx
 
Aula 4 cardiaco
Aula 4   cardiacoAula 4   cardiaco
Aula 4 cardiaco
 
Aula 7 - Sistema Linfático - Anatomia humana.pdf
Aula 7 - Sistema Linfático - Anatomia humana.pdfAula 7 - Sistema Linfático - Anatomia humana.pdf
Aula 7 - Sistema Linfático - Anatomia humana.pdf
 
apresentação para o 8º ano
apresentação para o 8º anoapresentação para o 8º ano
apresentação para o 8º ano
 
Sistemas respiratório, urinário... 8º Ano.pptx
Sistemas respiratório, urinário... 8º Ano.pptxSistemas respiratório, urinário... 8º Ano.pptx
Sistemas respiratório, urinário... 8º Ano.pptx
 
Powerpointsistemacirculatrio parteiii-090506093501-phpapp02
Powerpointsistemacirculatrio parteiii-090506093501-phpapp02Powerpointsistemacirculatrio parteiii-090506093501-phpapp02
Powerpointsistemacirculatrio parteiii-090506093501-phpapp02
 
314198883-Aula-de-Sistema-Linfatico.pdf
314198883-Aula-de-Sistema-Linfatico.pdf314198883-Aula-de-Sistema-Linfatico.pdf
314198883-Aula-de-Sistema-Linfatico.pdf
 
Sistema linfático
Sistema linfáticoSistema linfático
Sistema linfático
 
Anatomia do Sistema urinário: Por Gisele Sena (Flor Radioativa)
  Anatomia do Sistema urinário: Por Gisele Sena (Flor Radioativa)  Anatomia do Sistema urinário: Por Gisele Sena (Flor Radioativa)
Anatomia do Sistema urinário: Por Gisele Sena (Flor Radioativa)
 
Sistema linfático
Sistema linfáticoSistema linfático
Sistema linfático
 
Powerpoint Sistema Circulatório Linfático
Powerpoint Sistema Circulatório LinfáticoPowerpoint Sistema Circulatório Linfático
Powerpoint Sistema Circulatório Linfático
 
2016 Frente 2 módulo 8 sistema linfático
2016 Frente 2 módulo 8 sistema linfático2016 Frente 2 módulo 8 sistema linfático
2016 Frente 2 módulo 8 sistema linfático
 
SISTEMA LINFATICO PDF.pdf
SISTEMA LINFATICO PDF.pdfSISTEMA LINFATICO PDF.pdf
SISTEMA LINFATICO PDF.pdf
 
Trablho de anatomia
Trablho de anatomiaTrablho de anatomia
Trablho de anatomia
 
Trablho de anatomia
Trablho de anatomiaTrablho de anatomia
Trablho de anatomia
 
Sistema circulatório_Lidiane
Sistema circulatório_LidianeSistema circulatório_Lidiane
Sistema circulatório_Lidiane
 
drenagem-linftica-ps-cirrgica-apostila01.pdf
drenagem-linftica-ps-cirrgica-apostila01.pdfdrenagem-linftica-ps-cirrgica-apostila01.pdf
drenagem-linftica-ps-cirrgica-apostila01.pdf
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 

(9) Apresentação LINFÁTICO.pptx

  • 1.
  • 2. SISTEMA LINFÁTICO • FAZ PARTE DO SISTEMA CIRCULATÓRIO E É FORMADO POR VASOS (CAPILARES LINFÁTICOS, VASOS LINFÁTICOS E TRONCOS LINFÁTICOS) E ÓRGÃOS LINFÓIDES (LINFONODOS E TONSILAS).
  • 3.
  • 4. FUNÇÃO GERAL • SISTEMA AUXILIAR DE DRENAGEM, AJUDANDO O SISTEMA VENOSO. EM SUMA, O SISTEMA LINFÁTICO ATUA NA MANUTENÇÃO DA SAÚDE DE NOSSO ORGANISMO ATRAVÉS DA REMOÇÃO DE AGENTES COMO: BACTÉRIAS, FUNGOS, VÍRUS (ESTES PENETRAM NA CORRENTE SANGUÍNEA), CÉLULAS MORTAS, GLÓBULOS VERMELHOS QUE SAÍRAM DA CORRENTE SANGUÍNEA E METÁSTASES (CÉLULAS SANGUÍNEAS QUE SE SOLTAM DO TUMOR). EX.: ALGUMAS MOLÉCULAS GRANDES →CAPILARES LINFÁTICOS → VASOS LINFÁTICOS → TRONCOS LINFÁTICOS → LINFA EM VEIAS DE MÉDIO OU GRANDE CALIBRE, PRINCIPALMENTE NO PESCOÇO NA VEIA JUGULAR E VEIA SUBCLAVIA.
  • 5.
  • 6. FUNÇÕES ESPECÍFICAS • Drenar o excesso de líquido intersticial (líquido onde as células ficam mergulhadas e de onde elas retiram seus nutrientes e eliminam substâncias residuais de seu metabolismo) afim de devolvê-lo ao sangue e assim manter o equilíbrio dos fluidos no corpo. • Transporta as vitaminas e os lipídeos, absorvidos durante o processo de digestão, até o sangue, para que este, leve os nutrientes para todo o corpo. • Realização de respostas imunes, ele impede que a linfa lance microorganismos na corrente sanguínea através da retenção e destruição destes dentro de seus linfonodos. • O capilar linfático não realiza trocas, ele somente coleta o líquido com o que tiver nele, as trocas são realizadas pelo sangue. É o sangue que faz o transporte de nutrientes e remoção de toxinas, ou seja, é pelo sangue que são realizadas as trocas necessárias ao equilíbrio do organismo.
  • 7.
  • 8. A linfa de todo o organismo retorna à circulação sanguínea por meio de dois grandes troncos: o ducto torácico e o ducto linfático direito. O ducto torácico recebe a linfa vinda dos membros inferiores, do hemitórax esquerdo, e metade esquerda do pescoço e da cabeça, além do membro superior esquerdo. O ducto linfático direito recolhe a linfa proveniente do membro superior direito, do hemitórax direito, do pescoço e da cabeça. Este ducto é formado pela união dos troncos subclávio, jugular direito e broncomediastinal direito.
  • 9. CARACTERÍSTICAS GERAIS • ABSORÇÃO DE LÍQUIDO TECIDUAL, MAS COM TUBOS TERMINANDO EM FUNDO CEGO. • NÃO TEM ÓRGÃO CENTRAL DE BOMBEAMENTO. • ESTÃO ASSOCIADOS A LINFONODOS.
  • 10.
  • 11. LINFONODOS • PARA ENTENDERMOS O QUE SÃO OS LINFONODOS, UMA FORMA BEM SIMPLES É PENSARMOS NELES COMO FILTROS, UMA VEZ QUE A LINFA PASSA POR VÁRIOS DELES ANTES DE CHEGAR À CORRENTE SANGUÍNEA, E, COMO JÁ VIMOS ACIMA, NELES FICAM RETIDOS OS AGENTES CAUSADORES DE DOENÇAS ATÉ SUA ELIMINAÇÃO. • ESTÃO INTERPOSTOS NO TRAJETO DOS VASOS LINFÁTICOS E AGEM COMO UMA BARREIRA OU FILTRO CONTRA A PENETRAÇÃO NA CORRENTE CIRCULATÓRIA DE MICROORGANISMOS, TOXINAS OU SUBSTÂNCIAS ESTRANHAS AO ORGANISMO. OS LINFONODOS SÃO, PORTANTO, ELEMENTOS DE DEFESA, E PARA TANTO PRODUZEM GLÓBULOS BRANCOS, PRINCIPALMENTE LINFÓCITOS.
  • 12. • A passagem da linfa pelo linfonodo remove por fagocitose pelos macrófagos, cerca de 99% das moléculas, microorganismos e células estranhas. No total possuímos entre 400 e 600 linfonodos no corpo. • Como reação a uma inflamação, o linfonodo pode intumescer- se e se tornar doloroso, fenômeno conhecido como íngua.
  • 13.
  • 14. TONSILAS/AMÍGDALAS • São estruturas constituídas por tecido linfoide, ricas em glóbulos brancos. • Localizam-se na orofaringe, ou seja, na transição da boca para a faringe. • São duas pequenas estruturas arredondadas, em forma de amêndoas, localizadas na parte de trás da boca, ao lado da garganta. São grandes aliadas do sistema linfático e imunológico. Por sua localização, ajudam o organismo a combater infecções causadas por vírus e bactérias que entram pela boca ou pelo nariz.
  • 15.
  • 16. ADENOIDES • Adenoide é o nome de dois pequenos conglomerados de tecido linfoide, que se localizam na rinofaringe, região situada atrás das cavidades nasais e acima do palato mole (céu da boca). Adenoide não é o nome de uma doença. Assim como as amídalas (ou tonsilas palatinas), elas são órgãos que fazem parte do sistema imunológico e produzem anticorpos. Conhecidas popularmente como carne esponjosa, constituem um mecanismo de defesa contra a invasão de agentes estranhos ao organismo.
  • 17.
  • 18. FLUXO DA LINFA O fluxo da linfa é lento, por volta de três litros de linfa penetram no sistema cardiovascular em 24 horas. Isso se deve ao fato de que, ao contrário do sistema cardiovascular, o sistema linfático para fluir depende de forças externas e internas do organismo, como a gravidade, os movimentos passivos, a massagem ou a contração muscular, a pulsação das artérias próximas aos vasos, o peristaltismo visceral e os movimentos respiratórios.
  • 19. BAÇO • ÓRGÃO LINFÓIDE. • LOCAL: LADO ESQUERDO DA CAVIDADE ABDOMINAL, JUNTO AO DIAFRAGMA, AO NÍVEL DA 9ª, 10ª E 11ª COSTELAS. • PARTES: FACE DIAFRAGMÁTICA E FACE VISCERAL, ONDE HÁ • UMA FENDA (HILO) PARA ENTRADA DE VASOS E NERVOS. • DRENADO PELA VEIA ESPLÊNICA, TRIBUTÁRIA DA VEIA PORTA.
  • 20.
  • 21.
  • 22. TIMO • ÓRGÃO LINFÓIDE. • LOCAL: PARTE NO TÓRAX (ATRÁS DO ESTERNO) E PORÇÃO INFERIOR AO PESCOÇO (ANTERIOR E DOS LADOS DA TRAQUÉIA) • CRESCE APÓS O NASCIMENTO E ATINGE O IDEAL NA PUBERDADE, E DEPOIS COMEÇA A REGREDIR.
  • 23.
  • 24. FUNÇÃO • Produção de células T (linfócitos T). • Os Linfócitos: células brancas do sangue (glóbulos brancos/leucócitos). • Após os glóbulos brancos estarem maduros, eles saem do timo e se fixam no baço e um novo lote de células T é produzido. • A glândula timo, que é moldada como uma borboleta, é um órgão especial do sistema imunológico humano. É também uma das mais importantes glândulas do corpo humano. É um órgão de cor cinzento rosado, situado na região superior do tórax, abaixo do esterno, ou osso do peito.