SlideShare uma empresa Scribd logo
Florestas Boreais
Floresta Boreal é uma mistura de
betulaceas e resinosas .Estas árvores resistem a
   condições climatéricas difíceis: temperaturas
  muito baixas, solo gelado durante uma grande
    parte do ano. A água é abundante. Existem
inúmeros pântanos. As sementes têm dificuldade
 em germinar nestas condições. É muitas vezes
 necessário secar o solo, vazando os fossos, de
  forma a permitir à floresta a sua regeneração.
Climas
O clima é sub-ártico, com ventos fortes e gelados
 durante todo o ano. Estas florestas são frias e
 recebem pouca precipitação anual (40-100 cm). Há
 duas estações do ano, Inverno e Verão. O Inverno é
 muito frio, longo e seco, havendo precipitação em
 forma de neve; os dias são pequenos. No Verão,
 que pode durar de quatro anos e a doze meses, os
 dias são longos e mais 'quentes' e o solo
 descongela completamente, formando lagos,
 pântanos e brejos. A temperatura oscila entre -54º e
 21 °C. O solo é fino e pobre em nutrientes e cobre-
 se de folhas e agulhas caídas das árvores, o que o
 torna ácido e impede o desenvolvimento de outras
 plantas. Água em abundância.
Flora
As florestas boreais demoram muito tempo a
crescer e há pouca vegetação rasteira. Aparecem
 no entanto, musgos, liquens e alguns arbustos.

     As árvores demonstram a existência de
adaptações ao meio. Sendo de folha persistente,
   conservam, quando a temperatura baixa, a
energia necessária à produção de novas folhas e
 assim que a luz solar aumenta, podem começar
      de imediato a realizar a fotossíntese.
A vegetação é pouco diversificada devido às
baixas temperaturas registradas (a água do solo
   encontra-se congelada), sendo constituída
sobretudo por coníferas - abetos (como o Abeto
do Norte) e pinheiros (como o Pinheiro silvestre),
   cujas folhas aciculares e cobertas por uma
película cerosa, as ajuda a conservar a umidade
 e o calor durante a estação fria. Outra conífera
     que também pode aparecer é o Larício
  europeu de folha caduca - Lárice. Em certas
 condições também podem aparecer Bétulas e
                  Faias pretas.
Fauna
Fauna é o termo coletivo para a vida animal de uma
  determinada região ou período de tempo. O termo
 correspondente para plantas é flora. Flora, fauna e
      outras formas de vida como os fungos são
          coletivamente chamados de Biota.

  Zoólogos e paleontólogos geralmente usam o termo
     fauna para se referir a uma coleção de animais
tipicamente encontrados em um período específico ou
lugar específico, por exemplo a "Fauna do Deserto de
        Sonora" ou "a fauna de Burgess Shale".

Paleontólogos se referem a uma sequência de cerca
 de 80 estágios de fauna, que são séries de rochas
            contendo fósseis similares.
Degradação Ambiental
A atividade econômica nas Taigas é
muito intensa e os países que as detêm
(China, Rússia, Canadá) não parecem
    dispostos a abrandar o ritmo de
  exploração. Além das atividades de
  exploração da madeira, há aqueles
   decorrentes de testes e depósitos
 nucleares, naufrágios de submarinos
      nucleares no oceano Ártico.
file://home/professor/Documentos/Imagens da Floresta Boreal/Mapa
                                                                   Localização
Floresta Temperada é um bioma
encontrado nas regiões entre os pólos e
  trópicos da Terra de clima temperado,
  especialmente no leste da América do
    Norte, Europa, leste da Ásia, sul da
       Austrália e Chile. Os índices
 pluviométricos são, em média, de 75 a
   100 centímetros por ano e o solo das
florestas temperadas são bastante ricos
              em nutrientes.
Dados de Identificação
   Escola Estadual de Ensino Médio Irmão José Otão

Professoras : Michele ( geografia ) ,
                        Ivoneti (Informática)
         Componente Curricular : Geografia
       Aluno : Bruno Reis e Andressa Kiminsky
           Data de Execução : 16/04/2011
          Data de Finalização : 16/06/2011
                      Turma : 104
             Série : 1º ano
              Assunto : Floresta Boreais
Fontes de Pesquisa


     Info Escola

     Wikipédia

  Imagens Google

   Alunos Online
O que achamos do trabalho em geral
              (Conclusão)


    Neste trabalho que foi desenvolvido durante dois
     meses , aprendemos a usar o Linux (programa
    semelhante a um windows) com a professora da
Informática (Ivoneti) , o tempo da execução do trabalho
  foi bem proveitoso , pois mesmo tendo apenas uma
aula por semana na informática conseguimos fazer um
 trabalho para passar um pouco de informações sobre
                 ''Florestas Boreais '' .

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Distribuicao dos organismos na biosfera
Distribuicao dos organismos na biosferaDistribuicao dos organismos na biosfera
Distribuicao dos organismos na biosfera
ANA LUCIA FARIAS
 
Floresta tropical
Floresta tropicalFloresta tropical
Floresta tropical
Gabriela Bruno
 
DESERTOS E PRADARIAS
DESERTOS E PRADARIASDESERTOS E PRADARIAS
DESERTOS E PRADARIAS
Conceição Fontolan
 
DistribuiçãO Dos Organismos Na Biosfera
DistribuiçãO Dos Organismos Na BiosferaDistribuiçãO Dos Organismos Na Biosfera
DistribuiçãO Dos Organismos Na Biosfera
guestcfe5521
 
Ecossistemas terrestres e aquáticos
Ecossistemas terrestres e aquáticosEcossistemas terrestres e aquáticos
Ecossistemas terrestres e aquáticos
Gisele A. Barbosa
 
Biomas brasileiro e do mundo
Biomas brasileiro e do mundoBiomas brasileiro e do mundo
Biomas brasileiro e do mundo
Rosimeire Carlos Peixoto
 
TCD BIOGEOGRAFIA
TCD BIOGEOGRAFIATCD BIOGEOGRAFIA
TCD BIOGEOGRAFIA
Rodrigo Lopes
 
Biomas no planeta
Biomas no planetaBiomas no planeta
Biomas no planeta
Vanuza Freitas
 
Código Penal, Drogas e Pedofilia - 2
Código Penal, Drogas e Pedofilia - 2Código Penal, Drogas e Pedofilia - 2
Código Penal, Drogas e Pedofilia - 2
GUILHERME FRANÇA
 
102 karine e mayara chaparral
102 karine e mayara chaparral102 karine e mayara chaparral
102 karine e mayara chaparral
Ivoneti de Lima
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas geografia
Biomas geografiaBiomas geografia
Biomas geografia
blogi4
 
Cerrado
CerradoCerrado
Cerrado
Kassia Santos
 
Classificação dos Ecossistemas
Classificação dos EcossistemasClassificação dos Ecossistemas
Classificação dos Ecossistemas
Lucas Maciel Gomes Olini
 
Sexto ano cap 6 os diferentes ambientes da terra
Sexto ano cap 6 os diferentes ambientes da terraSexto ano cap 6 os diferentes ambientes da terra
Sexto ano cap 6 os diferentes ambientes da terra
Sarah Lemes
 
Fito geografia
Fito geografiaFito geografia
Fito geografia
Delmacy Cruz Souza
 
3 4 biomas+terrestres
3 4 biomas+terrestres3 4 biomas+terrestres
3 4 biomas+terrestres
professorfabiovalente
 
Relatório de campo
Relatório de campoRelatório de campo
Relatório de campo
Maria Cristina Marques Mota
 
Onde existe vida2
Onde existe vida2Onde existe vida2
Onde existe vida2
marcommendes
 
Sementes florestais - guia para germinação de 100 espécies nativas
Sementes florestais - guia para germinação de 100 espécies nativasSementes florestais - guia para germinação de 100 espécies nativas
Sementes florestais - guia para germinação de 100 espécies nativas
Urialisson Queiroz
 

Mais procurados (20)

Distribuicao dos organismos na biosfera
Distribuicao dos organismos na biosferaDistribuicao dos organismos na biosfera
Distribuicao dos organismos na biosfera
 
Floresta tropical
Floresta tropicalFloresta tropical
Floresta tropical
 
DESERTOS E PRADARIAS
DESERTOS E PRADARIASDESERTOS E PRADARIAS
DESERTOS E PRADARIAS
 
DistribuiçãO Dos Organismos Na Biosfera
DistribuiçãO Dos Organismos Na BiosferaDistribuiçãO Dos Organismos Na Biosfera
DistribuiçãO Dos Organismos Na Biosfera
 
Ecossistemas terrestres e aquáticos
Ecossistemas terrestres e aquáticosEcossistemas terrestres e aquáticos
Ecossistemas terrestres e aquáticos
 
Biomas brasileiro e do mundo
Biomas brasileiro e do mundoBiomas brasileiro e do mundo
Biomas brasileiro e do mundo
 
TCD BIOGEOGRAFIA
TCD BIOGEOGRAFIATCD BIOGEOGRAFIA
TCD BIOGEOGRAFIA
 
Biomas no planeta
Biomas no planetaBiomas no planeta
Biomas no planeta
 
Código Penal, Drogas e Pedofilia - 2
Código Penal, Drogas e Pedofilia - 2Código Penal, Drogas e Pedofilia - 2
Código Penal, Drogas e Pedofilia - 2
 
102 karine e mayara chaparral
102 karine e mayara chaparral102 karine e mayara chaparral
102 karine e mayara chaparral
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
 
Biomas geografia
Biomas geografiaBiomas geografia
Biomas geografia
 
Cerrado
CerradoCerrado
Cerrado
 
Classificação dos Ecossistemas
Classificação dos EcossistemasClassificação dos Ecossistemas
Classificação dos Ecossistemas
 
Sexto ano cap 6 os diferentes ambientes da terra
Sexto ano cap 6 os diferentes ambientes da terraSexto ano cap 6 os diferentes ambientes da terra
Sexto ano cap 6 os diferentes ambientes da terra
 
Fito geografia
Fito geografiaFito geografia
Fito geografia
 
3 4 biomas+terrestres
3 4 biomas+terrestres3 4 biomas+terrestres
3 4 biomas+terrestres
 
Relatório de campo
Relatório de campoRelatório de campo
Relatório de campo
 
Onde existe vida2
Onde existe vida2Onde existe vida2
Onde existe vida2
 
Sementes florestais - guia para germinação de 100 espécies nativas
Sementes florestais - guia para germinação de 100 espécies nativasSementes florestais - guia para germinação de 100 espécies nativas
Sementes florestais - guia para germinação de 100 espécies nativas
 

Destaque

Biomas mundiais
Biomas mundiaisBiomas mundiais
Biomas mundiais
segundomanhaluce
 
Fatores do meio que influenciam as plantas
Fatores do meio que influenciam as plantasFatores do meio que influenciam as plantas
Fatores do meio que influenciam as plantas
nenhuma
 
Tundra e Taiga
Tundra e TaigaTundra e Taiga
Tundra e Taiga
michael cayo
 
Biomas Mundiais
Biomas MundiaisBiomas Mundiais
Biomas Mundiais
Estude Mais
 
Savana
SavanaSavana
Savana
IT Booze
 
Campos, desertos e savanas
Campos, desertos e savanasCampos, desertos e savanas
Campos, desertos e savanas
Camila Raccioni
 
O mundo rural em portugal e seus fatores
O mundo rural em portugal e seus fatoresO mundo rural em portugal e seus fatores
O mundo rural em portugal e seus fatores
Cacilda Basto
 
Biomas
BiomasBiomas
InfluêNcia Dos Factores Do Meio Nas Plantas
InfluêNcia Dos Factores Do Meio Nas PlantasInfluêNcia Dos Factores Do Meio Nas Plantas
InfluêNcia Dos Factores Do Meio Nas Plantas
Tânia Reis
 
Floresta tropical - Savana, pradaria e deserto
Floresta tropical - Savana, pradaria e desertoFloresta tropical - Savana, pradaria e deserto
Floresta tropical - Savana, pradaria e deserto
Marcos Otilio
 
Savana
Savana Savana
Floresta tropical
Floresta tropicalFloresta tropical
Floresta tropical
Nome Sobrenome
 
Slide taiga
Slide  taigaSlide  taiga
Slide taiga
Eduarda P.
 
Floresta Tropical
Floresta TropicalFloresta Tropical
Floresta Tropical
Larissa Oliveira
 
Trabalho de geografia clima temperado 1º ano
Trabalho de geografia   clima temperado 1º anoTrabalho de geografia   clima temperado 1º ano
Trabalho de geografia clima temperado 1º ano
Guilherme Do Rosario
 
Mediterrâneo, Florestas Temperadas e Tundras
Mediterrâneo, Florestas Temperadas e TundrasMediterrâneo, Florestas Temperadas e Tundras
Mediterrâneo, Florestas Temperadas e Tundras
natalia machado
 
Floresta tropical
Floresta tropicalFloresta tropical
Floresta tropical
Vale Rodrigues
 
Biomas mundiais
Biomas mundiaisBiomas mundiais
Biomas mundiais
igor-oliveira
 
Climas e formações vegetais
Climas   e formações vegetaisClimas   e formações vegetais
Climas e formações vegetais
fatima4lopes
 
Biomas mundiais (1ºano)
Biomas mundiais (1ºano)Biomas mundiais (1ºano)
Biomas mundiais (1ºano)
Matheus Boniatti
 

Destaque (20)

Biomas mundiais
Biomas mundiaisBiomas mundiais
Biomas mundiais
 
Fatores do meio que influenciam as plantas
Fatores do meio que influenciam as plantasFatores do meio que influenciam as plantas
Fatores do meio que influenciam as plantas
 
Tundra e Taiga
Tundra e TaigaTundra e Taiga
Tundra e Taiga
 
Biomas Mundiais
Biomas MundiaisBiomas Mundiais
Biomas Mundiais
 
Savana
SavanaSavana
Savana
 
Campos, desertos e savanas
Campos, desertos e savanasCampos, desertos e savanas
Campos, desertos e savanas
 
O mundo rural em portugal e seus fatores
O mundo rural em portugal e seus fatoresO mundo rural em portugal e seus fatores
O mundo rural em portugal e seus fatores
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
 
InfluêNcia Dos Factores Do Meio Nas Plantas
InfluêNcia Dos Factores Do Meio Nas PlantasInfluêNcia Dos Factores Do Meio Nas Plantas
InfluêNcia Dos Factores Do Meio Nas Plantas
 
Floresta tropical - Savana, pradaria e deserto
Floresta tropical - Savana, pradaria e desertoFloresta tropical - Savana, pradaria e deserto
Floresta tropical - Savana, pradaria e deserto
 
Savana
Savana Savana
Savana
 
Floresta tropical
Floresta tropicalFloresta tropical
Floresta tropical
 
Slide taiga
Slide  taigaSlide  taiga
Slide taiga
 
Floresta Tropical
Floresta TropicalFloresta Tropical
Floresta Tropical
 
Trabalho de geografia clima temperado 1º ano
Trabalho de geografia   clima temperado 1º anoTrabalho de geografia   clima temperado 1º ano
Trabalho de geografia clima temperado 1º ano
 
Mediterrâneo, Florestas Temperadas e Tundras
Mediterrâneo, Florestas Temperadas e TundrasMediterrâneo, Florestas Temperadas e Tundras
Mediterrâneo, Florestas Temperadas e Tundras
 
Floresta tropical
Floresta tropicalFloresta tropical
Floresta tropical
 
Biomas mundiais
Biomas mundiaisBiomas mundiais
Biomas mundiais
 
Climas e formações vegetais
Climas   e formações vegetaisClimas   e formações vegetais
Climas e formações vegetais
 
Biomas mundiais (1ºano)
Biomas mundiais (1ºano)Biomas mundiais (1ºano)
Biomas mundiais (1ºano)
 

Semelhante a 104 16 junandressa e bruno

Clima e vegetação
Clima e vegetaçãoClima e vegetação
Clima e vegetação
Salageo Cristina
 
Ecossistemas do meio_terrestre_neoval
Ecossistemas do meio_terrestre_neovalEcossistemas do meio_terrestre_neoval
Ecossistemas do meio_terrestre_neoval
sidik-satar789
 
Vegetacao (3).pptx
Vegetacao (3).pptxVegetacao (3).pptx
Vegetacao (3).pptx
RafaelWGM13
 
América: Vegetação
América: VegetaçãoAmérica: Vegetação
América: Vegetação
Roberta Sumar
 
A biosfera
A biosferaA biosfera
Biomas terrestres
Biomas terrestresBiomas terrestres
Biomas terrestres
Maria Olandina Machado
 
Domínio morfoclimático
Domínio morfoclimáticoDomínio morfoclimático
Domínio morfoclimático
Adriana Gomes Messias
 
Jogo biomas caderno pistas sul
Jogo biomas caderno pistas sulJogo biomas caderno pistas sul
Jogo biomas caderno pistas sul
Adriana Heloisa
 
Os grandes biomas terrestres e aquáticos
Os grandes biomas terrestres e aquáticosOs grandes biomas terrestres e aquáticos
Os grandes biomas terrestres e aquáticos
Fábio Oliveira
 
Climas e formações vegetais
Climas e formações vegetaisClimas e formações vegetais
Climas e formações vegetais
Wander Junior
 
FLORESTAS TROPICAIS
FLORESTAS TROPICAISFLORESTAS TROPICAIS
FLORESTAS TROPICAIS
Conceição Fontolan
 
Floresta temperada e vegetação mediterrânia
Floresta temperada e vegetação mediterrâniaFloresta temperada e vegetação mediterrânia
Floresta temperada e vegetação mediterrânia
Divino Carvalho
 
Biomas do mundo
Biomas do mundoBiomas do mundo
Seminário vegetação
Seminário vegetaçãoSeminário vegetação
Seminário vegetação
LUIS ABREU
 
SAVANAS E FLORESTAS SUBTROPICAIS
SAVANAS E FLORESTAS SUBTROPICAISSAVANAS E FLORESTAS SUBTROPICAIS
SAVANAS E FLORESTAS SUBTROPICAIS
Conceição Fontolan
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
URCA
 
Paisagens vegetais
Paisagens vegetaisPaisagens vegetais
Paisagens vegetais
JoaoDantas11
 
Brasil natureza
Brasil naturezaBrasil natureza
Brasil natureza
Salageo Cristina
 
Slides de Geografia- Colégio Bimbatti 1ano EM
Slides de Geografia- Colégio Bimbatti 1ano EMSlides de Geografia- Colégio Bimbatti 1ano EM
Slides de Geografia- Colégio Bimbatti 1ano EM
Junior Oliveira
 
Taiany e Victor
Taiany e VictorTaiany e Victor
Taiany e Victor
inclusaodigital2011
 

Semelhante a 104 16 junandressa e bruno (20)

Clima e vegetação
Clima e vegetaçãoClima e vegetação
Clima e vegetação
 
Ecossistemas do meio_terrestre_neoval
Ecossistemas do meio_terrestre_neovalEcossistemas do meio_terrestre_neoval
Ecossistemas do meio_terrestre_neoval
 
Vegetacao (3).pptx
Vegetacao (3).pptxVegetacao (3).pptx
Vegetacao (3).pptx
 
América: Vegetação
América: VegetaçãoAmérica: Vegetação
América: Vegetação
 
A biosfera
A biosferaA biosfera
A biosfera
 
Biomas terrestres
Biomas terrestresBiomas terrestres
Biomas terrestres
 
Domínio morfoclimático
Domínio morfoclimáticoDomínio morfoclimático
Domínio morfoclimático
 
Jogo biomas caderno pistas sul
Jogo biomas caderno pistas sulJogo biomas caderno pistas sul
Jogo biomas caderno pistas sul
 
Os grandes biomas terrestres e aquáticos
Os grandes biomas terrestres e aquáticosOs grandes biomas terrestres e aquáticos
Os grandes biomas terrestres e aquáticos
 
Climas e formações vegetais
Climas e formações vegetaisClimas e formações vegetais
Climas e formações vegetais
 
FLORESTAS TROPICAIS
FLORESTAS TROPICAISFLORESTAS TROPICAIS
FLORESTAS TROPICAIS
 
Floresta temperada e vegetação mediterrânia
Floresta temperada e vegetação mediterrâniaFloresta temperada e vegetação mediterrânia
Floresta temperada e vegetação mediterrânia
 
Biomas do mundo
Biomas do mundoBiomas do mundo
Biomas do mundo
 
Seminário vegetação
Seminário vegetaçãoSeminário vegetação
Seminário vegetação
 
SAVANAS E FLORESTAS SUBTROPICAIS
SAVANAS E FLORESTAS SUBTROPICAISSAVANAS E FLORESTAS SUBTROPICAIS
SAVANAS E FLORESTAS SUBTROPICAIS
 
Biomas
BiomasBiomas
Biomas
 
Paisagens vegetais
Paisagens vegetaisPaisagens vegetais
Paisagens vegetais
 
Brasil natureza
Brasil naturezaBrasil natureza
Brasil natureza
 
Slides de Geografia- Colégio Bimbatti 1ano EM
Slides de Geografia- Colégio Bimbatti 1ano EMSlides de Geografia- Colégio Bimbatti 1ano EM
Slides de Geografia- Colégio Bimbatti 1ano EM
 
Taiany e Victor
Taiany e VictorTaiany e Victor
Taiany e Victor
 

Mais de Ivoneti de Lima

102iasmineelucianacaatinga
102iasmineelucianacaatinga102iasmineelucianacaatinga
102iasmineelucianacaatinga
Ivoneti de Lima
 
T104jacson taina tundra
T104jacson taina tundraT104jacson taina tundra
T104jacson taina tundra
Ivoneti de Lima
 
104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga
Ivoneti de Lima
 
104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga
Ivoneti de Lima
 
104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga
Ivoneti de Lima
 
14104 luan geografia
14104 luan geografia14104 luan geografia
14104 luan geografia
Ivoneti de Lima
 
104 luan, vitor, rafael m. geografia
104 luan, vitor, rafael m. geografia104 luan, vitor, rafael m. geografia
104 luan, vitor, rafael m. geografia
Ivoneti de Lima
 
104 juliana, jamile jaqueline desertos
104 juliana, jamile jaqueline desertos104 juliana, jamile jaqueline desertos
104 juliana, jamile jaqueline desertos
Ivoneti de Lima
 
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
Ivoneti de Lima
 
2011 biomas projeto
2011 biomas projeto2011 biomas projeto
2011 biomas projeto
Ivoneti de Lima
 
104 luan, vitor, rafael m. geografia
104 luan, vitor, rafael m. geografia104 luan, vitor, rafael m. geografia
104 luan, vitor, rafael m. geografia
Ivoneti de Lima
 
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
Ivoneti de Lima
 
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
Ivoneti de Lima
 
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
Ivoneti de Lima
 
Geo 1º anos biomas
Geo 1º anos biomasGeo 1º anos biomas
Geo 1º anos biomas
Ivoneti de Lima
 
Projeto trânsito 2009 e 2010
Projeto trânsito 2009 e 2010Projeto trânsito 2009 e 2010
Projeto trânsito 2009 e 2010
Ivoneti de Lima
 
1.Eu Sou CidadãO Consciente P Ps Neti
1.Eu Sou CidadãO Consciente P Ps Neti1.Eu Sou CidadãO Consciente P Ps Neti
1.Eu Sou CidadãO Consciente P Ps Neti
Ivoneti de Lima
 

Mais de Ivoneti de Lima (17)

102iasmineelucianacaatinga
102iasmineelucianacaatinga102iasmineelucianacaatinga
102iasmineelucianacaatinga
 
T104jacson taina tundra
T104jacson taina tundraT104jacson taina tundra
T104jacson taina tundra
 
104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga
 
104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga
 
104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga104 carolina e fabiana caatinga
104 carolina e fabiana caatinga
 
14104 luan geografia
14104 luan geografia14104 luan geografia
14104 luan geografia
 
104 luan, vitor, rafael m. geografia
104 luan, vitor, rafael m. geografia104 luan, vitor, rafael m. geografia
104 luan, vitor, rafael m. geografia
 
104 juliana, jamile jaqueline desertos
104 juliana, jamile jaqueline desertos104 juliana, jamile jaqueline desertos
104 juliana, jamile jaqueline desertos
 
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
 
2011 biomas projeto
2011 biomas projeto2011 biomas projeto
2011 biomas projeto
 
104 luan, vitor, rafael m. geografia
104 luan, vitor, rafael m. geografia104 luan, vitor, rafael m. geografia
104 luan, vitor, rafael m. geografia
 
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
 
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
 
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
05 julho21junho 103 lucas nicolas e guilherme savana
 
Geo 1º anos biomas
Geo 1º anos biomasGeo 1º anos biomas
Geo 1º anos biomas
 
Projeto trânsito 2009 e 2010
Projeto trânsito 2009 e 2010Projeto trânsito 2009 e 2010
Projeto trânsito 2009 e 2010
 
1.Eu Sou CidadãO Consciente P Ps Neti
1.Eu Sou CidadãO Consciente P Ps Neti1.Eu Sou CidadãO Consciente P Ps Neti
1.Eu Sou CidadãO Consciente P Ps Neti
 

Último

Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 

104 16 junandressa e bruno

  • 2. Floresta Boreal é uma mistura de betulaceas e resinosas .Estas árvores resistem a condições climatéricas difíceis: temperaturas muito baixas, solo gelado durante uma grande parte do ano. A água é abundante. Existem inúmeros pântanos. As sementes têm dificuldade em germinar nestas condições. É muitas vezes necessário secar o solo, vazando os fossos, de forma a permitir à floresta a sua regeneração.
  • 4. O clima é sub-ártico, com ventos fortes e gelados durante todo o ano. Estas florestas são frias e recebem pouca precipitação anual (40-100 cm). Há duas estações do ano, Inverno e Verão. O Inverno é muito frio, longo e seco, havendo precipitação em forma de neve; os dias são pequenos. No Verão, que pode durar de quatro anos e a doze meses, os dias são longos e mais 'quentes' e o solo descongela completamente, formando lagos, pântanos e brejos. A temperatura oscila entre -54º e 21 °C. O solo é fino e pobre em nutrientes e cobre- se de folhas e agulhas caídas das árvores, o que o torna ácido e impede o desenvolvimento de outras plantas. Água em abundância.
  • 6. As florestas boreais demoram muito tempo a crescer e há pouca vegetação rasteira. Aparecem no entanto, musgos, liquens e alguns arbustos. As árvores demonstram a existência de adaptações ao meio. Sendo de folha persistente, conservam, quando a temperatura baixa, a energia necessária à produção de novas folhas e assim que a luz solar aumenta, podem começar de imediato a realizar a fotossíntese.
  • 7. A vegetação é pouco diversificada devido às baixas temperaturas registradas (a água do solo encontra-se congelada), sendo constituída sobretudo por coníferas - abetos (como o Abeto do Norte) e pinheiros (como o Pinheiro silvestre), cujas folhas aciculares e cobertas por uma película cerosa, as ajuda a conservar a umidade e o calor durante a estação fria. Outra conífera que também pode aparecer é o Larício europeu de folha caduca - Lárice. Em certas condições também podem aparecer Bétulas e Faias pretas.
  • 9. Fauna é o termo coletivo para a vida animal de uma determinada região ou período de tempo. O termo correspondente para plantas é flora. Flora, fauna e outras formas de vida como os fungos são coletivamente chamados de Biota. Zoólogos e paleontólogos geralmente usam o termo fauna para se referir a uma coleção de animais tipicamente encontrados em um período específico ou lugar específico, por exemplo a "Fauna do Deserto de Sonora" ou "a fauna de Burgess Shale". Paleontólogos se referem a uma sequência de cerca de 80 estágios de fauna, que são séries de rochas contendo fósseis similares.
  • 11. A atividade econômica nas Taigas é muito intensa e os países que as detêm (China, Rússia, Canadá) não parecem dispostos a abrandar o ritmo de exploração. Além das atividades de exploração da madeira, há aqueles decorrentes de testes e depósitos nucleares, naufrágios de submarinos nucleares no oceano Ártico.
  • 13. Floresta Temperada é um bioma encontrado nas regiões entre os pólos e trópicos da Terra de clima temperado, especialmente no leste da América do Norte, Europa, leste da Ásia, sul da Austrália e Chile. Os índices pluviométricos são, em média, de 75 a 100 centímetros por ano e o solo das florestas temperadas são bastante ricos em nutrientes.
  • 14. Dados de Identificação Escola Estadual de Ensino Médio Irmão José Otão Professoras : Michele ( geografia ) , Ivoneti (Informática) Componente Curricular : Geografia Aluno : Bruno Reis e Andressa Kiminsky Data de Execução : 16/04/2011 Data de Finalização : 16/06/2011 Turma : 104 Série : 1º ano Assunto : Floresta Boreais
  • 15. Fontes de Pesquisa Info Escola Wikipédia Imagens Google Alunos Online
  • 16. O que achamos do trabalho em geral (Conclusão) Neste trabalho que foi desenvolvido durante dois meses , aprendemos a usar o Linux (programa semelhante a um windows) com a professora da Informática (Ivoneti) , o tempo da execução do trabalho foi bem proveitoso , pois mesmo tendo apenas uma aula por semana na informática conseguimos fazer um trabalho para passar um pouco de informações sobre ''Florestas Boreais '' .