Area de risco, Apresentação Prof Nilzete Alves Campos

723 visualizações

Publicada em

Área de risco, Apresentação Prof. Nilzete Alves Campos

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
723
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Area de risco, Apresentação Prof Nilzete Alves Campos

  1. 1. 1 Áreas de risco Apresentação Prof. Nilzete Alves Campos
  2. 2. 2 Locais e área de risco Vista do Bairro Novo Recreio em Guarulhos São Paulo. Nessas áreas é muito comum desabamento das casas e comércios existentes por ali. Slide 2
  3. 3. 3 Morro em Almirante Tamandaré, na região Metropolitana de Curitiba; cidade tem pelo menos 3 mil pessoas vivendo em áreas de risco.
  4. 4. 4 Morro da Carioca
  5. 5. 5 Comunidade ‘’Buracão’’, no Mauzinho Manaus, é cheia de crateras e oferece perigo iminente.
  6. 6. 6 Proximidades da Ponte de Purus na região amazônica, águas entram na floresta, deixando desabrigados.
  7. 7. 7 Vista panorâmica do dique (lado esquerdo o rio Piumhi represado e lado direito a represa de Furnas).
  8. 8. 8
  9. 9. 9 Explicação do slide 8 Figura 3 - Limites das áreas de drenagem (divisores de água) das bacias do rio Grande e do São Francisco antes e depois da transposição das águas e ilustração do percurso das obras de dragagem: A – Antes da transposição; B- Após a transposição das águas.
  10. 10. 10 Figura 4 - Modelo digital de elevação - MDE da bacia hidrográfica do rio Piumhi, gerado no SRTM.
  11. 11. 11
  12. 12. 12
  13. 13. 13 Explicação dos slides 11 e 12 Figura 5 – Dragas de arraste com caçamba de 1 jarda cúbita, utilizadas na construção do Canal do Rio Piui, abrangendo uma extensão de 11,3 km e uma seção trapezoidal de 33 m2: A - Duas dragas trabalhando em paralelo ao eixo da obra: B- Vista de uma das dragas. Fonte: Arquivo do DNOS (1960).

×