FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
Molhado 
& 
Evaporando 
Molhado Penetrando 
& 
Evaporando 
(Seco) 
Gota 
Molha...
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
Eucalipto 
Pinheiro 
No Brasil o papel e fabricado a partir principalmente de ...
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
Celulose 
Fabrica de Papel 
A celulose produzida a partir do PINHEIRO tem FIBR...
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
POEIRA OU TALCO 
 Nesta foto (a partir de um microscópio), e possivel ver 
qu...
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
= 
RESIDUO 
= 
GRAXA
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
+ + = 
POEIRA 
= 
AMBIENTE 
+ 
FIBRA 
+ 
AMIDO 
WIPER 
SYSTEM 
WIPER 
RESIDUO ...
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
+ + = 
WIPER 
SYSTEM 
WIPER 
RESIDUO 
= 
GRAXA 
FALHA 
DE 
JATOS
Composição da Borra 
ANALISE 
LOBORATORIAL 
PIGMENTOS + 
COMPONENTES 
FIBRAS DE 
CELULOSE 
MINERAIS 
+ 
AMIDOS 
OUTROS 
DE...
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
SISTEMA DE LIMPEZA DA RJ 900 SISTEMA DE LIMPEZA DA 9700 
LIMPEZA DO SISTEMA DE...
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
PAPEL HD 
Produzido para 
SUBLIMACAO 
No BRASIL 
Vantagens/ Características 
1...
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
Prensa Plana 
Calandra 
Radiômetro 
Termômetro INFRA VERMELHO
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
Radiômetro Para uma perfeita medição da temperatura de uma PRENSA ou 
CALANDRA...
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
Um termômetro infravermelho, também denominado de pirômetro óptico, é 
um disp...
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
Características Importantes de uma excelente PRENSA 
1. Base (berço) de Alumín...
FUNDAMENTOS BASICOS DA 
SUBLIMACAO DIGITAL 
Características Importantes de uma excelente Calandra 
1. CILINDRO DE ACO INOX...
DUVIDAS 
Rua Padre Adelino, 1588 - Tatuapé 
Cep: 03303-000 – São Paulo-SP 
+55 (11) 2095-4853 
+55 (11) 7714-4870 
vagner@...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Digimais Comunicação Visual - Fundamentos Básicos da Sublimação Digital

491 visualizações

Publicada em

Fundamentos Básicos da Sublimação Digital

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Digimais Comunicação Visual - Fundamentos Básicos da Sublimação Digital

  1. 1. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL Molhado & Evaporando Molhado Penetrando & Evaporando (Seco) Gota Molhado & Evaporando
  2. 2. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL Eucalipto Pinheiro No Brasil o papel e fabricado a partir principalmente de Eucalipto e Pinheiros (sendo este para fabricação principalmente de papeis especiais). Tecnicamente para sublimação saber sobre isso e de extrema importância, porque o papel influencia profundamente nas seguintes partes do processo: 1. Qualidade da Impressão / Estampa; 2. No Funcionamento da Impressora; 3. No Custo;
  3. 3. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL Celulose Fabrica de Papel A celulose produzida a partir do PINHEIRO tem FIBRAS LONGAS, esta característica e importante Porque da RESISTENCIA ao papel contra danos durante o seu manuseio como “RASGOS”. Já no caso do EUCALIPTO a celulose tem FIBRAS CURTAS que não permite o papel ter o mesmo atributo, mas devido ao seu rápido crescimento reduz o custo de produção do papel consideravelmente. Na Manufatura do papel as matérias primas principais são: 1. Celulose 2. Agua 3. Carga de Enchimento, como, minerais + amidos (Aqui esta o nosso principal problema) O branqueamento é feito por processos sem cloro elementar conhecido como ECF do inglês "elemental chlorine free" (usam dióxido de cloro) ou totalmente livres de cloro conhecido como TCF do inglês "total chlorine free" (usam peróxidos, ozônio, etc.).
  4. 4. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL POEIRA OU TALCO  Nesta foto (a partir de um microscópio), e possivel ver que o papel e totalmente irregular com fibras soltas e resíduo de amido solto por toda a superfície;  Esta característica e comum em papeis tipo:  LASER (CALANDRADO)  OFFSET (MONOLUCIDO) NO PLATEN OU MESA DA IMPRESSORA ACUMULA-SE:  Pó do ambiente;  Pedaços de fibras do papel;  Resíduo de Amido de Milho solto do papel:  Importante frisar que o atrito das partes metálicas e ou plásticas da maquina geram grande acumulo de pedaços de fibra que se desprendem do papel mais o amido de milho.
  5. 5. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL = RESIDUO = GRAXA
  6. 6. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL + + = POEIRA = AMBIENTE + FIBRA + AMIDO WIPER SYSTEM WIPER RESIDUO = GRAXA
  7. 7. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL + + = WIPER SYSTEM WIPER RESIDUO = GRAXA FALHA DE JATOS
  8. 8. Composição da Borra ANALISE LOBORATORIAL PIGMENTOS + COMPONENTES FIBRAS DE CELULOSE MINERAIS + AMIDOS OUTROS DEJETOS GRAXA / BORRAO 44,24% 19,37% 30,09% 6,30%
  9. 9. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL SISTEMA DE LIMPEZA DA RJ 900 SISTEMA DE LIMPEZA DA 9700 LIMPEZA DO SISTEMA DE LIMPEZA DE DA BASE ONDE E INSTALADO A CABECA DE IMPRESSAO 1. A LIMPEZA, devera ocorrer conforme o ciclo de produção, sendo para isso:  Para 8 horas de produção / dia = 1 limpeza a cada 3 meses;  Para 16 horas de produção / dia = 1 limpeza a cada 45 dias;  Para 24 horas de produção / dia = 1 limpeza a cada 22 dias;
  10. 10. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL PAPEL HD Produzido para SUBLIMACAO No BRASIL Vantagens/ Características 1. Alta Qualidade de Impressão, onde a superfície do papel permite altíssima acuracidade; 2. Alto Nível de Transferência ,onde o Papel tem que ser tratado ou Resinado; 3. Alta Resistência (para sofrer todas intempéries de uma Prensa Plana ou Calandra); 4. Baixíssimo Nível de Emissão de Po, ou seja, que na sua composição use-se um equilíbrio entre preenchimentos e amidos assegurando a isenção de pó no processo de impressão; 5. Maxima Autonomia, aumenta a capacidade de produção por rolo e permite produções desassistidas ou com pouca interferência do operador. 6. Gramatura 50 / 54 grs / m2, Gera economia de energia e transferi com mais uniformidade / velocidade principalmente usando calandra. 7. Redução no Consumo, devido ao tratamento e gramatura dado ao papel HD, feito um perfil de cor adequado a redução de tinta sobre o papel de ate 40%.
  11. 11. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL Prensa Plana Calandra Radiômetro Termômetro INFRA VERMELHO
  12. 12. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL Radiômetro Para uma perfeita medição da temperatura de uma PRENSA ou CALANDRA só pode ser feita através de uma Ferramenta chamada RADIOMETRO Um radiômetro é um dispositivo utilizado para medir a fluxo de radiação ou força da radiação eletromagnética. Embora o termo seja comumente aplicado a um dispositivo que mede radiação infravermelha, o nome também pode ser utilizado para detectores operando em qualquer comprimento de onda no espectro eletromagnético; um radiômetro que mede o espectro também pode ser chamado de espectro-radiômetro. Sempre ao descrever um radiômetro, as mais importantes características são: Abrangência espectral Sensibilidade espectral Campo de visão (180° ou limitado a um campo restrito) Resposta direcional (tipicamente resposta co-seno ou uni-direcional) Radiômetros podem usar todos os tipos de detectores; alguns são "térmicos" que absorve energia e a converte em um sinal, algumas sensores de fótons (fotodiodo) tem constante resposta por quantum (partícula de luz).
  13. 13. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL Um termômetro infravermelho, também denominado de pirômetro óptico, é um dispositivo que mede temperatura sem contato com o corpo/meio do qual se pretende conhecer a temperatura. Geralmente este termo é aplicado a instrumentos que medem temperaturas superiores a 600 graus celsius. Basicamente esse equipamento é constituído por um sistema óptico e um detector. O sistema óptico foca a energia emitida por um objeto sobre o detector. A saída do detector é proporcional a energia irradiada pelo objeto menos a energia absorvida e a resposta desse detector a um comprimento de onda específico. Apesar de ser fácil manuseio, ele apresenta algumas desvantagens, tais como, comparado com outro equipamento de medição de temperatura e para realizar a calibração deste equipamento ainda não foi definido uma procedimento padrão. A emissividade é um fator entre outros utilizado para se determinar a energia emitida pela superfície do corpo, pois a ela depende da temperatura e do comprimento de onda no qual a medição é executada, se a superfície por polida ou estiver oxidada também irá influenciar nessa reflexão de energia. Termômetro INFRA VERMELHO
  14. 14. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL Características Importantes de uma excelente PRENSA 1. Base (berço) de Alumínio, ótimo CONDUTOR DE CALOR; 2. Resistência + Sensores de Calor por posição / área instalados na Base de Alumínio,onde quanto maior for o numero distribuído menor serão as diferenças de temperatura e conseqüentemente menores serão as distorções de cores; 3. Possuir Display que informe a temperatura real da Base de Alumínio (para gerar as PROVAS DE COR e fichas técnicas das impressões com informações reais); 4. Lamina de Feltro (10 + 5 mm) e ou Silicone, para eliminar os efeitos de imagens causados pela dilatação da Base de Alumínio (ate 7 mm). As Laminas tem que ser substituídas a cada 2 meses por novas;
  15. 15. FUNDAMENTOS BASICOS DA SUBLIMACAO DIGITAL Características Importantes de uma excelente Calandra 1. CILINDRO DE ACO INOX OU REVESTIDO DE TEFLON, ótimo CONDUTOR DE CALOR, quanto maior o CILINDRO maior e a sua produtividade; 2. Resistências + Sensores de Calor por posição / área instalados no cilindro preenchido com óleo mineral Térmico, onde quanto maior for o numero distribuído menor serão as diferenças de temperatura e conseqüentemente menores serão as distorções de cores; 3. Possuir Display que informe a temperatura real da Base de Alumínio (para gerar as PROVAS DE COR e fichas técnicas das impressões com informações reais); 4. Garantia da fabrica quanto ao CILINDRO envergar após meses de uso, para eliminar os efeitos de imagens causados pela dilatação do CILINDRO.
  16. 16. DUVIDAS Rua Padre Adelino, 1588 - Tatuapé Cep: 03303-000 – São Paulo-SP +55 (11) 2095-4853 +55 (11) 7714-4870 vagner@digimais.com.br www.digimais.com.br

×