O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Projeto inscrito no edital de 2012 da lei de incentivo à cultura de Belo Horizonte

Ad

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA
                    DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA
               DIVISÃO DE ...

Ad

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA
                     DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA
                DIVISÃO D...

Ad

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA
                      DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA
                 DIVISÃO...

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Ad

Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 16 Anúncio
1 de 16 Anúncio

Projeto inscrito no edital de 2012 da lei de incentivo à cultura de Belo Horizonte

Baixar para ler offline

Inscrevi nos editais de 2010/2011 e 2011/2012, na modalidade Fundo de Projetos Culturais-FPC, dois projetos idênticos cujo objeto era a prensagem, divulgação e distribuição do meu primeiro disco solo "A semana".



Nas duas oportunidades, tive o projeto reprovado. O problema não são as reprovações em si, mas os motivos que as fundamentaram.

1-Embora se tratassem de dois projetos idênticos, e, igualmente, de dois editais idênticos, as duas reprovações se deram por motivos diferentes, revelando a falta de critério do julgamento.

2 - A decisão diz que meu projeto não se enquadra na modalidade de Fundo de Projetos Culturais porque não teria caráter experimental, mas, simplesmente não justifica, ou seja, não explica porque meu projeto não teria o tal caráter experimental!

3 - A decisão "sugere" que meu projeto deveria ter incluído show de lançamento do meu cd e/ou circulação de shows, o que, pelo edital, só é permitido quando o projeto é inscrito na modalidade Isenção Fiscal – ou seja, se meu projeto seguisse essa “recomendação”, aí sim é que não se enquadraria no FPC. Não obstante a essa limitação, a comissão julgadora aprovou indiscriminadamente, projetos com circulação e realização de shows tanto em uma modalidade quanto na outra, em mais uma total falta de critério.

4 – Por fim, e realçando ainda mais que a comissão não se pauta pela objetividade do edital para julgar, meu projeto foi reprovado por que “traz um entendimento equivocado na medida em que não reconhece também no povo (seu público) um agente de construção de conhecimento cultural e artístico”! Ora, qual a fonte desse fundamento? O que sustenta esse posicionamento ? É de se perguntar: os tantos projetos de gravação e lançamento de cd aprovados preveem que o público também participe da gravação dos discos? Participe, no palco, dos shows de lançamento?

Inscrevi nos editais de 2010/2011 e 2011/2012, na modalidade Fundo de Projetos Culturais-FPC, dois projetos idênticos cujo objeto era a prensagem, divulgação e distribuição do meu primeiro disco solo "A semana".



Nas duas oportunidades, tive o projeto reprovado. O problema não são as reprovações em si, mas os motivos que as fundamentaram.

1-Embora se tratassem de dois projetos idênticos, e, igualmente, de dois editais idênticos, as duas reprovações se deram por motivos diferentes, revelando a falta de critério do julgamento.

2 - A decisão diz que meu projeto não se enquadra na modalidade de Fundo de Projetos Culturais porque não teria caráter experimental, mas, simplesmente não justifica, ou seja, não explica porque meu projeto não teria o tal caráter experimental!

3 - A decisão "sugere" que meu projeto deveria ter incluído show de lançamento do meu cd e/ou circulação de shows, o que, pelo edital, só é permitido quando o projeto é inscrito na modalidade Isenção Fiscal – ou seja, se meu projeto seguisse essa “recomendação”, aí sim é que não se enquadraria no FPC. Não obstante a essa limitação, a comissão julgadora aprovou indiscriminadamente, projetos com circulação e realização de shows tanto em uma modalidade quanto na outra, em mais uma total falta de critério.

4 – Por fim, e realçando ainda mais que a comissão não se pauta pela objetividade do edital para julgar, meu projeto foi reprovado por que “traz um entendimento equivocado na medida em que não reconhece também no povo (seu público) um agente de construção de conhecimento cultural e artístico”! Ora, qual a fonte desse fundamento? O que sustenta esse posicionamento ? É de se perguntar: os tantos projetos de gravação e lançamento de cd aprovados preveem que o público também participe da gravação dos discos? Participe, no palco, dos shows de lançamento?

Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Anúncio

Projeto inscrito no edital de 2012 da lei de incentivo à cultura de Belo Horizonte

  1. 1. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS Título do Projeto: Prensagem, distribuição e promoção do àlbum "A Semana" Modalidade: FUNDO DE PROJETOS CULTURAIS - FPC IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDEDOR PESSOA FÍSICA Nome do Empreendedor: Matheus Campos Caldeira Brant C.I.: CPF: - Endereço: Av./Rua: Complemento: Bairro: Município: Belo Horizonte UF: CEP: - Telefone: Celular: Fax: (31) - - (31) - E-mail: Home Page: www.matheusbrant.com.br PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO: Autoriza divulgação das informações acima citadas - SIM NÃO TEL., ENDEREÇO E E.MAIL: Formulário Página 1
  2. 2. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 CURRÍCULO PROFISSIONAL EMPREENDEDOR PESSOA FÍSICA FORMAÇÃO PROFISSIONAL Matheus Brant estudou violão e contrabaixo elétrico por cerca de 10 anos alternando períodos de aulas particulares com períodos de cursos na escola Pró-music sendo que em 2005 cursou na Faculdade de Música da UFMG como eletiva a disciplina "Violão Complementar I" ministrada pelo professor Fábio Adour . Neste mesmo ano de 2005, participou de curso de percussão denominado 'Samba de Escola" com o professor Bill Lucas no "Tambor Mineiro".Toda a formação profissional de Matheus Brant é voltada para sua composição, ramo da música ao qual ele se dedica desde os 14 anos e que já lhe rendeu como frutos dessa atividade cerca de 70 composições. Hoje, além de músico e compositor, Matheus Brant é também advogado trabalhista e mestrando em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais com o projeto de pesquisa: Os trabalhos sem direitos: um estudo dos vazios da tutela jurídica do trabalho através das canções.Matheus é associado da Cooperativa de Músicos de Minas Gerais-COMUM e filiado à União Brasileira de Compositores na qualidade de intérprete, compositor, músico e produtor fonográfico. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Matheus Brant participou, como contrabaixista, de três bandas:Hellvios, Sparro, e Aldeias. Em 2005, o compositor fundou o grupo de samba Chapéu Panamá desempenhando as funções de violonista e produtor executivo. O grupo ganhou reconhecimento do público e imprensa mineira e em abril de 2009, lançou o disco "Ao vivo na Biblioteca" que traz 6 músicas de Matheus Brant. Também em 2009, Matheus teve sua canção Pampulha-mar selecionada, pela Mostra de Música Cidade Canção – FEMUCIC de Maringá-PR. Teve ainda músicas selecionadas pelo Festival de Música de Belo Horizonte em 2006 e pelo Festival de Música de Itabira em 2009. Além disso, o cantor do grupo Copo Lagoinha, Mauro Zockratto gravou, em seu primeiro disco, três canções de Matheus, incluindo a que dá nome ao àlbum, Pelo Espaço de um Compasso. Ainda em 2009, Matheus deu inicio às gravações de um EP com três músicas suas. Expandindo essa experiência, Matheus irá lançar em 2012 o seu primeiro álbum cujos créditos são os seguintes.Gravado por Lenis Rino no Estúdio Sala da Toscaria/Imago em BH entre ago/10 e jul/11, Maligna e Meu menino gravadas por André Cabelo no Estúdio Engenho/BH em dez/09. Mixado por Gustavo Lenza no Estúdio Navegantes/SP e masterizado por Felipe Tichauer no Estúdio Redtraxx em Miami/USA.Produção: Lenis Rino. Co-produção: Flávio Medeiros. Arranjos: Matheus, Lenis e Flávio.Participações especiais:Marina Machado, Curumin, José Luis Braga, Lenis e Renato Rosa. Músicos: Matheus, Lenis, Flávio, André Lima, Felipe Fantoni, Tiago Corrêa,Marcelinho Guerra, Leonardo Brasilino, Alex Lima, Rafael Macedo, Pedro Vianna. _____________________________ Assinatura do empreendedor Formulário Página 2
  3. 3. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 IDENTIFICAÇÃO DO SETOR E SUBSETOR DO PROJETO (Marcar somente um Setor e Subsetor) ARTES CÊNICAS Subsetor Circo Dança Musical Ópera Teatro ARTES VISUAIS Subsetor Design Fotografia Artes Gráficas Artes Plásticas Hist. em Quadrinhos AUDIOVISUAL Subsetor Cinema Rádio TV Multimídia Vídeo LITERATURA Subsetor Ensaio Dramaturgia Poesia Prosa Relatos Promoção da Leitura MÚSICA Subsetor Erudita Instrumental Popular PATRIMÔNIO, MEMÓRIA E IDENTIDADES CULTURAIS Subsetor Bens edificados e naturais Memória social e urbana Bens móveis (documentos textuais, audiovisuais e objetos) Manifestações tradicionais (religiosas, populares e artesanais) Formulário Página 3
  4. 4. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 IDENTIFICAÇÃO DA CATEGORIA Marcar somente uma categoria de acordo com a característica principal do projeto SELEÇÃO CATEGORIAS Aquisição de acervo e equipamentos Bolsa de estudos Circulação de espetáculo cênico Circulação de espetáculo musical Concurso Congresso Construção de imóvel Criação e manutenção de site Curso Edição de CD-ROM Exposição Feira Festejo Festival Filme de curta-metragem Filme de longa-metragem Filme de média-metragem Gravação de CD/ álbum musical Gravação de CD/ álbum musical com lançamento Gravação de DVD. Manutenção de entidades artística cultural s/ fins lucrativos Montagem cênica com estréia Montagem de ópera com estréia Montagem de musical com estreia Mostra Oficina Palestra Performance Pesquisa Programa de rádio Programa de TV Publicação de catálogo Publicação de jornal Publicação de livro Publicação de livro de arte e fotografia Publicação de revista Reforma de imóvel Restauração de bem imóvel Restauração de bem móvel Seminário Vídeo Formulário Página 4
  5. 5. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 DESCRIÇÃO DO PROJETO Apresentação (Faça uma síntese do projeto, indicando o que se pretende realizar) O projeto "Prensagem, distribuição e promoção do àlbum A Semana" consiste na realização da fase posterior à gravação do primeiro disco do cantor e compositor Matheus Brant, qual seja: a fabricação de 2.000 unidades do produto cultural, sua divulgação e promoção para o público em geral. Esse disco foi feito com recursos do próprio músico sendo composto por 12 obras sendo uma releitura e 11 de autoria de Matheus Brant e parceiros. A seguir a ficha técnica e, em anexo, versão promocional do disco: Gravado por Lenis Rino no Estúdio Sala da Toscaria em BH entre agosto/2010 e julho/2011, à exceção de Maligna e Meu menino gravadas por Gustavo Campos e André Cabelo no Estúdio Engenho/BH em novembro/dezembro de 2009 Mixado por Gustavo Lenza no Estúdio Navegantes/SP e masterizado por Felipe Tichauer no Estúdio Redtraxx em Miami/USA. Produção: Lenis Rino Co-produção: Flávio Medeiros Arranjos: Matheus Brant, Lenis Rino e Flávio Medeiros, Participações especiais: Marina Machado, Curumin, José Luis Braga, Lenis Rino e Renato Rosa Matheus Brant: voz e violão Lenis Rino: bateria, percussões, baixo, solina, teclado korg, programações e samples Flávio Medeiros: violão de nylon e de aço, viola de 10 cordas, guitarra, marimbau, bandolim, solina. André Lima: teclado Felipe Fantoni: baixo elétrico e contra-baixo acústico Thiago Correa: contra-baixo elétrico Marcelinho Guerra: guitarra Leonardo Brasilino: trombone Alex Lima: trompete Rafael Macedo: teclado e escaleta Pedro Vianna: percussões. Para a realização dos objetivos serão contratadas empresas especializadas em que cada ramo de atividade necessário. Assim, para a fabricação dos discos, há no mercado fábricas como Criato, Sonopress e Arvato Digital Services que podem atender às demandas do projeto.Esta última, inclusive, oferece também o serviço de distribuição de cds, assim como as empresas Multilaser e Fonomatic/Tratore.Já no que diz respeito à promoção do produto, o projeto irá buscar junto ao mercado a melhor opção para concretizar uma divulgação eficiente seja firmando parceria com um selo ou gravadora, seja através da contratação de uma empresa de marketing e assessoria de imprensa. Observações: Conforme se depreende da descrição acima, o presente projeto não se enquadra, exatamente, em nenhuma das categorias constantes do edital. Diante disso, foi selecionada a categoria "Produção de cd/àlbum musical" por ser esta a categoria que mais se aproxima da natureza do projeto que se propõe sendo certo que, no caso, muito embora o cd/àlbum musical já esteja gravado, as fases posteriores à essa como a replicação do produto, sua promoção e distribuição ainda não foram realizadas, motivo pelo qual, aliás, se apresenta este projeto. Deste modo, a documentação específica anexada ao projeto é aquela exigida para a categoria mencionada de "Produção de cd/àlbum musical". O empreendedor esclarece que inscreveu, no Edital da LMIC - ano 2010/2011, projeto com o mesmo teor do presente não tendo sido, contudo, aprovado. Assim, para se evitar que o mesmo aconteça com o presente projeto, o empreendedor tem o cuidado de anexar a motivação do indeferimento daquele projeto, bem como o recurso que se fez contra tal decisão, além de anexar os documentos que a referida decisão entendeu por ausentes naquele caso. Apenas à titulo de informação, os "embargos de declaração" em anexo ainda não foram julgados até a presente data. Por fim, ressalte-se que a equipe do projeto será composta apenas por um profissional porque, conforme explicitado acima, a execução do projeto será feita por empresas e profissionais contratados dada a peculiaridade de cada ação a ser realizada. Assim, a equipe do projeto será formada apenas pelo coordenador executivo que gerenciará as ações das empresas e profissionais contratados. De todo modo, o empreendedor esclarece que já entrou em contato com algumas dessas empresas e profissionais a fim de avaliar a viabilidade do projeto e planejar sua execução o que pode ser comprovado pelos orçamentos e demais documentos que vão anexados ao presente. Formulário Página 5
  6. 6. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 Formulário Página 6
  7. 7. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 OBJETIVOS DO PROJETO (Indique quais são os resultados pretendidos) Os objetivos deste projeto são: 1-Prensar 2 mil unidades do disco A Semana. 2-Distribuir os cds A Semana por todo o terrirório brasileiro para lojas de discos e demais estabelecimentos comerciais que comercializem este tipo de produto. 3-Promover o disco A Semana na midia através das seguintes ações específicas: 3.1 Divulgar o produto para os veículos de comunicação de Belo Horizonte e interiror através de assessoria de imprensa 3.2 Veicular anúncios do disco A Semana na midia impressa, rádifônica e televisiva 3.3 Gerar conteúdo para internet - site e redes sociais 3.4 Contratar serviço de disparo de e-mail de marketing Formulário Página 7
  8. 8. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 JUSTIFICATIVA (Descreva os motivos que o levaram a propor este projeto, indicando porque ele deve ser aprovado) "Ninguém canta pra ninguém" (Olhos da cara de Nuno Ramos) Os motivos que justificam a propositura deste projeto se situam tanto no plano prático quanto no teórico com se verá. Em maio de 2010 um contrato firmado entre o SEBRAE/MG e o Centro de Estudos de Políticas Públicas da Fundação João Pinheiro resultou na realização do Diagnóstico da Cadeia Produtiva da Música em Belo Horizonte. Na seção denominada "Os elos da cadeia produtiva da música" em seu item "7.6 Divulgação", temos o seguinte diagnóstico: "O produto concluído precisa “existir” para o consumidor. Para isto, faz-se indispensável a divulgação, com estratégias e meios específicos para cada faixa de público que se quer atingir.As principais formas de divulgação incluem a internet, rádios e TVs, mídia impressa: jornais, revistas e materiais gráficos de apoio (displays, banners, outdoors, cartazes, panfletos, brindes). ESTE É UM DOS PRINCIPAIS GARGALOS DA CADEIA PRODUTIVA DA MÚSICA EM BELO HORIZONTE." Diante disso, fica clara, portanto, não só a importância da "divulgação" mas principalmente a dificuldade em se executá-la de forma eficiente se se não tem o suporte de uma gravadora ou selo. É por isso, que, em se tratando de artistas independentes como é o caso de Matheus Brant, a "divulgação" do seu trabalho torna-se "um gargalo" contornado somente com o auxilio do estado por meio de mecanismos de incentivo à cultura. Deste modo, é este, um dos motivos que fundamentam o objeto deste projeto: a indispensabilidade da divulgação para a carreira do artista e a impossibilidade de o músico independente concretizá-la contando única e exclusivamente com seus próprios recursos humanos e financeiros. Além disso, o trabalho iniciado por Matheus Brant com a gravação de seu primeiro disco somente irá se completar, com a prensagem dos cds e a ampla divulgação destes. Afinal, a recepção pelo público da obra de arte é condição imprescindível para que esta ganhe sentido. É o que nos ensina a Doutora em Artes pela USP, Mônica Tavares: “Assim sendo, a obra como forma formada e acabada pelo seu ato de produção só exerce a sua função estética quando percebida pelo receptor, pois a cada nova experiência é atualizada em seu potencial singular, mostrando-se também como uma forma aberta a variadas interpretações.”Assim, o que se pretende aqui é mais do que divulgar a produção cultural do compositor Matheus Brant é, em verdade, "andar por todos os cantos" para fomentar "encontros" que proporcionem trocas, cada qual "deixando e recebendo um tanto", exatamente como dizem os versos que abrem esse texto e que foram retirados da música que abre o presente no cd.Por fim, tem-se que projeto em tela é o desdobramento natural de uma trajetória construída, no decorrer de 8 anos, por Matheus Brant no cenário musical mineiro e que tem em sua essência o trabalho autoral. Por onde passou, o compositor sempre prezou pelo trabalho autêntico. Tendo sido um dos fundadores e principais compositores do grupo de samba Chapéu Panamá, Matheus, desenvolveu um trabalho de cunho independente e de viés autoral o qual só não foi mais bem sucedido por, justamente, faltar-lhes subsídios financeiros. Desta maneira, ciente das dificuldades que permeiam o mercado cultural, sobretudo quando o projeto a ser colocado em prática não possui caráter comercial de identificação imediata, a realização deste projeto justifica-se por dar voz a uma produção musical injustamente marginalizada. Afinal, como ocorre em toda sociedade, tanto o artista como o povo estão àvidos por uma tempestade de cultura e conhecimento, produzida por este e consumida por aqueles. Mas precisa haver, no entanto, quem semeie o vento. É o que pede este projeto: a ajuda de um vento que voe no céu fazendo chover música pela cidade de Belo Horizonte. Formulário Página 8
  9. 9. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 CRONOGRAMA FÍSICO E FINANCEIRO Relacione as atividades essenciais para o desenvolvimento do projeto e respectivos períodos de realização e custos. Atividades/Etapas Período de Realização Custos Planejamento administrativo/ 01/03/12 à 01/05/12 R$8.000,00 contratação equipe do projeto Fabricação de 2.000 unidades do 01/05/12 à 01/07/12 R$8.400,00 cd Distribuição do produto 01/07/12 à 01/09/12 R$4.000,00 Divulgação do produto - 01/07/12 à 01/09/12 R$16.000,00 Assessoria de Imprensa/Marketing Realização de relatórios/prestações 01/09/12 à 01/10/12 R$1.600,00 de contas RESUMO DO CRONOGRAMA 1. Data Prevista para Início do Projeto (dd/mm/yyyy): 01/03/12 2. Data Prevista para Término do Projeto (dd/mm/yyyy): 01/10/12 3. Duração Prevista (mm): 9 meses Formulário Página 9
  10. 10. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 RESULTADOS/PRODUTOS E SERVIÇOS Produto Principal/Tiragem 2.000 CDs Industriais – - barras e acabamento em shirink Produtos Complementares/Tiragens Não se aplica Área a ser construída ou reformada Não se aplica Local de realização Não se aplica. Democratização do Acesso Descreva as ações que serão desenvolvidas no projeto, considerando o público alvo, as formas de acesso aos bens, produtos e serviços culturais. Informe a estimativa de preços a serem cobrados do público, se for o caso. Este projeto colabora para a democratização do acesso de diferentes camadas da população à produção artisitica na medida em que o preço de venda dos discos a serem prensados através deste projeto será de R$10,00, assim como a distribuição e promoção do produto será a mais ampla possível sem discriminação de classe social. Formulário Página 10
  11. 11. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 PLANO BÁSICO DE DIVULGAÇÃO (Preenchimento obrigatório) OBS.: Indicar as peças gráficas e veículos de comunicação a serem utilizados para a divulgação do projeto. Peça de Divulgação Tamanho / Duração Quantidade Inserções em rádios 30 segundos 80 Anúncios em jornais e revistas 15 cm x 10 cm 10 Flyers eletrônicos 9,5cm x 21cm 1 Midía Kit 50 50 PLANO BÁSICO DE DISTRIBUIÇÃO A distribuição dos cds é parte essencial do objeto deste projeto. Para tal será contratada uma empresa especializada na distribuição de cds que irá, segundo métodos e logística própria, fazer chegar o produto aos segmentos de mercado definidos pela assessoria de marketing integrante deste projeto sendo que a abrangência territorial dessa distribuição será a mais ampla o possível. Formulário Página 11
  12. 12. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 CONTRAPARTIDA SOCIOCULTURAL Proposta Apresentação de shows/espetáculos Quantidade/Percentual: Bolsas de estudo Quantidade/Percentual: Doação de % do(s) produto(s) Quantidade/Percentual: 10% Oficinas/Cursos Quantidade/Percentual: Palestras/Debates/Seminários Quantidade/Percentual: 5 debates Outras: Quantidade/Percentual: PÚBLICO-ALVO Infantil Juvenil Adulto 3ª Idade Entidades e Instituições Culturais Profissionais da área cultural Outros ( especificar ): DATA OU PERÍODO DE REALIZAÇÃO SUGERIDO (Quando for o caso): Nos meses de junho e julho de 2012 Formulário Página 12
  13. 13. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 EQUIPE PROFISSIONAL DO PROJETO (preenchimento obrigatório) Relacione a equipe principal do projeto, anexando para cada integrante um currículo, devidamente assinado, contendo: dados pessoais, formação e experiência profissional. 1. Nome: CPF: Matheus Campos Caldeira Brant 074999776-17 Função a ser exercida no projeto: Município: Coordenador executivo Belo Horizonte 2. Nome: CPF: - Função a ser exercida no projeto: Município: 3. Nome: CPF: - Função a ser exercida no projeto: Município: 4. Nome: CPF: - Função a ser exercida no projeto: Município: 5. Nome: CPF: - Função a ser exercida no projeto: Município: 6. Nome: CPF: - Função a ser exercida no projeto: Município: 7. Nome: CPF: - Função a ser exercida no projeto: Município: Formulário Página 13
  14. 14. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 CURRÍCULO PROFISSIONAL EQUIPE DO PROJETO Preencher e imprimir o Currículo Profissional para cada nome listado na equipe profissional do projeto. Enumerar, de forma resumida, as principais atividades exercidas, priorizando aquelas relativas ao setor artístico do projeto e/ou à área de produção cultural. Título do Projeto: Prensagem, distribuição e promoção do àlbum "A Semana" Nome: Matheus Campos Caldeira Brant C.I.: CPF: - Endereço: Av./Rua: Complemento: Bairro: Município: UF: CEP: - Telefone: Celular: Fax: (31) - - (31) - E.mail: Função a ser desempenhada no projeto: Coordenador Executivo FORMAÇÃO PROFISSIONAL Matheus Brant estudou violão e contrabaixo elétrico por cerca de 10 anos alternando períodos de aulas particulares com períodos de cursos na escola Pró-music sendo que em 2005 cursou na Faculdade de Música da UFMG como eletiva a disciplina "Violão Complementar I" ministrada pelo professor Fábio Adour . Neste mesmo ano de 2005, participou de curso de percussão denominado 'Samba de Escola" com o professor Bill Lucas no "Tambor Mineiro".Toda a formação profissional de Matheus Brant é voltada para sua composição, ramo da música ao qual ele se dedica desde os 14 anos e que já lhe rendeu como frutos dessa atividade cerca de 70 composições. Hoje, além de músico e compositor, Matheus Brant é também advogado trabalhista e mestrando em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais com o projeto de pesquisa: Os trabalhos sem direitos: um estudo dos vazios da tutela jurídica do trabalho através das canções.Matheus é associado da Cooperativa de Músicos de Minas Gerais-COMUM e filiado à União Brasileira de Compositores na qualidade de intérprete, compositor, músico e produtor fonográfico Formulário Página 14
  15. 15. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Matheus Brant participou, como contrabaixista, de três bandas:Hellvios, Sparro, e Aldeias. Todos os três grupos executavam músicas de autoria de Matheus.Em 2005, o compositor fundou o importante grupo de samba Chapéu Panamá, no qual desempenhou as funções de violonista, produtor executivo e compositor. O grupo ganhou reconhecimento do público e da imprensa belo horizontina por desenvolver um trabalho autoral tendo se apresentando em diversas casa de shows e eventos importantes em BH. Em abril de 2009, foi lançado o primeiro cd do Chapéu Panamá cujo título é "Ao vivo na Biblioteca" e que traz 6 músicas de Matheus Brant. Também em 2009, Matheus teve sua canção Pampulha-mar selecionada, pela Mostra de Música Cidade Canção – FEMUCIC de Maringá-PR. Teve ainda músicas selecionadas pelo Festival de Música de Belo Horizonte em 2006 e pelo Festival de Música de Itabira em 2009. Além disso, o cantor do grupo Copo Lagoinha Mauro Zockratto gravou, em seu primeiro disco, três canções de Matheus, incluindo a que dá nome ao àlbum, Pelo Espaço de um Compasso. Ainda em 2009, no mês de outubro, Matheus deu inicio às gravações de um EP composto por três músicas suas, com produção de Lênis Rino mixagem e masterização de André Cabelo. Este primeiro trabalho solo do compositor foi feito com o objetivo de divulgar, informalmente, suas músicas na Europa, em viagem que fez em janeiro de 2010. Expandindo a experiência iniciada com este EP, Matheus irá lançar em 2012 o seu primeiro álbum cujos créditos são os seguintes.Gravado por Lenis Rino no Estúdio Sala da Toscaria/Imago em BH entre agosto/2010 e julho/2011, à exceção de Maligna e Meu menino gravadas por Gustavo Campos e André Cabelo no Estúdio Engenho/BH em novembro/dezembro de 2009. Mixado por Gustavo Lenza no Estúdio Navegantes/SP e masterizado por Felipe Tichauer no Estúdio Redtraxx em Miami/USA.Produção: Lenis Rino. Co-produção: Flávio Medeiros. Arranjos: Matheus Brant, Lenis Rino e Flávio Medeiros. Preparação vocal: Mariana Brant e Camila Jorge.Participações especiais: Marina Machado, Curumin, José Luis Braga, Lenis Rino e Renato Rosa Músicos: Matheus Brant: voz e violão, Lenis Rino: bateria, percussões, baixo, solina, teclado korg, programações e samples Flávio Medeiros: violão de nylon e de aço, viola de 10 cordas, guitarra, marimbau, bandolim, solina. André Lima: teclado Felipe Fantoni: baixo elétrico e contra-baixo acústico Thiago Correa: contra-baixo elétrico Marcelinho Guerra: guitarra Leonardo Brasilino: trombone Alex Lima: trompete Rafael Macedo: teclado e escaleta Pedro Vianna: percussões ____________________________ Assinatura do profissional: ( obrigatória ) Formulário Página 15
  16. 16. FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA DEPARTAMENTO DE FOMENTO E INCENTIVO À CULTURA DIVISÃO DE GESTÃO DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA EDITAL 2011 SERVIÇOS TÉCNICOS CONTRATADOS Elaboração do Projeto, Captação de Recursos, Prestação de Contas. Modalidade Fundo de Projetos Nome da empresa ou técnico contratado: Matheus Campos Caldeira Brant No caso de contratação de empresa, indicar o nome do responsável: CPF do técnico: CNPJ da empresa: Elaboração 074999776-17 / - Nome da empresa ou técnico contratado: No caso de contratação de empresa, indicar o nome do responsável: CRC do técnico: CNPJ da empresa: Contabilidade/Prestação de Contas / - Modalidade Incentivo Fiscal Nome da empresa ou técnico contratado: No caso de contratação de empresa, indicar o nome do responsável: CPF do técnico: CNPJ da empresa: Elaboração/Captação - / - Nome da empresa ou técnico contratado: No caso de contratação de empresa, indicar o nome do responsável: CRC do técnico: CNPJ da empresa: Contabilidade/Prestação de Contas / - Atenção: para ambas as modalidades, os serviços de Contabilidade/Prestação de Contas devem estar previstos em Despesas Administrativas. Formulário Página 16

×