SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
2
Tipos de Pele
Emulsão Epicutânea O/A
Pele
Mate
Normal
Seca
Desidratada Alípica
3
Emulsão Epicutânea A/O
Pele
Brilhant
Gorda
Seborreica
Desidratada Asfítica
Tipos de Pele
4
Pele Normal
Pele Gorda
-
-
++
+
++
+
(+++) Teor máximo água
(- ) Teor mínimo de água
Tipos de Pele
5
Pele Normal
Pele Oleosa / Gorda
Pele Seca
Classificação do Tipo de Pele
6
Pele Desidratada
Pele Mista
Pele Sensível
Classificação do Tipo de Pele
7
Não apresenta nem aspeto gorduroso nem
seco.
É suave e firme ao tato.
Os poros são apenas visíveis a olho nú.
Aspeto mate, pele flexível, firme, sólida.
Apresenta o aspeto da pele dos bébés.
Pele Normal
8
9
Apresenta brilho oleoso devido ao excesso de sebo
Possível presença de: comedões; quistos sebáceos.
Poros dilatados (Pele de Laranja)
Tendência para o Acne
Frequente em indivíduos morenos
Encontra-se geralmente associada a cabelos oleosos
Pele Oleosa/Gorda
10
11
12
Apresenta sensação de
repuxamento após
contacto com a água
É baça e tem tendência a
desenvolver rídulas e
descamar
Áspera, Rugosa e
Quebradiça
Frágil e Irritável
Sem elasticidade Sem toque suave
Sensível às irritações
Pode apresentar algumas
vênulas salientes nas
rosetas da face
Pele Seca
13
14
Rugas finas e precoces com tendência a descamação
Cor rosada
Possui uma espessura fina
Apresenta desequilíbrio na hidratação e na produção de glândulas
sebáceas
No restante rosto, a pele apresenta características de desidratação, seca
Os poros apresentam uma dilatação maior nessa zona
Possui oleosidade excessiva na chamada zona T (testa, nariz e queixo)
Pele Mista
15
16
Pele fina ,
frágil e
delicada
Possui pouca
oleosidade
Adquire uma
aparência áspera
com tendência a
formação de rugas
Coloração
clara
Secreção sebo-
sudorípara
diminuída
Sistema
neurosensitivo
exacerbado
Sistema imunitário
cutâneo específico
afetado
(alergenicidade)
Irritável
Sensíveis às
mudanças
climáticas
Pele Sensível
17
18
Peles Hiper-Hidratadas
Aspeto “opado”
congestivo e
túrgido
Tendência a
couperose
Origem
patológica ou
medicamentosa
(ex.: tratamento com
cortisonas)
Pele Hiper-Hidratada
19
Alterações Intrínsecas aos Orgãos
Cabelo Branco
Diminuição da
atividade
sudorípara
Alterações Hormonais
Estrogénios
Androgénios
Actividade
sebácea
Factores Externos (ambiente)
Irregularidades
da pigmentação
Manchas
lentiginosas
Elastose
actínica
Cancro da
Pele
Pele Senescente
20
As estruturas
físicas
alteram-se
A
homeostasia
é cada vez
mais difícil
A pele perde as
características de
hidratação, elasticidade,
maleabilidade,
extensibilidade e
pigmentação.
Pele Senescente
21
22
Sol
Tabaco
Álcool
Alimentação
Fatores que Aceleram o Envelhecimento da Pele
23
Falta de Exercício
Isolamento
Preguiça Intelectual
Fatores que Aceleram o Envelhecimento da Pele
Identificação do Tipo de Pele de Forma Rápida
Tipos de Pele no HOMEM
Tipos de Pele na MULHER
27
Pele Normal
 Tem uma textura uniforme, macia e lisa.
 É delicada e de aparência saudável.
 Mais resistente.
 O sol, a poluição e o uso inadequado de produtos
cosméticos pode danificar este tipo de pele.
28
Pele Oleosa
Pele com brilho excessivo e untuoso.
Poros obstruídos.
Tendência à acne.
 Textura áspera.
 Glândulas sebáceas estão muito ativas.
29
Pele Seca
 Fina e sem brilho.
 Está mais sujeita a rugas.
 Descama com facilidade.
 Não produz secreção suficiente.
 Tem um aspeto opaco e quebradiço.
 Glândulas sebáceas pouco ativas.
30
Pele Mista
 Pele Oleosa na região T ( testa, nariz e
queixo).
 Seca ou normal nas outras áreas.
 Bochechas e a área em torno dos olhos
secas.
31
Pele Sensível
 Fina e frágil.
 Maior tendência à irritabilidade e à formação de
rugas.
 Fica vermelha com facilidade.
 Sofre muito influência do clima e do stress
emocional.
 Tem tendência ao ressecamento.
 Produz intolerância a alguns cosméticos.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Tipos de Pele.pptx

Palestra cuidados especiais com as mãos e pés.
Palestra cuidados especiais com as mãos e pés. Palestra cuidados especiais com as mãos e pés.
Palestra cuidados especiais com as mãos e pés. Naturalist Distribuidora
 
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptx
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptxAula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptx
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptxRenataDaCostaPereira1
 
4ª aula saúde & beleza refeito
4ª aula  saúde & beleza refeito4ª aula  saúde & beleza refeito
4ª aula saúde & beleza refeitoJeremias Salomão
 
Cuidados do-rosto
Cuidados do-rosto Cuidados do-rosto
Cuidados do-rosto Rita Luz
 
A base do tratamento individualizado
A base do tratamento individualizadoA base do tratamento individualizado
A base do tratamento individualizadopharmanostradesign
 

Semelhante a Tipos de Pele.pptx (6)

Palestra cuidados especiais com as mãos e pés.
Palestra cuidados especiais com as mãos e pés. Palestra cuidados especiais com as mãos e pés.
Palestra cuidados especiais com as mãos e pés.
 
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptx
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptxAula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptx
Aula 2 EA- Semiologia, Anamnese e Fotos de Face - 22-2.pptx
 
4ª aula saúde & beleza refeito
4ª aula  saúde & beleza refeito4ª aula  saúde & beleza refeito
4ª aula saúde & beleza refeito
 
Cuidados do-rosto
Cuidados do-rosto Cuidados do-rosto
Cuidados do-rosto
 
A base do tratamento individualizado
A base do tratamento individualizadoA base do tratamento individualizado
A base do tratamento individualizado
 
Treinamento Nivea Visage
Treinamento Nivea VisageTreinamento Nivea Visage
Treinamento Nivea Visage
 

Último

AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxAULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxEnfaVivianeCampos
 
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfAULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfLviaParanaguNevesdeL
 
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALDEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALCarlosLinsJr
 
avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdfHELLEN CRISTINA
 
Técnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoTécnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoPamelaMariaMoreiraFo
 
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfAULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfLviaParanaguNevesdeL
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfEduardoSilva185439
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfMarceloMonteiro213738
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdfHELLEN CRISTINA
 
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obrasosnikobus1
 
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999vanessa270433
 
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOPROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOvilcielepazebem
 
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de EnfermagemAula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de EnfermagemCarlosLinsJr
 
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinaaula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinajarlianezootecnista
 

Último (14)

AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxAULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
 
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfAULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
 
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALDEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
 
avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdf
 
Técnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoTécnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamento
 
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfAULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
 
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
 
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
 
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOPROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
 
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de EnfermagemAula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
 
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinaaula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
 

Tipos de Pele.pptx

  • 1.
  • 2. 2 Tipos de Pele Emulsão Epicutânea O/A Pele Mate Normal Seca Desidratada Alípica
  • 4. 4 Pele Normal Pele Gorda - - ++ + ++ + (+++) Teor máximo água (- ) Teor mínimo de água Tipos de Pele
  • 5. 5 Pele Normal Pele Oleosa / Gorda Pele Seca Classificação do Tipo de Pele
  • 6. 6 Pele Desidratada Pele Mista Pele Sensível Classificação do Tipo de Pele
  • 7. 7 Não apresenta nem aspeto gorduroso nem seco. É suave e firme ao tato. Os poros são apenas visíveis a olho nú. Aspeto mate, pele flexível, firme, sólida. Apresenta o aspeto da pele dos bébés. Pele Normal
  • 8. 8
  • 9. 9 Apresenta brilho oleoso devido ao excesso de sebo Possível presença de: comedões; quistos sebáceos. Poros dilatados (Pele de Laranja) Tendência para o Acne Frequente em indivíduos morenos Encontra-se geralmente associada a cabelos oleosos Pele Oleosa/Gorda
  • 10. 10
  • 11. 11
  • 12. 12 Apresenta sensação de repuxamento após contacto com a água É baça e tem tendência a desenvolver rídulas e descamar Áspera, Rugosa e Quebradiça Frágil e Irritável Sem elasticidade Sem toque suave Sensível às irritações Pode apresentar algumas vênulas salientes nas rosetas da face Pele Seca
  • 13. 13
  • 14. 14 Rugas finas e precoces com tendência a descamação Cor rosada Possui uma espessura fina Apresenta desequilíbrio na hidratação e na produção de glândulas sebáceas No restante rosto, a pele apresenta características de desidratação, seca Os poros apresentam uma dilatação maior nessa zona Possui oleosidade excessiva na chamada zona T (testa, nariz e queixo) Pele Mista
  • 15. 15
  • 16. 16 Pele fina , frágil e delicada Possui pouca oleosidade Adquire uma aparência áspera com tendência a formação de rugas Coloração clara Secreção sebo- sudorípara diminuída Sistema neurosensitivo exacerbado Sistema imunitário cutâneo específico afetado (alergenicidade) Irritável Sensíveis às mudanças climáticas Pele Sensível
  • 17. 17
  • 18. 18 Peles Hiper-Hidratadas Aspeto “opado” congestivo e túrgido Tendência a couperose Origem patológica ou medicamentosa (ex.: tratamento com cortisonas) Pele Hiper-Hidratada
  • 19. 19 Alterações Intrínsecas aos Orgãos Cabelo Branco Diminuição da atividade sudorípara Alterações Hormonais Estrogénios Androgénios Actividade sebácea Factores Externos (ambiente) Irregularidades da pigmentação Manchas lentiginosas Elastose actínica Cancro da Pele Pele Senescente
  • 20. 20 As estruturas físicas alteram-se A homeostasia é cada vez mais difícil A pele perde as características de hidratação, elasticidade, maleabilidade, extensibilidade e pigmentação. Pele Senescente
  • 21. 21
  • 23. 23 Falta de Exercício Isolamento Preguiça Intelectual Fatores que Aceleram o Envelhecimento da Pele
  • 24. Identificação do Tipo de Pele de Forma Rápida
  • 25. Tipos de Pele no HOMEM
  • 26. Tipos de Pele na MULHER
  • 27. 27 Pele Normal  Tem uma textura uniforme, macia e lisa.  É delicada e de aparência saudável.  Mais resistente.  O sol, a poluição e o uso inadequado de produtos cosméticos pode danificar este tipo de pele.
  • 28. 28 Pele Oleosa Pele com brilho excessivo e untuoso. Poros obstruídos. Tendência à acne.  Textura áspera.  Glândulas sebáceas estão muito ativas.
  • 29. 29 Pele Seca  Fina e sem brilho.  Está mais sujeita a rugas.  Descama com facilidade.  Não produz secreção suficiente.  Tem um aspeto opaco e quebradiço.  Glândulas sebáceas pouco ativas.
  • 30. 30 Pele Mista  Pele Oleosa na região T ( testa, nariz e queixo).  Seca ou normal nas outras áreas.  Bochechas e a área em torno dos olhos secas.
  • 31. 31 Pele Sensível  Fina e frágil.  Maior tendência à irritabilidade e à formação de rugas.  Fica vermelha com facilidade.  Sofre muito influência do clima e do stress emocional.  Tem tendência ao ressecamento.  Produz intolerância a alguns cosméticos.