Viver com pacemaker

9.640 visualizações

Publicada em

Mitos e verdades sobre viver com pacemaker.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.640
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
67
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Viver com pacemaker

  1. 1. Viver com pacemaker DinarteL/O/G/O Matos
  2. 2. Coração + pacemaker Estímulos O músculo Fenómenos PACEMAKER eléctricos cardíaco bombeia patológicos intrínsecos sangue para todo provocam ritmos estimulam o o corpo através irregulares ou músculo cardíaco de uma lentos (dç nódulo sequência regular sinusal, de contracção e bloqueios AV) relaxamento2
  3. 3. Pacemaker • Gerador – Circuito electrónico – Bateria • Eléctrodos – Detectam a actividade cardíaca intrínseca e transmitem essa informação ao PM – Aplicam o estímulo eléctrico ao coração3
  4. 4. Coração + pacemaker4
  5. 5. Pacemaker! E agora? Prática es ? desportiva? a m os Ex dic Viagens? mé Int er elé ferên ctr c ica ias s? ? u zir nd Co O po apar de e fal lho ha r?5
  6. 6. Pacemaker – regresso à normalidade • Regresso à normalidade ± 3 meses após implante (para fixação do(s) eléctrodo(s)) – Conduzir – Trabalhos de jardinagem – Tarefas domésticas – Nadar e banho – Na maioria dos casos (se médico é favorável), regresso ao exercício da profissão (agricultura, pesca…) – Actividade desportiva (atenção aos desportos de contacto) – Vida sexual activa6
  7. 7. Pacemaker – cuidados com… • Aparelhos eléctricos: Restrição: aparelhos com íman (auscultadores a 3 cm) máquinas que geram fortes vibrações (martelos pneumáticos, motosserras...) armas de fogo linhas de alta tensão PM’s são protegidos contra estações transmissoras de rádio interferências de aparelhos ou TV, radar eléctricos e a sua radiação sistema de ignição eléctrica não blindados máquinas de soldadura eléctrica (TV, rádio, telefone, aparelhos de cozinha, escritório e cuidado pessoal) Verifique que os aparelhos estão em perfeito estado de funcionamento Telemóvel: Lado oposto do PM (± 15 cm) Em caso de sintoma (aumento batimento Não guardar junto ao PM cardíaco, pulso irregular ou tontura) afaste-se ou desligue o aparelho Em caso de dúvida observar os avisos7 dos fabricantes e consultar o seu médico
  8. 8. Pacemaker – cuidados com… • Viagens: Viaje sempre c om cartão de identificação d o PM (controlos segu rança e identificação em No geral, viagens (avião, barco, hospitais) comboio ou automóvel) não apresentam complicações tilize Para sua segurança u ça em cinto de seguran el (o cinto via gens de automóv )8 o PM não danifica
  9. 9. Pacemaker – cuidados com… • Outros cuidados: Ressonância magnética está contra-indicada nos Desporto (regresso progressivo e excepto aparelhos de 1ª geração e desportos de contacto) actividade sexual sem limitações Evitar piercings devido ao risco de infecção que pode haver para os eléctrodos intra- cardíacos Discuta com o seu médico as actividades que poderá Gravidez: realizar não há limitações (se coração é estruturalmente normal) Antes de qualquer exame, informar o médico, dentista9 ou pessoal do consultório (avaliar risco/benefício)
  10. 10. Pacemaker – outras questões… • PM pode manter a vida artificialmente? • Apercebemo-nos do funcionamento do PM? • Quanto tempo dura a bateria de um PM? • Eu vou receber estimulação suficiente pelo PM quando a bateria ficar mais fraca?10
  11. 11. Pacemaker – outras questões… • PM pode manter a vida artificialmente? • NÃO. – Embora um PM possa gerar impulsos eléctricos infinitamente, o coração pode parar por insuficiente capacidade do músculo cardíaco se contrair – Em caso de morte, os pequenos impulsos eléctricos, que o PM envia para o coração, não são conduzidos • Apercebemo-nos do funcionamento do PM? • NÃO. – O PM produz apenas uma corrente eléctrica muito fraca, que actua exclusivamente no coração – Mas caso observe qualquer anormalidade (p. ex. um soluço contínuo), informe o seu médico11
  12. 12. Pacemaker – outras questões… • Quanto tempo dura a bateria de um PM? • Depende do PM, do quadro clínico e da frequência de estimulação (± 6-10 anos) • Eu vou receber estimulação suficiente pelo PM quando a bateria ficar mais fraca? • Sim. – O estado da bateria é verificado nas avaliações regulares de acompanhamento (geralmente de 6 em 6 meses)12
  13. 13. Pacemaker – futuro hoje… • PM 2ª geração: – Pioneiro: Hospital de Santa Maria (2009) – Inovação: é compatível com a ressonância magnética • “o exame com maior capacidade diagnóstica de lesões ainda em fase inicial e que é importante para diagnosticar precocemente doenças mortais como o cancro, o AVC ou outras doenças neurológicas”13
  14. 14. Viver MAIS e MELHOR…14

×