O efeito de estufa atmosférico 
O que é e como funciona ? 
Noite da Ciência na EXPOLAB 
Lagoa, 21 de novembro de 2014
Efeito de estufa 
Numa estufa, a radiação solar de 
curto comprimento de onda 
(visível) atravessa o vidro sem 
grande ate...
O que é ? 
À semelhança do que acontece numa estufa, 
o efeito de estufa atmosférico consiste no 
aumento de temperatura d...
Efeito de estufa atmosférico 
Na atmosfera não existe um teto de 
vidro nem de plástico, mas a radiação 
solar de curto co...
A atmosfera 
A atmosfera é uma mistura de gases e de partículas. A 
maior parte da atmosfera terrestre é composta por 
gas...
O aquecimento global 
A acumulação de gases com efeito de estufa naturalmente agrava o 
efeito de estufa natural e o resul...
7
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O efeito de estufa atmosférico

167 visualizações

Publicada em

O que é e como funciona o Efeito de Estufa na Atmosfera.
Apresentada na Noite da Ciência na Expolab em 21 de novembro de 2014.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
167
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O efeito de estufa atmosférico

  1. 1. O efeito de estufa atmosférico O que é e como funciona ? Noite da Ciência na EXPOLAB Lagoa, 21 de novembro de 2014
  2. 2. Efeito de estufa Numa estufa, a radiação solar de curto comprimento de onda (visível) atravessa o vidro sem grande atenuação. Parte dessa radiação é convertida em radiação de longo comprimento de onda. No entanto, o vidro é opaco à radiação de longo comprimento de onda (infravermelha e micro-ondas), acumulando-se no interior da estufa. 2
  3. 3. O que é ? À semelhança do que acontece numa estufa, o efeito de estufa atmosférico consiste no aumento de temperatura do ar resultante da acumulação da radiação de longo comprimento de onda na atmosfera. 3
  4. 4. Efeito de estufa atmosférico Na atmosfera não existe um teto de vidro nem de plástico, mas a radiação solar de curto comprimento de onda (visível e ultravioleta) atravessa também a atmosfera sem grande atenuação. Da mesma forma, parte dessa radiação é convertida em radiação de longo comprimento de onda. No entanto, a atmosfera possui algumas moléculas (H2O, CO2, CH4, etc) que são opacas à radiação de longo comprimento de onda (infravermelha e micro-ondas), acumulando-se sobretudo na baixa atmosfera. 4
  5. 5. A atmosfera A atmosfera é uma mistura de gases e de partículas. A maior parte da atmosfera terrestre é composta por gases que não têm efeito de estufa. No entanto, menos de 1% da atmosfera é composta por gases com efeito de estufa, ou seja, que absorvem radiação infravermelha. O vapor de água (H2O) é o gás com efeito de estufa mais abundante. O segundo mais importante é o dióxido de carbono (CO2). Contudo, sem eles, a temperatura média da Terra seria cerca de 33ºC mais baixa ! 5
  6. 6. O aquecimento global A acumulação de gases com efeito de estufa naturalmente agrava o efeito de estufa natural e o resultado é o aumento da temperatura à escala global. Este aumento de temperatura designa-se por aquecimento global. Este aquecimento é sobretudo na camada mais baixa da atmosfera (troposfera). Nas camadas mais altas o efeito é contrário. Embora a atmosfera possua mecanismos de realimentação (feedback) que podem contrariar o aquecimento inicial, existem também mecanismos que podem reforçar o aquecimento, resultando finalmente num aquecimento. 6
  7. 7. 7

×