SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
Gerador de vaporGerador de vapor
para Box e Cabinepara Box e Cabine
Manual de Instruções
Para sua segurança e melhor aproveitamento no uso deste produto,
antes de executar a instalação, leia atentamente este Manual de Instruções
ManualGeradorBox-atualizadoem18/07/2012
Obs: Para melhor atendê-lo a assistência técnica necessita que o cliente tenha em mãos a nota
fiscal de compra do produto.
ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR
ALBACETE IND. E COM. DE EQUIPAMENTOS DE LAZER LTDA.
Rua Xaventes, 120 - Meudon - Teresópolis - RJ CEP: 25976-030
TEL: (21) 2152-9000 - (21) 2741-8000 - FAX: (21) 2741-8001
www.albacete.com.br
ASSISTÊNCIA TÉCNICA
E-mail: sac@albacete.com.br
PABX: (21) 2741-8000 - FAX: (21) 2741-8024
Termos de garantia
Albacete Ind. e Com.de Equipamentos de Lazer Ltda.
REVENDEDOR:
CLIENTE:
ENDEREÇO:
CIDADE:
DADOS DO EQUIPAMENTO:
EST.: N. FISCAL:
A ALBACETE IND. E COM. DE EQUIPAMENTOS DE LAZER LTDA, certifica estar
entregando um produto em perfeitas condições de uso e adequado aos fins que se
destina.
Todo e qualquer defeito de fabricação poderá ser reclamado ao revendedor autorizado,
dentro do prazo máximo de um (1) ano a contar da data da emissão da respectiva nota
fiscal de venda, a garantia não cobre despesas referentes à remoção, correndo por conta
do adquirente as despesas de transporte até a fábrica, à Rua Xavantes, 120 , bairro
Meudon - Teresópolis - RJ ou ao local da assistência técnica autorizada, bem como a
reinstalação do produto e quaisquer outras despesas que não compreendidas na
substituição de peças e na mão de obra utilizada no reparo de defeitos de fabricação.
AAlbacete, por não oferecer serviços de instalação, fica sem efeito a presente garantia,
se o produto sofrer danos provocados por acidentes, uso indevido, maus tratos, agente
da natureza ou instalação em rede elétrica e hidráulica em desacordo com as instruções
do presente manual.
Essa garantia não cobre danos sofridos pelo produto durante ou manuseio inadequado,
danos causados por uso de produtos de limpeza impróprios (corrosivos, solventes,
abrasivos, etc.).
Verifique o estado do seu equipamento no ato do recebimento.Avarias ocorridas durante
o transporte por terceiros também não são cobertas pela GarantiaAlbacete.
OBS.: Reservamo-nos o direito de alterações no projeto sem prévio aviso.
Não nos responsabilizamos por erro de instalação, seja por revenda, técnicos
tercerizados, etc. Para maiores esclarecimentos entrar em contato com a COMISSÃO
DE ASSISTÊNCIA AO CONSUMIDOR da ALBACETE IND. E COM. DE
EQUIPAMENTOS DE LAZER LTDA.
13
01 AO RECEBER O EQUIPAMENTO.....................................................................
02 INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA ......................................................................
03 CARACTERISTICAS TÉCNICAS.......................................................................
04 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS.........................................................................
05 CONSTRUÇÃO DA SAUNA...............................................................................
....................................................................................................
....................................................................................................
06 INSTALAÇÕES HIDRÁLICA..............................................................................
...........................................................................................
...........................................................................................
............................................................................................................
07 INSTALAÇÃO ELÉTRICA..................................................................................
08 ATERRAMENTO.................................................................................................
09 QUADRO DE COMANDO ..................................................................................
10 CONTROLE AUTOMÁTICO..............................................................................
11 ACIONAMENTO DO GERADOR.......................................................................
12 MANUTENÇÃO..................................................................................................
13 ACESSÓRIOS.....................................................................................................
......................................................................................................
.........................................................................................................
........................................................................................
...................................................................................................
14 INDENTIFICAÇÃO DOS DEFEITOS..................................................................
15 TERMO DE GARANTIA......................................................................................
16 ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR...................................................................
5.1 AMBIENTE 1
5.2 AMBIENTE 2
6.1 ABASTECIMENTO
6.2 SAÍDA DE VAPOR
6.3 DRENO
13.1 ESÊNCIAS
13.2 PORTAS
13.3 DUCHA CIRCULAR
13.4 DUCHA ABS
01
02
02
02
03
03
04
05
05
05
05
06
07
08
08
09
10
11
11
11
11
11
12
13
14
ÍNDICE
Antes de desembalar o produto, certifique-se de que o equipamento não apresenta
avarias. Qualquer dano no produto é de inteira responsabilidade da transportadora,
no qual deverá ser feita a reclamação.
AO RECEBER O EQUIPAMENTO
IDENTIFICANDO OS DEFEITOS
1-Verifique se houve violação ou danos na embalagem.
2-Verifique se o produto foi entregue corretamente.
3-Verifique se houve algum tipo de dano causado ao ser transportada.
CUIDADOS IMPORTANTES
*Para conservar o produto mantenha-o em sua embalagem original (local seco, longe
de resíduos de obra).
*Não colocar peso sobre o produto nem sobre a embalagem.
*Ao desembalar, cuidado com pregos grampos para não danificar o Gerador.
*Não transporte o Gerador pelo duto ou chaminé.
*Evite deixar qualquer objeto sobre o Gerador.
*Ao ser realizado qualquer serviço de alvenaria, cubra o Gerador antes (PLÁSTICO).
*Não utilize produtos impróprios como: corrosivos, solventes, abrasivos, ácidos, nem
palha de aço para fazer a limpeza do Gerador.
*Evite cair (CAL, CIMENTO, GESSO, ETC.), Proteja o Gerador contra qualquer
resíduo.
UTILIZE SEMPRE PRODUTO DE
LIMPEZA NEUTRO.
ATENÇÃO
12 01
ANTES DE CHAMAR A ASSITÊNCIA TÉCNICA FAÇA VERIFICAÇÃO DE :
-Ambiente saturado.
-Bóia desregulada.
O gerador para
de enviar vapor
Colocar respiro e ou
melhorar a circulação
de ar na sauna.
-Regular a bóia e verificar
a pressão do registro ou
torneira, se necessário
feche um pouco.
-Entupimento interno
na bóia de alimentação
-Disjuntor
mal dimensionado
-Tubulação de saída de
vapor mal elaborada,
resistência com alguma
fase queimada.
-Reservatório sem
água.
-Desentupir a bóia e
verificar se a torneira
ou registro não está
fechado.
-Eliminar redução, curvas
e sinfonagem na saída
de vapor ou trocar
resistência.
-Colocar um disjuntor
dimensionado com a
especificação
do gerador.
-Tirar a bóia e desentupila.
Vazamento
de água
Aparelho
desliga
sozinho
Aparelho não
tem bom
rendimento
Aparelho não
liga
INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA:
Leia este manual com atenção antes de instalar e utilizar o Gerador Vapor, para
que você e sua família possam ter o máximo de satisfação, conforto e segurança
ao utilizar esse equipamento, observe as instruções abaixo:
Após a instalação, guarde-o, pois ele é um guia para esclarecer suas dúvidas.
Conserve-o junto com a respectiva Nota Fiscal de Compra para futuras consultas.
Por tratar-se de um produto técnico, deverá ser instalado por pessoas qualificadas.
O objetivo deste manual é facilitar a instalação, funcionamento e conservação do
equipamento, se as insformações contidas forem insuficientes, a ALBACETE está à
disposição para esclarecer qualquer dúvida. Para que você faça o melhor uso deste
equipamento.
INTRODUÇÃO
CARACTERISTICAS TÉCNICAS
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
A ALBACETE desenvolveu o gerador de vapor para trabalho contínuo dentro da
cabine ou box, este gerador apresenta grande resistência a tais condições de trabalho,
não sofrendo qualquer dano pela longa exposição ao vapor e à umidade, dando a
oportunidade de sua família usufruir de um autêntico banho de sauna sem sair de
casa. Controle de temperatura é feito manualmente ou com o opcional de termostato.
Os geradore de vapor elétrico mod. Box daAlbacete são produzidos com gabinete em
fibra de vidro, podendo atingir uma temperatura de até 45º. As resistências são
blindadas, fabricadas com fio níquel cromo e a vedação com o corpo do gerador é feita
com O-ring de silicone.
A entrada d´água é automática, não permitindo o funcionamento da sauna na falta
d´água . Para maior comodidade a sauna pode funcionar com regulagem automática
de temperatura do ambiente, através de um painel com termostato(opcional) que liga e
desliga parcialmente as resistências toda vez que a temperatura regulada mude.
A isntalação permite que a sauna funcione continuamente na sua potência parcial ou
total.
ACESSÓRIOS
As essências para sauna têm a finalidade de aromatizar
o ambiente da sauna deixando-o ainda mais agradável.
A Albacete oferece como item opcional a essência de
eucalipto que pode ser usada na caixa de sáida de vaspor
sobre as pedras ou com pulverizador.
As portas Albacete são fornecidas em dois modelos:
Porta em aço inox e porta em alumínio ambas com
batentes em alumínio ,visor e dimensões de 1.90x0.57
e 1.90x0.90 (mod. Especial).
Essências
Portas
Ducha circular
Duchas ABS
Ducha circular de 3” e de 4” arcos
produzida em latão cromado com
crivo de 8" em ABS. Conexão de
entrada de água de 1".
Ducha em ABS cromado com braço
em latão cromado e canopla de
acabamento emABS preto.
Fornecida em duas versões:
crivo de 8" com braço de ¾
crivo de 6" com braço de ½
Dimensões
A
54cm 44cm 26cm 1”
B C D
Bitola saída
de vapor
4 Kw 39,5cm
54cm
54cm
54cm
44cm
44cm
44cm
26cm
26cm
26cm6 Kw
9 Kw
12 Kw
39,5cm
39,5cm
39,5cm
1”
1.1/2”
1”
D
B
AC
02 11
40
Fase Volts
Gerador Elétrico de Vapor Box
Potência Fio m/m Disj. Amp.
6 Kw
9 Kw
12 Kw
4 Kw
Bif.
Bif.
Bif.
Mono
Trif.
Trif.
Trif.
Bif.
Trif.
Trif.
Trif.
220
220
220
110
220
220
220
220
380
380
380
6
10
16
6
6
10
10
4
6
6
4
2
2
2
1
3
3
3
2
3
3
3
40
50
70
30
40
50
30
25
35
30
Cabine
6 a 9 m³
9 a 14 m³
12 a 18 m³
4 a 6 m³
0310
Para sua total comodidade, todos os geradores de vapor Albacete, são equipados
com gabinetes removível que facilita a montagem e desmontagem do equipamento
sem remover as conexões para uma eventual manutenção no local.
Sempre que necessário lave o reservatório de água, abrindo o registro do dreno e da
entrada de água simultaneamente deixando a água circular num período de 3 a 5
minutos. Quando utilizar água não tratada, poço, rio, etc, este procedimento deverá
ser feito sempre que utilizar o aparelho deixando posteriormente o reservatório vazio;
Nestes casos é obrigatório a utilização de filtro de água.
Para manter o gerador sempre com aspecto de novo, faça a limpeza do gabinete
com água morna e sabão periodicamente. Após o uso da sauna deligue todos os
sistemas, inclusive o quadro de disjuntores. Feche o registro da água e após um dia
de uso drenos para manter o reservatório da água sempre seco para a limpeza do
mesmmo evitando a corrosão.
OBS: Para fazer limpeza mantenha o gerador e todas as partes elétricas do
equipamento desligado para que não ocorra nenhum acidente.
MANUTENÇÃO
Levante o gabineteRetire os parafusos
na lateral do gabinete CONSTRUÇÃO DA SAUNA
A cabine de vapor deverá ser revestida de azulejos sobre uma camada
de verniculita (isolante térmico). A porta da sauna deverá abrir sempre
para fora e sem fechaduras.
Procure optar pelo uso de pisos anti-derrapantes.
OBS.: Para saunas com vidro panorâmico usar desembaçador e espessura mínima
do vidro deverá ser de 6mm.
Saunas com parede de vidro com saída para piscina colocar algum material para
visualizar o final do vidro para evitar acidentes. Altura interna da sauna deve
manter o padrão de 2,20m e 5% de inclinação.
8
10
11
9
3
4
14
15
1
Gerador
2
16
11
1
43
2
3
76
12
13
AMBIENTE 1
ACIONAMENTO DO GERADOR
Controle automático de temperatura (opcional)
Após o uso da sauna desligue todos os sistemas, inclusive o quadro
de disjuntores. Feche o registro da água e abra o registro do dreno
para manter o reservatório da água sempre seco evitando a
corrosão.
CUIDADOS COM AMBIENTE: Após desligar o equipamento, abra a porta
da sauna (ambiente) e a saída de ar para manter o ambiente seco e
arejado, evitando odores e fungos no interior da sauna.
!
!
Para ativar o equipamento é simples, basta seguir os tópicos abaixo:
1 - Verifique a parte elétrica do gerador;
2 - Verifique se o registro do dreno está fechado;
3 - Faça uma revisão geral nas conexões hidráulicas e elétrica, em seguida abra o
registro ou torneira da entrada de água e mantenha-o aberto.
Com o controle de temperatura manual, a sauna deverá ter um termômetro instalado
no interior do comodô. Após atingir a temperatura desejada (45 º a 50 ºC) desligue o
equipamento manualmente.
Com o controle automático de temperatura, o procedimento será o mesmo descrito
nos tópicos acima, porém após o acionamento dos interruptores, você deverá indicar
no painel do controle automático a temperatura média desejada para o banho de
sauna, que será controlado automaticamente acionando e desligando o aparelho
sempre que necessário.
Perspectiva e planta da sauna
Legenda pagina 04
Energia
Energia
Saída de
vapor
Saída de
vapor
Gerador
Gerador
Bulbo sensor
Bulbo sensor
Quadro
de
comando
Quadro
de
comando
Água
Água
2,20 mt
Inclinação de 5%
no teto em relação
a altura máxima
2,20 mt
04 09
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
- Gerador de vapor colocado de baixo do banco
- Saída do vapor
- Conexão flexível para entrada de água fria
- Conexão flexível para entrada de condutores
- Caixa de passagem para os condutores
- Eletroduto de 19 mm embutido na parede
- Painel de controle da sauna
- Fornecimento de energia elétrica, em eletroduto com os condutores adequados
- Canalização de 13 mm do fornecimento de água fria
- Registro de Gaveta
- Bancos
- Ralo de esgoto
- Revestimento de azulejos com isolamento térmico de vermiculita
- Porta
- Visor
- Dreno
LEGENDA
Antes de ligar o aparelho, verifique se
a água está correndo normalmente,
abrindo os registros de água e do
dreno. Após verificar o escoamento
normal da água, feche o registro do
dreno, acione o termostato no quadro
de comando girando o termostato até
a temperatura que desejar, podendo-
se ligar o gerador em seguida.
AMBIENTE 2
08 05
INSTALAÇÃO HIDRÁULICA
ABASTECIMENTO
SAÍDA DE VAPOR
DRENO
Não utilize água tratada com cloro (de piscina) para abastecer
o gerador, caso venha à utilizar água de poço convém filtrar
antes de abastecer o gerador.!
!
O abastecimento é muito simples, pode ser efetuado por
uma torneira com rosca na ponta ou através de um
registro, ambos intermediados por uma mangueira
flexível, que tem a finalidade de levar a água do ponto de
alimentação até a conecxão de entrada do equipamento.
A alimentação pode ser feita com água de rede pública
(rua) ou reservatório particular (caixa).
Na saída de vapor do gerador será acoplada a uma
tubulação que levará a vaporização até a sauna. Esta
conexão deverá ser feita de cobre ou ferro galvanizado,
que deverá obedecer o mesmo diâmetro em toda a sua
extensão.Este tubulação não deverá ultrapassar o
número máximo de 1 cotovelo, sendo que o mesmo
direcionado para o piso.
É utilizado para fazer a troca de água do
reservatório de alimentação esta drenagem é
usual, ou seja, deverá ser feita a cada término do
banho de sauna, mantendo este reservatório vazio
quando o gerador não estiver acionado.
PAINEL COM CONTROLE AUTOMÁTICO DE TEMPERATURA
O painel com controle automático de temperatura foi desenvolvido para automatizar
seu equipamento de sauna, ligando e desligando sempre que a temperatura for
atingida. Este quadro é opcional e adquirido separadamente.
A instalação deve ser feita na parte externa da sauna numa altura aproximada de
1,60 m. Antes de fixar o quadro, abra a sua tampa e retire do seu interior o cabo
sensor, e passe-o através da saída no quadro de comando e o insira no conduite
para a parte próxima ao teto da sauna, o mais longe possível do gerador.
O bulbo tem a finalidade de registrar a temperatura no interior da sauna e assim
controlar automaticamente o gerador. Ele não deverá encostar na parede ficando
numa posição perpendicular a mesma (sem qualquer inclinação), para que o mercúrio
existente no interior do bulbo não seja afetado.
Energia
Saída de
vapor
Gerador
Bulbo sensor
Quadro
de
comando
Água
Nunca reduza o diâmetro da tubulação de vapor, nunca faça bolsa
ou sifão na tubulação. Quando o Gerador for instalado fora do
ambiente deve-se aumentar o tamanho da saída:
*GERADOR 4 à 9 Kw: = 1” = 1. ”
*GERADOR 12 Kw: = 1. ” = 2”
DE PARA
DE PARA
1/4
1/2
DRENO
SAÍDA DE
VAPOR
ENTRADA DE
ÁGUA
Sauna
SUA SATISFAÇÃO
NOSSO OBJETIVO
PRODUÇÃO CONTÍNUA DE VAPOR LIGADO
QUADRO DE COMANDO
COM TERMOSTATO(OPCIONAL)
TE
RMOSTA
TO
RES.
Sauna
SUA SATISFAÇÃO
NOSSO OBJETIVO
PRODUÇÃO CONTÍNUA DE VAPOR
LIGADO RES.
CONECTORES INTERNOS
DO QUADRO DE COMANDO
SAIDAS P /O GERADOR
ENTRADA
DE
FORÇA
COMANDO
FIO TERRA
1 2 3 4
QUADRO DE COMANDO
O quadro de comando foi desenvolvido para automatizar seu equipamento de sauna,
ligando e desligando. O quadro por conter equipamentos elétricos trabalha no modo a
distância, ou seja, fora do ambiente da sauna e deve ser instalado a 1,60m de altura.
06 07
INSTALAÇÃO ELÉTRICA
Antes de iniciar a instalação elétrica consulte a tabela de dados técnicos e a etiqueta
de identificação, para certificação da potência, amperagem e tensão do gerador.
A instalação deverá ser feita por um profissional qualificado, deve ser feita
independente diretamente do quadro de força, evitando assim sobrecarga de
energia, use um disjuntor apropriado para seu aparelho.
OBS: Verifique sempre a etiqueta de identificação no gerador para sua
segurança e instalação correta do produto.
ATERRAMENTO
O sistema de aterramento é a maneira mais segura de se evitar choques elétricos.
Para tanto, é necessário que seja feito corretamente por pessoas qualificadas.
- Se sua instalação não dispõe de Fio Terrra providencie.
- Nunca conecte o Fio Terra do Aquecedor Elétrico diretamente ao Neutro da
instalação.
- O Neutro de sua instalação elétrica não pode ser utilizado como Terra. O fio Terra
deve ser aterrado e construído conforme as normas da concessionária e a NBR 5410
“Instalações Elétricas de Baixa Tensão - Procedimento” .
Um bom sistema de aterramento pode ser obtido através da colocação de uma ou
várias hastes metálicas no solo e/ou da utilização das ferragens das fundações da
construção, de forma a se obter, conforme determinada a NBR 5410, uma impedância
máxima de 1Ohm como figura abaixo:
- O Fio Terra, ou Condutor de Proteção deverá sempre ser conectado no Terminal de
Aterramento do quadro do equipamento.
Em caso de dúvidas, entre em contato com a concessionária de energia de sua região.
,
- Se houverem emendas, deverão ser eletricamente bem feitas.
CAIXA DE MEDIÇÃO
CABOS DE EQUALIZAÇÃO
CAIXA DE
DISTRIBUIÇÃO
GERAL
BARRA DE TERRA
BARRA DENEUTRO
NEUTRO
F F
FFNT
TERRA
CABO DE COBRE
EM TUBULAÇÃO
MÍNIMA DE 16MM
ATERRAMENTO DA
REDE DE ENERGIA ELÉTRICA
EM CAIXA DE INSPEÇÃO
PROTEGER CONTRA
CORROSÃO
SOLO
220V
FÁSE - R
FÁSE - S
FÁSE - T
NEUTRO -
TERRA-
127V
FÁSES - R + S + T =
220V TRIFÁSICO
FÁSES = R+S = 220V BIFÁSICO
FÁSES = S+T = 220V BIFÁSICO
FÁSES = R+T = 220V BIFÁSICO
FÁSES = R+NEUTRO = 127V MONOFÁSICO
FÁSES = S+NEUTRO = 127V MONOFÁSICO
FÁSES = T+NEUTRO = 127V MONOFÁSICO
220V 220V
127V 127V
REDE ELÉTRICA220VOLTS TRFIFÁSICO + NEUTRO E TERRA REDE ELÉTRICA380VOLTS TRIFÁSICO + NEUTRO E TERRA
380V
FÁSE - R
FÁSE - S
FÁSE - T
NEUTRO -
TERRA-
220V
FÁSES - R + S + T =
380V TRIFÁSICO
FÁSES = R+S = 380V BIFÁSICO
FÁSES = S+T = 380V BIFÁSICO
FÁSES = R+T = 380V BIFÁSICO
FÁSES = R+NEUTRO = 220V MONOFÁSICO
FÁSES = S+NEUTRO = 220V MONOFÁSICO
FÁSES = T+NEUTRO = 220V MONOFÁSICO
380V
380V
220V 220V
REDE ELÉTRICA220VOLTS TRFIFÁSICO + TERRA
FÁSE - R
FÁSE - S
FÁSE - T
TERRA -
DISJUNTOR
TRIPOLAR
PARA O
EQUIPAMENTO
220V TRIFÁSICO
REDE ELÉTRICA 220VOLTS BIFÁSICO
FÁSE - R
FÁSE - T
TERRA -
DISJUNTOR
BIPOLAR
PARA O
EQUIPAMENTO
220V BIFÁSICO
REDE ELÉTRICA 380VOLTS BIFÁSICO
FÁSE - R
FÁSE - T
TERRA -
DISJUNTOR
BIPOLAR
PARA O
EQUIPAMENTO
380V BIFÁSICO
REDE ELÉTRICA 127V MONOFÁSICO
FÁSE - R
NEUTRO -
TERRA -
DISJUNTOR
UNIPOLAR
PARA O
EQUIPAMENTO
127V MONOFÁSICO
REDE ELÉTRICA 380V/220V MONOFÁSICA
FÁSE - R
NEUTRO -
TERRA -
DISJUNTOR
UNIPOLAR
PARA O
EQUIPAMENTO
220V MONOFÁSICO
FÁSE - R
FÁSE - S
FÁSE - T
TERRA -
DISJUNTOR
TRIPOLAR
PARA O
EQUIPAMENTO
380V TRIFÁSICO
REDE ELÉTRICA380VOLTS TRFIFÁSICO + TERRA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Queixa crime roberta_souza_carolina_tavares
Queixa crime roberta_souza_carolina_tavaresQueixa crime roberta_souza_carolina_tavares
Queixa crime roberta_souza_carolina_tavares
Noelia Brito
 
Laudo pericial modelo
Laudo pericial modeloLaudo pericial modelo
Laudo pericial modelo
Paulo H Bueno
 
Aula 25 10-14 - íris vânia
Aula 25 10-14 - íris vâniaAula 25 10-14 - íris vânia
Aula 25 10-14 - íris vânia
Fernanda Moreira
 

Mais procurados (20)

Petição de habilitação em processo
Petição de habilitação em processoPetição de habilitação em processo
Petição de habilitação em processo
 
PPRA
PPRAPPRA
PPRA
 
Queixa crime roberta_souza_carolina_tavares
Queixa crime roberta_souza_carolina_tavaresQueixa crime roberta_souza_carolina_tavares
Queixa crime roberta_souza_carolina_tavares
 
jurisprudência
jurisprudênciajurisprudência
jurisprudência
 
Aula 4- Direito e Moral.pdf
Aula 4- Direito e Moral.pdfAula 4- Direito e Moral.pdf
Aula 4- Direito e Moral.pdf
 
Laudo pericial modelo
Laudo pericial modeloLaudo pericial modelo
Laudo pericial modelo
 
Modelo proposta comercial - profa. daniela
Modelo   proposta comercial - profa. danielaModelo   proposta comercial - profa. daniela
Modelo proposta comercial - profa. daniela
 
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
7-Contrarrazões de RECURSO EXTRAORRDINARIO - STF.doc
 
defeitosemsoldagem
defeitosemsoldagemdefeitosemsoldagem
defeitosemsoldagem
 
Não existe ética coletiva, bem como moral individual
Não existe ética coletiva, bem como moral individualNão existe ética coletiva, bem como moral individual
Não existe ética coletiva, bem como moral individual
 
Aula 25 10-14 - íris vânia
Aula 25 10-14 - íris vâniaAula 25 10-14 - íris vânia
Aula 25 10-14 - íris vânia
 
APOSENTADORIA ESPECIAL.ppt
APOSENTADORIA ESPECIAL.pptAPOSENTADORIA ESPECIAL.ppt
APOSENTADORIA ESPECIAL.ppt
 
DIREITO P PENAL OAB XX ESTRATÉGIA AULA 05
DIREITO P PENAL OAB XX ESTRATÉGIA AULA 05DIREITO P PENAL OAB XX ESTRATÉGIA AULA 05
DIREITO P PENAL OAB XX ESTRATÉGIA AULA 05
 
Metais nao ferrosos
Metais nao ferrososMetais nao ferrosos
Metais nao ferrosos
 
Modelo de laudo pericial trabalhista
Modelo de laudo pericial trabalhistaModelo de laudo pericial trabalhista
Modelo de laudo pericial trabalhista
 
Aula tgp 001
Aula tgp 001Aula tgp 001
Aula tgp 001
 
Modelo petição informe de endereço
Modelo petição informe de endereçoModelo petição informe de endereço
Modelo petição informe de endereço
 
Direito do Trabalho - Fontes
Direito do Trabalho - FontesDireito do Trabalho - Fontes
Direito do Trabalho - Fontes
 
Carta de preposição
Carta de preposiçãoCarta de preposição
Carta de preposição
 
Vibrações
VibraçõesVibrações
Vibrações
 

Destaque (9)

Manual Sauna a Vapor Elétrica modelo SV e SV Luxo albacete
Manual Sauna a Vapor Elétrica modelo SV e SV Luxo albaceteManual Sauna a Vapor Elétrica modelo SV e SV Luxo albacete
Manual Sauna a Vapor Elétrica modelo SV e SV Luxo albacete
 
Desenho técnico eletrônico
Desenho técnico eletrônicoDesenho técnico eletrônico
Desenho técnico eletrônico
 
Sodramar Manual Gerador de Vapor
Sodramar Manual Gerador de VaporSodramar Manual Gerador de Vapor
Sodramar Manual Gerador de Vapor
 
Novo Manual Sauna a Vapor Compact Line - Sodramar
Novo Manual Sauna a Vapor Compact Line - SodramarNovo Manual Sauna a Vapor Compact Line - Sodramar
Novo Manual Sauna a Vapor Compact Line - Sodramar
 
Elétrica desenhos eletricos
Elétrica desenhos eletricosElétrica desenhos eletricos
Elétrica desenhos eletricos
 
SAUNA ARPOADOR
SAUNA ARPOADORSAUNA ARPOADOR
SAUNA ARPOADOR
 
Manual Sauna a Lenha ou Lenha/Gás GL Albacete
Manual Sauna a Lenha ou Lenha/Gás GL AlbaceteManual Sauna a Lenha ou Lenha/Gás GL Albacete
Manual Sauna a Lenha ou Lenha/Gás GL Albacete
 
Manual da Sauna a Vapor Impercap
Manual da Sauna a Vapor ImpercapManual da Sauna a Vapor Impercap
Manual da Sauna a Vapor Impercap
 
Gás LP no Brasil - Perguntas frequentes - 2008
Gás LP no Brasil - Perguntas frequentes - 2008Gás LP no Brasil - Perguntas frequentes - 2008
Gás LP no Brasil - Perguntas frequentes - 2008
 

Semelhante a Manual Sauna Vapor Box Cabine da Albacete

MANUAL DE SAUNA SEMI ÚMIDA - IMPERCAP SAUNAS
MANUAL DE SAUNA SEMI ÚMIDA - IMPERCAP SAUNASMANUAL DE SAUNA SEMI ÚMIDA - IMPERCAP SAUNAS
MANUAL DE SAUNA SEMI ÚMIDA - IMPERCAP SAUNAS
ImpercapSaunas1
 
N1otmanual ducha advance
N1otmanual ducha advanceN1otmanual ducha advance
N1otmanual ducha advance
Cocab Pools
 
Quadros de comando
Quadros de comandoQuadros de comando
Quadros de comando
Cocab Pools
 
Manual bebedouros geral
Manual bebedouros geralManual bebedouros geral
Manual bebedouros geral
Paulo H Bueno
 
H19imanual dosador
H19imanual dosadorH19imanual dosador
H19imanual dosador
Cocab Pools
 

Semelhante a Manual Sauna Vapor Box Cabine da Albacete (20)

MANUAL DE SAUNA SEMI ÚMIDA - IMPERCAP SAUNAS
MANUAL DE SAUNA SEMI ÚMIDA - IMPERCAP SAUNASMANUAL DE SAUNA SEMI ÚMIDA - IMPERCAP SAUNAS
MANUAL DE SAUNA SEMI ÚMIDA - IMPERCAP SAUNAS
 
Manual Banheira Málaga
Manual Banheira MálagaManual Banheira Málaga
Manual Banheira Málaga
 
Manual da Ducha Advanced Inox Sodramar
Manual da Ducha Advanced Inox SodramarManual da Ducha Advanced Inox Sodramar
Manual da Ducha Advanced Inox Sodramar
 
N1otmanual ducha advance
N1otmanual ducha advanceN1otmanual ducha advance
N1otmanual ducha advance
 
Manual lavadora ecoperformance
Manual lavadora ecoperformanceManual lavadora ecoperformance
Manual lavadora ecoperformance
 
Manual lavadora GE LVGE 1535
Manual lavadora GE LVGE 1535Manual lavadora GE LVGE 1535
Manual lavadora GE LVGE 1535
 
Manual lf90
Manual lf90Manual lf90
Manual lf90
 
Sc103
Sc103Sc103
Sc103
 
Manual Banheira Córdoba
Manual Banheira CórdobaManual Banheira Córdoba
Manual Banheira Córdoba
 
Quadros de comando
Quadros de comandoQuadros de comando
Quadros de comando
 
Manual Quadro de Comando para Compact Line Sodramar
Manual Quadro de Comando para Compact Line SodramarManual Quadro de Comando para Compact Line Sodramar
Manual Quadro de Comando para Compact Line Sodramar
 
Manual bebedouros geral
Manual bebedouros geralManual bebedouros geral
Manual bebedouros geral
 
Manual Banheira Siesta
Manual Banheira SiestaManual Banheira Siesta
Manual Banheira Siesta
 
Manual spa siesta
Manual spa siestaManual spa siesta
Manual spa siesta
 
Manual spa siesta
Manual spa siestaManual spa siesta
Manual spa siesta
 
241301um pt
241301um pt241301um pt
241301um pt
 
Desumidificador de ar Tubrax DAC0002
Desumidificador de ar Tubrax DAC0002Desumidificador de ar Tubrax DAC0002
Desumidificador de ar Tubrax DAC0002
 
4hs2led61
4hs2led614hs2led61
4hs2led61
 
H19imanual dosador
H19imanual dosadorH19imanual dosador
H19imanual dosador
 
5nk1 ipoolzz
5nk1 ipoolzz5nk1 ipoolzz
5nk1 ipoolzz
 

Mais de Cottage Casa E Lazer

Mais de Cottage Casa E Lazer (20)

Manual de Instalação de Lareira e Salamandra
Manual de Instalação de Lareira e SalamandraManual de Instalação de Lareira e Salamandra
Manual de Instalação de Lareira e Salamandra
 
Manual de Gerador de Calor para Sauna Seca Sodramar
Manual de Gerador de Calor para Sauna Seca SodramarManual de Gerador de Calor para Sauna Seca Sodramar
Manual de Gerador de Calor para Sauna Seca Sodramar
 
Manual gerador de cloro para piscina - Sodramar
Manual gerador de cloro para piscina - SodramarManual gerador de cloro para piscina - Sodramar
Manual gerador de cloro para piscina - Sodramar
 
Manual de Instalação Sauna Indoor - Sodramar
Manual de Instalação Sauna Indoor - SodramarManual de Instalação Sauna Indoor - Sodramar
Manual de Instalação Sauna Indoor - Sodramar
 
Manual da Churrasqueira a Gás de embutir - M
Manual da Churrasqueira a Gás de embutir - MManual da Churrasqueira a Gás de embutir - M
Manual da Churrasqueira a Gás de embutir - M
 
Manual da Churrasqueira a Gás de embutir - P
Manual da Churrasqueira a Gás de embutir - PManual da Churrasqueira a Gás de embutir - P
Manual da Churrasqueira a Gás de embutir - P
 
Manual da Churrasqueira a Gás de embutir - Grande
Manual da Churrasqueira a Gás de embutir - GrandeManual da Churrasqueira a Gás de embutir - Grande
Manual da Churrasqueira a Gás de embutir - Grande
 
Manual da Churrasqueira a Gás para embutir - Pequena
Manual da Churrasqueira a Gás para embutir - PequenaManual da Churrasqueira a Gás para embutir - Pequena
Manual da Churrasqueira a Gás para embutir - Pequena
 
Manual de instalação do braseiro médio
Manual de instalação do braseiro médioManual de instalação do braseiro médio
Manual de instalação do braseiro médio
 
Manual de instalação do braseiro grande
Manual de instalação do braseiro grandeManual de instalação do braseiro grande
Manual de instalação do braseiro grande
 
Manual de Instalação do Braseiro médio
Manual de Instalação do Braseiro médioManual de Instalação do Braseiro médio
Manual de Instalação do Braseiro médio
 
Manual de instalação do Braseiro pequeno
Manual de instalação do Braseiro pequenoManual de instalação do Braseiro pequeno
Manual de instalação do Braseiro pequeno
 
Manual de iluminação Led Pool para piscina - Sodramar
Manual de iluminação Led Pool para piscina - SodramarManual de iluminação Led Pool para piscina - Sodramar
Manual de iluminação Led Pool para piscina - Sodramar
 
Manual de Filtros para Piscina - Sodramar
Manual de Filtros para Piscina - SodramarManual de Filtros para Piscina - Sodramar
Manual de Filtros para Piscina - Sodramar
 
Manual Ipool Standard para Automação de Piscina - Sodramar
Manual Ipool Standard para Automação de Piscina - SodramarManual Ipool Standard para Automação de Piscina - Sodramar
Manual Ipool Standard para Automação de Piscina - Sodramar
 
Novo Manual da Sauna Seca Elétrica Sodramar
Novo Manual da Sauna Seca Elétrica SodramarNovo Manual da Sauna Seca Elétrica Sodramar
Novo Manual da Sauna Seca Elétrica Sodramar
 
Lareira Elétrica Milos K3 - Manual de instalação
Lareira Elétrica Milos K3 - Manual de instalaçãoLareira Elétrica Milos K3 - Manual de instalação
Lareira Elétrica Milos K3 - Manual de instalação
 
Lareira Álcool de embutir Mica - JX - Medidas para instalação
Lareira Álcool de embutir Mica - JX - Medidas para instalaçãoLareira Álcool de embutir Mica - JX - Medidas para instalação
Lareira Álcool de embutir Mica - JX - Medidas para instalação
 
Lareira a Álcool ecológica K3 - Instruções para instalação
Lareira a Álcool ecológica K3 - Instruções para instalaçãoLareira a Álcool ecológica K3 - Instruções para instalação
Lareira a Álcool ecológica K3 - Instruções para instalação
 
Manual Forno SF para Sauna Seca Socalor
Manual Forno SF para Sauna Seca SocalorManual Forno SF para Sauna Seca Socalor
Manual Forno SF para Sauna Seca Socalor
 

Manual Sauna Vapor Box Cabine da Albacete

  • 1. Gerador de vaporGerador de vapor para Box e Cabinepara Box e Cabine Manual de Instruções Para sua segurança e melhor aproveitamento no uso deste produto, antes de executar a instalação, leia atentamente este Manual de Instruções ManualGeradorBox-atualizadoem18/07/2012 Obs: Para melhor atendê-lo a assistência técnica necessita que o cliente tenha em mãos a nota fiscal de compra do produto. ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR ALBACETE IND. E COM. DE EQUIPAMENTOS DE LAZER LTDA. Rua Xaventes, 120 - Meudon - Teresópolis - RJ CEP: 25976-030 TEL: (21) 2152-9000 - (21) 2741-8000 - FAX: (21) 2741-8001 www.albacete.com.br ASSISTÊNCIA TÉCNICA E-mail: sac@albacete.com.br PABX: (21) 2741-8000 - FAX: (21) 2741-8024
  • 2. Termos de garantia Albacete Ind. e Com.de Equipamentos de Lazer Ltda. REVENDEDOR: CLIENTE: ENDEREÇO: CIDADE: DADOS DO EQUIPAMENTO: EST.: N. FISCAL: A ALBACETE IND. E COM. DE EQUIPAMENTOS DE LAZER LTDA, certifica estar entregando um produto em perfeitas condições de uso e adequado aos fins que se destina. Todo e qualquer defeito de fabricação poderá ser reclamado ao revendedor autorizado, dentro do prazo máximo de um (1) ano a contar da data da emissão da respectiva nota fiscal de venda, a garantia não cobre despesas referentes à remoção, correndo por conta do adquirente as despesas de transporte até a fábrica, à Rua Xavantes, 120 , bairro Meudon - Teresópolis - RJ ou ao local da assistência técnica autorizada, bem como a reinstalação do produto e quaisquer outras despesas que não compreendidas na substituição de peças e na mão de obra utilizada no reparo de defeitos de fabricação. AAlbacete, por não oferecer serviços de instalação, fica sem efeito a presente garantia, se o produto sofrer danos provocados por acidentes, uso indevido, maus tratos, agente da natureza ou instalação em rede elétrica e hidráulica em desacordo com as instruções do presente manual. Essa garantia não cobre danos sofridos pelo produto durante ou manuseio inadequado, danos causados por uso de produtos de limpeza impróprios (corrosivos, solventes, abrasivos, etc.). Verifique o estado do seu equipamento no ato do recebimento.Avarias ocorridas durante o transporte por terceiros também não são cobertas pela GarantiaAlbacete. OBS.: Reservamo-nos o direito de alterações no projeto sem prévio aviso. Não nos responsabilizamos por erro de instalação, seja por revenda, técnicos tercerizados, etc. Para maiores esclarecimentos entrar em contato com a COMISSÃO DE ASSISTÊNCIA AO CONSUMIDOR da ALBACETE IND. E COM. DE EQUIPAMENTOS DE LAZER LTDA. 13 01 AO RECEBER O EQUIPAMENTO..................................................................... 02 INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA ...................................................................... 03 CARACTERISTICAS TÉCNICAS....................................................................... 04 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS......................................................................... 05 CONSTRUÇÃO DA SAUNA............................................................................... .................................................................................................... .................................................................................................... 06 INSTALAÇÕES HIDRÁLICA.............................................................................. ........................................................................................... ........................................................................................... ............................................................................................................ 07 INSTALAÇÃO ELÉTRICA.................................................................................. 08 ATERRAMENTO................................................................................................. 09 QUADRO DE COMANDO .................................................................................. 10 CONTROLE AUTOMÁTICO.............................................................................. 11 ACIONAMENTO DO GERADOR....................................................................... 12 MANUTENÇÃO.................................................................................................. 13 ACESSÓRIOS..................................................................................................... ...................................................................................................... ......................................................................................................... ........................................................................................ ................................................................................................... 14 INDENTIFICAÇÃO DOS DEFEITOS.................................................................. 15 TERMO DE GARANTIA...................................................................................... 16 ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR................................................................... 5.1 AMBIENTE 1 5.2 AMBIENTE 2 6.1 ABASTECIMENTO 6.2 SAÍDA DE VAPOR 6.3 DRENO 13.1 ESÊNCIAS 13.2 PORTAS 13.3 DUCHA CIRCULAR 13.4 DUCHA ABS 01 02 02 02 03 03 04 05 05 05 05 06 07 08 08 09 10 11 11 11 11 11 12 13 14 ÍNDICE
  • 3. Antes de desembalar o produto, certifique-se de que o equipamento não apresenta avarias. Qualquer dano no produto é de inteira responsabilidade da transportadora, no qual deverá ser feita a reclamação. AO RECEBER O EQUIPAMENTO IDENTIFICANDO OS DEFEITOS 1-Verifique se houve violação ou danos na embalagem. 2-Verifique se o produto foi entregue corretamente. 3-Verifique se houve algum tipo de dano causado ao ser transportada. CUIDADOS IMPORTANTES *Para conservar o produto mantenha-o em sua embalagem original (local seco, longe de resíduos de obra). *Não colocar peso sobre o produto nem sobre a embalagem. *Ao desembalar, cuidado com pregos grampos para não danificar o Gerador. *Não transporte o Gerador pelo duto ou chaminé. *Evite deixar qualquer objeto sobre o Gerador. *Ao ser realizado qualquer serviço de alvenaria, cubra o Gerador antes (PLÁSTICO). *Não utilize produtos impróprios como: corrosivos, solventes, abrasivos, ácidos, nem palha de aço para fazer a limpeza do Gerador. *Evite cair (CAL, CIMENTO, GESSO, ETC.), Proteja o Gerador contra qualquer resíduo. UTILIZE SEMPRE PRODUTO DE LIMPEZA NEUTRO. ATENÇÃO 12 01 ANTES DE CHAMAR A ASSITÊNCIA TÉCNICA FAÇA VERIFICAÇÃO DE : -Ambiente saturado. -Bóia desregulada. O gerador para de enviar vapor Colocar respiro e ou melhorar a circulação de ar na sauna. -Regular a bóia e verificar a pressão do registro ou torneira, se necessário feche um pouco. -Entupimento interno na bóia de alimentação -Disjuntor mal dimensionado -Tubulação de saída de vapor mal elaborada, resistência com alguma fase queimada. -Reservatório sem água. -Desentupir a bóia e verificar se a torneira ou registro não está fechado. -Eliminar redução, curvas e sinfonagem na saída de vapor ou trocar resistência. -Colocar um disjuntor dimensionado com a especificação do gerador. -Tirar a bóia e desentupila. Vazamento de água Aparelho desliga sozinho Aparelho não tem bom rendimento Aparelho não liga
  • 4. INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA: Leia este manual com atenção antes de instalar e utilizar o Gerador Vapor, para que você e sua família possam ter o máximo de satisfação, conforto e segurança ao utilizar esse equipamento, observe as instruções abaixo: Após a instalação, guarde-o, pois ele é um guia para esclarecer suas dúvidas. Conserve-o junto com a respectiva Nota Fiscal de Compra para futuras consultas. Por tratar-se de um produto técnico, deverá ser instalado por pessoas qualificadas. O objetivo deste manual é facilitar a instalação, funcionamento e conservação do equipamento, se as insformações contidas forem insuficientes, a ALBACETE está à disposição para esclarecer qualquer dúvida. Para que você faça o melhor uso deste equipamento. INTRODUÇÃO CARACTERISTICAS TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS A ALBACETE desenvolveu o gerador de vapor para trabalho contínuo dentro da cabine ou box, este gerador apresenta grande resistência a tais condições de trabalho, não sofrendo qualquer dano pela longa exposição ao vapor e à umidade, dando a oportunidade de sua família usufruir de um autêntico banho de sauna sem sair de casa. Controle de temperatura é feito manualmente ou com o opcional de termostato. Os geradore de vapor elétrico mod. Box daAlbacete são produzidos com gabinete em fibra de vidro, podendo atingir uma temperatura de até 45º. As resistências são blindadas, fabricadas com fio níquel cromo e a vedação com o corpo do gerador é feita com O-ring de silicone. A entrada d´água é automática, não permitindo o funcionamento da sauna na falta d´água . Para maior comodidade a sauna pode funcionar com regulagem automática de temperatura do ambiente, através de um painel com termostato(opcional) que liga e desliga parcialmente as resistências toda vez que a temperatura regulada mude. A isntalação permite que a sauna funcione continuamente na sua potência parcial ou total. ACESSÓRIOS As essências para sauna têm a finalidade de aromatizar o ambiente da sauna deixando-o ainda mais agradável. A Albacete oferece como item opcional a essência de eucalipto que pode ser usada na caixa de sáida de vaspor sobre as pedras ou com pulverizador. As portas Albacete são fornecidas em dois modelos: Porta em aço inox e porta em alumínio ambas com batentes em alumínio ,visor e dimensões de 1.90x0.57 e 1.90x0.90 (mod. Especial). Essências Portas Ducha circular Duchas ABS Ducha circular de 3” e de 4” arcos produzida em latão cromado com crivo de 8" em ABS. Conexão de entrada de água de 1". Ducha em ABS cromado com braço em latão cromado e canopla de acabamento emABS preto. Fornecida em duas versões: crivo de 8" com braço de ¾ crivo de 6" com braço de ½ Dimensões A 54cm 44cm 26cm 1” B C D Bitola saída de vapor 4 Kw 39,5cm 54cm 54cm 54cm 44cm 44cm 44cm 26cm 26cm 26cm6 Kw 9 Kw 12 Kw 39,5cm 39,5cm 39,5cm 1” 1.1/2” 1” D B AC 02 11
  • 5. 40 Fase Volts Gerador Elétrico de Vapor Box Potência Fio m/m Disj. Amp. 6 Kw 9 Kw 12 Kw 4 Kw Bif. Bif. Bif. Mono Trif. Trif. Trif. Bif. Trif. Trif. Trif. 220 220 220 110 220 220 220 220 380 380 380 6 10 16 6 6 10 10 4 6 6 4 2 2 2 1 3 3 3 2 3 3 3 40 50 70 30 40 50 30 25 35 30 Cabine 6 a 9 m³ 9 a 14 m³ 12 a 18 m³ 4 a 6 m³ 0310 Para sua total comodidade, todos os geradores de vapor Albacete, são equipados com gabinetes removível que facilita a montagem e desmontagem do equipamento sem remover as conexões para uma eventual manutenção no local. Sempre que necessário lave o reservatório de água, abrindo o registro do dreno e da entrada de água simultaneamente deixando a água circular num período de 3 a 5 minutos. Quando utilizar água não tratada, poço, rio, etc, este procedimento deverá ser feito sempre que utilizar o aparelho deixando posteriormente o reservatório vazio; Nestes casos é obrigatório a utilização de filtro de água. Para manter o gerador sempre com aspecto de novo, faça a limpeza do gabinete com água morna e sabão periodicamente. Após o uso da sauna deligue todos os sistemas, inclusive o quadro de disjuntores. Feche o registro da água e após um dia de uso drenos para manter o reservatório da água sempre seco para a limpeza do mesmmo evitando a corrosão. OBS: Para fazer limpeza mantenha o gerador e todas as partes elétricas do equipamento desligado para que não ocorra nenhum acidente. MANUTENÇÃO Levante o gabineteRetire os parafusos na lateral do gabinete CONSTRUÇÃO DA SAUNA A cabine de vapor deverá ser revestida de azulejos sobre uma camada de verniculita (isolante térmico). A porta da sauna deverá abrir sempre para fora e sem fechaduras. Procure optar pelo uso de pisos anti-derrapantes. OBS.: Para saunas com vidro panorâmico usar desembaçador e espessura mínima do vidro deverá ser de 6mm. Saunas com parede de vidro com saída para piscina colocar algum material para visualizar o final do vidro para evitar acidentes. Altura interna da sauna deve manter o padrão de 2,20m e 5% de inclinação. 8 10 11 9 3 4 14 15 1 Gerador 2 16 11 1 43 2 3 76 12 13 AMBIENTE 1
  • 6. ACIONAMENTO DO GERADOR Controle automático de temperatura (opcional) Após o uso da sauna desligue todos os sistemas, inclusive o quadro de disjuntores. Feche o registro da água e abra o registro do dreno para manter o reservatório da água sempre seco evitando a corrosão. CUIDADOS COM AMBIENTE: Após desligar o equipamento, abra a porta da sauna (ambiente) e a saída de ar para manter o ambiente seco e arejado, evitando odores e fungos no interior da sauna. ! ! Para ativar o equipamento é simples, basta seguir os tópicos abaixo: 1 - Verifique a parte elétrica do gerador; 2 - Verifique se o registro do dreno está fechado; 3 - Faça uma revisão geral nas conexões hidráulicas e elétrica, em seguida abra o registro ou torneira da entrada de água e mantenha-o aberto. Com o controle de temperatura manual, a sauna deverá ter um termômetro instalado no interior do comodô. Após atingir a temperatura desejada (45 º a 50 ºC) desligue o equipamento manualmente. Com o controle automático de temperatura, o procedimento será o mesmo descrito nos tópicos acima, porém após o acionamento dos interruptores, você deverá indicar no painel do controle automático a temperatura média desejada para o banho de sauna, que será controlado automaticamente acionando e desligando o aparelho sempre que necessário. Perspectiva e planta da sauna Legenda pagina 04 Energia Energia Saída de vapor Saída de vapor Gerador Gerador Bulbo sensor Bulbo sensor Quadro de comando Quadro de comando Água Água 2,20 mt Inclinação de 5% no teto em relação a altura máxima 2,20 mt 04 09 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 - Gerador de vapor colocado de baixo do banco - Saída do vapor - Conexão flexível para entrada de água fria - Conexão flexível para entrada de condutores - Caixa de passagem para os condutores - Eletroduto de 19 mm embutido na parede - Painel de controle da sauna - Fornecimento de energia elétrica, em eletroduto com os condutores adequados - Canalização de 13 mm do fornecimento de água fria - Registro de Gaveta - Bancos - Ralo de esgoto - Revestimento de azulejos com isolamento térmico de vermiculita - Porta - Visor - Dreno LEGENDA Antes de ligar o aparelho, verifique se a água está correndo normalmente, abrindo os registros de água e do dreno. Após verificar o escoamento normal da água, feche o registro do dreno, acione o termostato no quadro de comando girando o termostato até a temperatura que desejar, podendo- se ligar o gerador em seguida. AMBIENTE 2
  • 7. 08 05 INSTALAÇÃO HIDRÁULICA ABASTECIMENTO SAÍDA DE VAPOR DRENO Não utilize água tratada com cloro (de piscina) para abastecer o gerador, caso venha à utilizar água de poço convém filtrar antes de abastecer o gerador.! ! O abastecimento é muito simples, pode ser efetuado por uma torneira com rosca na ponta ou através de um registro, ambos intermediados por uma mangueira flexível, que tem a finalidade de levar a água do ponto de alimentação até a conecxão de entrada do equipamento. A alimentação pode ser feita com água de rede pública (rua) ou reservatório particular (caixa). Na saída de vapor do gerador será acoplada a uma tubulação que levará a vaporização até a sauna. Esta conexão deverá ser feita de cobre ou ferro galvanizado, que deverá obedecer o mesmo diâmetro em toda a sua extensão.Este tubulação não deverá ultrapassar o número máximo de 1 cotovelo, sendo que o mesmo direcionado para o piso. É utilizado para fazer a troca de água do reservatório de alimentação esta drenagem é usual, ou seja, deverá ser feita a cada término do banho de sauna, mantendo este reservatório vazio quando o gerador não estiver acionado. PAINEL COM CONTROLE AUTOMÁTICO DE TEMPERATURA O painel com controle automático de temperatura foi desenvolvido para automatizar seu equipamento de sauna, ligando e desligando sempre que a temperatura for atingida. Este quadro é opcional e adquirido separadamente. A instalação deve ser feita na parte externa da sauna numa altura aproximada de 1,60 m. Antes de fixar o quadro, abra a sua tampa e retire do seu interior o cabo sensor, e passe-o através da saída no quadro de comando e o insira no conduite para a parte próxima ao teto da sauna, o mais longe possível do gerador. O bulbo tem a finalidade de registrar a temperatura no interior da sauna e assim controlar automaticamente o gerador. Ele não deverá encostar na parede ficando numa posição perpendicular a mesma (sem qualquer inclinação), para que o mercúrio existente no interior do bulbo não seja afetado. Energia Saída de vapor Gerador Bulbo sensor Quadro de comando Água Nunca reduza o diâmetro da tubulação de vapor, nunca faça bolsa ou sifão na tubulação. Quando o Gerador for instalado fora do ambiente deve-se aumentar o tamanho da saída: *GERADOR 4 à 9 Kw: = 1” = 1. ” *GERADOR 12 Kw: = 1. ” = 2” DE PARA DE PARA 1/4 1/2 DRENO SAÍDA DE VAPOR ENTRADA DE ÁGUA Sauna SUA SATISFAÇÃO NOSSO OBJETIVO PRODUÇÃO CONTÍNUA DE VAPOR LIGADO QUADRO DE COMANDO COM TERMOSTATO(OPCIONAL) TE RMOSTA TO RES. Sauna SUA SATISFAÇÃO NOSSO OBJETIVO PRODUÇÃO CONTÍNUA DE VAPOR LIGADO RES. CONECTORES INTERNOS DO QUADRO DE COMANDO SAIDAS P /O GERADOR ENTRADA DE FORÇA COMANDO FIO TERRA 1 2 3 4 QUADRO DE COMANDO O quadro de comando foi desenvolvido para automatizar seu equipamento de sauna, ligando e desligando. O quadro por conter equipamentos elétricos trabalha no modo a distância, ou seja, fora do ambiente da sauna e deve ser instalado a 1,60m de altura.
  • 8. 06 07 INSTALAÇÃO ELÉTRICA Antes de iniciar a instalação elétrica consulte a tabela de dados técnicos e a etiqueta de identificação, para certificação da potência, amperagem e tensão do gerador. A instalação deverá ser feita por um profissional qualificado, deve ser feita independente diretamente do quadro de força, evitando assim sobrecarga de energia, use um disjuntor apropriado para seu aparelho. OBS: Verifique sempre a etiqueta de identificação no gerador para sua segurança e instalação correta do produto. ATERRAMENTO O sistema de aterramento é a maneira mais segura de se evitar choques elétricos. Para tanto, é necessário que seja feito corretamente por pessoas qualificadas. - Se sua instalação não dispõe de Fio Terrra providencie. - Nunca conecte o Fio Terra do Aquecedor Elétrico diretamente ao Neutro da instalação. - O Neutro de sua instalação elétrica não pode ser utilizado como Terra. O fio Terra deve ser aterrado e construído conforme as normas da concessionária e a NBR 5410 “Instalações Elétricas de Baixa Tensão - Procedimento” . Um bom sistema de aterramento pode ser obtido através da colocação de uma ou várias hastes metálicas no solo e/ou da utilização das ferragens das fundações da construção, de forma a se obter, conforme determinada a NBR 5410, uma impedância máxima de 1Ohm como figura abaixo: - O Fio Terra, ou Condutor de Proteção deverá sempre ser conectado no Terminal de Aterramento do quadro do equipamento. Em caso de dúvidas, entre em contato com a concessionária de energia de sua região. , - Se houverem emendas, deverão ser eletricamente bem feitas. CAIXA DE MEDIÇÃO CABOS DE EQUALIZAÇÃO CAIXA DE DISTRIBUIÇÃO GERAL BARRA DE TERRA BARRA DENEUTRO NEUTRO F F FFNT TERRA CABO DE COBRE EM TUBULAÇÃO MÍNIMA DE 16MM ATERRAMENTO DA REDE DE ENERGIA ELÉTRICA EM CAIXA DE INSPEÇÃO PROTEGER CONTRA CORROSÃO SOLO 220V FÁSE - R FÁSE - S FÁSE - T NEUTRO - TERRA- 127V FÁSES - R + S + T = 220V TRIFÁSICO FÁSES = R+S = 220V BIFÁSICO FÁSES = S+T = 220V BIFÁSICO FÁSES = R+T = 220V BIFÁSICO FÁSES = R+NEUTRO = 127V MONOFÁSICO FÁSES = S+NEUTRO = 127V MONOFÁSICO FÁSES = T+NEUTRO = 127V MONOFÁSICO 220V 220V 127V 127V REDE ELÉTRICA220VOLTS TRFIFÁSICO + NEUTRO E TERRA REDE ELÉTRICA380VOLTS TRIFÁSICO + NEUTRO E TERRA 380V FÁSE - R FÁSE - S FÁSE - T NEUTRO - TERRA- 220V FÁSES - R + S + T = 380V TRIFÁSICO FÁSES = R+S = 380V BIFÁSICO FÁSES = S+T = 380V BIFÁSICO FÁSES = R+T = 380V BIFÁSICO FÁSES = R+NEUTRO = 220V MONOFÁSICO FÁSES = S+NEUTRO = 220V MONOFÁSICO FÁSES = T+NEUTRO = 220V MONOFÁSICO 380V 380V 220V 220V REDE ELÉTRICA220VOLTS TRFIFÁSICO + TERRA FÁSE - R FÁSE - S FÁSE - T TERRA - DISJUNTOR TRIPOLAR PARA O EQUIPAMENTO 220V TRIFÁSICO REDE ELÉTRICA 220VOLTS BIFÁSICO FÁSE - R FÁSE - T TERRA - DISJUNTOR BIPOLAR PARA O EQUIPAMENTO 220V BIFÁSICO REDE ELÉTRICA 380VOLTS BIFÁSICO FÁSE - R FÁSE - T TERRA - DISJUNTOR BIPOLAR PARA O EQUIPAMENTO 380V BIFÁSICO REDE ELÉTRICA 127V MONOFÁSICO FÁSE - R NEUTRO - TERRA - DISJUNTOR UNIPOLAR PARA O EQUIPAMENTO 127V MONOFÁSICO REDE ELÉTRICA 380V/220V MONOFÁSICA FÁSE - R NEUTRO - TERRA - DISJUNTOR UNIPOLAR PARA O EQUIPAMENTO 220V MONOFÁSICO FÁSE - R FÁSE - S FÁSE - T TERRA - DISJUNTOR TRIPOLAR PARA O EQUIPAMENTO 380V TRIFÁSICO REDE ELÉTRICA380VOLTS TRFIFÁSICO + TERRA