ANO IX - N.o 224 www.fb.com.br/FolhaItaimCuruca | raleste@gmail.com | Tel.: (11) 2031-2364 2ª QUINZENA DE OUTUBRO DE 2014 ...
Como economizar água com a máquina lava-louças 
no lugar da lavagem manual 
SUB PREF. DO ITAIM PAULISTA 
Av. Marechal Tito...
2ª QUINZENA DE 
OUTUBRO de 2014 Comunidade 
A subprefeitura está re-alizando 
mais uma Ação In-tegrada. 
A finalidade dest...
2ª QUINZENA DE 
OUTUBRO de 2014 Política 
Convidado 
Andrea Matarazzo fala de 
Aécio Neves no Programa 
“Roda Viva” do Gru...
2ª QUINZENA DE 
QUINZENA de 2014 
Cotidiano 
EBOLA: entenda a doença que já matou mais de 4 mil pessoas 
Caracterizada com...
2ª QUINZENA DE 
QUINZENA de 2014 Alto Tiete 
Mais de 5 mil crianças se divertem na “Cidade Inflável“ 
Parte da programação...
2ª QUINZENA DE 
QUINZENA de 2014 Mulher 
Descubra e encante-se com o desenvolvimento 
de seu bebê nos primeiros seis meses...
2ª QUINZENA DE 
QUINZENA de 2014 Eventos 
Para comemorar o mês das 
crianças, o Caleidos Cia de 
Dança apresenta nas Fábri...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Folha 224

325 visualizações

Publicada em

Folha do Itaim 224

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
325
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
51
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Folha 224

  1. 1. ANO IX - N.o 224 www.fb.com.br/FolhaItaimCuruca | raleste@gmail.com | Tel.: (11) 2031-2364 2ª QUINZENA DE OUTUBRO DE 2014 Ações Integradas acontecem no Itaim Paulista e Curuçá Hospital Dia da Rede Hora Certa Itaim Paulista ampliou em 70% a oferta de exames em especialidades Festa do Dia das Crianças na Vila Curuçá PARA UM FUTURO MELHOR, A MUDANÇA É AGORA. COLIGAÇÃO: MUDA BRASIL - PSDB/PMN/SD/DEM/PEN/PTN/PTB/PTC/PTdoB • CNPJ: 20.558.161/0001-02 VALOR: R$ 1.500,00 A subprefeitura está realizando mais uma Ação Integrada. A finalidade destas ações segundo o Subprefeito do Itaim Pau- Aécio, sua esposa Letícia e seus filhos Gabriela, Júlia e Bernardo No último dia 12 de outubro em celebração ao dia das crianças foi re-alizada festa para crian-ças carentes e pobres do bairro de São Miguel, na Zona leste de São Paulo. A festa das crianças é realizada há mais de 30 anos na Vila Curuçá pelo Marcos conhecido como o “Dr. Cabelo Dal Bello”. A festa conta com inú-meros atrativos, além do carro de som, muitos bichinhos fazem a alegria das crianças. É servido, bolo, re-frigerante, também são distribuídos brinquedos para crianças que che-gam cedo e aguardam na fila desde a manhã, são muitas as famílias que acompanham as crianças e se divertem ao mesmo tempo. Neste ano algumas famílias vieram de longe Andrea Matarazzo fala de Aécio Neves no Programa “Roda Viva” do Grupo Acontece Na manhã de segunda- -feira (13), o vereador An-drea Matarazzo do PSDB e Coordenador da campa-nha de Aécio Neves visitou a sede do Grupo Aconte-ce de Jornais e Revista, onde participou do Progra- Em nove meses o ser-viço já realizou 25 mil con-sultas e 12 mil exames em especialidades, além de 1300 cirurgias que não lista é “estar mais próxi-mo da comunidade com trabalhos que possam efetivamente contribuir para a melhoria das con-dições de vida da popula-ção.” Para que isso ocorra à subprefeitura conta com a parceria das Supervisões de Saúde, Assistência Social, Companhia de Engenharia de Tráfego - CET, Departa-mento de Iluminação Públi-ca – ILUME, Cooperativa de Recicla-... leia na pág 03 necessitam de longos perí-odos de internação Os moradores do Itaim Paulista que até dezembro de 2012... leia na pág 03 ma Roda Viva do Grupo Acontece, uma série de entrevistas dirigido pelo diretor Divaldo Rosa. No encontro, Andrea se reu-niu com lideranças locais para discutir propostas, visando à eleição presi-dencial do candidato de seu partido Aécio Neves. “Nossa campanha aqui na cidade de São Paulo está muito intensa, eu acredito que aqui na Capital a so-ciedade viu a forma do PT administrar e o povo quer mudança. Aqui na zona les-te a votação para o Aécio / Marina foi muito positivas e tivemos a grande maioria do eleitorado. Tudo isto só mostra que as pessoas estão cansadas do estilo e das... leia na pág 04 para prestigiar a festa das crianças, algumas do bairro do Itaim Pau-lista. No encerramento da festa uma carreata com-posta de muitos car-ros desfilaram pela Vila Curuçá, por onde passa-vam recebiam sorrisos e aplausos dos moradores. Marcos o responsável pela realização da fes-ta das crianças estava emocionado o tempo todo, sua alegria conta-giou a todos, mal conse-guia falar e agradecer a todos que participavam da festa. Marcos, o “Dr. Cabelo” realiza um grande tra-balho social em São Mi-guel, ajudando crianças carentes, desenvolvendo um trabalho de auxilio a jovens dependentes quí-micos, além de ajudar a Casa... leia na pág 03
  2. 2. Como economizar água com a máquina lava-louças no lugar da lavagem manual SUB PREF. DO ITAIM PAULISTA Av. Marechal Tito, 3012 Itaim Paulista-SP BANCA DO VALDO Av. Marechal Tito, 4800 Itaim Paulista-SP BANCA PRAÇA SILVA TELES Pç Silva Teles, s/n Itaim Paulista-SP SEBO PAPEL & CANETA R. Pedro Soares Andrade, 221 São Miguel-SP www.papelcaneta.com.br www.fb.com/sebopapelcaneta BANCA KM 28 Av. Marechal Tito, 5868 Itaim Paulista-SP BANCA MARECHAL 4400 Av. Marechal Tito, 4400 Itaim Paulista-SP BANCA NAGUMO Pç Francisco Pereira, 80 Vl Curuçá-SP REVISTARIA CAVOA Av. Cavoá, 425 Vl. Curuçá-SP SEBO PAPEL & CANETA R. Pedro Soares Andrade, 221 São Miguel-SP Um veículo do GRUPO ACONTECE de Jornais e Revistas A marca Folha do Itaim existe a 42 anos, sendo 9 anos sob a direção do Grupo Acontece de Jornais e Revistas. CIRCULAÇÃO: Itaim Paulista, Vl Curuçá, Jd Robrú, Alto Tiete (Itaquá, Poá, Ferraz de Vasconcelos e Suzano) 35 mil exemplares - Veiculado dia 02/10 Diretor Executivo: Jornalistas (fl): Designer Gráfico Reporter Fotográfico: Redes Sociais: Revisora: Gerente Financeiro: Comercial Distrib./Logistica: Divaldo Rosa Silmara Galvão Nunes-MTb 51.096 Ademir Rodrigues Eduardo Rocha Bruno Barreto Rosa Prof. Suseli Corumba Rosa Ademir Rodrigues Ariane Andrade MULTI - Distrib. de Jornais e Folhetos REDAÇÃO E PUBLICIDADE Fone/Fax: 2031-2364 / 2513-0928 Av. dos Guachos, 166 - 08030-360 - Vila Curuçá – SP www.aconteceagora.com.br | E-mail: raleste@gmail.com As matérias publicadas são de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e não representam necessariamente a opinião do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais não mantém vínculo empregatício com a empresa. 2ª QUINZENA DE OUTUBRO de 2014 Atualidade FAN 150 ESDi + PEQUENA ENTRADA Apoio: Essa HONDA pode ser sua! MENSAIS R$ 248, JAPAUTOwww.japauto.com.br BROS 150 ESD COMPLETA MENSAIS R$ 379, + ENTRADA ITAIM PAULISTA F.: 2025-7777 AV. MARECHAL TITO, 7003 ALPHAVILLE / BARUERI / CAMBUCI / CARAPICUÍBA / CENTRO / FRANCISCO MORATO / FRANCO DA ROCHA /ITAQUERA / JABAQUARA / LIBERDADE / MAIRIPORÃ / MAUÁ / GUARULHOS / PIRITUBA / SANTO AMARO / SANTO ANDRÉ / VILA MARIA Fan 150 ESDI 14/15 a/v 7.665, ou entr. 800,+50x248, (t.prazo 13.200,).XRE 300 14/15 a/v 15.390,00, ou entr. 5.390,+48x398, (t.prazo 24.494,) c/ juros 1,99% a.m. (26.68% a.a.) e TC R$450, incluso.Lead 110 14/14 a/v a partir 6.899, ou entr. 2.720,+48x175,33 (t.prazo 11.135,84) Banco Bradesco c/ juros 2,55% a.m. (35,35% a.a.).Bros 150 ESD 14/14 a/v 10.650, ou entr. 2.000,+48x379, (t.prazo 20.192,) c/ bauleto, capacete e documentação inclusos (somente para motos financiadas, com lacração no Detran e 1ª parcela do IPVA).CET máximo 52,85% a.a. Banco Honda.Tabela sujeita a alteração sem prévio aviso, conforme política de comercialização da fábrica.Consulte todas as informações em nosso showroom.Promoções válidas somente para os modelos anunciados até o término do estoque (2 unidades de cada).Ofertas não cumulativas com outras Imagens ilustrativas. Reservamos o direito de corrigir possíveis erros gráficos e de digitação. Todos juntos fazem um trânsito melhor XRE 300 MENSAIS R$ 398, + ENTRADA LEAD 110 MENSAIS R$175,33 + ENTRADA BAULETO, CAPACETE E DOCUMENTAÇÃO GRÁTIS Somente para Bros As lava-louças econo-mizam água e tempo de quem quer fugir da pia na hora de assumir a tarefa de lavar pratos em casa. Essas máquinas usam, em média, 80% menos água em relação à lavagem manual e podem ser usadas até para limpar peças mais sujas e engorduradas, como pane-las e travessas. O conceito da lava-louças é parecido com as lavadoras de roupas. Ela recircula e reaproveita a água em alta temperatura junto com sa-bão dentro do gabinete, por Muitos brasileiros trazem consigo a ideia de ter uma formação acadêmica, o que é bom. O grande problema é quando investem em um curso com o qual não têm identificação, só para obterem o diploma. Tão ruim quanto essa realidade é a daqueles que terminam o segundo grau sem saber qual carreira seguir e acabam escolhendo algum curso, somente por pressão, seja deles mesmos ou da família. Para quem está entrando no ensino médio ou se sentindo perdido, talvez um curso técnico seja uma alternativa para o estudante ficar certo de sua escolha. Técnico ou tecnólogo? Antes de tudo, é legal enten-der a diferença entre as duas coisas. Segundo o MEC (Mi-nistério da Educação), cursos técnicos são programas de nível médio com o propósito isso não desperdiça como a lavagem na pia, que descar-ta a água direta no ralo. Um modelo com capaci-dade para a louça de seis pessoas, como pratos, ta-lheres e copos, gasta só 8,5 litros em média por ciclo, segundo os fabricantes. Na lavagem à mão, com a tor-neira aberta totalmente por 15 minutos, seriam necessá-rios cerca de 117 litros para lavar a mesma quantidade de louça, de acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado (Sabesp). Nesse caso, a economia passa dos 90%. Segundo a especialista em lavadoras de louças Jo-ana Dias, passar uma água antes de colocar a louça na máquina não é necessário. “Isso não existe mais. Os produtos novos têm perfor-mance de lavagem muito alta, com menos água e uti-lizando a quantidade correta de detergente”, explicou. As lavadoras menores, de bancada, custam entre R$899,00 e R$ 1.049,00, mas existem modelos no mercado, com mais fun-ções, maior capacidade e para serem colocadas no chão, vendidas por até R$ 9.500,00. A pesquisa de pre-ços foi feita em três redes de lojas que vendem o produto na Grande São Paulo. Garantir que a louça fique limpa também está relacio-nado com o uso do sabão correto e com a forma como as peças são colocadas dentro da máquina. Os pra-tos devem ficar na vertical, e copos, jarras e panelas vira-dos para baixo. Assim o jato ficar desimpedido e alcança a louça como um todo, sem deixar a água represada. Curso técnico é opção para estudante que quer conhecer melhor a área que deseja seguir Verifique se a escola oferece opções de bolsas de estudo, para o caso de você precisar de capacitar o aluno propor-cionando conhecimentos te-óricos e práticos nas diversas atividades do setor produtivo. Já os cursos tecnológicos classificam-se como de nível superior. Quando alguém resolve ingressar no ensino superior tende a escolher um curso da área com a qual tem maior afinidade. O ideal é que você siga a mesma linha de racio-cínio ao optar por um curso técnico. Se você mal conse-gue fazer uma conta usando regra de três, certamente, vai penar em um curso da área de Exatas. Tendo em vista que, além de estudar, você também trabalhará na área, o melhor é escolher algo que lhe dê prazer, e não dor de cabeça. Os cursos técnicos ligados à logística, meio ambiente, eletrônica, informática, cons-trução civil ou ainda áreas relacionadas ao mercado de gás e petróleo, que estão em expansão no país, são consi-derados os mais promissores do Brasil. Se levar jeito para algum deles, vale a pena in-vestir. Fazer estágio durante o curso técnico é muito bom não só para o estudante mas também para a empresa. Fora a oportunidade de começar a ganhar o próprio dinheiro, vivenciando o dia-a-dia da profissão escolhida, o aluno notará se é realmente essa a carreira que quer seguir. Já a empresa tem a chance de conhecer o jovem e, de-pendendo do desempenho, mantê-lo em seu quadro de funcionários. Cursos técnicos exigem um investimento menor de tempo e dinheiro. Além disso, dependendo da área escolhi-da, os salários podem chegar a cerca de R$ 5 mil. Outro mo-tivo para ter essa modalidade de ensino como uma possi-bilidade, é que como grande parte dos jovens optam por um curso universitário, a de-manda por profissionais de ensino técnico no mercado de trabalho é grande. Agora basta procurar um curso que se encaixe em seu perfil. Lembre-se que há va-gas disponíveis tanto na rede pública quanto particular de ensino. Dedique-se e, certa-mente, os resultados virão antes do que você imagina.
  3. 3. 2ª QUINZENA DE OUTUBRO de 2014 Comunidade A subprefeitura está re-alizando mais uma Ação In-tegrada. A finalidade destas ações segundo o Subprefeito do Itaim Paulista é “estar mais próximo da comunidade com trabalhos que possam efetivamente contribuir para a melhoria das condições de vida da população.” Para que isso ocorra à subprefeitura conta com a parceria das Supervisões de Saúde, Assis-tência Social, Companhia de Engenharia de Tráfego - CET, Departamento de Iluminação Pública – ILUME, Cooperativa de Reciclagem – Fênix. As Ações que anterior-mente eram chamadas de “Mutirão Integrado” tiveram o nome modificado para que dê idéia de continuidade, pois as Ações Integradas serão continuas fazendo parte do dia- a- dia da população. A 1ª Ação Integrada teve início em 11 de Agosto, nos distritos do Jardim Nélia e Laura. A 2ª em 25 de Agosto, nos distritos do Jardim Nélia, Mabel e Fazenda. A 3ª Ação teve início em 8de setembro nos bairros da Cidade Kemel e Conjunto Encosta Norte, e No último dia 12 de outu-bro em celebração ao dia das crianças foi realizada festa para crianças carentes e po-bres do bairro de São Miguel, na Zona leste de São Paulo. A festa das crianças é realizada há mais de 30 anos na Vila Curuçá pelo Marcos conhecido como o “Dr. Cabelo Dal Bello”. A festa conta com inúme-ros atrativos, além do carro de som, muitos bichinhos fazem a alegria das crianças. Em nove meses o serviço já realizou 25 mil consultas e 12 mil exames em especialidades, além de 1300 cirurgias que não necessitam de longos períodos de internação Os moradores do Itaim Pau-lista que até dezembro de 2012 esperavam na fila 7 meses para fazer uma ultrassonografia, agora podem realizar seu exa-me no Hospital Dia da Rede Hora Certa em menos de um mês. Inaugurado em dezembro de 2013, o Hospital Dia Itaim Paulista reduziu em seis me-ses 94% a fila de espera por consultas de mastologia, 42% de otorrino e 39% de urologia. A Coordenadora Regional de Saúde Leste, Claudia Afon-so Castro, explica que em toda a região a Rede Hora Certa, que inclui o Hospital Dia e a Unidade Móvel que já percor-reu Ermelino Matarazzo, São Mateus e Guaianases, garantiu maior agilidade na oferta de exames e consultas de espe-cialidades. Com isso, houve uma queda na fila de espera superior a 80% em algumas especialidades. “Fizemos inicialmente uma triagem da fila de espera e sensibilização dos profissionais da rede para qualificar as de-mandas. Hoje garantimos mais resolutividade e agilidade com o Hospital Dia da Rede Hora Certa. Por exemplo, cirurgias ortopédicas, dermatológicas, de otorrino, urologia,cirurgia geral e pediátricas que antes eram encaminhadas para os hospitais, e concorriam com cirurgias mais complexas, tor-nando maior o tempo de espe-ra, hoje podem ser realizadas em nosso serviço e aliviar as Ações Integradas acontecem no Itaim Paulista e Curuçá 4ª teve início em 22 de Se-tembro na Vila Curuçá, Jardim Santo Elias. A 5ª Ação Integrada co-meçou no dia 13 de Outubro, a previsão é de que em 15 dias a região do Jardim Santo Antônio, Vila Nova Curuçá e Parque industrial já tenham recebido todos os serviços oferecidos. Que são eles: Ações da Subprefeitura ► Limpeza de bueiros, cór-regos, áreas ajardinadas, varrição, tapa buraco, pintura nas guias, recolhimento de materiais inservíveis entre outros. Ações da Cooperativa de Reciclagem ►Coleta seletiva de resíduos recicláveis ►Orientação à população sobre a maneira correta de re-ciclar os materiais inservíveis Ações da Supervisão Regio-nal da Assistência Social ► Cadastramento ►Documentação ►Encaminhamento para ca-pacitação PRONATEC ►Inclusão em serviços sócios assistencial para crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos ►Encaminhamento para Pro-gramas de Transferência de Renda Ações da Supervisão da Saú-de ►Agentes de Zoonoses orientarão a população no combate a dengue, leptospi-rose, doenças transmitidas pela água, etc. ►Verificação do estado va-cinal, problemas relativos à saúde e cadastramento no SUS ►Desratização e orientações sobre o cuidado com animais sinantrópicos como: pombos, escorpiões, abelhas, formi-gas, etc. Ações da Companhia de Engenharia de Tráfego - CET ►Sinalização horizontal e vertical nas vias públicas com prioridade para equipamentos da saúde e educação (1º está-gio – elaboração de projetos). Ações do Departamento de Iluminação Pública - ILUME ►Manutenção da Rede de Iluminação Pública. Festa do Dia das Crianças na Vila Curuçá É servido, bolo, refrigeran-te, também são distribuídos brinquedos para crianças que chegam cedo e aguar-dam na fila desde a manhã, são muitas as famílias que acompanham as crianças e se divertem ao mesmo tempo. Neste ano algumas fa-mílias vieram de longe para prestigiar a festa das crian-ças, algumas do bairro do Itaim Paulista. No encerramento da fes-ta uma carreata composta de muitos carros desfilaram pela Vila Curuçá, por onde passavam recebiam sorrisos e aplausos dos moradores. Marcos o responsável pela realização da festa das crianças estava emocionado o tempo todo, sua alegria con-tagiou a todos, mal conseguia falar e agradecer a todos que participavam da festa. Marcos, o “Dr. Cabelo” realiza um grande trabalho social em São Miguel, aju-dando crianças carentes, desenvolvendo um trabalho de auxilio a jovens depen-dentes químicos, além de ajudar a Casa dos Anciões na Vila Curuçá. O encerramento da festa foi marcado com a comemo-ração na Casa do Ancião na Vila Curuçá, onde foi servido bolo com refrigerantes em homenagem a Dona Car-mem que tem hoje 84 anos e reside no asilo. Imagens e reportagem do jornalista Vitor Santos MT 51.309/SP Hospital Dia da Rede Hora Certa Itaim Paulista ampliou em 70% a oferta de exames em especialidades filas dos hospitais. E estamos aprimorando a capacidade do Hospital Dia para a oferta de outros procedimentos”, acres-centou Ana Cristina Kantzos, médica pediatra e Supervisora Técnica de Saúde do Itaim Paulista. Para que essas mudanças fossem possíveis em curto pra-zo, a Prefeitura de São Paulo reformou, ampliou e readequou o que antes era AMA Especia-lidades Texima. A unidade am-pliou então a sua capacidade de atendimento: de 6 para 14 especialidades médicas, de 7 para 10 tipos de exames, além de seis tipos de procedimentos e cirurgias que não necessitam de longo tempo de internação. O serviço conta hoje com dois centros cirúrgicos com equipamentos modernos que o capacitam a realizar até 250 procedimentos por mês. De janeiro a setembro 1.274 cirurgias já foram realizadas, incluindo biopsias, cirurgia pediátrica, de ortopedia, der-matologia, urologia e geral. Com a ampliação dos ti-pos de consultas médicas em especialidades, o Hospital Dia do Itaim vem aumentando gradativamente sua oferta de atendimento. Em janeiro deste ano foram oferecidas 1.729 consultas, em setembro esse número já superava os 100%. Não fosse o alto absenteísmo (falta à consulta marcada), o número de consultas em es-pecialidades realizadas entre janeiro e setembro teria sido maior que 24.823. Em nove meses, o Hospi-tal Dia Itaim Paulista também aumentou sua capacidade de oferta em 70,6% nos exames de especialidades. Foram re-alizados no período aproxima-damente 12 mil exames em 10 especialidades. A partir de um diagnóstico mais ágil por meio de uma ultrassonografia, eco-cardiograma ou nasofibrosco-pia, há condições da detecção de um problema e intervenção mais rápida. O Hospital Dia Itaim Paulista vai oferecer também exames e consultas em oftalmologia, além de implantar o CEO (Cen-tro de Especialidades Odon-tológicas) e o laboratório de próteses. Até 2016 a Prefeitura de São Paulo pretende chegar a 32 hospitais dia da Rede Hora Certa na Capital. Hoje são sete implantados, dois em fase de conclusão até 2015, em São Miguel e São Mateus. Para ser atendido no Hospi-tal Dia Itaim Paulista é necessá-rio ser encaminhado pela UBS que você frequenta. O serviço funciona na Av. Marechal Tito, 6.577. VENDAS DE: Aceitamos todos os cartões LOJA: Rua Prof. Carlos de Assis Figueiredo, 44 - Itaim Paulista Tel.: 2569-3855 | vendas@zummusic.com.br | zumitaim2011@hotmail.com ESCOLA: Rua Monte Camberela, 520 - Itaim Paulista Bateria Percurssão Pedais Afinadores Correias Encordoamentos Amplificadores Mesas e Mixers Periféricos Baixo Cavaco Guitarra Viola de Arco Viola Violino violão Teclado Acordeon Sopro Flauta Transversal Flauta Doce Sax Alto Sax Reto Clarinete Trompete e muito mais Aulas de música
  4. 4. 2ª QUINZENA DE OUTUBRO de 2014 Política Convidado Andrea Matarazzo fala de Aécio Neves no Programa “Roda Viva” do Grupo Acontece Apresente este e ganhe 50% de desconto* Divaldo Rosa-Diretor do Grupo Acontece e Andrea Matara-zzo - Vereador e coordenador da cmapanha de Aécio Neves Texto: MARA CARVALHO Apoio Cultural Vendas Realização jim * Condição válida SOMENTE para compras realizadas na bilheteria do teatro. Apresente este anúncio e ganhe 50% de desconto na compra de ingresso “inteiro”. Válido para 2 pessoas. Promoção não acumulativa. Não recomendado para menores de 14 anos TeaTro Fernando Torres Rua Padre Estevão Pernet, 588 • Tatuapé • (11) 2227-1025 Sexta 21h30 • Sábado 21h • Domingo 19h Na manhã de segunda- -feira (13), o vereador Andrea Matarazzo do PSDB e Coor-denador da campanha de Aé-cio Neves visitou a sede do Grupo Acontece de Jornais e Revista, onde participou do Programa Roda Viva do Grupo Acontece, uma série de entrevistas dirigido pelo diretor Divaldo Rosa. No en-contro, Andrea se reuniu com lideranças locais para discutir propostas, visando à eleição presidencial do candidato de seu partido Aécio Neves. “Nossa campanha aqui na cidade de São Paulo está muito intensa, eu acredito que aqui na Capital a so-ciedade viu a forma do PT administrar e o povo quer mu-dança. Aqui na zona leste a votação para o Aécio / Marina foi muito positivas e tivemos a grande maioria do eleitorado. Tudo isto só mostra que as pessoas estão cansadas do estilo e das agressividades e principalmente da falta de solução de seus proble-mas cotidianos”, diz Andrea na introdução do programa Roda Viva. Grupo Acontece: Como o PSDB tem lidado com as agressões que o PT tem feito em seus programas eleitorais? Andrea Matarazzo: É o estilo da Dilma. Não digo nem que seja o PT, principalmente na Câmara dos vereadores. Mas é o estilo da Dilma partir para agressões quando ela não tem respostas para se defender destes problemas que todos nós estamos ven-do. Eu acho fundamental em uma campanha como esta apresentar propostas e mostrar qual é a forma de governar que traz a melhor solução para a população. Principalmente para a po-pulação mais carente. Eu acredito assim, quem tem dinheiro que está trabalhando bem, que compõe a receita com o seu salário, ele mais ou menos sabe se defender em qualquer situação, ago-ra a pessoa que não tem nada, ou que passa a maior dificuldade no dia a dia para sobreviver é quem mais sofre com a inflação, com falta de infraestrutura. Aliás, basta você olhar São Paulo, onde existe uma diferença entre a grande infraestrutura que tem no centro expandido e a falta de infraestrutura na periferia da cidade. No país a mesma coisa, tem áreas que se tem tudo e tem áreas que estão abandonadas. Por isto acredito que a agressividade não leva a lugar nenhum. É a mesma coisa de ir uma visita em sua casa e, ao invés de conversar com você, a pes-soa fica brigando, assim está sendo o programa eleitoral da Dilma. O povo brasileiro quer ouvir propostas e não agressões. Grupo Acontece: Qual será a linha que Aécio irá tomar nos debates eleitorais? Andrea Matarazzo: Ele irá continuar com a linha de apresentar propostas jus-tamente para deixar claro algumas coisas que a atual presidente ou se omite ou mente. Muitas vezes ela vai para uma agressividade principalmente nos casos de corrupções e a sensação que dá é que ela não tem nada a ver com isto. Ninguém está dizendo que ela seja uma cor-rupta, é lógico que não, mas poxa, é uma coisa que está debaixo da área dela e é uma coisa que vem se repetindo sistematicamente. A socieda-de quer respostas e até uma ação que evite este tipo de problema. Então eu acho que a linha é sempre esta, qual é o projeto de mudança do Brasil que poderá melhorar a vida das pessoas. Esse é o obje-tivo da proposta do candidato Aécio Neves Grupo Acontece: O senhor acha que o apoio da Marina faz alguma diferença? Andrea Matarazzo: Acho que faz, você amplia o palan-que, defende uma proposta com mais informação e com mais gente fiscalizando, mais ideias novas e uma diversida-de de opiniões que é impor-tante, você ter várias correntes de pensamentos. Precisamos agregar forças no momento que o Brasil está, acho que quando fazemos política o nosso objetivo deve ser agre-gar as forças na sociedade. Grupo Acontece: A Marina colocou algumas condições para que pudesse apoiar o Aécio, até onde o Aécio Neves aceitou essas condições? Andrea Matarazzo: A maio-ria das condições convergiam no mesmo lugar, a questão da não reeleição, o Aécio falou isso logo no começo. As outras questões de sustentabilidade não tiveram problema porque ambos com componentes di-ferentes querem que o Brasil mude. Grupo Acontece: Mas en-quanto o Aécio era a favor da redução da maioridade penal e a Marina era contra, como que foi a conversa em relação a isso? E quanto ao Bolsa Família, explique sobre como ficará caso ele seja eleito. Andrea Matarazzo: Não só o Aécio, mas o PSDB tem pro-jetos para isso, não encarce-rar, mas ter sim, uma punição para que essa onda de crimes de menores de idade pare de acontecer. Em relação ao Bolsa Famí-lia, o PT governa manipulando os pobres, dizendo que o bolsa Família vai acabar nas mãos do Aécio, até porque o projeto de lei que transforma o Bolsa Família em lei é do senador e não poderá acabar jamais e isto nem é a intenção. Aécio Neves se eleito, irá melhorar ainda mais o programa. Sobre Andrea Matarazzo: Paulistano, formado em Ad-ministração de Empresas, foi secretário de Estado da Cultura de São Paulo de maio de 2010 até abril de 2012. Nos vinte anos de vida pública, teve experiência nas três esferas de poder. Foi Se-cretário de Política Industrial no governo Itamar Franco, Ministro-Chefe da Secretaria de Comunicação de Governo da Presidência da República (1999 a 2001) e exerceu o cargo de Embaixador do Bra-sil na Itália (2001 a 2002), no governo de Fernando Henri-que Cardoso. No governo do Estado, além de Secretário da Cultura, foi Secretário de Energia (1998), Presidente da Companhia Energética de São Paulo/ CESP (1995 a 1998) e presidente do Conse-lho da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL).
  5. 5. 2ª QUINZENA DE QUINZENA de 2014 Cotidiano EBOLA: entenda a doença que já matou mais de 4 mil pessoas Caracterizada como maior epidemia de ebola já regis-trada, com a morte de 4.033 pessoas e um total de 8.399 casos, a doença já chegou a sete países. Mesmo com a confirmação de que não se tratava de ebola, a notícia de um possível caso no Brasil acabou alarmando a popu-lação do País, afinal, os sin-tomas do ebola se parecem bastante com os de outras enfermidades como uma gri-pe ou dengue hemorrágica. Muitos brasileiros, inclusive, ainda têm dúvidas sobre os sintomas, maneiras de trans-missão e tratamento, apesar de especialistas acreditarem que o risco de uma epidemia do ebola no País é baixo. O vírus ebola foi identifi-cado pela primeira vez em 1976, na África e, de lá para cá, foi responsável por dois surtos simultâneos, sendo um no Congo e o outro em uma área remota do Sudão. Apesar de a origem do vírus ser desconhecida, acredita-se que morcegos frugívoros (que se alimentam de frutas) são A presidente da Sabesp Dilma Pena afirmou, nesta quarta-feira, que a respon-sabilidade pelo problema da falta de água e da seca dos sistemas de abastecimento de São Paulo é da popula-ção, do governo do Estado e da própria companhia. Ela participou da sétima reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sabesp na Câmara Municipal de São Paulo e voltou a ser questio-nada sobre os problemas de escassez de água no Estado paulista. “Este problema é um pro-blema que eu divido com a di-retoria colegiada da Sabesp, com nossos superintenden-tes, com o conselho de ad-ministração e com o governo de São Paulo e também com a sociedade paulista”, afirmou Dilma Pena. A presidente da companhia de abastecimen-to falou novamente sobre a captação da segunda cota O CineMaterna do Shop-ping Anália Franco exibirá no dia 16 de outubro o filme “Um Amor de Vizinha” para mães e pais acompanhados de seus bebês de até 18 meses. O filme protagonizado por Michael Douglas e Diane Keaton conta a história de um corretor de imóveis egocên-trico que vive tranquilamente até que seu filho, com quem ele não fala há anos, pede A campanha de vaci-nação contra a raiva em São Paulo, começou na terça-feira (7) e segue até o dia 31. Os interessados podem levar os cães e gatos ao Departamento de Controle de Zoonoses, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, ou aos postos da campanha. O responsável precisa levar a carteira de vaci-nação do animal. Serão imunizados animais acima de quatro meses, que não estejam doentes ou es-perando filhotes. A meta deste ano é vacinar 37 mil animais. A raiva, também conhe-cida como rábia, é uma doença infecciosa causada por um vírus, que afeta os mamíferos. A transmissão acontece por meio do con-tato da saliva do animal in-fectado, seja mordendo ou lambendo feridas abertas, mucosas ou arranhões. A doença é fatal e atinge, em sua maioria, cães e gatos, mas também pode ser transmitida a seres humanos. os prováveis hospedeiros. Existem seis tipos de vírus Ebola, mas apenas quatro de-les transmitem a doença para humanos. Atualmente, de 40 a 60% das pessoas infectadas morrem em decorrência da enfermidade. De acordo com o infecto-logista do Hospital Oswaldo Cruz, Demetrius Montenegro, para que seja considerado um caso suspeito, é preciso, em primeiro lugar, saber onde a pessoa está. “Nos países africanos que têm grande incidência da doença, basta apresentar um quadro de febre que é tido como caso suspeito. Já no Brasil, a pes-soa deve ter vindo desses pa-íses e apresentar algum dos sintomas ou ter tido contato direto com alguém infectado”, explica. Sobre os casos em que o paciente infectado sobrevive, o médico esclarece que esta pessoa estará imunizada da enfermidade e não apresen-tará sequelas. Após a cura, as mulheres já não poderão transmiti-la. Já os homens, Instituto Evandro Chagas, no Rio de Janeiro, em um avião do Ministério da Saúde. Segundo Demetrius Mon-tenegro, cada capital possui um hospital de referência onde o paciente recebe os primeiro cuidados. Em Per-nambuco, inclusive, foi feito um treinamento com profis-sionais de saúde para um possível recebimento de caso suspeito. Os exames laboratoriais realizados pelos pacientes são levados para o Labora-tório Evandro Chagas, em Belém. “São feitos dois exa-mes para que se tenha 100% de certeza de que é ou não o Ebola. Mas se o primeiro já der positivo, o segundo não é feito”. Demetrius também des-taca que o profissional de saúde, para ter contato com um paciente infectado, preci-sa vestir-se com uma roupa especial, que é formada por macacão, avental, duas lu-vas, máscara facil e respirató-ria, gorro e botas, todos feitos com materiais impermeáveis. mesmo curados, poderão transmitir o ebola até sete meses depois de infectados. “Essa transmissão se dará através do esperma”, comen-ta o médico. A morte também é uma das formas de transmitir o Ebola. Por isto, as pessoas não devem ter contato direto com os corpos dos pacientes infectados que morreram. “A medida que o Brasil adotou para evitar a transmissão desta forma é cremar o corpo da pessoa momentos após a morte, não deixando que ele tenha contato com outros”, declara. A medida acontece dife-rentemente do que ocorre em países africanos, pois em algumas comunidades, é na-tural que as pessoas toquem no corpo dos mortos. “Isto faz com que aumente ainda mais a proliferação do Ebola na África”, acrescenta. PROCEDIMENTO - A par-tir do momento em que é iden-tificado um caso suspeito, a principal medida é isolar o pa-ciente. Se for em Pernambu-co, a pessoa é encaminhada para o Hospital Oswaldo Cruz e, em seguida, levado para o Sabesp diz que culpa por falta de água também é da população do volume morto, reserva técnica jamais utilizada nas represas, e disse que a em-presa conseguiu uma liminar para obter a retirada de 106 milhões de metros cúbicos do Sistema Cantareira a partir de novembro. “É um assunto complexo. Temos uma disponibilidade suficiente para atender a população até meados de novembro. Temos uma obra em fase de finalização para disponibilizar para o Canta-reira mais 106 milhões de metros cúbicos, cujas obras já estão licenciadas. Tem uma liminar colocando condições. Usaremos com parcimônia”, afirmou. Esse volume elevaria o nível do Cantareira em cer-ca de dez pontos percentuais. Apesar das reclamações de falta de água nas mais variadas regiões de São Pau-lo, Dilma Pena disse que nenhum bairro fica 12 horas totalmente sem água. Na trabalhar a disponibilidade da água de reuso e todas obras. Mantido esse regime de chu-vas, que é muito improvável, temos mais 106 metros cú-bicos de água do Cantareira para utilizar com parcimônia e responsabilidade”, explicou. Questionada pela CPI se havia algum problema com a palavra “racionamento”, já que a Sabesp e o governo de São Paulo não admitem o rodízio de água, Dilma Pena voltou a negá-lo. “Não temos nada contra a palavra racionamento. Temos simulações para melhor utili-zação da água disponível. Se tivéssemos implantado em fevereiro um racionamento de 2 dias com água e um dia inteiro sem, que seria o mais brando, a água acabaria em meados de agosto. Temos segurança de que a estraté-gia que estamos adotando é unindo experiência e maximi-zando adutoras”, completou. semana passada, quando ela também esteve respondendo a perguntas na CPI, Dilma disse que “apenas” 1% a 2% da população estava sentindo a falta de água. “Nosso objetivo é manter a população abastecida. Es-tamos trabalhando fortemente com o bônus, retomamos a visita aos condomínios, onde temos menos economia de água. Vamos intensificar a transferência de água do sis-tema Guarapiranga para os demais sistemas. A redução de perdas estamos inten-sificando também, além de Um Amor de Vizinha” será exibido pelo CineMaterna do Shopping Anália Franco que ele cuide da sua neta por um tempo. Sem a menor ideia de como proceder com uma criança que ele mal conhece, ele pede ajuda a sua vizinha para cuidar da menina. A sessão CineMaterna acontece todos os meses no Shopping Anália Franco em uma sala de cinema to-talmente adaptada, com ar condicionado ameno, luzes parcialmente acesas e tapete para bebês que estão enga-tinhando. Mães voluntárias recepcionam o público e há trocadores com fraldas, po-madas e lenços umedecidos. Serviço CineMaterna – Shopping Aná-lia Franco Endereço: Av. Regente Feijó, 1.739 – Tatuapé – São Paulo Vacinação de animais contra a raiva tem inicio em São Paulo Postos Além do Departamento de Controle de Zoonoses, outros postos estarão disponíveis, das 9h às 16h, para aplicar a vacina anti-rábica. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3561-1604.
  6. 6. 2ª QUINZENA DE QUINZENA de 2014 Alto Tiete Mais de 5 mil crianças se divertem na “Cidade Inflável“ Parte da programação oficial referente aos 61 anos de emancipação político- -administrativa de Ferraz de Vasconcelos, atividade foi realizada na tarde desta terça- -feira (14 de outubro), no ex- -Complexo Poliesportivo Mu-nicipal “Gothard Kaesemodel Junior”, na Vila Romanópolis; organização ficou a cargo da Secretaria Municipal de Educação A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos promoveu na tarde desta terça-feira (14 de outubro), dia em que comple-ta 61 anos de emancipação político-administrativa, a ati-vidade “Cidade Inflável”. O evento gratuito foi abrigado no ex-Complexo Poliespor-tivo Municipal “Gothard Ka-esemodel Junior” (avenida Jânio Quadros, s/nº, Vila Romanópolis). Entre meio- -dia e 17 horas, mais de 5 mil crianças brincaram nos mais de dez brinquedos infláveis Segundo levantamento da Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Suza-no, a inadimplência no co-mércio suzanense registrou alta em setembro de 2014 em relação ao mesmo mês de 2013. Houve crescimento de 57,80%. Esses dados são referentes às pesquisas realizadas pelos estabeleci-mentos comerciais através do Serviço Central de Pro-teção ao Crédito (SCPC). Em setembro de 2013, houve a inclusão no SCPC de 2.332 cadastros de pes-soas físicas (CPF). Já em setembro deste ano, foram incluídos 3.680 (aumento de 1.348, ou 57,80%). Ainda de acordo com esse levan-tamento, o índice de exclu-sões, ou seja, a quantidade de pessoas que quitaram todas as dívidas registrou queda neste mesmo período analisado. Em 2013, foram excluídos do SCPC 5.416 cadastros. Neste ano, 4.624 (queda de 792 ou -17,13%). Após solicitarem auxilio na câmara, motoristas são leva-dos para uma audiência com o prefeito no Paço Municipal Um grupo com cerca de cinco representantes da ATEP - Associação dos Transportes Escolares de Póa – acompa-nhados pelo vereador Willian Ferrari, (o Neno) foi recebido pelo Prefeito Marcos Borges, no gabinete do Paço Munici-pal, na manhã desta terça – feira (14). Eles reivindicaram o apoio da Administração em uma luta antiga para a regu-larização da fiscalização do transporte e segurança dos alunos frente às unidades es-colares, bem como a padroni-zação da ação da auxiliar que cuida das crianças no veículo durante os trajetos. Muitos motoristas exercem a atividade há mais de 30 anos no mesmo ramo e cons-tantemente estão adequando seu trabalho e dia a dia às normas e determinações que regem o seguimento, porém, atualmente algumas questões estão impossibilitando a me-lhoria e a continuidade dos serviços e a segurança das crianças transportadas em idades entre 01 e 05 anos, que ainda necessitam de atenção especial e integral durante o itinerário casa/es-cola/ casa. Segundo o motorista, Da-vid Araújo Campo, que con-duziu parte das demandas ao Prefeito durante o encontro, o papel da monitora é indispen-sável, pois é ela quem garante a continuidade e o auxilio às crianças menores que são transportadas afiveladas ao banco. “Fomos proibidos de ter a monitora auxiliando as crianças, mas isso é impos-sível, porque é ela quem monitora caso alguma criança sofra uma indisposição, é ela a primeira pessoa que presta montados e espalhados na área pública. Com organização da Se-cretaria de Educação, a pro-gramação infantil teve como principal objetivo interagir a garotada e fazer com que o público-alvo participasse das festividades oficiais que acontecem desde o último dia 10 (sexta-feira) na cidade, em comemoração às mais de seis décadas de sua fundação. A iniciativa também é um “pre-sente” do governo do prefeito Acir Filló às crianças e aos jovens do município pelo Dia das Crianças, celebrado, ofi-cialmente, no domingo (12 de outubro). Diversos brinque-dos infláveis foram montados no ex-Complexo Poliesportivo da Vila Romanópolis, como castelo, campos de futebol de sabão, guerra de cotonetes, escorregador gigante, camas- -elásticas, pula-pula e polvo gigante. As atividades foram oferecidas a crianças de até 14 anos. A adesão foi gratuita. Para a dona de casa Jo-ana D’arc dos Nascimento, a iniciativa foi “muito positiva”, uma vez que nos feriados ela diz não ter onde levar seus fi-lhos para se divertir de graça: “Tenho quatro crianças em casa. E, quando tem feria-do, a gente não tem para onde ir, devido aos altos preços dos parques infantis. No entanto, graças à Prefeitura de Ferraz, hoje eu consegui trazer todos meus filhos para se divertir num espaço amplo, bonito e com muitas atrações. Estou feliz em poder participar das festividades da cidade”. Já a auxiliar de creche Creusa Rodrigues não pou-pou elogios aos organizado-res do evento e valorizou a programação alinhavada pela municipalidade ferrazense: “A gente observa que o prefeito (Acir Filló) pensou em toda a população, escolhendo a dedo esta grandiosa pro-gramação. Tanto os adultos, assim como os jovens e as crianças foram contemplados com festividades. Estamos radiantes. Minha filha adora entretenimento de qualida-de. Os envolvidos estão de parabéns. A organização está perfeita”, enalteceu. A secretária de Educação de Ferraz, Denize Ribeiro, validou a ação, ao lado de sua adjunta, Marlene Drulis: “Realmente, tudo o que programamos está dando certo. É muito gratificante ver a alegria no rosto dessas crianças. Hoje, Ferraz faz ani-versário, mas a festa é para todos os públicos, inclusive o infantil. Estou muito satisfeita com o fato de o público ter aderido à programação, de os pais confiarem em nosso trabalho e, neste feriado, trazerem seus filhos para passar a tarde conosco, em meio a tantos brinquedos e diversão”. Representantes do transporte escolar buscam melhoras para o serviço o socorro se uma criança pe-quena engasgar. Precisamos da monitora com mobilidade dentro do veículo até para as-segurar que nenhuma criança solte o sinto ou se machuque” explicou David Araújo. Outra questão que tam-bém foi apresentada ao pre-feito refere-se fiscalização e demarcação da vaga de estacionamento frente às unidades escolares que não são respeitadas. “precisamos que todos tenham consci-ência porque transportamos crianças muito pequenas e não podemos parar tão longe do portão, é um risco, por isso pedimos para que a Prefeitura nos auxilie de-marcando melhor a área das vans e que possamos fazer um trabalho de conscientiza-ção com outros motoristas (e pais) para que todos possam ter o melhor serviço. O horário de entrada e saída é de alto pico, por isso precisamos da ajuda de todos para ter agi-lidade e segurança com as crianças que estão sob nossa responsabilidade” comple-mentou David. Por sua vez, o presidente da ATEP – Regis Henrique, informou que a Associação sempre atendeu a todas exigências que regu-lamentam o serviço. Borges, após ouvir aten-tamente as colocações dos motoristas, explicou que irá avaliar com o setor compe-tente da Prefeitura, ou seja, o Departamento de Trânsito, a melhor adequação das reivindicações levando em consideração às necessida-des e a segurança de todas as crianças. David ainda fez questão de dizer que, esta foi a primei-ra vez que participou na cida-de de uma reunião no Poder Público, em que a categoria e a Associação foram ouvidas assim. “Senti-me aqui muito à-vontade para falar. Pela pri-meira vez nos expressamos e sabemos que fomos recebi-dos com atenção”, declarou. Já o prefeito Borges, lem-brou que esta é a sua forma de administrar, ouvindo e atendendo a população, pois, é para o munícipe que o pre-feito, servidores e vereadores trabalham. “Não existe admi-nistrar uma cidade sozinho. Todos trabalharam juntos e o Poder Legislativo, é o porta- -voz e o fiscal do povo sob as ações do Prefeito no que ele faz de certo ou não. Então não posso cuidar da cidade sem ouvi-los, pois só assim, posso trabalhar na melhoria dos serviços e atender ao que realmente é preciso em cada momento, não existe outro jeito. Nossa cidade vive uma fase delicada e é um grande desafio político organizar a casa, por isso é tão importan-te trabalhar em harmonia com o Poder Legislativo mantendo o respeito mútuo. Assim, a nossa população ganha sempre mais em, serviços, melhorias e investimentos e, por esta razão, as portas esta-rão sempre abertas enquanto eu aqui estiver” finalizou o prefeito. Inadimplência no comércio de Suzano cresce em setembro Para o presidente da ACE de Suzano, o empresário Neder Romanos, estes ín-dices estão em sintonia com a atual situação econômica brasileira. “Estamos vivendo em uma época de recessão econômica e estamos com a inflação oscilando”, disse. “Acredito, assim, que os números apresentados em Suzano não sejam diferen-tes daqueles registrados pelo restante do país”, ar-gumentou. Outubro A ACE de Suzano iniciou neste mês uma ação de apoio ao “Outubro Rosa”. A entidade compartilhou nas redes sociais uma arte onde o tradicional laço rosa desta campanha está ao lado da logomarca da instituição. “Queremos apoiar a cons-cientização das mulheres suzanenses sobre a impor-tância deste cuidado em relação à saúde”, explicou o presidente.
  7. 7. 2ª QUINZENA DE QUINZENA de 2014 Mulher Descubra e encante-se com o desenvolvimento de seu bebê nos primeiros seis meses de vida Estímulos são fundamentais para a evolução saudável do pequeno Quem nunca se espantou com a rapidez com a qual um bebê cresce? É realmente espantoso visitar um recém- -nascido ainda na maternidade e reencontrá-lo algum tempo depois. Se tudo ocorrer dentro do previsto, as evoluções que ocorrem nos seis primeiros meses do seu filhote são tão significativas que é praticamen-te impossível não se empolgar com esse pequeno ser desco-brindo o mundo. Ao nascer, o bebê está se adaptando a nova realidade fora do útero confortável e quentinho da mamãe. Ele é capaz de reconhecer a voz e o cheiro da mamãe. A visão do recém-nascido não está totalmente desenvolvida, ele é capaz de enxergar apenas Muitas mulheres tem duvi-das de como usar mais de uma cor de sombra nos olhos, ainda mais na primavera que pede looks e maquiagens coloridas em todas as ocasiões. Para as mulheres que gostam de ousar na maquiagem, aqui vão alguns truques. Para usar duas cores diferentes nas pálpebras, o se-gredo é deixar a cor bem lavada e esfumar a divisão entre os tons com um pincel gordinho. Como usar de dia Esta aplicação é super sim-ples, veja : – Antes da aplicação da sombra, além de aplicar a base, corretivo e o pó, já aplique um lápis preto bem rente aos seus cílios superiores, isso ajudará a fixar a sombra nos olhos; – Siga o tom das cores, comece da mais clara para a mais escura; – Conforme a cor vai escu-recendo, você vai diminuindo a quantidade da sombra utilizada. cerca de 30 centímetros a sua frente. A principal forma de comunicação do pequeno é o choro e ele divide sua vida entre mamar a cada duas ou três horas e dormir. No primeiro mês os olhos do bebê já acom-panham objetos que estejam em sua frente. Ele já consegue mexer a cabeça e prender itens ou os dedos das pessoas nas mãozinhas. Embora ainda mame muitas vezes ao dia, ele consegue dormir um período maior entre os horários das mamadas. Aos dois meses, o recém- -nascido passa a encantar a todos com sorrisos sempre que é estimulado. Seu corpo já está mais firme e ele consegue sus-tentar a cabeça. Os movimen-tos de braços e pernas também são mais coordenados. Ele também passa a balbuciar ruí-dos. Com três meses, ao ouvir sons, o pequeno tende a ficar parado até encontrar de onde veio o estímulo. Seus movimen-tos estão mais firmes e aprimo-rados. Ele consegue levantar a cabeça se estiver com a barriga para baixo e também mexer os braços e pernas de maneira articulada. O bebê é capaz, ainda, de segurar pequenos objetos com firmeza. Aos quatro meses tem início a fase oral do bebê, na qual ele leva à boca qualquer objeto que caia em suas mãos. Ele come-ça a rolar sozinho e sua visão já está normalizada. O pequeno está cada dia mais encantado com as cores, quanto mais colorido o objeto, maior será seu esforço para alcançá-lo. Com cinco meses, o bebê já consegue ficar sentado com uso de apoio. Você perceberá que seu filhote está cada vez mais curioso. Ele começa a mostrar suas emoções, como por exemplo, chorar quando alguém estranho tenta se apro-ximar dele. O pequeno toca as pessoas para expressar o que sente, em alguns casos, inclusive, já consegue abraçar. Aos seis meses, os pri-meiros dentes começam a aparecer no bebê, o que pode deixá-lo incomodado. Ele se senta sozinho e começa a fazer as primeiras tentativas de engatinhar, mostrando que está mais coordenado. Essa fase exige atenção redobrada dos pais ou responsáveis por cuidar da criança, já que ele pode se machucar ao puxar algum objeto pesado para si ou colocar os dedos em tomadas, por exemplo. Na maioria das vezes é nes-sa fase que são introduzidas papinhas e alimentos sólidos à alimentação do pequeno. O cli-chê que diz que o tempo voa se aplica perfeitamente ao primei-ro semestre de vida do bebê. Perceber essas pequenas mu-danças no desenvolvimento da criança é tão encantador, que consegue encher de alegria até mesmo a mais sisuda das cria-turas. Curta intensamente cada instante com seu pequeno! Saiba como usar mais de uma sombra nos olhos – Aplique a cor mais clara, em toda a parte acima dos olhos, desde a parte acima dos cílios até abaixo da so-brancelha; – A cor média você aplica apenas na pálpebra, no vinco (na dobra dos olhos) e também acima do vinco; – A cor mais clara do con-traste você aplica apenas na pálpebra; – Aplique a cor escura aci-ma do lápis preto que você havia aplicado anteriormente; E agora aplique um rímel para finalizar e pronto ! Como usar de noite Para um look noturno, nós vamos inverter as cores, a cor média ficará por último. Esta maquiagem ficará com o esfumado charmoso no canto externo dos olhos. – Antes da aplicação da sombra, além de aplicar a base, corretivo e o pó, já aplique um lápis preto bem rente aos seus cílios superiores, isso ajudará a fixar a sombra nos olhos; – Caso você queira um olhar mais escuro, aplique um lápis delineador abaixo dos olhos também; – Na finalização utilize um rímel que dê volume aos seus olhos, criando um make mais charmoso ainda – Aplique a cor mais clara, em toda a parte acima dos olhos, desde a parte acima dos cílios até abaixo da so-brancelha; – Esta cor (mais clara do contraste) na metado dos olhos, de dentro para fora. Na pálpebra, no vinco e acima do vinco; – A cor mais escura aplique na parte mais externo dos olhos, fazendo um “c” conforme a ilustração. – Para finalizar a sombra, utilize a cor média apenas no vinco dos seus olhos.
  8. 8. 2ª QUINZENA DE QUINZENA de 2014 Eventos Para comemorar o mês das crianças, o Caleidos Cia de Dança apresenta nas Fábricas de Cultura do Itaim Paulista o espetáculo infantil “Coreologi-cas Ludus”. Serão duas apre-sentações gratuitas onde as crianças terão a oportunidade de vivenciar a dança de uma maneira diferente onde a lin-guagem artística é integrada à atividade educativa. No dia 23 o espetáculo estará no Fábri-cas de Cultura de Sapopemba e no dia 31 no Fábrica de Itaim Paulista, sempre às 14h30. Em ‘Coreologicas Ludus’ Cada apresentação é um espe-táculo diferente. E não poderia ser de outro modo, já que cada pessoa presente na plateia é convidada a tomar parte dentro da dança, interagindo e produ-zindo cenas únicas, originais e sempre surpreendentes. O espetáculo convida os que assistem a fazerem parte da dança, ao invés de apenas assisti-la. Para isso, os direto-res da Cia, Isabel Marques e Fábio Brazil montaram um jogo de proposições, onde cinco cenas são sorteadas dentro de 24 possibilidades. A partir das primeiras execuções dos bailarinos o público começa a sair de seus lugares e tomar parte desse espaço criado. O espetáculo é pensando a partir de conceitos desenvolvi-dos pelo dançarino eslovaco Rudolf Laban (1879-1958) e baseada na série Coreológi-cas, que teve início em 1996 pela Cia., a nova montagem vem provar definitivamente que a dança é possível para todos os corpos, em todas as idades, para todos os gêneros, etnias e classes sociais. Há mais de quinze anos apostando na ludicidade da arte, o espetáculo já foi reco- A última edição da pesquisa “Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro”, há pouco divulgada e cujo ano base é 2013, mostra que as editoras comercializaram no mercado consumidor, principalmente por meio das livrarias, dentre outros canais de venda, 279,66 milhões de exemplares no ano passado. O volume representa aumento de 4,13% em relação aos 268,56 milhões contabiliza-dos em 2012. Aos poucos, nos-sa população vai lendo mais. Este é um indicador relevante para se viabilizarem as metas do desenvolvimento nacional. Há, portanto, um avanço apontado pelo estudo, que é realizado anualmente pela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), para a CBL (Câmara Brasileira do Livro) e o SNEL (Sindicato Na-cional dos Editores de Livros). No entanto, o índice de leitura per capita poderia crescer de modo mais rápido no País, incorporando-se grande con-tingente de leitores em cada geração, se esse saudável e educativo hábito fosse mais es-timulado de maneira adequada desde a infância. Mês das crianças tem progra-mação especial na Fabrica de Cultura do Itaim Paulista Crianças com livros serão adultos leitores nhecido no Brasil e no exterior, com apresentações em Portu-gal, Canadá e Finlândia e, foi contemplado pelo 6º. Edital do Programa de Fomento à Dança do Município de São Paulo para remontar e reler o repertório dos espetáculos Coreológicas realizados entre os anos 1996- 2008. Sobre o Caleidos - O Ca-leidos Cia. de Dança nasceu como um grupo de pesquisa vinculado a uma companhia de dança criado por Isabel Mar-ques em 1996, na Faculdade de Educação da UNICAMP. Em 1998, desliga-se da uni-versidade e dá continuidade ao trabalho artístico como grupo independente de pesquisa, do-cência e criação, cadastrando- -se também como empresa na cidade de São Paulo. Desde a sua criação, os objetivos do Caleidos Cia. de Dança mantiveram-se inalte-rados: abrigar e desenvolver as atividades de iniciação, apreciação, reflexão, pesquisa e criação em arte em suas interfaces com a educação por meio de atividades artísticas (produção de espetáculos e eventos de dança), docentes (cursos, workshops, eventos) e de pesquisa (seminários, encontros, publicações). O Caleidos Cia instala-se na interface entre a arte e a educação. Despregando-se dos estigmas convencionais postulados ingenuamente por artistas e professores tradicio-nais de que arte e educação são campos distintos, a cia. de dança desenvolve espetáculos comprometidos com o diálogo e a reflexão com o público – valor da educação – e ao mesmo tempo comprometidos com a interação e pesquisa da lingua-gem da dança – valor da arte. Programação Fábrica de Cultura Itaim Pau-lista Dia: 30 de outubro Horário: das 14h30 às 15h30 Endereço: Av. Estudantes da China, nº 500 Entrada Gratuita Classificação: Livre A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Edu-cação, a Ciência e a Cultura) confirma essa tese, também corroborada por especialistas da área do ensino, ao lançar dois novos instrumentos para estimular a leitura nos anos iniciais da vida: um kit de livros para crianças de até três anos e um vídeo pedagógico. O ma-terial, inicialmente destinado ao Programa Primeira Infância Completa, da Secretaria Mu-nicipal de Educação do Rio de Janeiro, é um exemplo das possibilidades concretas de propiciar a leitura às crianças. Nesse sentido, as editoras brasileiras que publicam livros destinados aos leitores infan-tis, desde os primeiros anos da vida, também prestam um serviço inestimável ao País, pois contribuem para a for-mação de novas gerações de leitores e para que a cultura e o conhecimento cumpram crescente missão como fatores de fomento socioeconômico. A importância do contato com a leitura antes dos três anos e em todas as fases do crescimento evidencia-se em estudos e pesquisas sobre linguagem e desenvolvimento. Em especial nos primeiros três anos da vida, a interação das crianças com os livros é fundamental para a construção de atitudes reflexivas, da subjetividade e da sensibilidade. A Unesco enfatiza esses conceitos. Acrescenta-se que, nessa primeira etapa da vida, é interessante exercitar o vo-cabulário e a sintaxe, que exercem um papel significativo no desempenho escolar e como fatores de melhoria das habi-lidades de leitura nas séries subsequentes da Educação Infantil. “O incentivo à leitura na primeira infância constitui-se em uma estratégia necessária para a aquisição de compor-tamentos de leitores, tanto em crianças quanto em seus familiares”, observa, com muita pertinência, o texto da Unesco sobre o novo kit lançado em nosso país. Tais reflexões são oportu-nas neste momento em que se realizou a 23ª Bienal Internacio-nal do Livro de São Paulo, de 22 e 31 de agosto, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Um dos maiores eventos mundiais do gênero, foi interessante oportunidade para as famílias apresentarem todo um universo de livros às suas crianças. O Nobel da Literatura em 2006, o escritor turco Orham Pamuk, disse que “certos livros dão a chave para transformar o mundo”. E o nosso grande poeta Mario Quintana emenda: “Os livros mudam as pessoas”. E mudam para melhor, con-vertendo crianças em jovens e adultos leitores e estes em indivíduos mais preparados para a vida, o exercício profis-sional e a construção coletiva de uma sociedade mais avan-çada, pluralista e equilibrada. *Antonio Luiz Rios, economista, é o diretor-superintendente da Editora FTD.

×