SlideShare uma empresa Scribd logo
Veja esta obra de Pedro Bial!! Nunca paramos para pensar na morte - essa coisa meio estranha. . .  Texto interessante. .
Uma excelente reflexão sobre a morte... Leia com calma e reflita bastante.
Assisti a algumas imagens do velório do Bussunda, quando os colegas do Casseta & Planeta deram seus depoimentos. Parecia que a qualquer instante iria estourar uma piada. Estava tudo sério demais, faltava a esculhambação, a zombaria, a desestruturação da cena.
Mas nada acontecia ali de risível, era só dor e perplexidade, que  é mesmo o que e causa em todos os que ficam. A verdade é que não havia nada a acrescentar no roteiro: a morte,  por si só, é uma piada pronta.
Morrer é ridículo. Você combinou de jantar com a namorada,está em pleno tratamento  dentário,  tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre.
Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela  metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente? Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer.  A troco do que?
Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em  frente...
De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis. Qual é?  Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém,  sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida.  Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.
Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu. Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas , mulheres e morre num sábado de manhã.  Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo  jeito.
Isso é para ser levado a sério? Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas.  Ok.... Hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo, antes de viver até a rapa? Não se faz. Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas.  Morrer é um exagero. E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas.  Só que esta não tem graça.
Por isso viva tudo que há para viver. Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida... Perdoe....sempre!!
Perdoe....sempre!!
Perdoe....sempre!!
Perdoe....sempre!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pedro bial analisa a morte2
Pedro bial analisa a morte2Pedro bial analisa a morte2
Pedro bial analisa a morte2
Espalhe o Amor
 
Bial&Andrade
Bial&AndradeBial&Andrade
Bial&Andrade
Cesar Andrade
 
Pedro bialanalisaamorte
Pedro bialanalisaamortePedro bialanalisaamorte
Pedro bialanalisaamorte
LuizEduardoMay
 
A morte por Pedro Bial
A morte por Pedro BialA morte por Pedro Bial
A morte por Pedro Bial
bilibiowebsite
 
Pedro Bialanalisaamorte
Pedro BialanalisaamortePedro Bialanalisaamorte
Pedro Bialanalisaamorte
guest79da80
 
Pedro bialanalisaamorte
Pedro bialanalisaamortePedro bialanalisaamorte
Pedro bialanalisaamorte
guest1edc15c
 
Pedro Bialanalisaamorte
Pedro BialanalisaamortePedro Bialanalisaamorte
Pedro Bialanalisaamorte
mgamam
 
A morte
A morteA morte
A morte---pedro-bial-6906
A morte---pedro-bial-6906A morte---pedro-bial-6906
A morte---pedro-bial-6906
Magno Vicente
 
Pedro Bial analisa a morte
Pedro Bial analisa a mortePedro Bial analisa a morte
Pedro Bial analisa a morte
Maria Nobre
 
Coisas Da Faculdade
Coisas Da FaculdadeCoisas Da Faculdade
Coisas Da Faculdade
Osmar Algarte
 
Coisas Da Faculdade
Coisas Da FaculdadeCoisas Da Faculdade
Coisas Da Faculdade
LuisOtavio Zimmermann
 
Gafes no tribunal
Gafes no tribunalGafes no tribunal
Gafes no tribunal
Clara Paiva
 
Texto miguelfalabela
Texto miguelfalabelaTexto miguelfalabela
Texto miguelfalabela
Sô .
 
Texto Miguel Falabela
Texto Miguel FalabelaTexto Miguel Falabela
Texto Miguel Falabela
QSEJAETERNO
 
Saudade Miguel Fallabela
Saudade Miguel FallabelaSaudade Miguel Fallabela
Saudade Miguel Fallabela
Adriana Reis
 
Miguel Falabella
Miguel FalabellaMiguel Falabella
Miguel Falabella
jussara cavalcanti
 
Texto Miguel Falabela
Texto Miguel FalabelaTexto Miguel Falabela
Texto Miguel Falabela
Elis Santiago
 

Mais procurados (18)

Pedro bial analisa a morte2
Pedro bial analisa a morte2Pedro bial analisa a morte2
Pedro bial analisa a morte2
 
Bial&Andrade
Bial&AndradeBial&Andrade
Bial&Andrade
 
Pedro bialanalisaamorte
Pedro bialanalisaamortePedro bialanalisaamorte
Pedro bialanalisaamorte
 
A morte por Pedro Bial
A morte por Pedro BialA morte por Pedro Bial
A morte por Pedro Bial
 
Pedro Bialanalisaamorte
Pedro BialanalisaamortePedro Bialanalisaamorte
Pedro Bialanalisaamorte
 
Pedro bialanalisaamorte
Pedro bialanalisaamortePedro bialanalisaamorte
Pedro bialanalisaamorte
 
Pedro Bialanalisaamorte
Pedro BialanalisaamortePedro Bialanalisaamorte
Pedro Bialanalisaamorte
 
A morte
A morteA morte
A morte
 
A morte---pedro-bial-6906
A morte---pedro-bial-6906A morte---pedro-bial-6906
A morte---pedro-bial-6906
 
Pedro Bial analisa a morte
Pedro Bial analisa a mortePedro Bial analisa a morte
Pedro Bial analisa a morte
 
Coisas Da Faculdade
Coisas Da FaculdadeCoisas Da Faculdade
Coisas Da Faculdade
 
Coisas Da Faculdade
Coisas Da FaculdadeCoisas Da Faculdade
Coisas Da Faculdade
 
Gafes no tribunal
Gafes no tribunalGafes no tribunal
Gafes no tribunal
 
Texto miguelfalabela
Texto miguelfalabelaTexto miguelfalabela
Texto miguelfalabela
 
Texto Miguel Falabela
Texto Miguel FalabelaTexto Miguel Falabela
Texto Miguel Falabela
 
Saudade Miguel Fallabela
Saudade Miguel FallabelaSaudade Miguel Fallabela
Saudade Miguel Fallabela
 
Miguel Falabella
Miguel FalabellaMiguel Falabella
Miguel Falabella
 
Texto Miguel Falabela
Texto Miguel FalabelaTexto Miguel Falabela
Texto Miguel Falabela
 

Semelhante a Perdoe Sempre

Pedro Bialanalisaamorte
Pedro BialanalisaamortePedro Bialanalisaamorte
Pedro Bialanalisaamorte
Paulo Lima
 
A morte---pedro-bial-6906
A morte---pedro-bial-6906A morte---pedro-bial-6906
A morte---pedro-bial-6906
Magno Vicente
 
48714 pedro bial analisa a morte
48714 pedro bial analisa a morte48714 pedro bial analisa a morte
48714 pedro bial analisa a morte
Carllos Leitão
 
Projeto cinema
Projeto cinemaProjeto cinema
Projeto cinema
Lucas Fonseca
 
Portfolio Edison Morais
Portfolio Edison MoraisPortfolio Edison Morais
Portfolio Edison Morais
Edison R Morais
 
Crônicas de Luis Fernando Veríssimo e Fernando Sabino
Crônicas de Luis Fernando Veríssimo e Fernando SabinoCrônicas de Luis Fernando Veríssimo e Fernando Sabino
Crônicas de Luis Fernando Veríssimo e Fernando Sabino
letrascom
 
A Gente é Só Amigo
A Gente é Só AmigoA Gente é Só Amigo
A Gente é Só Amigo
mbsenra
 
Dolosa
DolosaDolosa
Seja feliz e pronto
Seja feliz e prontoSeja feliz e pronto
Seja feliz e pronto
Mensagens Virtuais
 
Um romance rui zink - conto
Um romance   rui zink - contoUm romance   rui zink - conto
Um romance rui zink - conto
z895911
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
Luiz Carlos Dias
 
Frases imortais
Frases imortaisFrases imortais
Frases imortais
Silvio Santos
 
474 an 08_maio_2014.ok
474 an 08_maio_2014.ok474 an 08_maio_2014.ok
474 an 08_maio_2014.ok
Roberto Rabat Chame
 
Filosofia para a velhice
Filosofia para a velhiceFilosofia para a velhice
Filosofia para a velhice
Jose Pinto Cardoso
 
Uma princesa em meu lugar paula ottoni (primeiro capitulo)
Uma princesa em meu lugar   paula ottoni (primeiro capitulo)Uma princesa em meu lugar   paula ottoni (primeiro capitulo)
Uma princesa em meu lugar paula ottoni (primeiro capitulo)
paulaottoni
 
Crônica de uma Crioca Sulreal
Crônica de uma Crioca SulrealCrônica de uma Crioca Sulreal
Crônica de uma Crioca Sulreal
gkgilas
 
Etapas de um relacionamento
Etapas de um relacionamentoEtapas de um relacionamento
Etapas de um relacionamento
Mensagens Virtuais
 
Cronicas fernando verssimo
Cronicas fernando verssimoCronicas fernando verssimo
Cronicas fernando verssimo
FABIO ARAUJO
 
bom dia senhor Dimas
bom dia senhor Dimasbom dia senhor Dimas
bom dia senhor Dimas
Cleriston Cruz
 

Semelhante a Perdoe Sempre (19)

Pedro Bialanalisaamorte
Pedro BialanalisaamortePedro Bialanalisaamorte
Pedro Bialanalisaamorte
 
A morte---pedro-bial-6906
A morte---pedro-bial-6906A morte---pedro-bial-6906
A morte---pedro-bial-6906
 
48714 pedro bial analisa a morte
48714 pedro bial analisa a morte48714 pedro bial analisa a morte
48714 pedro bial analisa a morte
 
Projeto cinema
Projeto cinemaProjeto cinema
Projeto cinema
 
Portfolio Edison Morais
Portfolio Edison MoraisPortfolio Edison Morais
Portfolio Edison Morais
 
Crônicas de Luis Fernando Veríssimo e Fernando Sabino
Crônicas de Luis Fernando Veríssimo e Fernando SabinoCrônicas de Luis Fernando Veríssimo e Fernando Sabino
Crônicas de Luis Fernando Veríssimo e Fernando Sabino
 
A Gente é Só Amigo
A Gente é Só AmigoA Gente é Só Amigo
A Gente é Só Amigo
 
Dolosa
DolosaDolosa
Dolosa
 
Seja feliz e pronto
Seja feliz e prontoSeja feliz e pronto
Seja feliz e pronto
 
Um romance rui zink - conto
Um romance   rui zink - contoUm romance   rui zink - conto
Um romance rui zink - conto
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
Frases imortais
Frases imortaisFrases imortais
Frases imortais
 
474 an 08_maio_2014.ok
474 an 08_maio_2014.ok474 an 08_maio_2014.ok
474 an 08_maio_2014.ok
 
Filosofia para a velhice
Filosofia para a velhiceFilosofia para a velhice
Filosofia para a velhice
 
Uma princesa em meu lugar paula ottoni (primeiro capitulo)
Uma princesa em meu lugar   paula ottoni (primeiro capitulo)Uma princesa em meu lugar   paula ottoni (primeiro capitulo)
Uma princesa em meu lugar paula ottoni (primeiro capitulo)
 
Crônica de uma Crioca Sulreal
Crônica de uma Crioca SulrealCrônica de uma Crioca Sulreal
Crônica de uma Crioca Sulreal
 
Etapas de um relacionamento
Etapas de um relacionamentoEtapas de um relacionamento
Etapas de um relacionamento
 
Cronicas fernando verssimo
Cronicas fernando verssimoCronicas fernando verssimo
Cronicas fernando verssimo
 
bom dia senhor Dimas
bom dia senhor Dimasbom dia senhor Dimas
bom dia senhor Dimas
 

Mais de Ana Maria Cordovil

Minha OraçãO De Fim De Ano
Minha OraçãO De Fim De Ano Minha OraçãO De Fim De Ano
Minha OraçãO De Fim De Ano
Ana Maria Cordovil
 
OraçãO Por NóS
OraçãO   Por NóSOraçãO   Por NóS
OraçãO Por NóS
Ana Maria Cordovil
 
Albert Einstein Cflc 09b
Albert Einstein Cflc 09bAlbert Einstein Cflc 09b
Albert Einstein Cflc 09b
Ana Maria Cordovil
 
MansãO Do José Sarney
MansãO Do José SarneyMansãO Do José Sarney
MansãO Do José Sarney
Ana Maria Cordovil
 
12
1212
Limites
LimitesLimites
Esta é a hora
Esta é a horaEsta é a hora
Esta é a hora
Ana Maria Cordovil
 
Yakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
Yakutsk Cidade Mais Fria Do MundoYakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
Yakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
Ana Maria Cordovil
 
Milagres
MilagresMilagres
Aaa Cine Afichesy Musicade15p
Aaa Cine Afichesy Musicade15pAaa Cine Afichesy Musicade15p
Aaa Cine Afichesy Musicade15p
Ana Maria Cordovil
 
Os Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
Os Doze Sinais Do Seu Despertar DivinoOs Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
Os Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
Ana Maria Cordovil
 
Foodscapes
FoodscapesFoodscapes
Foodscapes
Ana Maria Cordovil
 
João Ubaldo EducaçãO
João Ubaldo EducaçãOJoão Ubaldo EducaçãO
João Ubaldo EducaçãO
Ana Maria Cordovil
 
Isabel Guerra Arte, ReflexãO
Isabel Guerra   Arte, ReflexãOIsabel Guerra   Arte, ReflexãO
Isabel Guerra Arte, ReflexãO
Ana Maria Cordovil
 
Leques
LequesLeques
Orando
OrandoOrando
Jogos Olimpicos 2008 Pequim
Jogos Olimpicos 2008 PequimJogos Olimpicos 2008 Pequim
Jogos Olimpicos 2008 Pequim
Ana Maria Cordovil
 
Jardins Japoneses
Jardins JaponesesJardins Japoneses
Jardins Japoneses
Ana Maria Cordovil
 
Marketing De Antigamente Fontesdiversas.Aac.Cdt.
Marketing De Antigamente   Fontesdiversas.Aac.Cdt.Marketing De Antigamente   Fontesdiversas.Aac.Cdt.
Marketing De Antigamente Fontesdiversas.Aac.Cdt.
Ana Maria Cordovil
 
Matyas Oblinski Opera Posters
Matyas Oblinski Opera PostersMatyas Oblinski Opera Posters
Matyas Oblinski Opera Posters
Ana Maria Cordovil
 

Mais de Ana Maria Cordovil (20)

Minha OraçãO De Fim De Ano
Minha OraçãO De Fim De Ano Minha OraçãO De Fim De Ano
Minha OraçãO De Fim De Ano
 
OraçãO Por NóS
OraçãO   Por NóSOraçãO   Por NóS
OraçãO Por NóS
 
Albert Einstein Cflc 09b
Albert Einstein Cflc 09bAlbert Einstein Cflc 09b
Albert Einstein Cflc 09b
 
MansãO Do José Sarney
MansãO Do José SarneyMansãO Do José Sarney
MansãO Do José Sarney
 
12
1212
12
 
Limites
LimitesLimites
Limites
 
Esta é a hora
Esta é a horaEsta é a hora
Esta é a hora
 
Yakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
Yakutsk Cidade Mais Fria Do MundoYakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
Yakutsk Cidade Mais Fria Do Mundo
 
Milagres
MilagresMilagres
Milagres
 
Aaa Cine Afichesy Musicade15p
Aaa Cine Afichesy Musicade15pAaa Cine Afichesy Musicade15p
Aaa Cine Afichesy Musicade15p
 
Os Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
Os Doze Sinais Do Seu Despertar DivinoOs Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
Os Doze Sinais Do Seu Despertar Divino
 
Foodscapes
FoodscapesFoodscapes
Foodscapes
 
João Ubaldo EducaçãO
João Ubaldo EducaçãOJoão Ubaldo EducaçãO
João Ubaldo EducaçãO
 
Isabel Guerra Arte, ReflexãO
Isabel Guerra   Arte, ReflexãOIsabel Guerra   Arte, ReflexãO
Isabel Guerra Arte, ReflexãO
 
Leques
LequesLeques
Leques
 
Orando
OrandoOrando
Orando
 
Jogos Olimpicos 2008 Pequim
Jogos Olimpicos 2008 PequimJogos Olimpicos 2008 Pequim
Jogos Olimpicos 2008 Pequim
 
Jardins Japoneses
Jardins JaponesesJardins Japoneses
Jardins Japoneses
 
Marketing De Antigamente Fontesdiversas.Aac.Cdt.
Marketing De Antigamente   Fontesdiversas.Aac.Cdt.Marketing De Antigamente   Fontesdiversas.Aac.Cdt.
Marketing De Antigamente Fontesdiversas.Aac.Cdt.
 
Matyas Oblinski Opera Posters
Matyas Oblinski Opera PostersMatyas Oblinski Opera Posters
Matyas Oblinski Opera Posters
 

Perdoe Sempre

  • 1. Veja esta obra de Pedro Bial!! Nunca paramos para pensar na morte - essa coisa meio estranha. . . Texto interessante. .
  • 2. Uma excelente reflexão sobre a morte... Leia com calma e reflita bastante.
  • 3. Assisti a algumas imagens do velório do Bussunda, quando os colegas do Casseta & Planeta deram seus depoimentos. Parecia que a qualquer instante iria estourar uma piada. Estava tudo sério demais, faltava a esculhambação, a zombaria, a desestruturação da cena.
  • 4. Mas nada acontecia ali de risível, era só dor e perplexidade, que é mesmo o que e causa em todos os que ficam. A verdade é que não havia nada a acrescentar no roteiro: a morte, por si só, é uma piada pronta.
  • 5. Morrer é ridículo. Você combinou de jantar com a namorada,está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre.
  • 6. Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente? Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer. A troco do que?
  • 7. Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
  • 8. De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis. Qual é? Morrer é um chiste.
  • 9. Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira.
  • 10. Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu. Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas , mulheres e morre num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito.
  • 11. Isso é para ser levado a sério? Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas. Ok.... Hora de descansar em paz.
  • 12. Mas antes de viver tudo, antes de viver até a rapa? Não se faz. Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça.
  • 13. Por isso viva tudo que há para viver. Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida... Perdoe....sempre!!