SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Baixar para ler offline
Para reflexão e ...   ação.  A diferença entre os países pobres e os ricos não é a idade do país.
Isto pode ser demonstrado por países como Índia e  Egito, que tem mais de  2000 anos e são pobres.
Por outro lado, Canadá, Austrália e Nova Zelândia, que há 150 anos eram   inexpressivos, hoje são países desenvolvidos e ricos.
A diferença entre países pobres e ricos também não  reside nos recursos  naturais disponíveis.
O  Japão  possui um território limitado, 80%  montanhoso, inadequado para a agricultura e a criação de gado, mas é a segunda  economia mundial.O país é como uma imensa fábrica flutuante, importando  matéria-prima do mundo todo e exportando produtos manufaturados.
Outro exemplo é a  Suíça , que não planta cacau mas  tem o melhor chocolate o mundo. Em seu pequeno território cria animais e  cultiva o solo durante apenas quatro meses no ano. Não obstante, fabrica laticínios da melhor qualidade. É um país pequeno que passa uma imagem de  segurança, ordem e trabalho, o que o tranformou na caixa forte do  mundo.
Executivos de países  ricos que se relacionam com seus pares de países pobres mostram que não há diferença intelectual significativa.
A raça ou a cor da pele também não são importantes: imigrantes rotulados de preguiçosos em seus países de origem são a força  produtiva de países europeus ricos.
Qual é então a diferença?
A diferença é a  atitude  das pessoas, moldada ao  longo dos anos pela educação e pela cultura.
Ao analisarmos a conduta das pessoas nos  países ricos e desenvolvidos, constatamos que a grande maioria segue os  seguintes princípios de vida:
1. A  ética , como princípio  básico. 2. A integridade. 3. A responsabilidade. 4. O respeito às leis e  regulamentos. 5. O respeito pelo direito dos demais  cidadãos. 6. O amor ao trabalho. 7. O esforço pela poupança e pelo  investimento. 8. O desejo de superação. 9. A pontualidade.
Nos países pobres apenas uma minoria segue esses princípios básicos em sua vida diária.
Não somos pobres porque nos faltam recursos naturais ou porque a natureza foi cruel conosco.
Somos pobres porque nos falta  atitude. Nos falta vontade  para cumprir e ensinar esses princípios de funcionamento das sociedades ricas e desenvolvidas.
SOMOS ASSIM,  POR QUERER LEVAR VANTAGENS SOBRE TUDO E TODOS.  SOMOS ASSIM POR VER ALGO DE ERRADO E DIZER: “DEIXA-PRA-LÁ” DEVEMOS TER ATITUDES E MEMÓRIA VIVA.. SÓ ASSIM MUDAREMOS O BRASIL DE HOJE.
Se você não repassar este e-mail nada vai  lhe acontecer. Seu animal de estimação não vai morrer, você não será mandado embora de seu emprego, não vai ter azar por sete anos nem  tampouco vai ficar doente.
Mas, se você ama  o Brasil procure fazer circular esta mensagem para que mais pessoas reflitam sobre isto e  MUDEM   !
Autor do Slide: Desconhecido  Texto: Desconhecido Música: Africana2.wav  Imagens: Internet  Adaptação: Lázaro Lamberth – TV UCSal  Pense nisso...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (7)

B R A S I L
B R A S I LB R A S I L
B R A S I L
 
Portugueses
PortuguesesPortugueses
Portugueses
 
Atitude
AtitudeAtitude
Atitude
 
Atitude (Portugal)
Atitude (Portugal)Atitude (Portugal)
Atitude (Portugal)
 
Atitude
AtitudeAtitude
Atitude
 
Atitude(portugal)
Atitude(portugal)Atitude(portugal)
Atitude(portugal)
 
Atitude(portugal)
Atitude(portugal)Atitude(portugal)
Atitude(portugal)
 

Destaque

Quadrado MµGico De MatemáTica
Quadrado MµGico De MatemáTicaQuadrado MµGico De MatemáTica
Quadrado MµGico De MatemáTicaAntonio Carneiro
 
O Tempo Passa Som
O Tempo Passa SomO Tempo Passa Som
O Tempo Passa Somtotallnet
 
Tempo,tempo,tempo quem pode com ele
Tempo,tempo,tempo quem pode com eleTempo,tempo,tempo quem pode com ele
Tempo,tempo,tempo quem pode com eleweleslima
 
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇO
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇOO TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇO
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇOAna Selma Sena Santos
 
Proyecto de aula - Luis Alejandro Sepulveda
Proyecto de aula - Luis Alejandro SepulvedaProyecto de aula - Luis Alejandro Sepulveda
Proyecto de aula - Luis Alejandro Sepulvedadcpe2014
 
Receita para beleza interior
Receita para beleza interiorReceita para beleza interior
Receita para beleza interiorAmadeu Wolff
 
Portafolio digital edith perez zorro
Portafolio digital  edith perez zorroPortafolio digital  edith perez zorro
Portafolio digital edith perez zorrodcpe2014
 
Portafolio digital magda zoraida cely
Portafolio digital   magda zoraida celyPortafolio digital   magda zoraida cely
Portafolio digital magda zoraida celydcpe2014
 
Proyecto de aula Maria adela ruis valbuena
Proyecto de aula Maria adela ruis valbuenaProyecto de aula Maria adela ruis valbuena
Proyecto de aula Maria adela ruis valbuenadcpe2014
 
Proyecto de aula francisco moreno
Proyecto de aula  francisco morenoProyecto de aula  francisco moreno
Proyecto de aula francisco morenodcpe2014
 
Proyecto de aula alba rocio cifuentes romero
Proyecto de aula  alba rocio cifuentes romeroProyecto de aula  alba rocio cifuentes romero
Proyecto de aula alba rocio cifuentes romerodcpe2014
 
Proyecto de aula - nubia sotelo
Proyecto de aula  - nubia soteloProyecto de aula  - nubia sotelo
Proyecto de aula - nubia sotelodcpe2014
 
Underwater
UnderwaterUnderwater
Underwatershvax
 
Proyecto de aula nelson sierra alvarez
Proyecto de aula   nelson sierra alvarezProyecto de aula   nelson sierra alvarez
Proyecto de aula nelson sierra alvarezdcpe2014
 
Vinicius de Moraes - O Haver
Vinicius de Moraes - O HaverVinicius de Moraes - O Haver
Vinicius de Moraes - O HaverAmadeu Wolff
 
Yeni consuelo sandoval vargas
Yeni consuelo sandoval vargasYeni consuelo sandoval vargas
Yeni consuelo sandoval vargasdcpe2014
 
Collanderdesignportfolio
CollanderdesignportfolioCollanderdesignportfolio
CollanderdesignportfolioKevin Collander
 

Destaque (20)

Vidas Passadas
Vidas PassadasVidas Passadas
Vidas Passadas
 
Quadrado MµGico De MatemáTica
Quadrado MµGico De MatemáTicaQuadrado MµGico De MatemáTica
Quadrado MµGico De MatemáTica
 
Universidade
 Universidade Universidade
Universidade
 
O Tempo Passa Som
O Tempo Passa SomO Tempo Passa Som
O Tempo Passa Som
 
Tempo,tempo,tempo quem pode com ele
Tempo,tempo,tempo quem pode com eleTempo,tempo,tempo quem pode com ele
Tempo,tempo,tempo quem pode com ele
 
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇO
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇOO TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇO
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇO
 
Proyecto de aula - Luis Alejandro Sepulveda
Proyecto de aula - Luis Alejandro SepulvedaProyecto de aula - Luis Alejandro Sepulveda
Proyecto de aula - Luis Alejandro Sepulveda
 
Receita para beleza interior
Receita para beleza interiorReceita para beleza interior
Receita para beleza interior
 
Portafolio digital edith perez zorro
Portafolio digital  edith perez zorroPortafolio digital  edith perez zorro
Portafolio digital edith perez zorro
 
Portafolio digital magda zoraida cely
Portafolio digital   magda zoraida celyPortafolio digital   magda zoraida cely
Portafolio digital magda zoraida cely
 
Proyecto de aula Maria adela ruis valbuena
Proyecto de aula Maria adela ruis valbuenaProyecto de aula Maria adela ruis valbuena
Proyecto de aula Maria adela ruis valbuena
 
Proyecto de aula francisco moreno
Proyecto de aula  francisco morenoProyecto de aula  francisco moreno
Proyecto de aula francisco moreno
 
Proyecto de aula alba rocio cifuentes romero
Proyecto de aula  alba rocio cifuentes romeroProyecto de aula  alba rocio cifuentes romero
Proyecto de aula alba rocio cifuentes romero
 
Proyecto de aula - nubia sotelo
Proyecto de aula  - nubia soteloProyecto de aula  - nubia sotelo
Proyecto de aula - nubia sotelo
 
Bologna
BolognaBologna
Bologna
 
Underwater
UnderwaterUnderwater
Underwater
 
Proyecto de aula nelson sierra alvarez
Proyecto de aula   nelson sierra alvarezProyecto de aula   nelson sierra alvarez
Proyecto de aula nelson sierra alvarez
 
Vinicius de Moraes - O Haver
Vinicius de Moraes - O HaverVinicius de Moraes - O Haver
Vinicius de Moraes - O Haver
 
Yeni consuelo sandoval vargas
Yeni consuelo sandoval vargasYeni consuelo sandoval vargas
Yeni consuelo sandoval vargas
 
Collanderdesignportfolio
CollanderdesignportfolioCollanderdesignportfolio
Collanderdesignportfolio
 

Semelhante a A atitude define a riqueza de uma nação

Diferenca entre paises ricos e pobres
Diferenca entre paises ricos e pobresDiferenca entre paises ricos e pobres
Diferenca entre paises ricos e pobresJ. C.
 
Uma questão de atitude (Portugal)
Uma questão de atitude (Portugal)Uma questão de atitude (Portugal)
Uma questão de atitude (Portugal)Umberto Pacheco
 
Atitude(portugal) (2)
Atitude(portugal) (2)Atitude(portugal) (2)
Atitude(portugal) (2)archibald29
 
Porque os países sao diferentes
Porque os países sao diferentesPorque os países sao diferentes
Porque os países sao diferentesLeonardo Michel
 
Porque os paises_sao_diferentes
Porque os paises_sao_diferentesPorque os paises_sao_diferentes
Porque os paises_sao_diferentesClarisete Oliveira
 
Porque_os_paises_sao_diferentes
Porque_os_paises_sao_diferentesPorque_os_paises_sao_diferentes
Porque_os_paises_sao_diferentesprimaquim
 
Porque os paises_sao_diferentes
Porque os paises_sao_diferentesPorque os paises_sao_diferentes
Porque os paises_sao_diferentesRogerio Oliveira
 
Porque Os Paises Sao Diferentes
Porque Os Paises Sao DiferentesPorque Os Paises Sao Diferentes
Porque Os Paises Sao DiferentesCarlos Costa
 
Porque Os Paises Sao Diferentes
Porque Os Paises Sao DiferentesPorque Os Paises Sao Diferentes
Porque Os Paises Sao DiferentesCarlos Costa
 

Semelhante a A atitude define a riqueza de uma nação (11)

Diferenca entre paises ricos e pobres
Diferenca entre paises ricos e pobresDiferenca entre paises ricos e pobres
Diferenca entre paises ricos e pobres
 
Atitude - Ética
Atitude - ÉticaAtitude - Ética
Atitude - Ética
 
Uma questão de atitude (Portugal)
Uma questão de atitude (Portugal)Uma questão de atitude (Portugal)
Uma questão de atitude (Portugal)
 
Atitude(portugal) (2)
Atitude(portugal) (2)Atitude(portugal) (2)
Atitude(portugal) (2)
 
Porque os países sao diferentes
Porque os países sao diferentesPorque os países sao diferentes
Porque os países sao diferentes
 
Porque os paises_sao_diferentes
Porque os paises_sao_diferentesPorque os paises_sao_diferentes
Porque os paises_sao_diferentes
 
Investigacoes demonstram que
Investigacoes demonstram queInvestigacoes demonstram que
Investigacoes demonstram que
 
Porque_os_paises_sao_diferentes
Porque_os_paises_sao_diferentesPorque_os_paises_sao_diferentes
Porque_os_paises_sao_diferentes
 
Porque os paises_sao_diferentes
Porque os paises_sao_diferentesPorque os paises_sao_diferentes
Porque os paises_sao_diferentes
 
Porque Os Paises Sao Diferentes
Porque Os Paises Sao DiferentesPorque Os Paises Sao Diferentes
Porque Os Paises Sao Diferentes
 
Porque Os Paises Sao Diferentes
Porque Os Paises Sao DiferentesPorque Os Paises Sao Diferentes
Porque Os Paises Sao Diferentes
 

Mais de Amadeu Wolff

Aos filhos o que posso
Aos filhos o que possoAos filhos o que posso
Aos filhos o que possoAmadeu Wolff
 
Apresentacoes em telas e poesias
Apresentacoes em telas e poesiasApresentacoes em telas e poesias
Apresentacoes em telas e poesiasAmadeu Wolff
 
Mulheres com mais de 40
Mulheres com mais de 40Mulheres com mais de 40
Mulheres com mais de 40Amadeu Wolff
 
Museu das capelas medici
Museu das capelas mediciMuseu das capelas medici
Museu das capelas mediciAmadeu Wolff
 
Porcelana de coleccion
Porcelana de coleccionPorcelana de coleccion
Porcelana de coleccionAmadeu Wolff
 
Porcelana de coleccion 2
Porcelana de coleccion 2Porcelana de coleccion 2
Porcelana de coleccion 2Amadeu Wolff
 
Israel ou Palestina
Israel ou PalestinaIsrael ou Palestina
Israel ou PalestinaAmadeu Wolff
 
Navidad en las canteras
Navidad en las canterasNavidad en las canteras
Navidad en las canterasAmadeu Wolff
 
Arte foto de gerard hourdin
Arte foto de gerard  hourdinArte foto de gerard  hourdin
Arte foto de gerard hourdinAmadeu Wolff
 

Mais de Amadeu Wolff (20)

Italie la nuit
Italie la nuitItalie la nuit
Italie la nuit
 
Aos filhos o que posso
Aos filhos o que possoAos filhos o que posso
Aos filhos o que posso
 
Apresentacoes em telas e poesias
Apresentacoes em telas e poesiasApresentacoes em telas e poesias
Apresentacoes em telas e poesias
 
George petty
George pettyGeorge petty
George petty
 
Mulheres com mais de 40
Mulheres com mais de 40Mulheres com mais de 40
Mulheres com mais de 40
 
Museo tiflologico
Museo tiflologicoMuseo tiflologico
Museo tiflologico
 
Museu das capelas medici
Museu das capelas mediciMuseu das capelas medici
Museu das capelas medici
 
Parabens a voce
Parabens a voceParabens a voce
Parabens a voce
 
Porcelana de coleccion
Porcelana de coleccionPorcelana de coleccion
Porcelana de coleccion
 
Porcelana de coleccion 2
Porcelana de coleccion 2Porcelana de coleccion 2
Porcelana de coleccion 2
 
Israel ou Palestina
Israel ou PalestinaIsrael ou Palestina
Israel ou Palestina
 
Navidad en las canteras
Navidad en las canterasNavidad en las canteras
Navidad en las canteras
 
L'amour courtois
L'amour courtoisL'amour courtois
L'amour courtois
 
Donald zolan
Donald zolanDonald zolan
Donald zolan
 
Chocolates
ChocolatesChocolates
Chocolates
 
Artista de rua
Artista de ruaArtista de rua
Artista de rua
 
Artesãos hindus
Artesãos hindusArtesãos hindus
Artesãos hindus
 
Arte foto de gerard hourdin
Arte foto de gerard  hourdinArte foto de gerard  hourdin
Arte foto de gerard hourdin
 
Arte em pinturas
Arte em pinturasArte em pinturas
Arte em pinturas
 
A fuga do judeu
A fuga do judeuA fuga do judeu
A fuga do judeu
 

Último

NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do BrasilMary Alvarenga
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfSandra Pratas
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfaulasgege
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonRosiniaGonalves
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 

Último (20)

NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 

A atitude define a riqueza de uma nação

  • 1. Para reflexão e ...   ação. A diferença entre os países pobres e os ricos não é a idade do país.
  • 2. Isto pode ser demonstrado por países como Índia e  Egito, que tem mais de 2000 anos e são pobres.
  • 3. Por outro lado, Canadá, Austrália e Nova Zelândia, que há 150 anos eram  inexpressivos, hoje são países desenvolvidos e ricos.
  • 4. A diferença entre países pobres e ricos também não  reside nos recursos  naturais disponíveis.
  • 5. O Japão possui um território limitado, 80%  montanhoso, inadequado para a agricultura e a criação de gado, mas é a segunda  economia mundial.O país é como uma imensa fábrica flutuante, importando  matéria-prima do mundo todo e exportando produtos manufaturados.
  • 6. Outro exemplo é a Suíça , que não planta cacau mas  tem o melhor chocolate o mundo. Em seu pequeno território cria animais e  cultiva o solo durante apenas quatro meses no ano. Não obstante, fabrica laticínios da melhor qualidade. É um país pequeno que passa uma imagem de  segurança, ordem e trabalho, o que o tranformou na caixa forte do  mundo.
  • 7. Executivos de países  ricos que se relacionam com seus pares de países pobres mostram que não há diferença intelectual significativa.
  • 8. A raça ou a cor da pele também não são importantes: imigrantes rotulados de preguiçosos em seus países de origem são a força  produtiva de países europeus ricos.
  • 9. Qual é então a diferença?
  • 10. A diferença é a atitude das pessoas, moldada ao  longo dos anos pela educação e pela cultura.
  • 11. Ao analisarmos a conduta das pessoas nos  países ricos e desenvolvidos, constatamos que a grande maioria segue os  seguintes princípios de vida:
  • 12. 1. A ética , como princípio  básico. 2. A integridade. 3. A responsabilidade. 4. O respeito às leis e  regulamentos. 5. O respeito pelo direito dos demais  cidadãos. 6. O amor ao trabalho. 7. O esforço pela poupança e pelo  investimento. 8. O desejo de superação. 9. A pontualidade.
  • 13. Nos países pobres apenas uma minoria segue esses princípios básicos em sua vida diária.
  • 14. Não somos pobres porque nos faltam recursos naturais ou porque a natureza foi cruel conosco.
  • 15. Somos pobres porque nos falta  atitude. Nos falta vontade  para cumprir e ensinar esses princípios de funcionamento das sociedades ricas e desenvolvidas.
  • 16. SOMOS ASSIM, POR QUERER LEVAR VANTAGENS SOBRE TUDO E TODOS. SOMOS ASSIM POR VER ALGO DE ERRADO E DIZER: “DEIXA-PRA-LÁ” DEVEMOS TER ATITUDES E MEMÓRIA VIVA.. SÓ ASSIM MUDAREMOS O BRASIL DE HOJE.
  • 17. Se você não repassar este e-mail nada vai  lhe acontecer. Seu animal de estimação não vai morrer, você não será mandado embora de seu emprego, não vai ter azar por sete anos nem  tampouco vai ficar doente.
  • 18. Mas, se você ama o Brasil procure fazer circular esta mensagem para que mais pessoas reflitam sobre isto e MUDEM !
  • 19. Autor do Slide: Desconhecido Texto: Desconhecido Música: Africana2.wav Imagens: Internet Adaptação: Lázaro Lamberth – TV UCSal Pense nisso...