jornada I - palavras

184 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

jornada I - palavras

  1. 1. EQUILÍBRIO s.m. 1.Estado de um corpo que se man- tem em repouso, ainda que solicitado ou impelido por forças opostas. 2. Justa medida; harmonia. 3. Ponderação, calma, prudência. 4. Exibição ac- robática. E.qui.lí.brio fonte: minidicionário Gama Kury da língua portuguesa Extrema ordem traz extrema desordem. A razão en- tre ordem e desordem é contingente. Robert Smithson EQUILÍBRIO Créditos Página anterior: fotografia de Ananda Maciel © 2013 Grupo: Ananda Maciel, Diego Flamia, Thiago Kajiwara
  2. 2. INCONTROLÁVEL adj. 2 gên. 1.Que não se pode controlar; irrefreável, irreprimível. In.con.tro.lá.vel fonte: minidicionário Gama Kury da língua portuguesa [A complexidade] compreende também in- certezas, indeterminações, fenômenos aleatórios. A complexidade num sentido tem sempre contacto com o acaso. (…) é a incerteza no seio dos siste- mas ricamente organizados. INCONTROLÁVEL O incontrolável não está só na complexidade, mas também está presente na simplicidade. Créditos Página anterior: fotografia de Ananda Maciel © 2013 Grupo: Ananda Maciel, Diego Flamia, Thiago Kajiwara
  3. 3. BUSCA s.f. 1.Ato ou efeito de buscar. 2. Procura, pesquisa, exame, investigação. 3.Empenho íntimo de alcançar um fim. Bus.ca fonte: minidicionário Gama Kury da língua portuguesa curiosity - advice to the young - curiosity curiosidade - conselho aos jovens – curiosidade Ezra Pound BUSCA Créditos Página anterior: fotografia de Ananda Maciel © 2013 Grupo: Ananda Maciel, Diego Flamia, Thiago Kajiwara
  4. 4. ESSÊNCIA s.f. 1.O que constitui o ser e a natureza das coisas; substância. 2.Existência. 3.Condição fun- damental. 4.Substância aromática que se extrai de certas plantas. Es.sên.cia fonte: minidicionário Gama Kury da língua portuguesa Arquiteturizar a cidade sustentável não é difícil, basta simplesmente deixar de sustentar aquela in- sustentável, deixar de alimentar o fogo de sua ideo- logia, para aspirar, em troca, os saberes incorpora- dos nas cidades históricas. Sergio Los ESSÊNCIA Créditos Página anterior: fotografia de Ananda Maciel © 2013 Grupo: Ananda Maciel, Diego Flamia, Thiago Kajiwara
  5. 5. TRANSGRESSÃO s.f. Ato ou efeito de trangredir; in- fração. Trans.gres.são fonte: minidicionário Gama Kury da língua portuguesa Eis aqui o problema. Nós desejamos projetar formas claramente concebidas que sejam bem adapta- das a um dado contexto. Christopher Alexander TRANSGRESSÃO Créditos Página anterior: fotografia de Ananda Maciel © 2013 Grupo: Ananda Maciel, Diego Flamia, Thiago Kajiwara
  6. 6. DESCONTINUIDADE s.f. Falta de continuidade. Des. con.ti.nu.i.da.de fonte: minidicionário Gama Kury da língua portuguesa A verdadeira história da cidade contemporânea é a história da periferia. Maurice Cerasi DESCONTINUIDADE Créditos Página anterior: fotografia de Ananda Maciel © 2013 Grupo: Ananda Maciel, Diego Flamia, Thiago Kajiwara
  7. 7. PLANEJAMENTO s.m. 1.Ato ou efeito de planejar. 2.Plano de trbalho pormenorizado. 3.Elaboração, por etapas, das metas de um empreendimento e dos meios e recursos para atingi-las. Pla.ne.ja.men.to fonte: minidicionário Gama Kury da língua portuguesa Um cenário não é uma previsão: se estivéssemos em condições de prever, muitos de nossos prob- lemas estariam resolvidos; nem é a representação de desejos: se tivéssemos condições de realizar os desejos, não teríamos nenhum problema. Construir cenários quer dizer aceitar a ignorância e construir uma ou mais ordens hipotéticas entre os diversos fenômenos que investem a cidade, a economia e a sociedade, para esclarecer suas conseqüências. Bernardo Secchi PLANEJAMENTO Créditos Página anterior: fotografia de Ananda Maciel © 2013 Grupo: Ananda Maciel, Diego Flamia, Thiago Kajiwara
  8. 8. CONJUNTURA s.f. 1.Concurso de circunstâncias relacionadas. 2.Confluência de acontecimentos. 3.Oportunidade, ensejo, ocasião. 4.Dificuldade, lance embaraçoso. Con.jun.tu.ra fonte: minidicionário Gama Kury da língua portuguesa E importa (…) ao arquiteto, naqueles sucessivos processos de escolha a que afinal se reduz a elabo- ração do projeto, ter sempre presente, “como lem- brete”, o seguinte: arquitetura é coisa para ser ex- posta à intempérie e a um determinado ambiente; arquitetura é coisa para ser encarada na medida das idéias e do corpo do homem; arquitetura é coisa para ser concebida como um todo orgânico e funcional; arquitetura é coisa para ser pensada estruturalmente; arquitetura é coisa para ser senti- da em termos de espaço e volume; arquitetura é para ser vivida. Lúcio Costa CONJUNTURA Créditos Página anterior: fotografia de Ananda Maciel © 2013 Grupo: Ananda Maciel, Diego Flamia, Thiago Kajiwara
  9. 9. CONTEXTO s.m. 1.Conjunto do texto que precede ou sucede uma palavra, uma frase; encadeamen- to de ideias de um escrito. 2.Conjunto de circun- stâncias que cercam um fato. Con.tex.to fonte: minidicionário Gama Kury da língua portuguesa Eis aqui o problema. Nós desejamos projetar formas claramente concebidas que sejam bem adapta- das a um dado contexto. Christopher Alexander CONTEXTO Créditos Página anterior: fotografia de Ananda Maciel © 2013 Grupo: Ananda Maciel, Diego Flamia, Thiago Kajiwara

×