Tocando o Céu<br /> sem  Braços<br />-  Jéssica   Cox  -<br />
Jéssica nasceu sem braços, devido a uma rara enfermidade congênita. <br />Como qualquer criança, não entendia porque  não ...
 Sem embargo, tomou parte em diversas atividades como ginástica, baile e canto para crianças, realizadas em grandes cenári...
 Quando era jovenzinha se enfadava, batendo os pés e gritando em suas birras por não ter braços;<br /> Não obstante, centr...
Para Jéssica, o maior desafio por ter nascido sem braços, mais que a adversidade física, eram as constantes encaradas das ...
 “Eu me irritava muito quando as pessoas me olhavam caminhando pela rua ou pela  maneira de comer com os pés. <br />Porém ...
Seus pais foram seus modelos de conduta e seus pilares de apoio. <br />"Minha mãe é meu modelo e sempre me diz que posso f...
“Meu pai não derramou uma lágrima quando nasci porque não me vê como uma vítima.<br />É difícil ser pai de um filho incapa...
Quando pela primeira vez aprendeu a dirigir um auto, foigraçasao uso de modificaçõesespeciais.  <br />Sem embargo, depois ...
Graduada em Psicología pela Universidade do Arizona, ainda atrai olhares quando abastece seu carro nas bombas de gasolina....
Ela pode escrever 25 palavras por minuto, <br />
secar o cabelo, e maquiar-se normalmente. <br />
Trocar as lentes de contacto como qualquer outra pessoa. <br />
Jéssicacom 26 anos e 1,55 metros de altura, é a primeiramulher piloto nahistóriada aviação que pilota sembraços. <br />
 Esta mulher, inspiradora e heroína para muitos, irradia felicidade e um grande senso de humor; <br />no Diadas Mãesemmaio...
Até a data, tinha contabilizado aproximadamente 130 horas de vôo sozinha. <br />E afirma: o medo pode basear-se no desconh...
Graças a sua confiança, perseverança, preparação e ambição, Jéssica tem percorrido um longo caminho para converter-se em q...
Além de ser uma oradora motivacional (www.rightfooted.com), ela também tem sido incentivadora na Rede Internacional de Cri...
Jéssica espera casar-se e ter filhos.<br /> "Sei que será difícil ter uma familia, mas sei que serei uma boa mãe.”<br />
difícil vai ser para o pretendente pedir minha “mão” a meus pais.<br />E diz entre risos: <br />
“Não tenho braços, mas não é isso que determina até onde eu posso chegar".<br />"Nosso temor mais profundo não é que sejam...
“o ser humano precisa ter momentos baixos na vida, para sentir, ainda mais fortes, os momentos emocionantes.”<br />“Quanto...
E a você, o que te faz falta para “tocar” o céu?<br />“Traduzido do Espanhol por SC Antonio Rodrigues”<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Márcio Felício - Tocando o Céu.

230 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
230
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Márcio Felício - Tocando o Céu.

  1. 1. Tocando o Céu<br /> sem Braços<br />- Jéssica Cox -<br />
  2. 2. Jéssica nasceu sem braços, devido a uma rara enfermidade congênita. <br />Como qualquer criança, não entendia porque não tinha braços como as demais pessoas. <br />“Era difícil ser diferente.”<br />
  3. 3. Sem embargo, tomou parte em diversas atividades como ginástica, baile e canto para crianças, realizadas em grandes cenários. <br />
  4. 4. Quando era jovenzinha se enfadava, batendo os pés e gritando em suas birras por não ter braços;<br /> Não obstante, centrou toda sua energia na prática de esportes.<br />
  5. 5. Para Jéssica, o maior desafio por ter nascido sem braços, mais que a adversidade física, eram as constantes encaradas das pessoas. <br />
  6. 6. “Eu me irritava muito quando as pessoas me olhavam caminhando pela rua ou pela maneira de comer com os pés. <br />Porém tinha aprendido a ver o lado positivo dessas situações que me deram a oportunidade de utilizar esse canal de vibrações positivas e ser um exemplo de otimismo. “<br />
  7. 7. Seus pais foram seus modelos de conduta e seus pilares de apoio. <br />"Minha mãe é meu modelo e sempre me diz que posso fazer qualquer coisa a que eu me propor. <br />
  8. 8. “Meu pai não derramou uma lágrima quando nasci porque não me vê como uma vítima.<br />É difícil ser pai de um filho incapaz. <br />Papai foi minha rocha durante os tempos difíceis e é quem formou a pessoa que eu sou atualmente“.<br />
  9. 9. Quando pela primeira vez aprendeu a dirigir um auto, foigraçasao uso de modificaçõesespeciais. <br />Sem embargo, depois de ter aprendido bem, decidiu suprimir as modificações e agora é titular de umapermissão para dirigir semrestrições. <br />
  10. 10. Graduada em Psicología pela Universidade do Arizona, ainda atrai olhares quando abastece seu carro nas bombas de gasolina. <br />
  11. 11. Ela pode escrever 25 palavras por minuto, <br />
  12. 12. secar o cabelo, e maquiar-se normalmente. <br />
  13. 13. Trocar as lentes de contacto como qualquer outra pessoa. <br />
  14. 14.
  15. 15. Jéssicacom 26 anos e 1,55 metros de altura, é a primeiramulher piloto nahistóriada aviação que pilota sembraços. <br />
  16. 16. Esta mulher, inspiradora e heroína para muitos, irradia felicidade e um grande senso de humor; <br />no Diadas Mãesemmaio do ano passado, voousozinhacomumletreiro suspenso que acertadamente dizia: <br />“Olhamamãe, sem as mãos!" <br />
  17. 17. Até a data, tinha contabilizado aproximadamente 130 horas de vôo sozinha. <br />E afirma: o medo pode basear-se no desconhecimento.<br />Quando ainda não voava, me dei conta de que meu temor era porque eu não sabia muito sobre isto. <br />“Há um medo universal na gente, é o temor da insuficiência e da falta de fé em nós mesmos" .<br />
  18. 18. Graças a sua confiança, perseverança, preparação e ambição, Jéssica tem percorrido um longo caminho para converter-se em quem é hoje em dia.<br />
  19. 19. Além de ser uma oradora motivacional (www.rightfooted.com), ela também tem sido incentivadora na Rede Internacional de Crianças Amputadas nos últimos cinco anos. <br />
  20. 20. Jéssica espera casar-se e ter filhos.<br /> "Sei que será difícil ter uma familia, mas sei que serei uma boa mãe.”<br />
  21. 21. difícil vai ser para o pretendente pedir minha “mão” a meus pais.<br />E diz entre risos: <br />
  22. 22. “Não tenho braços, mas não é isso que determina até onde eu posso chegar".<br />"Nosso temor mais profundo não é que sejamos insuficientes, é que sejamos poderosos além da medida". <br />
  23. 23. “o ser humano precisa ter momentos baixos na vida, para sentir, ainda mais fortes, os momentos emocionantes.”<br />“Quanto maior for a dificuldade, maior será a gloria.”<br />
  24. 24. E a você, o que te faz falta para “tocar” o céu?<br />“Traduzido do Espanhol por SC Antonio Rodrigues”<br />

×