GRUPO DE ESTUDOS SOBRE ÁLCOOL E OUTRAS           DROGAS – GEAD / UFPE“Entre pedras e tiros : perfil dos usuários, estratég...
FINANCIAMENTOS E PARCERIASFinanciamentos: FACEPE (Edital 13/2010 – APQ – 0957 - 4.06/10) eMinistério da Saúde (Programa de...
OBJETIVOS DA PESQUISAFase quantitativa: Conhecer o perfil dos usuários, drogas de preferência easpectos do tratamento nos ...
METODOLOGIA – FASE QUANTITATIVA (01)Fonte de informação: Prontuários de todos os usuários que procuraramtratamento nos 06 ...
METODOLOGIA – FASE QUANTITATIVA (02)Instrumento de coleta de dados: Protocolo contendo 38 questões(fechadas, abertas, resp...
METODOLOGIA – FASE QUANTITATIVA (03)Banco de dados: EpiInfo (supervisão de especialistas);Gestão dos dados: Revisão dos qu...
INSTRUMENTO PARA COLETA DE DADOS            (FRENTE)                                   7
INSTRUMENTO PARA COLETA DE DADOS            (VERSO)                                   8
GRÁFICO 01 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS  POR UNIDADES NOTIFICADORAS (N=1.957)                      Rene Ribeiro            ...
GRÁFICO 02 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS      SEGUNDO O SEXO (N=1.957)     Feminino      (22%)                     Masculino...
GRÁFICO 03 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS       SEGUNDO FAIXA ETÁRIA E SEXO (N=1.957)  Não  Info.              (0,5%)  60 e  ...
TABELA 01 – PERFIL DOS USUÁRIOSVariáveis                                                  %Raça                Parda/Preta...
GRÁFICO 04 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS PORTIPO DE SUBSTÂNCIA UTILIZADA (N=1.957)                                          ...
GRÁFICO 05 – FREQUÊNCIA DE USO                                                                           Maconha          ...
FIGURA 01- USO COMBINADO DE DROGASÁlcool                        42% usavam Álcool e Crack   Crack                         ...
FIGURA 02 - USO COMBINADO DE DROGASCrack                      65% usavam Álcool e Crack  Álcool                           ...
TABELA 02 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS     POR BAIRRO DE PROCEDÊNCIA E TIPO DE          DROGA UTILIZADA (N=1.957)Bairro    ...
GRÁFICO 06 – FORMA DE ACESSO AOS CAPS (N=1.957)                                Urgência / Polícia Conselho Tutelar        ...
GRÁFICO 07 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS        PELA FORMA DE ACESSO AOS CAPS POR TIPO       Escola                         ...
GRÁFICO 08 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS POR    ATENDIMENTO ANTERIOR EM OUTRO SERVIÇO                     (N=1.957)         ...
GRÁFICO 09 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS   POR ATENDIMENTO ANTERIOR E TIPO DE                   DROGA  Unidade de           ...
GRÁFICO 10 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS DE ACORDO       COM OS ASPECTOS PRIORITÁRIOS DO TRATAMENTO                Redução d...
GRÁFICO 11 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS SEGUNDO A   EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO, E TIPO DE DROGA UTILIZADA                      ...
AGRADECIMENTOSLÚCIA SOUZA;CLARISSA LACERDA;GERTRUDES MONTEIRO (TUDA);BERANDETE ANTUNES ;EQUIPE PET – SM / AOD UFPE;EQUIPE ...
MUITO GRATA!   Grupo de Estudos sobre Álcool e outras Drogas                   GEAD / UFPE                TEL. (81) 9262.0...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Facepe gead entre pedras e tiros apresentacao resultados da pesquisa coletiva

2.258 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Facepe gead entre pedras e tiros apresentacao resultados da pesquisa coletiva

  1. 1. GRUPO DE ESTUDOS SOBRE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS – GEAD / UFPE“Entre pedras e tiros : perfil dos usuários, estratégias de consumo e impacto social do uso do crack” “Perfil dos usuários, drogas de preferência e aspectos do tratamento nos CAPsAD da cidade do Recife” Recife, Novembro/2012. 1
  2. 2. FINANCIAMENTOS E PARCERIASFinanciamentos: FACEPE (Edital 13/2010 – APQ – 0957 - 4.06/10) eMinistério da Saúde (Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde– PET Saúde Mental / Álcool e outras Drogas).Parcerias: UPE e Programa +Vida (Secretaria de Saúde do Recife/PCR). 2
  3. 3. OBJETIVOS DA PESQUISAFase quantitativa: Conhecer o perfil dos usuários, drogas de preferência easpectos do tratamento nos CAPsAD da cidade do Recife;Fase qualitativa: Conhecer as estratégias de consumo e impacto socialdo uso do crack. 3
  4. 4. METODOLOGIA – FASE QUANTITATIVA (01)Fonte de informação: Prontuários de todos os usuários que procuraramtratamento nos 06 CAPsAD da cidade do Recife no período dolevantamento;Período do levantamento: julho/2010 a junho/2011;Período de realização da coleta de dados: outubro/2011 a março/2012;Total de casos (prontuários): 1.957; 4
  5. 5. METODOLOGIA – FASE QUANTITATIVA (02)Instrumento de coleta de dados: Protocolo contendo 38 questões(fechadas, abertas, resposta única e múltipla escolha), contendo dadossobre identificação, características do caso (tipo, padrão e frequência deuso de drogas), local de tratamento, tratamento e evolução);Protocolo: Elaborado em parceria com a UPE, produzido um manual depreenchimento e testado (estudo piloto);Equipe de coleta de dados: Membros do GEAD e equipes do PETSM/AOD UFPE e UFPE treinados e supervisionados; 5
  6. 6. METODOLOGIA – FASE QUANTITATIVA (03)Banco de dados: EpiInfo (supervisão de especialistas);Gestão dos dados: Revisão dos questionários; digitação e revisão dobanco de dados (coerência interna e externa); tabulação, análise eapresentação de dados;Questões éticas: Projeto de pesquisa submetido e aprovado pelo Comitêde Ética em Pesquisa – CEP/CCS/UFPE (Registro nº 206/11). 6
  7. 7. INSTRUMENTO PARA COLETA DE DADOS (FRENTE) 7
  8. 8. INSTRUMENTO PARA COLETA DE DADOS (VERSO) 8
  9. 9. GRÁFICO 01 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS POR UNIDADES NOTIFICADORAS (N=1.957) Rene Ribeiro (10%) Vicente Araújo Eulâmpio (12%) Cordeiro (32%)Prof. LuizCerqueira (14%) CPTRA Prof. José (17%) Lucena (15%) 9
  10. 10. GRÁFICO 02 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS SEGUNDO O SEXO (N=1.957) Feminino (22%) Masculino (78%) 10
  11. 11. GRÁFICO 03 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS SEGUNDO FAIXA ETÁRIA E SEXO (N=1.957) Não Info. (0,5%) 60 e (9%) mais (7%) (45%)37 a 59 (42%) (12%)31 a 36 (15%) (14%)25 a 30 (18%) Feminino (12%)19 a 24 (12%) Masculino (7%)12 a 18 (6%) 0 100 200 300 400 500 600 700 11
  12. 12. TABELA 01 – PERFIL DOS USUÁRIOSVariáveis %Raça Parda/Preta 49Condição Solteiro 61Marital Ensino FundamentalEscolaridade 61 (incompleto/completo)Condição Desempregado e/ou procurando 43Laboral empregoReligião Católica 19Habitação Própria 44Co-habitição Com familiares 72 Diversos (Auxílio Psicossocial, BPC,Programas sociais INSS, Bolsa Escola, Bolsa Família, 6 Pró-Jovem e Livre Acesso) Transtorno mental e comportamentalDiagnóstico devido ao uso de substância 86 psicoativa Diversas (Transtornos de humor, Esquizofrenia e transtorno esquizotípico ou delirantes,Comorbidades Transtorno neurótico relacionado ao 22 estresse e somatoforme, Transtorno de personalidade e de comportamento em adultos e outros) 12
  13. 13. GRÁFICO 04 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS PORTIPO DE SUBSTÂNCIA UTILIZADA (N=1.957) 70% (1.368) Álcool 58% (1.133) Tabaco Crack 44% (885) Maconha 43% (852) Outras 17% (342) Inalantes 14% (267) Cocaína 11% (217)Benzodiazepínicos 1% (30) Anfetaminas 0,5% (10) Nenhuma 0,1% (1) 13 0 200 400 600 800 1000 1200 1400
  14. 14. GRÁFICO 05 – FREQUÊNCIA DE USO Maconha (18%) (10%) (N=648)Abstinência (9%) Crack (16%) (N=738) Eventual (5%) (16%) Álcool (12%) (N=1.106) Semanal (17%) (16%) (55%) Diária (68%) (59%) 0 100 200 300 400 500 600 700 14
  15. 15. FIGURA 01- USO COMBINADO DE DROGASÁlcool 42% usavam Álcool e Crack Crack Álcool 43% usavam Álcool e Maconha Maconha 15
  16. 16. FIGURA 02 - USO COMBINADO DE DROGASCrack 65% usavam Álcool e Crack Álcool Maconha Álcool70% usavam Álcool eMaconha 16
  17. 17. TABELA 02 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS POR BAIRRO DE PROCEDÊNCIA E TIPO DE DROGA UTILIZADA (N=1.957)Bairro Álcool (%) Crack (%) Maconha (%)Classes médias* 3 2 3Classes populares** 26 17 16Outros 71 81 81* Boa Viagem, Casa Forte, Espinheiro, Graças, Parnamirim, Tamarineira, Rosarinho, Apipucos e Aflitos.** Casa Amarela, Cordeiro, Iputinga, Ibura, Nova Descoberta, Campo Grande, Afogados, San Martin, SantoAmaro e Mustardinha. 17
  18. 18. GRÁFICO 06 – FORMA DE ACESSO AOS CAPS (N=1.957) Urgência / Polícia Conselho Tutelar Emergência / (2%) Justiça SAMU Referência da Demanda (5%) (2%) Escola Atenção Básica espontânea (8%) (35%)Ignorado (12%) Outras (18%) Família/amigos (18%) 18
  19. 19. GRÁFICO 07 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS PELA FORMA DE ACESSO AOS CAPS POR TIPO Escola DE DROGA (0,1%) (0,4%) Polícia (0,3%) (0,2%) (1%) Conselho (1%) Tutelar (3%) Urgência, (1%) Maconha (N=472) (2%) emergência… (1%) (6%) Justiça Crack (N=882) (5%) (7%)Referência da (7%) Atenção… (8%) Álcool (N=1.356) (9%) Ignorado (10%) (11%) (19%) Família ou (17%) amigos (18%) (21%) Outras (23%) (19%) (35%) Demanda (35%) espontânea 19 (35%) 0 50 100 150 200 250 300 350 400 450 500
  20. 20. GRÁFICO 08 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS POR ATENDIMENTO ANTERIOR EM OUTRO SERVIÇO (N=1.957) Outros Grupo de Auto Ajuda (4% ) Atenção Básica de (4%) Saúde (3%) Unidade de Desintoxicação (4%) Comunidade Terapêutica (5%) Albergue Terapêutico Não houve (6%) (47%) Hospital Geral (7%)Hospital Psiquiátrico (8%) CAPs TM/AD 20 (12%)
  21. 21. GRÁFICO 09 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS POR ATENDIMENTO ANTERIOR E TIPO DE DROGA Unidade de (2%) Desintoxicação (2%) (6%)Rede de Atenção (2%) (2%)Básica de Saúde (3%) Grupo de Auto (2%) (3%) Ajuda (5%) Maconha Hospital Geral (4%) (3%) (N=504) (7%) Crack (5%) Outro (6%) (N=935) (5%) Albergue (7%) (8%) Álcool Terapêutico (4%) (N=1.460) (8%) Comunidade (7%) Terapêutica (6%) (9%) Hospital (7%) (9%) Psiquiátrico (15%) (15%) CAPs TM/AD (13%) (45%) (46%) Não houve (42%) 0 100 200 300 400 500 600 700 21
  22. 22. GRÁFICO 10 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS DE ACORDO COM OS ASPECTOS PRIORITÁRIOS DO TRATAMENTO Redução do uso de medicação (0,1%) Participação em grupos comunitários (1%) AIVD (2%) Adesão ao uso de medicação (2%)Fortalecimento de vínculo social (esporte/lazer) (2%) Fortalecimento de vínculo escolar (5%) Estratégias de redução de danos (6%) Fortalecimento de vínculo profissional (9%) Fortalecimento de vínculo familiar (13%) Suspensão do uso de drogas (25%) (37%) Outros 0 100 200 300 400 500 600 700 800 22
  23. 23. GRÁFICO 11 – DISTRIBUIÇÃO DOS USUÁRIOS SEGUNDO A EVOLUÇÃO DO TRATAMENTO, E TIPO DE DROGA UTILIZADA (0,2%) (0,1%) Óbito (0,4%) (1%) (1%) Alta com encaminhamento à USF (0,5%) (1%) (2%) Alta com encaminhamento ambulatorial (1%) Maconha (1%) (1%) (N=471) Alta sem encaminhamento (1%) (1%) (2%) CrackEncaminhamento à unidade de internação (2%) (N=872) (2%) Alta administrativa (2%) (2%) Álcool (3%) (4%) (N=1.358)Encaminhamento à unidade de referência (4%) (4%) (3%) Alta a pedido (4%) (10%) (11%) Ignorado (10%) (18%) (17%) Em tratamento (CAPs ou albergue) (23%) (57%) (58%) Abandono 23 (55%) 0 100 200 300 400 500 600 700 800
  24. 24. AGRADECIMENTOSLÚCIA SOUZA;CLARISSA LACERDA;GERTRUDES MONTEIRO (TUDA);BERANDETE ANTUNES ;EQUIPE PET – SM / AOD UFPE;EQUIPE PET – SM / AOD UPE;GEAD / UFPE;ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO / UFPE. 24
  25. 25. MUITO GRATA! Grupo de Estudos sobre Álcool e outras Drogas GEAD / UFPE TEL. (81) 9262.0501 EMAIL: rsuchoa@uol.com.br 25

×