Modos de lembrar, esquecer e viver: oficina de memória e diversidade cultural <br />Observação e registro<br />Leonardo Ol...
“O esforço para lembrar é a vontade de esquecer”.(LosHermanos – O Vento)<br />
A nossa pesquisa de campo abrangeu <br />oito entrevistados, dos quais apenas <br />cinco permitiram o uso de suas imagens...
Quem?<br />Rone dos Santos, 40 anos, técnico agropecuário. Natural de Ouro Preto e mora no Pilar.<br />
Para não esquecer:<br />Rone nos disse que usa apenas a memória e a agenda do<br />telefone celular para se lembrar de com...
Quem?<br />Yasmin Cubas, de 19 anos, é vendedora em uma loja localizada no bairro de nossa pesquisa, mas reside no centro....
Para lembrar: <br />Tem um mural de fotos em casa e outras <br />tantas no computador. Também se reúne <br />com os entes ...
Quem?<br />Adriana Teixeira, de 26 anos. Balconista, mora no <br />Morro Santana. <br />Para lembrar: <br />Adriana guarda...
Mel Marins, 21 anos. Estudante de Engenharia Ambiental, moradora do Pilar. <br />
Para não esquecer: <br />Mel escreve na agenda e em papéis, que pendura em um mural do quarto ou deixa na mesa. <br />
Para lembrar: <br />Mel tem muitas memórias sensitivas, como: <br />cheiro de maresia lembra a cidade natal, <br />Vitória...
Quem?<br />Ricardo Maizatto, 45 <br />anos, geólogo. Mora <br />no Rio <br />de Janeiro. <br /> <br />Para não esquecer: <...
Para lembrar: <br />Ricardo tem uma estante de fotos em <br />casa e várias outras no computador. <br />Para ele é o melho...
Quem?<br />Adair Marques dos Reis, <br />73 anos, aposentado.Mora no Pilar. <br />
Para não esquecer: <br />Adair disse que ainda tem a memória <br />muito boa: sempre guardou tudo “de <br />cabeça”. <br /...
Quem?<br />Pedro Antunes Ferreira, 07 anos, estudante. Mora no Pilar. <br />
Para não esquecer:<br />O menino disse que às vezes “enrola” para <br />fazer as coisas que precisaria lembrar. Mas a <br ...
“Penso em nunca mais pensar naquilo”.<br />(Pedro Ferreira)<br />
Conclusões: <br />* a família como base das <br />memórias.<br />* a memória e as idades. <br />* o tempo de esquecer. <br...
OBRIGADO!<br />
FIM<br />www.observatoriodadiversidade.org.br/oficinadememoria<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Modos de lembrar e esquecer 1

1.782 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.782
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
935
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modos de lembrar e esquecer 1

  1. 1. Modos de lembrar, esquecer e viver: oficina de memória e diversidade cultural <br />Observação e registro<br />Leonardo Oliveira – Ouro Preto, MG(MG)<br />Raquel de Souza – Ouro Preto, MG<br />Suellen Amorim – Ouro Preto, MG<br />Ouro Preto – Julho, 2011<br />
  2. 2. “O esforço para lembrar é a vontade de esquecer”.(LosHermanos – O Vento)<br />
  3. 3. A nossa pesquisa de campo abrangeu <br />oito entrevistados, dos quais apenas <br />cinco permitiram o uso de suas imagens. A pesquisa foi realizada na manhã de 20 de julho de 2011, no bairro Pilar, em Ouro Preto. <br />
  4. 4. Quem?<br />Rone dos Santos, 40 anos, técnico agropecuário. Natural de Ouro Preto e mora no Pilar.<br />
  5. 5. Para não esquecer:<br />Rone nos disse que usa apenas a memória e a agenda do<br />telefone celular para se lembrar de compromissos. <br />Para lembrar: <br />Em relação à memória sensitiva, ele usa a música para se<br />lembrar do pai: o relojoeiro Geraldo dos Santos. Geraldo<br />gostava de bandas de música instrumental (sociedades<br />musicais). Ainda para recordar do pai, ele coleciona fotos. <br />Para esquecer:<br />Quando prefere esquecer algum acontecimento, ele<br />caminha e ouve músicas.<br />
  6. 6. Quem?<br />Yasmin Cubas, de 19 anos, é vendedora em uma loja localizada no bairro de nossa pesquisa, mas reside no centro. <br />Para se lembrar de compromissos, ela anota em papeizinhos que guarda na bolsa. Também utiliza uma caderneta:<br />
  7. 7. Para lembrar: <br />Tem um mural de fotos em casa e outras <br />tantas no computador. Também se reúne <br />com os entes queridos para contar <br />“casos”. <br />Para esquecer: <br />sai de casa para se divertir com as <br />amigas.<br />
  8. 8. Quem?<br />Adriana Teixeira, de 26 anos. Balconista, mora no <br />Morro Santana. <br />Para lembrar: <br />Adriana guarda muitas cartas e fotos que a ajudam <br />a lembrar de pessoas e fatos, além de guardarem <br />experiências, criando uma memória que chamamos <br />de “anticorpo”, ou seja, que a protege de futuras <br />Decepções. <br />Para esquecer: <br />Adriana apenas usa o silêncio.<br />
  9. 9. Mel Marins, 21 anos. Estudante de Engenharia Ambiental, moradora do Pilar. <br />
  10. 10. Para não esquecer: <br />Mel escreve na agenda e em papéis, que pendura em um mural do quarto ou deixa na mesa. <br />
  11. 11. Para lembrar: <br />Mel tem muitas memórias sensitivas, como: <br />cheiro de maresia lembra a cidade natal, <br />Vitória. <br />Cheiro de lasanha lembra a amiga Alice. A <br />música “Bom Conselho”, de Chico Buarque <br />lembra a mãe.<br />Para esquecer: <br />Segundo ela, só o tempo ajuda a esquecer. <br />Mas procura mudar de ambiente.<br />
  12. 12. Quem?<br />Ricardo Maizatto, 45 <br />anos, geólogo. Mora <br />no Rio <br />de Janeiro. <br /> <br />Para não esquecer: <br />Ricardo anota compromissos na agenda ou no <br />seu calendário. Ainda usa os lembretes no <br />celular. <br />
  13. 13. Para lembrar: <br />Ricardo tem uma estante de fotos em <br />casa e várias outras no computador. <br />Para ele é o melhor meio de lembrar. <br />Para esquecer: <br />Ricardo lê, caminha ou sai para tomar <br />um café em um lugar interessante.<br />
  14. 14. Quem?<br />Adair Marques dos Reis, <br />73 anos, aposentado.Mora no Pilar. <br />
  15. 15. Para não esquecer: <br />Adair disse que ainda tem a memória <br />muito boa: sempre guardou tudo “de <br />cabeça”. <br />Para lembrar: <br />Gosta de ver álbuns de família para <br />recordar. <br />Para esquecer: <br />Escuta rádio, músicas para se distrair.<br />
  16. 16. Quem?<br />Pedro Antunes Ferreira, 07 anos, estudante. Mora no Pilar. <br />
  17. 17. Para não esquecer:<br />O menino disse que às vezes “enrola” para <br />fazer as coisas que precisaria lembrar. Mas a <br />mãe sempre o relembra. <br />Para lembrar: <br />Pedro gosta de ver fotos e escutar músicas para <br />lembrar de coisas legais. E ainda: <br />“cheiro de linguiça lembra praia”.<br />Para esquecer: <br />Pedro relatou que, para esquecer coisas ruins,<br />
  18. 18. “Penso em nunca mais pensar naquilo”.<br />(Pedro Ferreira)<br />
  19. 19. Conclusões: <br />* a família como base das <br />memórias.<br />* a memória e as idades. <br />* o tempo de esquecer. <br />* eu nas lembranças dos outros ou <br />na minha própria.<br />
  20. 20. OBRIGADO!<br />
  21. 21. FIM<br />www.observatoriodadiversidade.org.br/oficinadememoria<br />

×