BAIXA ESTATURA INFANTIL E JUVENIL: EMBORA VÁRIOS
ESTUDOS TENHAM MOSTRADO QUE A PRIVAÇÃO DE SONO
ESTÁ ASSOCIADA COM AUMENTO...
cortisol podem ser o mecanismo através do qual a privação de sono
alivia a depressão temporariamente que é consequência de...
LOW HEIGHT; EFFECTS OF SLEEP DEPRIVATION ON HYPOTHALAMIC-
PITUITARY-ADRENAL AXIS AND GROW: COMMITS CLINIC.
LOW HEIGHT IN C...
the slow rise of the wave sleep at night recovery. It was proposed that
the reduction of CRH-hypothalamic corticotrophic r...
cognitiva em criança, infantil, juvenil, adolescente e adulto...
http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com
2. A terap...
Science: 14; MENEZES, MILENE C.; DE OLIVEIRA, ANA KARINA; MELO, ROBSON L.; LOPES-FERREIRA,
MONICA; RIOLI, VANESSA; BALAN, ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

EFEITOS PRIVAÇÃO DE SONO SOBRE FUNÇÃO EIXO HIPOTÁLAMO-HIPÓFISE-ADRENAL E CRESCER

532 visualizações

Publicada em

A coleta de sangue de 24 horas foi realizada em série a cada 30 minutos e no 5º dia, logo após a noite anterior de sono e no 6º dia, imediatamente após a privação de sono. Conclui-se que os resultados da privação de sono levam a uma redução significativa da secreção do cortisol no dia seguinte e esta redução parece ser, em grande parte, devido ao aumento da onda de sono lenta durante a noite de recuperação.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

EFEITOS PRIVAÇÃO DE SONO SOBRE FUNÇÃO EIXO HIPOTÁLAMO-HIPÓFISE-ADRENAL E CRESCER

  1. 1. BAIXA ESTATURA INFANTIL E JUVENIL: EMBORA VÁRIOS ESTUDOS TENHAM MOSTRADO QUE A PRIVAÇÃO DE SONO ESTÁ ASSOCIADA COM AUMENTO DO SONO DE ONDAS LENTAS DURANTE A NOITE DE RECUPERAÇÃO, OS EFEITOS DA PRIVAÇÃO DE SONO SOBRE O CORTISOL E O HORMÔNIO DO CRESCIMENTO (GH) NO DIA SEGUINTE A hipótese é que pós-sono aumentam as ondas lentas de privação que estão associadas à diminuição dos níveis de cortisol e a secreção de GH- hormônio de crescimento é reforçada e impulsionada pela diminuição da atividade do eixo HPA hipotálamo- pituitária-adrenal. Este estudo foi efetuado na Universidade Estadual da Pensilvânia, Hershey, PA 17033, EUA. Depois de 4 noites consecutivas no Laboratório do Sono 10 homens jovens saudáveis foram totalmente privados de sono durante a 5ª noite, e depois eles dormiram na 6ª e 7ª noite. A coleta de sangue de 24 horas foi realizada em série a cada 30 minutos e no 5º dia, logo após a noite anterior de sono e no 6º dia, imediatamente após a privação de sono. Conclui-se que os resultados da privação de sono levam a uma redução significativa da secreção do cortisol no dia seguinte e esta redução parece ser, em grande parte, devido ao aumento da onda de sono lenta durante a noite de recuperação. Foi proposto que a redução da CRH- fator liberador hipotalâmico de hormônio corticotrófico e secreção de
  2. 2. cortisol podem ser o mecanismo através do qual a privação de sono alivia a depressão temporariamente que é consequência deste fato. Além disso, o sono profundo tem um efeito inibitório sobre o eixo HPA hipotálamo-pituitária-adrenal, enquanto que aumenta a atividade do eixo de GH. Em contraste, as perturbações do sono têm um efeito estimulador sobre o eixo HPA hipotálamo-pituitária-adrenal e um efeito supressor no eixo de GH. Estes resultados são consistentes com o hipercortisolismo observado em hipersonia idiopática e ativação do eixo HPA hipotálamo-pituitária-adrenal relativa em insônias crônicas. Finalmente, nossos resultados apoiam as hipóteses anteriores sobre o papel de restituição e imuno-aprimoramento de ondas lentas do sono (de profundidade). Em outras palavras, pode-se deduzir que a cortisona aplicada exogenamente em criança, infantil e juvenil, bem como em adolescentes tem um papel de intensa importância no bloqueio do GH, o que faz com que o desenvolvimento estatural longitudinal ou linear fique comprometido e este fato leva a baixa estatura (altura), além do mais, faz com que concluamos que a secreção do GH seja de fato sono dependente, isso porque com a liberação de cortisol ou o hipercortisolismo observado em hipersonia idiopática e ativação do eixo HPA hipotálamo-pituitária- adrenal relativa em insônia crônica seja bloqueada levando a este “status quo”, e baixa estatura sequencial.
  3. 3. LOW HEIGHT; EFFECTS OF SLEEP DEPRIVATION ON HYPOTHALAMIC- PITUITARY-ADRENAL AXIS AND GROW: COMMITS CLINIC. LOW HEIGHT IN CHILD AND YOUTH: ALTHOUGH SEVERAL STUDIES HAVE SHOWN THAT SLEEP DEPRIVATION IS ASSOCIATED WITH INCREASED SLOW WAVE SLEEP, OVERNIGHT RECOVERY, THE EFFECTS OF SLEEP DEPRIVATION ON CORTISOL AND GROWTH HORMONE (GH) IN THE NEXT DAY. PHYSIOLOGY-ENDOCRINOLOGY-NEUROENDOCRINOLOGY- GENETICS-ENDOCRINE-PEDIATRICS (SUBDIVISION OF ENDOCRINOLOGY): DR. JOÃO SANTOS CAIO JR. ET DRA. HENRIQUETA VERLANGIERI CAIO. The hypothesis is that post-sleep increased slow wave deprivation are associated with lower cortisol levels and enhanced the secretion of growth hormone GH is driven by the decrease in the HPA hypothalamic- pituitary-adrenal axis activity. This study was conducted at Pennsylvania State University, Hershey, PA 17033, USA. After 4 consecutive nights in the Sleep Laboratory, 10 healthy young men were totally sleep deprived during the 5ª night, and then let them sleep in 6ª and 7ª nights. The blood sampling 24 hours was done in a series every 30 minutes and on the 4º day after the previous night's sleep and on the 6º day, immediately after sleep deprivation. We conclude that the results of sleep deprivation is a significant reduction in cortisol secretion following day and this decrease appears to be largely due to
  4. 4. the slow rise of the wave sleep at night recovery. It was proposed that the reduction of CRH-hypothalamic corticotrophic releasing hormone and cortisol secretion may be the mechanism by which sleep deprivation temporarily relieve depression that is a consequence of this fact. Additionally, the deep sleep has an inhibitory effect on the HPA hypothalamic-pituitary-adrenal axis, while increases the activity of GH. In contrast, sleep disturbance has a stimulatory effect on the HPA hypothalamic-pituitary-adrenal axis and a suppressive effect on axis GH. These results are consistent with hypercortisolism observed in idiopathic hypersomnia and activation of the HPA hypothalamic-pituitary-adrenal axis relative in chronic insomnia. Finally, our results support previous hypotheses about the role refund and immuno-enhancement of slow wave sleep (deep). In other words, it can be deduced that the exogenously applied cortisone in children and child and juvenile as well as adolescent has a strong role in blocking the importance of GH, which causes the longitudinal or linear height development compromised and this fact leads to stunted (height), moreover, makes us conclude that the secretion of GH is actually dependent on sleep, because with it the release of cortisol or hypercortisolism observed in hypersomnia idiopathic and activation of the HPA hypothalamic-pituitary-adrenal axis on chronic insomnia is blocked leading to this "status quo", and low sequential stature. Dr. João Santos Caio Jr. Endocrinologia – Neuroendocrinologista CRM 20611 Dra. Henriqueta V. Caio Endocrinologista – Medicina Interna CRM 28930 Como saber mais: 1. Dados recentes indicam que a terapia com o hormônio do crescimento-GH, pode ter um papel importante na melhoria da função
  5. 5. cognitiva em criança, infantil, juvenil, adolescente e adulto... http://hormoniocrescimentoadultos.blogspot.com 2. A terapia de complementação de GH em humanos os neutraliza a disfunção de muitos comportamentos relacionados com o sistema nervoso central (SNC)... http://longevidadefutura.blogspot.com 3. Vários comportamentos, tais como comportamentos cognitivos relacionados com a aprendizagem e memória, são conhecidos por ser induzida pelo GH; o hormônio pode interagir com receptores específicos localizados em áreas do sistema nervoso central, que são associados com a anatomia funcional destes comportamentos... http://imcobesidade.blogspot.com AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA. Referências Bibliográficas: Caio Jr, João Santos, Dr.; Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Caio,H. V., Dra. Endocrinologista, Medicina Interna – Van Der Häägen Brazil, São Paulo, Brasil; TASHIMA, ALEXANDRE K.; ZELANIS, ANDRE; KITANO, EDUARDO S.; IANZER, DANIELLE; MELO, ROBSON L.; RIOLI, VANESSA; SANT'ANNA, SAVIO S.; SCHENBERG, ANA C. G.; CAMARGO, ANTONIO C. M.; SERRANO, SOLANGE M. T. Peptidomics of Three Bothrops Snake Venoms: Insights Into the Molecular Diversification of Proteomes and Peptidomes. MOLECULAR & CELLULAR PROTEOMICS, v. 11, n. 11, p. 1245-1262, NOV 2012. Citações Web of Science: 7; LOURENCO OLIVEIRA, DANIELLA GORETE; ALVAREZ-FLORES, MIRYAM PAOLA; LOPES, ADRIANA RIOS; CHUDZINSKI-TAVASSI, ANA MARISA. Functional characterisation of Vizottin, the first factor Xa inhibitor purified from the leech Haementeria vizottoi. THROMBOSIS AND HAEMOSTASIS, v. 108, n. 3, p. 570-578, SEP 2012. Citações Web of Science: 1; PAES LEINE, ADRIANA F.; SHERMAN, NICHOLAS E.; SMALLEY, DAVID M.; SIZUKUSA, LETICIA O.; OLIVEIRA, ANA K.; MENEZES, MILENE C.; FOX, JAY W.; SERRANO, SOLANGE M. T. Hemorrhagic Activity of HF3, a Snake Venom Metalloproteinase: Insights from the Proteomic Analysis of Mouse Skin and Blood Plasma. JOURNAL OF PROTEOME RESEARCH, v. 11, n. 1, p. 279-291, JAN 2012. Citações Web of Science: 15; GUTIERREZ‚ V.P.; ZAMBELLI‚ V.O.; PICOLO‚ G.; CHACUR‚ M.; SAMPAIO‚ S.C.; BRIGATTE‚ P.; KONNO‚ K.; CURY‚ Y. The peripheral L-arginine-nitric oxide-cyclic GMP pathway and ATP-sensitive K+ channels are involved in the antinociceptive effect of crotalphine on neuropathic pain in rats. Behavioural Pharmacology, v. 23, n. 1, p. 14-24, 2012; ZELANIS, ANDRE; TASHIMA, ALEXANDRE K.; PINTO, ANTONIO F. M.; LEME, ADRIANA F. PAES; STUGINSKI, DANIEL R.; FURTADO, MARIA F.; SHERMAN, NICHOLAS E.; HO, PAULO L.; FOX, JAY W.; SERRANO, SOLANGE M. T. Bothrops jararaca venom proteome rearrangement upon neonate to adult transition. PROTEOMICS, v. 11, n. 21, p. 4218-4228, NOV 2011. Citações Web of
  6. 6. Science: 14; MENEZES, MILENE C.; DE OLIVEIRA, ANA KARINA; MELO, ROBSON L.; LOPES-FERREIRA, MONICA; RIOLI, VANESSA; BALAN, ANDREA; PAES LEME, ADRIANA F.; SERRANO, SOLANGE M. T. Disintegrin-like/cysteine-rich domains of the reprolysin HF3: Site-directed mutagenesis reveals essential role of specific residues. Biochimie, v. 93, n. 2, p. 345-351, FEB 2011. Citações Web of Science: 7; OLIVEIRA, ANA K.; LEME, ADRIANA F. PAES; ASEGA, AMANDA F.; CAMARGO, ANTONIO C. M.; FOX, JAY W.; SERRANO, SOLANGE M. T. New insights into the structural elements involved in the skin haemorrhage induced by snake venom metalloproteinases. THROMBOSIS AND HAEMOSTASIS, v. 104, n. 3, p. 485-497, SEP 2010. Citações Web of Science: 15; ZELANIS, ANDRE; TASHIMA, ALEXANDRE K.; ROCHA, MARISA M. T.; FURTADO, MARIA F.; CAMARGO, ANTONIO C. M.; HO, PAULO L.; SERRANO, SOLANGE M. T. Analysis of the Ontogenetic Variation in the Venom. Proteome/Peptidome of Bothrops jararaca Reveals Different Strategies to Deal with Prey. JOURNAL OF PROTEOME RESEARCH, v. 9, n. 5, p. 2278-2291, MAY 2010. Citações Web of Science: 20. Contato: Fones: 55 11 5087-4404 ou 96197-0305 Nextel: ID:111*101625 Rua Estela, 515 - Bloco D - 12º andar - Conj. 121/122 Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002 e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com Site Van Der Häägen Brazil www.vanderhaagenbrazil.com.br www.clinicavanderhaagen.com.br www.crescimentoinfoco.com www.obesidadeinfoco.com.br http://drcaiojr.site.med.br http://dracaio.site.med.br Joao Santos Caio Jr http://google.com/+JoaoSantosCaioJr Video http://youtu.be/woonaiFJQwY Google Maps: http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl= pt&sll=-23.578256,46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie =UTF8&ll=-23.575591,- 46.650481&spn=0,0&t = h&z=17

×