O galego é um videojogo de ténis (estratégias para a língua desde as TIC) <ul><ul><li>José Ramom Pichel Campos </li></ul><...
O galego é um videojogo de ténis (de baixa resolução)
O galego é um videojogo de ténis <ul><li>No qual todo o mundo quer ganhar Roland Garros (incluído eu). </li></ul><ul><li>N...
O que é ganhar Roland Garros nas TIC? <ul><li>Conseguir que a língua esteja presente na maior parte dos recursos, ferramen...
O que é usar a pá que nos deixam nas TIC? <ul><ul><li>Usar métodos para naturalizar o idioma repetidamente durante máis de...
O que é usar a pá que nos deixam nas TIC? <ul><ul><li>Utilizar uma ortografia que não se distingue da espanhola polas ferr...
O que é pensar que temos a melhor estrategia nas TIC? <ul><ul><li>Porque temos centros de terminologia que promovem o uso ...
O que é pensar que temos a melhor estrategia nas TIC?  <ul><ul><li>Porque temos planos de normalização lingüística. </li><...
Queremos que escorregue o contrincante? <ul><ul><li>A maior parte dos galegos comporta-se como se o espanhol fosse a sua ú...
Contra quem concorre o galego?  <ul><ul><li>Contra o espanhol, que é: </li></ul></ul><ul><ul><li>rápido </li></ul></ul><ul...
Possível mudança de estratégia hieroglífica SL+P+I <ul><ul><li>Proposta I de Campodetenis  </li></ul></ul><ul><ul><li>“ De...
Possível mudança de estratégia hieroglífica SL+P+I <ul><ul><li>Proposta II de Campodetenis  </li></ul></ul><ul><ul><li>“Ap...
Possível mudança de estratégia hieroglífica SL+P+I <ul><ul><li>Proposta III de Campodetenis  </li></ul></ul><ul><ul><li>“S...
Mudar a pá. O Paradigma Wii para a língua <ul><li>A Wii foi mudança absoluta da conceição dos jogos de consola. Nintendo n...
Mudar a pá. O Paradigma Wii para a língua <ul><li>Alicerces da estratégia dinámica : </li></ul><ul><li>Relações temáticas ...
Mudar a pá. O Paradigma Wii para a língua <ul><li>Vantagens a encontrar : </li></ul><ul><li>Valorização da língua. É util....
Propostas concretas de trabalho  <ul><li>Portais de relacionamento comuns: Proposta adiantada ao seu tempo: Portal Galego ...
Mudar a pá. Paradigma Wii <ul><li>Aproveitar todo o software que se está produzindo no Brasil ou Portugal em código aberto...
Mudar a pá. Paradigma Wii <ul><li>Liberação por parte das Universidades seguindo o exemplo do MIT dos recursos, ferramenta...
Mudar a pá. Paradigma Wii <ul><li>Fomento da cultura empresarial para o software livre (advogados especializados, missões ...
Mudar a pá. Paradigma Wii <ul><li>Importar revistas, livros de difusão informática e da engenharia na nossa língua: PC Wor...
O único que pretendemos com esta nova pá é <ul><li>Ganhar Roland Garros.  </li></ul><ul><li>Usar uma pá de melhores materi...
O galego é um videojogo de ténis <ul><ul><li>Obrigado pola sua atenção! </li></ul></ul><ul><ul><li>Bom jogo! </li></ul></u...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

José Ramom Pichel: «O Galego é um videojogo de ténis»

1.305 visualizações

Publicada em

Apresentação utilizada José Ramom Pichel durante a conferência proferida no dia 11 de Abril de 2008 no CS A Esmorga (Ourense, Galiza - Europa), no contexto das I Jornadas de Língua co-organizadas pela AGAL, A Esmorga e o MDL.

Publicada em: Diversão e humor, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.305
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
41
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

José Ramom Pichel: «O Galego é um videojogo de ténis»

  1. 1. O galego é um videojogo de ténis (estratégias para a língua desde as TIC) <ul><ul><li>José Ramom Pichel Campos </li></ul></ul><ul><ul><li>Engenheiro informático </li></ul></ul><ul><ul><li>http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.5/pt/ </li></ul></ul><ul><ul><li>Abril 2008 </li></ul></ul>
  2. 2. O galego é um videojogo de ténis (de baixa resolução)
  3. 3. O galego é um videojogo de ténis <ul><li>No qual todo o mundo quer ganhar Roland Garros (incluído eu). </li></ul><ul><li>No qual utilizamos a pá que nos deixam os nossos treinadores (as elites económicas e culturais) </li></ul><ul><li>No qual todo o mundo acredita que a sua estratégia para vencer é a melhor. </li></ul><ul><li>No qual se pudéssemos usaríamos um truque para que o contricante escorregue (mas não dá). </li></ul><ul><li>No qual concorremos contra Federer. </li></ul>
  4. 4. O que é ganhar Roland Garros nas TIC? <ul><li>Conseguir que a língua esteja presente na maior parte dos recursos, ferramentas e aplicações software. (S.O., Ofimática, Pacotes, Antivírus, etc.) </li></ul><ul><li>Ter bibliografia, manuais, software localizado, tecnologia emergente para exportar, ferramentas lingüísticas, tecnólogos formados no idioma. </li></ul><ul><li>Desenvolvimentos software de muito valor inovador valorados internacionalmente. </li></ul>
  5. 5. O que é usar a pá que nos deixam nas TIC? <ul><ul><li>Usar métodos para naturalizar o idioma repetidamente durante máis de vinte anos sem obter resultados. </li></ul></ul><ul><ul><li>Responder o contrincante com os mesmos argumentos (o galego é o nosso idioma, na Galiza em galego) pensando que vai recuar. </li></ul></ul><ul><ul><li>A lusofonia está bem mas melhor agora normalizar. </li></ul></ul><ul><ul><li>Não pensar que poderíamos ter uma pá maior para enfrentarmo-nos ao Federer (a lusofonia). </li></ul></ul>
  6. 6. O que é usar a pá que nos deixam nas TIC? <ul><ul><li>Utilizar uma ortografia que não se distingue da espanhola polas ferramentas lingüisticas (os detectores de idiomas automáticos não distinguem o galego). </li></ul></ul><ul><ul><li>Fazer um padrão de língua sem pensar no seu processamento computacional (muitos inconvenientes). (comeulle e nao comeu-lhe) </li></ul></ul>
  7. 7. O que é pensar que temos a melhor estrategia nas TIC? <ul><ul><li>Porque temos centros de terminologia que promovem o uso de palavras como “firewall-devasa electrónica”. </li></ul></ul><ul><ul><li>Porque temos software privativo e livre importante traduzido ao galego. </li></ul></ul><ul><ul><li>Porque temos manuais de word, excel em galego. </li></ul></ul><ul><ul><li>Porque temos ferramentas lingüísticas básicas e intermédias (correctores, tradutores, dicionários). </li></ul></ul>
  8. 8. O que é pensar que temos a melhor estrategia nas TIC? <ul><ul><li>Porque temos planos de normalização lingüística. </li></ul></ul><ul><ul><li>Porque as Universidades têm como idioma preferente o galego. </li></ul></ul><ul><ul><li>Porque o que não temos em galego já o (en)te(nde)mos em espanhol. </li></ul></ul><ul><ul><li>Porque temos gente conscientizada e voluntária que não tem porque receber dinheiro polo seu trabalho. “ O País é a causa .” “Morreremos polo galego com os socos postos!” General Ghost Custer </li></ul></ul>
  9. 9. Queremos que escorregue o contrincante? <ul><ul><li>A maior parte dos galegos comporta-se como se o espanhol fosse a sua única língua, até para os mais conscientizados (se o recurso não está em galego, utiliza-se o espanhol, Tolstoi era de Valhadolide). </li></ul></ul><ul><ul><li>O galego sempre cede. Se uma palavra ou multipalavras são incompreensíveis tendem a desaparecer ou adaptar-se pola forma mais próxima. (morno>templado, fornecedor>provedor) </li></ul></ul>
  10. 10. Contra quem concorre o galego? <ul><ul><li>Contra o espanhol, que é: </li></ul></ul><ul><ul><li>rápido </li></ul></ul><ul><ul><li>certo </li></ul></ul><ul><ul><li>funciona bem em todos os campos </li></ul></ul><ul><ul><li>internacional </li></ul></ul>
  11. 11. Possível mudança de estratégia hieroglífica SL+P+I <ul><ul><li>Proposta I de Campodetenis </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Devemos concorrer com Federer, com melhores pás, internacionalizando a nossa língua (porque pode), dando-lhe um valor acrescentado para além do identitário” </li></ul></ul>
  12. 12. Possível mudança de estratégia hieroglífica SL+P+I <ul><ul><li>Proposta II de Campodetenis </li></ul></ul><ul><ul><li>“Aposta polo Software Livre, polo Português e pola Inovação/Inglês.” </li></ul></ul>
  13. 13. Possível mudança de estratégia hieroglífica SL+P+I <ul><ul><li>Proposta III de Campodetenis </li></ul></ul><ul><ul><li>“Se não podes mudar o campo de jogo MUDA A PANCA de jogo, muda o paradigma.” </li></ul></ul>
  14. 14. Mudar a pá. O Paradigma Wii para a língua <ul><li>A Wii foi mudança absoluta da conceição dos jogos de consola. Nintendo não podia concorrer com os gigantes, o comando tornou dinámico. Com sensores o comando mudou ser a pá de ténis. </li></ul>
  15. 15. Mudar a pá. O Paradigma Wii para a língua <ul><li>Alicerces da estratégia dinámica : </li></ul><ul><li>Relações temáticas com Portugal e o Brasil usando projectos telemáticos e a web 2.0 </li></ul><ul><li>Importação de recursos bibliográficos, tecnológicos e de software luso-brasileiros. </li></ul><ul><li>Criar redes temáticas usando a tecnologia que sempre involucrem no mínimo o Norte de Portugal. </li></ul><ul><li>Formação dos galegos no uso do software em galego(-português-brasileiro). </li></ul><ul><li>Localização de software e tecnologia linguística comum. </li></ul>
  16. 16. Mudar a pá. O Paradigma Wii para a língua <ul><li>Vantagens a encontrar : </li></ul><ul><li>Valorização da língua. É util. </li></ul><ul><li>Ter acesso a quase qualquer software na nossa língua. </li></ul><ul><li>Oportunidades de trabalho para formadores em software lusófono. </li></ul><ul><li>Aprendizagem passiva da ortografia internacional. </li></ul><ul><li>Rede de relacionamentos que gerem outros projectos. </li></ul><ul><li>O Brasil é país potência em software livre. </li></ul><ul><ul><li>Dificuldades a encontrar : </li></ul></ul><ul><ul><li>Portugal e o Brasil difirem na terminologia e têm poucos projectos em comum (podemos ser a ponte). </li></ul></ul><ul><ul><li>O Brasil, e sobretudo Portugal, é país virado para o mundo anglo-saxão. Nós temos dificuldades por isto. </li></ul></ul><ul><ul><li>Problemas para a importação de recursos que não sejam software. </li></ul></ul>
  17. 17. Propostas concretas de trabalho <ul><li>Portais de relacionamento comuns: Proposta adiantada ao seu tempo: Portal Galego da Língua, baseado em tecnologias PHPNuke. </li></ul><ul><li>Reaproveitamento de recursos de software livre: Ubuntu português, CoGrOO (Golfinho-corrector gramatical galego baseado em CoGrOO), Caixa Mágica. </li></ul>
  18. 18. Mudar a pá. Paradigma Wii <ul><li>Aproveitar todo o software que se está produzindo no Brasil ou Portugal em código aberto e proprietário para utilizar na Galiza e fazer sobretudo o que em localização de software se chamam adaptações culturais: ARRIVA ESPANHA. </li></ul><ul><li>Formar-se nas variantes da nossa língua portuguesa e brasileira. </li></ul><ul><li>Formar-se em inglês e francês para procurar pontos de contacto com Portugal. </li></ul>
  19. 19. Mudar a pá. Paradigma Wii <ul><li>Liberação por parte das Universidades seguindo o exemplo do MIT dos recursos, ferramentas e aplicações software gerados. </li></ul><ul><li>Importação de materiais e recursos software adjacentes tecnológicos de países lusófonos (córpora, adaptação de correctores ortográficos à realidade linguística da Galiza, etc.) </li></ul><ul><li>Apoio inequívoco de políticas de I+D+i com uma transferência real dos resultados da investigação à sociedade, fomentando os consórcios lusófonos galiza-portugal-brasil e fomentando a geração de recusos livres nas Universidades e empresas. </li></ul>
  20. 20. Mudar a pá. Paradigma Wii <ul><li>Fomento da cultura empresarial para o software livre (advogados especializados, missões especiais para o Brasil ou Portugal que fomentem o intercámbio de ideias e os consórcios empresariais.) </li></ul><ul><li>Exportar software localizado ao Brasil e Portugal. </li></ul><ul><li>Adaptação cultural e infelizmente por enquanto ortográfica usando os recursos localizados fundamentalmente no Brasil e Portugal. </li></ul><ul><li>Utilização da Bibliografia técnica na norma internacional do português. </li></ul>
  21. 21. Mudar a pá. Paradigma Wii <ul><li>Importar revistas, livros de difusão informática e da engenharia na nossa língua: PC World,Caixa Mágica, Sistemas Operativos, etc. para as bibliotecas galegas. </li></ul><ul><li>Pedir recursos bilingues inglês-português para consulta. </li></ul><ul><li>Apostar pola adaptação de corpora inglês-português ao galego ILG-RAG (lusificado). </li></ul><ul><li>Projectos de terminologia informática comum com o Brasil e Portugal (glossários, dicionários, corpus, etc.) </li></ul><ul><li>Comunidades de localização galego-luso-brasileiras. </li></ul><ul><li>Participação do reintegracionismo na vanguarda de relacionamento tecnológico com Portugal e o Brasil. </li></ul>
  22. 22. O único que pretendemos com esta nova pá é <ul><li>Ganhar Roland Garros. </li></ul><ul><li>Usar uma pá de melhores materiais. </li></ul><ul><li>Ter uma estratégia mais viável para a língua. </li></ul><ul><li>Não nos importar porque o contricante não escorregue. </li></ul><ul><li>Ser um Nadal contra Federer </li></ul>
  23. 23. O galego é um videojogo de ténis <ul><ul><li>Obrigado pola sua atenção! </li></ul></ul><ul><ul><li>Bom jogo! </li></ul></ul><ul><ul><li>José Ramom Pichel Campos </li></ul></ul><ul><ul><li>Engenheiro informático </li></ul></ul><ul><ul><li>http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.5/pt/ </li></ul></ul><ul><ul><li>Abril 2008 </li></ul></ul>

×