Apdsi - 1ª Jornadas SIG

1.205 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.205
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Só para deixar claro qual é o desafio que temos pela frente: MUDAR A MENTALIDADE de software fechado para software aberto
  • Vou supor que por fantasia encontrava uma lampada mágica e a oportunidade de pedir três desejos ao Génio da Lâmpada O primeiro desejo…
  • Os novos paradigmas e filosofias enfrentam o grande obstáculo de resistência à mudança de mentalidades na sociedade e no mercado. A estratégia para acelerar a adopção da nova filosofia de “Open Source” e “Software Livre” na Sociedade e no Mercado, é promovê-lo paralelamente no Ensino e na Administração Pública. Para produzir maiores efeitos a acção deve ser tomada simultaneamente em ambas as frentes.
  • Porque devemos desejar ter mais Open Source daqui a 10 anos
  • No actual período de austeridade económica, permite a redução de despesas, poupa dinheiro à Escola e A.P., mas não é o aspecto mais importante, pois permite actuar sobre a receita! Cidadania, de cultura de comportamento social. Fim da escandalosa pirataria reinante nas Escolas e nas Instituições publicas, supostamente pessoas de BEM! E a influencia na receita: Investir em Dominio publico para promover a economia, e a Independência!
  • Instituições publicas a criar sinergias para criar projectos open source Investimento de fundos europeus em desenvolvimento software nacional e público
  • Grupo lusogis, promovido por Artur Gil, de grande dinamica e regularidade, funcionando como centro agregador de noticias, emprego, esclarecimentos e debate sobre SIG. Forum IGP, com uma área dedicada ao OS, do qual fui moderador. Onde se realizaram os primeiros debates sobre SIG OS em Portugal, este projecto ainda existente, renomeado para Forum SNIG, perdeu a sua dinâmica com a saída do seu autor - Luis Neves, conseguiu-se a criação de um grupo interno de trabalho IGP dedicado ao OS,. Deu origem à criação de um Grupo de Trabalho interno no IGP.
  • Em 2008 um marco histórico, a criação do Capitulo Portugues da OSGeo.
  • A acção que de facto tem tido mais impacto são as Jornadas SASIG, de um notório sucesso quer pelos casos apresentados quer pela adesão Realçar as Workshops, a pagar, completamente esgotadas E o aparecimento de Empresas com casos de estudo de prestação de serviços e apresentação de soluções em OS
  • Esta vitoria, poderá ser um importante estimulo para acelerar os trabalhos e motivar mais participação neste grupo
  • Constituiria um grande incentivo para o Grupo e para a Comunidade Portuguesa OSGeo para aprofundar e continuar esta iniciativa.
  • Incontornável falar do projecto GISVM Portugal já ultrapassou os 10.000 downloads… Contribuição directa para muitos utilizadores SIG entrarem no mundo OS, e participação activa como orador em diversos eventos: SASIG's, FOSS4G 2009, Palestras na U. Porto - 2008, 2009, U. Coimbra - 2010
  • Dois professores Universitários Italianos, Stefano e Guiseppe, têm vindo a usar o GISVM para ensino de SIG OS aplicado à Modelação Espacial Scheduled trainings in 2010 8-12 March: Master GIS Remote sensing . University of Zaragoza (Spain). 17-28 June: International Doctoral School : Crop Systems , Forestry and Environmental Sciences - University of Basilicata (Italy) and the University of Ioannina (Greece). Held in Potenza Italy. 28 June - 9 July: Forest and landscape Summer School . University of Copenhagen (Denmark), Faculty of Life Science
  • Em primeira mão, anuncio do GISVM 2, como um projecto Open Source Português
  • Constituiria um grande incentivo para o Grupo e para a Comunidade Portuguesa OSGeo para aprofundar e continuar esta iniciativa.
  • Já não tenho desejos, mas posso dar sugestões… Só assim conseguiremos fazer Portugal crescer!
  • Apdsi - 1ª Jornadas SIG

    1. 1. SOFTWARE SIG OPEN SOURCE na EDUCAÇÃO e na Administração Pública Ricardo Pinho (C.M. Oliveira de Azeméis)
    2. 2. Licença: Fechado vs Aberto <ul><li>Software Fechado </li></ul><ul><li>Código fonte fechado , secreto e da propriedade exclusiva do autor (constitui obra protegida pelo direito de autor ) </li></ul><ul><li>Ao utilizador é vendida uma autorização de uso (licença), para fins específicos </li></ul><ul><li>o contrato celebrado é restritivo de direitos do utilizador, sendo expressamente proibido e considerado crime: copiar, alterar ou redistribuir </li></ul><ul><li>Campanhas: </li></ul><ul><li>Software Aberto </li></ul><ul><li>Código fonte aberto , distribuído publicamente e de livre acesso a qualquer utilizador. </li></ul><ul><li>o tipo de licença mais adoptado: GNU General Public License, garante aos utilizadores quatro liberdades fundamentais: </li></ul><ul><ul><li>executar para qualquer propósito, </li></ul></ul><ul><ul><li>estudar e adaptá-lo às suas necessidades, </li></ul></ul><ul><ul><li>redistribuir cópias </li></ul></ul><ul><ul><li>aperfeiçoar e distribuir os seus aperfeiçoamentos. </li></ul></ul>
    3. 3. Como queremos estar daqui a 10 anos? 1º Desejo que: Portugal ultrapassasse a Espanha e o Brasil, na implementação do SIG Open Source, através da Educação e da Administração Pública
    4. 4. Porquê Educação e A.P.? ENSINO EDUCAÇÃO ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PARA PROMOVER A MENTALIDADE “ OPEN SOURCE” NA SOCIEDADE / MERCADO
    5. 5. Educação e A.P. são grandes beneficiários do Open Source <ul><li>Economia </li></ul><ul><li>Cidadania </li></ul><ul><li>Liberdade </li></ul><ul><li>Legalidade </li></ul><ul><li>Investimento público </li></ul><ul><li>Independência </li></ul><ul><li>Diversidade </li></ul><ul><li>Interoperabilidade </li></ul><ul><li>Pedagógico </li></ul><ul><li>Qualidade e segurança </li></ul><ul><li>Combate à info-exclusão </li></ul><ul><li>Longevidade </li></ul><ul><li>Profissionais Livres </li></ul><ul><li>Emprego livre do estigma “1 técnico = 1 licença” </li></ul><ul><li>Gerador de Emprego </li></ul><ul><li>Desenvolvimento Científico Local </li></ul><ul><li>Desenvolvimento Tecnológico Local </li></ul>
    6. 6. Educação e A.P. são grandes beneficiários do Open Source <ul><li>Economia , eliminação dos pesados custos de licenciamento. </li></ul><ul><li>Cidadania , promover o espírito de colaboração e a partilha de conhecimentos em comunidades de utilizadores e de desenvolvimento. </li></ul><ul><li>Legalidade , fim da cópia e utilização ilegal de software (fim da pirataria) e de práticas ilegais na escola e em instituições com responsabilidade cívica. </li></ul><ul><li>Investimento público , investir em Software Livre é investir no domínio público, num bem de acesso livre, igualitário e não discriminatório </li></ul><ul><li>Independência , liberta a escola e a A.P. da dependência de interesses privados, dá liberdade de escolha de software (interoperabilidade) e facilita a adopção de formatos de dados abertos (Open Standards) </li></ul>
    7. 7. Alguns Projectos SIG OS no Brasil e Espanha <ul><li>Prefeitura Livre , solução de gestão municipal baseada em Software Livre </li></ul><ul><li>OpenGEO ,empresa de desenvolvimento de soluções corporativas com inteligência espacial e software livre. </li></ul><ul><li>i3Geo, um conjunto de ferramentas de navegação, geração de análises, compartilhamento e geração de mapas sob demanda. </li></ul><ul><li>gvSIG, desenvolvido pela Conselleria d'Infraestructures i Transports (CIT) da Comunidade de Valência, com o apoio da União Europeia. </li></ul><ul><li>SEXTANTE, desarrollado por la Universidad de Extremadura (UNEX) y financiado por la Junta de Extremadura. </li></ul><ul><li>Kosmo , desarollado por SAIG y la Universidad de Sevilla </li></ul>
    8. 8. O que se fez para o alcançar? <ul><li>Políticas Governamentais pró-activas de adopção OS: </li></ul>fonte: www.governoeletronico.gov.br
    9. 9. O que se fez para o alcançar? <ul><li>Administração Pública , Universidades e Empresas juntos em projectos SIG OS </li></ul><ul><li>Utilização de Fundos Comunitários para desenvolvimento de projectos SIG OS </li></ul>
    10. 10. Em Portugal <ul><li>Não existe qualquer projecto de desenvolvimento de Software SIG OS em Portugal </li></ul><ul><li>Universidades, A.P. e Empresas isoladas continuam a usar maioritariamente Software Fechado </li></ul><ul><li>Projectos financiados , usam fundos Europeus para pagar licenças de software </li></ul><ul><li>Políticas Governamentais tímidas e desintegradas de apoio à implementação de OS </li></ul>
    11. 11. Excepção que… <ul><li>Algarve Digital </li></ul><ul><li>GEOPORTAL (+- 150.000 visitas/ano) </li></ul><ul><ul><li>http://geo.algarvedigital.pt </li></ul></ul><ul><li>11 Autarquias, PMOTs & plantas </li></ul><ul><ul><li>http://plantas.cm-albufeira.pt </li></ul></ul><ul><ul><li>http://mapas.cm-alcoutim.pt </li></ul></ul><ul><ul><li>http://mapas.cm-faro.pt </li></ul></ul><ul><ul><li>http://mapas.cm-lagoa.pt </li></ul></ul><ul><ul><li>http://planos.cm-lagos.algarvedigital.pt </li></ul></ul><ul><ul><li>http://mapas.cm-monchique.pt </li></ul></ul><ul><ul><li>http://mapa.cm-olhao.pt </li></ul></ul><ul><ul><li>http://planos.cm-portimao.algarvedigital.pt </li></ul></ul><ul><ul><li>http://sig.cm-tavira.pt </li></ul></ul><ul><ul><li>http://planos.cm-viladobispo.algarvedigital.pt </li></ul></ul><ul><li>CCDR </li></ul><ul><ul><li>http:// www.algarveacolhe.com </li></ul></ul><ul><li>ARH </li></ul><ul><ul><li>http:// licenciamentos.mapas.arhalgarve.pt </li></ul></ul>
    12. 12. Comunidade Portuguesa <ul><li>Evolução da comunidade de Utilizadores </li></ul><ul><ul><li>Grupos / Listas de Emails (Yahoo) </li></ul></ul><ul><ul><li>Fórum IGP / SNIG </li></ul></ul>eng_geografo Desde 2001 779 membros lusogis Desde 2003 1397 membros Entre 2005 / 2007 Área Open Source (moderador)
    13. 13. Comunidade Portuguesa <ul><li>Capítulo Português OSGeo-PT (Abril.2008) </li></ul><ul><ul><li>Wiki </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>http://wiki.osgeo.org/wiki/Portugal </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Mailing List </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>285 membros </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>100 a 200 mensagens/mês </li></ul></ul></ul>
    14. 14. OSGeo - Portugal <ul><li>Jornadas SASIG </li></ul><ul><ul><li>I SASIG – Águeda </li></ul></ul><ul><ul><li>II SASIG – Évora </li></ul></ul><ul><li>Workshops Esgotadas ! </li></ul><ul><li>Surgem Empresas a prestar serviços e apresentar soluções em SIG OS </li></ul>I SASIG ÁGUEDA ‘08
    15. 15. OSGeo - Portugal <ul><li>Grupo de Trabalho Ensino / Educação </li></ul><ul><ul><li>Constituído durante o SASIG 2009 (Nov.) </li></ul></ul><ul><ul><li>Reúne-se periodicamente e tem desenvolvido trabalhos com vista a (missão) incentivar o uso de Software Aberto SIG no Ensino </li></ul></ul><ul><ul><li>Candidatura Why schools must use FOSS4G relativa ao projecto do grupo – ACEITE para o FOSS4G 2010 (Barcelona)! (120 de entre 360) </li></ul></ul>
    16. 16. OSGeo - Portugal <ul><li>2º Desejo: </li></ul><ul><li>CONSEGUIR PATROCÍNIO PARA O GRUPO EDUCAÇÃO IR A BARCELONA APRESENTAR O PROJECTO! </li></ul>
    17. 17. GISVM, ideia Portuguesa <ul><li>GIS Virtual Machine , uma máquina virtual que simplifica a migração para SIG OS </li></ul><ul><li>Sucesso Nacional e Internacional, [500 a 1200 Downloads/mês] </li></ul><ul><li>Presença no FOSS4G 2009, “ GISVM, the ultimate tool for teaching FOSS4G “ </li></ul>
    18. 18. GISVM, no Ensino <ul><li>GISVM no ensino Universitário Europeu : Spatial Ecological Modeling </li></ul><ul><li>Espanha, Itália, Alemanha e Grécia ( www. spatial-ecology .net ) </li></ul><ul><li>GISVM apresentado ao ensino Superior Português , FCUP (2008, 2009), FLUC (2010), IPL (2010) </li></ul>
    19. 19. GISVM 2, Projecto OS <ul><li>GISVM base , uma nova abordagem : VM Base + “Scripts” de Instalação </li></ul><ul><li>Alojado na Plataforma Source Forge </li></ul><ul><li>Desafio para criar um Projecto Open Source SIG Português </li></ul>
    20. 20. GISVM 2, Projecto OS <ul><li>3º Desejo: </li></ul><ul><li>GISVM CRESÇA APADRINHADO PELA COMUNIDADE, A.P. E UNIVERSIDADE(s) PORTUGUESA(s) </li></ul>
    21. 21. Como queremos estar daqui a 10 anos? <ul><li>O importante é ACTUAR JÁ! principalmente, Mensagem Política e Directivas Pró-Activas em favor da adopção do OS, sugestões: </li></ul><ul><li>Presença do 1º Ministro no SASIG 2010 </li></ul><ul><li>Proibir o pagamento de licenças de software com Dinheiros do Estado e Fundos Europeus </li></ul><ul><li>Estimulo do mercado com Cadernos de Encargos de projectos públicos preferindo o OS: Cadastro-SINERGIC, Censos 2011-INE, IDE’s, Municípios, TGV’s, etc </li></ul>
    22. 22. Agradecimentos <ul><li>OBRIGADO! </li></ul>

    ×