Linguagem, Programa Mais Educação.

544 visualizações

Publicada em

maiores informações sobre o conteúdo
http://tudibao.com.br/2010/04/quando-usar-eu-e-mim.html

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
544
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Linguagem, Programa Mais Educação.

  1. 1. Programa Mais Educação Acompanhamento Pedagógico Monitor: Thiago Soares
  2. 2. Quando usar EU e MIM • Acho que todo mundo deve se lembrar de já ter sido corrigido alguma vez em sua vida a respeito do uso do EU e do MIM, na verdade geralmente quando se usa, erroneamente, o MIM. • Quando a gente aprende e entende, não consegue mais ouvir e achar normal ouvir um MIM no meio da frase (é horrível). Ouço isso de diretores de empresas, de atendentes, de alunos, de leitores, ou seja, é um erro eclético, que não escolhe classe social, idade, sexo .
  3. 3. EU OU MIM? • Pra saber se você usa corretamente o EU, ao invés de MIM, basta ver se você tem ciência de “quando” se deve usar o EU (ao invés de MIM) e se percebe, a todo momento, alguém falando errado. Se você não tem certeza (e se não costuma perceber que os outros usaram de forma errada) provavelmente você também “escorrega” no uso. • Vamos às explicações…
  4. 4. Quando Usar.. • Vamos ver se vocês conseguem “pegar o fio da meada”, pois quem entende não erra mais: sempre que for utilizar antes de um verbo, determinando uma ação (fazemos isso usando o verbo no infinitivo – a forma original do verbo, terminada em AR, ER, IR e OR), usa-se o EU.
  5. 5. Entenda....... • É ai que entrava a professora e falava: “Quem faz sou EU, porque quem diz MIM faz é índio”. Testemos como fica horrível usar o MIM, substituindo nos exemplos acima:
  6. 6. Simples assim... • Então, não use MIM para conjugar verbos. É só se acostumar que não se erra mais.
  7. 7. Explicando... • 1.DICA: Como disse os leitores Bárbara e Helison nos comentários abaixo, MIM não conjuga verbo. Notem como aprendemos a conjugar verbos: EU, TU (que é o VOCÊ), ELE, NÓS, VÓS e ELES. Viram? Não tem nenhum MIM, pois o MIM é passivo, MIM é um “cara” preguiçoso, ele não faz nada, só recebe (veja que o verbo vem sempre ANTES de MIM): • … veio a MIM. • … faça pra MIM. • … traga pra MIM.
  8. 8. Explicando.... • Quem faz sou EU (ou seja, se o verbo vem depois, determinando uma ação, é sempre EU): • … pra EU fazer… • … pra EU entregar… • Portanto, risque o MIM de suas frases que sejam seguidas por um verbo no infinitivo.
  9. 9. .... • 2. Entre EU e ELE – ou – MIM e ELE? Quando tiver que usar numa frase assim: • Isso já está mais do que discutido entre ?? e ELE. • Utilize MIM, pois o EU é utilizado junto com um verbo, que vem na sequência, o que não ocorre aqui. Além disso, o uso de preposição antes (no caso o “ENTRE” – ver mais no item 3) exige o uso do MIM. • Então sua frase ficará: Isso já está mais do que discutido entre MIM e ELE.
  10. 10. Dicas.. • 3. NO FINAL DE FRASE = DEPOIS DE PREPOSIÇÃO - o EU é sempre sujeito, então nunca use EU depois de preposição (PARA, DE, POR, A). Isso geralmente acontece no final das frases, mas pode também ocorrer em outras partes: • Isso já foi entregue para MIM. • Para MIM isso é fato consumado. • Não deixarei tirarem isso de MIM. • Por MIM seriam todos condenados. • Vinde a MIM todas as criancinhas…
  11. 11. • Perceba que em todos os exemplos o MIM não é o sujeito executor da ação (não vem antes do verbo, “fazendo” algo, onde se exige o EU). Em alguns casos até podemos ver o verbo aparecer logo depois, mas basta invertermos a frase para notarmos que o MIM não está executando a ação determinada no verbo: • Para MIM, resolver estes problemas é coisa simples. • Resolver estes problemas é coisa simples para MIM. • = aqui ainda podemos aplicar a regra de que não se usa EU depois de preposições (no caso o PARA). • Entretanto não se “iluda” com a preposição antes. Quando existe uma ação (verbo depois), usa-se, como explicado no começo desse post, o EU: • Me dê o microfone para EU CANTAR. • = está “fazendo” alguma coisa = CANTANDO = EU. Só usaria o MIM, no caso de não existir a ação: • Dê o microfone para MIM, vou cantar
  12. 12. ... • 4. Antes de NÃO – usar MIM ou ELE? Quando tiver que usar numa frase com a negativa entre o sujeito e o verbo, usa-se o EU, pois continua existindo uma ação (na verdade, só se diz que a ação NÃO irá ocorrer, mas se está conjugando o verbo). • Ou seja, você deve escrever: • Para EU não errar. • (NUNCA: Para MIM errar.)

×