Da Ilíada ao twitter, ou em busca da leitura perdidaPERGUNTAS E DESAFIOS PARA BIBLIOTECAS   PREOCUPADAS COM A PROMOÇÃO DA ...
Da Ilíada…O José tem 14 anos e, em conversa com os pais, ouviu  uma expressão nova: “o calcanhar de Aquiles”;Já tinha ouvi...
Da Ilíada…Terá ido o José procurar o livro à biblioteca pública, ou à biblioteca da escola?Não, o José começou por ir proc...
O José escreveu “Ilíada” no google e recebeu 2 milhõesquinhentos e trinta resultados como resposta à sua pesquisa
… sendo o primeiro uma entrada da wikipedia:
Canta, ó deusa, a cólera de Aquiles, o Pelida(mortífera!, que tantas dores trouxe aos Aqueus...
A fúria de Aquiles, a cólera de Aquiles… o José ficou curioso e    quis ler mais. Foi então parar a uma biblioteca digital:
… mas só tinham versões em inglês, incluindo uma versão sonora para crianças e jovens; e então, regressando à página do go...
… que depressa verificou datar de 1874, e ser muito difícil de ler:
… e de novo regressou à página do google, paradescobrir… EUREKA!, uma banda desenhada:
… embora em espanhol…la_iliada_tomo_01comic_23248.exe
E descobriu ainda vídeos no You Tube (em galego…)http://www.youtube.com/watch?v=7YDM0jDrP4Q&feature=related
descobriu também que havia um filme chamado Tróia, que tinha boas opiniões do   público, e que com as ferramentas certas h...
À procura da Ilíada em português para um rapaz de 14 anosMas José é teimoso, e continua a querer descobrir um texto em por...
José é um rapaz esperto: copia a referência do livro e cola-a no google: obtém… 160 respostasA primeira, da editora:
Poderia José ter procurado numa biblioteca?Sim, mas recordem-se:em todas as pesquisasque fez até agora, sóuma vez lhe apar...
Porque será que os catálogos dasbibliotecas continuam escondidos         na web cinzenta?               PIOR :   PORQUE SE...
E, no entanto, finalmente…Esta tradução parece límpida, legível para o olhar contemporâneo, mesmo aos 14 anos:Canta, ó deu...
José, que nem é grande leitor, fica com vontade deler mais. Parece estranho mas, às vezes, gosta de ler           devagar ...
José, que nem é grande leitor, fica com vontade de ler mais.Ou pode conhecer ou frequentar a biblioteca municipal da terra...
Finalmente, o José pode experimentar ler o livro!Mas o livro é imenso, e difícil de ler.              O que podeSe calhar,...
Lembremo-nos:As bibliotecas praticamente não  apareceram nas pesquisas que o  José fez na Internet, e a Internet   E as bi...
Bibliotecas públicas nas redes sociaisNo facebook             No Hi5
Bibliotecas públicas nas redes sociaisNo twitter
A pergunta é:     Para que usam as bibliotecas as redes sociais?As bibliotecas públicas usam as funcionalidades das redes ...
A presença das bibliotecas na Web édesinteressante             desactualizada       Não     aliciante          Estática
ALEPH OU A METÁFORA DA BIBLIOTECA         CONTEMPORÂNEA
No livro de Jorge LuísBorges, Aleph, oprotagonista, depara-secom a possibilidade de     o pontoconhecerdo espaço queabarca...
2. Homero: Canta, oh, musa, a fúria de Aquiles. Mas           seja breve, por favor. #epicO que 30 escritores famosos diri...
O FIMÉ POISOINÍCIO
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Da ilíada ao twitter évora 2009

898 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
898
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Da ilíada ao twitter évora 2009

  1. 1. Da Ilíada ao twitter, ou em busca da leitura perdidaPERGUNTAS E DESAFIOS PARA BIBLIOTECAS PREOCUPADAS COM A PROMOÇÃO DA LEITURA MANUELA BARRETO NUNES UNIVERSIDADE PORTUCALENSE
  2. 2. Da Ilíada…O José tem 14 anos e, em conversa com os pais, ouviu uma expressão nova: “o calcanhar de Aquiles”;Já tinha ouvido falar vagamente do nome de Aquiles, e quis saber o que aquilo significava.A mãe começou, então, a contar-lhe a história da bela Helena e da guerra de Tróia, cantadas num poema épico chamado a Ilíada.Curioso, o José quis saber mais….
  3. 3. Da Ilíada…Terá ido o José procurar o livro à biblioteca pública, ou à biblioteca da escola?Não, o José começou por ir procurar à Internet:
  4. 4. O José escreveu “Ilíada” no google e recebeu 2 milhõesquinhentos e trinta resultados como resposta à sua pesquisa
  5. 5. … sendo o primeiro uma entrada da wikipedia:
  6. 6. Canta, ó deusa, a cólera de Aquiles, o Pelida(mortífera!, que tantas dores trouxe aos Aqueus...
  7. 7. A fúria de Aquiles, a cólera de Aquiles… o José ficou curioso e quis ler mais. Foi então parar a uma biblioteca digital:
  8. 8. … mas só tinham versões em inglês, incluindo uma versão sonora para crianças e jovens; e então, regressando à página do google, encontrou uma tradução em língua portuguesa…
  9. 9. … que depressa verificou datar de 1874, e ser muito difícil de ler:
  10. 10. … e de novo regressou à página do google, paradescobrir… EUREKA!, uma banda desenhada:
  11. 11. … embora em espanhol…la_iliada_tomo_01comic_23248.exe
  12. 12. E descobriu ainda vídeos no You Tube (em galego…)http://www.youtube.com/watch?v=7YDM0jDrP4Q&feature=related
  13. 13. descobriu também que havia um filme chamado Tróia, que tinha boas opiniões do público, e que com as ferramentas certas haveria de descarregar para o seu próprio computador:
  14. 14. À procura da Ilíada em português para um rapaz de 14 anosMas José é teimoso, e continua a querer descobrir um texto em português que consiga ler. Lembra-se de uma lista de livros que havia no final do artigo da wikipedia, e encontra uma tradução de 2005, de alguém chamado Frederico Lourenço.Estranho… aqui não há hiperligação… como fazer para encontrar o livro?HOMERO. Ilíada. Trad. Frederico Lourenço. Lisboa: Livros Cotovia, 2005
  15. 15. José é um rapaz esperto: copia a referência do livro e cola-a no google: obtém… 160 respostasA primeira, da editora:
  16. 16. Poderia José ter procurado numa biblioteca?Sim, mas recordem-se:em todas as pesquisasque fez até agora, sóuma vez lhe apareceuuma biblioteca, eamericana: o projectoGutenberg. Nestaúltima pesquisa, pelonome do livro e dotradutor, aparece pelaprimeira vez umabiblioteca portuguesa, ena terceira posição -trata-se do catálogo daBM de Sta Maria daFeira:
  17. 17. Porque será que os catálogos dasbibliotecas continuam escondidos na web cinzenta? PIOR : PORQUE SERÁ QUE, NA RESPOSTA A UMA QUESTÃO SOBRE UM LIVRO, APARECEM RESULTADOS ADVINDOS DE LIVRARIAS, EDITORAS, UNIVERSIDADES, E ATÉ CURIOSOS, MAS NADA DE BIBLIOTECAS?
  18. 18. E, no entanto, finalmente…Esta tradução parece límpida, legível para o olhar contemporâneo, mesmo aos 14 anos:Canta, ó deusa, a cólera de Aquiles, o Pelida (mortífera!, que tantas dores trouxe aos Aqueus e tantas almas valentes de heróis lançou no Hades, ficando seus corpos como presa para cães e aves de rapina, enquanto se cumpria a vontade de Zeus), desde o momento em que primeiro se desentenderam o Atrida, soberano dos homens, e o divino Aquiles.
  19. 19. José, que nem é grande leitor, fica com vontade deler mais. Parece estranho mas, às vezes, gosta de ler devagar e saborear as palavras.Mas o livro custa 35 euros, está lá o preço na página da editora.E José pode agora ser uma de três pessoas:- Pode ter na escola uma biblioteca da RBE e lembrar-se de ir lá procurar, ou até saber que a biblioteca tem web OPAC. Invariavelmente, a obra estará lá:
  20. 20. José, que nem é grande leitor, fica com vontade de ler mais.Ou pode conhecer ou frequentar a biblioteca municipal da terra onde vive, onde imagina que também encontrará o mesmo livro:
  21. 21. Finalmente, o José pode experimentar ler o livro!Mas o livro é imenso, e difícil de ler. O que podeSe calhar, bastaria ao José ler a banda desenhada, a mesmo em espanhol, ver os vídeos, tentar Biblioteca descarregar o filme Tróia, ou vê-lo na BM, fazer? mesmo não sendo a mesma coisa…
  22. 22. Lembremo-nos:As bibliotecas praticamente não apareceram nas pesquisas que o José fez na Internet, e a Internet E as bibliotecas, estão nas redes é o seu meio natural para encontrar informação. sociais? As bibliotecas estão na web 2.0 aAliás é ali que o José troca impressões e combina coisas com comunicar? os amigos, à noite, aos fins-de- semana, ou com aqueles que só As bibliotecas animam e promovem encontra nas férias. a leitura indo ao encontro dos seus leitores?O José e os amigos participam em redes sociais, e até interagem Ou ainda não perceberam que com instituições que os convidam a conhecer coisas, estão a entregar o principalmente jogos. ouro ao bandido?
  23. 23. Bibliotecas públicas nas redes sociaisNo facebook No Hi5
  24. 24. Bibliotecas públicas nas redes sociaisNo twitter
  25. 25. A pergunta é: Para que usam as bibliotecas as redes sociais?As bibliotecas públicas usam as funcionalidades das redes sociais para, por exemplo, criar comunidades de leitura?Como esta, por exemplo, que o José criou para a sua biblioteca?
  26. 26. A presença das bibliotecas na Web édesinteressante desactualizada Não aliciante Estática
  27. 27. ALEPH OU A METÁFORA DA BIBLIOTECA CONTEMPORÂNEA
  28. 28. No livro de Jorge LuísBorges, Aleph, oprotagonista, depara-secom a possibilidade de o pontoconhecerdo espaço queabarca toda arealidade douniverso num localbastante inusitado: noporão de umcasarão situadoem Buenos Aires, prestes aser demolido. Este pontorecebe a alcunhade Aleph - a letra inicialdo alfabeto hebraico,correspondente Vieira da Silva visionáriaao alfagrego e ao a dosalfabetos romanos.
  29. 29. 2. Homero: Canta, oh, musa, a fúria de Aquiles. Mas seja breve, por favor. #epicO que 30 escritores famosos diriam no Twitter em menos de 140 caracteresMaio 31, 2009 por тяiиiтy
  30. 30. O FIMÉ POISOINÍCIO

×