Edição de vídeo

2.039 visualizações

Publicada em

Edição de vídeo;
Uma possibilidade para a educação... Oficina de Movie- Maker

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.039
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
84
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Edição de vídeo

  1. 1. Edição de vídeo Uma possibilidade para a educação Maria Izabel Chaves
  2. 2. O Cinema - Irmãos Lumïère <ul><li>Louis e Auguste eram filhos e colaboradores do industrial Antoine Lumïère , fotógrafo e fabricante de películas fotográficas, proprietário da Fábrica Lumière ( Usine Lumière ), instalada na cidade francesa de Lyon. Antoine reformou-se em 1892, deixando a fábrica entregue aos filhos. </li></ul><ul><li>O cinematógrafo era uma máquina de filmar e projetor de cinema, invento que lhes tem sido atribuído mas que na verdade foi inventado por Léon Bouly, em 1892 , que terá perdido a patente, de novo registrada pelos Lumïère a 13 de Fevereiro de 1895. </li></ul><ul><li>São considerados os fundadores da Sétima Arte junto com Georges Méliès, também francês, este tido como o pai do cinema de ficção. Louis e Auguste eram ambos engenheiros. Auguste ocupava-se da gerência da fábrica, fundada pelo pai. Dedicar-se-iam à atividades cinematográfica produzindo alguns documentários curtos , destinados à promoção do invento, embora acreditassem que o cinematógrafo fosse apenas um instrumento científico sem futuro comercial. Casaram-se com duas irmãs e moravam todos na mesma mansão. </li></ul>Auguste Lumière (esquerda) e Louis Lumière (direita).
  3. 3. EVOLUÇÃO DAS TECNOLOGIAS AUDIOVISUAIS Primeira geração: Século XIX. Fonógrafo de Charles Cross e Thomas Edison, aparelho fotográfico de Niepce, cinematógrafo dos irmãos Lumïére, emissor de ondas de rádio de Marconi. Segunda geração: Aceleração tecnológica em virtude da Segunda Guerra ocasiona o desenvolvimento dos meios de comunicação em massa. Terceira geração: Os meios de registro e de produção de imagens tornam-se acessíveis à grande maioria das pessoas. Quarta geração: Interatividade e atividades colaborativas marcam a produção atual contemporânea
  4. 4. Windows Movie Maker
  5. 6. Adicionar imagens <ul><li>Primeiro, devemos adicionar arquivos de imagem para começar a produção, para isso, clique no botão 'Adicionar' no campo 'Vídeos e fotos' , vá até a pasta onde os arquivos estão armazenados e clique sobre eles para que sejam adicionados.  Após escolher todas as fotos, organize a ordem que aparecerão arrastando-as para a ordem desejada. </li></ul>
  6. 7. Criar o vídeo <ul><li>Agora é hora de colocar a mão na massa e editar o seu vídeo, definir quanto tempo cada foto será exibida, adicionar efeitos de cor (sépia, preto e branco, etc) e efeitos de transição. </li></ul><ul><li>Clique na aba 'Editar' e observe o campo 'Duração' (que estará preenchido com o número 3,00). Este é o tempo padrão para todas a imagens ficarem na tela, mas você pode personalizar como desejar (pode aumentar o tempo de todos igualmente ou separadamente, fica ao seu critério). </li></ul><ul><li>Depois de definir o tempo, é possível ver um resultado parcial do projeto clicando no botão 'Play' . </li></ul>
  7. 8. Adicionar efeitos <ul><li>Os efeitos. Nesta etapa é que o seu vídeo ganhará cara de produção personalizada, pois serão adicionados efeitos diversos nele. </li></ul><ul><li>Agora clique na aba 'Efeitos Visuais' para acessar estas opções. Note que há duas categorias acima da tela: 'Transições' e 'Efeitos' . Vamos começar pela primeira delas. </li></ul><ul><li>Estes efeitos deixam os vídeos mais dinâmicos, mais interessantes e mais agradáveis para serem assistidos, pois chamam bastante atenção. </li></ul><ul><li>Para fazer isso, escolha qualquer imagem e clique em uma das 3 opções disponíveis para aplicar, depois clique em 'Play'   para ver como ficou. Se não gostar do resultado, clique na mesma figura e escolha outra transição ou a primeira opção da lista para remover este efeito. </li></ul><ul><li>Para aplicar efeitos de cor (sépia, preto e branco, tons de cinza, etc), clique na aba 'Efeitos' e siga o mesmo procedimento citado acima. </li></ul><ul><li>Depois de ficar craque nestas rotinas de composição, solte a imaginação e faça os mais diversos vídeos, com quantas fotos desejar. </li></ul><ul><li>. </li></ul>
  8. 9. Colocar música ou som <ul><li>Clique na aba 'Página Inicial' e você verá a tela que é exibida quando se abre o Movie Maker, então, no campo 'Trilha Sonora' , clique no botão 'Adicionar'   e vá até a pasta onde o arquivo que será adicionado está e clique duas vezes sobre ele (só é possível adicionar uma música por vídeo). </li></ul><ul><li>A música durará o tempo que a apresentação durar. </li></ul>
  9. 10. Finalizando o projeto <ul><li>Depois de fazer todas as criações e alterações, é hora de salvar no seu computador o trabalho. Clique na aba 'Página Inicial' e na seta do botão 'Saída' . Haverá duas opções: salvar com qualidade de DVD ou para dispositivos portáteis (sugerimos a primeira opção, pois é a que fará arquivos com mais qualidade de imagem). Dê um nome ao arquivo, escolha a pasta que ele será gravado, clique no botão 'Salvar' e aguarde para ter o seu novo vídeo personalizado no PC. </li></ul>
  10. 11. Considerações finais <ul><li>Sendo a linguagem audiovisual parte integrante do cotidiano dos alunos, e atraente a todas as faixas etárias, acredito motivar o comparecimento às aulas e assim contribuir para a diminuição dos índices de evasão, por se tratar de atividades que despertam o interesse e estimulam a expressão criativa. </li></ul><ul><li>Durante a elaboração do vídeo, os envolvidos irão percebendo que é preciso criar uma relação entre cada elemento e o conjunto de sua produção, para que possam analisar seu trabalho e aperfeiçoá-lo. </li></ul><ul><li>Ao construírem seus próprios vídeos, alunos e professores estarão lidando com os erros de forma construtiva percebendo que eles fazem parte do processo de elaboração de novos olhares, conceitos e atitudes. </li></ul>
  11. 12. Bibliografia BROCHARD, J.Foiret E Ph. Irmaos Lumiere e o Cinema , os C.o Mundo em Seu Bolso V.7 . Editora: Littera Mundi / Augustus, 1995. MORAN, José Manuel. O Vídeo na Sala de Aula . Disponível em: < http://www.eca.usp.br/prof/moran/vidsal.htm > acesso em 11 de junho de 2009. MORAN, José Manuel. Desafios da Televisão e do Vídeo à Escola . Disponível em: < http://www.eca.usp.br/prof/moran/desafio.htm > acesso em 11 de junho de /2009.

×