Internet

18.336 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.336
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
63
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
479
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Internet

  1. 1. Unidade 3 INTERNET
  2. 2. Introdução à Internet A Internet é a maior rede de computadores do Mundo, abrangendo praticamente todos os países. Escrevemos Internet com um «I» maiúsculo por esta ser considerada, precisamente, a «rede das redes».
  3. 3. O que é a Internet? <ul><li>. A Internet é o conjunto global das redes de computador, todas ligadas e disponíveis para nosso uso... é, a rede das redes; </li></ul><ul><li>• As redes ligadas à Internet usam todas o mesmo protocolo de comunicações (TCP/IP) e fornecem um conjunto de serviços nomeadamente correio electrónico, login remoto e transferência de ficheiros; </li></ul><ul><li>• A Internet é, apenas, o meio de comunicação, i.e, o fio! </li></ul>
  4. 4. Origem e Evolução da Internet <ul><li>. Guerra Fria (anos 60) => ARPANET </li></ul><ul><li>. Interligar as principais Universidades dos EUA => Intercâmbio </li></ul><ul><li>de informação. </li></ul><ul><li>. Expansão da rede para as Universidades da Europa. </li></ul><ul><li>. Tim Berners-Lee, um informático do CERN (Laboratório Europeu de Física das Partículas), cria “casualmente” o primeiro programa escrito em Hipertexto. </li></ul><ul><li>. 1990 - Tim Berners-Lee e o seu associado Robert Cailliau criam o primeiro sistema a funcionar em hypertexto, utilizando documentos em HTML (HyperText Markup Language), dando-lhe o nome de World Wide Web (WWW). </li></ul>
  5. 5. Origem e Evolução da Internet <ul><li>Com a ajuda de um estudante do Nacional Center for Supercomputing Applications, tornam o sistema ainda mais simples e utilizável usando um rato. </li></ul><ul><li>1992 - Surge o primeiro programa de navegação na Internet -MOSAIC. </li></ul><ul><li>Expansão da WWW, e consequentemente da Internet. </li></ul><ul><li>Em 1993 estavam recenseados menos de 250 servidores, um ano depois já eram cerca de 8000, em 1995 surgiam cerca de 10 novos servidores cada dia... </li></ul>
  6. 6. Conceitos Básicos <ul><li>Network ou Rede de computadores </li></ul><ul><li>Conjunto de computadores interligados de forma a permitir a troca de dados e a partilha de recursos; </li></ul><ul><li>• Protocolo </li></ul><ul><li>Um conjunto de formatos, regras e procedimentos que regulam a troca de informação entre computadores. O protocolo utilizado na Internet é o TCP/IP; </li></ul><ul><li>• TCP/IP </li></ul><ul><li>Transmission Control Protocol/Internet Protocol é o conjunto de protocolos que garantem a troca de informação entre dois computadores; </li></ul>
  7. 7. INTERNET ≠ WWW <ul><li>INTERNET </li></ul><ul><li>Suporte físico de uma rede, constituída por milhares de redes interligadas, através de protocolos TCP/IP. </li></ul><ul><li>WWW </li></ul><ul><li>Conjunto de recursos, que podem ser acedidos de </li></ul><ul><li>uma forma simples (FTP, HTTP, etc), disponibilizados por </li></ul><ul><li>servidores de hipertexto, que permitem conjugar texto, </li></ul><ul><li>imagem e sons em documentos únicos. </li></ul>
  8. 8. Para que se usa a Internet? <ul><li>• Enviar e receber correio electrónico(e-mail); </li></ul><ul><li>• Pesquisar informação acerca de qualquer assunto; </li></ul><ul><li>• Obter dados, p.ex., texto, imagens,sons, vídeos, … </li></ul><ul><li>• Obter (download) software gratuito(shareware, freeware); </li></ul><ul><li>• Aceder a catálogos de bibliotecas e bases de dados de informação; </li></ul><ul><li>• Manter-se actualizado através da consulta de jornais, documentos oficiais, livros, etc; </li></ul><ul><li>• Participar em grupos de discussão electrónicos (chat groups). </li></ul>
  9. 9. O que é preciso para aceder à Internet? <ul><li>Para aceder à Internet é necessário: </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>• equipamento próprio (PC; Modem) </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>• um fornecedor para ligar o computador à Internet (ISP); </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>• um programa para navegar (browser). </li></ul></ul></ul></ul>
  10. 10. Existem vários tipos de modem consoante o tipo de ligação usada: O que é preciso para aceder à Internet? Até 8192 kb/s. Actualmente são mais usadas de 128 kb/s a 1024 kb/s Não interrompe as chamadas telefónicas. A largura de banda é independente para cada utilizador. Modem ADSL ADSL ( A symmetric D igital S ubscriber Line ) 64 kb/s por canal (até 2 canais) Comunicação digital interrompendo as chamadas telefónicas no(s) canal(ais) usado(s) Placa RDIS (às vezes chamada Modem por analogia com o sistema anterior, mas não o é) Linha RDIS (Rede Digital de Integração de Serviços) Até 56 kb/s (ou kbps) Comunicação analógica interrompendo as chamadas telefónicas Serviço Dial – Up porque requer uma chamada ao ISP antes de estabelecer a ligação Modem interno ou externo Linha telefónica normal Velocidade de transf. de inform.* Especificidades Equipamento Sistema / meio
  11. 11. Existem vários tipos de modem consoante o tipo de ligação usada: O que é preciso para aceder à Internet? Velocidade de transf. de inform.* Pode ir até 45 Mb/s Normalmente alugadas pelos ISPs. Linhas dedicadas T3 Pode ir até 1,544 Mb/s Normalmente alugadas pelos ISPs. Linhas dedicadas T1 De 1 Mb/s a 4 Mb/s Pode receber o sinal de Internet em qualquer parte do mundo. Parabólica + placa de PC (equipamento caro) Satélite Até 6 Mb/s. Actualmente são mais usadas de 128 kb/s a 1024 kb/s. Não usa a linha telefónica mas sim o cabo de transporte do sinal televisivo. Usa uma frequência como se fosse um canal de televisão. A largura de banda de uma zona é partilhada por vários utilizadores. Modem cabo Cabo Especificidades Equipamento Sistema / meio
  12. 12. O programa necessário para navegar na Internet chama-se browser. O Internet Explorer, o Netscape, o Opera e o Mozilla, entre outros, são exemplos de browsers da Internet. O que é preciso para aceder à Internet?
  13. 13. Internet <ul><li>. Endereço IP - O número que identifica um computador ligado à internet; também chamado o endereço internet; </li></ul><ul><li>. ftp - File Transfer Protocol. O procedimento para ligação a um computador remoto e transferência de ficheiros entre os dois; </li></ul><ul><li>. anonymous ftp - permite a ligação a um computador remoto e a troca de ficheiros sem necessidade de ter uma conta (utilizador/password); </li></ul><ul><li>. user ID- um nome constituído por uma palavra que serve de identificador; normalmente é atribuído pelo gestor do </li></ul><ul><li>sistema e é usado em conjunto com uma palavra passe servindo para autenticar o utilizador no sistema. </li></ul>
  14. 14. Internet <ul><li>Termos mais usados: </li></ul><ul><li>Download – Processo de transferência servidor para um computador local. </li></ul><ul><li>Upload – Processo de transferência de computador remoto. </li></ul><ul><li>GIF (Graphics Interchange Format) – Ficheiro comprimido em formato binário. </li></ul><ul><li>JPEG, JPG (Join Photographic Experts) comprimir imagens fotográficas e mais. </li></ul><ul><li>MPEG (Motion Picture Experts Group) – vídeo comprimido de alta qualidade. </li></ul>
  15. 15. Computadores, Endereços e Dominios <ul><li>Todos os computadores ligados à Internet têm um endereço numérico, p. ex., 194.38.153.225 ou 193.137.214.1. </li></ul><ul><li>Todos os endereços IP são formados por 4 componentes (números), separados por pontos. Cada um dos números está entre 0 e 255; </li></ul><ul><li>Para tornar os endereços IP mais fáceis de recordar, associam-se, normalmente, nomes aos números. Por exemplo, o servidor de mail do IPS é bocage.dm-ips.pt e o outro endereço é www.eq.uc.pt. </li></ul><ul><li>Todos os computadores do domínio do IPS têm endereços terminados em .ips.pt. todos os computadores em </li></ul><ul><li>domínios portugueses têm endereços terminados em .pt. </li></ul>
  16. 16. Endereço <ul><li>O URL (Universal Resource locator) é composto por: </li></ul><ul><li>Protocolo://servidor.domínio/localização da página </li></ul><ul><li>http://www.esec-pde-macedo.rcts.pt/index </li></ul>
  17. 17. NetEtiquette <ul><li>Existe uma série de normas que devem ser respeitadas para que a comunicação entre pessoas funcione. </li></ul><ul><li>Destacam-se, entre outras: </li></ul><ul><ul><li>• ser breve; </li></ul></ul><ul><ul><li>• não usar palavras inteiras em maiúsculas, pois significa «gritar» ou estar irritado; </li></ul></ul><ul><ul><li>• respeitar os temas ao colocar mensagens nos grupos de discussão temática (Newsgroups) – não colocar, por exemplo, mensagens sobre desporto num grupo de fotografia. </li></ul></ul>
  18. 18. Além das normas anteriores, é comum substituir texto simples por smileys para exprimir sentimentos: NetEtiquette
  19. 19. Serviços básicos Correio electrónico (e-mail) Apesar de ter algumas semelhanças com o correio tradicional, nomeadamente pela necessidade de remetente e endereço, o correio electrónico prima pela sua rapidez. Está, no entanto, limitado ao envio de informação digital. O serviço de correio electrónico coloca mensagens em qualquer parte do mundo em apenas alguns segundos.
  20. 20. Serviços básicos World Wide Web A WWW é um dos serviços responsáveis pela enorme expansão da Internet nos últimos anos. É um serviço preferencial para a troca de informação com todos os acessórios multimédia. A World Wide Web consiste numa gigantesca rede de informação disponivel na Internet composta por textos, gráficos, sons e imagens.
  21. 21. Serviços básicos Transferência de ficheiros A transferência de ficheiros (FTP – File Transfer Protocol) é um protocolo responsável pela transferência de ficheiros entre os computadores da Internet.
  22. 22. Serviços básicos Grupos de discussão (Newsgroups) Nos jornais ou hipermercados existem zonas para colocação de anúncios. A Internet disponibiliza um serviço semelhante através dos grupos de discussão temática ( newsgroups ).
  23. 23. Os servidores de News disponibilizam milhares de temas. O utilizador compromete-se a colocar mensagens cujo conteúdo respeita o tema em discussão. Serviços básicos G rupos de discussão (Newsgroups)
  24. 24. Serviços básicos c omunicação em tempo real (chat: IRC; ICQ) A comunicação em tempo real funciona através do acesso a um servidor de IRC (Internet Relay Chat), usando uma alcunha (nickname). Em seguida deve escolher-se um canal onde estão os outros utilizadores – o canal é considerado, de certa forma, o ponto de encontro. Por fim, basta escolher o destinatário e digitar uma mensagem.
  25. 25. Serviços básicos Videoconferência Os sistemas de comunicação evoluíram de modo a permitir conjugar informação áudio e vídeo, em condições aceitáveis, para mais de uma pessoa ao mesmo tempo. Permitem ainda partilhar aplicações como o WordPad e quadros de desenho em tempo real.
  26. 26. Navegação na WWW (Web) Navegar (ou «surfar», como também é costume dizer) na Web significa que se pode, facilmente, aceder a várias páginas ou sites (conjuntos de páginas), com a possibilidade de se «saltar» de local constantemente, seguindo um rumo ou sem destino certo.
  27. 27. Hiperligações <ul><li>A hiperligação é uma ligação, constituída normalmente, por texto ou imagem, que permite «saltar» para outro ponto na mesma página, ou para outra página cujo conteúdo está relacionado com o texto ou imagem da hiperligação. </li></ul><ul><li>Quando se posiciona o rato sobre uma hiperligação, o apontador do rato muda de forma para uma mão com um dedo levantado. </li></ul>
  28. 28. Download de software <ul><li>A Web permite a transferência de software para o computador do utilizador ( download ), havendo vários sites que disponibilizam este serviço. </li></ul>
  29. 29. Conceitos básicos de navegação <ul><li>A navegação pressupõe procurar, abrir, fechar ou voltar atrás, livremente, entre as páginas da Web. O ambiente de trabalho do browser Internet Explorer permite que se executem facilmente estas operações. </li></ul>
  30. 30. Conceitos básicos de navegação <ul><li>1. Retroceder – permite a visualização da página anterior. </li></ul><ul><li>2. Menu pendente que abre as últimas páginas visitadas. Permite a colocação directa numa página, anteriormente visitada, sem ter de pressionar sucessivamente o botão retroceder. </li></ul><ul><li>3. Avançar – permite a visualização da página seguinte (só está activo quando o botão 1 já foi usado). </li></ul><ul><li>4. Parar – quando pressionado interrompe o carregamento da página pelo browser. Usado, por exemplo, quando se detecta um endereço incorrecto. </li></ul><ul><li>5. Actualizar – volta a efectuar o carregamento da página actual no browser. Utilizado quando a página foi carregada com erros ou se encontra incompleta. </li></ul>
  31. 31. Conceitos básicos de navegação <ul><li>6. Home (casa) – permite visualizar a página Web carregada quando o browser é iniciado. </li></ul><ul><li>7. Procurar – activa um menu lateral com um motor de busca para se pesquisar algo; </li></ul><ul><li>8. Favoritos – activa um menu lateral com botões para aceder a páginas anteriormente visitadas e adicionadas a esta lista. </li></ul><ul><li>9. Multimédia – permite o acesso a uma barra de ferramentas especialmente dedicada à reprodução de áudio e vídeo. </li></ul><ul><li>10. Histórico – abre um menu lateral com todos os endereços dos locais visitados armazenados por dia, semana, etc. </li></ul>
  32. 32. Conceitos básicos de navegação <ul><li>11. Correio – botão que dá acesso a um programa de correio electrónico (do tipo POP3 – Post Office Protocol), como o Outlook Express, e ao leitor de grupos de discussão. </li></ul><ul><li>12. Imprimir – para enviar para a impressora a página Web completa. </li></ul><ul><li>13. Edição – botão / menu que dá acesso aos programas do Office instalados. </li></ul><ul><li>14. Debate – dá acesso a um menu com ferramentas para participar em debates na página activa. </li></ul><ul><li>15. Barra de endereços – caixa de texto preparada para aceitar endereços de páginas Web, endereços de transferência de ficheiros, etc. Quando se termina de digitar o endereço deve carregar-se na tecla Enter ou premir o botão Ir para. </li></ul>
  33. 33. Conceitos básicos de navegação <ul><li>Da mesma maneira que um edifício é identificado pelo número da </li></ul><ul><li>porta e pelo nome de rua, cada página Web tem o seu endereço. </li></ul><ul><li>1. http:// – hipertext tranfer protocol – protocolo para a transferência de hipertexto; é assumido por omissão, não sendo necessário digitá-lo. </li></ul><ul><li>2. www.sapo.pt – endereço do servidor na Web, sendo pt o código do nosso país. </li></ul><ul><li>3. index.htm – nome do ficheiro aberto (em muitos casos, como em www.sapo.pt, não é preciso digitar index.html, pois tal ficheiro abre por omissão). </li></ul>
  34. 34. Visualização e manutenção de uma lista «Histórico» <ul><li>O Internet Explorer armazena os endereços das páginas a esta lista visitadas numa estrutura de nome «Histórico». </li></ul><ul><li>O «Histórico» é muito útil para aceder aos últimos sites visitados na Internet, porventura não guardados nos «Favoritos» </li></ul>
  35. 35. «Favoritos», sites de procura e canais <ul><li>A navegação na Web pressupõe que muitas vezes se encontrem páginas a que mais tarde se quer voltar novamente. </li></ul><ul><li>O Internet Explorer permite utilizar um mecanismo para gravar automaticamente o endereço de páginas numa lista de «Favoritos». </li></ul>
  36. 36. Procura de informações na Internet <ul><li>A procura de informação é um processo frequente e muito importante na sociedade de informação e faz-se, principalmente, com o recurso a motores de busca e directórios. </li></ul><ul><li>As pesquisas mais avançadas permitem procuras selectivas com associações variadas de palavras. </li></ul>
  37. 37. Criação e organização da lista «Favoritos» <ul><ul><ul><li>Para armazenar endereços de páginas Web na lista «Favoritos», efectuar os seguintes passos: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>• inserir o endereço no browser e verificar se a página é correctamente carregada; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>• activar FAVORITOS – Adicionar aos Favoritos ; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>• preencher o campo «Nome» com um título sugestivo; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>• caso se queira guardar o endereço numa pasta dentro dos «Favoritos», clicar no botão Criar em << de modo a conseguir a expansão da janela «Adicionar favorito»; seleccionar uma das pastas já existentes em Criar em ou clicar no botão Nova pasta … e digitar um nome para a nova pasta de acordo com o conteúdo que se vai armazenar. Premir OK. </li></ul></ul></ul>
  38. 38. Visualização dos favoritos off-line <ul><li>A visualização de uma página Web off-line – sem a ligação à Internet estar activada – pode ser conseguida se se seleccionar a opção «Disponibilizar offline ». </li></ul><ul><li>A gestão dos endereços pode ser feita em qualquer altura em FAVORITOS – Organizar Favoritos . </li></ul>

×