Seminário de geografia By: Elayne Farias!

613 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
613
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário de geografia By: Elayne Farias!

  1. 1. Energia e Ambiente GlobalCAPÍTULO V
  2. 2. ENERGIA Capacidade de produzir ou executaruma ação.
  3. 3.  Até o século XVIII, a evolução doconsumo e o aprimoramento de novastecnologias de geração de energiaforam lentos e descontínuos. ARevolução Industrial alterousubstancialmente esse panorama.
  4. 4. CICLOS INDUSTRIAIS Ciclo Hidráulicos; Ciclo do Carvão; Ciclo do Petróleo.
  5. 5. PETRÓLEO Nas primeiras décadas do século XX, adifusão dos motores que funcionam pormeio de combustão interna explica aimportância crescente do petróleo naestrutura energética dos paísesindustrializados.
  6. 6.  A queima do petróleo, do carvão e, emmenor escala, do gás natural liberagases poluentes na atmosfera, entreeles os gases de efeitoestufa, diretamente associados aoaquecimento global.
  7. 7.  A energia nuclear não produz emissõesatmosféricas e é uma opção eficientepara substituir os combustiveis fósseis.
  8. 8. POLUIÇÃO TÉRMICAA água superaquecida pelosreatores tranfere calor pararios, mares e depósitossubterrâneos pelos quaiscircula, comprometendo osecossitemas.
  9. 9. Principais emissores de gás carbônico per capita - 2006Posição País Quantidade (ton. Métricas de carbono)01 Catar 13,4602 Kuait 9,3503 Emirados Árabes Unidos 9,0004 Barein 7,8205 Trinidad e Tobago 6,9006 Luxemburgo 6,5307 Antilhas holandesas 6,2108 Aruba 6,1209 Estados Unidos 5,1810 Austrália 4,9011 Ilhas Falkland (Malvinas) 4,6012 Canadá 4,5513 Omã 4,3814 Arábia Saudita 4,38
  10. 10. CARVÃO É formado pelos restos soterrados deplantas que sofreram um lento processode solidificão quando pêntanos eflorestas recobriram as massascontinentais.
  11. 11.  Cerca de 75% do carvão extraído nomundo origina-se de minassubterrâneas, nas quais são escavadasextensas galerias que acompanham osveios carboníferos.
  12. 12. USINAS TERMELÉTRICAS A queima dos combustíveis fósseis éusada para vaporizar certa quantidadede água. O vapor aciona umturbina, ligada a um gerador deeletricidade.
  13. 13. USINAS TERMONUCLEARES A produção do calor necessário paratransformar a égua em vapor realiza-sepor meio da fissão nuclear, que ocorreno interior dos reatores.
  14. 14. USINAS HIDRELÉTRICAS A eletricidade é obtida por meio doaproveitamento das águas dos rios. Aforça hidráulica movimenta umaturbina, que aciona o geradorresponsável pela transformação deenergia hidráulica em energia elétrica.
  15. 15. POTENCIAL HIDRELÉTRICO Está diretamente condicionado pelamorfologia do relevo e pelo regime dechuvas. Nas vastas planícies daEuropa, as amplas áreas da Rússia, ocongelamento sazonal dos rios tambémconstitui obstáculo para o aumento daprodução hidrelétrica.
  16. 16.  O uso da energia eólica e da energiasolar também vem apresentandocrescimento. Mas, somadas, elas nãosuprem sequer 1% do consumoenergético total do planeta.
  17. 17. EFEITO ESTUFA É um fenômeno conhecido desde o final doséculo XIX. Naquela época, alguns cientistas jáse preocupavam com a interferência dasatividades humanas no equilibrio térmicoatmosférico e apontavam os riscos associadosàs emissões de dióxido de carbno e outrosgases tais como o metano. Alertavam, que aexcessiva concentração desses gases naatmosfera provocaria um aumento da retençãode calor e, elevaria as medias térmicas globais.
  18. 18.  Embora possa parecer insignificante, aelavação média das temperaturasglobais em 2ºC ou 3ºc pode resultar emum aquecimento enorme nas áreaspolares, gerando consequênciasdevastadoras, como o derretimento dasgeleiras e, com isso, a elevação dosníveis dos oceanos.
  19. 19. PROTOCOLO DE KYOTO Representou uma interessanteinovação nas políticas globais para omeio ambiente. De um lado ficou ameta de redução de 5% sobre os níveisde emissões é válida apenas para ospaíses desenvolvidos, que passaram ater um sistema de comércio deemissões entre os países.
  20. 20. REFERENCIAS TERRA, Lygia. Conexões: estudos degeografia geral e do Brasil / LygiaTerra, Regina Araújo, Raul BorgesGuimarães – 1 ed – São Paulo, Moderna2010.

×