SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
4/9/2010

Mudanças climáticas
O aquecimento global

Eng. Antonio Fernando Navarro. M.Sc
2007
afnavarro@terra.com.br

A destruição da camada de ozônio na estratosfera é
um dos maiores problemas ambientais do mundo.

1
4/9/2010

O que é a camada de ozônio?
A camada de ozônio é uma
concentração do gás ozônio
situada na alta atmosfera, à
distância de 10 a 50km da
superfície da Terra.

Ela funciona como um filtro solar,
protegendo os seres vivos dos
danos causados pela radiação
ultravioleta (UV) que vem do Sol.

Mas algumas substâncias, como
os gases CFC
(clorofluorcarbonos), utilizados
em geladeiras, ar-condicionado
e sprays diversos, vêm atacando
essa camada protetora.

Os CFC podem destruir as
moléculas de ozônio, provocando
o aumento do “buraco da camada
de ozônio” e contribuindo para o
“efeito estufa”.

2
4/9/2010

O resultado é que chega à
Terra uma quantidade muito
maior de raios UV, entre eles
os da faixa de radiação UV-B.

A longa exposição dos seres
humanos ao UV-B pode causar
danos à visão (catarata),
queimaduras, supressão do
sistema imunológico e câncer de
pele.

Os animais também sofrem: os raios
ultravioleta prejudicam o
desenvolvimento de peixes, camarões,
caranguejos e outros seres aquáticos.

Na região dos trópicos, a radiação
UV-B pode afetar algumas árvores,
causando atraso na floração,
alterações na estrutura das folhas e
no metabolismo das plantas.

3
4/9/2010

O Protocolo de Montreal, ao qual o Brasil aderiu em
1990, definiu metas para eliminação das substâncias
que destroem a camada de ozônio.

Faça a sua parte na proteção do meio ambiente!
Evite comprar ou usar produtos que têm essas
substâncias em sua composição.

E... proteja-se dos raios UV.

Evite a exposição ao sol no período
entre 10 e 16 horas
(11 e 17h no horário de verão).

E use protetor solar.

4
4/9/2010

Serviços Compartilhados
Regional Sudeste
SMS/SMA

Novembro de 2006

O que é Efeito Estufa?
É um

processo natural, necessário à manutenção
da vida na Terra.
Sem ele, o planeta seria muito frio.
Em situação normal, a maior parte da radiação
solar que chega à superfície da Terra é refletida
de volta para o espaço.

5
4/9/2010

Aquecimento Global

A intensificação do efeito estufa
resultante das atividades
humanas tornam a camada de
gases mais espessa, impedindo
que boa parte do calor volte
para o espaço.

O resultado é o aumento da
temperatura da atmosfera, dos
oceanos e da superfície da Terra:
o aquecimento global.

Principais gases de Efeito Estufa

Gás
DIÓXIDO DE CARBONO
(CO2)
* O que mais acelera o Efeito Estufa

Fontes

Queima de combustíveis fósseis (transportes,
produção de energia), indústrias, queimadas,
residências.

METANO
(CH4)

Indústrias, agropecuária, depósitos de lixo.

ÓXIDO DE NITROGÊNIO (NO)

Indústrias, depósitos de lixo, agropecuária.

CLOROFLUORCARBONO
(CFC)

Residências (geladeira, ar condicionado, aerosois)

6
4/9/2010

Relatório da ONU

A divulgação do IV Relatório do
Painel Intergovernamental sobre
Mudança do Clima (IPCC), da
ONU, causou grande impacto
em todo o mundo.
A principal conclusão: não há
mais dúvidas de que as ações
do homem foram determinantes
para o aquecimento global nas
últimas décadas.

Algumas conclusões do Relatório da ONU

As perdas de grandes massas
de gelo no Alasca (EUA), na
Groenlândia, no Ártico, no
Atlântico Sul, além do furacão
Catarina que atingiu o Brasil,
são conseqüências do
Aquecimento Global.

7
4/9/2010

O aumento da temperatura

A temperatura média do
planeta deverá subir entre
1,8 e 6,4 graus Celsius
neste século.
O aumento médio mais
provável é de 3 graus.

Conseqüências das mudanças climáticas

Um aumento de 2 graus já seria suficiente para
acarretar mudanças drásticas em ecossistemas
e regimes hídricos, gerando ainda mais áreas
afetadas pelas secas...

E mais dias de chuvas intensas, mais
noites quentes e dias menos frios.

8
4/9/2010

Conseqüências das mudanças climáticas

O degelo do solo congelado do Ártico e
do metano congelado no fundo dos
oceanos pode liberar imensas
quantidades de gases na atmosfera.

Se nada for feito, o gelo deve
desaparecer do Ártico na segunda
metade do século e o nível do mar
subir entre 18 cm e 59 cm.

Conseqüências das mudanças climáticas

Os países tropicais serão os mais
prejudicados. No Brasil, a Amazônia e a
caatinga são os ecossistemas mais
vulneráveis.

A floresta amazônica é muito
sensível à falta de chuvas e sua
biodiversidade vai ser afetada.

9
4/9/2010

Não temos mais tempo a perder!

A redução das emissões de CO2 e de
outros gases do Efeito Estufa são
essenciais para a vida do Planeta.
E isso depende de nós!

O aquecimento global

O recente relatório do IPCC (Painel
Intergovernamental sobre Mudanças
Climáticas) é incisivo ao afirmar que as ações
humanas estão modificando o clima do planeta.
As conseqüências podem inviabilizar a vida.

10
4/9/2010

O COMPROMISSO COM A SUSTENTABILIDADE

Há várias atitudes que você pode
tomar para fazer do mundo um
lugar mais sustentável.
Que tal evitar desperdícios,
reciclar materiais e usar a energia
e os recursos naturais de forma
mais econômica?

O CONSUMO

SUSTENTÁVEL

¢

Cada vez que consumir algo, lembre
que a fabricação e o transporte de
qualquer produto consomem energia.

¢

Mais de 60% da demanda de energia
no Brasil é gerada pela indústria e
pelo transporte.

11
4/9/2010

Faça a sua parte

Em casa e no trabalho:
n

Reduza seu lixo: evite o consumo de
supérfluos e descartáveis.

n

Faça a coleta seletiva. Separe o lixo
orgânico dos materiais recicláveis.

n

Tenha cuidado com os resíduos
perigosos: lâmpadas fluorescentes, pilhas
e baterias usadas não podem ser
misturadas ao lixo comum.

Faça a sua parte

No supermercado:
n

Fique atento ao comprar alimentos que
estragam rápido.

n

Dê preferência às embalagens
retornáveis.

n

Escolha produtos locais. Isso reduz as
emissões de CO2 durante o transporte.

n

Evite comprar produtos nocivos ao meio
ambiente.

12
4/9/2010

Faça a sua parte

Economize água:
n
n

n
n

Diminua o tempo dos banhos.
Feche a torneira enquanto escova os
dentes e lava a louça.
Use regador em vez de mangueira.
Verifique se as torneiras e descargas
estão vedando adequadamente.

Faça a sua parte

Economize energia elétrica:
n

n
n

n

Use lâmpadas mais eficientes e apague a luz
quando o ambiente estiver vazio.
Instale o ar-condicionado em local de sombra.
Verifique, regularmente, a borracha de
vedação da geladeira.
Reduza o uso do forno elétrico.

13
4/9/2010

Faça a sua parte

§ Pratique o transporte solidário. Dê carona e
procure utilizar menos o seu carro em trajetos
curtos. Utilize mais o transporte coletivo e exija
que ele seja de qualidade.

§ Use madeira e produtos certificados. É a
garantia de que os recursos foram retirados de
forma responsável.

Sua atitude faz a diferença!

14

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ciências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufaCiências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufaMariana Silva
 
Problemas Ambientais AtmosféRicos
Problemas Ambientais AtmosféRicosProblemas Ambientais AtmosféRicos
Problemas Ambientais AtmosféRicosguest13903fa1
 
Poluição atmosférica trabalho
Poluição atmosférica trabalhoPoluição atmosférica trabalho
Poluição atmosférica trabalhoMayjö .
 
Poluição Atmosférica
Poluição Atmosférica Poluição Atmosférica
Poluição Atmosférica kyzinha
 
Problemas da atmosfera[1]
Problemas da atmosfera[1]Problemas da atmosfera[1]
Problemas da atmosfera[1]Ana T.
 
Poluição Atmosférica
Poluição AtmosféricaPoluição Atmosférica
Poluição Atmosféricamarco :)
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosféricaRenata Sofia
 
Problemas atimosfericos
Problemas atimosfericosProblemas atimosfericos
Problemas atimosfericosEliena Leal
 
Palestra: Poluição Atmosférica - UFC - Abril - 2016
Palestra: Poluição Atmosférica - UFC - Abril - 2016Palestra: Poluição Atmosférica - UFC - Abril - 2016
Palestra: Poluição Atmosférica - UFC - Abril - 2016Luis Henrique Nunes Quezado
 
Destruição da camada de ozono 9º4
Destruição da camada de ozono 9º4Destruição da camada de ozono 9º4
Destruição da camada de ozono 9º4Mayjö .
 
Efeito estuf e camada de ozônio
Efeito estuf e camada de ozônioEfeito estuf e camada de ozônio
Efeito estuf e camada de ozôniojrcruzoficial
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosféricaKassia Santos
 
Problemas Actuais
Problemas ActuaisProblemas Actuais
Problemas Actuaisvidasegura
 
DesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais CompletoDesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais Completoprofatatiana
 

Mais procurados (19)

Ciências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufaCiências naturais: Efeito estufa
Ciências naturais: Efeito estufa
 
Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
 
Problemas Ambientais AtmosféRicos
Problemas Ambientais AtmosféRicosProblemas Ambientais AtmosféRicos
Problemas Ambientais AtmosféRicos
 
Chuvas ácidas
Chuvas ácidasChuvas ácidas
Chuvas ácidas
 
Conceitos-Poluição
Conceitos-Poluição Conceitos-Poluição
Conceitos-Poluição
 
Poluição atmosférica trabalho
Poluição atmosférica trabalhoPoluição atmosférica trabalho
Poluição atmosférica trabalho
 
Poluição Atmosférica
Poluição Atmosférica Poluição Atmosférica
Poluição Atmosférica
 
Problemas da atmosfera[1]
Problemas da atmosfera[1]Problemas da atmosfera[1]
Problemas da atmosfera[1]
 
Poluição
PoluiçãoPoluição
Poluição
 
Poluição Atmosférica
Poluição AtmosféricaPoluição Atmosférica
Poluição Atmosférica
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Problemas atimosfericos
Problemas atimosfericosProblemas atimosfericos
Problemas atimosfericos
 
Palestra: Poluição Atmosférica - UFC - Abril - 2016
Palestra: Poluição Atmosférica - UFC - Abril - 2016Palestra: Poluição Atmosférica - UFC - Abril - 2016
Palestra: Poluição Atmosférica - UFC - Abril - 2016
 
Destruição da camada de ozono 9º4
Destruição da camada de ozono 9º4Destruição da camada de ozono 9º4
Destruição da camada de ozono 9º4
 
Poluentes atmosféricos
Poluentes atmosféricosPoluentes atmosféricos
Poluentes atmosféricos
 
Efeito estuf e camada de ozônio
Efeito estuf e camada de ozônioEfeito estuf e camada de ozônio
Efeito estuf e camada de ozônio
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Problemas Actuais
Problemas ActuaisProblemas Actuais
Problemas Actuais
 
DesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais CompletoDesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais Completo
 

Destaque

ABQ59_Immaculata-Reprint-FINAL
ABQ59_Immaculata-Reprint-FINALABQ59_Immaculata-Reprint-FINAL
ABQ59_Immaculata-Reprint-FINALKerry S Jones
 
Cerrajeros Economicos 24 Horas ELCHE
Cerrajeros Economicos 24 Horas ELCHE
Cerrajeros Economicos 24 Horas ELCHE
Cerrajeros Economicos 24 Horas ELCHE penabtwsmrhshu
 
Seni budaya dan ketrampilan kelas 2 mi
Seni budaya dan ketrampilan kelas 2 miSeni budaya dan ketrampilan kelas 2 mi
Seni budaya dan ketrampilan kelas 2 miIzul_fitri
 
INTRODUCCIÓN INVESTIGACION
INTRODUCCIÓN  INVESTIGACION  INTRODUCCIÓN  INVESTIGACION
INTRODUCCIÓN INVESTIGACION 12investigacion
 
Class 9 & 10 bangla 2nd paper শব্দ ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper শব্দ ২Class 9 & 10 bangla 2nd paper শব্দ ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper শব্দ ২Cambriannews
 
Concepcion filosofica de la evaluacion
Concepcion filosofica de la evaluacionConcepcion filosofica de la evaluacion
Concepcion filosofica de la evaluacionjeniregomez
 
UP Certificate and Academic Records
UP Certificate and Academic RecordsUP Certificate and Academic Records
UP Certificate and Academic RecordsFelicia Nhandime
 
Class 9 & 10 bangla 2nd paper ধ্বনি ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper ধ্বনি ২Class 9 & 10 bangla 2nd paper ধ্বনি ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper ধ্বনি ২Cambriannews
 
programacion robot
programacion robotprogramacion robot
programacion robotjorgeniep
 
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য গঠন ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য গঠন ২Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য গঠন ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য গঠন ২Cambriannews
 
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariaisO balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariaisUniversidade Federal Fluminense
 
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য রুপান্তর ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য রুপান্তর ২Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য রুপান্তর ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য রুপান্তর ২Cambriannews
 
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...Universidade Federal Fluminense
 

Destaque (19)

Procedimento de aspectos e impactos ambientais
Procedimento de aspectos e impactos ambientaisProcedimento de aspectos e impactos ambientais
Procedimento de aspectos e impactos ambientais
 
ABQ59_Immaculata-Reprint-FINAL
ABQ59_Immaculata-Reprint-FINALABQ59_Immaculata-Reprint-FINAL
ABQ59_Immaculata-Reprint-FINAL
 
Cerrajeros Economicos 24 Horas ELCHE
Cerrajeros Economicos 24 Horas ELCHE
Cerrajeros Economicos 24 Horas ELCHE
Cerrajeros Economicos 24 Horas ELCHE
 
Seni budaya dan ketrampilan kelas 2 mi
Seni budaya dan ketrampilan kelas 2 miSeni budaya dan ketrampilan kelas 2 mi
Seni budaya dan ketrampilan kelas 2 mi
 
Plano diretor de resíduos e efluentes pdre
Plano diretor de resíduos e efluentes   pdrePlano diretor de resíduos e efluentes   pdre
Plano diretor de resíduos e efluentes pdre
 
INTRODUCCIÓN INVESTIGACION
INTRODUCCIÓN  INVESTIGACION  INTRODUCCIÓN  INVESTIGACION
INTRODUCCIÓN INVESTIGACION
 
O verdadeiro sentido do amanhã
O verdadeiro sentido do amanhãO verdadeiro sentido do amanhã
O verdadeiro sentido do amanhã
 
Class 9 & 10 bangla 2nd paper শব্দ ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper শব্দ ২Class 9 & 10 bangla 2nd paper শব্দ ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper শব্দ ২
 
Procedimento de controle de emissões atmosféricas
Procedimento de controle de emissões atmosféricasProcedimento de controle de emissões atmosféricas
Procedimento de controle de emissões atmosféricas
 
Concepcion filosofica de la evaluacion
Concepcion filosofica de la evaluacionConcepcion filosofica de la evaluacion
Concepcion filosofica de la evaluacion
 
UP Certificate and Academic Records
UP Certificate and Academic RecordsUP Certificate and Academic Records
UP Certificate and Academic Records
 
Class 9 & 10 bangla 2nd paper ধ্বনি ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper ধ্বনি ২Class 9 & 10 bangla 2nd paper ধ্বনি ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper ধ্বনি ২
 
programacion robot
programacion robotprogramacion robot
programacion robot
 
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য গঠন ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য গঠন ২Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য গঠন ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য গঠন ২
 
Grandes desastres ambientais
Grandes desastres ambientaisGrandes desastres ambientais
Grandes desastres ambientais
 
Gestão ambiental
Gestão ambientalGestão ambiental
Gestão ambiental
 
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariaisO balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
 
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য রুপান্তর ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য রুপান্তর ২Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য রুপান্তর ২
Class 9 & 10 bangla 2nd paper বাক্য রুপান্তর ২
 
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
 

Semelhante a Camada de Ozônio e Aquecimento Global

Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da ÁguaProblemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da ÁguaRogério Bartilotti
 
Ambiente e desenvolvimento, gonçalo e andré
Ambiente e desenvolvimento, gonçalo e andréAmbiente e desenvolvimento, gonçalo e andré
Ambiente e desenvolvimento, gonçalo e andréJosé Palma
 
Atmosfera - Biologia
Atmosfera - BiologiaAtmosfera - Biologia
Atmosfera - Biologia12anogolega
 
Atmosfera, o ar que respiramos(1)
Atmosfera, o ar que respiramos(1)Atmosfera, o ar que respiramos(1)
Atmosfera, o ar que respiramos(1)12anogolega
 
O Aquecimento Global e o Efeito estufa
O Aquecimento Global e o Efeito estufaO Aquecimento Global e o Efeito estufa
O Aquecimento Global e o Efeito estufatiagofl
 
Fisica Nosso Mundo
Fisica Nosso MundoFisica Nosso Mundo
Fisica Nosso Mundoguestbf5561
 
Camada do ozono
Camada do ozonoCamada do ozono
Camada do ozonotuchav
 
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdf
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdfGEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdf
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdfCamilo Rego
 

Semelhante a Camada de Ozônio e Aquecimento Global (20)

Mudanças climáticas e o aquecimento global
Mudanças climáticas e o aquecimento globalMudanças climáticas e o aquecimento global
Mudanças climáticas e o aquecimento global
 
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da ÁguaProblemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
Problemas Atmosféricos e Geopolítica da Água
 
Ambiente e desenvolvimento, gonçalo e andré
Ambiente e desenvolvimento, gonçalo e andréAmbiente e desenvolvimento, gonçalo e andré
Ambiente e desenvolvimento, gonçalo e andré
 
Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
 
Atmosfera - Biologia
Atmosfera - BiologiaAtmosfera - Biologia
Atmosfera - Biologia
 
Atmosfera, o ar que respiramos(1)
Atmosfera, o ar que respiramos(1)Atmosfera, o ar que respiramos(1)
Atmosfera, o ar que respiramos(1)
 
O Aquecimento Global e o Efeito estufa
O Aquecimento Global e o Efeito estufaO Aquecimento Global e o Efeito estufa
O Aquecimento Global e o Efeito estufa
 
Pp tozono2
Pp tozono2Pp tozono2
Pp tozono2
 
Power Point Pinto
Power  Point  PintoPower  Point  Pinto
Power Point Pinto
 
E.A. PoluiçãO AtmosféRica
E.A. PoluiçãO AtmosféRicaE.A. PoluiçãO AtmosféRica
E.A. PoluiçãO AtmosféRica
 
Em defesa do meio ambiente
Em defesa do meio ambienteEm defesa do meio ambiente
Em defesa do meio ambiente
 
Em defesa do meio ambiente
Em defesa do meio ambienteEm defesa do meio ambiente
Em defesa do meio ambiente
 
Fisica Nosso Mundo
Fisica Nosso MundoFisica Nosso Mundo
Fisica Nosso Mundo
 
A Fisica em nosso mundo
A Fisica em nosso mundoA Fisica em nosso mundo
A Fisica em nosso mundo
 
Fisica nosso mundo
Fisica nosso mundoFisica nosso mundo
Fisica nosso mundo
 
Fisica nosso mundo
Fisica nosso mundoFisica nosso mundo
Fisica nosso mundo
 
Fisica Nosso Mundo
Fisica Nosso MundoFisica Nosso Mundo
Fisica Nosso Mundo
 
Camada do ozono
Camada do ozonoCamada do ozono
Camada do ozono
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
 
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdf
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdfGEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdf
GEOGRAFIA 3 ANO 3 PERIODO.pdf
 

Mais de Universidade Federal Fluminense

Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...
Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...
Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...Universidade Federal Fluminense
 
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...Universidade Federal Fluminense
 
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo Cronológico
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo CronológicoA evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo Cronológico
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo CronológicoUniversidade Federal Fluminense
 
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...Universidade Federal Fluminense
 
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...Universidade Federal Fluminense
 
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do tribunal de contas da...
Os desmandos públicos em vários momentos:  a atuação do tribunal de contas da...Os desmandos públicos em vários momentos:  a atuação do tribunal de contas da...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do tribunal de contas da...Universidade Federal Fluminense
 
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...Universidade Federal Fluminense
 
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...Universidade Federal Fluminense
 
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...Universidade Federal Fluminense
 
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos aplicação da metodolo...
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos   aplicação da metodolo...Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos   aplicação da metodolo...
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos aplicação da metodolo...Universidade Federal Fluminense
 
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...Universidade Federal Fluminense
 
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriaisCenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriaisUniversidade Federal Fluminense
 
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...Universidade Federal Fluminense
 
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriaisCenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriaisUniversidade Federal Fluminense
 
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...Universidade Federal Fluminense
 

Mais de Universidade Federal Fluminense (20)

Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...
Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...
Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...
 
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
 
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo Cronológico
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo CronológicoA evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo Cronológico
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo Cronológico
 
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
 
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...
 
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do tribunal de contas da...
Os desmandos públicos em vários momentos:  a atuação do tribunal de contas da...Os desmandos públicos em vários momentos:  a atuação do tribunal de contas da...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do tribunal de contas da...
 
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...
 
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...
 
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...
 
The five structural columns of risk analysis techniques
The five structural columns of risk analysis techniquesThe five structural columns of risk analysis techniques
The five structural columns of risk analysis techniques
 
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos aplicação da metodolo...
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos   aplicação da metodolo...Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos   aplicação da metodolo...
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos aplicação da metodolo...
 
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
 
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriaisCenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
 
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
 
Metodologias de mensuração de riscos
Metodologias de mensuração de riscosMetodologias de mensuração de riscos
Metodologias de mensuração de riscos
 
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civilEstruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
 
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriaisCenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
 
Os seguros e os riscos como compreendê-los
Os seguros e os riscos   como compreendê-losOs seguros e os riscos   como compreendê-los
Os seguros e os riscos como compreendê-los
 
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civilEstruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
 
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
 

Último

Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 

Último (20)

Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 

Camada de Ozônio e Aquecimento Global

  • 1. 4/9/2010 Mudanças climáticas O aquecimento global Eng. Antonio Fernando Navarro. M.Sc 2007 afnavarro@terra.com.br A destruição da camada de ozônio na estratosfera é um dos maiores problemas ambientais do mundo. 1
  • 2. 4/9/2010 O que é a camada de ozônio? A camada de ozônio é uma concentração do gás ozônio situada na alta atmosfera, à distância de 10 a 50km da superfície da Terra. Ela funciona como um filtro solar, protegendo os seres vivos dos danos causados pela radiação ultravioleta (UV) que vem do Sol. Mas algumas substâncias, como os gases CFC (clorofluorcarbonos), utilizados em geladeiras, ar-condicionado e sprays diversos, vêm atacando essa camada protetora. Os CFC podem destruir as moléculas de ozônio, provocando o aumento do “buraco da camada de ozônio” e contribuindo para o “efeito estufa”. 2
  • 3. 4/9/2010 O resultado é que chega à Terra uma quantidade muito maior de raios UV, entre eles os da faixa de radiação UV-B. A longa exposição dos seres humanos ao UV-B pode causar danos à visão (catarata), queimaduras, supressão do sistema imunológico e câncer de pele. Os animais também sofrem: os raios ultravioleta prejudicam o desenvolvimento de peixes, camarões, caranguejos e outros seres aquáticos. Na região dos trópicos, a radiação UV-B pode afetar algumas árvores, causando atraso na floração, alterações na estrutura das folhas e no metabolismo das plantas. 3
  • 4. 4/9/2010 O Protocolo de Montreal, ao qual o Brasil aderiu em 1990, definiu metas para eliminação das substâncias que destroem a camada de ozônio. Faça a sua parte na proteção do meio ambiente! Evite comprar ou usar produtos que têm essas substâncias em sua composição. E... proteja-se dos raios UV. Evite a exposição ao sol no período entre 10 e 16 horas (11 e 17h no horário de verão). E use protetor solar. 4
  • 5. 4/9/2010 Serviços Compartilhados Regional Sudeste SMS/SMA Novembro de 2006 O que é Efeito Estufa? É um processo natural, necessário à manutenção da vida na Terra. Sem ele, o planeta seria muito frio. Em situação normal, a maior parte da radiação solar que chega à superfície da Terra é refletida de volta para o espaço. 5
  • 6. 4/9/2010 Aquecimento Global A intensificação do efeito estufa resultante das atividades humanas tornam a camada de gases mais espessa, impedindo que boa parte do calor volte para o espaço. O resultado é o aumento da temperatura da atmosfera, dos oceanos e da superfície da Terra: o aquecimento global. Principais gases de Efeito Estufa Gás DIÓXIDO DE CARBONO (CO2) * O que mais acelera o Efeito Estufa Fontes Queima de combustíveis fósseis (transportes, produção de energia), indústrias, queimadas, residências. METANO (CH4) Indústrias, agropecuária, depósitos de lixo. ÓXIDO DE NITROGÊNIO (NO) Indústrias, depósitos de lixo, agropecuária. CLOROFLUORCARBONO (CFC) Residências (geladeira, ar condicionado, aerosois) 6
  • 7. 4/9/2010 Relatório da ONU A divulgação do IV Relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima (IPCC), da ONU, causou grande impacto em todo o mundo. A principal conclusão: não há mais dúvidas de que as ações do homem foram determinantes para o aquecimento global nas últimas décadas. Algumas conclusões do Relatório da ONU As perdas de grandes massas de gelo no Alasca (EUA), na Groenlândia, no Ártico, no Atlântico Sul, além do furacão Catarina que atingiu o Brasil, são conseqüências do Aquecimento Global. 7
  • 8. 4/9/2010 O aumento da temperatura A temperatura média do planeta deverá subir entre 1,8 e 6,4 graus Celsius neste século. O aumento médio mais provável é de 3 graus. Conseqüências das mudanças climáticas Um aumento de 2 graus já seria suficiente para acarretar mudanças drásticas em ecossistemas e regimes hídricos, gerando ainda mais áreas afetadas pelas secas... E mais dias de chuvas intensas, mais noites quentes e dias menos frios. 8
  • 9. 4/9/2010 Conseqüências das mudanças climáticas O degelo do solo congelado do Ártico e do metano congelado no fundo dos oceanos pode liberar imensas quantidades de gases na atmosfera. Se nada for feito, o gelo deve desaparecer do Ártico na segunda metade do século e o nível do mar subir entre 18 cm e 59 cm. Conseqüências das mudanças climáticas Os países tropicais serão os mais prejudicados. No Brasil, a Amazônia e a caatinga são os ecossistemas mais vulneráveis. A floresta amazônica é muito sensível à falta de chuvas e sua biodiversidade vai ser afetada. 9
  • 10. 4/9/2010 Não temos mais tempo a perder! A redução das emissões de CO2 e de outros gases do Efeito Estufa são essenciais para a vida do Planeta. E isso depende de nós! O aquecimento global O recente relatório do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) é incisivo ao afirmar que as ações humanas estão modificando o clima do planeta. As conseqüências podem inviabilizar a vida. 10
  • 11. 4/9/2010 O COMPROMISSO COM A SUSTENTABILIDADE Há várias atitudes que você pode tomar para fazer do mundo um lugar mais sustentável. Que tal evitar desperdícios, reciclar materiais e usar a energia e os recursos naturais de forma mais econômica? O CONSUMO SUSTENTÁVEL ¢ Cada vez que consumir algo, lembre que a fabricação e o transporte de qualquer produto consomem energia. ¢ Mais de 60% da demanda de energia no Brasil é gerada pela indústria e pelo transporte. 11
  • 12. 4/9/2010 Faça a sua parte Em casa e no trabalho: n Reduza seu lixo: evite o consumo de supérfluos e descartáveis. n Faça a coleta seletiva. Separe o lixo orgânico dos materiais recicláveis. n Tenha cuidado com os resíduos perigosos: lâmpadas fluorescentes, pilhas e baterias usadas não podem ser misturadas ao lixo comum. Faça a sua parte No supermercado: n Fique atento ao comprar alimentos que estragam rápido. n Dê preferência às embalagens retornáveis. n Escolha produtos locais. Isso reduz as emissões de CO2 durante o transporte. n Evite comprar produtos nocivos ao meio ambiente. 12
  • 13. 4/9/2010 Faça a sua parte Economize água: n n n n Diminua o tempo dos banhos. Feche a torneira enquanto escova os dentes e lava a louça. Use regador em vez de mangueira. Verifique se as torneiras e descargas estão vedando adequadamente. Faça a sua parte Economize energia elétrica: n n n n Use lâmpadas mais eficientes e apague a luz quando o ambiente estiver vazio. Instale o ar-condicionado em local de sombra. Verifique, regularmente, a borracha de vedação da geladeira. Reduza o uso do forno elétrico. 13
  • 14. 4/9/2010 Faça a sua parte § Pratique o transporte solidário. Dê carona e procure utilizar menos o seu carro em trajetos curtos. Utilize mais o transporte coletivo e exija que ele seja de qualidade. § Use madeira e produtos certificados. É a garantia de que os recursos foram retirados de forma responsável. Sua atitude faz a diferença! 14