Vai pousar onde quiseres
Meu Melro é um projeto musical que nasceu, curiosamente, ‘dentro’ de umabiblioteca escolar. Quando o seu autor, o professo...
O conteúdo dos textos é muito demarcado, as mensagens são fortes e têm quase sempre oobjectivo de transmitir valores. Além...
Um gato, em casa sozinho, sobeà janela para que, da rua, ovejam.O sol bate nos vidros eaquece o gato que, imóvel,parece um...
Na nossa biblioteca dia 30 denovembro
Vai pousar onde quiseres  ppt
Vai pousar onde quiseres  ppt
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vai pousar onde quiseres ppt

211 visualizações

Publicada em

Apresentação do projeto" O meu Melro" de Hugo Correia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
211
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vai pousar onde quiseres ppt

  1. 1. Vai pousar onde quiseres
  2. 2. Meu Melro é um projeto musical que nasceu, curiosamente, ‘dentro’ de umabiblioteca escolar. Quando o seu autor, o professor Hugo Correia, surpreendidopelas ‘FÁBULAS’ de Henrique ONeill decidiu, em jeito deexperiência, musicar dois desses textos, a ideia surgiu. Criar uma obra inscritanessa temática, das fábulas e parábolas.Meu Melro foi o pseudónimo que decidiu adoptar, recuperando um dito decariz popular que está em alguma medida ligada à irreverência da infância e auma fase juvenil das nossas vidas, transpondo essa realidade para o facto deexistir neste projeto uma ‘apropriação’ das obras musicadas.
  3. 3. O conteúdo dos textos é muito demarcado, as mensagens são fortes e têm quase sempre oobjectivo de transmitir valores. Além dos textos de Oneill, podem ser ouvidas as palavrasde Alexandre Parafita, Nuno Júdice entre outros:• OS DOIS SUJOS………………………………… Henrique O’neill• CARANGUEJO E O FILHO…………………. Henrique O’neill• O AVESTRUZ………………………………….. Henrique O’neill• EXTREMOS………………………………………. Henrique O’neill• BORBOLETA RECADEIRA…………………. Alexandre Parafita• GATO………………………………………………. Nuno Júdice• O QUE NÃO TE MATA……………………… Provérbios Populares• A ARANHA E O SOL…………………………. Alexandre Parafita• O GRIFO…………………………………………. José Jorge Letria• O FIM…………………………………………….. Mário de Sá Carneiro• CANÇÃO DA FLORESTA………………….. Firmino Mendes
  4. 4. Um gato, em casa sozinho, sobeà janela para que, da rua, ovejam.O sol bate nos vidros eaquece o gato que, imóvel,parece um objecto.Fica assim para que oinvejem - indiferentemesmo que o chamem.Por não sei que privilégio,os gatos conhecema eternidade.Nuno JúdiceIn Assinar a pele ( antologia de poesiacontemporânea sobre gatos)
  5. 5. Na nossa biblioteca dia 30 denovembro

×