Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Comunicação e Multimédia
Produção Audiovisual II

Dossier de Produção
Cavalari...
Índice

Pré-produção
Introdução ………………………………………………………………………………………..………..3
Pesquisa técnica, estética e factual………………………………...
Introdução:
O cinema documental nasce de uma imagem registada da realidade.
Montar não é andar a Cavalo, e ser Cavaleiro n...
Pesquisa técnica, estética e factual:
O documentário é um género cinematográfico caracterizado pela exploração da
realidad...
Género:
Filme experimental-documental.

Ideia/conceito:
O projecto documental retrata a Cavalariça das Bouças, situada em ...
Storyline:
Guião técnico:

Data

Cena

Nº
Plano

Iluminação

Equipamento

Angulo

Escala

Movimento

Ação

Texto

Som

Tempo

Obs.

I...
Guião de intenção:
Cena 1:
Plano Geral da área das cavalariças. Pequena demostração do espaço e das condições
envolvente.
...
Cena 6:
Planos Pormenor de um cavalo.
Plano 1 – Plano pormenor da pata do cavalo;
Plano 2 – Plano pormenor do focinho do c...
Storyboard:
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dossier de produção

230 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
230
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
101
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dossier de produção

  1. 1. Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Comunicação e Multimédia Produção Audiovisual II Dossier de Produção Cavalariça das Bouças Ana Dias n.º 41008 Carla Teixeira n.º 52622 Patrícia Chyczij n.º 54749 2013/2014
  2. 2. Índice Pré-produção Introdução ………………………………………………………………………………………..………..3 Pesquisa técnica, estética e factual……………………………………………………………….4 Sinopse ……………………………………………………………………………….……………………….5 Storyline ………………………………………………………………………………………………………6 Guião técnico ………………………………………………………………………………………………7 Guião de intenção ……………………………………………………………………………………….8 Storyboard …………………………………………………………………………………………………10
  3. 3. Introdução: O cinema documental nasce de uma imagem registada da realidade. Montar não é andar a Cavalo, e ser Cavaleiro não é ser piloto. Aqui a máquina é um ser vivo com sensibilidade, temperamento e vontade própria. No Centro Hípico da Cavalariça das Bouças executam-se aulas de equitação e é através dessas aulas que mais tarde os alunos podem competir a nível nacional. Este projecto documental serve como forma de promover este Centro Hípico, para que esta actividade possa voltar a ter uma maior importância na sociedade, principalmente nos jovens. “Fazer um documentário é um ato de pensar sobre as coisas. É um ato de comunicarse com outras pessoas, de reflectir sobre si mesmo. É uma forma de se relacionar com o mundo”.
  4. 4. Pesquisa técnica, estética e factual: O documentário é um género cinematográfico caracterizado pela exploração da realidade. No entanto, não representa a realidade tal qual ela é. O objectivo é criar uma representação parcial e subjectiva da realidade. Este género cinematográfico foi criado por Dziga Vertov, desenvolvendo o conceito de “cinema-verdade”. Dziga Vertov acreditava que o olho da câmara era mais fiel á realidade dos factos do que o olho humano. Para a realização deste projecto, pesquisamos técnicas, ângulos e tipos de planos utilizados em documentários, tal como “Uma verdade inconveniente” de Davis Guggenheim. Sites:      http://pt.wikipedia.org/wiki/Cinema http://www.primeirofilme.com.br/site/o-livro/enquadramentos-planos-eangulos/´ http://pt.wikipedia.org/wiki/Plano_(cinema) http://www.eca.usp.br/pjbr/arquivos/ensaios7_d.htm http://www.infopedia.pt/$documentario
  5. 5. Género: Filme experimental-documental. Ideia/conceito: O projecto documental retrata a Cavalariça das Bouças, situada em Borbela, Vila Real. O documentário irá conter fotografias do local, filmagens de algumas aulas de equitação e um pequeno relato sobre a história da Cavalariça. A Cavalariça das Bouças é uma escola de equitação, com inúmeros espaços verdes que atraem toda a população, não só por ser um espaço onde existem não só aulas de equitação mas também pelos passeios de charrete que se realizam durante todo o Verão. Sinopse: Entre o Homem e o Cavalo, deve existir, antes de tudo, uma relação de companheirismo, cumplicidade e amizade. É preciso que haja empatia entre o treinador e o animal para que o relacionamento seja harmonioso. Através de um documentário realizado nas Cavalariças vai ser possível demonstrar o relacionamento que existe entre o Cavalo e o Homem.
  6. 6. Storyline:
  7. 7. Guião técnico: Data Cena Nº Plano Iluminação Equipamento Angulo Escala Movimento Ação Texto Som Tempo Obs. Interior/Exterior Outubro 1 1/2/3 Exterior Natural Cannon 550, tripé Frontal Geral Movimento - - - 80s - Outubro 2 1/2/3 Interior Natural Cannon 550, tripé Frontal Médio Fixo - - - 60s - Outubro 3 1/2/3 Exterior Natural Cannon 550, tripé Frontal Geral Fixo - - - 90s - Outubro 4 1/2/3 Exterior Natural Cannon 550, tripé Frontal Geral Fixo - - - 70s - Outubro 5 1/2/3 Exterior Natural Cannon 550, tripé Frontal Grande Plano Fixo - - - 120s - Outubro 6 1/2/3 Interior Exterior Natural Cannon 550, tripé Frontal Pormenor Fixo - - - 50s - Outubro 7 1 Exterior Natural Cannon 550, Frontal tripé Médio Fixo - - - - - e
  8. 8. Guião de intenção: Cena 1: Plano Geral da área das cavalariças. Pequena demostração do espaço e das condições envolvente. Plano 1- Plano da área verde /ambiente/natureza; Plano 2 – Plano da arena onde se realizam as aulas de equitação; Plano3 – Plano dos estábulos, onde se encontram os cavalos; Cena 2: Plano Médio dos cavalos no estábulo. Observação dentro do mesmo, ver como se comportam, o que comem, entre outras coisas. Plano 1 – Plano do cavalo a comer; Plano 2- Plano do cavalo a descansar/dormir; Plano 3 – Plano do cavalo a ser retirado do estábulo; Cena 3: Plano Geral de um cavaleiro a dar banho e a escovar o seu cavalo. Plano 1- Plano do Cavaleiro a ensaboar o cavalo; Plano 2 – Plano Do cavaleiro a escovar o cavalo; Plano 3- Plano do Cavaleiro a secar e alisar o pelo do cavalo; Cena 4: Plano Geral do cavaleiro e do cavalo a preparem-se para uma aula de equitação. Plano 1 – Plano do cavaleiro equipado para a aula (uso de traje com botas (ou polainas), calções e toque (opcional para adultos); Plano 2 – Plano do cavaleiro a colocar a sela no cavalo; Plano 3 – Plano do cavaleiro a subir para o cavalo e a dirigir-se à arena; Cena 5: Grande Plano das aulas de equitação: verificar como são e onde são realizadas as aulas e como. Plano 1 – Plano de um cavalo a andar a trote; Plano 2 – Plano de um cavalo a andar a galope; Plano 3 – Plano de um cavalo a saltar barreiras;
  9. 9. Cena 6: Planos Pormenor de um cavalo. Plano 1 – Plano pormenor da pata do cavalo; Plano 2 – Plano pormenor do focinho do cavalo; Plano 3- Plano pormenor do rabo do cavalo; Cena 7 Plano Médio de uma entrevista ao responsável pela Instituição, Cavalariça das Bouças.
  10. 10. Storyboard:

×