Especificação Técnica

1.994 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.994
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
24
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Especificação Técnica

  1. 1. ÍndiceModelo de Arquitectura Técnica ............................................................................................. 3Mapas de navegação .................................................................................................................... 5Fluxogramas das principais funções ......................................................................................... 8Modelo de Base de Dados ......................................................................................................... 12 2
  2. 2. Especificação TécnicaModelo/arquitectura do sistema Diagrama de Blocos inserido no contexto da Arquitectura de Sistemas Todo o sistema no qual a aplicação TouchEat se integra baseia-se em três plataformasdistintas, a designar: a mesa multi touch construída no ano passado pelos elementos doprojecto "DecaTouch", o StandAlone da aplicação e a por último a aplicação web debackoffice. 3
  3. 3. A mesa multi touch tem como base de construção um setup LLP (laser light plane) emque se recorre a lasers de infra-vermelhos para identificação de Blops (eventos de toque) quesão captados por uma câmara PlaystationEyetoy, alterada com um filtro de IR. No momento que se verifica a interrupção do sinal de infravermelhos, a câmara – emconjunto com o software de tracking CCV/TBeta - reconhece a descontinuidade dos feixes,criando os já citados Blops, aos quais é atribuído um identificador. A aplicação Stand-alone tem como constituintes dois softwares e um plugin: TBeta/CCV,FlashCS4 (AS3.0) e ainda o Plugin GestureWorks para o flash. Como já referido a aplicaçãoCCV faz o tracking dos inputs de toque. O Flash (ferramenta de programação) atribui umsignificado a esses mesmos inputs, auxiliado pela biblioteca de gestos GestureWorks, oterceiro software, que de forma simples e directa permite estabelecer a associação do Blop àfuncionalidade. No entanto, importa referir que a triangulação destes três softwares, apesar de seapresentar como uma solução de fácil aplicação não funciona na sua totalidade. Registam-sealgumas falhas de comunicação entre o CCV e a última versão do GestureWorks, facto que setem apresentado como obstáculo à fluidez de trabalho esperado inicialmente. Por último, a aplicação web do backoffice tem como principal função a edição (remota enão local) dos principais conteúdos da aplicação TouchEat. Este backoffice será feito comrecurso às tecnologias de PHP e PhpMyAdmin - gestão de base de dados, de maneira permitirque qualquer pessoa externa à construção da aplicação (em AS3.0) possa alterar conteúdos damesma. No diagrama de blocos apresentado regista-se ainda a ligação da aplicação TouchEat àinternet, permitindo a realização de todo o percurso de PHP - Servidor - BD, para registo,leitura e manipulação de dados. 4
  4. 4. Especificação TécnicaMapas de navegaçãoAplicação: Mapa de navegação relativo à Aplicação Touch Eat Na aplicação TouchEat apenas haverá um tipo de utilizador (genérico), não havendodiferenciação de idades, géneros, etc. O mapa de navegação apresentado representa opercurso que o utilizador comum (ou utilizadores) fazem na aplicação, tal como as escolhasque fazem parte desse percurso. Importa referir que as escolhas não condicionam o trajecto,mas sim os conteúdos que posteriormente são apresentados em cada uma das fases. 5
  5. 5. No bloco "Início" apenas será apresentado na mesa o Logótipo do TouchEat. Comdouble tap há uma animação de aparecimento da primeira fase do Cardápio e do ícone de"mais info" do restaurante. Neste "mais info" aparecem quatro opções: História, fotos, chefe e imprensa. Naprimeira secção, o cliente pode ler a história do restaurante, na secção de fotos pode visualizarcapturas fotográficas tanto do próprio edifício como de outros momentos marcantesacontecidos no local, na opção "Chefe" pode ler mais sobre o/os chefes do restaurante(historial, sítios por onde passou) e na secção de imprensa o utilizador pode consultar artigosem que o restaurante é referenciado. Ainda ao mesmo nível e como referido anteriormente, o cliente pode proceder àescolha da sua refeição através do cardápio interactivo. Esta fase é constituída por duas etapas: - Escolha sobre o tipo de comida (peixe ou carne), tipo de bebida (bebidas genéricasou vinhos) e sobremesas. - Depois de escolhida a opção anterior, é permitida a especificação da escolha estasurge como um menu popUp que responde a um evento semelhante ao conhecido OnPress. Depois de escolhida a refeição e de esta ser submetida, pelo funcionário dorestaurante - e nunca pelo cliente, toda a aplicação muda para o menu de "Curiosidades",referido no Mapa de Navegação como "Auto aprendizagem e aprendizagem colaborativa",sendo estas dois conceitos fundamentais do nosso projecto. Nesta secção o utilizador pode lercuriosidades sobre os pratos e partilha-la com o seu companheiro. Após esta fase de espera onde se pretende promover o diálogo e partilha deinformação é iniciado o menu de refeição. Consoante o identificador enviado pela submissão do pedido do Cardápio o ambientegráfico da mesa modifica-se: no caso de a escolha ser prato de peixe o ambiente torna-semarinho, no caso de ser um prato de carne o ambiente mostrará algo relacionado com o prato(paisagens alentejanas, p.e.). Nesta fase apenas haverá um ícone de ocultação de animação, poiso grupo compreende que pode não ser agradável, para alguns utilizadores, jantar numambiente com animações a decorrer em plano de fundo. Quando a refeição terminar e o funcionário retirar os pratos, este dá ordem à mesade passagem para a próxima fase através de um botão lateral. Neste momento intermédio sãomostradas opções de sobremesas e cafés, que o utilizador pode escolher com base emfotografia e informação, tal como acontece no cardápio. 6
  6. 6. Uma vez mais, quando o funcionário retirar as sobremesas acciona a nova fase,denominada no mapa como "Jogo", onde o utilizador pode jogar com o seu companheiroenquanto aguarda a vinda do café ou digestivo. Finalmente, e mais uma vez após o funcionário dar ordem para a próxima fase surge oúltimo ambiente, onde o cliente pode classificar e comentar todo o serviço prestado.BackOffice: Relativamente ao backoffice, este foi conceptualizado de forma a permitir a visualizaçãodos conteúdos previamente existentes na base de dados da aplicação. Uma das funcionalidades que importa salientar é a possibilidade de editar o conteúdo jáexistente (conteúdo referente aos diversos parâmetros integrados na base de dados), comintuito de minimizar a ocorrência de comentários, cujo cariz não se adapte ao contexto dorestaurante. Ou por sua vez, contornar a possibilidade de se verificar algum erro aquando daintrodução de novos conteúdos - também realizada no backoffice. Mapa de navegação relativo à Aplicação Touch Eat 7
  7. 7. Especificação TécnicaFluxogramas das principais funções Sendo os fluxogramas uma representação padronizada, pela utilização de símbolos,definidos da sequência de instruções e processos lógicos de um algoritmo, apresentam clarasvantagens no que toca à sua objectividade, clareza de interpretação e possibilidade de sertransposto para qualquer linguagem de programação. Segundo Manzano e Oliveira, o fluxograma tem como objectivo primordial arepresentação de um fluxo de acção de um processo lógico manual ou mecânico. Assim o grupo optou por representar, sob a forma de fluxograma, as funçõesprincipais e que pelo mesmo motivo representarão um desafio de implementação futuro. Noentanto, conhecendo a forma como implementar as funções fulcrais da aplicação, possui-se umimportante documento de auxílio na fase de que se aproxima: prototipagem. Interessa assim relembrar que o grupo seleccionou as funções que considerouprincipais: Percurso percorrido desde que o utilizador entra em contacto com a mesa táctil,percorrendo a aplicação até validar a encomenda do prato desejado; Período de autoaprendizagem e aprendizagem colaborativa, no contexto do aparecimento de característicasrelativas aos pratos que cada utilizador validou como pedido final; Momento final daexperiência da aplicação, nomeadamente o jogo, atribuição de rating ao prato e introdução deum comentário finalizador em resposta à questão - ”Esta experiência fez-me pensar em…”.Simbologia segundo a norma ISSO 5807: 1985. Principal simbologia utilizada em fluxogramas ou diagrama de blocos 8
  8. 8. Fluxograma representativo à escolha de um prato. 9
  9. 9. Fluxograma referente ao momento de auto aprendizagem / aprendizagem colaborativa, em quesurgem na mesa curiosidades relativas ao prato pedido. 10
  10. 10. Fluxograma relativo à acção de atribuir ranking ao prato que consumiu e comentário sobre aexperiência. 11
  11. 11. Especificação TécnicaModelo da Base de Dados Base de dados da aplicação Touch Eat A presente base de dados é conceptualizada mediante algumas fases/menus doprojecto Touch eat. Antes do pedido ser efectuado, no contexto de restaurante, à recurso a base de dadospara obter o valor das votações atribuidas aos diversos pratos (numa escala de 1-5 estrelas),pelos clientes que frequentam o restaurante. Recorre-se, igualmente, à base-de-dados, referente à informação do Restaurante, como objectivo de permitir a visualização de comentários elaborados por cada cliente, que seencontra disposto a deixar o seu parecer sobre esta nova experiência de lazer e refeição. Volta-se a consultar a base-de-dados, na fase final do jogo, em que é guardada apontuação, adquirida pela mesa (dentro da corrente sessão), e devolvida a lista das melhorespontuações da mesma. Após o jogo, o cliente pode demonstrar a sua satisfação perante o prato queconsumiu, e escrever a sua própria opinião relacionada com a experiência vivida comentando. 12
  12. 12. Os campos preenchidos, referentes ao rating do prato (valor 1-5), ao nome, local, ecomentário propriamente dito, são guardados na base-de-dados que actualiza, adicionando osnovos dados, os parametros dos comentários do Restaurante e das votações dos Pratos. Cada vez que a sessão é iniciada, é atribuido um “id” único relacionado com o“id” damesa, na qual se inicia a aplicação, sendo registadas a data e hora corrente e guardadas apontuação final e tempo obtido na realização do jogo. A sessão, perante os pratos seleccionados na fase do pedido, guarda os “id”scorrespondentes para no final da refeição ser possível proceder à votação a atribuir ao pedidoefectuado. Os valores atribuidos têm “id”s identificativos que permitem a actualização dorating, atribuído a cada um dos diversos pratos disponíveis no menu. Referente aos comentários, guardados por sessão, são registados os seguintesparâmetros relativos ao cliente: data, local, nome e o comentário em si. Os campos preenchidos na aplicação Flash, comunicam através de AS3 com o PHP quepor sua vez ligado a um servidor entra em contacto com a base de dados, actualizando ainformação referente a cada parâmetro. Esta actualização é enviada da base-de-dados pelo servidor para o PHP que comunicacom o Flash pelo AS3 e permite a visualização da nova informação, numa nova sessão daaplicação. 13

×