Placa mãe

105 visualizações

Publicada em

Arquitectura

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
105
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Placa mãe

  1. 1. • Montagem da placa mãe: • Vale sempre lembrar do detalhe de energia eletrostática. Após possuir uma chapa de alumínio onde atrás possui furos para encaixar o painel traseiro da placa mãe, cujo nome se chama espelho. Tem de ter em atenção aos encaixes, pois ele são diferentes do das placas mães e todo as placas mães vêm com o seu espelho próprio o que deve ser montada na torre antes da placa mãe ser inserida. Torres novas costumam vir com fontes, nas quais nem sempre podem ser boas o suficiente (depende da potência do computador que esta a ser montado). Aso montar a fonte, têm de ter cuidado pois ao fazer demasiada força pode danificar. Muitos modelos permitem a retirada da chapa, pios facilita a montagem da placa, caso o modelo em questão não seja possível retirar a chapa, terá de trabalhar com a chapa fixa à torre onde cujo trabalho fica mais trabalhosos. Antes de iniciar o processo de montagem da placa mãe, pode montar alguns componentes como o processador e memórias. Ao observar a placa mãe, vai reparar que existem alguns furos nas extremidades da placa. Estes furos vão ser ocupados pelos parafusos que vão segurar a placa. Antes disso, é preciso inserir roscas de base para que nelas sejam aparafusados os parafusos à placa mãe. Além das roscas de base, existem também peças auxiliares (bases de suporte com trava) para a montagem da placa. Não deve utilizar apenas as bases de suporte pois devem apenas ser utilizadas para quando faltarem as bases de rosca para parafusar a placa. As bases de suporte de trava devem ser inseridas diretamente na placa e não sobre as roscas de base. • Montagem da placa: • Antes da montagem da placa, têm de reparar que podem existir dois tipos de furos: os metalizados e os não metalizados. Caso sejam
  2. 2. parafusos metalizados, não necessita de utilizar isolante para afixar os parafusos à placa, caso sejam furos não metalizados, nos quais não são muito comuns nas placas de hoje em dia, isso não é possível. Caso a sua placa seja nova, não deve utilizar a espuma que protege a placa no momento de montagem. Depois ter inserir as rocas de base (caso necessário), pode posicionar a placa sobre a chapa de apoio e afixar com os parafusos. É indiferente se utiliza parafusos de rosca fina ou grossa, mas procure parafusos de cabeça mais larga e use o mesmo padrão para todos os furos da placa. Em caso de falta de algum parafuso, utiliza as bases de suporte com trava para complementar a afixação, se por necessário, procure utilizá-las nos buracos centrais da placa. • Montar o processador: Ao montar um processador, tem de ter cuidado ao pegar, pois não se pega de mão cheia, mas sim pelas bordas de forma a não tocar bos pinos. Encaxa-se devidamente no soquete e verifica-se se ficou bem fixado e alihnado corretamente. Por ultimo é encaixar o cooler e liga-lo à motherboard. • Montar a placa gráfica: Antes de montar uma placa gráfica, tem de verificar se é compativel com o solt da motherboard. Se assim for, basta coloca-lo no slot e dar-lhe um toque leve para ter a certeza que esta bem encaixada e ainda não se esquecer de aparafusar-la à caixa. • Montagem das memórias: As memórias são montadas nos slots da motherboard sempre com o computador desligado e tambem deve se
  3. 3. agarrar pelas pontas evitando tocar nos chips e nos circuitos. Depois de serem colocadas as memórias, dá- se um ligueiro toque para encaixarem-se de forma correta. • Ligação à fonte de alimentação: A fonte de alimentação tem muitas ligações com variadas tensões e é muito simples de montar. Apenas temos de saber que cada componente (hardware) têm de ser alimentados pela fonte de alimentação. • Ligação de drives e de discos: Para a ligação dos disco rígiddo funcionar é necessário ligar-ló à fonte de alimentação e ligar o flat cable do disco à motherboard. Para a ligação das disquetes e dos CD's faz-se exatamente o mesmo processo que no disco rigido mas apenas alterando o flat cable da drive de disquetes, pois a entrada é diferente dos outros. • Ligação de periféricos: Para ligar o rato é apenas necessário ligar o conector e para que o computador o reconheça é preciso reniciar o mesmo. Em relação às colunas depois de alimentadas é só ligar o conector. Para monitor e impressora, o processo é o mesmo.

×