SlideShare uma empresa Scribd logo
W indows XP
Interface Gráfica e Multitarefa


                                  1
O primeiro contato
Esta apostila destina-se a usuários iniciantes do ambiente Windows. Para um
melhor rendimento, é recomendável que o usuário esteja familiarizado com os
conceitos básicos da Informática, abordados geralmente em literaturas de
Introdução ao Processamento de Dados (IPD). Começaremos fazendo um
reconhecimento inicial do Windows xp, identificando seus elementos básicos.
Veremos como acessar o Windows e o que há na Área de Trabalho.

Sistemas operacionais
Sem dúvida, o Windows é o programa mais famoso da História da Informática. É
o software que mais gera comentários e polêmicas. Tem fãs ardorosos e críticos
ferozes. Mas uma coisa é certa: não dá para ignorá-lo. Ele está em 90% dos
computadores pessoais do mundo. Provavelmente, em breve, será usado até
nos aparelhos eletrodomésticos e em outros lugares onde nem sonhamos.
Diante disso, vamos estudá-lo.

O Windows xp, da empresa Microsoft, é um sistema operacional para
computadores pessoais. Antes dele tivemos o Windows Me, o Windows 98, o
Windows 95 e o Windows 3.1. Na família Windows, temos ainda o Windows CE,
o Windows 2000 Professional e o Windows 2000 Server.
                                                          2
O que é um sistema operacional? É o primeiro programa que instalamos num micro
e o primeiro a ser carregado na memória quando o computador é ligado. O sistema
operacional é um programa especial que gerencia as funções básicas do computador.
O sistema operacional define padrões para a operação dos demais programas
usados no micro, tornando mais fácil a comunicação entre programas e
equipamentos.

Se um computador tiver apenas o sistema operacional instalado será de pouca
utilidade, pois, são os outros programas que executam as tarefas práticas que
precisamos. Contudo, sem sistema operacional nenhum outro programa funciona.

Quais são os sistemas operacionais mais importantes? O Windows xp, junto com
suas versões anteriores, é o sistema operacional mais usado atualmente em
computadores pessoais.

A Microsoft também produz o Windows 2000 Professional, indicado para estações de
trabalho, ou seja, computadores de alto desempenho e responsabilidade. Para
serviços de rede, a Microsoft produz o Windows 2000 Server. Para computadores de
pequena capacidade existe o Windows CE.

Existem outros sistemas operacionais, como o MAC-OS da Apple, o OS/2 da IBM, o
Netware da Novell e uma variedade de sistemas UNIX, criados a partir do UNIX
original da AT&T.                                        3
Curiosidade: O Linux é um sistema operacional da família UNIX, distribuído
    gratuitamente. O Linux é muito poderoso e está em constante evolução, pois,
    seus códigos são públicos e os programadores podem modificá-los livremente.

Diferenças entre Windows xp Home e xp Professional. Embora existam
    diferenças entre as duas versões do Windows xp, nesta apostila vamos abordar
    apenas os assuntos que são comuns às duas versões. Cremos que essa
    escolha não prejudica o estudo do usuário iniciante, que mais tarde poderá se
    informar melhor sobre as diferenças entre as versões.

Iniciando o Windows xp

Para acessar o Windows xp basta ligar o seu computador e aguardar. O Windows
    será carregado na memória principal automaticamente. O tempo gasto para o
    carregamento varia de um computador para outro, dependendo da potência da
    máquina. Durante a operação, algumas telas serão apresentadas no monitor.
    No final do processo você verá a janela do programa.

Dependendo da configuração do seu computador, você verá a janela para efetuar
   logon como a que aparece na seqüência. Selecione seu nome de usuário, digite
   sua senha e, em seguida, clique em OK.
                                                            4
Em
    computadores
    ligados a uma
 rede, você pode
se defrontar com
    uma janela de
  logon diferente.
       Nesse caso
entre em contato
             com o
     supervisor da
         rede para
          detalhes.




                      Figura 1 Caixa de Diálogo Digitar a senha do Windows

                                                                       5
Se você ainda não é usuário cadastrado, pode entrar com a conta de convidado usando
senha em branco Mais tarde veremos como cadastrar um usuário, assim você poderá
cadastrar-se também.
Depois de identificar o usuário, o Windows libera a Área de Trabalho.

Os elementos da Área de Trabalho
A Área de Trabalho é o local na tela onde aparecem todos os elementos do Windows
XP. A Microsoft se esforçou para criar uma interface simples e com poucos elementos,
que simplifique a vida dos usuários.
                         A aparência da
                       Área de Trabalho
                      pode variar de um
                       computador para
                             outro. Tudo
                            depende das
                      configurações que
                        o usuário definiu
                     para o computador

                                            Figura 2 Área de Trabalho do Windows XP


                                                                 6
Vejamos agora, um a um, os elementos da Área de Trabalho

Botão Iniciar - Na instalação padrão, o botão Iniciar fica no canto inferior
esquerdo da Área de Trabalho. Clicando nele, acessamos o menu Iniciar que nos
leva à maioria dos recursos do computador.

Barra de Tarefas - A Barra de Tarefas contém o botão Iniciar e mais alguns itens
que aparecem quando os programas estão em funcionamento. Na instalação
padrão, a Barra de Tarefas aparece na borda inferior da tela.



Ícones da Área de Trabalho - Ícones são figuras pequenas que aparecem na
Área de Trabalho e representam recursos do computador. Dando duplo clique
num ícone iniciamos o recurso associado a ele. Normalmente aparecem os
seguintes ícones na Área de Trabalho:
                                       Na sua Área de trabalho talvez os ícones
                                       não sejam os mesmos, mas não se
                                       preocupe, pois os ícones podem ser
                                       alterados facilmente pelo usuário. No
                                       próximo capítulo vamos estudar com mais
                                       detalhes a Área de Trabalho.
                                                            7
A Área de Trabalho
Vamos estudar mais a fundo a Área de
Trabalho do Windows Me e seus elementos: o
Menu Iniciar, a Barra de Tarefas e o trabalho
com janelas.
O menu Iniciar
O menu Iniciar aparece quando você clica no
botão Iniciar. Ele contém os comandos que dão
acesso à maioria dos recursos do Windows.
Observe na ilustração seguinte os comandos
normalmente encontrados no menu Iniciar.
Veremos na seqüência o que fazem estes
comandos.

Provavelmente o seu computador exibe um
menu Iniciar diferente. Não se preocupe, pois.
as configurações usadas no seu micro podem
alterar o menu Iniciar. Os programas mais
utilizados, por exemplo, variam em cada
computador e por isso, a lista de ícones varia
bastante de uma máquina para outra.
                                                 8
Obtendo ajuda
Há vários caminhos para conseguir ajuda sobre o funcionamento do Windows. Você
   pode usar a documentação disponível no computador, recorrer a material
   impresso ou buscar socorro na Internet.

A Ajuda on-line
O comando Ajuda e suporte do menu
   Iniciar inicia o serviço de Ajuda do
   Windows.
1. Clique no botão Iniciar.
2. Clique no comando Ajuda e suporte.
3. Na janela de Ajuda você pode obter
   auxílio de dois modos: clicando em um
   link ou digitando uma palavra no
   campo Pesquisar.
4. Depois de digitar uma palavra chave
   para pesquisa, clique no botão seta
   para iniciar a pesquisa.
5. Depois de concluída a pesquisa,
   clique num link para ver as
   informações de ajuda.

                                                          9
O botão ‘O que é isto?’
  O botão O Que é isto? aparece em muitas caixas de diálogo do Windows.
  Sua função é explicar o funcionamento dos elementos da caixa. Se você
  quer saber, por exemplo, o que faz um botão da caixa de diálogo faça
  assim:
       1. Clique no botão O que é isto?
       2. O botão muda de forma para uma seta com uma interrogação ao lado.
       3. Clique no item da tela que você deseja informações.
       4. Surgirá uma etiqueta de texto explicando a função do item clicado.
       5. Depois de ler a etiqueta clique em qualquer lugar da tela para continuar
                trabalhando.


 Manuais impressos
 Ao adquirir o Windows você recebe um manual impresso com informações
 básicas sobre o funcionamento do programa. Além disso, a Microsoft publica
 várias obras sobre o Windows, em vários níveis de aprofundamento. Você pode
 ver o que existe visitando o endereço das publicações da Microsoft na Internet. O
 endereço é: www.microsoft.com/brasil/mspress/. Nas livrarias você também
 encontrará material farto sobre o Windows.


                                                             10
Na Internet
A Internet é uma fonte inesgotável de informações sobre o Windows. Um endereço
recomendado é o da Microsoft: www.microsoft.com. Nas páginas da Internet você
encontra informações sobre o produto, novidades, atualizações, dicas, etc. Em
várias partes do Windows encontramos atalhos para locais de ajuda na Internet.
                                                 Figura 5 Caixa de diálogo Desligar o computador
Desligando o computador
Para desligar o seu computador corretamente
   faça o seguinte:
1. Clique no botão Iniciar.
2. Clique no comando Desligar o computador.
   Surgirá a caixa de diálogo Desligar o
   computador.
3. Clique na opção Desativar.
4. Aguarde o Windows fechar os programas e
   gravar todas as informações necessárias ao    Recomendação: Não desligue o
   bom funcionamento do sistema.                 computador abruptamente, com o
5. Quando aparecer a mensagem na tela: ‘Seu      Windows em funcionamento, pois,
   computador já pode ser desligado com          dados    podem    se    perder,
   segurança’, você pode desligar a energia do   comprometendo o funcionamento
   micro.                                        do sistema no retorno da
                                                 máquina.
                                                                    11
Trabalhando com janelas
O Windows é todo baseado em janelas. O nome ‘Windows’, em inglês, significa
janelas. Janelas são os elementos dentro da Área de Trabalho onde rodam os
aplicativos. No Windows, todos os programas funcionam dentro de janelas.
O Windows é um sistema operacional multitarefa, ou seja, vários programas podem
rodar ao mesmo tempo. Assim sendo, podemos ter várias janelas abertas
simultaneamente na Área de Trabalho.
Iniciando e fechando um programa
O modo mais comum de iniciar um programa no Windows é através do menu
Iniciar. Vamos abrir o programa WordPad como exemplo.
1.Clique no botão Iniciar.
2.Aponte com o mouse em Todos os programas.
3.Aponte com o mouse em Acessórios.
4.Clique no item WordPad.
A janela do WordPad será carregada na Área de Trabalho.
Observe que na Barra de Tarefas é criado um botão com o nome da janela.
Existem outras maneiras de abrir programas. Por exemplo: através do menu Executar..., através do Meu
Computador, dando duplo clique no ícone do programa se ele estiver na Área de Trabalho, através de
teclas de atalho. Mais tarde veremos estes caminhos alternativos.

As partes de uma janela
Vamos identificar algumas partes da janela do WordPad.
                                                                           12
Barra de título: A barra de título aparece no topo da janela
                             e apresenta o nome do programa e do documento ativo na
                             janela.

                             Figura 7 Barra de título do WordPad


Figura 6 Janela do WordPad


Menu Controle: O menu Controle é acessado clicando no
ícone que aparece no lado esquerdo da barra de título. O menu
Controle tem vários comandos para controlar a janela.


                                                                     Figura 8 Menu Controle


          Botão Minimizar: Clicando no botão Minimizar a janela é reduzida. Você
          verá que ela continua na Área de Trabalho, pois na Barra de Tarefas
          permanece o botão com o nome da janela.
          Clique no botão da Barra de Tarefas para trazer a janela ao seu tamanho e
          posição anteriores.


                                                                   13
Botão Maximizar/Restaurar: O botão Maximizar         amplia o tamanho da
janela para que ela ocupe toda a Área de Trabalho.
O botão Restaurar aparece quando a janela se         encontra maximizada.
Clique nele para trazer a janela de volta ao seu     tamanho intermediário
anterior.

Botão Fechar: O botão Fechar encerra o aplicativo, fazendo a janela sair
da Área de Trabalho.

Barras de rolagem: Quando o conteúdo da janela não pode ser exibido
integralmente, surgem as barras de rolagem. Clicando nas setas da barra
de rolagem movemos o conteúdo da janela para visualizá-lo melhor. Uma
janela pode apresentar duas barras de rolagem: a vertical (no lado direito) e
a horizontal (no lado de baixo)


Figura 9 Barra de rolagem horizontal

Bordas: A janela é contornada por bordas. As bordas não aparecem
quando a janela está maximizada.


                                                      14
Movendo janelas
Você pode mudar a posição da janela na Área de Trabalho. É simples.
Coloque o ponteiro sobre a barra de título. Arraste e solte a janela para uma
nova posição.

Redimensionando janelas
Você pode alterar o tamanho e as proporções de uma janela. Aproxime o
ponteiro das bordas da janela e veja que ele muda de forma. Quando o
ponteiro assume a forma de uma seta dupla é possível mover a borda e
redimensionar a janela. Basta arrastar e soltar a borda para uma nova posição.

Você pode também mover as bordas pelos cantos da janela. Aproxime o
ponteiro do canto de uma janela. Ele se converte numa dupla seta inclinada.
Arraste e solte o canto da janela para uma nova posição.

Alternando entre janelas
No uso diário do computador é comum ter várias janelas abertas
simultaneamente na Área de Trabalho. Apenas uma delas será a janela ativa,
ou seja, aquela com que você interage. Você reconhece a janela ativa porque
ela aparece na frente das outras e sua barra de título tem cor diferente das
demais janelas.
                                                          15
Vamos abrir três janelas
              simultaneamente.
      1. Clique no botão Iniciar.
        2. Aponte em Todos os
                      programas
      3. Aponte em Acessórios.
    4. Clique no item WordPad.
    Repita as operações 1 a 3 e
         abra o programa Paint.
    Repita as operações 1 a 3 e
               abra o programa
                    Calculadora.
        Agora há três programas
            rodando na Área de
                      Trabalho.
                                    Figura 10 Área de trabalho com três programas

Como o programa Calculadora foi aberto por último ele é a janela ativa. A janela ativa é
a que responde aos comandos do usuário. Você pode tornar uma janela em ativa de
vários modos:
•Clicando em qualquer parte visível da janela.
•Clicando no botão da janela na Barra de Tarefas.
•Minimizando as outras janelas.
                                                               16
Organizando janelas
Em certas horas é preciso ver o conteúdo de duas ou mais janelas
   simultaneamente. Para isso, é necessário organizar as janelas de modo a deixá-
   las visíveis, sem que uma sobreponha a outra. Você pode fazer isto
   manualmente, movendo e redimensionando as janelas até conseguir um arranjo
   que te agrade. Existem, porém, algumas opções de organização automática. São
   elas: janelas lado a lado horizontalmente, janelas lado a lado verticalmente e
   janelas em cascata. Vamos fazer uma organização de janelas.
1. Abra o programa Paint.
2. Abra o programa WordPad.
3. Clique com o botão direito do mouse sobre uma área livre da Barra de Tarefas.
4. Surgirá o menu de contexto da Barra de Tarefas. Clique numa das opções para
   organização de janelas e observe o efeito.
5. Repita a operação 3 e experimente as outras opções de organização de janelas.




Figura 11 Menu de contexto da                               17
Barra de Tarefas
Figura 12 Janelas lado a lado horizontalmente




                                                18
Figura 13 Janelas lado a lado verticalmente        Figura 14 Janelas em cascata

Menus
Menus são listas de comandos. No Windows você encontra menus nas barras de
menus. Abra o programa WordPad e observe a barra de menus. Você verá os
menus Arquivo, Editar, Exibir, Inserir, Formatar, e Ajuda. Clique no nome do menu
para abri-lo. Clicando nos comandos do menu acessamos os recursos que o
programa oferece. Os menus podem ser diferentes em cada programa, mas alguns
aparecem na maioria dos programas para Windows. É o caso dos menus Arquivo,
Editar, Exibir e Ajuda.
                                              Figura 15 Barra de menus do WordPad

                                                                         19
Menu de contexto. Ou menu suspenso, ou menu de atalho. Outro
tipo de menu comum no Windows é o menu de contexto. Ele surge
quando você clica com o botão direito do mouse sobre certos
elementos de uma janela ou da Área de Trabalho. Os menus de
contexto contêm comandos específicos para atuar sobre o objeto
clicado. Faça um teste. Clique com o botão direito sobre os
seguintes elementos: uma parte livre da Área de Trabalho, uma
parte livre da Barra de Tarefas, a barra de título de uma janela, um
botão da Barra de Tarefas, o ícone Meu Computador, o ícone
Lixeira, o relógio da Barra de Tarefas.
Para sair de um menu sem executar nenhum comando basta clicar
fora do menu.
Vamos entender melhor a simbologia dos menus.

Comando esmaecido. Quando um comando de menu aparece
apagado, ele está indisponível naquela ocasião. Por exemplo:
Abra o Paint. Clique no menu Editar. Os comandos Desfazer e
Repetir aparecem esmaecidos, pois como você acaba de abrir o
programa nenhuma operação foi executada e não há o que
desfazer ou repetir.


                                               20
Reticências. Comandos seguidos de reticências não são executados
imediatamente ao serem clicados. O usuário deve fornecer informações
adicionais antes da execução. Por exemplo: No Paint, o comando Imprimir...,
localizado no menu Arquivo é seguido de reticências. Isso acontece porque
antes de imprimir um desenho o usuário deve definir quantas cópias serão
impressas, qual impressora será usada, etc.

Marcas de seleção. Alguns comandos dos menus do Windows são do tipo
ativo/inativo. Quando há uma marca de seleção ao lado do comando ele está
ativo, caso contrário, está inativo. Vamos a um exemplo. Abra o Paint. No menu
Exibir observe os comandos: Caixa de Ferramentas, Caixa de cores e Barra de
status. Se eles estiverem ticados com a marca de seleção, veremos na janela
do Paint a caixa de ferramentas, a caixa de cores e a barra de status. Se o
comando não estiver ticado, o elemento correspondente não será exibido na
janela.

Triângulo. Comandos que tem um triângulo ao lado abrirão um sub-menu ao
serem apontados.

Combinações de teclas. Ao lado de alguns comandos você verá uma
combinação de teclas. Se você digitar a combinação de teclas o comando será
executado. Use as combinações de teclas, se você achar isso mais prático que
clicar no menu com o mouse.                             21
Caixas de diálogo
                               Os comandos seguidos de reticências abrem caixas de
                               diálogo ao serem clicados. As caixas de diálogo existem
                               para o usuário detalhar o comando. Através das caixas de
                               diálogo o usuário decide como o comando deve ser
                               executado. Vamos agora reconhecer os elementos mais
                               comuns das caixas de diálogo. Usaremos como exemplo
                               a caixa de diálogo Propriedades de vídeo. Para acessá-la,
                               clique com o botão direito do mouse na Área de Trabalho
                               e escolha o item Propriedades.

Figura 16 Caixa de diálogo Propriedades de vídeo

Guias Ou orelhas. Algumas caixas de diálogo apresentam guias que lembram as
guias de uma caderneta de endereços. Cada guia corresponde a uma página da
caixa de diálogo. Clicando na guia trazemos para primeiro plano a página
correspondente.



Figura 17 Guias



                                                                  22
Botões de comando. Botões executam operações ao serem clicados. Quando você
tem vários botões numa caixa de diálogo, um deles aparece realçado com um
contorno reforçado. Se você apertar a tecla ENTER nesta ocasião, o efeito será o
mesmo de clicar com o mouse no botão realçado.


Figura 18 Botões de comando

Caixa de texto. São campos onde o usuário pode digitar uma informação. Para
digitar numa caixa de texto, clique nela com o mouse. Surgirá um cursor piscando
na caixa. É só digitar.

Figura 19 Caixa de
texto
Caixa de listagem de cortina. Estas caixas contêm
listas de opções. O usuário pode escolher uma
opção, clicando com o mouse sobre ela. A opção
escolhida aparece no topo da lista.


                                                    Figura 20 Caixas de listagem


                                                            23
Botões de seleção. Botões de seleção ou botões rádio aparecem agrupados.
Servem para fazer uma escolha do tipo ou um, ou outro. Você clica num deles
para escolher a opção e rejeitar as demais.


Figura 21 Botões de seleção


Caixa de verificação. Ticando uma caixa de verificação você está pedindo para
executar a afirmação da caixa. Quando você tem várias caixas de verificação
pode ticar quantas quiser, pois a execução de uma não impede a execução das
demais.



Figura 22 Caixa de verificação

Controles deslizantes. Os controles deslizantes servem para ajustar um valor
dentro de uma escala.



Figura 23 Controles deslizantes

                                                          24
FIXAÇÃO

1. Se você tiver dúvidas sobre o funcionamento do Windows que alternativas você
   pode usar para conseguir ajuda, se aquele colega que entende tudo de
   Informática não estiver por perto?
2. Você quer desligar o computador. Descreva o procedimento certo para fazer
   isso e um dos modos errados de fazê-lo.
3. Para que serve o comando Suspender? Este comando é útil para você? Ele
   funciona em qualquer computador?
4. Quais afirmações são verdadeiras para o Windows como um sistema
   operacional multitarefa? a)Várias janelas podem ser apresentadas
   simultaneamente na tela. b)Vários programas podem ser comandados
   simultaneamente pelo usuário. c)Vários programas podem processar dados
   simultaneamente.
5. Você está com duas janelas abertas na Área de Trabalho. Como é possível
   visualizar o conteúdo das duas janelas simultaneamente?
6. Há várias janelas abertas na Área de Trabalho. Como você identifica a janela
   ativa?
7. Qual é o inconveniente de manter muitas janelas abertas na Área de Trabalho?
8. Você pode executar as operações seguintes apertando apenas um botão: que
   botões você usaria: a)para encerrar a execução de um programa, b) para fazer
   uma janela sumir da Área de Trabalho sem encerrar o programa, c)para fazer
   uma janela ocupar toda a Área de Trabalho.               25
9.   Você abre o Paint e clica no menu Editar. Os comandos Recortar e Copiar
   estão esmaecidos. Por quê?
10. Imagine que você é um programador. Você vai criar uma caixa de diálogo para
   colher dados do usuário. Uma das coisas que você quer saber é o sexo do
   usuário. O usuário deve escolher:: masculino ou feminino Você usaria botões de
   seleção ou caixas de verificação nesta pesquisa?
PARA DISCUSSÃO E PESQUISA
1. O MS-DOS é um sistema operacional mono-tarefa que deu origem ao Windows.
   O que é um sistema operacional mono-tarefa?
2. As caixas de diálogo do Windows permitem que o usuário se comunique com os
   programas através de cliques de mouse. Isso é o que se chama sistema
   operacional de interface gráfica. Há outros tipos de sistema, em que o usuário
   se comunica com o computador através do teclado, digitando comandos. O MS-
   DOS é um exemplo. Qual sistema você acha mais prático?
3. O MacIntosh foi o primeiro microcomputador a utilizar interface gráfica. Alguns
   críticos da época comentaram que isso não representava vantagem nenhuma,
   pois, só consumia mais memória e tudo poderia ser feito através do teclado,
   digitando comandos. Você concorda com estes críticos?



                                                             26
Trabalhando com documentos
Uma das razões porque usamos computadores é para criar documentos digitais.
Vamos ver como se faz isso e em seguida continuar nosso estudo dos itens da
Área de Trabalho.

Num sentido amplo, documentos são arquivos de computador criados pelo usuário
com auxílio de um programa. Um documento pode ser uma carta, uma monografia,
um currículo. Mas também são documentos: desenhos, planilhas, bancos de
dados, partituras musicais, cartazes, apresentações, animações, páginas de
Internet, publicações, vídeos, etc.
O usuário cria documentos através de programas. Vamos criar um documento de
texto com o programa WordPad, para exemplificar o trabalho com documentos.
Um documento novo
Abra o WordPad. O programa apresenta uma página em branco onde podemos
produzir texto.
Digite um texto qualquer de seu interesse na página em branco. Não se preocupe,
por hora, com a aparência e com detalhes do uso do programa, pois, mais adiante
estudaremos o WordPad mais a fundo.
Você acaba de criar um documento. Ele pode ser impresso ou gravado para uso
futuro.
                                                        27
Salvando um documento

Documentos      recém-criados    ficam
   armazenados na memória principal
   do computador. Se você pretende
   utilizá-los mais tarde, deve gravá-
   los numa memória permanente,
   pois, a memória principal perde os
   dados assim que você desliga o
   computador.
Salvar é a operação de gravar
   documentos        numa     memória
   permanente, que em geral é um
   disquete, ou o disco rígido da sua
   máquina ou um disco localizado na
   sua rede.




                                         28
Vamos agora, salvar o documento criado no
   WordPad. Mas antes de começar pense
   em duas coisas: Qual será o nome do
   documento? Onde gravá-lo?
1. Clique no menu Arquivo.
2. Clique no comando Salvar como... Surgirá
   a caixa de diálogo Salvar como.
3. Na caixa de listagem Salvar em escolha o
   disco e a pasta que irá conter o documento.
   Uma boa idéia é usar a pasta Meus
                                                 Figura 24 Caixa de diálogo Salvar como
   Documentos do seu disco rígido.
4.Na caixa de texto Nome do arquivo digite o nome que você escolheu para o
   arquivo. Mais adiante veremos como nomear corretamente arquivos. Você pode
   usar, por hora, um nome como Documento teste.
5.Clique no botão Salvar.


  O nome que você deu ao arquivo aparecerá na barra de título do Wordpad.
  Agora é possível fechar o WordPad sem perder o documento criado.


                                                                29
Abrindo um documento

Para você abrir um documento gravado é
    necessário o seguinte: saber o nome do
    documento, saber em que pasta ele foi
    arquivado e ter o programa que gerou o
    documento instalado no computador.
    Vamos exemplificar abrindo o documento
    de texto que criamos anteriormente.
Inicie o WordPad.
                                                Figura 25 Caixa de diálogo Abrir do WordPad
1. Clique no menu Arquivo.
2. Clique no comando Abrir... Surgirá a caixa
    de diálogo Abrir.
3. Na caixa de listagem Examinar, selecione
    a pasta que contém o arquivo desejado.
4. Na caixa de texto Nome do arquivo, digite
    o nome do arquivo desejado, ou então,
    clique no nome do arquivo na listagem do
    conteúdo da pasta.
5. Clique no botão Abrir.


                                                               30
Alterando um documento
É comum modificarmos nossos documentos. Muitas vezes criamos um documento em
   etapas, acrescentando itens ao longo do tempo, revisando, melhorando. Você pode
   modificar um documento quantas vezes quiser. Vamos exemplificar com o
   documento de texto que criamos.
1. Inicie o WordPad.
2. Abra o documento de texto Documento teste.
3. Modifique o documento. Você pode acrescentar, modificar ou remover texto à
   vontade.
4. Clique no menu Arquivo.
5. Clique no comando Salvar.
6. O documento modificado será gravado, substituindo a versão anterior de mesmo
   nome.

Imprimindo
Documentos com texto ou imagens podem ser impressos. Vamos exemplificar
   imprimindo o Documento teste.
1. Inicie o WordPad.
2. Abra o Documento teste.
3. Clique no menu Arquivo.
4. Clique no comando Imprimir...
5. Selecione a impressora que será utilizada para a impressão, o intervalo de cópias a
   imprimir e o número de cópias.
6. Clique em OK.
                                                                31
O processo de impressão inicia em seguida. A conclusão pode demorar um pouco,
dependendo das características do seu equipamento.




                  Figura 26 Caixa de diálogo Imprimir do WordPad

                                                                   32
O comando Executar...
Este comando do menu Iniciar permite iniciar programas, abrir documentos,
   visualizar o conteúdo de pastas ou acessar locais na Internet.

Para iniciar um programa pelo comando Executar... você precisa saber em que
   disco e em qual pasta o programa está armazenado. Além disso, precisa
   conhecer o nome do arquivo executável do programa. Estes dados devem ser
   digitados na caixa de texto do comando Executar... formando o que chamamos
   de caminho do programa.

Vamos exemplificar iniciando o programa WordPad através do comando
  Executar... O WordPad é executado pelo arquivo de programa wordpad.exe,
  localizado na pasta Acessórios, que fica contida na pasta Windows NT, dentro
  da pasta Arquivos de Programas, que está no disco C: do seu computador.

1. Clique no botão Iniciar.
2. Clique no comando Executar... Surgirá a
   caixa de diálogo Executar.
3. Digite o caminho do programa WordPad na
   caixa de texto Abrir. C:Arquivos de
   ProgramasWindows
   NTAcessóriosWordpad.exe.                 Figura 27 Caixa de diálogo Executar
4. Clique em OK.                                              33
Se você não sabe exatamente o caminho do programa use o botão Procurar. Cor
ele você localiza o arquivo do programa mais facilmente.




               Figura 28 Caixa de diálogo Procurar




                                                         34
O comando Pesquisar
Muitas vezes você cria um documento e esquece em que pasta o arquivou. Nesta
hora o comando Pesquisar vai ajudá-lo a encontrar o documento perdido. A janela
Pesquisar serve para encontrar várias coisas. No momento, vamos nos concentrar
em localizar arquivos e pastas. Vamos exemplificar o processo tentando localizar o
nosso Documento teste.
1. Clique no botão Iniciar.
2. Clique no comando Pesquisar.
3. Clique na opção Todos os arquivos ou
   pastas...
4. Digite o nome do arquivo na caixa de
   texto Todo ou parte do nome do
   arquivo.
5. Na caixa Examinar em selecione o
   local em que será feita a pesquisa.
6. Clique no botão Pesquisar.                Figura 29 Janela Pesquisar




                                                                35
O Windows vasculha o local selecionado e apresenta uma
                          lista de arquivos encontrados com as características pedidas,
                          dando vários detalhes, inclusive o caminho dos arquivos.

                          Curingas. Se você não lembra exatamente do nome do
                          arquivo desejado, ou quer localizar vários arquivos ao mesmo
                          tempo, use curingas na pesquisa. São curingas no Windows o
                          asterisco (*) e o ponto de interrogação (?).

                          O asterisco substitui uma palavra no nome do arquivo. Por
Figura 30 Formulário de
                          exemplo: Você quer encontrar todos os arquivos de som que
busca                     existem no seu computador. Arquivos de som tem a
                          terminação .wav. Faça a busca digitando *.wav no campo do
                          nome do arquivo. O Windows localizará todos os arquivos
                          que terminam em .wav no local selecionado.

                          O ponto de interrogação substitui um caractere no nome do
                          arquivo. Por exemplo: Você quer localizar o arquivo Despesas
                          domésticas, mas não lembra se usou o acento agudo no
                          nome do arquivo e está na dúvida se Despesas se escreve
                          com s ou z. Digite Despe?as Dom?sticas na caixa de texto
                          Nome.
                                                                    36
O menu Documentos recentes
No menu Documentos recentes você encontra uma lista dos documentos que abriu
recentemente. Clique no nome do documento, para abri-lo com o programa usado
para criá-lo.
O comando Fazer logoff...
Com este comando um usuário encerra uma sessão de trabalho e outro usuário
pode efetuar logon. O processo de logon identifica um usuário através de seu nome
de usuário e de sua senha. O Windows se baseia no logon para conceder direitos
ao usuário que tenta acessar um recurso de rede ou que deseja se conectar a um
servidor via modem, por exemplo.
O processo de logon é útil também quando várias pessoas usam o mesmo
computador, pois, permite que cada usuário tenha um ambiente de trabalho
personalizado ao seu gosto. Cada usuário pode ter sua própria pasta Meus
Documentos, sua própria pasta Favoritos, sua própria Área de Trabalho.
Para efetuar logoff no computador e permitir o logon de um novo usuário, faça o
seguinte:
1.Clique no botão Iniciar.
2.Clique no comando Fazer logoff... Surgirá a caixa de diálogo Fazer logoff do
Windows.
3.A opção Fazer logoff fecha os aplicativos abertos e salva as configurações do
usuário antes de encerrar a sessão.
4.A opção Trocar usuário não encerra a sessão e mantém os aplicativos abertos
                                                              37
Repare que a                                          Depois do logoff surgirá uma caixa
     senha não                                          de diálogo para o logon do novo
    aparece na                                          usuário. Esta caixa pode ser
 caixa de texto.                                        diferente em cada computador,
  Os asteriscos                                         dependendo dos serviços de rede
mantém a senha                                          instalados.
      em sigilo.                                        Mais tarde veremos como
Figura 31 Caixa de diálogo Efetuar logoff do Windows.   cadastrar usuários no Windows.

A Barra de Tarefas
Vamos analisar os elementos da Barra de Tarefas:

Figura 32 Barra de tarefas

Botão Iniciar. Aparece no lado esquerdo da barra e dá acesso ao menu Iniciar.
Relógio. Aparece do lado direito da barra. Dê um duplo clique sobre o relógio para
acertar hora, data e fuso horário de seu computador.
Ícones de programas residentes em memória. O controle de volume é um
exemplo. Estes ícones aparecem ao lado do relógio. Dê um duplo clique no ícone
para configurar o programa.
Botões de tarefas. Cada janela aberta na Área de Trabalho tem um botão na Barra
de Tarefas. Quando o botão parece pressionado, a janela correspondente está ativa.
                                                             38
Barras de ferramentas. Podemos ter várias barras de ferramentas na Barra de
Tarefas. A barra de ferramentas Inicialização rápida aparece na instalação padrão
do Windows. Outras barras de ferramentas prontas são: Endereço, Link, Barra de
idiomas e Área de Trabalho. Nas barras encontramos ícones que iniciam
programas com clique simples de mouse. Você pode mover uma barra de
ferramentas arrastando-a para uma nova posição. Pode até colocá-la na Área de
Trabalho.

Ícones
Ícones são pequenas figuras com nome, que representam recursos do
computador, tais como: programas, pastas e documentos. Ícones aparecem na
Área de Trabalho, na Barra de Tarefas e em vários outros locais.
Selecionando um ícone. Dê um clique no ícone para selecioná-lo. Um ícone
selecionado muda de cor, ficando diferente dos demais. Você seleciona um ícone
quando quer realizar alguma operação com ele, tal como: renomeá-lo, movê-lo,
excluí-lo ou ver suas propriedades.




                                                             39
Iniciando um recurso pelo ícone. Dê duplo clique no ícone para
iniciar o recurso associado a ele. Se o ícone estiver associado
a um programa, o programa será executado. Se o ícone estiver
associado a uma pasta, surgirá uma janela mostrando o
conteúdo da pasta. Se o ícone estiver associado a um
documento, o documento será aberto. Um outro modo:
selecione o ícone e aperte a tecla ENTER.

No estilo Web. A seleção e a inicialização do recurso
associado ao ícone são executadas de modo diferente, quando
você está usando o estilo Web. Para selecionar um ícone no
estilo Web, aponte para o ícone durante um tempo breve. Se
quiser iniciar o recurso associado ao ícone, clique uma vez
sobre o ícone quando o ponteiro estiver em forma de mão.
Você percebe que um ícone está em estilo web pois ele
aparece sublinhado.




                                           40
FIXAÇÃO
1. Na linguagem da Informática, o que se entende por documento?
2. Dê alguns exemplos de documentos digitais.
3. O que é preciso fazer para guardar um documento no computador de forma
   permanente?
4. O que acontece se a energia elétrica faltar antes de você salvar o seu
   documento?
5. Para que servem os curingas do Windows?
6. É possível modificar documentos que já foram salvos?
7. Como você faz para imprimir um documento de texto criado há mais de um
   ano?
8. Ao efetuar o logon no Windows, sua senha aparece na tela como uma
   seqüência de asteriscos. Por quê?
9. Para que servem os ícones de computador?
10. O item Meu Computador é útil para visualizar os recursos de armazenamento
   do computador. Que itens aparecem na sua pasta Meu Computador?

                                                          41
PARA DISCUSSÃO E PESQUISA


1. Que tipos de documentos digitais são importantes no seu dia-a-dia de
  trabalho ou estudo?
2. Pense nas vantagens e desvantagens dos documentos digitais em
  relação aos documentos tradicionais? Por exemplo: impressora
  versus máquina de escrever, papel e tinta versus computação gráfica,
  instrumentos musicais versus música digital, etc.
3. Os documentos digitais irão substituir completamente os documentos
  tradicionais?




                                                      42
Arquivos e pastas
Neste capítulo vamos tratar do trabalho com arquivos e recursos de
armazenamento. Estudaremos os itens Meus documentos, Meu computador e
Windows Explorer, que permitem o gerenciamento de arquivos no Windows. Você
verá como nomear, copiar, mover, deletar arquivos e pastas.
Arquivos, pastas e drives. O sistema de armazenamento de dados do Windows é
baseado em arquivos, pastas e drives. Grosso modo, arquivos são dados
agrupados sob um mesmo nome. Pastas são usadas para organizar arquivos.
Drives são unidades de armazenamento. São exemplos de drives: o drive de
disquetes, discos rígidos e o drive de CD-ROM. Existem drives locais, instalados
diretamente no seu computador e drives de rede, localizados fora do computador e
acessados via rede.


  Uma pasta pode conter arquivos e outras pastas. Existem, também, pastas
  vazia




                                                           43
Gerenciamento de arquivos e pastas


              O Windows permite gerenciar os arquivos e pastas do
              computador de vários modos, mas os caminhos mais práticos são
              a pasta Meu computador, a pasta Meus Documentos e o
              Windows Explorer. Observando bem, você vai perceber que os
              três caminhos são parecidos e levam à mesma ferramenta.

              A pasta Meu computador é acessada com um clique no ícone do
              menu Inciar.
              A pasta Meus documentos é acessada com um clique no ícone do
              menu Iniciar.
              O Windows Explorer pode ser acessado a partir do menu Todos
              os programas/ Acessórios, clicando no item Windows Explorer.




                                                       44
Figura 33 Pasta Meu computador




                                 Figura 34 Janela do Windows Explorer exibindo ícones

                                                           45
A janela do Windows Explorer
Daqui para frente vamos estudar o Windows Explorer, pois o que
dissermos sobre ele também é válido para o Meu Computador e Meus
documentos. Vamos observar as partes da janela do Windows Explorer.
Barra de menus. Nesta barra encontramos os menus: Arquivo, Editar,
Exibir, Favoritos, Ferramentas e Ajuda.

Barras de ferramentas. Há três barras de ferramentas disponíveis no
Windows Explorer: a barra de botões padrão, a barra de endereços e a
barra de links. As barras de ferramentas acrescentam funções típicas de
Internet no Windows Explorer.




                                                     46
Barras do Explorer. Aparecem do lado esquerdo da janela. A barra do Explorer
que mais usaremos é a barra de pastas, onde são exibidos os recursos de
armazenamento do seu micro e da sua rede. Nela você vê drives e pastas,
organizados em uma árvore, cuja raiz é a Área de Trabalho.

Área de conteúdos. Aparece do lado direito da tela. Exibe o conteúdo do drive ou
da pasta que estiver selecionada na Barra de pastas.

Barra de status. Aparece na parte inferior da janela e nos dá informações sobre
os recursos selecionados.

Modos de Exibição
Temos várias formas de exibir o conteúdo de pastas e drives no Windows
Explorer. Clique no menu Exibir e você verá as opções: Miniaturas, Lado a lado,
Ícones, Lista e Detalhes. Experimente cada uma das opções para ver o
resultado.

Você tem vários modos de listar os ícones de uma pasta. No menu Exibir, temos
o item Organizar ícones, com as opções Nome, Tamanho, Tipo ou Modificado
em

                                                            47
Nomes de arquivos e pastas
                                                Todo arquivo ou pasta criado no
                                                Windows precisa de um nome. Os
                                                nomes podem ser palavras ou frases.
                                                Ao criar nomes, você pode usar
                                                espaços, combinações de maiúsculas e
                                                minúsculas, acentuação, cedilhas e
                                                números. O tamanho máximo para um
                                                nome é 256 caracteres.
                                                Não use caracteres com funções
Figura 35 Janela do Windows Explorer exibindo   especiais no Windows, tais como: dois
miniaturas                                      pontos (:), barra (), asterisco (*) e
                                                interrogação (?).
  Ao nomear um arquivo use
  palavras ou frases que esclareçam
  o conteúdo do arquivo. Evite
  nomes que não informam nada




                                                                  48
Extensões de nomes
                         Além do nome, todo arquivo do Windows tem uma
                         extensão que identifica seu tipo. A extensão é uma
Em geral, você não
                         seqüência de caracteres (geralmente três) colocada
precisa se preocupar
                         no final do nome, após um ponto. Vejamos algumas
com extensões, pois, a
                         extensões importantes:
maioria dos programas
acrescenta
automaticamente a        .exe - Identifica arquivos de programa, ou seja,
extensão correta ao      arquivos executáveis.
nome quando
nomeamos um arquivo      .sys - Usada com arquivos de sistema do Windows.
                         .txt - Usada com arquivos de texto sem formatação.
                         .wav - Usada com arquivos de som, como os
                         gerados pelo Gravador de Som.
                         .bmp - Usada com arquivos de imagem, como os
                         gerados pelo Paint.
                         .html - Usada com arquivos de Internet



                                                         49
Selecionar um objeto
As operações que você realiza no Windows Explorer atingem só o objeto
selecionado. Você seleciona um objeto dando um clique de mouse sobre seu
ícone. O ícone e o nome do objeto mudam de cor quando selecionados, ficando
destacados dos demais objetos.
Se você estiver usando o estilo Web, a seleção de um objeto é feita de modo
diferente. Neste caso, apenas aponte para o ícone durante um tempo breve.


Criar pastas
Criamos pastas para organizar o nosso espaço de armazenamento. Vamos
exemplificar, criando algumas pastas para organização de documentos pessoais.




                                                          50
1. Abra o Windows Explorer.
2. Selecione a pasta ou drive na Barra de pastas que vai conter a pasta nova.
   Uma boa idéia é usar a pasta Meus documentos. Para selecionar, dê um
   clique de mouse sobre a pasta.
3. Clique no menu Arquivo, aponte em Novo e clique em Pasta...
4. Surgirá uma pasta nova na área de conteúdos, com o nome provisório Nova
   pasta. Digite o nome da pasta e tecle ENTER. A pasta está criada. Sugestão
   de nome: Documentos pessoais.
5. Selecione a pasta Documentos pessoais e repita os passos de 1 a 4 para
   criar novas pastas. Exemplos: Cartas, Planilhas, Fotos, Documentos de
   cursos, Documentos de trabalho, etc.
6. Selecione a pasta Documentos de cursos e repita os passos 1 a 4 para criar
   novas pastas. Exemplos: Exercícios de Windows, Exercícios de Word,
   Exercícios de Excel e Exercícios de PowerPoint.




                                                          51
Copiar, mover, renomear e deletar
                              Com o Windows Explorer você faz todo o
                              gerenciamento de seus arquivos e pastas. As
                              operações básicas: copiar, mover, renomear e
                              deletar podem ser feitas de vários modos. Vamos
                              explicar os modos mais práticos.


Figura 36 Criação de pastas


 Copiar
  Você copia arquivos e pastas de um local de origem para um local de destino.
  Faça assim:

  1. Selecione na Barra do Explorer a pasta ou drive de origem.
  2. Na área de conteúdos, clique com o botão direito no arquivo ou pasta que
     será copiado. Surgirá o menu de contexto.
  3. Escolha a opção Copiar.
  4. Clique com o botão direito na pasta ou drive de destino. Surgirá o menu de
     contexto.
  5. Escolha a opção Colar
                                                             52
Uma outra forma de copiar
 Use este modo quando o botão copiar para está sendo exibido na barra de
 ferramentas.
 1.   Na pasta de conteúdos, selecione o arquivo que será copiado.
 2.   Clique no botão Copiar para, da barra de ferramentas.
 3.   Selecione a pasta de destino na caixa de diálogo Copiar itens
 4.   Clique em Copiar




                                                   Figura 37 Caixa de diálogo Copiar item.


                                                                53
Mover
Você move arquivos e pastas de um local de origem para um local de destino.
Faça assim:

1. Você move arquivos e pastas de um local de origem para um local de
   destino. Faça assim:
2. Selecione na Barra do Explorer a pasta ou drive de origem.
3. Na área de conteúdos, clique com o botão direito no arquivo ou pasta que
   será copiado. Surgirá o menu de contexto.
4. Escolha a opção Recortar.
5. Clique com o botão direito na pasta ou drive de destino. Surgirá o menu de
   contexto.
6. Escolha a opção Colar.


Uma outra forma de mover
Use este modo quando o botão mover para está sendo exibido na
   barra de ferramentas.
1. Na pasta de conteúdos, selecione o arquivo que será movido.
2. Clique no botão Mover para, da barra de ferramentas.
3. Selecione a pasta de destino na caixa de diálogo Mover itens
4. Clique em Mover.
                                                             54
Copiando e movendo com arraste de mouse
 Você pode clicar num arquivo e arrastá-lo com o mouse para outra pasta ou drive.
 Se a pasta de destino estiver no mesmo drive que a pasta de origem, o arquivo
 será movido. Se você arrastar o arquivo para outro drive, o arquivo será copiado.

      Um outro modo:     Renomear
   clique no nome de     Para mudar o nome de um arquivo ou pasta faça o seguinte:
           um arquivo    1. Clique com o botão direito no nome do arquivo. Surgirá o
 selecionado, espere        menu de contexto.
    surgir o cursor de   2. Escolha a opção Renomear. Surgirá o cursor de texto no
  texto, digite o novo      nome.
nome e tecle ENTER.      3. Digite o nome novo.
                         4. Aperte a tecla ENTER, ou clique em outro lugar da tela.
 Excluir
 Para excluir um arquivo ou pasta, faça o seguinte.
 1. Clique com o botão direito no ícone do arquivo ou pasta. Surgirá o menu de
    contexto.
 2. Escolha Excluir. Surgirá a caixa de diálogo Confirmar exclusão de arquivo.
 3. Escolha Sim.
 4. Um outro modo: Selecione o arquivo ou pasta e aperte a tecla DELETE.
    Confirme a exclusão clicando Sim na caixa de diálogo.
                                                               55
Dica: Arquivos excluídos                                                      Use também o
      vão para a Lixeira do                                                     botão Excluir da
Windows, que é uma pasta                                                        Barra de botões
   especial, reservada aos
                                                                                padrão.
arquivos eliminados. Assim
     você tem a chance de
      recuperar um arquivo
  excluído acidentalmente.
                              Figura 38 Caixa de diálogo Confirmar exclusão de arquivo


Área de transferência
Com certeza você vai utilizar bastante os comandos Recortar, Copiar e Colar. Eles
estão presentes na maioria dos programas do Windows e utilizam a Área de
transferência do Windows.
A Área de transferência é um espaço na memória do seu computador, que o
Windows utiliza para armazenar objetos recortados ou copiados.
Ao recortar um objeto você o tira do local onde está e o coloca na Área de
transferência do Windows.
Ao copiar um objeto, você faz uma cópia dele na Área de transferência.
Ao colar um objeto, você insere no local escolhido uma cópia do conteúdo da Área
de transferência.

                                                                         56
Propriedades de drives, pastas e arquivos
        Para ver as propriedades de um item de armazenamento, faça assim:
1. Selecione o drive, pasta ou arquivo.
2. Clique em Arquivo e escolha Propriedades. Surgirá a caixa de diálogo.



                                       Os itens presentes na caixa de diálogo de
                                       propriedades variam dependendo do objeto
                                       selecionado. Tire a prova. Verifique as
                                       propriedades de um drive. Depois veja as
                                       propriedades de uma pasta e de um arquivo e
                                       observe as diferenças.
                                       A caixa de diálogo de Propriedades de drives
                                       permite ao usuário realizar várias tarefas, tais
                                       como: nomear o drive (rótulo), desfragmentá-lo
                                       ou verificar a presença de erros. Mais adiante
                                       trataremos dessas operações.


Figura 39 Caixa de diálogo Propriedades de disco
                                                                   57
A Lixeira
                A Lixeira é uma pasta especial do Windows. Os arquivos e
                pastas que você exclui são colocados na Lixeira. Se você excluiu
                um item por engano, basta abrir a Lixeira e restaurá-lo. A Lixeira
                pode ser acessada pela Área de Trabalho ou pelo Windows
                Explorer.
                Um arquivo colocado na Lixeira pode ser restaurado ou excluído
                definitivamente. Para tirar um arquivo da Lixeira e recolocá-lo no
                seu local de origem, faça assim:

1. Selecione a Lixeira na Barra de pastas, ou dê um duplo clique no ícone da
   Lixeira na Área de Trabalho.
2. Selecione o arquivo ou pasta a restaurar.
3. No menu Arquivo escolha Restaurar.
4. Para Excluir um arquivo ou pasta definitivamente, faça assim:
5. Abra a Lixeira.
6. Selecione o arquivo ou pasta a excluir.
7. No menu Arquivo escolha Excluir. Surgirá a caixa de diálogo Confirmar
   exclusão de arquivo.
8. Clique em Sim.

                                                             58
Atalhos
              Atalhos são pequenos arquivos do Windows que abrem recursos do
              computador. Atalhos podem executar programas, exibir pastas ou
              abrir documentos. Usamos atalhos para facilitar o acesso aos
              recursos que gostamos de ter à mão.
              Vamos exemplificar. Digamos que você use com freqüência a pasta
              Documentos pessoais e quer acessá-la rapidamente. Uma idéia é
              colocar um atalho para ela na Área de Trabalho. Faça assim:

1. No Explorer, clique com o botão direito do mouse na pasta Documentos
   pessoais. Surgirá o menu de contexto.
2. Escolha Copiar.
3. Selecione a Área de Trabalho.
4. No menu Editar, escolha Colar atalho
O atalho para a pasta surgirá na Área de Trabalho do micro. Dê um duplo clique no
atalho para visualizar a pasta.




                                                            59
Formatação                   Formatar um disco é prepará-lo para armazenar
                              dados num determinado sistema de arquivos.
  Fabricantes como Novell,
                              Existem vários sistemas de arquivos. A Microsoft, por
       Apple e IBM também
                              exemplo, usa os sistemas FAT16, FAT32, NTFS e
desenvolveram sistemas de
                              CDFS.
arquivos próprios. Um disco
formatado para um sistema     FAT16 é padrão para Windows 95 e seus
  de arquivos pode não ser    antecessores.
      reconhecido por outro   FAT32 começou a ser usado com o Windows 98 e é
                    sistema   padrão para o Windows Me.
                              NTFS tem forte segurança e é usado pelo Windows
                              NT, pelo Windows 2000 e pelo Windows xp
                              Professional.
                              CDFS é usado nos CD-ROMs.

 Formatando disquetes
 Você precisa formatar um disquete em dois casos: quando ele é novo e veio de
 fábrica sem formatação, ou quando você quer remover todos os dados do disquete.
 A formatação elimina inclusive vírus. A formatação também permite reutilizar
 disquetes com o sistema de arquivos danificado.

                                                               60
Para formatar, siga a seqüência:
   1.   Insira o disquete no drive.
   2.   No Windows Explorer, selecione o drive de disquete na área de conteúdos.
   3.   No menu Arquivo, escolha Formatar... Surgirá a caixa de diálogo Formatar
   4.   Selecione as opções e clique em Iniciar.


Há duas opções de formatação: a rápida que apenas apaga todos os dados do
disco e a completa, que apaga os dados e faz uma nova marcação do disco.
Ao formatar um disco você pode nomeá-lo, preenchendo o campo Rótulo do
volume da caixa de diálogo Formatar.




Figura 40 Caixa de diálogo
Formatar                                                    61
Formatando discos rígidos. Você pode formatar um disco rígido no Windows
Explorer do mesmo modo que formata um disquete, desde que o disco não seja o
que contém os arquivos do Windows.

FIXAÇÃO

1. Quais dos seguintes nomes de arquivos estão incorretos: a) Minha planilha
   financeira. xls. B) ofício 08/98.doc. c) Como funciona o Windows?.doc.
2. É possível criar uma sub-pasta com o mesmo nome da pasta que a contém?
3. O Windows cria as seguintes pastas: Windows e Arquivos de programas. Na
   pasta Windows ficam os arquivos do sistema operacional. Quantos Mega bytes
   tem a pasta Windows do seu computador. E a pasta Arquivos de programas
   ocupa quanto espaço em disco? Quais programas estão instalados nesta
   pasta?
4. É possível criar dois arquivos com o mesmo nome dentro de uma mesma
   pasta? E se os arquivos estiverem em pastas diferentes?
5. Se você arrastar um arquivo com o mouse para outra pasta o que acontece: a)
   se a pasta de origem estiver no mesmo drive da pasta de destino. B) se a pasta
   de destino estiver em outro drive


                                                            62
1. Para que serve a Área de transferência do Windows?
2. Você excluiu um documento e precisa do arquivo de volta. O que se pode ser
   feito?
3. Qual a utilidade de um atalho do Windows?
4. Visualize as propriedades do disco rígido de seu computador. Quantos Mega
   Bytes ele tem de espaço livre? Qual o rótulo do disco e qual sistema de
   arquivos ele utiliza?
5. Você usa formatação em que situações: a) quando o disquete é novo e já vem
   formatado de fábrica. b) você quer limpar um disquete infectado com vírus. C) o
   disco foi usado para armazenar dados de outro sistema operacional

PARA DISCUSSÃO E PESQUISA
 1. Qual dos modos de exibição do Explorer você prefere?
 2. O MS-DOS e todos os programas criados para MS-DOS não aceitam nomes
    com mais de oito caracteres. É possível abrir documentos com nomes longos
    nos programas mais antigos, criados para MS-DOS?
 3. Você não deve misturar seus documentos com os arquivos de programas.
    Como você criaria um conjunto de pastas para organizar os seus documentos



                                                            63
Configurações e painel de controle
O Windows é altamente configurável. Você pode personalizar vários itens ao seu
gosto e para sua necessidade. Neste capítulo veremos como configurar os itens
da Área de Trabalho e outros itens a partir do Painel de controle. Ao final você
estará apto a personalizar o seu computador.

Configurando a Área de Trabalho
A Área de Trabalho, na configuração padrão, apresenta os ícones do lado
esquerdo da tela, a Barra de Tarefas, na borda inferior, a Lixeira no canto inferior
direito e um papel de parede padrão do Windows. Vejamos como alterar esta
aparência.

Organizando os ícones da Área de Trabalho
Você pode mover os ícones na Área de Trabalho arrastando-os com o mouse para
uma nova posição. Experimente. Espalhe-os pela tela ao seu gosto.
Se depois disso você achar melhor colocá-los na velha ordem novamente, faça o
seguinte:


                                                                 64
1. Clique com o botão direito em algum lugar livre da Área de Trabalho. Surgirá o
   menu de contexto.
2. Aponte para Organizar ícones.
3. Escolha uma das alternativas: Nome, Tamanho, Tipo ou Modificado em.

Os ícones serão enfileirados, começando pelo canto superior esquerdo e descendo.
Ticando a opção AutoOrganizar no menu de contexto da Área de Trabalho, os
ícones são reorganizados mesmo que você tente arrastá-los para fora do
alinhamento.
A opção Alinhar à grade do menu de contexto da Área de Trabalho alinha ícones
próximos na Área de Trabalho.

O Painel de Controle
O Painel de Controle é uma janela do Windows que concentra grande quantidade de
itens de configuração do micro.
Acesse o Painel de Controle clicando no botão Iniciar e clicando em Painel de
Controle.




                                                              65
Os itens do Painel de controle
                                           estão subdivididos em categorias.
                                           Vamos ver os itens principais.

                                           Data, hora, idioma e opções
                                           regionais
                                           Nesta área do Painel de controle
                                           você acerta a hora, a data, a
                                           moeda, a forma de exibir número e
                                           outros itens do computador
Figura 41 Painel de Controle               ligados à região em que você se
                                           encontra
Data e hora
Use este item para acertar a hora, a data e o fuso horário do seu
micro. Você pode deixar que o Windows ajuste automaticamente o
seu relógio para o horário de verão.
Você pode também sincronizar o relógio do computador através da
Internet quando estiver conectado.



                                                            66
É bom saber: o relógio funciona mesmo com o micro desligado, graças a uma
bateria interna. Quando a bateria acabar, além do atraso do relógio, alguns dados
de configuração do micro vão se perder. Peça a um técnico para trocar a bateria e
restabelecer os dados.
                                            Opções regionais e de idioma
                                          No item opções regionais você define para o
                                          Windows e para os demais aplicativos,
                                          padrões que variam de país a país. Por
                                          exemplo: no Brasil, o separador de milhar é o
                                          ponto e o separador decimal é a vírgula. Nos
                                          Estados Unidos ocorre o contrário: o
                                          separador de milhar é a vírgula e o separador
                                          decimal é o ponto. Ajuste as configurações
                                          regionais para o seu país. Lembre-se que
                                          estas configurações serão usadas pelo
                                          Windows e por todos os programas do micro.
Figura 42 Caixa de diálogo Propriedades
de Data e hora




                                                                  67
Digitação de datas
                                      Depois da chegada do ano 2000 é bom saber
                                      alguns detalhes sobre escrita de datas.
                                      Datas digitadas com dois dígitos serão
                                      interpretadas como pertencentes ao intervalo que
                                      vai de 1930 a 2029. Assim:
                                      20/02/00 é interpretado como 20/02/2000
                                      20/02/28 é interpretado como 20/02/2028
                                      20/02/30 é interpretado como 20/02/1930
                                      Para escrever 20/02/1910 não é correto usar
                                      20/02/10
                                      Para escrever 20/02/2040 não é correto usar
                                      20/02/40

Figura 43 Caixa de diálogo Configurações regionais




                                                                 68
Aparência e temas
Nessa área do Painel de controle configuramos os itens de aparência da interface
do Windows.Vejamos os itens um a um:
Barra de Tarefas
Personalizamos a Barra de Tarefas de várias maneiras. Mas para
fazer isso antes é preciso desbloquear a Barra de tarefas. Faça
assim:
Clique em alguma área livre da barra usando o botão direito. Em
seguida desmarque a opção Bloquear a barra de tarefas.
Alterando a posição. Normalmente, a Barra de Tarefas está na borda inferior da Área
de Trabalho, mas você pode mudá-la de posição. Clique com o mouse sobre uma
área livre da barra e arraste-a para outra borda. Você pode colocá-la na borda
superior, na esquerda ou na direita.

Alterando o tamanho. Você pode aumentar ou diminuir o tamanho da Barra de
Tarefas. Aproxime o ponteiro da borda da barra. Quando ele assumir a forma de
uma dupla seta, arraste a borda e deixe a barra do tamanho que quiser. A barra
pode ocupar até metade da Área de Trabalho. No tamanho menor ela se reduz a um
friso na Área de Trabalho.
Algumas configurações da barra são feitas através do Painel de controle ou pelo
menu de contexto, clicando no item Propriedades.
                                                           69
1. Clique com o botão direito numa área livre da barra.
2. Clique em Propriedades. Surgirá a caixa de diálogo Propriedades de Barra de
   tarefas e menu iniciar.
                                           A opção Manter a barra de tarefas sobre as
                                           outras janelas deixa a barra sempre
                                           sobrepondo as demais janelas.
                                           A opção Ocultar automaticamente a barra de
                                           tarefas esconde a Barra de Tarefas. Quando
                                           quiser acessá-la aproxime o ponteiro do
                                           mouse da borda da Área de Trabalho.

                                           Menu Iniciar
                                           A configuração do menu Iniciar pode ser feita
                                           pelo item Barra de tarefas e menu Iniciar do
                                           Painel de controle.


Figura 44 Caixa de diálogo Propriedades de Barra de
tarefas e menu Iniciar


                                                                    70
Você pode usar ícones pequenos no menu Iniciar, pode esvaziar o menu
Documentos recentes, pode incluir ou remover itens do menu Todos os programas.
Também pode mudar de posição um item do menu. Estas alterações são feitas
através da caixa de diálogo Propriedades de Barra de tarefas e menu Iniciar. Você
abre esta caixa pelo Painel de Controle ou clicando com o botão direito no botão
Iniciar, e escolhendo Propriedades.
                            Exibição de itens
                            Na guia Avançado da caixa de diálogo Personalizar o
                            menu Iniciar você pode definir que itens serão exibidos
                            na barra de tarefas e no menu Iniciar.
                            Limpando o histórico
                            Clicando no botão Limpar lista da guia Avançado você
                            apaga os itens de histórico, o que inclui endereços de
                            Internet    digitados,  atalhos   para     documentos
                            acessados recentemente e caminhos de programas
                            digitados recentemente.
                            Figura 45 Caixa de diálogo Propriedades de Barra de Tarefas e
                            do menu Iniciar



                                                                   71
Criando um atalho no menu Iniciar
                                        Se você usar o menu Iniciar em estilo clássico,
                                        poderá adicionar itens no menu Programas.
                                        Vamos exemplificar criando um atalho para o
                                        arquivo Documento teste.
                                        1. Na caixa de diálogo Propriedades de Barra de
                                           tarefas e menu Iniciar clique em Personalizar.
                                        2. Clique no botão Adicionar... Surgirá a caixa de
                                           diálogo Criar atalho.
                                        3. Digite o caminho do arquivo para o qual será
                                           criado o atalho. O caminho é: C:Meus
                                           documentosDocumento teste.doc.
                                        4. Clique em Avançar.
Figura 46 Personalizar o menu Iniciar   5. Selecione o menu em que o atalho será
                                           colocado e clique em Avançar.
                                        6. Digite um nome para o atalho. Se quiser,
                                           apenas aceite a sugestão do Windows e
                                           clique em Concluir.



                                                                    72
O atalho será criado no menu Iniciar. Clique uma vez nele para abrir o documento.


                                          Opções de pastas
                                          O Windows tem dois estilos de exibição
                                          para janelas que mostram o conteúdo de
                                          pastas: o estilo clássico e o estilo Web.
                                          Você pode configurar o seu computador
                                          para um ou para outro estilo. Se quiser,
                                          pode escolher alguns itens de cada
                                          estilo e gerar um estilo intermediário
                                          personalizado
Figura 47 Caixa de diálogo Criar atalho




                                                              73
Na guia Geral você define o estilo de
                                             exibição que prefere. O estilo Web deixa
                                             suas pastas com uma aparência de páginas
                                             de Internet. O estilo clássico é o mesmo
                                             usado desde o Windows 95.
                                             Para definir o estilo de exibição, selecione os
                                             itens assim:

                                               Estilo clássico           Estilo web
                                                 Usar pastas          Ativar conteúdo
                                                 clássicas do        relacionado à web
                                                   Windows               nas pastas
                                              Clicar duas vezes     Clicar uma vez para
                                              para abrir um item        abrir um item

Figura 48 Caixa de diálogo Opções de pasta


Uma diferença importante entre o estilo Web e o estilo clássico está na forma como
você seleciona e executa um ícone. Veja a tabela:


                                                                    74
Estilo Clássico                 Estilo Web
Para selecionar um Dê um clique de        Aponte sobre o ícone por um tempo
ícone                mouse sobre o        breve
                     ícone
Para executar o      Dê um duplo clique   Dê um clique sobre o ícone
aplicativo associado sobre o ícone        enquanto o ponteiro estiver na forma
ao ícone                                  de mão


Vídeo
A janela Propriedades de vídeo
permite inúmeras configurações.
Vejamos, uma a uma:




                                                     Figura 49 Propriedades de vídeo

                                                              75
Área de trabalho
Na guia Área de trabalho definimos o plano de fundo e os ícones que aparecem na
área de trabalho.
O plano de fundo, ou papel de parede, é uma imagem que decora sua Área de
Trabalho. É possível colocar a imagem centralizada na tela, ou ladrilhar a tela
inteira, usando a opção lado a lado. Você pode usar dois tipos de arquivos como
plano de fundo: imagens .bmp ou documentos .html. O .bmp é um formato para
arquivos de imagem bastante popular, que pode ser gerado em inúmeros
programas gráficos. O html é o formato de arquivos padrão para a Internet. O
Windows traz uma série de imagens para você usar como papel de parede. Se
você quiser, pode usar imagens de terceiros, inclusive, as criadas por você.

Proteção de tela
A proteção de tela é um programa decorativo que preenche a tela e entra em ação
sempre que o usuário fica certo tempo sem tocar no teclado e no mouse. A
proteção de tela não interfere nos programas abertos e pára de funcionar quando o
usuário move o mouse ou pressiona alguma tecla. O Windows é fornecido com
várias proteções de tela, mas você pode instalar proteções de tela de terceiros.
Uma função da proteção de tela é esconder o conteúdo da Área de Trabalho
enquanto o usuário está ausente. Nesse caso, o usuário pode definir uma senha
de proteção de tela. A proteção só é removida se o usuário digitar a senha correta,
caso contrário será preciso reiniciar o computador para voltar a usá-lo.
                                                                76
Gerenciamento de energia: É possível configurar o micro para que o vídeo entre em
estado de espera ou se desligue, depois de certo tempo de inatividade. Isso é útil,
especialmente, em computadores que usam bateria. O seu computador precisa ser
compatível com o sistema de gerenciamento de energia do Windows para que estas
configurações funcionem.
Hibernação: Se você ativar a opção hibernação será possível encerrar o Windows
memorizando o estado de todos os programas abertos na área de trabalho. Quando o
Windows retornar, trará a área de trabalho exatamente do jeito que estava antes de
hibernar, com todos os aplicativos que estavam abertos.

Aparência
A guia Aparência permite que o usuário modifique à
vontade a aparência da Área de Trabalho do Windows.
Você pode alterar as cores do ambiente, as fontes dos
textos, o tamanho dos ícones, os espaçamentos, o
tamanho dos elementos, etc. Pode ainda, usar o a
aparência da versão anterior do Windows.
O Windows é fornecido com vários esquemas de
aparência pré-definidos. Alguns desses esquemas são
úteis para pessoas com dificuldades visuais ou de
coordenação motora.
                                                        Figura 50 Propriedades de vídeo
                                                        aparência
                                                              77
Configurações
Na guia Configurações há dois ajustes importantes: o de quantidade de cores e o de
resolução de vídeo.
A quantidade de cores que pode ser usada depende da capacidade do hardware de
vídeo de seu micro. As quantidades disponíveis costumam ser: 16 cores (4 bits), 256
cores (8 bits), 65 mil cores (high color 16 bits), 16 milhões de cores (24 bits) e 4
bilhões de cores (true color 32 bits).

É bom saber: Uma imagem gerada em 256 cores ficará estranha se for mostrada
num monitor que exibe só 16 cores. Para que haja qualidade na exibição, seu
monitor deve exibir o mesmo número ou mais cores do que o número de cores em
que a imagem foi gerada.
O monitor exibe as imagens como um mosaico de pequenos pontos chamados
pixels. Você pode definir quantos pixels terão as imagens mostradas no vídeo. As
combinações típicas são: 640x480 pixels, 800x600 pixels e 1.024x768 pixels. A
combinação 640x480 pixels é ideal para monitores de 14”. A combinação 800x600 é
melhor para monitores de 17” e a combinação 1024x768, para monitores de 21”.

Observe: Quanto mais pixels você usa na tela, menores as imagens ficam. A
vantagem disso é que se vê mais conteúdo ao mesmo tempo na tela e você usa
menos as barras de rolagem. A desvantagem é que os objetos ficam menores, mais
difíceis de ver e clicar.
                                                          78
Temas do computador
Temas são conjuntos de configurações pré-definidas para a Área de Trabalho.
Escolhendo um tema, você define numa só operação as cores, os ponteiros, os
ícones, o papel de parede, os sons para eventos, os ponteiros de mouse, etc. O
Windows é fornecido com vários temas. Os temas do Windows são coordenados,
ou seja, as configurações do tema seguem um estilo.
Você pode criar um tema seu. Para isso, primeiro, configure o micro ao seu gosto.
Escolha o papel de parede, os ícones, as cores, a proteção de tela, os sons para
eventos, os ponteiros, etc. Depois disso, abra a janela Temas para a Área de
Trabalho e salve a configuração atual como um novo tema.

Impressoras e outros itens de hardware
Nessa área configuramos os itens de hardwares do computador.

Impressoras e Aparelhos de Fax
               O Windows centraliza o gerenciamento de impressão do micro, de
               modo que qualquer aplicativo para Windows pode usar as
               impressoras instaladas. Na pasta Impressoras e aparelhos de fax,
               acessível pelo Painel de Controle, você gerencia, instala ou remove
               impressoras.

                                                            79
Não confunda: Instalar uma
                                              impressora no Windows é instalar o
                                              software de gerenciamento da
                                              impressora. Isto não tem nada a
                                              ver com a conexão física da
                                              impressora ao computador. É
                                              possível ter várias impressoras
                                              instaladas no micro, sem que
                                              nenhuma esteja fisicamente ligada
                                              a ele.
                                              Figura 51 Pasta Impressoras

Impressoras locais e de rede: Uma impressora local se liga diretamente ao
micro, geralmente pela porta paralela. Impressoras de rede estão ligadas a outros
computadores, acessados pela rede.
Impressora padrão: Uma das impressoras da pasta impressoras é definida como
padrão. Os documentos serão impressos nela, sempre que você não indicar uma
impressora específica.
Para definir uma impressora como padrão, selecione a impressora na pasta
Impressoras, clique em Arquivo e na opção Definir como impressora padrão.

                                                               80
Gerenciando uma impressora

Dê duplo clique sobre o ícone da impressora. Surgirá uma janela onde é possível
acompanhar os trabalhos de impressão em andamento. Você pode cancelar a
impressão de um documento, pode pausar a impressora, pode mudar a ordem
dos documentos na fila de impressão e pode configurar as propriedades da
impressora.
                                                  Dica: Várias impressoras
                                                  permitem definir a qualidade
                                                  de impressão do documento.
                                                  Se você está imprimindo
                                                  rascunhos ou provas, defina
                                                  uma qualidade baixa, para
                                                  economizar tempo e tinta.

Figura 52 Janela de gerenciamento de impressora




                                                            81
Adicionando uma impressora local
Para instalar uma impressora local no seu
    computador faça o seguinte:
1. Abra a pasta Impressoras, através do
    Painel de Controle ou do menu
    Configurações.
2. Clique em Adicionar Impressora para
    acionar o assistente de instalação.
3.      Deixe o Windows reconhecer
    automaticamente a impressora se ela
    estiver conectada ao micro. Caso
    contrário, passe para a etapa seguinte
    que é a identificação manual da
    impressora.
4. Selecione o fabricante e o modelo da impressora na lista e clique em Avançar.
5. Selecione a porta em que a impressora será instalada. Geralmente usa-se a
    LPT1. Clique em Avançar.
6. Digite um nome para a impressora, ou simplesmente aceite a sugestão do
    Windows. Clique em Avançar.
7. Defina se vai imprimir uma página de teste e clique em Concluir.
O Windows vai instalar todos os arquivos necessários ao funcionamento da nova
    impressora.

                                                           82
Lembrete: Durante a instalação, provavelmente, será solicitado o CD-ROM de
instalação do Windows. Tenha-o à mão. Se a impressora que você quer instalar
não aparece na lista do Windows, você terá que usar a opção Com disco e
fornecer os arquivos de instalação do fabricante da impressora.
      Mouse
      Utilize o item Mouse do Painel de Controle para configurar algumas
      propriedades do mouse e dos ponteiros. Na janela Propriedades do mouse,
      temos quatro guias. Através delas você pode fazer o seguinte:
      •Inverter as funções dos botões do mouse. O que se faz com o esquerdo
      passa a ser feito com o botão direito e vice versa.
      •Aumentar ou diminuir o tempo para duplo clique. Deixe a velocidade lenta
      se você tem dificuldade para efetuar o duplo clique rapidamente.
      •Definir um esquema de ponteiros. O Windows tem vários esquemas de
      ponteiros que auxiliam, inclusive, pessoas com dificuldades visuais. Se você
      preferir, pode usar também, ponteiros criados por terceiros. Há muita oferta
      de ponteiros, atendendo a todos os gostos.
      •Regular a velocidade do ponteiro. Ajuste a velocidade com que o ponteiro
      responde aos seus movimentos com o mouse. A velocidade rápida é para
      quem tem destreza no mouse.
      •Deixar rastro de ponteiro. O rastro pode ser útil a pessoas que tem
      dificuldade em localizar o mouse na tela.
                                                            83
Figura 54 Propriedades de mouse




                                  84
Teclado
         Cada teclado tem um layout, ou seja, uma distribuição própria de teclas.
         Há muitos layouts de teclado, que se adaptam às necessidades de
         cada idioma. No Brasil, por exemplo, temos dois layouts principais: o
         Brasil padrão e o ABNT2.
Atenção: A configuração do layout de teclado é feita no item Opções regionais e
de idioma, clicando na Guia Idiomas e no botão Detalhes.

   Dica: Ao digitar, as teclas
   parecem trocadas? Você
       digita um caractere e
      aparece outro na tela?
 Provavelmente, o idioma de
        seu teclado não está
  configurado corretamente




                                                             85
O intervalo e a taxa de repetição do teclado: O intervalo define o tempo que se
deve manter a tecla pressionada até começar a repetição. Regule o intervalo para
que não fiquem surgindo caracteres dobrados durante a digitação de seus textos. A
taxa de repetição define quantos caracteres são gerados por segundo enquanto a
tecla está pressionada. Deixe a taxa lenta se você quer ter um controle melhor da
repetição.




                       Figura 56 Propriedades de teclado
                                                            86
Contas de usuário

O Windows xp utiliza contas de usuário
para permitir que cada usuário do
computador seja identificado e tenha
configurações pessoais personalizadas.

O gerenciamento de usuários do
Windows xp é sofisticado e entrar em
detalhes sobre o seu funcionamento
não é o objetivo dessa apostila. Se
você quer entender mais a fundo o
gerenciamento de usuários do Windows
xp     consulte   uma      bibliografia
especializada.


                                          Figura 57 Janela Contas de usuário

Para gerenciar os usuários do seu computador clique no item Contas de usuário do
Painel de Controle. Surgirá a janela Contas de usuário.


                                                                  87
Criar uma nova conta
Para criar uma nova conta de usuário,
   faça o seguinte:
1. Clique no item Criar uma nova
   conta da janela Contas de usuário.
   Surgirá a caixa de diálogo
   Configurações do usuário.
2. Forneça um nome para a conta.
3. Defina o tipo de conta que será
   criada.     Há      dois     tipos:
   administrador, que tem privilégios
   amplos     para   administrar    o
   computador e tipo limitado, com
   menos opções de controle sobre a
   máquina.
4. Clique em Concluir.                   Figura 58 Alterar conta de usuário
Alterar uma conta
Clicando no item Alterar uma conta você pode alterar as configurações das contas
de usuário do computador. Há vários itens que podem ser alterados como: nome,
imagem, senha, tipo de conta, etc.


                                                                  88
Usuário convidado
O usuário convidado é um usuário especial criado pelo sistema, para permitir que
pessoas não cadastradas possam usar o computador. Os privilégios da conta
convidado são limitados e o padrão é que a senha seja em branco.

Opções de Acessibilidades

      Este item do Painel de Controle
      permite definir várias alternativas para
      pessoas que têm alguma dificuldade
      com o modo normal de operação do
      Windows.      Através      da      janela
      Propriedades de Acessibilidade é
      possível configurar alternativas para
      várias situações, tais como: aumentar
      o contraste da tela, emitir alertas
      visuais    quando     houver      alertas
      sonoros, movimentar o ponteiro pelo
      teclado, controlar a velocidade da
      repetição de teclas, etc.
                                                  Figura 59 Propriedades de acessibilidade



                                                                   89
Sons, fala e dispositivos de áudio
         Na janela Propriedades de som e dispositivos de áudio você
associa sons aos eventos do Windows. Selecione um evento e atribua a
ele um som. O Windows traz alguns esquemas de sons prontos, mas
nada o impede de criar o seu esquema personalizado. Se quiser, pode
usar arquivos .wav de terceiros.

                             Em Propriedades de som e dispositivos de áudio você
                             também controla os dispositivos de multimídia do
                             computador.

                             Adicionar ou remover Programas
                                        Depois de instalar o Windows no
                                        computador você vai querer, com certeza,
                                        instalar aplicativos que trarão funcionalidade
                                        ao seu micro. Faça isso através do recurso
                                        Adicionar ou remover programas.


Figura 60 Propriedades de som e
multimídia


                                                                 90
Os aplicativos que foram desenvolvidos para o Windows 95 em diante, possuem
programa de instalação e desinstalarão. Isso é importante, especialmente para
aplicativos mais complexos que fazem inúmeras alterações no seu sistema. O
programa de instalação faz por você inúmeras tarefas, tais como: criar pastas,
copiar arquivos, criar atalhos, modificar configurações, etc. O programa de
desinstalarão remove os componentes do aplicativo e restaura configurações
modificadas durante a instalação.
Para instalar um aplicativo faça assim:
1. Abra o recurso Adicionar/remover programas.
2. Clique em Adicionar novos programas... Surgirá o assistente de
   instalação.
3. Selecione a origem de dados onde se encontra o programa de
   instalação. Que pode ser CD ou disquete, ou então, pela Internet.
4. Se o Windows não localizar nenhum programa de instalação, você terá
   que digitar o caminho do arquivo.
Depois disso, o programa de instalação é iniciado e você deve seguir as instruções
do fabricante do software. Se a instalação for bem sucedida aparecerá o nome do
aplicativo na lista dos programas que podem ser removidos.



                                                             91
Programas de Lembrete: Programas que não foram desenvolvidos para Windows
instalação       95 ou superior não tem programa de desinstalarão e não aparecem
costumam ter na lista de programas removíveis
nomes como:                        Caso você queira desinstalar um programa ou
Instalar, Config,                  alterar as características da instalação, selecione
Setup, Install.                    o programa na lista do Windows e, em seguida,
                                       clique no botão Alterar/remover. Depois disso,
                                       siga as instruções do assistente do fabricante do
                                       software.

                                       Outros itens
                                       O Painel de controle tem mais opções de
                                       configuração. Para você ver todos os itens do
                                       painel de uma vez só, clique na opção Alternar
                                       para o modo de visualização clássico. Você verá
Figura 61 Caixa de diálogo Adicionar
ou remover programas                   itens como Fontes.




                                                                   92
Fontes
A variedade de estilos de caracteres disponível no seu computador é possível
graças às fontes. Fontes são arquivos usados pelo Windows para gerar famílias
de caracteres. O Windows centraliza o gerenciamento de fontes do computador,
de modo que ao instalar uma fonte, ela fica disponível para todos os aplicativos
do micro. O Windows fornece algumas fontes básicas como: Arial, Courier e
Times New Roman. Outras fontes são adicionadas quando você instala
aplicativos gráficos ou de editoração no micro.
Através do item Fontes do Painel de Controle você pode visualizar as fontes
instaladas no micro, além de adicionar fontes novas ou remover as que não vai
usar mais.
Para adicionar uma fonte no seu micro faça assim:
1. Abra a pasta Fontes, através do Painel de Controle.
2. Clique em Arquivo e na opção Instalar nova fonte...
3. Selecione a pasta que contém a fonte nova.
4. Selecione a fonte nova.
5. Clique em OK.

    Para excluir uma fonte do seu micro, faça assim:



                                                            93
1.   Abra a pasta Fontes, através do Painel de Controle.
2.   Selecione a fonte.
3.   Clique em Arquivo e em Excluir.

                                     É bom saber: O TT que aparece junto a
                                     algumas fontes indica que ela é do tipo True
                                     Type. Estas fontes são escalonáveis, ou seja,
                                     podem ser ampliadas ou reduzidas à vontade
                                     nos documentos sem perda de qualidade.

                                     Curiosidade: A fonte Courier é mono
                                     espaçada. Ela imita as máquinas de escrever,
                                     ou seja, todos os caracteres desta família
                                     ocupam uma mesma largura no documento.
Figura 62 Pasta Fontes
                                     Dica: Seja econômico com as fontes. Instale
                                     apenas as que você realmente utiliza, pois,
                                     fontes consomem memória do seu micro e
                                     reduzem o desempenho da máquina.


                                                              94
FIXAÇÃO

1. Como se faz para organizar os ícones na Área de Trabalho, quando eles se
   encontram espalhados pela tela?
2. A Barra de Tarefas pode mostrar várias barras de ferramentas. Quais barras
   de ferramentas são fornecidas com o Windows Me
3. É possível adicionar um atalho no menu Programas. Como se faz isto?
4. A Barra de Tarefas pode ser movida. Em que posições da tela é possível
   colocá-la?
5. Programas desenvolvidos antes do Windows 95 podem ser removidos
   automaticamente do computador?
6. Você instala o programa Corel Draw no seu micro, que traz inúmeras fontes.
   Você poderá usar estas fontes do Corel Draw no WordPad?
7. Você tem uma impressora Epson Stylus 800 conectada ao micro. No Painel de
   Controle, só há uma impressora HP 850C instalada. O que precisa ser feito,
   caso as impressões não dêem certo?
8. O que você precisa configurar no Painel de Controle se os seus duplos cliques
   nunca dão certo.
                                                            95
1. Você digita o cedilha e na tela sai ponto e vírgula. Qual a possível causa deste
   problema?
2. Uma imagem gerada em 24 bits será visualizada com qualidade num monitor
   configurado para 256 cores? E se a imagem tiver quatro bits com um monitor
   que exibe 256 cores?
3. Quais são as vantagens e desvantagens de usar uma configuração de vídeo
   com mais pixels? 1024x768 pixels, por exemplo.
4. Em que situação seria útil a colocação de uma senha de proteção de tela no
   computador?
5. O que são e para que servem os temas da Área de Trabalho?
6. Em que situação é recomendável ativar os perfis de usuários do Windows?
   Quais itens do ambiente de trabalho podem ser personalizados para o
   usuário?

                       PARA DISCUSSÃO E PESQUISA




                                                               96
1. Consulte a relação de Temas para a Área de Trabalho de seu computador e
   escolha um tema para os seguintes usuários: a) um jovem adolescente, b)
   uma jovem adolescente, c) um executivo, d) uma executiva, e) um entusiasta
   da tecnologia e f) uma pessoa extravagante.
2. O Windows é altamente personalizável. Você pode inundar sua Área de
   Trabalho com ícones engraçadinhos, cores extravagantes e sons divertidos.
   Do ponto de vista das empresas, que tem funcionários usando o Windows,
   quais as vantagens e desvantagens de ter um sistema operacional altamente
   personalizável?
3. Alguns críticos dizem que o Windows tem intermináveis configurações e
   ajustes que só consomem memória e processamento, quando na verdade
   você só precisa de um computador para trabalhar. Você gostaria que o
   Windows fosse mais ‘enxuto’ e simples?


Acessórios
Inúmeros acessórios acompanham o Windows, desde a calculadora, um editor
de imagens, um editor de textos e até jogos de cartas. Vamos ver como utilizar
vários desses acessórios.

                                                           97
Bloco de notas
                            O programa bloco de notas é o editor de texto mais
                            simples do computador. Com ele redigimos textos
                            básicos, sem formatação. Os arquivos criados pelo
                            bloco de notas tem extensão .txt, também conhecidos
                            como arquivos de texto puro.
                            O     bloco    de
                            notas é usado
                            principalmente
                            por técnicos de
                            informática para
                            criar arquivos de
Figura 63 Menu Acessórios   texto puro
                                             Figura 64 Bloco de notas
Calculadora
modo preferido no menu Exibir.
A calculadora pode ser operada com o mouse, mas, se preferir, você pode operá-
la pelo teclado.
Em Informática, as operações básicas são representadas pelos seguintes
caracteres: Adição(+), subtração(-), multiplicação(*), divisão(/) e potenciação(^).

                                                                 98
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp
Windows xp

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Módulo 2 - Microsoft Windows 7
Módulo 2 - Microsoft Windows 7Módulo 2 - Microsoft Windows 7
Módulo 2 - Microsoft Windows 7
Paulo Guimarães
 
MANUAL MANTENIMIENTO PC
MANUAL MANTENIMIENTO PCMANUAL MANTENIMIENTO PC
MANUAL MANTENIMIENTO PC
guest58ccd0
 
Hardware e software conceitos
Hardware e software conceitosHardware e software conceitos
Hardware e software conceitos
Danilo Vilanova
 
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores IIIAula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
Vitor Hugo Melo Araújo
 
Editores de texto
Editores de textoEditores de texto
Editores de texto
Guilherme Teixeira
 
Los drivers
Los drivers Los drivers
Los drivers
Abdiel-Eliud
 
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional Windows
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional WindowsInformática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional Windows
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional Windows
Joeldson Costa Damasceno
 
Formatei o computador e agora?
Formatei o computador e agora?Formatei o computador e agora?
Formatei o computador e agora?
Suzana Viana Mota
 
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/Servidor
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/ServidorInstalação, configuração e administração de um SO Cliente/Servidor
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/Servidor
Edgar Costa
 
Periféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de InformáticaPeriféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de Informática
Leandro Martins
 
Sistemas operacionais
Sistemas operacionaisSistemas operacionais
Sistemas operacionais
Samira Magalhaes
 
A evolução histórica dos sistemas operativos
A evolução histórica dos sistemas operativosA evolução histórica dos sistemas operativos
A evolução histórica dos sistemas operativos
André Dias
 
Aula Introdução a Arquitetura e Organização de Computadores
Aula Introdução a Arquitetura e Organização de ComputadoresAula Introdução a Arquitetura e Organização de Computadores
Aula Introdução a Arquitetura e Organização de Computadores
Gilvan Latreille
 
Arquiteturas de Computadores - slides
Arquiteturas de Computadores - slidesArquiteturas de Computadores - slides
Arquiteturas de Computadores - slides
Guilherme Ferreira
 
Gerenciamento de memória
Gerenciamento de memóriaGerenciamento de memória
Gerenciamento de memória
Rodrigo Rodrigues
 
Aula 11 – placas controladoras de vídeo (ii)
Aula 11 – placas controladoras de vídeo (ii)Aula 11 – placas controladoras de vídeo (ii)
Aula 11 – placas controladoras de vídeo (ii)
Marcos Basilio
 
Aula de hardware
Aula de hardwareAula de hardware
Aula de hardware
Clayton de Almeida Souza
 
Windows Xp
Windows XpWindows Xp
Windows Xp
Andrea Bruzaca
 
Atividades práticas word
Atividades práticas wordAtividades práticas word
Atividades práticas word
Rogerio Bijos de Oliveira
 
02 - A evolução do Microsoft Windows - v1.0
02 - A evolução do Microsoft Windows - v1.002 - A evolução do Microsoft Windows - v1.0
02 - A evolução do Microsoft Windows - v1.0
César Augusto Pessôa
 

Mais procurados (20)

Módulo 2 - Microsoft Windows 7
Módulo 2 - Microsoft Windows 7Módulo 2 - Microsoft Windows 7
Módulo 2 - Microsoft Windows 7
 
MANUAL MANTENIMIENTO PC
MANUAL MANTENIMIENTO PCMANUAL MANTENIMIENTO PC
MANUAL MANTENIMIENTO PC
 
Hardware e software conceitos
Hardware e software conceitosHardware e software conceitos
Hardware e software conceitos
 
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores IIIAula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
Aula 7 - Montagem Básica de Microcomputadores III
 
Editores de texto
Editores de textoEditores de texto
Editores de texto
 
Los drivers
Los drivers Los drivers
Los drivers
 
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional Windows
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional WindowsInformática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional Windows
Informática Básica - Aula 05 - Sistema Operacional Windows
 
Formatei o computador e agora?
Formatei o computador e agora?Formatei o computador e agora?
Formatei o computador e agora?
 
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/Servidor
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/ServidorInstalação, configuração e administração de um SO Cliente/Servidor
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/Servidor
 
Periféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de InformáticaPeriféricos - Curso de Informática
Periféricos - Curso de Informática
 
Sistemas operacionais
Sistemas operacionaisSistemas operacionais
Sistemas operacionais
 
A evolução histórica dos sistemas operativos
A evolução histórica dos sistemas operativosA evolução histórica dos sistemas operativos
A evolução histórica dos sistemas operativos
 
Aula Introdução a Arquitetura e Organização de Computadores
Aula Introdução a Arquitetura e Organização de ComputadoresAula Introdução a Arquitetura e Organização de Computadores
Aula Introdução a Arquitetura e Organização de Computadores
 
Arquiteturas de Computadores - slides
Arquiteturas de Computadores - slidesArquiteturas de Computadores - slides
Arquiteturas de Computadores - slides
 
Gerenciamento de memória
Gerenciamento de memóriaGerenciamento de memória
Gerenciamento de memória
 
Aula 11 – placas controladoras de vídeo (ii)
Aula 11 – placas controladoras de vídeo (ii)Aula 11 – placas controladoras de vídeo (ii)
Aula 11 – placas controladoras de vídeo (ii)
 
Aula de hardware
Aula de hardwareAula de hardware
Aula de hardware
 
Windows Xp
Windows XpWindows Xp
Windows Xp
 
Atividades práticas word
Atividades práticas wordAtividades práticas word
Atividades práticas word
 
02 - A evolução do Microsoft Windows - v1.0
02 - A evolução do Microsoft Windows - v1.002 - A evolução do Microsoft Windows - v1.0
02 - A evolução do Microsoft Windows - v1.0
 

Semelhante a Windows xp

Apostila windows7
Apostila windows7Apostila windows7
Apostila windows7
Agnaldo Santos
 
Windows 7 para iniciantes
Windows 7 para iniciantesWindows 7 para iniciantes
Windows 7 para iniciantes
Mauricio Santos
 
Apostila do windows 7 2011-1
Apostila do windows 7   2011-1Apostila do windows 7   2011-1
Apo win7
Apo win7Apo win7
Pdf windows 7
Pdf windows 7Pdf windows 7
Pdf windows 7
alves008
 
Apostila win7
Apostila win7Apostila win7
Apostila win7
camposdesign
 
WIndows 7 Básico
WIndows 7 BásicoWIndows 7 Básico
Apostila do windows 7
Apostila do windows 7Apostila do windows 7
Apostila do windows 7
Oseas_Lima
 
Apostila windows 7
Apostila windows 7Apostila windows 7
Apostila windows 7
Maria Sení de Oliveira
 
Apresentação 3º questionario
Apresentação 3º questionarioApresentação 3º questionario
Apresentação 3º questionario
Thiago Francisco Bergmann
 
02 nocoes de_informatica
02 nocoes de_informatica02 nocoes de_informatica
02 nocoes de_informatica
Jaimar Santos
 
Windows 7 – Aula 01
Windows 7 – Aula 01Windows 7 – Aula 01
Windows 7 – Aula 01
Renan Oliveira Baptista
 
Apostila informática básica e introdução à internet
Apostila informática básica e introdução à internetApostila informática básica e introdução à internet
Apostila informática básica e introdução à internet
Budu Serra
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
Taís Passos
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
Taís Passos
 
Introducao a informatica (windows)
Introducao a informatica (windows)Introducao a informatica (windows)
Introducao a informatica (windows)
Huriel Correia
 
Informática para Concursos Linux.ppt
Informática para Concursos  Linux.pptInformática para Concursos  Linux.ppt
Informática para Concursos Linux.ppt
FlvioSantos618119
 
Apostila 2012
Apostila 2012Apostila 2012
Apostila 2012
prof-junior
 
Apostila Windows Xp
Apostila Windows XpApostila Windows Xp
Apostila Windows Xp
eecejar
 
Windows Xp Básico
Windows Xp BásicoWindows Xp Básico
Windows Xp Básico
AlexJSouza
 

Semelhante a Windows xp (20)

Apostila windows7
Apostila windows7Apostila windows7
Apostila windows7
 
Windows 7 para iniciantes
Windows 7 para iniciantesWindows 7 para iniciantes
Windows 7 para iniciantes
 
Apostila do windows 7 2011-1
Apostila do windows 7   2011-1Apostila do windows 7   2011-1
Apostila do windows 7 2011-1
 
Apo win7
Apo win7Apo win7
Apo win7
 
Pdf windows 7
Pdf windows 7Pdf windows 7
Pdf windows 7
 
Apostila win7
Apostila win7Apostila win7
Apostila win7
 
WIndows 7 Básico
WIndows 7 BásicoWIndows 7 Básico
WIndows 7 Básico
 
Apostila do windows 7
Apostila do windows 7Apostila do windows 7
Apostila do windows 7
 
Apostila windows 7
Apostila windows 7Apostila windows 7
Apostila windows 7
 
Apresentação 3º questionario
Apresentação 3º questionarioApresentação 3º questionario
Apresentação 3º questionario
 
02 nocoes de_informatica
02 nocoes de_informatica02 nocoes de_informatica
02 nocoes de_informatica
 
Windows 7 – Aula 01
Windows 7 – Aula 01Windows 7 – Aula 01
Windows 7 – Aula 01
 
Apostila informática básica e introdução à internet
Apostila informática básica e introdução à internetApostila informática básica e introdução à internet
Apostila informática básica e introdução à internet
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
Introducao a informatica (windows)
Introducao a informatica (windows)Introducao a informatica (windows)
Introducao a informatica (windows)
 
Informática para Concursos Linux.ppt
Informática para Concursos  Linux.pptInformática para Concursos  Linux.ppt
Informática para Concursos Linux.ppt
 
Apostila 2012
Apostila 2012Apostila 2012
Apostila 2012
 
Apostila Windows Xp
Apostila Windows XpApostila Windows Xp
Apostila Windows Xp
 
Windows Xp Básico
Windows Xp BásicoWindows Xp Básico
Windows Xp Básico
 

Mais de DG Informatica

Contabilidade e custos sistema informacao
Contabilidade e custos sistema informacaoContabilidade e custos sistema informacao
Contabilidade e custos sistema informacao
DG Informatica
 
Pc atual
Pc atualPc atual
Pc atual
DG Informatica
 
Power point
Power pointPower point
Power point
DG Informatica
 
Internet
InternetInternet
Internet
DG Informatica
 
Excel
ExcelExcel
Access
AccessAccess
Word
WordWord

Mais de DG Informatica (7)

Contabilidade e custos sistema informacao
Contabilidade e custos sistema informacaoContabilidade e custos sistema informacao
Contabilidade e custos sistema informacao
 
Pc atual
Pc atualPc atual
Pc atual
 
Power point
Power pointPower point
Power point
 
Internet
InternetInternet
Internet
 
Excel
ExcelExcel
Excel
 
Access
AccessAccess
Access
 
Word
WordWord
Word
 

Windows xp

  • 1. W indows XP Interface Gráfica e Multitarefa 1
  • 2. O primeiro contato Esta apostila destina-se a usuários iniciantes do ambiente Windows. Para um melhor rendimento, é recomendável que o usuário esteja familiarizado com os conceitos básicos da Informática, abordados geralmente em literaturas de Introdução ao Processamento de Dados (IPD). Começaremos fazendo um reconhecimento inicial do Windows xp, identificando seus elementos básicos. Veremos como acessar o Windows e o que há na Área de Trabalho. Sistemas operacionais Sem dúvida, o Windows é o programa mais famoso da História da Informática. É o software que mais gera comentários e polêmicas. Tem fãs ardorosos e críticos ferozes. Mas uma coisa é certa: não dá para ignorá-lo. Ele está em 90% dos computadores pessoais do mundo. Provavelmente, em breve, será usado até nos aparelhos eletrodomésticos e em outros lugares onde nem sonhamos. Diante disso, vamos estudá-lo. O Windows xp, da empresa Microsoft, é um sistema operacional para computadores pessoais. Antes dele tivemos o Windows Me, o Windows 98, o Windows 95 e o Windows 3.1. Na família Windows, temos ainda o Windows CE, o Windows 2000 Professional e o Windows 2000 Server. 2
  • 3. O que é um sistema operacional? É o primeiro programa que instalamos num micro e o primeiro a ser carregado na memória quando o computador é ligado. O sistema operacional é um programa especial que gerencia as funções básicas do computador. O sistema operacional define padrões para a operação dos demais programas usados no micro, tornando mais fácil a comunicação entre programas e equipamentos. Se um computador tiver apenas o sistema operacional instalado será de pouca utilidade, pois, são os outros programas que executam as tarefas práticas que precisamos. Contudo, sem sistema operacional nenhum outro programa funciona. Quais são os sistemas operacionais mais importantes? O Windows xp, junto com suas versões anteriores, é o sistema operacional mais usado atualmente em computadores pessoais. A Microsoft também produz o Windows 2000 Professional, indicado para estações de trabalho, ou seja, computadores de alto desempenho e responsabilidade. Para serviços de rede, a Microsoft produz o Windows 2000 Server. Para computadores de pequena capacidade existe o Windows CE. Existem outros sistemas operacionais, como o MAC-OS da Apple, o OS/2 da IBM, o Netware da Novell e uma variedade de sistemas UNIX, criados a partir do UNIX original da AT&T. 3
  • 4. Curiosidade: O Linux é um sistema operacional da família UNIX, distribuído gratuitamente. O Linux é muito poderoso e está em constante evolução, pois, seus códigos são públicos e os programadores podem modificá-los livremente. Diferenças entre Windows xp Home e xp Professional. Embora existam diferenças entre as duas versões do Windows xp, nesta apostila vamos abordar apenas os assuntos que são comuns às duas versões. Cremos que essa escolha não prejudica o estudo do usuário iniciante, que mais tarde poderá se informar melhor sobre as diferenças entre as versões. Iniciando o Windows xp Para acessar o Windows xp basta ligar o seu computador e aguardar. O Windows será carregado na memória principal automaticamente. O tempo gasto para o carregamento varia de um computador para outro, dependendo da potência da máquina. Durante a operação, algumas telas serão apresentadas no monitor. No final do processo você verá a janela do programa. Dependendo da configuração do seu computador, você verá a janela para efetuar logon como a que aparece na seqüência. Selecione seu nome de usuário, digite sua senha e, em seguida, clique em OK. 4
  • 5. Em computadores ligados a uma rede, você pode se defrontar com uma janela de logon diferente. Nesse caso entre em contato com o supervisor da rede para detalhes. Figura 1 Caixa de Diálogo Digitar a senha do Windows 5
  • 6. Se você ainda não é usuário cadastrado, pode entrar com a conta de convidado usando senha em branco Mais tarde veremos como cadastrar um usuário, assim você poderá cadastrar-se também. Depois de identificar o usuário, o Windows libera a Área de Trabalho. Os elementos da Área de Trabalho A Área de Trabalho é o local na tela onde aparecem todos os elementos do Windows XP. A Microsoft se esforçou para criar uma interface simples e com poucos elementos, que simplifique a vida dos usuários. A aparência da Área de Trabalho pode variar de um computador para outro. Tudo depende das configurações que o usuário definiu para o computador Figura 2 Área de Trabalho do Windows XP 6
  • 7. Vejamos agora, um a um, os elementos da Área de Trabalho Botão Iniciar - Na instalação padrão, o botão Iniciar fica no canto inferior esquerdo da Área de Trabalho. Clicando nele, acessamos o menu Iniciar que nos leva à maioria dos recursos do computador. Barra de Tarefas - A Barra de Tarefas contém o botão Iniciar e mais alguns itens que aparecem quando os programas estão em funcionamento. Na instalação padrão, a Barra de Tarefas aparece na borda inferior da tela. Ícones da Área de Trabalho - Ícones são figuras pequenas que aparecem na Área de Trabalho e representam recursos do computador. Dando duplo clique num ícone iniciamos o recurso associado a ele. Normalmente aparecem os seguintes ícones na Área de Trabalho: Na sua Área de trabalho talvez os ícones não sejam os mesmos, mas não se preocupe, pois os ícones podem ser alterados facilmente pelo usuário. No próximo capítulo vamos estudar com mais detalhes a Área de Trabalho. 7
  • 8. A Área de Trabalho Vamos estudar mais a fundo a Área de Trabalho do Windows Me e seus elementos: o Menu Iniciar, a Barra de Tarefas e o trabalho com janelas. O menu Iniciar O menu Iniciar aparece quando você clica no botão Iniciar. Ele contém os comandos que dão acesso à maioria dos recursos do Windows. Observe na ilustração seguinte os comandos normalmente encontrados no menu Iniciar. Veremos na seqüência o que fazem estes comandos. Provavelmente o seu computador exibe um menu Iniciar diferente. Não se preocupe, pois. as configurações usadas no seu micro podem alterar o menu Iniciar. Os programas mais utilizados, por exemplo, variam em cada computador e por isso, a lista de ícones varia bastante de uma máquina para outra. 8
  • 9. Obtendo ajuda Há vários caminhos para conseguir ajuda sobre o funcionamento do Windows. Você pode usar a documentação disponível no computador, recorrer a material impresso ou buscar socorro na Internet. A Ajuda on-line O comando Ajuda e suporte do menu Iniciar inicia o serviço de Ajuda do Windows. 1. Clique no botão Iniciar. 2. Clique no comando Ajuda e suporte. 3. Na janela de Ajuda você pode obter auxílio de dois modos: clicando em um link ou digitando uma palavra no campo Pesquisar. 4. Depois de digitar uma palavra chave para pesquisa, clique no botão seta para iniciar a pesquisa. 5. Depois de concluída a pesquisa, clique num link para ver as informações de ajuda. 9
  • 10. O botão ‘O que é isto?’ O botão O Que é isto? aparece em muitas caixas de diálogo do Windows. Sua função é explicar o funcionamento dos elementos da caixa. Se você quer saber, por exemplo, o que faz um botão da caixa de diálogo faça assim: 1. Clique no botão O que é isto? 2. O botão muda de forma para uma seta com uma interrogação ao lado. 3. Clique no item da tela que você deseja informações. 4. Surgirá uma etiqueta de texto explicando a função do item clicado. 5. Depois de ler a etiqueta clique em qualquer lugar da tela para continuar trabalhando. Manuais impressos Ao adquirir o Windows você recebe um manual impresso com informações básicas sobre o funcionamento do programa. Além disso, a Microsoft publica várias obras sobre o Windows, em vários níveis de aprofundamento. Você pode ver o que existe visitando o endereço das publicações da Microsoft na Internet. O endereço é: www.microsoft.com/brasil/mspress/. Nas livrarias você também encontrará material farto sobre o Windows. 10
  • 11. Na Internet A Internet é uma fonte inesgotável de informações sobre o Windows. Um endereço recomendado é o da Microsoft: www.microsoft.com. Nas páginas da Internet você encontra informações sobre o produto, novidades, atualizações, dicas, etc. Em várias partes do Windows encontramos atalhos para locais de ajuda na Internet. Figura 5 Caixa de diálogo Desligar o computador Desligando o computador Para desligar o seu computador corretamente faça o seguinte: 1. Clique no botão Iniciar. 2. Clique no comando Desligar o computador. Surgirá a caixa de diálogo Desligar o computador. 3. Clique na opção Desativar. 4. Aguarde o Windows fechar os programas e gravar todas as informações necessárias ao Recomendação: Não desligue o bom funcionamento do sistema. computador abruptamente, com o 5. Quando aparecer a mensagem na tela: ‘Seu Windows em funcionamento, pois, computador já pode ser desligado com dados podem se perder, segurança’, você pode desligar a energia do comprometendo o funcionamento micro. do sistema no retorno da máquina. 11
  • 12. Trabalhando com janelas O Windows é todo baseado em janelas. O nome ‘Windows’, em inglês, significa janelas. Janelas são os elementos dentro da Área de Trabalho onde rodam os aplicativos. No Windows, todos os programas funcionam dentro de janelas. O Windows é um sistema operacional multitarefa, ou seja, vários programas podem rodar ao mesmo tempo. Assim sendo, podemos ter várias janelas abertas simultaneamente na Área de Trabalho. Iniciando e fechando um programa O modo mais comum de iniciar um programa no Windows é através do menu Iniciar. Vamos abrir o programa WordPad como exemplo. 1.Clique no botão Iniciar. 2.Aponte com o mouse em Todos os programas. 3.Aponte com o mouse em Acessórios. 4.Clique no item WordPad. A janela do WordPad será carregada na Área de Trabalho. Observe que na Barra de Tarefas é criado um botão com o nome da janela. Existem outras maneiras de abrir programas. Por exemplo: através do menu Executar..., através do Meu Computador, dando duplo clique no ícone do programa se ele estiver na Área de Trabalho, através de teclas de atalho. Mais tarde veremos estes caminhos alternativos. As partes de uma janela Vamos identificar algumas partes da janela do WordPad. 12
  • 13. Barra de título: A barra de título aparece no topo da janela e apresenta o nome do programa e do documento ativo na janela. Figura 7 Barra de título do WordPad Figura 6 Janela do WordPad Menu Controle: O menu Controle é acessado clicando no ícone que aparece no lado esquerdo da barra de título. O menu Controle tem vários comandos para controlar a janela. Figura 8 Menu Controle Botão Minimizar: Clicando no botão Minimizar a janela é reduzida. Você verá que ela continua na Área de Trabalho, pois na Barra de Tarefas permanece o botão com o nome da janela. Clique no botão da Barra de Tarefas para trazer a janela ao seu tamanho e posição anteriores. 13
  • 14. Botão Maximizar/Restaurar: O botão Maximizar amplia o tamanho da janela para que ela ocupe toda a Área de Trabalho. O botão Restaurar aparece quando a janela se encontra maximizada. Clique nele para trazer a janela de volta ao seu tamanho intermediário anterior. Botão Fechar: O botão Fechar encerra o aplicativo, fazendo a janela sair da Área de Trabalho. Barras de rolagem: Quando o conteúdo da janela não pode ser exibido integralmente, surgem as barras de rolagem. Clicando nas setas da barra de rolagem movemos o conteúdo da janela para visualizá-lo melhor. Uma janela pode apresentar duas barras de rolagem: a vertical (no lado direito) e a horizontal (no lado de baixo) Figura 9 Barra de rolagem horizontal Bordas: A janela é contornada por bordas. As bordas não aparecem quando a janela está maximizada. 14
  • 15. Movendo janelas Você pode mudar a posição da janela na Área de Trabalho. É simples. Coloque o ponteiro sobre a barra de título. Arraste e solte a janela para uma nova posição. Redimensionando janelas Você pode alterar o tamanho e as proporções de uma janela. Aproxime o ponteiro das bordas da janela e veja que ele muda de forma. Quando o ponteiro assume a forma de uma seta dupla é possível mover a borda e redimensionar a janela. Basta arrastar e soltar a borda para uma nova posição. Você pode também mover as bordas pelos cantos da janela. Aproxime o ponteiro do canto de uma janela. Ele se converte numa dupla seta inclinada. Arraste e solte o canto da janela para uma nova posição. Alternando entre janelas No uso diário do computador é comum ter várias janelas abertas simultaneamente na Área de Trabalho. Apenas uma delas será a janela ativa, ou seja, aquela com que você interage. Você reconhece a janela ativa porque ela aparece na frente das outras e sua barra de título tem cor diferente das demais janelas. 15
  • 16. Vamos abrir três janelas simultaneamente. 1. Clique no botão Iniciar. 2. Aponte em Todos os programas 3. Aponte em Acessórios. 4. Clique no item WordPad. Repita as operações 1 a 3 e abra o programa Paint. Repita as operações 1 a 3 e abra o programa Calculadora. Agora há três programas rodando na Área de Trabalho. Figura 10 Área de trabalho com três programas Como o programa Calculadora foi aberto por último ele é a janela ativa. A janela ativa é a que responde aos comandos do usuário. Você pode tornar uma janela em ativa de vários modos: •Clicando em qualquer parte visível da janela. •Clicando no botão da janela na Barra de Tarefas. •Minimizando as outras janelas. 16
  • 17. Organizando janelas Em certas horas é preciso ver o conteúdo de duas ou mais janelas simultaneamente. Para isso, é necessário organizar as janelas de modo a deixá- las visíveis, sem que uma sobreponha a outra. Você pode fazer isto manualmente, movendo e redimensionando as janelas até conseguir um arranjo que te agrade. Existem, porém, algumas opções de organização automática. São elas: janelas lado a lado horizontalmente, janelas lado a lado verticalmente e janelas em cascata. Vamos fazer uma organização de janelas. 1. Abra o programa Paint. 2. Abra o programa WordPad. 3. Clique com o botão direito do mouse sobre uma área livre da Barra de Tarefas. 4. Surgirá o menu de contexto da Barra de Tarefas. Clique numa das opções para organização de janelas e observe o efeito. 5. Repita a operação 3 e experimente as outras opções de organização de janelas. Figura 11 Menu de contexto da 17 Barra de Tarefas
  • 18. Figura 12 Janelas lado a lado horizontalmente 18
  • 19. Figura 13 Janelas lado a lado verticalmente Figura 14 Janelas em cascata Menus Menus são listas de comandos. No Windows você encontra menus nas barras de menus. Abra o programa WordPad e observe a barra de menus. Você verá os menus Arquivo, Editar, Exibir, Inserir, Formatar, e Ajuda. Clique no nome do menu para abri-lo. Clicando nos comandos do menu acessamos os recursos que o programa oferece. Os menus podem ser diferentes em cada programa, mas alguns aparecem na maioria dos programas para Windows. É o caso dos menus Arquivo, Editar, Exibir e Ajuda. Figura 15 Barra de menus do WordPad 19
  • 20. Menu de contexto. Ou menu suspenso, ou menu de atalho. Outro tipo de menu comum no Windows é o menu de contexto. Ele surge quando você clica com o botão direito do mouse sobre certos elementos de uma janela ou da Área de Trabalho. Os menus de contexto contêm comandos específicos para atuar sobre o objeto clicado. Faça um teste. Clique com o botão direito sobre os seguintes elementos: uma parte livre da Área de Trabalho, uma parte livre da Barra de Tarefas, a barra de título de uma janela, um botão da Barra de Tarefas, o ícone Meu Computador, o ícone Lixeira, o relógio da Barra de Tarefas. Para sair de um menu sem executar nenhum comando basta clicar fora do menu. Vamos entender melhor a simbologia dos menus. Comando esmaecido. Quando um comando de menu aparece apagado, ele está indisponível naquela ocasião. Por exemplo: Abra o Paint. Clique no menu Editar. Os comandos Desfazer e Repetir aparecem esmaecidos, pois como você acaba de abrir o programa nenhuma operação foi executada e não há o que desfazer ou repetir. 20
  • 21. Reticências. Comandos seguidos de reticências não são executados imediatamente ao serem clicados. O usuário deve fornecer informações adicionais antes da execução. Por exemplo: No Paint, o comando Imprimir..., localizado no menu Arquivo é seguido de reticências. Isso acontece porque antes de imprimir um desenho o usuário deve definir quantas cópias serão impressas, qual impressora será usada, etc. Marcas de seleção. Alguns comandos dos menus do Windows são do tipo ativo/inativo. Quando há uma marca de seleção ao lado do comando ele está ativo, caso contrário, está inativo. Vamos a um exemplo. Abra o Paint. No menu Exibir observe os comandos: Caixa de Ferramentas, Caixa de cores e Barra de status. Se eles estiverem ticados com a marca de seleção, veremos na janela do Paint a caixa de ferramentas, a caixa de cores e a barra de status. Se o comando não estiver ticado, o elemento correspondente não será exibido na janela. Triângulo. Comandos que tem um triângulo ao lado abrirão um sub-menu ao serem apontados. Combinações de teclas. Ao lado de alguns comandos você verá uma combinação de teclas. Se você digitar a combinação de teclas o comando será executado. Use as combinações de teclas, se você achar isso mais prático que clicar no menu com o mouse. 21
  • 22. Caixas de diálogo Os comandos seguidos de reticências abrem caixas de diálogo ao serem clicados. As caixas de diálogo existem para o usuário detalhar o comando. Através das caixas de diálogo o usuário decide como o comando deve ser executado. Vamos agora reconhecer os elementos mais comuns das caixas de diálogo. Usaremos como exemplo a caixa de diálogo Propriedades de vídeo. Para acessá-la, clique com o botão direito do mouse na Área de Trabalho e escolha o item Propriedades. Figura 16 Caixa de diálogo Propriedades de vídeo Guias Ou orelhas. Algumas caixas de diálogo apresentam guias que lembram as guias de uma caderneta de endereços. Cada guia corresponde a uma página da caixa de diálogo. Clicando na guia trazemos para primeiro plano a página correspondente. Figura 17 Guias 22
  • 23. Botões de comando. Botões executam operações ao serem clicados. Quando você tem vários botões numa caixa de diálogo, um deles aparece realçado com um contorno reforçado. Se você apertar a tecla ENTER nesta ocasião, o efeito será o mesmo de clicar com o mouse no botão realçado. Figura 18 Botões de comando Caixa de texto. São campos onde o usuário pode digitar uma informação. Para digitar numa caixa de texto, clique nela com o mouse. Surgirá um cursor piscando na caixa. É só digitar. Figura 19 Caixa de texto Caixa de listagem de cortina. Estas caixas contêm listas de opções. O usuário pode escolher uma opção, clicando com o mouse sobre ela. A opção escolhida aparece no topo da lista. Figura 20 Caixas de listagem 23
  • 24. Botões de seleção. Botões de seleção ou botões rádio aparecem agrupados. Servem para fazer uma escolha do tipo ou um, ou outro. Você clica num deles para escolher a opção e rejeitar as demais. Figura 21 Botões de seleção Caixa de verificação. Ticando uma caixa de verificação você está pedindo para executar a afirmação da caixa. Quando você tem várias caixas de verificação pode ticar quantas quiser, pois a execução de uma não impede a execução das demais. Figura 22 Caixa de verificação Controles deslizantes. Os controles deslizantes servem para ajustar um valor dentro de uma escala. Figura 23 Controles deslizantes 24
  • 25. FIXAÇÃO 1. Se você tiver dúvidas sobre o funcionamento do Windows que alternativas você pode usar para conseguir ajuda, se aquele colega que entende tudo de Informática não estiver por perto? 2. Você quer desligar o computador. Descreva o procedimento certo para fazer isso e um dos modos errados de fazê-lo. 3. Para que serve o comando Suspender? Este comando é útil para você? Ele funciona em qualquer computador? 4. Quais afirmações são verdadeiras para o Windows como um sistema operacional multitarefa? a)Várias janelas podem ser apresentadas simultaneamente na tela. b)Vários programas podem ser comandados simultaneamente pelo usuário. c)Vários programas podem processar dados simultaneamente. 5. Você está com duas janelas abertas na Área de Trabalho. Como é possível visualizar o conteúdo das duas janelas simultaneamente? 6. Há várias janelas abertas na Área de Trabalho. Como você identifica a janela ativa? 7. Qual é o inconveniente de manter muitas janelas abertas na Área de Trabalho? 8. Você pode executar as operações seguintes apertando apenas um botão: que botões você usaria: a)para encerrar a execução de um programa, b) para fazer uma janela sumir da Área de Trabalho sem encerrar o programa, c)para fazer uma janela ocupar toda a Área de Trabalho. 25
  • 26. 9. Você abre o Paint e clica no menu Editar. Os comandos Recortar e Copiar estão esmaecidos. Por quê? 10. Imagine que você é um programador. Você vai criar uma caixa de diálogo para colher dados do usuário. Uma das coisas que você quer saber é o sexo do usuário. O usuário deve escolher:: masculino ou feminino Você usaria botões de seleção ou caixas de verificação nesta pesquisa? PARA DISCUSSÃO E PESQUISA 1. O MS-DOS é um sistema operacional mono-tarefa que deu origem ao Windows. O que é um sistema operacional mono-tarefa? 2. As caixas de diálogo do Windows permitem que o usuário se comunique com os programas através de cliques de mouse. Isso é o que se chama sistema operacional de interface gráfica. Há outros tipos de sistema, em que o usuário se comunica com o computador através do teclado, digitando comandos. O MS- DOS é um exemplo. Qual sistema você acha mais prático? 3. O MacIntosh foi o primeiro microcomputador a utilizar interface gráfica. Alguns críticos da época comentaram que isso não representava vantagem nenhuma, pois, só consumia mais memória e tudo poderia ser feito através do teclado, digitando comandos. Você concorda com estes críticos? 26
  • 27. Trabalhando com documentos Uma das razões porque usamos computadores é para criar documentos digitais. Vamos ver como se faz isso e em seguida continuar nosso estudo dos itens da Área de Trabalho. Num sentido amplo, documentos são arquivos de computador criados pelo usuário com auxílio de um programa. Um documento pode ser uma carta, uma monografia, um currículo. Mas também são documentos: desenhos, planilhas, bancos de dados, partituras musicais, cartazes, apresentações, animações, páginas de Internet, publicações, vídeos, etc. O usuário cria documentos através de programas. Vamos criar um documento de texto com o programa WordPad, para exemplificar o trabalho com documentos. Um documento novo Abra o WordPad. O programa apresenta uma página em branco onde podemos produzir texto. Digite um texto qualquer de seu interesse na página em branco. Não se preocupe, por hora, com a aparência e com detalhes do uso do programa, pois, mais adiante estudaremos o WordPad mais a fundo. Você acaba de criar um documento. Ele pode ser impresso ou gravado para uso futuro. 27
  • 28. Salvando um documento Documentos recém-criados ficam armazenados na memória principal do computador. Se você pretende utilizá-los mais tarde, deve gravá- los numa memória permanente, pois, a memória principal perde os dados assim que você desliga o computador. Salvar é a operação de gravar documentos numa memória permanente, que em geral é um disquete, ou o disco rígido da sua máquina ou um disco localizado na sua rede. 28
  • 29. Vamos agora, salvar o documento criado no WordPad. Mas antes de começar pense em duas coisas: Qual será o nome do documento? Onde gravá-lo? 1. Clique no menu Arquivo. 2. Clique no comando Salvar como... Surgirá a caixa de diálogo Salvar como. 3. Na caixa de listagem Salvar em escolha o disco e a pasta que irá conter o documento. Uma boa idéia é usar a pasta Meus Figura 24 Caixa de diálogo Salvar como Documentos do seu disco rígido. 4.Na caixa de texto Nome do arquivo digite o nome que você escolheu para o arquivo. Mais adiante veremos como nomear corretamente arquivos. Você pode usar, por hora, um nome como Documento teste. 5.Clique no botão Salvar. O nome que você deu ao arquivo aparecerá na barra de título do Wordpad. Agora é possível fechar o WordPad sem perder o documento criado. 29
  • 30. Abrindo um documento Para você abrir um documento gravado é necessário o seguinte: saber o nome do documento, saber em que pasta ele foi arquivado e ter o programa que gerou o documento instalado no computador. Vamos exemplificar abrindo o documento de texto que criamos anteriormente. Inicie o WordPad. Figura 25 Caixa de diálogo Abrir do WordPad 1. Clique no menu Arquivo. 2. Clique no comando Abrir... Surgirá a caixa de diálogo Abrir. 3. Na caixa de listagem Examinar, selecione a pasta que contém o arquivo desejado. 4. Na caixa de texto Nome do arquivo, digite o nome do arquivo desejado, ou então, clique no nome do arquivo na listagem do conteúdo da pasta. 5. Clique no botão Abrir. 30
  • 31. Alterando um documento É comum modificarmos nossos documentos. Muitas vezes criamos um documento em etapas, acrescentando itens ao longo do tempo, revisando, melhorando. Você pode modificar um documento quantas vezes quiser. Vamos exemplificar com o documento de texto que criamos. 1. Inicie o WordPad. 2. Abra o documento de texto Documento teste. 3. Modifique o documento. Você pode acrescentar, modificar ou remover texto à vontade. 4. Clique no menu Arquivo. 5. Clique no comando Salvar. 6. O documento modificado será gravado, substituindo a versão anterior de mesmo nome. Imprimindo Documentos com texto ou imagens podem ser impressos. Vamos exemplificar imprimindo o Documento teste. 1. Inicie o WordPad. 2. Abra o Documento teste. 3. Clique no menu Arquivo. 4. Clique no comando Imprimir... 5. Selecione a impressora que será utilizada para a impressão, o intervalo de cópias a imprimir e o número de cópias. 6. Clique em OK. 31
  • 32. O processo de impressão inicia em seguida. A conclusão pode demorar um pouco, dependendo das características do seu equipamento. Figura 26 Caixa de diálogo Imprimir do WordPad 32
  • 33. O comando Executar... Este comando do menu Iniciar permite iniciar programas, abrir documentos, visualizar o conteúdo de pastas ou acessar locais na Internet. Para iniciar um programa pelo comando Executar... você precisa saber em que disco e em qual pasta o programa está armazenado. Além disso, precisa conhecer o nome do arquivo executável do programa. Estes dados devem ser digitados na caixa de texto do comando Executar... formando o que chamamos de caminho do programa. Vamos exemplificar iniciando o programa WordPad através do comando Executar... O WordPad é executado pelo arquivo de programa wordpad.exe, localizado na pasta Acessórios, que fica contida na pasta Windows NT, dentro da pasta Arquivos de Programas, que está no disco C: do seu computador. 1. Clique no botão Iniciar. 2. Clique no comando Executar... Surgirá a caixa de diálogo Executar. 3. Digite o caminho do programa WordPad na caixa de texto Abrir. C:Arquivos de ProgramasWindows NTAcessóriosWordpad.exe. Figura 27 Caixa de diálogo Executar 4. Clique em OK. 33
  • 34. Se você não sabe exatamente o caminho do programa use o botão Procurar. Cor ele você localiza o arquivo do programa mais facilmente. Figura 28 Caixa de diálogo Procurar 34
  • 35. O comando Pesquisar Muitas vezes você cria um documento e esquece em que pasta o arquivou. Nesta hora o comando Pesquisar vai ajudá-lo a encontrar o documento perdido. A janela Pesquisar serve para encontrar várias coisas. No momento, vamos nos concentrar em localizar arquivos e pastas. Vamos exemplificar o processo tentando localizar o nosso Documento teste. 1. Clique no botão Iniciar. 2. Clique no comando Pesquisar. 3. Clique na opção Todos os arquivos ou pastas... 4. Digite o nome do arquivo na caixa de texto Todo ou parte do nome do arquivo. 5. Na caixa Examinar em selecione o local em que será feita a pesquisa. 6. Clique no botão Pesquisar. Figura 29 Janela Pesquisar 35
  • 36. O Windows vasculha o local selecionado e apresenta uma lista de arquivos encontrados com as características pedidas, dando vários detalhes, inclusive o caminho dos arquivos. Curingas. Se você não lembra exatamente do nome do arquivo desejado, ou quer localizar vários arquivos ao mesmo tempo, use curingas na pesquisa. São curingas no Windows o asterisco (*) e o ponto de interrogação (?). O asterisco substitui uma palavra no nome do arquivo. Por Figura 30 Formulário de exemplo: Você quer encontrar todos os arquivos de som que busca existem no seu computador. Arquivos de som tem a terminação .wav. Faça a busca digitando *.wav no campo do nome do arquivo. O Windows localizará todos os arquivos que terminam em .wav no local selecionado. O ponto de interrogação substitui um caractere no nome do arquivo. Por exemplo: Você quer localizar o arquivo Despesas domésticas, mas não lembra se usou o acento agudo no nome do arquivo e está na dúvida se Despesas se escreve com s ou z. Digite Despe?as Dom?sticas na caixa de texto Nome. 36
  • 37. O menu Documentos recentes No menu Documentos recentes você encontra uma lista dos documentos que abriu recentemente. Clique no nome do documento, para abri-lo com o programa usado para criá-lo. O comando Fazer logoff... Com este comando um usuário encerra uma sessão de trabalho e outro usuário pode efetuar logon. O processo de logon identifica um usuário através de seu nome de usuário e de sua senha. O Windows se baseia no logon para conceder direitos ao usuário que tenta acessar um recurso de rede ou que deseja se conectar a um servidor via modem, por exemplo. O processo de logon é útil também quando várias pessoas usam o mesmo computador, pois, permite que cada usuário tenha um ambiente de trabalho personalizado ao seu gosto. Cada usuário pode ter sua própria pasta Meus Documentos, sua própria pasta Favoritos, sua própria Área de Trabalho. Para efetuar logoff no computador e permitir o logon de um novo usuário, faça o seguinte: 1.Clique no botão Iniciar. 2.Clique no comando Fazer logoff... Surgirá a caixa de diálogo Fazer logoff do Windows. 3.A opção Fazer logoff fecha os aplicativos abertos e salva as configurações do usuário antes de encerrar a sessão. 4.A opção Trocar usuário não encerra a sessão e mantém os aplicativos abertos 37
  • 38. Repare que a Depois do logoff surgirá uma caixa senha não de diálogo para o logon do novo aparece na usuário. Esta caixa pode ser caixa de texto. diferente em cada computador, Os asteriscos dependendo dos serviços de rede mantém a senha instalados. em sigilo. Mais tarde veremos como Figura 31 Caixa de diálogo Efetuar logoff do Windows. cadastrar usuários no Windows. A Barra de Tarefas Vamos analisar os elementos da Barra de Tarefas: Figura 32 Barra de tarefas Botão Iniciar. Aparece no lado esquerdo da barra e dá acesso ao menu Iniciar. Relógio. Aparece do lado direito da barra. Dê um duplo clique sobre o relógio para acertar hora, data e fuso horário de seu computador. Ícones de programas residentes em memória. O controle de volume é um exemplo. Estes ícones aparecem ao lado do relógio. Dê um duplo clique no ícone para configurar o programa. Botões de tarefas. Cada janela aberta na Área de Trabalho tem um botão na Barra de Tarefas. Quando o botão parece pressionado, a janela correspondente está ativa. 38
  • 39. Barras de ferramentas. Podemos ter várias barras de ferramentas na Barra de Tarefas. A barra de ferramentas Inicialização rápida aparece na instalação padrão do Windows. Outras barras de ferramentas prontas são: Endereço, Link, Barra de idiomas e Área de Trabalho. Nas barras encontramos ícones que iniciam programas com clique simples de mouse. Você pode mover uma barra de ferramentas arrastando-a para uma nova posição. Pode até colocá-la na Área de Trabalho. Ícones Ícones são pequenas figuras com nome, que representam recursos do computador, tais como: programas, pastas e documentos. Ícones aparecem na Área de Trabalho, na Barra de Tarefas e em vários outros locais. Selecionando um ícone. Dê um clique no ícone para selecioná-lo. Um ícone selecionado muda de cor, ficando diferente dos demais. Você seleciona um ícone quando quer realizar alguma operação com ele, tal como: renomeá-lo, movê-lo, excluí-lo ou ver suas propriedades. 39
  • 40. Iniciando um recurso pelo ícone. Dê duplo clique no ícone para iniciar o recurso associado a ele. Se o ícone estiver associado a um programa, o programa será executado. Se o ícone estiver associado a uma pasta, surgirá uma janela mostrando o conteúdo da pasta. Se o ícone estiver associado a um documento, o documento será aberto. Um outro modo: selecione o ícone e aperte a tecla ENTER. No estilo Web. A seleção e a inicialização do recurso associado ao ícone são executadas de modo diferente, quando você está usando o estilo Web. Para selecionar um ícone no estilo Web, aponte para o ícone durante um tempo breve. Se quiser iniciar o recurso associado ao ícone, clique uma vez sobre o ícone quando o ponteiro estiver em forma de mão. Você percebe que um ícone está em estilo web pois ele aparece sublinhado. 40
  • 41. FIXAÇÃO 1. Na linguagem da Informática, o que se entende por documento? 2. Dê alguns exemplos de documentos digitais. 3. O que é preciso fazer para guardar um documento no computador de forma permanente? 4. O que acontece se a energia elétrica faltar antes de você salvar o seu documento? 5. Para que servem os curingas do Windows? 6. É possível modificar documentos que já foram salvos? 7. Como você faz para imprimir um documento de texto criado há mais de um ano? 8. Ao efetuar o logon no Windows, sua senha aparece na tela como uma seqüência de asteriscos. Por quê? 9. Para que servem os ícones de computador? 10. O item Meu Computador é útil para visualizar os recursos de armazenamento do computador. Que itens aparecem na sua pasta Meu Computador? 41
  • 42. PARA DISCUSSÃO E PESQUISA 1. Que tipos de documentos digitais são importantes no seu dia-a-dia de trabalho ou estudo? 2. Pense nas vantagens e desvantagens dos documentos digitais em relação aos documentos tradicionais? Por exemplo: impressora versus máquina de escrever, papel e tinta versus computação gráfica, instrumentos musicais versus música digital, etc. 3. Os documentos digitais irão substituir completamente os documentos tradicionais? 42
  • 43. Arquivos e pastas Neste capítulo vamos tratar do trabalho com arquivos e recursos de armazenamento. Estudaremos os itens Meus documentos, Meu computador e Windows Explorer, que permitem o gerenciamento de arquivos no Windows. Você verá como nomear, copiar, mover, deletar arquivos e pastas. Arquivos, pastas e drives. O sistema de armazenamento de dados do Windows é baseado em arquivos, pastas e drives. Grosso modo, arquivos são dados agrupados sob um mesmo nome. Pastas são usadas para organizar arquivos. Drives são unidades de armazenamento. São exemplos de drives: o drive de disquetes, discos rígidos e o drive de CD-ROM. Existem drives locais, instalados diretamente no seu computador e drives de rede, localizados fora do computador e acessados via rede. Uma pasta pode conter arquivos e outras pastas. Existem, também, pastas vazia 43
  • 44. Gerenciamento de arquivos e pastas O Windows permite gerenciar os arquivos e pastas do computador de vários modos, mas os caminhos mais práticos são a pasta Meu computador, a pasta Meus Documentos e o Windows Explorer. Observando bem, você vai perceber que os três caminhos são parecidos e levam à mesma ferramenta. A pasta Meu computador é acessada com um clique no ícone do menu Inciar. A pasta Meus documentos é acessada com um clique no ícone do menu Iniciar. O Windows Explorer pode ser acessado a partir do menu Todos os programas/ Acessórios, clicando no item Windows Explorer. 44
  • 45. Figura 33 Pasta Meu computador Figura 34 Janela do Windows Explorer exibindo ícones 45
  • 46. A janela do Windows Explorer Daqui para frente vamos estudar o Windows Explorer, pois o que dissermos sobre ele também é válido para o Meu Computador e Meus documentos. Vamos observar as partes da janela do Windows Explorer. Barra de menus. Nesta barra encontramos os menus: Arquivo, Editar, Exibir, Favoritos, Ferramentas e Ajuda. Barras de ferramentas. Há três barras de ferramentas disponíveis no Windows Explorer: a barra de botões padrão, a barra de endereços e a barra de links. As barras de ferramentas acrescentam funções típicas de Internet no Windows Explorer. 46
  • 47. Barras do Explorer. Aparecem do lado esquerdo da janela. A barra do Explorer que mais usaremos é a barra de pastas, onde são exibidos os recursos de armazenamento do seu micro e da sua rede. Nela você vê drives e pastas, organizados em uma árvore, cuja raiz é a Área de Trabalho. Área de conteúdos. Aparece do lado direito da tela. Exibe o conteúdo do drive ou da pasta que estiver selecionada na Barra de pastas. Barra de status. Aparece na parte inferior da janela e nos dá informações sobre os recursos selecionados. Modos de Exibição Temos várias formas de exibir o conteúdo de pastas e drives no Windows Explorer. Clique no menu Exibir e você verá as opções: Miniaturas, Lado a lado, Ícones, Lista e Detalhes. Experimente cada uma das opções para ver o resultado. Você tem vários modos de listar os ícones de uma pasta. No menu Exibir, temos o item Organizar ícones, com as opções Nome, Tamanho, Tipo ou Modificado em 47
  • 48. Nomes de arquivos e pastas Todo arquivo ou pasta criado no Windows precisa de um nome. Os nomes podem ser palavras ou frases. Ao criar nomes, você pode usar espaços, combinações de maiúsculas e minúsculas, acentuação, cedilhas e números. O tamanho máximo para um nome é 256 caracteres. Não use caracteres com funções Figura 35 Janela do Windows Explorer exibindo especiais no Windows, tais como: dois miniaturas pontos (:), barra (), asterisco (*) e interrogação (?). Ao nomear um arquivo use palavras ou frases que esclareçam o conteúdo do arquivo. Evite nomes que não informam nada 48
  • 49. Extensões de nomes Além do nome, todo arquivo do Windows tem uma extensão que identifica seu tipo. A extensão é uma Em geral, você não seqüência de caracteres (geralmente três) colocada precisa se preocupar no final do nome, após um ponto. Vejamos algumas com extensões, pois, a extensões importantes: maioria dos programas acrescenta automaticamente a .exe - Identifica arquivos de programa, ou seja, extensão correta ao arquivos executáveis. nome quando nomeamos um arquivo .sys - Usada com arquivos de sistema do Windows. .txt - Usada com arquivos de texto sem formatação. .wav - Usada com arquivos de som, como os gerados pelo Gravador de Som. .bmp - Usada com arquivos de imagem, como os gerados pelo Paint. .html - Usada com arquivos de Internet 49
  • 50. Selecionar um objeto As operações que você realiza no Windows Explorer atingem só o objeto selecionado. Você seleciona um objeto dando um clique de mouse sobre seu ícone. O ícone e o nome do objeto mudam de cor quando selecionados, ficando destacados dos demais objetos. Se você estiver usando o estilo Web, a seleção de um objeto é feita de modo diferente. Neste caso, apenas aponte para o ícone durante um tempo breve. Criar pastas Criamos pastas para organizar o nosso espaço de armazenamento. Vamos exemplificar, criando algumas pastas para organização de documentos pessoais. 50
  • 51. 1. Abra o Windows Explorer. 2. Selecione a pasta ou drive na Barra de pastas que vai conter a pasta nova. Uma boa idéia é usar a pasta Meus documentos. Para selecionar, dê um clique de mouse sobre a pasta. 3. Clique no menu Arquivo, aponte em Novo e clique em Pasta... 4. Surgirá uma pasta nova na área de conteúdos, com o nome provisório Nova pasta. Digite o nome da pasta e tecle ENTER. A pasta está criada. Sugestão de nome: Documentos pessoais. 5. Selecione a pasta Documentos pessoais e repita os passos de 1 a 4 para criar novas pastas. Exemplos: Cartas, Planilhas, Fotos, Documentos de cursos, Documentos de trabalho, etc. 6. Selecione a pasta Documentos de cursos e repita os passos 1 a 4 para criar novas pastas. Exemplos: Exercícios de Windows, Exercícios de Word, Exercícios de Excel e Exercícios de PowerPoint. 51
  • 52. Copiar, mover, renomear e deletar Com o Windows Explorer você faz todo o gerenciamento de seus arquivos e pastas. As operações básicas: copiar, mover, renomear e deletar podem ser feitas de vários modos. Vamos explicar os modos mais práticos. Figura 36 Criação de pastas Copiar Você copia arquivos e pastas de um local de origem para um local de destino. Faça assim: 1. Selecione na Barra do Explorer a pasta ou drive de origem. 2. Na área de conteúdos, clique com o botão direito no arquivo ou pasta que será copiado. Surgirá o menu de contexto. 3. Escolha a opção Copiar. 4. Clique com o botão direito na pasta ou drive de destino. Surgirá o menu de contexto. 5. Escolha a opção Colar 52
  • 53. Uma outra forma de copiar Use este modo quando o botão copiar para está sendo exibido na barra de ferramentas. 1. Na pasta de conteúdos, selecione o arquivo que será copiado. 2. Clique no botão Copiar para, da barra de ferramentas. 3. Selecione a pasta de destino na caixa de diálogo Copiar itens 4. Clique em Copiar Figura 37 Caixa de diálogo Copiar item. 53
  • 54. Mover Você move arquivos e pastas de um local de origem para um local de destino. Faça assim: 1. Você move arquivos e pastas de um local de origem para um local de destino. Faça assim: 2. Selecione na Barra do Explorer a pasta ou drive de origem. 3. Na área de conteúdos, clique com o botão direito no arquivo ou pasta que será copiado. Surgirá o menu de contexto. 4. Escolha a opção Recortar. 5. Clique com o botão direito na pasta ou drive de destino. Surgirá o menu de contexto. 6. Escolha a opção Colar. Uma outra forma de mover Use este modo quando o botão mover para está sendo exibido na barra de ferramentas. 1. Na pasta de conteúdos, selecione o arquivo que será movido. 2. Clique no botão Mover para, da barra de ferramentas. 3. Selecione a pasta de destino na caixa de diálogo Mover itens 4. Clique em Mover. 54
  • 55. Copiando e movendo com arraste de mouse Você pode clicar num arquivo e arrastá-lo com o mouse para outra pasta ou drive. Se a pasta de destino estiver no mesmo drive que a pasta de origem, o arquivo será movido. Se você arrastar o arquivo para outro drive, o arquivo será copiado. Um outro modo: Renomear clique no nome de Para mudar o nome de um arquivo ou pasta faça o seguinte: um arquivo 1. Clique com o botão direito no nome do arquivo. Surgirá o selecionado, espere menu de contexto. surgir o cursor de 2. Escolha a opção Renomear. Surgirá o cursor de texto no texto, digite o novo nome. nome e tecle ENTER. 3. Digite o nome novo. 4. Aperte a tecla ENTER, ou clique em outro lugar da tela. Excluir Para excluir um arquivo ou pasta, faça o seguinte. 1. Clique com o botão direito no ícone do arquivo ou pasta. Surgirá o menu de contexto. 2. Escolha Excluir. Surgirá a caixa de diálogo Confirmar exclusão de arquivo. 3. Escolha Sim. 4. Um outro modo: Selecione o arquivo ou pasta e aperte a tecla DELETE. Confirme a exclusão clicando Sim na caixa de diálogo. 55
  • 56. Dica: Arquivos excluídos Use também o vão para a Lixeira do botão Excluir da Windows, que é uma pasta Barra de botões especial, reservada aos padrão. arquivos eliminados. Assim você tem a chance de recuperar um arquivo excluído acidentalmente. Figura 38 Caixa de diálogo Confirmar exclusão de arquivo Área de transferência Com certeza você vai utilizar bastante os comandos Recortar, Copiar e Colar. Eles estão presentes na maioria dos programas do Windows e utilizam a Área de transferência do Windows. A Área de transferência é um espaço na memória do seu computador, que o Windows utiliza para armazenar objetos recortados ou copiados. Ao recortar um objeto você o tira do local onde está e o coloca na Área de transferência do Windows. Ao copiar um objeto, você faz uma cópia dele na Área de transferência. Ao colar um objeto, você insere no local escolhido uma cópia do conteúdo da Área de transferência. 56
  • 57. Propriedades de drives, pastas e arquivos Para ver as propriedades de um item de armazenamento, faça assim: 1. Selecione o drive, pasta ou arquivo. 2. Clique em Arquivo e escolha Propriedades. Surgirá a caixa de diálogo. Os itens presentes na caixa de diálogo de propriedades variam dependendo do objeto selecionado. Tire a prova. Verifique as propriedades de um drive. Depois veja as propriedades de uma pasta e de um arquivo e observe as diferenças. A caixa de diálogo de Propriedades de drives permite ao usuário realizar várias tarefas, tais como: nomear o drive (rótulo), desfragmentá-lo ou verificar a presença de erros. Mais adiante trataremos dessas operações. Figura 39 Caixa de diálogo Propriedades de disco 57
  • 58. A Lixeira A Lixeira é uma pasta especial do Windows. Os arquivos e pastas que você exclui são colocados na Lixeira. Se você excluiu um item por engano, basta abrir a Lixeira e restaurá-lo. A Lixeira pode ser acessada pela Área de Trabalho ou pelo Windows Explorer. Um arquivo colocado na Lixeira pode ser restaurado ou excluído definitivamente. Para tirar um arquivo da Lixeira e recolocá-lo no seu local de origem, faça assim: 1. Selecione a Lixeira na Barra de pastas, ou dê um duplo clique no ícone da Lixeira na Área de Trabalho. 2. Selecione o arquivo ou pasta a restaurar. 3. No menu Arquivo escolha Restaurar. 4. Para Excluir um arquivo ou pasta definitivamente, faça assim: 5. Abra a Lixeira. 6. Selecione o arquivo ou pasta a excluir. 7. No menu Arquivo escolha Excluir. Surgirá a caixa de diálogo Confirmar exclusão de arquivo. 8. Clique em Sim. 58
  • 59. Atalhos Atalhos são pequenos arquivos do Windows que abrem recursos do computador. Atalhos podem executar programas, exibir pastas ou abrir documentos. Usamos atalhos para facilitar o acesso aos recursos que gostamos de ter à mão. Vamos exemplificar. Digamos que você use com freqüência a pasta Documentos pessoais e quer acessá-la rapidamente. Uma idéia é colocar um atalho para ela na Área de Trabalho. Faça assim: 1. No Explorer, clique com o botão direito do mouse na pasta Documentos pessoais. Surgirá o menu de contexto. 2. Escolha Copiar. 3. Selecione a Área de Trabalho. 4. No menu Editar, escolha Colar atalho O atalho para a pasta surgirá na Área de Trabalho do micro. Dê um duplo clique no atalho para visualizar a pasta. 59
  • 60. Formatação Formatar um disco é prepará-lo para armazenar dados num determinado sistema de arquivos. Fabricantes como Novell, Existem vários sistemas de arquivos. A Microsoft, por Apple e IBM também exemplo, usa os sistemas FAT16, FAT32, NTFS e desenvolveram sistemas de CDFS. arquivos próprios. Um disco formatado para um sistema FAT16 é padrão para Windows 95 e seus de arquivos pode não ser antecessores. reconhecido por outro FAT32 começou a ser usado com o Windows 98 e é sistema padrão para o Windows Me. NTFS tem forte segurança e é usado pelo Windows NT, pelo Windows 2000 e pelo Windows xp Professional. CDFS é usado nos CD-ROMs. Formatando disquetes Você precisa formatar um disquete em dois casos: quando ele é novo e veio de fábrica sem formatação, ou quando você quer remover todos os dados do disquete. A formatação elimina inclusive vírus. A formatação também permite reutilizar disquetes com o sistema de arquivos danificado. 60
  • 61. Para formatar, siga a seqüência: 1. Insira o disquete no drive. 2. No Windows Explorer, selecione o drive de disquete na área de conteúdos. 3. No menu Arquivo, escolha Formatar... Surgirá a caixa de diálogo Formatar 4. Selecione as opções e clique em Iniciar. Há duas opções de formatação: a rápida que apenas apaga todos os dados do disco e a completa, que apaga os dados e faz uma nova marcação do disco. Ao formatar um disco você pode nomeá-lo, preenchendo o campo Rótulo do volume da caixa de diálogo Formatar. Figura 40 Caixa de diálogo Formatar 61
  • 62. Formatando discos rígidos. Você pode formatar um disco rígido no Windows Explorer do mesmo modo que formata um disquete, desde que o disco não seja o que contém os arquivos do Windows. FIXAÇÃO 1. Quais dos seguintes nomes de arquivos estão incorretos: a) Minha planilha financeira. xls. B) ofício 08/98.doc. c) Como funciona o Windows?.doc. 2. É possível criar uma sub-pasta com o mesmo nome da pasta que a contém? 3. O Windows cria as seguintes pastas: Windows e Arquivos de programas. Na pasta Windows ficam os arquivos do sistema operacional. Quantos Mega bytes tem a pasta Windows do seu computador. E a pasta Arquivos de programas ocupa quanto espaço em disco? Quais programas estão instalados nesta pasta? 4. É possível criar dois arquivos com o mesmo nome dentro de uma mesma pasta? E se os arquivos estiverem em pastas diferentes? 5. Se você arrastar um arquivo com o mouse para outra pasta o que acontece: a) se a pasta de origem estiver no mesmo drive da pasta de destino. B) se a pasta de destino estiver em outro drive 62
  • 63. 1. Para que serve a Área de transferência do Windows? 2. Você excluiu um documento e precisa do arquivo de volta. O que se pode ser feito? 3. Qual a utilidade de um atalho do Windows? 4. Visualize as propriedades do disco rígido de seu computador. Quantos Mega Bytes ele tem de espaço livre? Qual o rótulo do disco e qual sistema de arquivos ele utiliza? 5. Você usa formatação em que situações: a) quando o disquete é novo e já vem formatado de fábrica. b) você quer limpar um disquete infectado com vírus. C) o disco foi usado para armazenar dados de outro sistema operacional PARA DISCUSSÃO E PESQUISA 1. Qual dos modos de exibição do Explorer você prefere? 2. O MS-DOS e todos os programas criados para MS-DOS não aceitam nomes com mais de oito caracteres. É possível abrir documentos com nomes longos nos programas mais antigos, criados para MS-DOS? 3. Você não deve misturar seus documentos com os arquivos de programas. Como você criaria um conjunto de pastas para organizar os seus documentos 63
  • 64. Configurações e painel de controle O Windows é altamente configurável. Você pode personalizar vários itens ao seu gosto e para sua necessidade. Neste capítulo veremos como configurar os itens da Área de Trabalho e outros itens a partir do Painel de controle. Ao final você estará apto a personalizar o seu computador. Configurando a Área de Trabalho A Área de Trabalho, na configuração padrão, apresenta os ícones do lado esquerdo da tela, a Barra de Tarefas, na borda inferior, a Lixeira no canto inferior direito e um papel de parede padrão do Windows. Vejamos como alterar esta aparência. Organizando os ícones da Área de Trabalho Você pode mover os ícones na Área de Trabalho arrastando-os com o mouse para uma nova posição. Experimente. Espalhe-os pela tela ao seu gosto. Se depois disso você achar melhor colocá-los na velha ordem novamente, faça o seguinte: 64
  • 65. 1. Clique com o botão direito em algum lugar livre da Área de Trabalho. Surgirá o menu de contexto. 2. Aponte para Organizar ícones. 3. Escolha uma das alternativas: Nome, Tamanho, Tipo ou Modificado em. Os ícones serão enfileirados, começando pelo canto superior esquerdo e descendo. Ticando a opção AutoOrganizar no menu de contexto da Área de Trabalho, os ícones são reorganizados mesmo que você tente arrastá-los para fora do alinhamento. A opção Alinhar à grade do menu de contexto da Área de Trabalho alinha ícones próximos na Área de Trabalho. O Painel de Controle O Painel de Controle é uma janela do Windows que concentra grande quantidade de itens de configuração do micro. Acesse o Painel de Controle clicando no botão Iniciar e clicando em Painel de Controle. 65
  • 66. Os itens do Painel de controle estão subdivididos em categorias. Vamos ver os itens principais. Data, hora, idioma e opções regionais Nesta área do Painel de controle você acerta a hora, a data, a moeda, a forma de exibir número e outros itens do computador Figura 41 Painel de Controle ligados à região em que você se encontra Data e hora Use este item para acertar a hora, a data e o fuso horário do seu micro. Você pode deixar que o Windows ajuste automaticamente o seu relógio para o horário de verão. Você pode também sincronizar o relógio do computador através da Internet quando estiver conectado. 66
  • 67. É bom saber: o relógio funciona mesmo com o micro desligado, graças a uma bateria interna. Quando a bateria acabar, além do atraso do relógio, alguns dados de configuração do micro vão se perder. Peça a um técnico para trocar a bateria e restabelecer os dados. Opções regionais e de idioma No item opções regionais você define para o Windows e para os demais aplicativos, padrões que variam de país a país. Por exemplo: no Brasil, o separador de milhar é o ponto e o separador decimal é a vírgula. Nos Estados Unidos ocorre o contrário: o separador de milhar é a vírgula e o separador decimal é o ponto. Ajuste as configurações regionais para o seu país. Lembre-se que estas configurações serão usadas pelo Windows e por todos os programas do micro. Figura 42 Caixa de diálogo Propriedades de Data e hora 67
  • 68. Digitação de datas Depois da chegada do ano 2000 é bom saber alguns detalhes sobre escrita de datas. Datas digitadas com dois dígitos serão interpretadas como pertencentes ao intervalo que vai de 1930 a 2029. Assim: 20/02/00 é interpretado como 20/02/2000 20/02/28 é interpretado como 20/02/2028 20/02/30 é interpretado como 20/02/1930 Para escrever 20/02/1910 não é correto usar 20/02/10 Para escrever 20/02/2040 não é correto usar 20/02/40 Figura 43 Caixa de diálogo Configurações regionais 68
  • 69. Aparência e temas Nessa área do Painel de controle configuramos os itens de aparência da interface do Windows.Vejamos os itens um a um: Barra de Tarefas Personalizamos a Barra de Tarefas de várias maneiras. Mas para fazer isso antes é preciso desbloquear a Barra de tarefas. Faça assim: Clique em alguma área livre da barra usando o botão direito. Em seguida desmarque a opção Bloquear a barra de tarefas. Alterando a posição. Normalmente, a Barra de Tarefas está na borda inferior da Área de Trabalho, mas você pode mudá-la de posição. Clique com o mouse sobre uma área livre da barra e arraste-a para outra borda. Você pode colocá-la na borda superior, na esquerda ou na direita. Alterando o tamanho. Você pode aumentar ou diminuir o tamanho da Barra de Tarefas. Aproxime o ponteiro da borda da barra. Quando ele assumir a forma de uma dupla seta, arraste a borda e deixe a barra do tamanho que quiser. A barra pode ocupar até metade da Área de Trabalho. No tamanho menor ela se reduz a um friso na Área de Trabalho. Algumas configurações da barra são feitas através do Painel de controle ou pelo menu de contexto, clicando no item Propriedades. 69
  • 70. 1. Clique com o botão direito numa área livre da barra. 2. Clique em Propriedades. Surgirá a caixa de diálogo Propriedades de Barra de tarefas e menu iniciar. A opção Manter a barra de tarefas sobre as outras janelas deixa a barra sempre sobrepondo as demais janelas. A opção Ocultar automaticamente a barra de tarefas esconde a Barra de Tarefas. Quando quiser acessá-la aproxime o ponteiro do mouse da borda da Área de Trabalho. Menu Iniciar A configuração do menu Iniciar pode ser feita pelo item Barra de tarefas e menu Iniciar do Painel de controle. Figura 44 Caixa de diálogo Propriedades de Barra de tarefas e menu Iniciar 70
  • 71. Você pode usar ícones pequenos no menu Iniciar, pode esvaziar o menu Documentos recentes, pode incluir ou remover itens do menu Todos os programas. Também pode mudar de posição um item do menu. Estas alterações são feitas através da caixa de diálogo Propriedades de Barra de tarefas e menu Iniciar. Você abre esta caixa pelo Painel de Controle ou clicando com o botão direito no botão Iniciar, e escolhendo Propriedades. Exibição de itens Na guia Avançado da caixa de diálogo Personalizar o menu Iniciar você pode definir que itens serão exibidos na barra de tarefas e no menu Iniciar. Limpando o histórico Clicando no botão Limpar lista da guia Avançado você apaga os itens de histórico, o que inclui endereços de Internet digitados, atalhos para documentos acessados recentemente e caminhos de programas digitados recentemente. Figura 45 Caixa de diálogo Propriedades de Barra de Tarefas e do menu Iniciar 71
  • 72. Criando um atalho no menu Iniciar Se você usar o menu Iniciar em estilo clássico, poderá adicionar itens no menu Programas. Vamos exemplificar criando um atalho para o arquivo Documento teste. 1. Na caixa de diálogo Propriedades de Barra de tarefas e menu Iniciar clique em Personalizar. 2. Clique no botão Adicionar... Surgirá a caixa de diálogo Criar atalho. 3. Digite o caminho do arquivo para o qual será criado o atalho. O caminho é: C:Meus documentosDocumento teste.doc. 4. Clique em Avançar. Figura 46 Personalizar o menu Iniciar 5. Selecione o menu em que o atalho será colocado e clique em Avançar. 6. Digite um nome para o atalho. Se quiser, apenas aceite a sugestão do Windows e clique em Concluir. 72
  • 73. O atalho será criado no menu Iniciar. Clique uma vez nele para abrir o documento. Opções de pastas O Windows tem dois estilos de exibição para janelas que mostram o conteúdo de pastas: o estilo clássico e o estilo Web. Você pode configurar o seu computador para um ou para outro estilo. Se quiser, pode escolher alguns itens de cada estilo e gerar um estilo intermediário personalizado Figura 47 Caixa de diálogo Criar atalho 73
  • 74. Na guia Geral você define o estilo de exibição que prefere. O estilo Web deixa suas pastas com uma aparência de páginas de Internet. O estilo clássico é o mesmo usado desde o Windows 95. Para definir o estilo de exibição, selecione os itens assim: Estilo clássico Estilo web Usar pastas Ativar conteúdo clássicas do relacionado à web Windows nas pastas Clicar duas vezes Clicar uma vez para para abrir um item abrir um item Figura 48 Caixa de diálogo Opções de pasta Uma diferença importante entre o estilo Web e o estilo clássico está na forma como você seleciona e executa um ícone. Veja a tabela: 74
  • 75. Estilo Clássico Estilo Web Para selecionar um Dê um clique de Aponte sobre o ícone por um tempo ícone mouse sobre o breve ícone Para executar o Dê um duplo clique Dê um clique sobre o ícone aplicativo associado sobre o ícone enquanto o ponteiro estiver na forma ao ícone de mão Vídeo A janela Propriedades de vídeo permite inúmeras configurações. Vejamos, uma a uma: Figura 49 Propriedades de vídeo 75
  • 76. Área de trabalho Na guia Área de trabalho definimos o plano de fundo e os ícones que aparecem na área de trabalho. O plano de fundo, ou papel de parede, é uma imagem que decora sua Área de Trabalho. É possível colocar a imagem centralizada na tela, ou ladrilhar a tela inteira, usando a opção lado a lado. Você pode usar dois tipos de arquivos como plano de fundo: imagens .bmp ou documentos .html. O .bmp é um formato para arquivos de imagem bastante popular, que pode ser gerado em inúmeros programas gráficos. O html é o formato de arquivos padrão para a Internet. O Windows traz uma série de imagens para você usar como papel de parede. Se você quiser, pode usar imagens de terceiros, inclusive, as criadas por você. Proteção de tela A proteção de tela é um programa decorativo que preenche a tela e entra em ação sempre que o usuário fica certo tempo sem tocar no teclado e no mouse. A proteção de tela não interfere nos programas abertos e pára de funcionar quando o usuário move o mouse ou pressiona alguma tecla. O Windows é fornecido com várias proteções de tela, mas você pode instalar proteções de tela de terceiros. Uma função da proteção de tela é esconder o conteúdo da Área de Trabalho enquanto o usuário está ausente. Nesse caso, o usuário pode definir uma senha de proteção de tela. A proteção só é removida se o usuário digitar a senha correta, caso contrário será preciso reiniciar o computador para voltar a usá-lo. 76
  • 77. Gerenciamento de energia: É possível configurar o micro para que o vídeo entre em estado de espera ou se desligue, depois de certo tempo de inatividade. Isso é útil, especialmente, em computadores que usam bateria. O seu computador precisa ser compatível com o sistema de gerenciamento de energia do Windows para que estas configurações funcionem. Hibernação: Se você ativar a opção hibernação será possível encerrar o Windows memorizando o estado de todos os programas abertos na área de trabalho. Quando o Windows retornar, trará a área de trabalho exatamente do jeito que estava antes de hibernar, com todos os aplicativos que estavam abertos. Aparência A guia Aparência permite que o usuário modifique à vontade a aparência da Área de Trabalho do Windows. Você pode alterar as cores do ambiente, as fontes dos textos, o tamanho dos ícones, os espaçamentos, o tamanho dos elementos, etc. Pode ainda, usar o a aparência da versão anterior do Windows. O Windows é fornecido com vários esquemas de aparência pré-definidos. Alguns desses esquemas são úteis para pessoas com dificuldades visuais ou de coordenação motora. Figura 50 Propriedades de vídeo aparência 77
  • 78. Configurações Na guia Configurações há dois ajustes importantes: o de quantidade de cores e o de resolução de vídeo. A quantidade de cores que pode ser usada depende da capacidade do hardware de vídeo de seu micro. As quantidades disponíveis costumam ser: 16 cores (4 bits), 256 cores (8 bits), 65 mil cores (high color 16 bits), 16 milhões de cores (24 bits) e 4 bilhões de cores (true color 32 bits). É bom saber: Uma imagem gerada em 256 cores ficará estranha se for mostrada num monitor que exibe só 16 cores. Para que haja qualidade na exibição, seu monitor deve exibir o mesmo número ou mais cores do que o número de cores em que a imagem foi gerada. O monitor exibe as imagens como um mosaico de pequenos pontos chamados pixels. Você pode definir quantos pixels terão as imagens mostradas no vídeo. As combinações típicas são: 640x480 pixels, 800x600 pixels e 1.024x768 pixels. A combinação 640x480 pixels é ideal para monitores de 14”. A combinação 800x600 é melhor para monitores de 17” e a combinação 1024x768, para monitores de 21”. Observe: Quanto mais pixels você usa na tela, menores as imagens ficam. A vantagem disso é que se vê mais conteúdo ao mesmo tempo na tela e você usa menos as barras de rolagem. A desvantagem é que os objetos ficam menores, mais difíceis de ver e clicar. 78
  • 79. Temas do computador Temas são conjuntos de configurações pré-definidas para a Área de Trabalho. Escolhendo um tema, você define numa só operação as cores, os ponteiros, os ícones, o papel de parede, os sons para eventos, os ponteiros de mouse, etc. O Windows é fornecido com vários temas. Os temas do Windows são coordenados, ou seja, as configurações do tema seguem um estilo. Você pode criar um tema seu. Para isso, primeiro, configure o micro ao seu gosto. Escolha o papel de parede, os ícones, as cores, a proteção de tela, os sons para eventos, os ponteiros, etc. Depois disso, abra a janela Temas para a Área de Trabalho e salve a configuração atual como um novo tema. Impressoras e outros itens de hardware Nessa área configuramos os itens de hardwares do computador. Impressoras e Aparelhos de Fax O Windows centraliza o gerenciamento de impressão do micro, de modo que qualquer aplicativo para Windows pode usar as impressoras instaladas. Na pasta Impressoras e aparelhos de fax, acessível pelo Painel de Controle, você gerencia, instala ou remove impressoras. 79
  • 80. Não confunda: Instalar uma impressora no Windows é instalar o software de gerenciamento da impressora. Isto não tem nada a ver com a conexão física da impressora ao computador. É possível ter várias impressoras instaladas no micro, sem que nenhuma esteja fisicamente ligada a ele. Figura 51 Pasta Impressoras Impressoras locais e de rede: Uma impressora local se liga diretamente ao micro, geralmente pela porta paralela. Impressoras de rede estão ligadas a outros computadores, acessados pela rede. Impressora padrão: Uma das impressoras da pasta impressoras é definida como padrão. Os documentos serão impressos nela, sempre que você não indicar uma impressora específica. Para definir uma impressora como padrão, selecione a impressora na pasta Impressoras, clique em Arquivo e na opção Definir como impressora padrão. 80
  • 81. Gerenciando uma impressora Dê duplo clique sobre o ícone da impressora. Surgirá uma janela onde é possível acompanhar os trabalhos de impressão em andamento. Você pode cancelar a impressão de um documento, pode pausar a impressora, pode mudar a ordem dos documentos na fila de impressão e pode configurar as propriedades da impressora. Dica: Várias impressoras permitem definir a qualidade de impressão do documento. Se você está imprimindo rascunhos ou provas, defina uma qualidade baixa, para economizar tempo e tinta. Figura 52 Janela de gerenciamento de impressora 81
  • 82. Adicionando uma impressora local Para instalar uma impressora local no seu computador faça o seguinte: 1. Abra a pasta Impressoras, através do Painel de Controle ou do menu Configurações. 2. Clique em Adicionar Impressora para acionar o assistente de instalação. 3. Deixe o Windows reconhecer automaticamente a impressora se ela estiver conectada ao micro. Caso contrário, passe para a etapa seguinte que é a identificação manual da impressora. 4. Selecione o fabricante e o modelo da impressora na lista e clique em Avançar. 5. Selecione a porta em que a impressora será instalada. Geralmente usa-se a LPT1. Clique em Avançar. 6. Digite um nome para a impressora, ou simplesmente aceite a sugestão do Windows. Clique em Avançar. 7. Defina se vai imprimir uma página de teste e clique em Concluir. O Windows vai instalar todos os arquivos necessários ao funcionamento da nova impressora. 82
  • 83. Lembrete: Durante a instalação, provavelmente, será solicitado o CD-ROM de instalação do Windows. Tenha-o à mão. Se a impressora que você quer instalar não aparece na lista do Windows, você terá que usar a opção Com disco e fornecer os arquivos de instalação do fabricante da impressora. Mouse Utilize o item Mouse do Painel de Controle para configurar algumas propriedades do mouse e dos ponteiros. Na janela Propriedades do mouse, temos quatro guias. Através delas você pode fazer o seguinte: •Inverter as funções dos botões do mouse. O que se faz com o esquerdo passa a ser feito com o botão direito e vice versa. •Aumentar ou diminuir o tempo para duplo clique. Deixe a velocidade lenta se você tem dificuldade para efetuar o duplo clique rapidamente. •Definir um esquema de ponteiros. O Windows tem vários esquemas de ponteiros que auxiliam, inclusive, pessoas com dificuldades visuais. Se você preferir, pode usar também, ponteiros criados por terceiros. Há muita oferta de ponteiros, atendendo a todos os gostos. •Regular a velocidade do ponteiro. Ajuste a velocidade com que o ponteiro responde aos seus movimentos com o mouse. A velocidade rápida é para quem tem destreza no mouse. •Deixar rastro de ponteiro. O rastro pode ser útil a pessoas que tem dificuldade em localizar o mouse na tela. 83
  • 84. Figura 54 Propriedades de mouse 84
  • 85. Teclado Cada teclado tem um layout, ou seja, uma distribuição própria de teclas. Há muitos layouts de teclado, que se adaptam às necessidades de cada idioma. No Brasil, por exemplo, temos dois layouts principais: o Brasil padrão e o ABNT2. Atenção: A configuração do layout de teclado é feita no item Opções regionais e de idioma, clicando na Guia Idiomas e no botão Detalhes. Dica: Ao digitar, as teclas parecem trocadas? Você digita um caractere e aparece outro na tela? Provavelmente, o idioma de seu teclado não está configurado corretamente 85
  • 86. O intervalo e a taxa de repetição do teclado: O intervalo define o tempo que se deve manter a tecla pressionada até começar a repetição. Regule o intervalo para que não fiquem surgindo caracteres dobrados durante a digitação de seus textos. A taxa de repetição define quantos caracteres são gerados por segundo enquanto a tecla está pressionada. Deixe a taxa lenta se você quer ter um controle melhor da repetição. Figura 56 Propriedades de teclado 86
  • 87. Contas de usuário O Windows xp utiliza contas de usuário para permitir que cada usuário do computador seja identificado e tenha configurações pessoais personalizadas. O gerenciamento de usuários do Windows xp é sofisticado e entrar em detalhes sobre o seu funcionamento não é o objetivo dessa apostila. Se você quer entender mais a fundo o gerenciamento de usuários do Windows xp consulte uma bibliografia especializada. Figura 57 Janela Contas de usuário Para gerenciar os usuários do seu computador clique no item Contas de usuário do Painel de Controle. Surgirá a janela Contas de usuário. 87
  • 88. Criar uma nova conta Para criar uma nova conta de usuário, faça o seguinte: 1. Clique no item Criar uma nova conta da janela Contas de usuário. Surgirá a caixa de diálogo Configurações do usuário. 2. Forneça um nome para a conta. 3. Defina o tipo de conta que será criada. Há dois tipos: administrador, que tem privilégios amplos para administrar o computador e tipo limitado, com menos opções de controle sobre a máquina. 4. Clique em Concluir. Figura 58 Alterar conta de usuário Alterar uma conta Clicando no item Alterar uma conta você pode alterar as configurações das contas de usuário do computador. Há vários itens que podem ser alterados como: nome, imagem, senha, tipo de conta, etc. 88
  • 89. Usuário convidado O usuário convidado é um usuário especial criado pelo sistema, para permitir que pessoas não cadastradas possam usar o computador. Os privilégios da conta convidado são limitados e o padrão é que a senha seja em branco. Opções de Acessibilidades Este item do Painel de Controle permite definir várias alternativas para pessoas que têm alguma dificuldade com o modo normal de operação do Windows. Através da janela Propriedades de Acessibilidade é possível configurar alternativas para várias situações, tais como: aumentar o contraste da tela, emitir alertas visuais quando houver alertas sonoros, movimentar o ponteiro pelo teclado, controlar a velocidade da repetição de teclas, etc. Figura 59 Propriedades de acessibilidade 89
  • 90. Sons, fala e dispositivos de áudio Na janela Propriedades de som e dispositivos de áudio você associa sons aos eventos do Windows. Selecione um evento e atribua a ele um som. O Windows traz alguns esquemas de sons prontos, mas nada o impede de criar o seu esquema personalizado. Se quiser, pode usar arquivos .wav de terceiros. Em Propriedades de som e dispositivos de áudio você também controla os dispositivos de multimídia do computador. Adicionar ou remover Programas Depois de instalar o Windows no computador você vai querer, com certeza, instalar aplicativos que trarão funcionalidade ao seu micro. Faça isso através do recurso Adicionar ou remover programas. Figura 60 Propriedades de som e multimídia 90
  • 91. Os aplicativos que foram desenvolvidos para o Windows 95 em diante, possuem programa de instalação e desinstalarão. Isso é importante, especialmente para aplicativos mais complexos que fazem inúmeras alterações no seu sistema. O programa de instalação faz por você inúmeras tarefas, tais como: criar pastas, copiar arquivos, criar atalhos, modificar configurações, etc. O programa de desinstalarão remove os componentes do aplicativo e restaura configurações modificadas durante a instalação. Para instalar um aplicativo faça assim: 1. Abra o recurso Adicionar/remover programas. 2. Clique em Adicionar novos programas... Surgirá o assistente de instalação. 3. Selecione a origem de dados onde se encontra o programa de instalação. Que pode ser CD ou disquete, ou então, pela Internet. 4. Se o Windows não localizar nenhum programa de instalação, você terá que digitar o caminho do arquivo. Depois disso, o programa de instalação é iniciado e você deve seguir as instruções do fabricante do software. Se a instalação for bem sucedida aparecerá o nome do aplicativo na lista dos programas que podem ser removidos. 91
  • 92. Programas de Lembrete: Programas que não foram desenvolvidos para Windows instalação 95 ou superior não tem programa de desinstalarão e não aparecem costumam ter na lista de programas removíveis nomes como: Caso você queira desinstalar um programa ou Instalar, Config, alterar as características da instalação, selecione Setup, Install. o programa na lista do Windows e, em seguida, clique no botão Alterar/remover. Depois disso, siga as instruções do assistente do fabricante do software. Outros itens O Painel de controle tem mais opções de configuração. Para você ver todos os itens do painel de uma vez só, clique na opção Alternar para o modo de visualização clássico. Você verá Figura 61 Caixa de diálogo Adicionar ou remover programas itens como Fontes. 92
  • 93. Fontes A variedade de estilos de caracteres disponível no seu computador é possível graças às fontes. Fontes são arquivos usados pelo Windows para gerar famílias de caracteres. O Windows centraliza o gerenciamento de fontes do computador, de modo que ao instalar uma fonte, ela fica disponível para todos os aplicativos do micro. O Windows fornece algumas fontes básicas como: Arial, Courier e Times New Roman. Outras fontes são adicionadas quando você instala aplicativos gráficos ou de editoração no micro. Através do item Fontes do Painel de Controle você pode visualizar as fontes instaladas no micro, além de adicionar fontes novas ou remover as que não vai usar mais. Para adicionar uma fonte no seu micro faça assim: 1. Abra a pasta Fontes, através do Painel de Controle. 2. Clique em Arquivo e na opção Instalar nova fonte... 3. Selecione a pasta que contém a fonte nova. 4. Selecione a fonte nova. 5. Clique em OK. Para excluir uma fonte do seu micro, faça assim: 93
  • 94. 1. Abra a pasta Fontes, através do Painel de Controle. 2. Selecione a fonte. 3. Clique em Arquivo e em Excluir. É bom saber: O TT que aparece junto a algumas fontes indica que ela é do tipo True Type. Estas fontes são escalonáveis, ou seja, podem ser ampliadas ou reduzidas à vontade nos documentos sem perda de qualidade. Curiosidade: A fonte Courier é mono espaçada. Ela imita as máquinas de escrever, ou seja, todos os caracteres desta família ocupam uma mesma largura no documento. Figura 62 Pasta Fontes Dica: Seja econômico com as fontes. Instale apenas as que você realmente utiliza, pois, fontes consomem memória do seu micro e reduzem o desempenho da máquina. 94
  • 95. FIXAÇÃO 1. Como se faz para organizar os ícones na Área de Trabalho, quando eles se encontram espalhados pela tela? 2. A Barra de Tarefas pode mostrar várias barras de ferramentas. Quais barras de ferramentas são fornecidas com o Windows Me 3. É possível adicionar um atalho no menu Programas. Como se faz isto? 4. A Barra de Tarefas pode ser movida. Em que posições da tela é possível colocá-la? 5. Programas desenvolvidos antes do Windows 95 podem ser removidos automaticamente do computador? 6. Você instala o programa Corel Draw no seu micro, que traz inúmeras fontes. Você poderá usar estas fontes do Corel Draw no WordPad? 7. Você tem uma impressora Epson Stylus 800 conectada ao micro. No Painel de Controle, só há uma impressora HP 850C instalada. O que precisa ser feito, caso as impressões não dêem certo? 8. O que você precisa configurar no Painel de Controle se os seus duplos cliques nunca dão certo. 95
  • 96. 1. Você digita o cedilha e na tela sai ponto e vírgula. Qual a possível causa deste problema? 2. Uma imagem gerada em 24 bits será visualizada com qualidade num monitor configurado para 256 cores? E se a imagem tiver quatro bits com um monitor que exibe 256 cores? 3. Quais são as vantagens e desvantagens de usar uma configuração de vídeo com mais pixels? 1024x768 pixels, por exemplo. 4. Em que situação seria útil a colocação de uma senha de proteção de tela no computador? 5. O que são e para que servem os temas da Área de Trabalho? 6. Em que situação é recomendável ativar os perfis de usuários do Windows? Quais itens do ambiente de trabalho podem ser personalizados para o usuário? PARA DISCUSSÃO E PESQUISA 96
  • 97. 1. Consulte a relação de Temas para a Área de Trabalho de seu computador e escolha um tema para os seguintes usuários: a) um jovem adolescente, b) uma jovem adolescente, c) um executivo, d) uma executiva, e) um entusiasta da tecnologia e f) uma pessoa extravagante. 2. O Windows é altamente personalizável. Você pode inundar sua Área de Trabalho com ícones engraçadinhos, cores extravagantes e sons divertidos. Do ponto de vista das empresas, que tem funcionários usando o Windows, quais as vantagens e desvantagens de ter um sistema operacional altamente personalizável? 3. Alguns críticos dizem que o Windows tem intermináveis configurações e ajustes que só consomem memória e processamento, quando na verdade você só precisa de um computador para trabalhar. Você gostaria que o Windows fosse mais ‘enxuto’ e simples? Acessórios Inúmeros acessórios acompanham o Windows, desde a calculadora, um editor de imagens, um editor de textos e até jogos de cartas. Vamos ver como utilizar vários desses acessórios. 97
  • 98. Bloco de notas O programa bloco de notas é o editor de texto mais simples do computador. Com ele redigimos textos básicos, sem formatação. Os arquivos criados pelo bloco de notas tem extensão .txt, também conhecidos como arquivos de texto puro. O bloco de notas é usado principalmente por técnicos de informática para criar arquivos de Figura 63 Menu Acessórios texto puro Figura 64 Bloco de notas Calculadora modo preferido no menu Exibir. A calculadora pode ser operada com o mouse, mas, se preferir, você pode operá- la pelo teclado. Em Informática, as operações básicas são representadas pelos seguintes caracteres: Adição(+), subtração(-), multiplicação(*), divisão(/) e potenciação(^). 98