SlideShare uma empresa Scribd logo
Teste de Software
Roberta Coelho
Agenda
Desafios do Teste de Software
Atividades Realizadas em 2014
Atividades Planejadas
Agenda
Desafios do Teste de Software
Atividades Realizadas em 2014
Atividades Planejadas
Teste de Software
Uma das técnicas mais utilizadas para garantia
da qualidade pela indústria de SOFTWARE.
Teste de Software
Uma das técnicas mais utilizadas para garantia
da qualidade pela indústria de SOFTWARE.
A falta de entendimento sobre a atividade de
testes pode trazer vários problemas...
Diálogo entre desenvolvedor e testador
1 dia antes do fechamento da release ...
Ei cara, dá uma passada geral no
SIGAA. Precisei alterar várias
coisas!! Ok…Pra dar uma
“passada geral” vou
precisar de no mínimo
1 ano.
?!
Garantindo ausência de defeitos
func(int a, int b, int c)
int: -2.147.483.648 a 2.147.483.647
número de entradas possíveis:
9.903.520.314.283.042.199.192.993.792
Como garantir que esta função
não contém defeitos???
No contexto dos SIGs
Um caso de uso possuir geralmente várias telas...
SIGAA - 1858
SIPAC - 1775
SIGRH - 675
No contexto dos SIGs
Cada caso de uso possui vários fluxos...
SIGAA - 1858
SIPAC - 1775
SIGRH - 675
10
O número de casos de testes possíveis é
ASTRONÔMICO!!!
Já que não podemos testar para todas as
entradas possíveis...
Precisamos de dados de teste que aumentem
as chances de revelar defeitos…
Incompletude dos Testes
Utilizamos: Testes Exploratórios
Enfrentando o desafio
- Guias para TESTE EXPLORATÓRIO
- Critérios de Teste (Treinamento)
- Logs de Erro padronizados
Agenda
Desafios do Teste de Software
Atividades Realizadas em 2014
Atividades Planejadas
Desafio 1: Impossível testar todas as entradas
Desafio 2: Testes de Regressão
Desafio 2: Teste de Regressão
A alteração em um caso de uso
pode afetar outros que dependem dele...
Desafio 2: Teste de Regressão
Corrigir um Bug pode introduzir vários outros...
Desafio 2: Testes de Regressão
Ou seja... não é suficiente testar somente
as funcionalidades adicionadas e alteradas...
Desafio 2: Testes de Regressão
Enfrentando o desafio:
- Automação de testes
- Análise de dependência entre
os casos de uso.
Benefícios da Automação
Tornar testes de REGRESSÃO mais rápidos.
Reduzir o custo da atividade de testes??
Facilita o teste multi-plataforma.
Falsas expectativas sobre
automação de testes
Falsas Expectativas
Redução imediata no esforço dedicado testes.
Redução imediata no cronograma.
Ferramentas fáceis de usar.
Testes são fáceis de manter.
Uma única ferramenta pode automatizar todos
tipos de teste.
Falsas Expectativas
"NÃO espere que a equipe seja
mais produtiva a CURTO PRAZO!!!"
Falsas Expectativas
"NÃO espere que a equipe seja
mais produtiva a CURTO PRAZO!!!"
A maioria dos benefícios da automação não
aparece antes do segundo release.
Falsas Expectativas
"NÃO espere que a equipe seja
mais produtiva a CURTO PRAZO!!!"
criação de testes automatizados
X
execução de testes manuais
Esforço de 3 a 10 maior!!
Projeto: SIGAutomação
Testes automatizados usando Selenium
SIGAA - 304 classes - 287 classes de teste.
SIGRH - 24 classes - 15 classes de testes
SIGADmin - 45 classes - 42 classes de teste.
Cuidados com Testes Automatizados
Um esforço adicional ainda é requerido
para dar manutenção nas classes de teste.
Cuidados com Testes Automatizados
Um esforço adicional ainda é requerido
para dar manutenção nas classes de teste.
Módulo EAD
Sucesso: 57
Skip: 27 / Falha: 23
Módulo Lato Sensu:
Sucesso: 40
Skip: 12 / Falha: 15
Cuidados com Testes Automatizados
Um esforço adicional ainda é requerido
para dar manutenção nas classes de teste.
• Mudanças nos casos de uso
• Links alterados:
• "Consultar Histórico”  "Emitir Histórico".
• Erro na implementação do teste.
• Erro no sistema.
• Falta de dados de teste.
Cuidados com Testes Automatizados
Utilizamos práticas de programação para evitar:
- Código macarrônico
- Sem modularidade
- Sem controle de versões
- Sem documentação
Pois, isto pode levar ao fracasso da
automação!!!
Exemplo Win NT4:
6 milhões de linhas de código e 12 milhões de
linhas de código de teste.
Automação de Testes
CUIDADOS COM A AUTOMAÇÃO!!!
Código de testes precisa ser mantido assim como código dos
sistemas.
Planejar e incorporar custo associado a manutenção.
Executar com frequência.
Não substituem testes manuais.
Agenda
Desafios do Teste de Software
Atividades Realizadas em 2014
Atividades Planejadas
Desafio 1: Impossível testar todas as entradas
Desafio 2: Testes de Regressão
Desafio 3: Testes ao longo do processo de desenvolvimento
Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo
Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo
Se o código não foi projetado pensando em
testes....
Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo
Enfrentando o desafio:
A qualidade é um compromisso de TODOS,
não só da equipe de “Controle de
Qualidade”.
Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo
Implementação
Testes de
Unidade
Testes de
Integração
Testes de
Sistema
Testes
de Aceitação
Especificação de
Requisitos
Arquitetura
Projeto
Modelo V
Equipe de
Controle de
Qualidade
Equipe de
Desenvol-
vimento
Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo
Implementação
Testes de
Unidade
Testes de
Integração
Testes de
Sistema
Testes
de Aceitação
Especificação de
Requisitos
Arquitetura
Projeto
Modelo V
Equipe de
Controle de
Qualidade
Equipe de
Desenvol-
vimento
Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo
Implementação
Testes de
Unidade
Testes de
Integração
Testes de
Sistema
Testes
de Aceitação
Especificação de
Requisitos
Arquitetura
Projeto
Modelo V
Equipe de
Controle de
Qualidade
Equipe de
Desenvol-
vimento
Porém por mais que se teste...
“O teste pode mostrar a presença de
falhas em um software, mas nunca a sua
ausência.”
Dijkstra
Testar a procura de defeitos é como
procurar agulhas num palheiro...
Um paralelo...
Definindo estratégias para aumentar as
chances de encontrar as agulhas...
Incompletude dos Testes
Se encontrarmos
agulhas não
podemos garantir
que não sobraram
outras...
Mesmo utilizando critérios e ferramentas
na fase de testes e desenvolvimento...
O Suporte também participa do controle de
qualidade - ponto de contato com o usuário
Equipe de Suporte
Não está
funcionando
Dúvida
CI!!
Não está
funcionando
Dúvida
Sugestão
Não está
funcionando
Dúvida
CI!!
Não está
funcionando
Dúvida
CI!!
Não está
funcionando
Dúvida
Sugestão
Não está
funcionando
Dúvida
CI!!
Padronizamos logs de falhas reportadas
Permite:
- analisar mensamente as causas
- atacar pontualmente as causas
Equipe de Suporte na Garantia da Qualidade
Agenda
Desafios do Teste de Software
Atividades Realizadas em 2014
Atividades Planejadas
Desafio 1: Impossível testar todas as entradas
Desafio 2: Testes de Regressão
Desafio 3: Testes ao longo do processo de desenvolvimento
Atividades Realizadas em 2014
Automação de Testes com Selenium
Testes de Desempenho com JMeter
Iniciativa da Equipe de Desenvolvimento:
JUnit + Power Mock
Migração do Selenium RC para WebDriver
Manutenção dos Casos de Teste
Novos Casos de Teste
Atividades Realizadas em 2014
Guias de Desenvolvimento: Como tratar
exceções nos SIGs?
Estudo: Análise das principais causas de CI
Ferramenta implementada: Identificar exceções
não documentadas lançadas por bibliotecas
Exceções não documentadas lançadas por bibliotecas.
Agenda
Desafios do Teste de Software
Atividades Realizadas em 2014
Atividades Planejadas
Desafio 1: Incompletude dos Testes
Desafio 2: Testes de Regressão
Desafio 3: Testes ao longo do processo de desenvolvimento
Atividades Planejadas
Treinamento em Teste de Software
Continuidade das atividades de manutenção
de casos de teste Selenium.
Ferramenta para geração semi-automática de
Casos de Teste Selenium (Mestrado)
Ferramenta para auxiliar o desenvolvimento
do código de Tratamento de Exceções (Mestrado)
Atividades Planejadas
Estudo: Como os defeitos do tipo CI são
solucionados (Mestrado)
Compartilhar desafios, dificuldades e soluções
com os parceiros.
Equipe de Testes
João – Pablo – Dalton (coord.) – Raynison – Márcia – Leandro
Contato
Roberta Coelho (Profa. Colaboradora)
roberta@dimap.ufrn.br
Dalton Dantas (Coordenador)
dalton@info.ufrn.br
52
Referências
Teste de Software
Roberta Coelho

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a TesteDeSoftware_WorkshopSINFO2014.pdf

Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidadeConceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
rzauza
 
Teste de Software
Teste de SoftwareTeste de Software
Teste de Software
Roberto Espinha
 
Menos teste e mais qualidade - como equilibrar essa equação?
Menos teste e mais qualidade - como equilibrar essa equação?Menos teste e mais qualidade - como equilibrar essa equação?
Menos teste e mais qualidade - como equilibrar essa equação?
Igor Abade
 
DevCamp - O papel de um testador em uma equipe ágil
DevCamp - O papel de um testador em uma equipe ágilDevCamp - O papel de um testador em uma equipe ágil
DevCamp - O papel de um testador em uma equipe ágil
Elias Nogueira
 
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreiraPalestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Taís Dall'Oca
 
Teste de software
Teste de software Teste de software
Teste de software
Allan Almeida de Araújo
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
Rodrigo Cardoso Alves Fonte
 
Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...
Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...
Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...
Igor Abade
 
X-Zone - Garantia da Qualidade de Software
X-Zone - Garantia da Qualidade de SoftwareX-Zone - Garantia da Qualidade de Software
X-Zone - Garantia da Qualidade de Software
AlexandreBartie
 
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POAPalestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POA
Aline Zanin
 
Principais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de softwarePrincipais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de software
Joyce Bastos
 
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptxGerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Roberto Nunes
 
Trabalho qualidade de software sistemas de informação
Trabalho qualidade de software   sistemas de informaçãoTrabalho qualidade de software   sistemas de informação
Trabalho qualidade de software sistemas de informação
Fernando Gomes Chaves
 
Test-Driven Development with PHP
Test-Driven Development with PHPTest-Driven Development with PHP
Test-Driven Development with PHP
Cezar Souza
 
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfil
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfilCenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfil
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfil
João Clineu - CTFL, CSM, CSD
 
Aula - Teste de Software
Aula - Teste de SoftwareAula - Teste de Software
Aula - Teste de Software
Mauricio Cesar Santos da Purificação
 
T@rget trust t-curso de ferramentas para automação de teste de software
T@rget trust   t-curso de ferramentas para automação de teste de softwareT@rget trust   t-curso de ferramentas para automação de teste de software
T@rget trust t-curso de ferramentas para automação de teste de software
Targettrust
 
T@rget trust t-curso de ferramentas para automação de teste de software
T@rget trust   t-curso de ferramentas para automação de teste de softwareT@rget trust   t-curso de ferramentas para automação de teste de software
T@rget trust t-curso de ferramentas para automação de teste de software
Targettrust
 
Qualidade de Software com Visual Studio 2012
Qualidade de Software com Visual Studio 2012Qualidade de Software com Visual Studio 2012
Qualidade de Software com Visual Studio 2012
Adriano Bertucci
 
Automação de testes - uma introdução sobre estratégias
Automação de testes - uma introdução sobre estratégiasAutomação de testes - uma introdução sobre estratégias
Automação de testes - uma introdução sobre estratégias
Kleitor Franklint Correa Araujo
 

Semelhante a TesteDeSoftware_WorkshopSINFO2014.pdf (20)

Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidadeConceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
Conceitos e fundamentos sobre testes de software e garantia da qualidade
 
Teste de Software
Teste de SoftwareTeste de Software
Teste de Software
 
Menos teste e mais qualidade - como equilibrar essa equação?
Menos teste e mais qualidade - como equilibrar essa equação?Menos teste e mais qualidade - como equilibrar essa equação?
Menos teste e mais qualidade - como equilibrar essa equação?
 
DevCamp - O papel de um testador em uma equipe ágil
DevCamp - O papel de um testador em uma equipe ágilDevCamp - O papel de um testador em uma equipe ágil
DevCamp - O papel de um testador em uma equipe ágil
 
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreiraPalestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
Palestra Teste de Software: princípios, ferramentas e carreira
 
Teste de software
Teste de software Teste de software
Teste de software
 
Teste de software
Teste de softwareTeste de software
Teste de software
 
Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...
Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...
Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida d...
 
X-Zone - Garantia da Qualidade de Software
X-Zone - Garantia da Qualidade de SoftwareX-Zone - Garantia da Qualidade de Software
X-Zone - Garantia da Qualidade de Software
 
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POAPalestra Fundamentos de Testes  - Tche linux POA
Palestra Fundamentos de Testes - Tche linux POA
 
Principais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de softwarePrincipais conceitos em testes de software
Principais conceitos em testes de software
 
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptxGerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
Gerenciamento da Qualidade de Software 4.pptx
 
Trabalho qualidade de software sistemas de informação
Trabalho qualidade de software   sistemas de informaçãoTrabalho qualidade de software   sistemas de informação
Trabalho qualidade de software sistemas de informação
 
Test-Driven Development with PHP
Test-Driven Development with PHPTest-Driven Development with PHP
Test-Driven Development with PHP
 
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfil
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfilCenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfil
Cenartec 2014 - Teste de software, uma área, uma carreira, um novo perfil
 
Aula - Teste de Software
Aula - Teste de SoftwareAula - Teste de Software
Aula - Teste de Software
 
T@rget trust t-curso de ferramentas para automação de teste de software
T@rget trust   t-curso de ferramentas para automação de teste de softwareT@rget trust   t-curso de ferramentas para automação de teste de software
T@rget trust t-curso de ferramentas para automação de teste de software
 
T@rget trust t-curso de ferramentas para automação de teste de software
T@rget trust   t-curso de ferramentas para automação de teste de softwareT@rget trust   t-curso de ferramentas para automação de teste de software
T@rget trust t-curso de ferramentas para automação de teste de software
 
Qualidade de Software com Visual Studio 2012
Qualidade de Software com Visual Studio 2012Qualidade de Software com Visual Studio 2012
Qualidade de Software com Visual Studio 2012
 
Automação de testes - uma introdução sobre estratégias
Automação de testes - uma introdução sobre estratégiasAutomação de testes - uma introdução sobre estratégias
Automação de testes - uma introdução sobre estratégias
 

TesteDeSoftware_WorkshopSINFO2014.pdf

  • 2. Agenda Desafios do Teste de Software Atividades Realizadas em 2014 Atividades Planejadas
  • 3. Agenda Desafios do Teste de Software Atividades Realizadas em 2014 Atividades Planejadas
  • 4. Teste de Software Uma das técnicas mais utilizadas para garantia da qualidade pela indústria de SOFTWARE.
  • 5. Teste de Software Uma das técnicas mais utilizadas para garantia da qualidade pela indústria de SOFTWARE. A falta de entendimento sobre a atividade de testes pode trazer vários problemas...
  • 6. Diálogo entre desenvolvedor e testador 1 dia antes do fechamento da release ... Ei cara, dá uma passada geral no SIGAA. Precisei alterar várias coisas!! Ok…Pra dar uma “passada geral” vou precisar de no mínimo 1 ano. ?!
  • 7. Garantindo ausência de defeitos func(int a, int b, int c) int: -2.147.483.648 a 2.147.483.647 número de entradas possíveis: 9.903.520.314.283.042.199.192.993.792 Como garantir que esta função não contém defeitos???
  • 8. No contexto dos SIGs Um caso de uso possuir geralmente várias telas... SIGAA - 1858 SIPAC - 1775 SIGRH - 675
  • 9. No contexto dos SIGs Cada caso de uso possui vários fluxos... SIGAA - 1858 SIPAC - 1775 SIGRH - 675
  • 10. 10 O número de casos de testes possíveis é ASTRONÔMICO!!!
  • 11. Já que não podemos testar para todas as entradas possíveis...
  • 12. Precisamos de dados de teste que aumentem as chances de revelar defeitos…
  • 13. Incompletude dos Testes Utilizamos: Testes Exploratórios
  • 14. Enfrentando o desafio - Guias para TESTE EXPLORATÓRIO - Critérios de Teste (Treinamento) - Logs de Erro padronizados
  • 15. Agenda Desafios do Teste de Software Atividades Realizadas em 2014 Atividades Planejadas Desafio 1: Impossível testar todas as entradas Desafio 2: Testes de Regressão
  • 16. Desafio 2: Teste de Regressão A alteração em um caso de uso pode afetar outros que dependem dele...
  • 17. Desafio 2: Teste de Regressão Corrigir um Bug pode introduzir vários outros...
  • 18. Desafio 2: Testes de Regressão Ou seja... não é suficiente testar somente as funcionalidades adicionadas e alteradas...
  • 19. Desafio 2: Testes de Regressão Enfrentando o desafio: - Automação de testes - Análise de dependência entre os casos de uso.
  • 20. Benefícios da Automação Tornar testes de REGRESSÃO mais rápidos. Reduzir o custo da atividade de testes?? Facilita o teste multi-plataforma.
  • 22. Falsas Expectativas Redução imediata no esforço dedicado testes. Redução imediata no cronograma. Ferramentas fáceis de usar. Testes são fáceis de manter. Uma única ferramenta pode automatizar todos tipos de teste.
  • 23. Falsas Expectativas "NÃO espere que a equipe seja mais produtiva a CURTO PRAZO!!!"
  • 24. Falsas Expectativas "NÃO espere que a equipe seja mais produtiva a CURTO PRAZO!!!" A maioria dos benefícios da automação não aparece antes do segundo release.
  • 25. Falsas Expectativas "NÃO espere que a equipe seja mais produtiva a CURTO PRAZO!!!" criação de testes automatizados X execução de testes manuais Esforço de 3 a 10 maior!!
  • 26. Projeto: SIGAutomação Testes automatizados usando Selenium SIGAA - 304 classes - 287 classes de teste. SIGRH - 24 classes - 15 classes de testes SIGADmin - 45 classes - 42 classes de teste.
  • 27. Cuidados com Testes Automatizados Um esforço adicional ainda é requerido para dar manutenção nas classes de teste.
  • 28. Cuidados com Testes Automatizados Um esforço adicional ainda é requerido para dar manutenção nas classes de teste. Módulo EAD Sucesso: 57 Skip: 27 / Falha: 23 Módulo Lato Sensu: Sucesso: 40 Skip: 12 / Falha: 15
  • 29. Cuidados com Testes Automatizados Um esforço adicional ainda é requerido para dar manutenção nas classes de teste. • Mudanças nos casos de uso • Links alterados: • "Consultar Histórico”  "Emitir Histórico". • Erro na implementação do teste. • Erro no sistema. • Falta de dados de teste.
  • 30. Cuidados com Testes Automatizados Utilizamos práticas de programação para evitar: - Código macarrônico - Sem modularidade - Sem controle de versões - Sem documentação Pois, isto pode levar ao fracasso da automação!!! Exemplo Win NT4: 6 milhões de linhas de código e 12 milhões de linhas de código de teste.
  • 31. Automação de Testes CUIDADOS COM A AUTOMAÇÃO!!! Código de testes precisa ser mantido assim como código dos sistemas. Planejar e incorporar custo associado a manutenção. Executar com frequência. Não substituem testes manuais.
  • 32. Agenda Desafios do Teste de Software Atividades Realizadas em 2014 Atividades Planejadas Desafio 1: Impossível testar todas as entradas Desafio 2: Testes de Regressão Desafio 3: Testes ao longo do processo de desenvolvimento
  • 33. Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo
  • 34. Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo Se o código não foi projetado pensando em testes....
  • 35. Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo Enfrentando o desafio: A qualidade é um compromisso de TODOS, não só da equipe de “Controle de Qualidade”.
  • 36. Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo Implementação Testes de Unidade Testes de Integração Testes de Sistema Testes de Aceitação Especificação de Requisitos Arquitetura Projeto Modelo V Equipe de Controle de Qualidade Equipe de Desenvol- vimento
  • 37. Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo Implementação Testes de Unidade Testes de Integração Testes de Sistema Testes de Aceitação Especificação de Requisitos Arquitetura Projeto Modelo V Equipe de Controle de Qualidade Equipe de Desenvol- vimento
  • 38. Desafio 3: Teste não é a cobertura do bolo Implementação Testes de Unidade Testes de Integração Testes de Sistema Testes de Aceitação Especificação de Requisitos Arquitetura Projeto Modelo V Equipe de Controle de Qualidade Equipe de Desenvol- vimento
  • 39. Porém por mais que se teste... “O teste pode mostrar a presença de falhas em um software, mas nunca a sua ausência.” Dijkstra
  • 40. Testar a procura de defeitos é como procurar agulhas num palheiro... Um paralelo... Definindo estratégias para aumentar as chances de encontrar as agulhas...
  • 41. Incompletude dos Testes Se encontrarmos agulhas não podemos garantir que não sobraram outras... Mesmo utilizando critérios e ferramentas na fase de testes e desenvolvimento...
  • 42. O Suporte também participa do controle de qualidade - ponto de contato com o usuário Equipe de Suporte Não está funcionando Dúvida CI!! Não está funcionando Dúvida Sugestão Não está funcionando Dúvida CI!!
  • 43. Não está funcionando Dúvida CI!! Não está funcionando Dúvida Sugestão Não está funcionando Dúvida CI!! Padronizamos logs de falhas reportadas Permite: - analisar mensamente as causas - atacar pontualmente as causas Equipe de Suporte na Garantia da Qualidade
  • 44. Agenda Desafios do Teste de Software Atividades Realizadas em 2014 Atividades Planejadas Desafio 1: Impossível testar todas as entradas Desafio 2: Testes de Regressão Desafio 3: Testes ao longo do processo de desenvolvimento
  • 45. Atividades Realizadas em 2014 Automação de Testes com Selenium Testes de Desempenho com JMeter Iniciativa da Equipe de Desenvolvimento: JUnit + Power Mock Migração do Selenium RC para WebDriver Manutenção dos Casos de Teste Novos Casos de Teste
  • 46. Atividades Realizadas em 2014 Guias de Desenvolvimento: Como tratar exceções nos SIGs? Estudo: Análise das principais causas de CI Ferramenta implementada: Identificar exceções não documentadas lançadas por bibliotecas Exceções não documentadas lançadas por bibliotecas.
  • 47. Agenda Desafios do Teste de Software Atividades Realizadas em 2014 Atividades Planejadas Desafio 1: Incompletude dos Testes Desafio 2: Testes de Regressão Desafio 3: Testes ao longo do processo de desenvolvimento
  • 48. Atividades Planejadas Treinamento em Teste de Software Continuidade das atividades de manutenção de casos de teste Selenium. Ferramenta para geração semi-automática de Casos de Teste Selenium (Mestrado) Ferramenta para auxiliar o desenvolvimento do código de Tratamento de Exceções (Mestrado)
  • 49. Atividades Planejadas Estudo: Como os defeitos do tipo CI são solucionados (Mestrado) Compartilhar desafios, dificuldades e soluções com os parceiros.
  • 50. Equipe de Testes João – Pablo – Dalton (coord.) – Raynison – Márcia – Leandro
  • 51. Contato Roberta Coelho (Profa. Colaboradora) roberta@dimap.ufrn.br Dalton Dantas (Coordenador) dalton@info.ufrn.br