Scrum e Team Foundation ServerQualidade ao longo de todo o ciclo de vida da aplicaçãoSeminário Paranaense de Qualidade de ...
• Igor Abade (@igorabade)– Microsoft MVP, Visual Studio ALM– Referência nacional emTeam Foundation Server (TFS)• Sócio-dir...
Menos Teste, Mais QualidadeMenos teste, mais qualidadeComo equilibrar a equação?
Menos teste?!?!• Teste custa caro– Novos times– Maior tempo de projeto• Desenvolvedoressempre testaram• “Sempre entreguei ...
Por que testar?Exemplos práticos• USS Yorktown, SmartShip– Tripulante digitou 0 num campo de um formulário– “Divide By Zer...
Controle de Qualidade de Software
“temos um requisito quemudou, o que precisamostestar?”Já ouviu falar disso?“meus testers gastammuito tempotestando a mesma...
• Ping-Pong entre Devse Testers– Bug é “rebatido” de umlado para o outro– Enorme esforçodesperdiçado• Colaboração é baixaC...
• Por que um bug não écorrigido?– Dificuldade emdocumentar passos dereprodução do erro– Falta de visibilidade dasações do ...
Test-Last Development
O mercado está cada vez mais competitivo• Nossos clientes precisamir cada vez mais rápidopara o mercado.• Usuários estãoim...
Controle de Qualidade de Software• Teste é só um dosaspectos• Envolve processo dedesenvolvimento• É preciso garantirqualid...
Controle de Qualidade:Antes• Tudo começa com processo dedesenvolvimento• “Fazer o certo, do jeito certo, na horacerta”– De...
ALM: Application LifecycleManagement• Gestão doCiclo de Vida daAplicação• Coordenação– Requisitos– Modelagem– Desenvolvime...
Desenvolvimento Ágil:O Manifesto ÁgilIndivíduos e interação entre elesmais que processos e ferramentasSoftware em funciona...
LeanAgileScrumXPFramework de gestão ágil de projetosPapéis e cerimônias, melhoria contínuados times, entrega rápida, limit...
Scrum• Iterativo• Comunicação• Auto-organizado• Define– Papéis– Artefatos– Eventos
Elementos do ScrumScrum MasterProduct OwnerTeam
Planejamento Ágil no TFS 2012
Gestão de Requisitos: Storyboarding
Arquitetura:Diagrama de Camadas
Controle de Qualidade:Durante• Qualidade durante construção do código– Testes de Unidade– Análise de Código– Automação de ...
XP:Extreme Programming
TDD:Test-driven Development
CI:Continuous Integration• Integração Contínua éuma prática• Integrar código cedo ecom frequência, paraevitar “Integration...
Testes de Unidade
Generalista EspecialistaTeste Manual Poucos scriptsCria scriptspara configurarambiente, criardadosMuitos scriptsAlgumconhe...
Execução e Automação de Testes• Microsoft Test Manager– Planejamento, gestão eexecução de casos deteste– Coleta dados de s...
Automação de Testes de UI• CodedUI Tests– Gravador de Ações– Geração a partir de casosde teste manuais– Scripts resiliente...
Gestão de Laboratórios• LaboratóriosVirtuais• Automação deImplantação• Bibliotecas deVMs
Microsoft Test Manager
Relatório: Requisitos Implementados
Relatório: Evolução dos Testes
Controle de Qualidade:Depois• Aplicação em produção– Detecção de Erros– Captura Detalhada– Relatórios e Bugs
Teste de Carga• Geração de Carga• Testes /Monitoramento deServidores(Web, SQL…)• Carga Distribuída• Usuários ilimitados
IntelliTrace:Depuração Histórica
System Center 2012Operations Manager• Monitoramento em tempo real deaplicações– Solução de problemas na sessão dousuário– ...
Intellitrace
DesenvolvimentoTestesImplantaçãoFase do softwareCustodosbugsCusto dos Bugs
@IgorAbadeblog.lambda3.com.br/L3/IgorAbade
www.lambda3.com.br
Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida da aplicação
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida da aplicação

3.414 visualizações

Publicada em

Empresas no mundo inteiro têm cada vez mais dificuldade para desenvolver e entregar software de qualidade. Os desafios são vários, tais como gerenciar as expectativas do usuário e as mudanças constantes de requisitos, bem como garantir a coesão e o foco do time. Venha ver como o desenvolvimento ágil de aplicações, apoiado sobre o Scrum e o Team Foundation Server 2012, podem ajudar times de desenvolvimento a melhorar seu dia-a-dia de trabalho para entregar software de qualidade a seus clientes.

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Scrum e Team Foundation Server - Qualidade ao longo de todo o ciclo de vida da aplicação

  1. 1. Scrum e Team Foundation ServerQualidade ao longo de todo o ciclo de vida da aplicaçãoSeminário Paranaense de Qualidade de SoftwareCuritiba, 29/04/2013Igor Abade V. LeiteIgor.abade@lambda3.com.br
  2. 2. • Igor Abade (@igorabade)– Microsoft MVP, Visual Studio ALM– Referência nacional emTeam Foundation Server (TFS)• Sócio-diretor da Lambda3– ConsultoriaALM/TFS, Agilidade/Scrum, Arquitetura– Desenvolvimento de Sistemas– Treinamentos– Parceira Microsoft Gold ALMSobre o Palestrante
  3. 3. Menos Teste, Mais QualidadeMenos teste, mais qualidadeComo equilibrar a equação?
  4. 4. Menos teste?!?!• Teste custa caro– Novos times– Maior tempo de projeto• Desenvolvedoressempre testaram• “Sempre entreguei meusprojetos”• Afinal, preciso mesmotestar?Não tenho orçamentopara montar um timede testesTestes de unidade? Semchance! Meu cliente nãovai pagar para meu timetrabalhar dobrado!No final meu cliente vaitestar tudo de novomesmo...
  5. 5. Por que testar?Exemplos práticos• USS Yorktown, SmartShip– Tripulante digitou 0 num campo de um formulário– “Divide By Zero” desligou a propulsão– Parado na água por 2h45min• Ariane 5, vôo 501– Reaproveitou código do Ariane 4, mas seguiu caminhodiferente devido a mudanças– Conversão de 64bit para 16bit causou overflow– Sem tratamento de exceções (melhor desempenho)• F-22 Raptor– Em operação no Japão pela primeira vez– Cruzou Linha Internacional de Data. Computadorestravaram– Tempo bom permitiu seguir os aviões-tanque ao Havaí
  6. 6. Controle de Qualidade de Software
  7. 7. “temos um requisito quemudou, o que precisamostestar?”Já ouviu falar disso?“meus testers gastammuito tempotestando a mesmacoisa”“ferramental é caro(licenças, processos,pessoas)”“devs e testers trabalham em‘silos’ e não falam/não secomunicam na mesma língua”“quando meusistema estarápronto para liberar?”“desenvolvedores dizemque os defeitos sãoinúteis”
  8. 8. • Ping-Pong entre Devse Testers– Bug é “rebatido” de umlado para o outro– Enorme esforçodesperdiçado• Colaboração é baixaColaboração com Desenvolvedores
  9. 9. • Por que um bug não écorrigido?– Dificuldade emdocumentar passos dereprodução do erro– Falta de visibilidade dasações do tester– Diferenças de ambienteColaboração com Desenvolvedores
  10. 10. Test-Last Development
  11. 11. O mercado está cada vez mais competitivo• Nossos clientes precisamir cada vez mais rápidopara o mercado.• Usuários estãoimpacientes.• Adivinha onde vamoscortar?
  12. 12. Controle de Qualidade de Software• Teste é só um dosaspectos• Envolve processo dedesenvolvimento• É preciso garantirqualidade em trêsmomentos: AntesDuranteDepois
  13. 13. Controle de Qualidade:Antes• Tudo começa com processo dedesenvolvimento• “Fazer o certo, do jeito certo, na horacerta”– Desenvolvimento Ágil– Gestão de Requisitos– Arquitetura / Design
  14. 14. ALM: Application LifecycleManagement• Gestão doCiclo de Vida daAplicação• Coordenação– Requisitos– Modelagem– Desenvolvimento– Construção– Testes– Manutenção eoperações• Integração doTime
  15. 15. Desenvolvimento Ágil:O Manifesto ÁgilIndivíduos e interação entre elesmais que processos e ferramentasSoftware em funcionamentomais que documentação abrangenteColaboração com o clientemais que negociação de contratosResponder a mudançasmais que seguir um planoOu seja, mesmo havendo valor nositens à direita, valorizamos mais ositens à esquerda.www.manifestoagil.com.br
  16. 16. LeanAgileScrumXPFramework de gestão ágil de projetosPapéis e cerimônias, melhoria contínuados times, entrega rápida, limitartrabalho à capacidadeCultura ágil, mindset e práticasEliminar desperdícioRespeitar as pessoas, focoprincipalmente em P&DOtimizar todo o fluxoFoco na otimização de todo o processode negóciosPráticas de engenhariaTrazer qualidade para dentro do desenvolvimento– Automação, integração contínua, revisão porpares etc.Práticas Ágeis
  17. 17. Scrum• Iterativo• Comunicação• Auto-organizado• Define– Papéis– Artefatos– Eventos
  18. 18. Elementos do ScrumScrum MasterProduct OwnerTeam
  19. 19. Planejamento Ágil no TFS 2012
  20. 20. Gestão de Requisitos: Storyboarding
  21. 21. Arquitetura:Diagrama de Camadas
  22. 22. Controle de Qualidade:Durante• Qualidade durante construção do código– Testes de Unidade– Análise de Código– Automação de Testes– Integração Contínua• Processo de Testes– Testes Manuais– Gestão de Laboratório
  23. 23. XP:Extreme Programming
  24. 24. TDD:Test-driven Development
  25. 25. CI:Continuous Integration• Integração Contínua éuma prática• Integrar código cedo ecom frequência, paraevitar “Integration Hell"• Objetivo final é “parar econsertar” o mais cedopossível
  26. 26. Testes de Unidade
  27. 27. Generalista EspecialistaTeste Manual Poucos scriptsCria scriptspara configurarambiente, criardadosMuitos scriptsAlgumconhecimentodeprogramaçãoProgramaçãoDesenvolverotinas deautomação detestesConhecimentoavançado deprogramaçãoTestes de “Caixa Preta”Testes de “Caixa Branca”Testes API70% dos testesacontecem aquiMaioria das ferramentasmira aquiProcesso de Testes
  28. 28. Execução e Automação de Testes• Microsoft Test Manager– Planejamento, gestão eexecução de casos deteste– Coleta dados de sistemae logs de eventos– Captura imagens de tela evídeos– Fast-forward paraaplicativos WindowsForms, WPF e Web
  29. 29. Automação de Testes de UI• CodedUI Tests– Gravador de Ações– Geração a partir de casosde teste manuais– Scripts resilientes– .NET (C#, VB)– WindowsForms, WPF, Web (IE &Firefox), outrasplataformas
  30. 30. Gestão de Laboratórios• LaboratóriosVirtuais• Automação deImplantação• Bibliotecas deVMs
  31. 31. Microsoft Test Manager
  32. 32. Relatório: Requisitos Implementados
  33. 33. Relatório: Evolução dos Testes
  34. 34. Controle de Qualidade:Depois• Aplicação em produção– Detecção de Erros– Captura Detalhada– Relatórios e Bugs
  35. 35. Teste de Carga• Geração de Carga• Testes /Monitoramento deServidores(Web, SQL…)• Carga Distribuída• Usuários ilimitados
  36. 36. IntelliTrace:Depuração Histórica
  37. 37. System Center 2012Operations Manager• Monitoramento em tempo real deaplicações– Solução de problemas na sessão dousuário– Coleta de dados de exceções Javascript• Monitoração de desempenho a partirda perspectiva do browser– HTTP, AJAX, JavaScript• Degradação de Desempenho– Tamanho de HTML, imagens, scripts, CSS– Latência de rede, desempenho doservidor• Informações Estatísticas– Contadores por aplicação, página, IP– Tempo médio de execução nocliente, falhas/seg, etc.
  38. 38. Intellitrace
  39. 39. DesenvolvimentoTestesImplantaçãoFase do softwareCustodosbugsCusto dos Bugs
  40. 40. @IgorAbadeblog.lambda3.com.br/L3/IgorAbade
  41. 41. www.lambda3.com.br

×