SlideShare uma empresa Scribd logo
TEMA
NORMALIZAÇÃO ABNT NOS PROCESSOS DE
SOLDAGEM E DE CORTE COM GASES
OXI-COMBUSTÍVEIS
1. Perfil da Fábrica de Manômetros Record S.A..
2. Processo de Elaboração de Normas NBR.
3. O Que é a Soldagem Oxi-Combustível
4. Normas Técnicas NBR na configuração básica para
Soldagem / Corte com gases oxi-combustíveis‫‏‬
5. Normas NBR para Cilindros de Gases Comprimidos
6. Normas NBR de Reguladores e Dispositivos de Segurança
7. Normas NBR para Mangueiras e Maçaricos de Solda e de
Corte
Duração: 1 hora
Apresentação Record recordsa@recordsa.com.br
1. PERFIL DA FÁBRICA DE MANÔMETROS RECORD S.A.
• Empresa fundada em 1932 pelo
Sr. Adolf Schnabel.
• FABRICAÇÃO:
Manômetros e Termômetros
Reguladores de Pressão e Maçaricos
de solda e corte.
SGQ - Sistema de Gestão da Qualidade
PTR - Programa de Treinamento Record
PIR - Programa de Investimentos Record
PAE - Programa ABIMAQ para a Exelência
1. PERFIL DA FÁBRICA DE MANÔMETROS RECORD S.A..
Ma de in Bra zil
R
E
D
E
M
E
T
R
O
L
Ó
G
I
C
A
D
O
E
S
T
A
D
O
D
E
S
Ã
O
P
A
U
L
O
®
2. Processo de Elaboração de Normas NBR
AABNT é o forum de normalização
brasileira e é constituída por
Comitês Brasileiros de
Normalização — CB's
CB-04
Analisa as
necessidades de
normalização
CE-04...
Comissão de estudos para
elaborar o projeto de
norma
Consenso
A comissão elabora o projeto
norma com base no consenso
entre produtores, consumidores
e entidades neutras
1
2
4 3
5
6
Votação Nacional
O projeto de norma é
elaborado pela CE e
submetido à apreciação dos
seus associados e demais
interessados
Impressão e difusão
da Norma NBR
A NBR é impressa e pode ser
adquirida nos postos de divulgação
da ABNT
Aplicação da
norma NBR
A norma chega ao mercado
para atender as necessidade
dos consumidores e
produtores
3. O QUE É A SOLDAGEM OXI-COMBUSTÍVEL
“Operação que visa a união de duas peças, assegurando
na junta ou cordão, a continuidade das propriedades
físicas e químicas do material.”
Material base e material de adição
Processo de solda ecorte
por fusão com chama
oxi-combustível
 Oxi-Acetileno,
Oxi-GLP,
Oxi-Gás Natural
Oxi-Hidrogênio
TRIÂNGULO DA COMBUSTÃO
4 Mangueiras
ISO 12170:1996 / ISO 3821:2008
ISO 3253:1998
Mangueiras Termoplásticas
Mangueiras de Borracha
Conexões
4. Normas Técnicas NBR na configuração básica para
Soldagem / Corte com gases oxi-combustíveis
1 Cilindros p/ Gases Comprimidos
NBR 12176:1999
Cilindros - Ident. do Conteúdo
2 Válvulas para Cilindros
NBR 11725:2003 / NBR 11749:1992
Conexões
3 Reguladores de Pressão
NBR 14250:1998 / NBR 13196:1994
Classes de Aparelhos
5 Maçaricos Manuais
NBR 15318:2006
Maçaricos manuais para
solda e corte
6 Dispositivos de Segurança
NBR ISO 5175:2009
Válvulas Corta-Chama e Anti-Refluxo
1 Norma NBR 12176:1999
Cilindros para gases — Identificação do Conteúdo
NBR 12176:1999
Cilindros para gases — Identificação do Conteúdo
Gás
Cor
Observação
Denominação
Parte A Parte B
Acetileno Bordô - 7,5 R 3/8
Ar Comprimido - Azul segurança - 2,5 PB 4/10
Argônio Ar Marron-canalização - 2,5 Y R 2/4
Dióxido de Carbono Alumínio - Para uso Industrial
Hidrogênio Amarelo segurança - 5 Y 8/12
Oxigênio Preta -
Nitrogênio Cinza claro - N 6,5
Dióxido de Carbono em argônio - Alumínio Marron-canalização 2,5 Y R2/4 Mistura Binária
Fórmula
Química
Notação
Munsell
C2H2
A fórmula não é
marcada no cilindro
CO2
H2
O2
N2
NBR 12176:1999 - Cilindros para gases
Tabela de Identificação dos Gases
2 Norma NBR 11749:1992
Norma NBR 11749:1992
2 Norma NBR 11725:2003
19,1 mm = 3/4”
25,4 mm = 1”
12,7 mm = 1/2”
9,5 mm = 3/8”
NBR 11725:2003 - Roscas da Base
Tabela 2 – Bitola da rosca da conexão da válvula da base roscada
NBR 11725:2003- Conexões de Saída da Válvula
Tabela 1 - Lista de gases e conexões ABNT para bocal de saída.
NBR 14250:1998 - Conexões do Bocal de Saída
Tipo de conexão de
acoplamento com rosca direita
Tipo de conexão de acoplamento
com rosca esquerda
ABNT 218-1 (oxigênio) ABNT 225-2 (acetileno)‫‏‬
3 Norma NBR 14250:1998
Conector de
Entrada
Manômetro
de Alta
Pressão
NBR
13196:1994
Manômetro
de Baixa
Pressão
NBR
13196:1994
Corpo
Parafuso de
Regulagem
NBR 14250:1998
Bocal de
Saída
Alta Pressão
Entrada
Baixa Pressão
Saída
NBR 14250:1998
NBR 14250:1998
Tabela 3 - Classes de Aparelhos
Figura 3 – Exemplo de medição
para descarga máxima Qmáx.
NBR 14250:1998 – Método de Ensaio
Figura 4 – Exemplo de medição para
curvas de expansão dinâmica.
NBR 14250:1998 – Método de Ensaio
Figura 5 – Exemplo de ensaio de ignição para
reguladores de oxigênio.
NBR 14250:1998 – Método de Ensaio
NBR 14250:1998 – Método de Ensaio
Figura 2
Curvas típicas de
expansão dinâmica
a) com expansão
ascendente
b) com expansão
descendente
Norma NBR 13196:1994 – Manômetros para Reguladores
Nível de Pressão
Baixa Pressão (BP)
1 6
1,6 16
2,5 25
Alta Pressão (AP) 40
250
315
400
Acetileno
(x 100 kPa)
Oxigênio e
outros gases
(x 100 kPa)
NBR 13196:1994 – Manômetros para Reguladores
Tabela 1
Leitura de escala máxima
NBR 13196:1994 – Manômetros para Reguladores
Figura 2
Conexões Roscadas
4 Norma ISO 3821:2008 – Mangueiras de Borracha
ISO 3821:2008 – Mangueiras de Borracha
Tabela 2-Resistência à tração e alongamento até a ruptura
Tabela 3-Requisitos hidrostáticos
Tabela 4-Cor da mangueira e identificação do gás
4 Norma ISO 12170:1996 – Mangueiras de Termoplástico
ISO 12170:1996 – Mangueiras de Termoplástico
Tabela 1-Tamanho dos furos e cores das mangueiras para gases
combustíveis e para a combinação ar e gás em maçaricos.
Tabela 2-Tamanho dos furos e cores das mangueiras para aplicações
de solda arco.
Tabela 5-Requisitos hidrostáticos.
4 Norma ISO 3253:1998 – Conexões de Mangueiras para
Equipamentos de solda e corte e processos afins.
ISO 3253:1998 – Conexões de Mangueira
Figura 1-Conexões da Mangueira
Figura 2-Niple Roscado
Tabela 1-Dimensões e tolerancias para niple roscado
NOTA: ANEXO A da norma
informa dimensões no sistema
métrico.
ISO 3253:1998 – Conexões de Mangueira
Figura 3-Porca do Niple
a) porca rosca esquerda b) porca rosca direita
Tabela 2-Dimensões e tolerancias da Porca do Niple
NOTA: ANEXO A da norma
informa dimensões no sistema
métrico.
ISO 3253:1998 – Conexões de Mangueira
Figura 4-Bico de Mangueira
Tabela 3-Dimensões e tolerâncias
do bico de mangueira
NOTA: ANEXO A da norma
informa dimensões no sistema
métrico.
5 Norma ABNT NBR 15318:2006
Neutra ou normal (equilíbrio) — para solda
Redutora ou carburante (excesso combustível) — aquecimento
Oxidante (excesso comburente) — corte
ABNT NBR 15318:2006
Tipos de Chama para Maçaricos de Solda e Corte
Símbolos de Misturadores
Figura 3 - M isturador-injetor
de gás com bustível
Figura 4 - M isturador
sem injetor
Figura 5 - M isturador-injetor com
resistência ao retorno de fluxo.
Tabela 1 Designação e símbolos para os gases
ABNT NBR 15318:2006 - Maçaricos de Solda
ABNT NBR 15318:2006 - Maçaricos de Solda
ABNT NBR 15318:2006 - Maçaricos de Solda
ABNT NBR 15318:2006-Maçarico de Solda
ABNT NBR 15318:2006-Maçarico de Corte
ABNT NBR 15318:2006 – Maçaricos de Corte
Figura A.5-Exemplos de misturadores e bicos de corte
ABNT NBR 15318:2006 – Método de Ensaio
Figura 7-Ensaio de aquecimento – Maçaricos de corte – Chama de aquecimento múltipla
ABNT NBR 15318:2006 – Método de Ensaio
Figura 9-Instalação do ensaio de retrocesso
ABNT NBR 15318:2006 – Método de Ensaio
Figura 13-Conjunto de ensaio de maçaricos de corte
resistência contra retrocesso de fogo contido
ABNT NBR 15318:2006 – Método de Ensaio
Figura 18-Aparato para ensaio de estabilidade ao vento
ABNT NBR 15318:2006 – Método de Ensaio
Figura 19-Conjunto para ensaio de resistência contra retorno de oxigênio
na linha de gás combustível
Figura 20-Conjunto para ensaio de resistência contra retorno de gás combustível
na linha oxigênio
5 Norma ABNT NBR ISO 5175:2009
Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf

Curso Controle De Qualidade Luciana
Curso Controle De Qualidade LucianaCurso Controle De Qualidade Luciana
Curso Controle De Qualidade Luciana
biodieselbr
 
Nbr 13714 sistema de hidrantes e mangotinhos e acessórios
Nbr 13714   sistema de hidrantes e mangotinhos e acessóriosNbr 13714   sistema de hidrantes e mangotinhos e acessórios
Nbr 13714 sistema de hidrantes e mangotinhos e acessórios
Santiago Resgate
 
tubulacao (2)
 tubulacao (2) tubulacao (2)
tubulacao (2)
Jupira Silva
 
tubulacao (1)
tubulacao (1)tubulacao (1)
tubulacao (1)
Jupira Silva
 
57400200 56684390-tubulacao-1 (2)
57400200 56684390-tubulacao-1 (2)57400200 56684390-tubulacao-1 (2)
57400200 56684390-tubulacao-1 (2)
Jupira Silva
 
-tubulacao-1
-tubulacao-1-tubulacao-1
-tubulacao-1
Jupira Silva
 
tubulacao
tubulacaotubulacao
tubulacao
Jupira Silva
 
Tabela-Tecnica-de-Produtos-Tuper-2022.pdf
Tabela-Tecnica-de-Produtos-Tuper-2022.pdfTabela-Tecnica-de-Produtos-Tuper-2022.pdf
Tabela-Tecnica-de-Produtos-Tuper-2022.pdf
CristianDonaireNina
 
05 2011
05 201105 2011
05 2011
pedrojunior05
 
Catalogo_Produtos_RGR_2022.pdf
Catalogo_Produtos_RGR_2022.pdfCatalogo_Produtos_RGR_2022.pdf
Catalogo_Produtos_RGR_2022.pdf
JeffersonCao
 
Conexões galvanizadas.pdf
Conexões galvanizadas.pdfConexões galvanizadas.pdf
Conexões galvanizadas.pdf
EuclidesSantana2
 
Tubulações
TubulaçõesTubulações
Tubulações
Felipe Marciano
 
Aula02 usp célio
Aula02  usp célioAula02  usp célio
Aula02 usp célio
Anderson Júnior
 
SISTEMA DE HIDRANTES E DE MANGOTINHOS PARA COMBATE A INCENDIO
SISTEMA DE HIDRANTES E DE MANGOTINHOS PARA COMBATE A INCENDIOSISTEMA DE HIDRANTES E DE MANGOTINHOS PARA COMBATE A INCENDIO
SISTEMA DE HIDRANTES E DE MANGOTINHOS PARA COMBATE A INCENDIO
Bruna Saalfeld
 
Ntc70
Ntc70Ntc70
Regulamento tec. qualidade para servicos de inspecao
Regulamento tec.  qualidade para servicos de inspecaoRegulamento tec.  qualidade para servicos de inspecao
Regulamento tec. qualidade para servicos de inspecao
Umberto Reis
 
Nbr 13785 2003 - posto de serviço_construcao tanque atmosferico subt em aco...
Nbr 13785   2003 - posto de serviço_construcao tanque atmosferico subt em aco...Nbr 13785   2003 - posto de serviço_construcao tanque atmosferico subt em aco...
Nbr 13785 2003 - posto de serviço_construcao tanque atmosferico subt em aco...
Portal Brasil Postos
 
Nbr 13714 hidrantes e mangotinhos
Nbr 13714 hidrantes e mangotinhosNbr 13714 hidrantes e mangotinhos
Nbr 13714 hidrantes e mangotinhos
Thiago Pacheco
 
Palestra técnica Emerson compressores refrigeração
Palestra técnica Emerson compressores refrigeraçãoPalestra técnica Emerson compressores refrigeração
Palestra técnica Emerson compressores refrigeração
ACRefrigeraoClimatiz
 
Votorantim Metais…do niquel para o ácido sulfurico - Combustion Solutions - ...
Votorantim Metais…do niquel para o ácido sulfurico -  Combustion Solutions - ...Votorantim Metais…do niquel para o ácido sulfurico -  Combustion Solutions - ...
Votorantim Metais…do niquel para o ácido sulfurico - Combustion Solutions - ...
COBRAS
 

Semelhante a Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf (20)

Curso Controle De Qualidade Luciana
Curso Controle De Qualidade LucianaCurso Controle De Qualidade Luciana
Curso Controle De Qualidade Luciana
 
Nbr 13714 sistema de hidrantes e mangotinhos e acessórios
Nbr 13714   sistema de hidrantes e mangotinhos e acessóriosNbr 13714   sistema de hidrantes e mangotinhos e acessórios
Nbr 13714 sistema de hidrantes e mangotinhos e acessórios
 
tubulacao (2)
 tubulacao (2) tubulacao (2)
tubulacao (2)
 
tubulacao (1)
tubulacao (1)tubulacao (1)
tubulacao (1)
 
57400200 56684390-tubulacao-1 (2)
57400200 56684390-tubulacao-1 (2)57400200 56684390-tubulacao-1 (2)
57400200 56684390-tubulacao-1 (2)
 
-tubulacao-1
-tubulacao-1-tubulacao-1
-tubulacao-1
 
tubulacao
tubulacaotubulacao
tubulacao
 
Tabela-Tecnica-de-Produtos-Tuper-2022.pdf
Tabela-Tecnica-de-Produtos-Tuper-2022.pdfTabela-Tecnica-de-Produtos-Tuper-2022.pdf
Tabela-Tecnica-de-Produtos-Tuper-2022.pdf
 
05 2011
05 201105 2011
05 2011
 
Catalogo_Produtos_RGR_2022.pdf
Catalogo_Produtos_RGR_2022.pdfCatalogo_Produtos_RGR_2022.pdf
Catalogo_Produtos_RGR_2022.pdf
 
Conexões galvanizadas.pdf
Conexões galvanizadas.pdfConexões galvanizadas.pdf
Conexões galvanizadas.pdf
 
Tubulações
TubulaçõesTubulações
Tubulações
 
Aula02 usp célio
Aula02  usp célioAula02  usp célio
Aula02 usp célio
 
SISTEMA DE HIDRANTES E DE MANGOTINHOS PARA COMBATE A INCENDIO
SISTEMA DE HIDRANTES E DE MANGOTINHOS PARA COMBATE A INCENDIOSISTEMA DE HIDRANTES E DE MANGOTINHOS PARA COMBATE A INCENDIO
SISTEMA DE HIDRANTES E DE MANGOTINHOS PARA COMBATE A INCENDIO
 
Ntc70
Ntc70Ntc70
Ntc70
 
Regulamento tec. qualidade para servicos de inspecao
Regulamento tec.  qualidade para servicos de inspecaoRegulamento tec.  qualidade para servicos de inspecao
Regulamento tec. qualidade para servicos de inspecao
 
Nbr 13785 2003 - posto de serviço_construcao tanque atmosferico subt em aco...
Nbr 13785   2003 - posto de serviço_construcao tanque atmosferico subt em aco...Nbr 13785   2003 - posto de serviço_construcao tanque atmosferico subt em aco...
Nbr 13785 2003 - posto de serviço_construcao tanque atmosferico subt em aco...
 
Nbr 13714 hidrantes e mangotinhos
Nbr 13714 hidrantes e mangotinhosNbr 13714 hidrantes e mangotinhos
Nbr 13714 hidrantes e mangotinhos
 
Palestra técnica Emerson compressores refrigeração
Palestra técnica Emerson compressores refrigeraçãoPalestra técnica Emerson compressores refrigeração
Palestra técnica Emerson compressores refrigeração
 
Votorantim Metais…do niquel para o ácido sulfurico - Combustion Solutions - ...
Votorantim Metais…do niquel para o ácido sulfurico -  Combustion Solutions - ...Votorantim Metais…do niquel para o ácido sulfurico -  Combustion Solutions - ...
Votorantim Metais…do niquel para o ácido sulfurico - Combustion Solutions - ...
 

Último

MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptxMAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
Vilson Stollmeier
 
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
Consultoria Acadêmica
 
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenhariaAula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
JosAtila
 
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
carlos silva Rotersan
 
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
Consultoria Acadêmica
 
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60AManual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Tronicline Automatismos
 

Último (6)

MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptxMAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
MAQUINAS-EQUIPAMENTOS-E-FERRAMENTAS.pptx
 
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
AE02 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL COMUNICAÇÃO ASSERTIVA E INTERPESSOA...
 
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenhariaAula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
Aula 4 - 3D laser scanning para bim em engenharia
 
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
Grau TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO I - LEGISLAÇÃO APLICADA À SAÚDE E SEGUR...
 
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
AE02 - SINAIS E SISTEMAS LINEARES UNICESUMAR 52/2024
 
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60AManual de Instalação para Placa Proteco Q60A
Manual de Instalação para Placa Proteco Q60A
 

Normas Técnicas para aparelho de solda oxi-acetileno.pdf

  • 1.
  • 2. TEMA NORMALIZAÇÃO ABNT NOS PROCESSOS DE SOLDAGEM E DE CORTE COM GASES OXI-COMBUSTÍVEIS 1. Perfil da Fábrica de Manômetros Record S.A.. 2. Processo de Elaboração de Normas NBR. 3. O Que é a Soldagem Oxi-Combustível 4. Normas Técnicas NBR na configuração básica para Soldagem / Corte com gases oxi-combustíveis‫‏‬ 5. Normas NBR para Cilindros de Gases Comprimidos 6. Normas NBR de Reguladores e Dispositivos de Segurança 7. Normas NBR para Mangueiras e Maçaricos de Solda e de Corte Duração: 1 hora Apresentação Record recordsa@recordsa.com.br
  • 3. 1. PERFIL DA FÁBRICA DE MANÔMETROS RECORD S.A. • Empresa fundada em 1932 pelo Sr. Adolf Schnabel. • FABRICAÇÃO: Manômetros e Termômetros Reguladores de Pressão e Maçaricos de solda e corte.
  • 4. SGQ - Sistema de Gestão da Qualidade PTR - Programa de Treinamento Record PIR - Programa de Investimentos Record PAE - Programa ABIMAQ para a Exelência 1. PERFIL DA FÁBRICA DE MANÔMETROS RECORD S.A.. Ma de in Bra zil R E D E M E T R O L Ó G I C A D O E S T A D O D E S Ã O P A U L O ®
  • 5. 2. Processo de Elaboração de Normas NBR AABNT é o forum de normalização brasileira e é constituída por Comitês Brasileiros de Normalização — CB's CB-04 Analisa as necessidades de normalização CE-04... Comissão de estudos para elaborar o projeto de norma Consenso A comissão elabora o projeto norma com base no consenso entre produtores, consumidores e entidades neutras 1 2 4 3 5 6 Votação Nacional O projeto de norma é elaborado pela CE e submetido à apreciação dos seus associados e demais interessados Impressão e difusão da Norma NBR A NBR é impressa e pode ser adquirida nos postos de divulgação da ABNT Aplicação da norma NBR A norma chega ao mercado para atender as necessidade dos consumidores e produtores
  • 6. 3. O QUE É A SOLDAGEM OXI-COMBUSTÍVEL “Operação que visa a união de duas peças, assegurando na junta ou cordão, a continuidade das propriedades físicas e químicas do material.” Material base e material de adição Processo de solda ecorte por fusão com chama oxi-combustível  Oxi-Acetileno, Oxi-GLP, Oxi-Gás Natural Oxi-Hidrogênio
  • 8. 4 Mangueiras ISO 12170:1996 / ISO 3821:2008 ISO 3253:1998 Mangueiras Termoplásticas Mangueiras de Borracha Conexões 4. Normas Técnicas NBR na configuração básica para Soldagem / Corte com gases oxi-combustíveis 1 Cilindros p/ Gases Comprimidos NBR 12176:1999 Cilindros - Ident. do Conteúdo 2 Válvulas para Cilindros NBR 11725:2003 / NBR 11749:1992 Conexões 3 Reguladores de Pressão NBR 14250:1998 / NBR 13196:1994 Classes de Aparelhos 5 Maçaricos Manuais NBR 15318:2006 Maçaricos manuais para solda e corte 6 Dispositivos de Segurança NBR ISO 5175:2009 Válvulas Corta-Chama e Anti-Refluxo
  • 9. 1 Norma NBR 12176:1999 Cilindros para gases — Identificação do Conteúdo
  • 10. NBR 12176:1999 Cilindros para gases — Identificação do Conteúdo
  • 11. Gás Cor Observação Denominação Parte A Parte B Acetileno Bordô - 7,5 R 3/8 Ar Comprimido - Azul segurança - 2,5 PB 4/10 Argônio Ar Marron-canalização - 2,5 Y R 2/4 Dióxido de Carbono Alumínio - Para uso Industrial Hidrogênio Amarelo segurança - 5 Y 8/12 Oxigênio Preta - Nitrogênio Cinza claro - N 6,5 Dióxido de Carbono em argônio - Alumínio Marron-canalização 2,5 Y R2/4 Mistura Binária Fórmula Química Notação Munsell C2H2 A fórmula não é marcada no cilindro CO2 H2 O2 N2 NBR 12176:1999 - Cilindros para gases Tabela de Identificação dos Gases
  • 12. 2 Norma NBR 11749:1992
  • 14. 2 Norma NBR 11725:2003
  • 15. 19,1 mm = 3/4” 25,4 mm = 1” 12,7 mm = 1/2” 9,5 mm = 3/8” NBR 11725:2003 - Roscas da Base Tabela 2 – Bitola da rosca da conexão da válvula da base roscada
  • 16. NBR 11725:2003- Conexões de Saída da Válvula Tabela 1 - Lista de gases e conexões ABNT para bocal de saída.
  • 17. NBR 14250:1998 - Conexões do Bocal de Saída Tipo de conexão de acoplamento com rosca direita Tipo de conexão de acoplamento com rosca esquerda ABNT 218-1 (oxigênio) ABNT 225-2 (acetileno)‫‏‬
  • 18. 3 Norma NBR 14250:1998
  • 19. Conector de Entrada Manômetro de Alta Pressão NBR 13196:1994 Manômetro de Baixa Pressão NBR 13196:1994 Corpo Parafuso de Regulagem NBR 14250:1998 Bocal de Saída
  • 21. NBR 14250:1998 Tabela 3 - Classes de Aparelhos
  • 22. Figura 3 – Exemplo de medição para descarga máxima Qmáx. NBR 14250:1998 – Método de Ensaio
  • 23. Figura 4 – Exemplo de medição para curvas de expansão dinâmica. NBR 14250:1998 – Método de Ensaio
  • 24. Figura 5 – Exemplo de ensaio de ignição para reguladores de oxigênio. NBR 14250:1998 – Método de Ensaio
  • 25. NBR 14250:1998 – Método de Ensaio Figura 2 Curvas típicas de expansão dinâmica a) com expansão ascendente b) com expansão descendente
  • 26. Norma NBR 13196:1994 – Manômetros para Reguladores
  • 27. Nível de Pressão Baixa Pressão (BP) 1 6 1,6 16 2,5 25 Alta Pressão (AP) 40 250 315 400 Acetileno (x 100 kPa) Oxigênio e outros gases (x 100 kPa) NBR 13196:1994 – Manômetros para Reguladores Tabela 1 Leitura de escala máxima
  • 28. NBR 13196:1994 – Manômetros para Reguladores Figura 2 Conexões Roscadas
  • 29. 4 Norma ISO 3821:2008 – Mangueiras de Borracha
  • 30. ISO 3821:2008 – Mangueiras de Borracha Tabela 2-Resistência à tração e alongamento até a ruptura Tabela 3-Requisitos hidrostáticos Tabela 4-Cor da mangueira e identificação do gás
  • 31. 4 Norma ISO 12170:1996 – Mangueiras de Termoplástico
  • 32. ISO 12170:1996 – Mangueiras de Termoplástico Tabela 1-Tamanho dos furos e cores das mangueiras para gases combustíveis e para a combinação ar e gás em maçaricos. Tabela 2-Tamanho dos furos e cores das mangueiras para aplicações de solda arco. Tabela 5-Requisitos hidrostáticos.
  • 33. 4 Norma ISO 3253:1998 – Conexões de Mangueiras para Equipamentos de solda e corte e processos afins.
  • 34. ISO 3253:1998 – Conexões de Mangueira Figura 1-Conexões da Mangueira Figura 2-Niple Roscado Tabela 1-Dimensões e tolerancias para niple roscado NOTA: ANEXO A da norma informa dimensões no sistema métrico.
  • 35. ISO 3253:1998 – Conexões de Mangueira Figura 3-Porca do Niple a) porca rosca esquerda b) porca rosca direita Tabela 2-Dimensões e tolerancias da Porca do Niple NOTA: ANEXO A da norma informa dimensões no sistema métrico.
  • 36. ISO 3253:1998 – Conexões de Mangueira Figura 4-Bico de Mangueira Tabela 3-Dimensões e tolerâncias do bico de mangueira NOTA: ANEXO A da norma informa dimensões no sistema métrico.
  • 37. 5 Norma ABNT NBR 15318:2006
  • 38. Neutra ou normal (equilíbrio) — para solda Redutora ou carburante (excesso combustível) — aquecimento Oxidante (excesso comburente) — corte ABNT NBR 15318:2006 Tipos de Chama para Maçaricos de Solda e Corte
  • 39. Símbolos de Misturadores Figura 3 - M isturador-injetor de gás com bustível Figura 4 - M isturador sem injetor Figura 5 - M isturador-injetor com resistência ao retorno de fluxo. Tabela 1 Designação e símbolos para os gases ABNT NBR 15318:2006 - Maçaricos de Solda
  • 40. ABNT NBR 15318:2006 - Maçaricos de Solda
  • 41. ABNT NBR 15318:2006 - Maçaricos de Solda
  • 44. ABNT NBR 15318:2006 – Maçaricos de Corte Figura A.5-Exemplos de misturadores e bicos de corte
  • 45.
  • 46. ABNT NBR 15318:2006 – Método de Ensaio Figura 7-Ensaio de aquecimento – Maçaricos de corte – Chama de aquecimento múltipla
  • 47. ABNT NBR 15318:2006 – Método de Ensaio Figura 9-Instalação do ensaio de retrocesso
  • 48. ABNT NBR 15318:2006 – Método de Ensaio Figura 13-Conjunto de ensaio de maçaricos de corte resistência contra retrocesso de fogo contido
  • 49. ABNT NBR 15318:2006 – Método de Ensaio Figura 18-Aparato para ensaio de estabilidade ao vento
  • 50. ABNT NBR 15318:2006 – Método de Ensaio Figura 19-Conjunto para ensaio de resistência contra retorno de oxigênio na linha de gás combustível Figura 20-Conjunto para ensaio de resistência contra retorno de gás combustível na linha oxigênio
  • 51. 5 Norma ABNT NBR ISO 5175:2009