SlideShare uma empresa Scribd logo
DISTRIBUÍDO NOS BAIRROS: SANTA CÂNDIDA, BOA VISTA, BACACHERI, TINGUI, ATUBA, AHÚ, CABRAL, JUVEVÊ E CACHOEIRA
MARÇO DE 2021 ­ EDIÇÃO 127 ­ CURITIBA
www.gazetadosantacandida.com.br
|
CÂMARA DE CURITIBA EM PROPOSTA DA
PREFEITURA SANCIONAM LEIS PARA
AQUISIÇÃO DEVACINAS
CURITIBA ATINGE 190.920 VACINADOS CONTRA A
COVID­19CURITIBA ATINGE 190.920 VACINADOS
CONTRA A COVID­19
POR QUE A FINLÂNDIA É O PAÍS MAIS FELIZ DO
MUNDO PELO 4º ANO SEGUIDO?
PROFESSORA RECEBE ALTA APÓS FICAR
INTERNADA COM COVID­19 POR 50 DIAS EM UTI E
TER 4 PNEUMONIAS
Página 5 Página 2 Página 3
O J O R N A L Q U E T E M O Q U E F A L A R
Página 5
Março
2021
2 www.gazetadosantacandida.com.br
O JORNAL QUE TEM O QUE FALAR
As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal
Diretor
Adilson da Costa Moreira
CNPJ: 12.698.306/0001­42
Diagramação: Ulysses de Melo
Site: www.gazetadosantacandida.com.br
Empresa
Adilson da Costa Moreira
Endereço: Rua Hilário Moro, 526, Tingui.
Colaborador: José Cândido (In memoriam)
Departamento Comercial
Johana Choinski
Fone: 41 99211­8943
E­mail: contato@gazetadosantacandida.com.br
Tiragem: 5.000 exemplares
EXPEDIENTE
A Finlândia ocupou em 2020, pela quarta vez
consecutiva, o primeiro lugar na lista dos países
mais felizes do mundo. O relatório, criado com
base nos dados do Gallup World Poll, conta
ainda com a Islândia e Dinamarca em segundo
e terceiro lugar, respectivamente.
O Relatório de Felicidade Mundial 2021, como
é nomeado, foi compilado de forma diferente
nos últimos doze meses em consequência do
coronavírus.
Os pesquisadores não só não conseguiram
realizar entrevistas cara a cara em vários países,
como também tiveram que mudar totalmente
algumas das análises, concentrando-se na
relação entre o bem-estar e a covid-19.
“Precisamos aprender urgentemente com a
covid-19“, disse o co-editor do relatório Jeffrey
Sachs, professor e diretor do Centro para
Desenvolvimento Sustentável da Universidade
de Columbia.
“A pandemia nos lembra de nossas ameaças
ambientais globais, a necessidade urgente de
cooperar e as dificuldades de alcançar a
cooperação em cada país e globalmente. ”
O relatório foi baseado principalmente nos
níveis de PIB, expectativa de vida,
generosidade, apoio social, liberdade e renda de
corrupção, desde que foi lançado em 2012.
Os pesquisadores dizem que não é nenhuma
surpresa que a Finlândia tenha mantido a
posição de liderança mais uma vez, já que o
país nórdico sempre teve uma classificação
elevada quando se trata de confiança mútua.
A confiança é reconhecida como um dos
principais fatores que ajudaram a proteger as
pessoas durante a pandemia, assim como a
confiança nos governos.
Por exemplo, a taxa de mortalidade no Brasil
era significativamente maior do que a de
Singapura, um fato que o relatório atribuiu
parcialmente à diferença na confiança pública
nos governos de cada país.
O Brasil ocupou o 41º lugar na lista, à frente de
países como China (52º), Portugal (53º) e
Colômbia (54º).
Observa-se, por fim, que as Américas e a
Europa tiveram muito mais fatalidades por
covid-19 do que o Leste Asiático, Oceania e
África.
Veja o Top 20:
1) Finlândia; 2) Islândia; 3) Dinamarca;
4) Suíça; 5) Holanda; 6) Suécia; 7) Alemanha;
8) Noruega; 9) Nova Zelândia; 10) Áustria;
11) Israel; 12) Austrália; 13) Irlanda;
14) Estados Unidos; 15) Canadá;
16) República Tcheca; 17) Bélgica;
18) Reino Unido; 19) Taiwan; 20) França
Os pesquisadores não só não conseguiram realizar entrevistas cara a cara em vários países, como também tiveram que mudar
totalmente algumas das análises, concentrando-se na relação entre o bem-estar e a covid-19.
Equipes do Instituto Água e Terra (IAT) e da
Secretaria de Meio Ambiente de Curitiba
atuam, nesta quarta-feira (17), na investigação
sobre a origem de uma mancha de óleo que
atingiu um trecho do rio Atuba.
O ponto atingido inicialmente, na terça-feira
(16), faz parte do município de Colombo, na
Região Metropolitana da capital.
De acordo com a secretaria de Curitiba, até o
início da tarde desta quarta-feira, as equipes
realizavam o monitoramento da área, ainda
sem uma conclusão sobre o responsável pelo
vazamento.
O morador Diego Saldanha, conhecido na
região por ter criado um projeto que mantém
ecobarreiras no trecho do rio foi quem
identificou o problema e comunicou os órgãos
oficiais.
Por G1 PR e RPC Curitiba
VAZAMENTO DE ÓLEO QUE
ATINGIU O RIO ATUBA NA
REGIÃO DE CURITIBA É
INVESTIGADA
Vazamentodeóleoéidenti cadonoRioAtuba,emCuritiba.Imagem:reproduçãoRPC
Instituto Água e Terra e técnicos da secretaria de Meio 
Ambiente da capital trabalham para identificar origem 
do óleo combustível encontrado em trecho do rio,
em Colombo, no dia 16 de março.
PORQUE
AFINLÂNDIA
É OPAÍS MAIS
FELIZ DO MUNDO
PELO 4º ANO SEGUIDO?
3
Março
2021
www.gazetadosantacandida.com.br
O JORNAL QUE TEM O QUE FALAR
PROFESSORA
RECEBE ALTA APÓS
FICAR INTERNADA
COM COVID­19 POR 50 
DIAS EM UTI E TER 4 
PNEUMONIAS
A professora Márcia Hecke, de 63 anos,
finalmente deixou o hospital e foi para casa
após permanecer internada durante 50 dias em
uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por
causa da Covid-19. A mulher foi recebida com
balões e cartazes por amigos e familiares, na
tarde do dia 17 março, na casa onde mora, no
bairro Boa Vista, em Curitiba.
Casada, mãe de três filhos e avó de três netos,
Hecke mal havia chegado na rua de casa
quando um dos filhos viu o carro em que ela
estava e gravou o momento. “Que emoção em
ver você, mãe”, disse ele.
“Eu venci a Covid-19” era a frase impressa em
uma folha de papel branca que Márcia levantou
na janela do carro durante sua chegada em
casa. Ao fundo, a música “We are the
champions” – ou “Nós somos campeões”, no
português –, do Queen, expressava o
sentimento da professora ao receber alta.
Tratamento
A irmã da professora, Magali Hecke, conversou
com a reportagem da Banda B e explicou como
foram os últimos dois meses para a família. “O
médico chegou a nos desenganar. Teve um
domingo em que ela estava na UTI e a médica
ligou para dizer para o filho dela que a família
deveria se preparar”, afirmou.
Magali destacou que o quadro de saúde de
Márcia era muito grave e que ela teve quase
100% do pulmão comprometido por causa da
doença: “Muitas fibroses e teve quatro
pneumonias enquanto esteve na UTI”.
Apesar das considerações dos médicos, a fé da
família se manteve forte desde o primeiro dia
de internamento. “Nós sempre falamos que
Deus é quem dá a última palavra”, destacou ao
revelar que uma corrente de orações foi feita
por amigos e familiares.
“Deus deu uma segunda chance à ela e ela vai
aproveitar com todas as forças que tem”,
concluiu Magali.
Por Guilherme Lara da Rosa e Marcelo Borges
Imagem:arquivopessoal
Imagem:arquivopessoal
Março
2021
4 www.gazetadosantacandida.com.br
O JORNAL QUE TEM O QUE FALAR
A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) sugeriu a
adoção de medidas de restrição de circulação
para conter o que chamou de
“rejuvenescimento da pandemia”. Em boletim
divulgado na 6ª feira (26.mar.2021), a Fiocruz
diz que a covid-19 está afetando cada vez mais
a população mais jovem.
“O país se encontra em uma situação de
colapso do sistema de saúde, ao mesmo tempo
que a pandemia vem ganhando novos
contornos afetando faixas etárias mais jovens.
Diante desse novo cenário, os especialistas
defendem a adoção de 2 grupos de medidas
interconectados. No 1º grupo, as medidas
urgentes, que envolvem a contenção das taxas
de transmissão e crescimento de casos através
de medidas de bloqueio ou lockdown”, diz a
fundação.
De acordo com o boletim, as faixas etárias de
30 a 39 anos, 40 a 49 anos e 50 a 59 anos têm
sido mais atingidas pelo vírus. O aumento nos
casos de covid nesses grupos foi de 565,08%,
626% e 525,93%, respectivamente. Além disso,
a Fiocruz recomenda a vacinação da maior
parte da população, aliada a medidas não
farmacológicas, como restrição da circulação e
de todos os serviços não essenciais,
distanciamento físico e social, uso de máscaras
e higienização das mãos.
“O ritmo lento em que se encontra a vacinação
contribui para prolongar a duração da
pandemia e da adoção intermitente de medidas
de contenção e mitigação”, dizem os
pesquisadores do Observatório Fiocruz,
responsáveis pelo boletim.
VACINAS
A Fiocruz informou também a entrega de mais
um carregamento de vacinas para o Ministério
da Saúde. Chegaram 728 mil doses nesta 6ª
feira (26.mar). Somadas às da semana passada,
totalizam cerca de 1,8 milhão de doses
entregues em março. A partir de 4ª feira
(31.mar.2021) estão previstas novas entregas,
que completarão os 3,9 milhões de vacinas
previstos até o fim da próxima semana.
A fundação também recebeu, na 5ª feira
(25.mar), uma nova remessa do IFA
(ingrediente farmacêutico ativo), suficiente
para a produção de 6 milhões de doses da
vacina. Neste sábado (27.mar), está previsto o
recebimento de duas remessas de IFA, para
mais 12 milhões de doses, além de mais uma
remessa na próxima semana para 5 milhões de
vacinas.
Com informações da Agência Brasil.
PANDEMIA ''REJUVENESCE''
E LOCKDOWN É NECESSÁRIO,
DIZ FIOCRUZ
Imagem:Médicosfazemtreinamentonohospitaldecampanhaparatratamentodecovid-19doComplexoEsportivodoIbirapuera,emSãoPauloRovenaRosa/AgênciaBrasil
Pessoas de 30 a 59 são atingidas.
Leia o novo boletim da fundação
Os dados da última Pesquisa Nacional de Saúde
indicam que seis em cada dez brasileiros
apresentavam excesso de peso. Ou seja, 96
milhões de pessoas no país apresentam Índice
de Massa Corporal (IMC) na faixa de sobrepeso
ou obesidade.
Caracterizada pelo acúmulo de gordura
corporal, a obesidade pode acarretar graves
problemas de saúde e levar até à morte. Para
alertar dos riscos, foi instituído o Dia Mundial
da Obesidade, em 04 de março, em que são
realizadas ações para informação,
conscientização e prevenção.
Nem todos sabem, mas a obesidade é
classificada como doença crônica, conforme
comenta a Dra. Andressa Bornschein, médica
endocrinologista e metabolista do Pilar
Hospital. “Hoje em dia sabemos que a gordura é
o maior produtor de hormônios do nosso
corpo. Como a obesidade é uma doença
crônica, exige tratamento como qualquer outra
doença, com grande risco de recaída quando o
tratamento é abandonado”, alerta.
Além da alimentação em demasia e das más
escolhas alimentares, outros fatores que podem
levar à obesidade são estilo de vida sedentário e
o estresse. Em relação à questão alimentar, há a
situação em que pessoas continuam comendo
mesmo depois de saciadas. “Infelizmente, o ato
de comer vai além do instinto fisiológico de
sobrevivência. Em quase todas as culturas do
mundo, comer significa socializar: comemos
para comemorar, para ‘afogar’ as mágoas, para
encontrar amigos”, exemplifica Dra. Andressa.
“Às vezes, nosso cérebro está tão ocupado com
outras coisas, como alguma questão do
trabalho ou da família, ou estamos assistindo
televisão ou no telefone, que não prestamos
atenção aos sinais do nosso corpo indicando a
saciedade”.
Há também pessoa geneticamente predisposta à
obesidade, muitas vezes por questões
hormonais. “Doenças de tireoide podem levam
a uma queda do metabolismo e
consequentemente ganho de peso, assim como
a menopausa e andropausa predispõem ao
ganho de peso com o passar dos anos”, relata
Dra. Andressa.
A obesidade é fator de risco para uma série de
doenças. O obeso tem mais propensão a
desenvolver diabetes, hipertensão, doenças
cardiovasculares e diversos problemas físicos.
Pode também influenciar em fatores
psicológicos, acarretando em depressão e
diminuição da autoestima.
Dra. Andressa informa que o tratamento da
obesidade envolve intervenções no estilo de
vida, com alimentação balanceada e atividade
física. Em alguns casos são necessárias
medicações. “Quando estas medidas não são
suficientes, pode ser necessária intervenção
cirúrgica. O Pilar Hospital dispõe de um
serviço de endocrinologia capacitado para uma
avaliação adequada e indicação individualizada
de tratamento”, afirma.
O Pilar Hospital dispõe de um serviço de
endocrinologia capacitado para uma avaliação
adequada e indicação de tratamento
individualizada.
OBESIDADE É DOENÇA CRÔNICA
E EXIGETRATAMENTO
Os dados da última Pesquisa Nacional de Saúde indicam que
seis em cada dez brasileiros apresentavam excesso de peso. Ou
seja, 96 milhões de pessoas no país apresentam Índice de
Massa Corporal (IMC) na faixa de sobrepeso ou obesidade.
INGREDIENTES
1 pedaço de gengibre fresco (tamanho de um
dedo indicador); 1 xícara de azeite extravirgem
de oliva
MODO DE PREPARO
Lave bem o gengibre e deixe secar por duas
horas. Enquanto isso, coloque o azeite numa
travessa que possa ser levada ao forno em
banho-maria. Passado o tempo necessário para
o gengibre secar, rale a raiz num ralador de
queijo. Misture-o com o azeite de oliva e mexa
bem. Depois leve para o forno bem baixo para
cozinhar em banho-maria por uma hora. Feito
isso, coe o óleo para filtrar e eliminar os
pequenos pedaços de gengibre. Você pode fazer
isso com a ajuda de um coador de pano e
depois espremê-lo para extrair o máximo
possível do óleo. Armazene o óleo num frasco
fresco e seco. Assim pode garantir a validade
de seis meses. Esta receita simples nos livra de
várias enfermidades. E tem mais! Use duas ou
três gotas do óleo de gengibre para: –
Revitalizar a mente e aumentar os níveis de
energia do corpo (dissolvido em um copo
d’água) – Aliviar artrite, dores nas costas, dores
musculares (massageie a região dolorida) –
Combater gases e diarreia (basta aplicar um
pouco no abdome) – Aliviar dores na garganta
e sinusite (inale uma ou duas gotas usando um
difusor).
ÓLEO DE GENGIBRE 
NO COMBATE DE DORES NO CORPO
E OUTROS MALES
Você pode preparar em casa este Azeite que
combate diversas dores, asma, tosse e
problemas no estômago. Ele melhora a
circulação, tem propriedades anti-
in amatórias, antissépticas, analgésicas,
digestivas e expectorantes.
5
Março
2021
www.gazetadosantacandida.com.br
O JORNAL QUE TEM O QUE FALAR
Em entrevista à CNN Brasil, em 26/02, Rafael
Greca criticou a “ TÍMIDEZ” do plano de
vacinação elaborado pelo Ministério da Saúde.
"Eu quero que Brasília cumpra o plano nacional
de imunização, que mande as vacinas, ou me
deixe comprar as vacinas, porque eu tenho R$
100 milhões para comprar. Eu tenho muito
respeito pela instituição do presidente da
República, mas, acima de tudo, tenho respeito
pela vida humana", disse Greca em entrevista à
CNN Brasil. Sem dar nomes aos “bois” referiu-
se a um dos dez mandamentos – “ não matarás”.
Criticou "governantes" que questionam
iniciativas comprovadamente eficazes para
conter a disseminação do coronavírus, como o
uso de máscara e o distanciamento social.
Sancionadas leis para compra da vacina da
Covid-19 por Curitiba
Aprovadas pela CMC nessa quarta-feira, as
normas foram publicadas em Diário Oficial e já
estão em vigor.
A celeridade dada pela Câmara de Curitiba
(CMC) à tramitação dos projetos que
viabilizam a compra de vacinas da covid-19
pelo Poder Executivo permitiu que a sanção
ocorresse no dia 17 de março após a votação
em segundo turno.
Com a autorização legislativa, o aval do prefeito
e a publicação no Diário Oficial do Município
(DOM), as leis já estão em vigor. Segundo a
Prefeitura de Curitiba, foram reservados R$ 100
milhões do fundo de contingência para a
aquisição dos imunizantes.
As duas mensagens foram protocoladas pelo
Executivo em 9 de março. Na mesma tarde, os
vereadores reuniram as assinaturas necessárias
para submeter a plenário os regimes de
urgência. Os requerimentos para os trâmites
mais rápidos, sem a necessidade que os projetos
fossem avaliados pelas comissões permanentes
da CMC, por exemplo, foram aprovados na
sessão da manhã seguinte. Conforme o
intervalo de três dias úteis estabelecido pelo
Regimento Interno da Casa, as propostas de lei
passaram em primeiro turno na última terça-
feira (16). A ratificação, também unânime,
ocorreu nessa quarta.
Nas discussões em plenário, os vereadores
foram unânimes em destacar a importância da
imunização, tanto para a saúde da população
quanto para a recuperação econômica da
cidade. “Todos esperamos essa vacinação em
massa. É preciso, estamos vivendo um
momento difícil”, disse o presidente da Casa,
Tico Kuzma (Pros). Ele agradeceu todos os
vereadores pela celeridade na tramitação e
reforçou que a prefeitura mantém diversas
frentes de negociações com laboratórios, em
busca de fornecedores para a vacina.
Informações da CMC
Com a autorização legislativa, o aval do prefeito e a publicação no Diário O cial do Município (DOM), as leis já estão em vigor.
A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de
Curitiba, fecha o mês de março em, 190.920
pessoas imunizadas com a primeira dose da
vacina contra o novo coronavírus. Foram
vacinados 129.117 idosos, 55.846 profissionais
dos serviços de saúde da cidade (incluindo as
equipes de vacinação), 5.884 moradores,
funcionários e cuidadores de instituições de
longa permanência e 73 indígenas.
Ainda no dia 29 de março serão imunizados os
idosos com 69 anos completos. Para evitar filas
e aglomerações, no período da manhã a
vacinação é para as pessoas nascidas entre 1º de
janeiro e 30 de junho e no período da tarde
para os nascidos entre 1º de julho e 31 de
dezembro.
Segunda dose
Em Curitiba, 48.146 pessoas receberam a
segunda dose da vacina neste mês de março. A
vacinação com a segunda dose está sendo feita
nas instituições de longa permanência e para os
profissionais de saúde, indígenas e idosos.
Total
Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério
da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná,
232.740 doses de vacinas para serem usadas na
primeira aplicação no público prioritário
elencado pelo Plano Municipal de Imunização,
sendo 43.680 do imunizante produzido pela
Universidade de Oxford e pelo Laboratório
AstraZeneca. As demais são doses da
CoronaVac, produzidas pelo Instituto Butantan.
O município também recebeu 61.820 vacinas
CoronaVac para aplicar a segunda dose em
moradores e trabalhadores das instituições de
longa permanência, indígenas e profissionais da
saúde já imunizados com a primeira.
CURITIBA ATINGE
190.920VACINADOS
CONTRA A COVID-19
Foto:LuizCosta/SMCS
PREFEITURA COM PROPOSTA E CÂMARA DE CURITIBA
SANCIONAM LEIS PARA AQUISIÇÃO DE VACINAS
Março
2021
6 www.gazetadosantacandida.com.br
O JORNAL QUE TEM O QUE FALAR
7
Março
2021
www.gazetadosantacandida.com.br
O JORNAL QUE TEM O QUE FALAR
Março
2021
8 www.gazetadosantacandida.com.br
O JORNAL QUE TEM O QUE FALAR

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO MARÇO 2021

“LOCKDOWN” TOTAL NO BRASIL E IMPEACHMENT DE BOLSONARO PARA SUSTAR O AVANÇO DA...
“LOCKDOWN” TOTAL NO BRASIL E IMPEACHMENT DE BOLSONARO PARA SUSTAR O AVANÇO DA...“LOCKDOWN” TOTAL NO BRASIL E IMPEACHMENT DE BOLSONARO PARA SUSTAR O AVANÇO DA...
“LOCKDOWN” TOTAL NO BRASIL E IMPEACHMENT DE BOLSONARO PARA SUSTAR O AVANÇO DA...
Fernando Alcoforado
 
Mortes evitaveis por_covid-19_no_brasil_para_internet_1
Mortes evitaveis por_covid-19_no_brasil_para_internet_1Mortes evitaveis por_covid-19_no_brasil_para_internet_1
Mortes evitaveis por_covid-19_no_brasil_para_internet_1
Editora 247
 
Vacinas contra a Covid: Manual de Comunicação / Divulgação científica
Vacinas contra a Covid: Manual de Comunicação / Divulgação científica Vacinas contra a Covid: Manual de Comunicação / Divulgação científica
Vacinas contra a Covid: Manual de Comunicação / Divulgação científica
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBPConsulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Cartilha TelePAN Rio Doce - Participa UFMG
Cartilha TelePAN Rio Doce - Participa UFMGCartilha TelePAN Rio Doce - Participa UFMG
Cartilha TelePAN Rio Doce - Participa UFMG
RogrioBraga16
 
AREAS DA SAUDE.pdf
AREAS DA SAUDE.pdfAREAS DA SAUDE.pdf
AREAS DA SAUDE.pdf
ArlenoFavacho2
 
EM DEFESA DA RACIONALIDADE NO USO DA VACINA PARA O COMBATE AO NOVO CORONAVIRU...
EM DEFESA DA RACIONALIDADE NO USO DA VACINA PARA O COMBATE AO NOVO CORONAVIRU...EM DEFESA DA RACIONALIDADE NO USO DA VACINA PARA O COMBATE AO NOVO CORONAVIRU...
EM DEFESA DA RACIONALIDADE NO USO DA VACINA PARA O COMBATE AO NOVO CORONAVIRU...
Fernando Alcoforado
 
Por que não é momento de flexibilizar isolamento social
Por que não é momento de flexibilizar isolamento socialPor que não é momento de flexibilizar isolamento social
Por que não é momento de flexibilizar isolamento social
Paulo Souza
 
PALESTRA CORRETA.pptx
PALESTRA CORRETA.pptxPALESTRA CORRETA.pptx
PALESTRA CORRETA.pptx
VeridyanaValverde1
 
A pandemia da Covid 19 dos factos à evidência científica
A pandemia da Covid 19 dos factos à evidência científicaA pandemia da Covid 19 dos factos à evidência científica
A pandemia da Covid 19 dos factos à evidência científica
Revista Angolana de Ciências da Saúde
 
O País Exige Respeito; a Vida Necessita da Ciência e do Bom Governo
O País Exige Respeito; a Vida Necessita da Ciência e do Bom GovernoO País Exige Respeito; a Vida Necessita da Ciência e do Bom Governo
O País Exige Respeito; a Vida Necessita da Ciência e do Bom Governo
Marcelo Auler
 
Sindemia tema
Sindemia  temaSindemia  tema
Sindemia tema
Junior Araújo
 
Nota técnica: Avaliação da pandemia de covid-19 em Curitiba, necessidade de l...
Nota técnica: Avaliação da pandemia de covid-19 em Curitiba, necessidade de l...Nota técnica: Avaliação da pandemia de covid-19 em Curitiba, necessidade de l...
Nota técnica: Avaliação da pandemia de covid-19 em Curitiba, necessidade de l...
Fernando César Oliveira
 
Luta contra aids completa 30 anos
Luta contra aids completa 30 anosLuta contra aids completa 30 anos
Luta contra aids completa 30 anos
Ministério da Saúde
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, NOVEMBRO 2021
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, NOVEMBRO 2021GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, NOVEMBRO 2021
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, NOVEMBRO 2021
Adilson Moreira
 
Bussola covid19 report_diario_07_05
Bussola covid19 report_diario_07_05Bussola covid19 report_diario_07_05
Bussola covid19 report_diario_07_05
LucianoPires25
 
Bussola covid19 report_diario_07_05
Bussola covid19 report_diario_07_05Bussola covid19 report_diario_07_05
Bussola covid19 report_diario_07_05
PaulodeTarsodosReisL
 
Governo federal-Governo Federal confirma ligação entre zika vírus e microcefa...
Governo federal-Governo Federal confirma ligação entre zika vírus e microcefa...Governo federal-Governo Federal confirma ligação entre zika vírus e microcefa...
Governo federal-Governo Federal confirma ligação entre zika vírus e microcefa...
ELIAS OMEGA
 
Doencas Emergentes Pos Pandemia CFM 2022
Doencas Emergentes Pos Pandemia CFM 2022Doencas Emergentes Pos Pandemia CFM 2022
Doencas Emergentes Pos Pandemia CFM 2022
Alexandre Naime Barbosa
 
Bussola covid19 report_diario_08_23 (2)
Bussola covid19 report_diario_08_23 (2)Bussola covid19 report_diario_08_23 (2)
Bussola covid19 report_diario_08_23 (2)
PaulodeTarsodosReisL
 

Semelhante a GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO MARÇO 2021 (20)

“LOCKDOWN” TOTAL NO BRASIL E IMPEACHMENT DE BOLSONARO PARA SUSTAR O AVANÇO DA...
“LOCKDOWN” TOTAL NO BRASIL E IMPEACHMENT DE BOLSONARO PARA SUSTAR O AVANÇO DA...“LOCKDOWN” TOTAL NO BRASIL E IMPEACHMENT DE BOLSONARO PARA SUSTAR O AVANÇO DA...
“LOCKDOWN” TOTAL NO BRASIL E IMPEACHMENT DE BOLSONARO PARA SUSTAR O AVANÇO DA...
 
Mortes evitaveis por_covid-19_no_brasil_para_internet_1
Mortes evitaveis por_covid-19_no_brasil_para_internet_1Mortes evitaveis por_covid-19_no_brasil_para_internet_1
Mortes evitaveis por_covid-19_no_brasil_para_internet_1
 
Vacinas contra a Covid: Manual de Comunicação / Divulgação científica
Vacinas contra a Covid: Manual de Comunicação / Divulgação científica Vacinas contra a Covid: Manual de Comunicação / Divulgação científica
Vacinas contra a Covid: Manual de Comunicação / Divulgação científica
 
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBPConsulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
Consulta Pediátrica Pré-Natal: atualização SBP
 
Cartilha TelePAN Rio Doce - Participa UFMG
Cartilha TelePAN Rio Doce - Participa UFMGCartilha TelePAN Rio Doce - Participa UFMG
Cartilha TelePAN Rio Doce - Participa UFMG
 
AREAS DA SAUDE.pdf
AREAS DA SAUDE.pdfAREAS DA SAUDE.pdf
AREAS DA SAUDE.pdf
 
EM DEFESA DA RACIONALIDADE NO USO DA VACINA PARA O COMBATE AO NOVO CORONAVIRU...
EM DEFESA DA RACIONALIDADE NO USO DA VACINA PARA O COMBATE AO NOVO CORONAVIRU...EM DEFESA DA RACIONALIDADE NO USO DA VACINA PARA O COMBATE AO NOVO CORONAVIRU...
EM DEFESA DA RACIONALIDADE NO USO DA VACINA PARA O COMBATE AO NOVO CORONAVIRU...
 
Por que não é momento de flexibilizar isolamento social
Por que não é momento de flexibilizar isolamento socialPor que não é momento de flexibilizar isolamento social
Por que não é momento de flexibilizar isolamento social
 
PALESTRA CORRETA.pptx
PALESTRA CORRETA.pptxPALESTRA CORRETA.pptx
PALESTRA CORRETA.pptx
 
A pandemia da Covid 19 dos factos à evidência científica
A pandemia da Covid 19 dos factos à evidência científicaA pandemia da Covid 19 dos factos à evidência científica
A pandemia da Covid 19 dos factos à evidência científica
 
O País Exige Respeito; a Vida Necessita da Ciência e do Bom Governo
O País Exige Respeito; a Vida Necessita da Ciência e do Bom GovernoO País Exige Respeito; a Vida Necessita da Ciência e do Bom Governo
O País Exige Respeito; a Vida Necessita da Ciência e do Bom Governo
 
Sindemia tema
Sindemia  temaSindemia  tema
Sindemia tema
 
Nota técnica: Avaliação da pandemia de covid-19 em Curitiba, necessidade de l...
Nota técnica: Avaliação da pandemia de covid-19 em Curitiba, necessidade de l...Nota técnica: Avaliação da pandemia de covid-19 em Curitiba, necessidade de l...
Nota técnica: Avaliação da pandemia de covid-19 em Curitiba, necessidade de l...
 
Luta contra aids completa 30 anos
Luta contra aids completa 30 anosLuta contra aids completa 30 anos
Luta contra aids completa 30 anos
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, NOVEMBRO 2021
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, NOVEMBRO 2021GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, NOVEMBRO 2021
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, NOVEMBRO 2021
 
Bussola covid19 report_diario_07_05
Bussola covid19 report_diario_07_05Bussola covid19 report_diario_07_05
Bussola covid19 report_diario_07_05
 
Bussola covid19 report_diario_07_05
Bussola covid19 report_diario_07_05Bussola covid19 report_diario_07_05
Bussola covid19 report_diario_07_05
 
Governo federal-Governo Federal confirma ligação entre zika vírus e microcefa...
Governo federal-Governo Federal confirma ligação entre zika vírus e microcefa...Governo federal-Governo Federal confirma ligação entre zika vírus e microcefa...
Governo federal-Governo Federal confirma ligação entre zika vírus e microcefa...
 
Doencas Emergentes Pos Pandemia CFM 2022
Doencas Emergentes Pos Pandemia CFM 2022Doencas Emergentes Pos Pandemia CFM 2022
Doencas Emergentes Pos Pandemia CFM 2022
 
Bussola covid19 report_diario_08_23 (2)
Bussola covid19 report_diario_08_23 (2)Bussola covid19 report_diario_08_23 (2)
Bussola covid19 report_diario_08_23 (2)
 

Mais de Gazeta Santa Cândida

GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO JUNHO 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO  JUNHO 2024GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO  JUNHO 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO JUNHO 2024
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO MAIO DE 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO MAIO DE 2024GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO MAIO DE 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO MAIO DE 2024
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO DE ABRIL 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO DE ABRIL 2024GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO DE ABRIL 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO DE ABRIL 2024
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO MARÇO 2024
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO MARÇO 2024GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO MARÇO 2024
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO MARÇO 2024
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, OUTUBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, OUTUBRO 2023GAZETA DO SANTA CANDIDA, OUTUBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, OUTUBRO 2023
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, DEZEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, DEZEMBRO 2023GAZETA DO SANTA CANDIDA, DEZEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, DEZEMBRO 2023
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2023GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2023
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO SETEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO SETEMBRO 2023GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO SETEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO SETEMBRO 2023
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, AGOSTO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, AGOSTO 2023GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, AGOSTO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, AGOSTO 2023
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JULHO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JULHO 2023GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JULHO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JULHO 2023
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, DEZEMBRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, DEZEMBRO 2022GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, DEZEMBRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, DEZEMBRO 2022
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA POPULAR, DEZEMBRO 2022
GAZETA POPULAR, DEZEMBRO 2022GAZETA POPULAR, DEZEMBRO 2022
GAZETA POPULAR, DEZEMBRO 2022
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA NOVEMBRO - 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA NOVEMBRO - 2022 GAZETA DO SANTA CÂNDIDA NOVEMBRO - 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA NOVEMBRO - 2022
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA OUTUBRO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA OUTUBRO 2022GAZETA DO SANTA CANDIDA OUTUBRO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA OUTUBRO 2022
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA,SETEMBRO 22
GAZETA  DO SANTA CÂNDIDA,SETEMBRO 22GAZETA  DO SANTA CÂNDIDA,SETEMBRO 22
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA,SETEMBRO 22
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, JUNHO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA, JUNHO 2022GAZETA DO SANTA CANDIDA, JUNHO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA, JUNHO 2022
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, MAIO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA, MAIO 2022GAZETA DO SANTA CANDIDA, MAIO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA, MAIO 2022
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
Gazeta Santa Cândida
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
Gazeta Santa Cândida
 

Mais de Gazeta Santa Cândida (20)

GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO JUNHO 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO  JUNHO 2024GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO  JUNHO 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO JUNHO 2024
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO MAIO DE 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO MAIO DE 2024GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO MAIO DE 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO MAIO DE 2024
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO DE ABRIL 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO DE ABRIL 2024GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO DE ABRIL 2024
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO DE ABRIL 2024
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO MARÇO 2024
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO MARÇO 2024GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO MARÇO 2024
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO MARÇO 2024
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, OUTUBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, OUTUBRO 2023GAZETA DO SANTA CANDIDA, OUTUBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, OUTUBRO 2023
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, DEZEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, DEZEMBRO 2023GAZETA DO SANTA CANDIDA, DEZEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, DEZEMBRO 2023
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, NOVEMBRO 2023
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2023GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JUNHO 2023
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO SETEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO SETEMBRO 2023GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO SETEMBRO 2023
GAZETA DO SANTA CANDIDA, EDIÇÃO SETEMBRO 2023
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, AGOSTO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, AGOSTO 2023GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, AGOSTO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, AGOSTO 2023
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JULHO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JULHO 2023GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JULHO 2023
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JULHO 2023
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, DEZEMBRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, DEZEMBRO 2022GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, DEZEMBRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, DEZEMBRO 2022
 
GAZETA POPULAR, DEZEMBRO 2022
GAZETA POPULAR, DEZEMBRO 2022GAZETA POPULAR, DEZEMBRO 2022
GAZETA POPULAR, DEZEMBRO 2022
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA NOVEMBRO - 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA NOVEMBRO - 2022 GAZETA DO SANTA CÂNDIDA NOVEMBRO - 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA NOVEMBRO - 2022
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA OUTUBRO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA OUTUBRO 2022GAZETA DO SANTA CANDIDA OUTUBRO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA OUTUBRO 2022
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA,SETEMBRO 22
GAZETA  DO SANTA CÂNDIDA,SETEMBRO 22GAZETA  DO SANTA CÂNDIDA,SETEMBRO 22
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA,SETEMBRO 22
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, JUNHO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA, JUNHO 2022GAZETA DO SANTA CANDIDA, JUNHO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA, JUNHO 2022
 
GAZETA DO SANTA CANDIDA, MAIO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA, MAIO 2022GAZETA DO SANTA CANDIDA, MAIO 2022
GAZETA DO SANTA CANDIDA, MAIO 2022
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
 
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, JANEIRO 2022
 

GAZETA DO SANTA CÂNDIDA, EDIÇÃO MARÇO 2021

  • 1. DISTRIBUÍDO NOS BAIRROS: SANTA CÂNDIDA, BOA VISTA, BACACHERI, TINGUI, ATUBA, AHÚ, CABRAL, JUVEVÊ E CACHOEIRA MARÇO DE 2021 ­ EDIÇÃO 127 ­ CURITIBA www.gazetadosantacandida.com.br | CÂMARA DE CURITIBA EM PROPOSTA DA PREFEITURA SANCIONAM LEIS PARA AQUISIÇÃO DEVACINAS CURITIBA ATINGE 190.920 VACINADOS CONTRA A COVID­19CURITIBA ATINGE 190.920 VACINADOS CONTRA A COVID­19 POR QUE A FINLÂNDIA É O PAÍS MAIS FELIZ DO MUNDO PELO 4º ANO SEGUIDO? PROFESSORA RECEBE ALTA APÓS FICAR INTERNADA COM COVID­19 POR 50 DIAS EM UTI E TER 4 PNEUMONIAS Página 5 Página 2 Página 3 O J O R N A L Q U E T E M O Q U E F A L A R Página 5
  • 2. Março 2021 2 www.gazetadosantacandida.com.br O JORNAL QUE TEM O QUE FALAR As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal Diretor Adilson da Costa Moreira CNPJ: 12.698.306/0001­42 Diagramação: Ulysses de Melo Site: www.gazetadosantacandida.com.br Empresa Adilson da Costa Moreira Endereço: Rua Hilário Moro, 526, Tingui. Colaborador: José Cândido (In memoriam) Departamento Comercial Johana Choinski Fone: 41 99211­8943 E­mail: contato@gazetadosantacandida.com.br Tiragem: 5.000 exemplares EXPEDIENTE A Finlândia ocupou em 2020, pela quarta vez consecutiva, o primeiro lugar na lista dos países mais felizes do mundo. O relatório, criado com base nos dados do Gallup World Poll, conta ainda com a Islândia e Dinamarca em segundo e terceiro lugar, respectivamente. O Relatório de Felicidade Mundial 2021, como é nomeado, foi compilado de forma diferente nos últimos doze meses em consequência do coronavírus. Os pesquisadores não só não conseguiram realizar entrevistas cara a cara em vários países, como também tiveram que mudar totalmente algumas das análises, concentrando-se na relação entre o bem-estar e a covid-19. “Precisamos aprender urgentemente com a covid-19“, disse o co-editor do relatório Jeffrey Sachs, professor e diretor do Centro para Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Columbia. “A pandemia nos lembra de nossas ameaças ambientais globais, a necessidade urgente de cooperar e as dificuldades de alcançar a cooperação em cada país e globalmente. ” O relatório foi baseado principalmente nos níveis de PIB, expectativa de vida, generosidade, apoio social, liberdade e renda de corrupção, desde que foi lançado em 2012. Os pesquisadores dizem que não é nenhuma surpresa que a Finlândia tenha mantido a posição de liderança mais uma vez, já que o país nórdico sempre teve uma classificação elevada quando se trata de confiança mútua. A confiança é reconhecida como um dos principais fatores que ajudaram a proteger as pessoas durante a pandemia, assim como a confiança nos governos. Por exemplo, a taxa de mortalidade no Brasil era significativamente maior do que a de Singapura, um fato que o relatório atribuiu parcialmente à diferença na confiança pública nos governos de cada país. O Brasil ocupou o 41º lugar na lista, à frente de países como China (52º), Portugal (53º) e Colômbia (54º). Observa-se, por fim, que as Américas e a Europa tiveram muito mais fatalidades por covid-19 do que o Leste Asiático, Oceania e África. Veja o Top 20: 1) Finlândia; 2) Islândia; 3) Dinamarca; 4) Suíça; 5) Holanda; 6) Suécia; 7) Alemanha; 8) Noruega; 9) Nova Zelândia; 10) Áustria; 11) Israel; 12) Austrália; 13) Irlanda; 14) Estados Unidos; 15) Canadá; 16) República Tcheca; 17) Bélgica; 18) Reino Unido; 19) Taiwan; 20) França Os pesquisadores não só não conseguiram realizar entrevistas cara a cara em vários países, como também tiveram que mudar totalmente algumas das análises, concentrando-se na relação entre o bem-estar e a covid-19. Equipes do Instituto Água e Terra (IAT) e da Secretaria de Meio Ambiente de Curitiba atuam, nesta quarta-feira (17), na investigação sobre a origem de uma mancha de óleo que atingiu um trecho do rio Atuba. O ponto atingido inicialmente, na terça-feira (16), faz parte do município de Colombo, na Região Metropolitana da capital. De acordo com a secretaria de Curitiba, até o início da tarde desta quarta-feira, as equipes realizavam o monitoramento da área, ainda sem uma conclusão sobre o responsável pelo vazamento. O morador Diego Saldanha, conhecido na região por ter criado um projeto que mantém ecobarreiras no trecho do rio foi quem identificou o problema e comunicou os órgãos oficiais. Por G1 PR e RPC Curitiba VAZAMENTO DE ÓLEO QUE ATINGIU O RIO ATUBA NA REGIÃO DE CURITIBA É INVESTIGADA Vazamentodeóleoéidenti cadonoRioAtuba,emCuritiba.Imagem:reproduçãoRPC Instituto Água e Terra e técnicos da secretaria de Meio  Ambiente da capital trabalham para identificar origem  do óleo combustível encontrado em trecho do rio, em Colombo, no dia 16 de março. PORQUE AFINLÂNDIA É OPAÍS MAIS FELIZ DO MUNDO PELO 4º ANO SEGUIDO?
  • 3. 3 Março 2021 www.gazetadosantacandida.com.br O JORNAL QUE TEM O QUE FALAR PROFESSORA RECEBE ALTA APÓS FICAR INTERNADA COM COVID­19 POR 50  DIAS EM UTI E TER 4  PNEUMONIAS A professora Márcia Hecke, de 63 anos, finalmente deixou o hospital e foi para casa após permanecer internada durante 50 dias em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por causa da Covid-19. A mulher foi recebida com balões e cartazes por amigos e familiares, na tarde do dia 17 março, na casa onde mora, no bairro Boa Vista, em Curitiba. Casada, mãe de três filhos e avó de três netos, Hecke mal havia chegado na rua de casa quando um dos filhos viu o carro em que ela estava e gravou o momento. “Que emoção em ver você, mãe”, disse ele. “Eu venci a Covid-19” era a frase impressa em uma folha de papel branca que Márcia levantou na janela do carro durante sua chegada em casa. Ao fundo, a música “We are the champions” – ou “Nós somos campeões”, no português –, do Queen, expressava o sentimento da professora ao receber alta. Tratamento A irmã da professora, Magali Hecke, conversou com a reportagem da Banda B e explicou como foram os últimos dois meses para a família. “O médico chegou a nos desenganar. Teve um domingo em que ela estava na UTI e a médica ligou para dizer para o filho dela que a família deveria se preparar”, afirmou. Magali destacou que o quadro de saúde de Márcia era muito grave e que ela teve quase 100% do pulmão comprometido por causa da doença: “Muitas fibroses e teve quatro pneumonias enquanto esteve na UTI”. Apesar das considerações dos médicos, a fé da família se manteve forte desde o primeiro dia de internamento. “Nós sempre falamos que Deus é quem dá a última palavra”, destacou ao revelar que uma corrente de orações foi feita por amigos e familiares. “Deus deu uma segunda chance à ela e ela vai aproveitar com todas as forças que tem”, concluiu Magali. Por Guilherme Lara da Rosa e Marcelo Borges Imagem:arquivopessoal Imagem:arquivopessoal
  • 4. Março 2021 4 www.gazetadosantacandida.com.br O JORNAL QUE TEM O QUE FALAR A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) sugeriu a adoção de medidas de restrição de circulação para conter o que chamou de “rejuvenescimento da pandemia”. Em boletim divulgado na 6ª feira (26.mar.2021), a Fiocruz diz que a covid-19 está afetando cada vez mais a população mais jovem. “O país se encontra em uma situação de colapso do sistema de saúde, ao mesmo tempo que a pandemia vem ganhando novos contornos afetando faixas etárias mais jovens. Diante desse novo cenário, os especialistas defendem a adoção de 2 grupos de medidas interconectados. No 1º grupo, as medidas urgentes, que envolvem a contenção das taxas de transmissão e crescimento de casos através de medidas de bloqueio ou lockdown”, diz a fundação. De acordo com o boletim, as faixas etárias de 30 a 39 anos, 40 a 49 anos e 50 a 59 anos têm sido mais atingidas pelo vírus. O aumento nos casos de covid nesses grupos foi de 565,08%, 626% e 525,93%, respectivamente. Além disso, a Fiocruz recomenda a vacinação da maior parte da população, aliada a medidas não farmacológicas, como restrição da circulação e de todos os serviços não essenciais, distanciamento físico e social, uso de máscaras e higienização das mãos. “O ritmo lento em que se encontra a vacinação contribui para prolongar a duração da pandemia e da adoção intermitente de medidas de contenção e mitigação”, dizem os pesquisadores do Observatório Fiocruz, responsáveis pelo boletim. VACINAS A Fiocruz informou também a entrega de mais um carregamento de vacinas para o Ministério da Saúde. Chegaram 728 mil doses nesta 6ª feira (26.mar). Somadas às da semana passada, totalizam cerca de 1,8 milhão de doses entregues em março. A partir de 4ª feira (31.mar.2021) estão previstas novas entregas, que completarão os 3,9 milhões de vacinas previstos até o fim da próxima semana. A fundação também recebeu, na 5ª feira (25.mar), uma nova remessa do IFA (ingrediente farmacêutico ativo), suficiente para a produção de 6 milhões de doses da vacina. Neste sábado (27.mar), está previsto o recebimento de duas remessas de IFA, para mais 12 milhões de doses, além de mais uma remessa na próxima semana para 5 milhões de vacinas. Com informações da Agência Brasil. PANDEMIA ''REJUVENESCE'' E LOCKDOWN É NECESSÁRIO, DIZ FIOCRUZ Imagem:Médicosfazemtreinamentonohospitaldecampanhaparatratamentodecovid-19doComplexoEsportivodoIbirapuera,emSãoPauloRovenaRosa/AgênciaBrasil Pessoas de 30 a 59 são atingidas. Leia o novo boletim da fundação Os dados da última Pesquisa Nacional de Saúde indicam que seis em cada dez brasileiros apresentavam excesso de peso. Ou seja, 96 milhões de pessoas no país apresentam Índice de Massa Corporal (IMC) na faixa de sobrepeso ou obesidade. Caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal, a obesidade pode acarretar graves problemas de saúde e levar até à morte. Para alertar dos riscos, foi instituído o Dia Mundial da Obesidade, em 04 de março, em que são realizadas ações para informação, conscientização e prevenção. Nem todos sabem, mas a obesidade é classificada como doença crônica, conforme comenta a Dra. Andressa Bornschein, médica endocrinologista e metabolista do Pilar Hospital. “Hoje em dia sabemos que a gordura é o maior produtor de hormônios do nosso corpo. Como a obesidade é uma doença crônica, exige tratamento como qualquer outra doença, com grande risco de recaída quando o tratamento é abandonado”, alerta. Além da alimentação em demasia e das más escolhas alimentares, outros fatores que podem levar à obesidade são estilo de vida sedentário e o estresse. Em relação à questão alimentar, há a situação em que pessoas continuam comendo mesmo depois de saciadas. “Infelizmente, o ato de comer vai além do instinto fisiológico de sobrevivência. Em quase todas as culturas do mundo, comer significa socializar: comemos para comemorar, para ‘afogar’ as mágoas, para encontrar amigos”, exemplifica Dra. Andressa. “Às vezes, nosso cérebro está tão ocupado com outras coisas, como alguma questão do trabalho ou da família, ou estamos assistindo televisão ou no telefone, que não prestamos atenção aos sinais do nosso corpo indicando a saciedade”. Há também pessoa geneticamente predisposta à obesidade, muitas vezes por questões hormonais. “Doenças de tireoide podem levam a uma queda do metabolismo e consequentemente ganho de peso, assim como a menopausa e andropausa predispõem ao ganho de peso com o passar dos anos”, relata Dra. Andressa. A obesidade é fator de risco para uma série de doenças. O obeso tem mais propensão a desenvolver diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares e diversos problemas físicos. Pode também influenciar em fatores psicológicos, acarretando em depressão e diminuição da autoestima. Dra. Andressa informa que o tratamento da obesidade envolve intervenções no estilo de vida, com alimentação balanceada e atividade física. Em alguns casos são necessárias medicações. “Quando estas medidas não são suficientes, pode ser necessária intervenção cirúrgica. O Pilar Hospital dispõe de um serviço de endocrinologia capacitado para uma avaliação adequada e indicação individualizada de tratamento”, afirma. O Pilar Hospital dispõe de um serviço de endocrinologia capacitado para uma avaliação adequada e indicação de tratamento individualizada. OBESIDADE É DOENÇA CRÔNICA E EXIGETRATAMENTO Os dados da última Pesquisa Nacional de Saúde indicam que seis em cada dez brasileiros apresentavam excesso de peso. Ou seja, 96 milhões de pessoas no país apresentam Índice de Massa Corporal (IMC) na faixa de sobrepeso ou obesidade. INGREDIENTES 1 pedaço de gengibre fresco (tamanho de um dedo indicador); 1 xícara de azeite extravirgem de oliva MODO DE PREPARO Lave bem o gengibre e deixe secar por duas horas. Enquanto isso, coloque o azeite numa travessa que possa ser levada ao forno em banho-maria. Passado o tempo necessário para o gengibre secar, rale a raiz num ralador de queijo. Misture-o com o azeite de oliva e mexa bem. Depois leve para o forno bem baixo para cozinhar em banho-maria por uma hora. Feito isso, coe o óleo para filtrar e eliminar os pequenos pedaços de gengibre. Você pode fazer isso com a ajuda de um coador de pano e depois espremê-lo para extrair o máximo possível do óleo. Armazene o óleo num frasco fresco e seco. Assim pode garantir a validade de seis meses. Esta receita simples nos livra de várias enfermidades. E tem mais! Use duas ou três gotas do óleo de gengibre para: – Revitalizar a mente e aumentar os níveis de energia do corpo (dissolvido em um copo d’água) – Aliviar artrite, dores nas costas, dores musculares (massageie a região dolorida) – Combater gases e diarreia (basta aplicar um pouco no abdome) – Aliviar dores na garganta e sinusite (inale uma ou duas gotas usando um difusor). ÓLEO DE GENGIBRE  NO COMBATE DE DORES NO CORPO E OUTROS MALES Você pode preparar em casa este Azeite que combate diversas dores, asma, tosse e problemas no estômago. Ele melhora a circulação, tem propriedades anti- in amatórias, antissépticas, analgésicas, digestivas e expectorantes.
  • 5. 5 Março 2021 www.gazetadosantacandida.com.br O JORNAL QUE TEM O QUE FALAR Em entrevista à CNN Brasil, em 26/02, Rafael Greca criticou a “ TÍMIDEZ” do plano de vacinação elaborado pelo Ministério da Saúde. "Eu quero que Brasília cumpra o plano nacional de imunização, que mande as vacinas, ou me deixe comprar as vacinas, porque eu tenho R$ 100 milhões para comprar. Eu tenho muito respeito pela instituição do presidente da República, mas, acima de tudo, tenho respeito pela vida humana", disse Greca em entrevista à CNN Brasil. Sem dar nomes aos “bois” referiu- se a um dos dez mandamentos – “ não matarás”. Criticou "governantes" que questionam iniciativas comprovadamente eficazes para conter a disseminação do coronavírus, como o uso de máscara e o distanciamento social. Sancionadas leis para compra da vacina da Covid-19 por Curitiba Aprovadas pela CMC nessa quarta-feira, as normas foram publicadas em Diário Oficial e já estão em vigor. A celeridade dada pela Câmara de Curitiba (CMC) à tramitação dos projetos que viabilizam a compra de vacinas da covid-19 pelo Poder Executivo permitiu que a sanção ocorresse no dia 17 de março após a votação em segundo turno. Com a autorização legislativa, o aval do prefeito e a publicação no Diário Oficial do Município (DOM), as leis já estão em vigor. Segundo a Prefeitura de Curitiba, foram reservados R$ 100 milhões do fundo de contingência para a aquisição dos imunizantes. As duas mensagens foram protocoladas pelo Executivo em 9 de março. Na mesma tarde, os vereadores reuniram as assinaturas necessárias para submeter a plenário os regimes de urgência. Os requerimentos para os trâmites mais rápidos, sem a necessidade que os projetos fossem avaliados pelas comissões permanentes da CMC, por exemplo, foram aprovados na sessão da manhã seguinte. Conforme o intervalo de três dias úteis estabelecido pelo Regimento Interno da Casa, as propostas de lei passaram em primeiro turno na última terça- feira (16). A ratificação, também unânime, ocorreu nessa quarta. Nas discussões em plenário, os vereadores foram unânimes em destacar a importância da imunização, tanto para a saúde da população quanto para a recuperação econômica da cidade. “Todos esperamos essa vacinação em massa. É preciso, estamos vivendo um momento difícil”, disse o presidente da Casa, Tico Kuzma (Pros). Ele agradeceu todos os vereadores pela celeridade na tramitação e reforçou que a prefeitura mantém diversas frentes de negociações com laboratórios, em busca de fornecedores para a vacina. Informações da CMC Com a autorização legislativa, o aval do prefeito e a publicação no Diário O cial do Município (DOM), as leis já estão em vigor. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba, fecha o mês de março em, 190.920 pessoas imunizadas com a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Foram vacinados 129.117 idosos, 55.846 profissionais dos serviços de saúde da cidade (incluindo as equipes de vacinação), 5.884 moradores, funcionários e cuidadores de instituições de longa permanência e 73 indígenas. Ainda no dia 29 de março serão imunizados os idosos com 69 anos completos. Para evitar filas e aglomerações, no período da manhã a vacinação é para as pessoas nascidas entre 1º de janeiro e 30 de junho e no período da tarde para os nascidos entre 1º de julho e 31 de dezembro. Segunda dose Em Curitiba, 48.146 pessoas receberam a segunda dose da vacina neste mês de março. A vacinação com a segunda dose está sendo feita nas instituições de longa permanência e para os profissionais de saúde, indígenas e idosos. Total Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 232.740 doses de vacinas para serem usadas na primeira aplicação no público prioritário elencado pelo Plano Municipal de Imunização, sendo 43.680 do imunizante produzido pela Universidade de Oxford e pelo Laboratório AstraZeneca. As demais são doses da CoronaVac, produzidas pelo Instituto Butantan. O município também recebeu 61.820 vacinas CoronaVac para aplicar a segunda dose em moradores e trabalhadores das instituições de longa permanência, indígenas e profissionais da saúde já imunizados com a primeira. CURITIBA ATINGE 190.920VACINADOS CONTRA A COVID-19 Foto:LuizCosta/SMCS PREFEITURA COM PROPOSTA E CÂMARA DE CURITIBA SANCIONAM LEIS PARA AQUISIÇÃO DE VACINAS