SlideShare uma empresa Scribd logo
2
A Força do Povo para
mudar o Brasil
O Partido dos Trabalhadores nasceu no chão das fábricas,
das escolas, dos bairros e comunidades de todo o Brasil
para transformar este país. Nossa força original veio dos
núcleos, que trouxeram a pauta do povo para a política.
Foi assim que resistimos à ditadura, participamos da re-
democratização, conquistamos direitos para os trabalha-
dores e o povo mais humilde; fazendo oposição ou gover-
nando o Brasil.
Os Comitês Populares de Luta nascem para resgatar essa
energia que vem da base, para vitalizar o PT e fortalecer a
organização popular, essencial para o projeto de recons-
trução e transformação do país. É com a força dos movi-
mentos sociais e populares, dos sindicatos, dos militantes
pela igualdade e pelos direitos das mulheres, das negras
e negros, das pessoas LGBT, das pessoas com deficiência,
estudantes e professores, de todas as religiões, que vamos
mudar a realidade.
Em nossa trajetória, aprendemos que só com organização
e mobilização popular é possível garantir as conquistas
democráticas e impedir retrocessos como os que estão
acontecendo em nosso país desde o golpe do impeach-
ment. Por isso é tão importante trabalhar pela conscien-
tização e participação política, que é o instrumento mais
poderoso da luta popular.
Nesta publicação, apresentamos propostas e instruções
para a formação e funcionamento dos Comitês Popula-
3
res de Luta, uma ideia inovadora que vai tomar forma na
prática, com o empenho e a criatividade de nossa gente.
Nosso desafio é imenso, do tamanho do Brasil. É com a for-
ça do povo que vamos enfrentá-lo, como já fizemos antes,
provando que somos capazes de construir um país melhor
para todos, mas principalmente para quem mais precisa.
Gleisi Hoffmann
Presidenta Nacional do Partido dos Trabalhadores
Sônia Braga
Secretária Nacional de
Organização do PT
Maria do Rosário
Secretária Nacional de
Formação Política do PT e
Diretora da Escola Nacional
de Formação
Jilmar Tatto
Secretário Nacional de
Comunicação do PT
Lucinha Barbosa
Secretária Nacional de
Movimentos Populares e
Políticas Setoriais
Gilberto Carvalho
Diretor da Escola Nacional de
Formação do PT
Vivian Farias
Diretora da Escola Nacional de
Formação do PT e Vice-presi-
denta da FPA
Taís Maciel
Diretora da Escola Nacional de
Formação do PT
Mais informações
comitespopulares@pt.org.br
11 3243-1301
comitespopulares@pt.org.br
11 3243-1301
4
13 PONTOS
PARA SE CONSTRUIR
UM COMITÊ
5
Por que construir Comitês
Populares de Luta?
Porque para transformar o Brasil, precisamos criar um forte e
organizado movimento capaz de sustentar, nas ruas, um Pro-
grama Popular de Reconstrução e Transformação do Brasil.
Porque é necessário defender os direitos do povo e construir
uma consciência popular de que o voto para presidente é só
o primeiro passo; é necessário construir uma base de depu-
tados/as, senadores/as, governadores/as, que sustentem as
transformações que o País precisa. Porque a melhor maneira
de combater as mentiras e as fake news é criando vínculos e
confiança com as pessoas em cada lugar do Brasil.
Ponto 1
Ponto 1
6
O que são os Comitês
Populares de Luta?
São espaços que reúnem e acolhem todas as pessoas que
querem participar das lutas em cada lugar e contribuir para
transformar a vida do povo brasileiro.
Podem se organizar por rua, comunidade, bairro, cidade, lo-
cal de estudo, local de trabalho, luta setorial, pré-candidaturas,
mandatos e de todas as formas que ajudem a reunir pessoas.
Ponto 2
Ponto 2
7
Quem pode participar
dos Comitês Populares de
Luta e como eles podem
funcionar?
Pessoas filiadas ou não aos Partidos, que querem se organi-
zar para as lutas de cada lugar.
Os Comitês podem funcionar com atividades presenciais,
digitais, ou com participação presencial e digital ao mesmo
tempo. Os Comitês digitais necessariamente atuam em um
local, município ou luta setorial.
Ponto 3
Ponto 3
8
Que princípios orientam
os Comitês Populares de
Lutas?
1. A defesa do povo brasileiro e de uma sociedade justa, fra-
terna e igualitária;
2. Enfrentamento à extrema direita e ao neoliberalismo;
Combate aos preconceitos; Acolhimento; e Trabalho Coleti-
vo;
3. Os Comitês são um espaço de trabalho conjunto, no qual
todas as pessoas são valorizadas, respeitadas nos seus saberes
e nas diversas formas que podem contribuir.
Ponto 4
Ponto 4
9
Que atividades os
Comitês Populares de
Lutas realizam?
Os Comitês atuam em rede e recebem, semanalmente,
orientações sobre a conjuntura e as atividades nacionais,
criando um grande movimento em todo o País. Alguns
exemplos de atividades:
1. Reuniões e atividades públicas periódicas;
2. Identificar as principais dores, lutas e alegrias das pesso-
as do local onde o Comitê vai atuar, para criar pontes com
o Programa Popular de Reconstrução e Transformação do
Brasil;
3. Identificar movimentos sociais, grupos, associações, sin-
dicatos, comunidades, locais de estudo, locais de trabalho e
reuniões e convidar as pessoas para o Comitê;
4. Identificar locais, como praças, ruas, feiras, equipamentos
e espaços públicos, pontos de transporte, estações, festas,
comércios e outros pontos de encontro das pessoas onde o
Comitê possa realizar atividades;
5. Panfletagens. Entregar materiais, ouvir e conversar com as
pessoas, cadastrar os contatos e convidar as pessoas para as
próximas atividades;
6. Visitas de Casa em Casa. Pensar coletivamente num roteiro
de conversas com as pessoas, escolher um dia em que estão
em casa, conversar, ouvir e valorizar os pontos de vista delas;
Ponto 5
Ponto 5
10
7. Caminhadas, Cicleatas ou Skateatas. Reunir um número ra-
zoável de pessoas, definir trajetos, palavras de ordem, sons,
como abordar as pessoas, pontos de concentração e disper-
são da atividade e comunicar as autoridades públicas locais;
8. Mural, Varal ou Microfone dos Sonhos, Desejos e Histórias
de Lutas. Convidar as pessoas para escrever ou contar suas
histórias, desejos e sonhos e criar as conexões com o Progra-
ma Popular de Reconstrução e Transformação do Brasil;
9. Atividades Culturais. Filmes, curtas, vídeos, projeções, mú-
sicas, pinturas, intervenções teatrais, que podem ser usados
para reunir as pessoas e iniciar uma conversa;
10. Mesa na praça (ou local público) com café e bolo. Convi-
dar as pessoas a tomar um café com bolo e conversar sobre
como elas veem o País, o seu lugar e como isso se articula
com o Programa Popular de Reconstrução e Transformação
do Brasil;
11. Aulas Públicas ou Rodas de Conversa. São momentos
de chamar pessoas para falar sobre diversos assuntos, por
exemplo, economia, educação, meio ambiente, e também
ouvir e dialogar com as pessoas que estão participando;
12. Atividades Digitais. Compartilhar os materiais e publicar
nas redes e grupos, produzir vídeos, memes e cards, fazer li-
ves com as pessoas do local, formação da central municipal
de combate às fakenews e espalhar a verdade na rede;
13. Use a Criatividade. Junte e combine algumas dessas ativi-
dades sugeridas, ou reúna as pessoas do Comitê para pensar
novas formas de fazer atividades e aprenda com as experiên-
cias dos outros Comitês pelo País.
11
Como faço para construir
um Comitê Popular de
Luta?
Passo 1: Reunir presencial ou digitalmente um grupo de pes-
soas que queiram construir um Comitê;
Passo 2: Definir em que rua, comunidade, bairro, cidade, lo-
cal de estudo, local de trabalho ou luta setorial o Comitê vai
atuar;
Passo 3: Registrar o Comitê na Plataforma (casa13.pt.org.br) e
indicar até três pessoas que vão receber os materiais e orienta-
ções, por e-mail, Whatsapp e Telegram;
Passo 4: Planejar e realizar as atividades.
É importante começar, mesmo que sejam atividades simples
com um grupo pequeno.
Ponto 6
Ponto 6
12
Como os Comitês podem
articular o Programa
Popular de Reconstrução
e Transformação do Brasil
ao locais, comunidades e
lutas setoriais?
Os Comitês fazem a ponte entre o Programa e as lutas das
pessoas nos locais onde atuam; por exemplo, se no bairro
onde o Comitê atua, a principal luta é pelo saneamento bá-
sico, o Comitê pode fazer materiais sobre as propostas para o
saneamento que estarão no Programa.
Ponto 7
Ponto 7
13
Como os Comitês
Populares de Luta se
articulam com os Comitês
Lula Livre, Comitês Fora
Bolsonaro e outros
coletivos que já existem?
Os Comitês e Coletivos que já existem podem se tornar
Comitês Populares de Luta se cadastrando na Plataforma
(casa13.pt.org.br); Também podem manter seus nomes e
suas identidades atuais, mas se cadastrarem na Plataforma
(casa13.pt.org.br) para receber os materiais e orientações
para a realização das atividades.
Ponto 8
Ponto 8
Ponto 8
14
Como os Comitês
Populares se relacionam
com os Diretórios do PT,
Mandatos, Setoriais,
Núcleos de Base e Núcle-
os de Vivências, Estudos e
Lutas construídos no
projeto Nova Primavera?
Os Diretórios, Mandatos, Setoriais, Secretarias e Núcleos de-
vem cadastrar até três pessoas na Plataforma (casa13.pt.org.
br), que vão receber os materiais e orientações, por e-mail,
Whatsapp e Telegram. Essas instâncias e espaços do PT de-
vem estar na linha de frente da construção dos Comitês Po-
pulares, recebendo e organizando as pessoas que queiram
contribuir com as lutas pela transformação do País;
Para quem é filiada, filiado ou simpatizante do PT, o Comitê
Popular pode se tornar, mais à frente, um Núcleo de Vivên-
cias, Estudos e Lutas - que são espaços permanentes do PT,
voltados para o trabalho de base, acolhimento, formação
política e organização das lutas nos territórios.
Ponto 9
Ponto 9
15
É possível organizar um
Comitê Popular e manter
cuidados necessários para
prevenção de COVID e
outras contaminações?
Sim, mantendo com rigor os protocolos de saúde: usando ál-
cool em gel e máscaras de proteção, realizando atividades
em locais arejados e seguindo todas as orientações das au-
toridades sanitárias.
Ponto 10
Ponto 10
16
Como cuidar da segurança
das pessoas que
participam dos Comitês
Populares?
Evitar provocações e não fazer atividades sem que outras pes-
soas estejam junto com você;
Em atividades maiores, ter sempre uma pessoa ou um grupo
responsável pela segurança e consultar os movimentos sociais
com experiência.
Ponto 11
Ponto 11
17
Onde posso pedir ajuda
para construir um Comitê
Popular?
Há pessoas em cada Diretório Zonal, Municipal, Estadual, Se-
cretarias e Setoriais do PT que podem ajudar;
Você também pode entrar em contato pelo e-mail
comitespopulares@pt.org.br e pelo WhatsApp 11 3243-1301
Na plataforma casa13.pt.org.br, você pode conhecer os Comi-
tês Populares que já existem;
No dia 13 de março, começam as inscrições para a Jornada de
Formação Nova Primavera 2022, que tem como objetivo quali-
ficar e ajudar as pessoas na organização dos Comitês Populares
de Lutas, inscreva-se pelo enfpt.org.br.
Ponto 12
Ponto 12
18
Além dos materiais que
os Comitês vão receber
semanalmente, onde
posso encontrar mais?
1. Na Plataforma dos Comitês Populares (casa13.pt.org.br), você
encontra fotos e vídeos das atividades;
2. Casa 13, você encontra materiais e vídeos para atuação digital;
3. Na página da Escola Nacional de Formação Política do PT,
você encontra as atividades de formação que estão previstas;
4. Nas páginas do PT Nacional e da Fundação Perseu Abramo,
você encontra notícias e artigos;
5. Na Verdade na Rede (pt.org.br/verdadenarede), você pode
realizar denúncias de fake news e mentiras nas redes;
Ponto 13
Ponto 13
19
JUVENTUDE DO PT
NÁDIA GARCIA
juventude@pt.org.br
SECRETARIAS SETORIAIS
AGRÁRIO
ELISANGELA ARAUJO
agrarianacional@pt.org.br
COMBATE AO RACISMO
MARTVS DAS CHAGAS
sncr.comunica@pt.org.br
CULTURA
MÁRCIO TÁVARES
cultura@pt.org.br
LGBT
JANAINA BARBOSA
lgbt@pt.org.br
MEIO AMBIENTE E
DESENVOLVIMENTO
PENILDON SILVA FILHO
smad@pt.org.br
MULHERES
ANNE MOURA
mulheres@pt.org.br
SINDICAL
PAULO CAYRES
sindical@pt.org.br
COORDENAÇÕES
SETORIAIS
ASSUNTOS INDÍGENAS
TANI ROSE E ROMEU VASCONCELOS
indigenas@pt.org.br
C&T E TI
HENRIQUE DONIN
ctti@pt.org.br
COMUNITÁRIO
JOÃO GABRIEL
comunitario@pt.org.br
DIREITOS ANIMAIS
VANESSA NEGRINI
direitosanimais@pt.org.br
DIREITOS HUMANOS
RENATO SIMÕES
direitoshumanos@pt.org.br
ECONOMIA SOLIDÁRIA
TATIANE VALENTE
ecosol@pt.org.br
EDUCAÇÃO
TERESA LEITÃO
educacao@pt.org.br
ENERGIA E RECURSOS MINERAIS
JOSÉ MARIA RANGEL
energiaerecursosminerais@pt.org.br
ESPORTES E LAZER
JOSÉ LUIS FERRAREZI
esporteslazer@pt.org.br
INTERRELIGIOSO
GUTIERRES BARBOSA
interreligioso@pt.org.br
MORADIA
ANTONIO SABINO
moradia@pt.org.br
PESSOA IDOSA
VICENTE FALEIROS
pessoaidosa@pt.org.br
PESSOAS COM DEFICIÊNCIA
RUBINHO LINHARES
pessoascomdeficiencia@pt.org.br
SAÚDE
ELIANE CRUZ
saude@pt.org.br
SEGURANÇA ALIMENTAR
ADRIANA ARANHA
segurancaalimentar@pt.org.br
SEGURANÇA PÚBLICA
ABDAEL AMBRUSTER
segurancapublica@pt.org.br
TRANSPORTES, LOGISTICA E MOBILIDADE
URBANA
LUCIA MARIA MENDONÇA
logtransp@pt.org.br
Partido dos Trabalhadores 2022
Ilustração da capa: Elifas Andreato

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Cartilha

Cartilha JPT Eleições 2012
Cartilha JPT Eleições 2012Cartilha JPT Eleições 2012
Cartilha JPT Eleições 2012
PT Paraná
 
Sugestão de projeto para a estruturação do movimento contra o Foro de São Paulo.
Sugestão de projeto para a estruturação do movimento contra o Foro de São Paulo.Sugestão de projeto para a estruturação do movimento contra o Foro de São Paulo.
Sugestão de projeto para a estruturação do movimento contra o Foro de São Paulo.
Diego Natan Canteri
 
Cidadonos provisório v3
Cidadonos provisório v3Cidadonos provisório v3
Cidadonos provisório v3
Henrique Parra
 
Ata constituicao do_partido_da_mobilizacao_popular_ii
Ata constituicao do_partido_da_mobilizacao_popular_iiAta constituicao do_partido_da_mobilizacao_popular_ii
Ata constituicao do_partido_da_mobilizacao_popular_ii
Felipe Gravações
 
Compacto relatorio estagio
Compacto relatorio estagioCompacto relatorio estagio
Compacto relatorio estagio
Andressa Gomes
 
I encontro de militantes virtuais do pt rj
I encontro de militantes virtuais do pt rjI encontro de militantes virtuais do pt rj
I encontro de militantes virtuais do pt rj
Rildo Ferreira
 
Redes Sociales UNV Buenos Aires
Redes Sociales UNV Buenos AiresRedes Sociales UNV Buenos Aires
Redes Sociales UNV Buenos Aires
Fernanda Bornhausen Sá
 
Projeto eleições 2010 neli helena
Projeto eleições 2010 neli helenaProjeto eleições 2010 neli helena
Projeto eleições 2010 neli helena
Gisela Martin
 
Relatório de atividades Politize! 2019
Relatório de atividades Politize! 2019Relatório de atividades Politize! 2019
Relatório de atividades Politize! 2019
Politize!
 
Portfólio ong libertas
Portfólio ong libertasPortfólio ong libertas
Portfólio ong libertas
Valberlucio pereira
 
Moção juventude popular é a alternativa
Moção juventude popular é a alternativaMoção juventude popular é a alternativa
Moção juventude popular é a alternativa
Ricardo Meca
 
Projeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimento
Projeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimentoProjeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimento
Projeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimento
manualdoservidor
 
Cartilha de olho no legislativo
Cartilha de olho no legislativoCartilha de olho no legislativo
Cartilha de olho no legislativo
José Ripardo
 
Manual de Guerrilha do Servidor Público
Manual de Guerrilha do Servidor PúblicoManual de Guerrilha do Servidor Público
Manual de Guerrilha do Servidor Público
manualdoservidor
 
Apresentaçao portal minas decide
Apresentaçao portal minas decideApresentaçao portal minas decide
Apresentaçao portal minas decide
minasdecide
 
(Legado 2016) Imersão 1
(Legado 2016) Imersão 1(Legado 2016) Imersão 1
(Legado 2016) Imersão 1
Ink_conteudos
 
Histórico campanha e ação nacional
Histórico campanha e ação nacionalHistórico campanha e ação nacional
Histórico campanha e ação nacional
fabricio
 
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da préComo preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
Adriana De Oliveira Guimaraes
 
Roteiro pré campanha
Roteiro pré campanhaRoteiro pré campanha
Roteiro pré campanha
Ênio Cavalcanti
 
Apresentação da FESEC
Apresentação da FESECApresentação da FESEC
Apresentação da FESEC
FESEC
 

Semelhante a Cartilha (20)

Cartilha JPT Eleições 2012
Cartilha JPT Eleições 2012Cartilha JPT Eleições 2012
Cartilha JPT Eleições 2012
 
Sugestão de projeto para a estruturação do movimento contra o Foro de São Paulo.
Sugestão de projeto para a estruturação do movimento contra o Foro de São Paulo.Sugestão de projeto para a estruturação do movimento contra o Foro de São Paulo.
Sugestão de projeto para a estruturação do movimento contra o Foro de São Paulo.
 
Cidadonos provisório v3
Cidadonos provisório v3Cidadonos provisório v3
Cidadonos provisório v3
 
Ata constituicao do_partido_da_mobilizacao_popular_ii
Ata constituicao do_partido_da_mobilizacao_popular_iiAta constituicao do_partido_da_mobilizacao_popular_ii
Ata constituicao do_partido_da_mobilizacao_popular_ii
 
Compacto relatorio estagio
Compacto relatorio estagioCompacto relatorio estagio
Compacto relatorio estagio
 
I encontro de militantes virtuais do pt rj
I encontro de militantes virtuais do pt rjI encontro de militantes virtuais do pt rj
I encontro de militantes virtuais do pt rj
 
Redes Sociales UNV Buenos Aires
Redes Sociales UNV Buenos AiresRedes Sociales UNV Buenos Aires
Redes Sociales UNV Buenos Aires
 
Projeto eleições 2010 neli helena
Projeto eleições 2010 neli helenaProjeto eleições 2010 neli helena
Projeto eleições 2010 neli helena
 
Relatório de atividades Politize! 2019
Relatório de atividades Politize! 2019Relatório de atividades Politize! 2019
Relatório de atividades Politize! 2019
 
Portfólio ong libertas
Portfólio ong libertasPortfólio ong libertas
Portfólio ong libertas
 
Moção juventude popular é a alternativa
Moção juventude popular é a alternativaMoção juventude popular é a alternativa
Moção juventude popular é a alternativa
 
Projeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimento
Projeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimentoProjeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimento
Projeto Brasil 2030: da colaboração para o desenvolvimento
 
Cartilha de olho no legislativo
Cartilha de olho no legislativoCartilha de olho no legislativo
Cartilha de olho no legislativo
 
Manual de Guerrilha do Servidor Público
Manual de Guerrilha do Servidor PúblicoManual de Guerrilha do Servidor Público
Manual de Guerrilha do Servidor Público
 
Apresentaçao portal minas decide
Apresentaçao portal minas decideApresentaçao portal minas decide
Apresentaçao portal minas decide
 
(Legado 2016) Imersão 1
(Legado 2016) Imersão 1(Legado 2016) Imersão 1
(Legado 2016) Imersão 1
 
Histórico campanha e ação nacional
Histórico campanha e ação nacionalHistórico campanha e ação nacional
Histórico campanha e ação nacional
 
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da préComo preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
Como preparar a candidatura a vereador roteiro da pré
 
Roteiro pré campanha
Roteiro pré campanhaRoteiro pré campanha
Roteiro pré campanha
 
Apresentação da FESEC
Apresentação da FESECApresentação da FESEC
Apresentação da FESEC
 

Mais de ComunicaoPT

Carta para o Brasil do Amanhã
Carta para o Brasil do AmanhãCarta para o Brasil do Amanhã
Carta para o Brasil do Amanhã
ComunicaoPT
 
NAPP-Saúde e SNS-PT_sobre o fim da pandemia.pdf
NAPP-Saúde e SNS-PT_sobre o fim da pandemia.pdfNAPP-Saúde e SNS-PT_sobre o fim da pandemia.pdf
NAPP-Saúde e SNS-PT_sobre o fim da pandemia.pdf
ComunicaoPT
 
ESTATUTO DA FEDERAÇÃO BRASIL DA ESPERANÇA.pdf
ESTATUTO DA FEDERAÇÃO BRASIL DA ESPERANÇA.pdfESTATUTO DA FEDERAÇÃO BRASIL DA ESPERANÇA.pdf
ESTATUTO DA FEDERAÇÃO BRASIL DA ESPERANÇA.pdf
ComunicaoPT
 
Federacao2.pdf
Federacao2.pdfFederacao2.pdf
Federacao2.pdf
ComunicaoPT
 
Conferencia
ConferenciaConferencia
Conferencia
ComunicaoPT
 
AÇÃO CRIMINAL No 1026137-89.2018.4.01.3400
AÇÃO CRIMINAL No 1026137-89.2018.4.01.3400AÇÃO CRIMINAL No 1026137-89.2018.4.01.3400
AÇÃO CRIMINAL No 1026137-89.2018.4.01.3400
ComunicaoPT
 
HC - Suspeição Moro
HC -  Suspeição MoroHC -  Suspeição Moro
HC - Suspeição Moro
ComunicaoPT
 
ONU - Direito de Lula
ONU - Direito de Lula ONU - Direito de Lula
ONU - Direito de Lula
ComunicaoPT
 
Encontro Comemorativo
Encontro Comemorativo Encontro Comemorativo
Encontro Comemorativo
ComunicaoPT
 
Contra a privatização da Eletrobrás
Contra a privatização da EletrobrásContra a privatização da Eletrobrás
Contra a privatização da Eletrobrás
ComunicaoPT
 
Regulamento Encontros Setoriais 2021
Regulamento Encontros Setoriais 2021   Regulamento Encontros Setoriais 2021
Regulamento Encontros Setoriais 2021
ComunicaoPT
 
ADPF Covid 19
ADPF Covid 19ADPF Covid 19
ADPF Covid 19
ComunicaoPT
 
Noticia Crime
Noticia CrimeNoticia Crime
Noticia Crime
ComunicaoPT
 
Ofício
OfícioOfício
Ofício
ComunicaoPT
 
Resolucao do PT Minas Gerais
Resolucao do PT Minas Gerais Resolucao do PT Minas Gerais
Resolucao do PT Minas Gerais
ComunicaoPT
 
Nota
NotaNota
COMITÊ CIENTÍFICO
COMITÊ CIENTÍFICOCOMITÊ CIENTÍFICO
COMITÊ CIENTÍFICO
ComunicaoPT
 
Nordeste Pela Ação Climática
Nordeste Pela Ação ClimáticaNordeste Pela Ação Climática
Nordeste Pela Ação Climática
ComunicaoPT
 
Convocatória
ConvocatóriaConvocatória
Convocatória
ComunicaoPT
 

Mais de ComunicaoPT (20)

Carta para o Brasil do Amanhã
Carta para o Brasil do AmanhãCarta para o Brasil do Amanhã
Carta para o Brasil do Amanhã
 
NAPP-Saúde e SNS-PT_sobre o fim da pandemia.pdf
NAPP-Saúde e SNS-PT_sobre o fim da pandemia.pdfNAPP-Saúde e SNS-PT_sobre o fim da pandemia.pdf
NAPP-Saúde e SNS-PT_sobre o fim da pandemia.pdf
 
ESTATUTO DA FEDERAÇÃO BRASIL DA ESPERANÇA.pdf
ESTATUTO DA FEDERAÇÃO BRASIL DA ESPERANÇA.pdfESTATUTO DA FEDERAÇÃO BRASIL DA ESPERANÇA.pdf
ESTATUTO DA FEDERAÇÃO BRASIL DA ESPERANÇA.pdf
 
Federacao2.pdf
Federacao2.pdfFederacao2.pdf
Federacao2.pdf
 
Conferencia
ConferenciaConferencia
Conferencia
 
SPD
SPDSPD
SPD
 
AÇÃO CRIMINAL No 1026137-89.2018.4.01.3400
AÇÃO CRIMINAL No 1026137-89.2018.4.01.3400AÇÃO CRIMINAL No 1026137-89.2018.4.01.3400
AÇÃO CRIMINAL No 1026137-89.2018.4.01.3400
 
HC - Suspeição Moro
HC -  Suspeição MoroHC -  Suspeição Moro
HC - Suspeição Moro
 
ONU - Direito de Lula
ONU - Direito de Lula ONU - Direito de Lula
ONU - Direito de Lula
 
Encontro Comemorativo
Encontro Comemorativo Encontro Comemorativo
Encontro Comemorativo
 
Contra a privatização da Eletrobrás
Contra a privatização da EletrobrásContra a privatização da Eletrobrás
Contra a privatização da Eletrobrás
 
Regulamento Encontros Setoriais 2021
Regulamento Encontros Setoriais 2021   Regulamento Encontros Setoriais 2021
Regulamento Encontros Setoriais 2021
 
ADPF Covid 19
ADPF Covid 19ADPF Covid 19
ADPF Covid 19
 
Noticia Crime
Noticia CrimeNoticia Crime
Noticia Crime
 
Ofício
OfícioOfício
Ofício
 
Resolucao do PT Minas Gerais
Resolucao do PT Minas Gerais Resolucao do PT Minas Gerais
Resolucao do PT Minas Gerais
 
Nota
NotaNota
Nota
 
COMITÊ CIENTÍFICO
COMITÊ CIENTÍFICOCOMITÊ CIENTÍFICO
COMITÊ CIENTÍFICO
 
Nordeste Pela Ação Climática
Nordeste Pela Ação ClimáticaNordeste Pela Ação Climática
Nordeste Pela Ação Climática
 
Convocatória
ConvocatóriaConvocatória
Convocatória
 

Cartilha

  • 1.
  • 2. 2 A Força do Povo para mudar o Brasil O Partido dos Trabalhadores nasceu no chão das fábricas, das escolas, dos bairros e comunidades de todo o Brasil para transformar este país. Nossa força original veio dos núcleos, que trouxeram a pauta do povo para a política. Foi assim que resistimos à ditadura, participamos da re- democratização, conquistamos direitos para os trabalha- dores e o povo mais humilde; fazendo oposição ou gover- nando o Brasil. Os Comitês Populares de Luta nascem para resgatar essa energia que vem da base, para vitalizar o PT e fortalecer a organização popular, essencial para o projeto de recons- trução e transformação do país. É com a força dos movi- mentos sociais e populares, dos sindicatos, dos militantes pela igualdade e pelos direitos das mulheres, das negras e negros, das pessoas LGBT, das pessoas com deficiência, estudantes e professores, de todas as religiões, que vamos mudar a realidade. Em nossa trajetória, aprendemos que só com organização e mobilização popular é possível garantir as conquistas democráticas e impedir retrocessos como os que estão acontecendo em nosso país desde o golpe do impeach- ment. Por isso é tão importante trabalhar pela conscien- tização e participação política, que é o instrumento mais poderoso da luta popular. Nesta publicação, apresentamos propostas e instruções para a formação e funcionamento dos Comitês Popula-
  • 3. 3 res de Luta, uma ideia inovadora que vai tomar forma na prática, com o empenho e a criatividade de nossa gente. Nosso desafio é imenso, do tamanho do Brasil. É com a for- ça do povo que vamos enfrentá-lo, como já fizemos antes, provando que somos capazes de construir um país melhor para todos, mas principalmente para quem mais precisa. Gleisi Hoffmann Presidenta Nacional do Partido dos Trabalhadores Sônia Braga Secretária Nacional de Organização do PT Maria do Rosário Secretária Nacional de Formação Política do PT e Diretora da Escola Nacional de Formação Jilmar Tatto Secretário Nacional de Comunicação do PT Lucinha Barbosa Secretária Nacional de Movimentos Populares e Políticas Setoriais Gilberto Carvalho Diretor da Escola Nacional de Formação do PT Vivian Farias Diretora da Escola Nacional de Formação do PT e Vice-presi- denta da FPA Taís Maciel Diretora da Escola Nacional de Formação do PT Mais informações comitespopulares@pt.org.br 11 3243-1301 comitespopulares@pt.org.br 11 3243-1301
  • 4. 4 13 PONTOS PARA SE CONSTRUIR UM COMITÊ
  • 5. 5 Por que construir Comitês Populares de Luta? Porque para transformar o Brasil, precisamos criar um forte e organizado movimento capaz de sustentar, nas ruas, um Pro- grama Popular de Reconstrução e Transformação do Brasil. Porque é necessário defender os direitos do povo e construir uma consciência popular de que o voto para presidente é só o primeiro passo; é necessário construir uma base de depu- tados/as, senadores/as, governadores/as, que sustentem as transformações que o País precisa. Porque a melhor maneira de combater as mentiras e as fake news é criando vínculos e confiança com as pessoas em cada lugar do Brasil. Ponto 1 Ponto 1
  • 6. 6 O que são os Comitês Populares de Luta? São espaços que reúnem e acolhem todas as pessoas que querem participar das lutas em cada lugar e contribuir para transformar a vida do povo brasileiro. Podem se organizar por rua, comunidade, bairro, cidade, lo- cal de estudo, local de trabalho, luta setorial, pré-candidaturas, mandatos e de todas as formas que ajudem a reunir pessoas. Ponto 2 Ponto 2
  • 7. 7 Quem pode participar dos Comitês Populares de Luta e como eles podem funcionar? Pessoas filiadas ou não aos Partidos, que querem se organi- zar para as lutas de cada lugar. Os Comitês podem funcionar com atividades presenciais, digitais, ou com participação presencial e digital ao mesmo tempo. Os Comitês digitais necessariamente atuam em um local, município ou luta setorial. Ponto 3 Ponto 3
  • 8. 8 Que princípios orientam os Comitês Populares de Lutas? 1. A defesa do povo brasileiro e de uma sociedade justa, fra- terna e igualitária; 2. Enfrentamento à extrema direita e ao neoliberalismo; Combate aos preconceitos; Acolhimento; e Trabalho Coleti- vo; 3. Os Comitês são um espaço de trabalho conjunto, no qual todas as pessoas são valorizadas, respeitadas nos seus saberes e nas diversas formas que podem contribuir. Ponto 4 Ponto 4
  • 9. 9 Que atividades os Comitês Populares de Lutas realizam? Os Comitês atuam em rede e recebem, semanalmente, orientações sobre a conjuntura e as atividades nacionais, criando um grande movimento em todo o País. Alguns exemplos de atividades: 1. Reuniões e atividades públicas periódicas; 2. Identificar as principais dores, lutas e alegrias das pesso- as do local onde o Comitê vai atuar, para criar pontes com o Programa Popular de Reconstrução e Transformação do Brasil; 3. Identificar movimentos sociais, grupos, associações, sin- dicatos, comunidades, locais de estudo, locais de trabalho e reuniões e convidar as pessoas para o Comitê; 4. Identificar locais, como praças, ruas, feiras, equipamentos e espaços públicos, pontos de transporte, estações, festas, comércios e outros pontos de encontro das pessoas onde o Comitê possa realizar atividades; 5. Panfletagens. Entregar materiais, ouvir e conversar com as pessoas, cadastrar os contatos e convidar as pessoas para as próximas atividades; 6. Visitas de Casa em Casa. Pensar coletivamente num roteiro de conversas com as pessoas, escolher um dia em que estão em casa, conversar, ouvir e valorizar os pontos de vista delas; Ponto 5 Ponto 5
  • 10. 10 7. Caminhadas, Cicleatas ou Skateatas. Reunir um número ra- zoável de pessoas, definir trajetos, palavras de ordem, sons, como abordar as pessoas, pontos de concentração e disper- são da atividade e comunicar as autoridades públicas locais; 8. Mural, Varal ou Microfone dos Sonhos, Desejos e Histórias de Lutas. Convidar as pessoas para escrever ou contar suas histórias, desejos e sonhos e criar as conexões com o Progra- ma Popular de Reconstrução e Transformação do Brasil; 9. Atividades Culturais. Filmes, curtas, vídeos, projeções, mú- sicas, pinturas, intervenções teatrais, que podem ser usados para reunir as pessoas e iniciar uma conversa; 10. Mesa na praça (ou local público) com café e bolo. Convi- dar as pessoas a tomar um café com bolo e conversar sobre como elas veem o País, o seu lugar e como isso se articula com o Programa Popular de Reconstrução e Transformação do Brasil; 11. Aulas Públicas ou Rodas de Conversa. São momentos de chamar pessoas para falar sobre diversos assuntos, por exemplo, economia, educação, meio ambiente, e também ouvir e dialogar com as pessoas que estão participando; 12. Atividades Digitais. Compartilhar os materiais e publicar nas redes e grupos, produzir vídeos, memes e cards, fazer li- ves com as pessoas do local, formação da central municipal de combate às fakenews e espalhar a verdade na rede; 13. Use a Criatividade. Junte e combine algumas dessas ativi- dades sugeridas, ou reúna as pessoas do Comitê para pensar novas formas de fazer atividades e aprenda com as experiên- cias dos outros Comitês pelo País.
  • 11. 11 Como faço para construir um Comitê Popular de Luta? Passo 1: Reunir presencial ou digitalmente um grupo de pes- soas que queiram construir um Comitê; Passo 2: Definir em que rua, comunidade, bairro, cidade, lo- cal de estudo, local de trabalho ou luta setorial o Comitê vai atuar; Passo 3: Registrar o Comitê na Plataforma (casa13.pt.org.br) e indicar até três pessoas que vão receber os materiais e orienta- ções, por e-mail, Whatsapp e Telegram; Passo 4: Planejar e realizar as atividades. É importante começar, mesmo que sejam atividades simples com um grupo pequeno. Ponto 6 Ponto 6
  • 12. 12 Como os Comitês podem articular o Programa Popular de Reconstrução e Transformação do Brasil ao locais, comunidades e lutas setoriais? Os Comitês fazem a ponte entre o Programa e as lutas das pessoas nos locais onde atuam; por exemplo, se no bairro onde o Comitê atua, a principal luta é pelo saneamento bá- sico, o Comitê pode fazer materiais sobre as propostas para o saneamento que estarão no Programa. Ponto 7 Ponto 7
  • 13. 13 Como os Comitês Populares de Luta se articulam com os Comitês Lula Livre, Comitês Fora Bolsonaro e outros coletivos que já existem? Os Comitês e Coletivos que já existem podem se tornar Comitês Populares de Luta se cadastrando na Plataforma (casa13.pt.org.br); Também podem manter seus nomes e suas identidades atuais, mas se cadastrarem na Plataforma (casa13.pt.org.br) para receber os materiais e orientações para a realização das atividades. Ponto 8 Ponto 8 Ponto 8
  • 14. 14 Como os Comitês Populares se relacionam com os Diretórios do PT, Mandatos, Setoriais, Núcleos de Base e Núcle- os de Vivências, Estudos e Lutas construídos no projeto Nova Primavera? Os Diretórios, Mandatos, Setoriais, Secretarias e Núcleos de- vem cadastrar até três pessoas na Plataforma (casa13.pt.org. br), que vão receber os materiais e orientações, por e-mail, Whatsapp e Telegram. Essas instâncias e espaços do PT de- vem estar na linha de frente da construção dos Comitês Po- pulares, recebendo e organizando as pessoas que queiram contribuir com as lutas pela transformação do País; Para quem é filiada, filiado ou simpatizante do PT, o Comitê Popular pode se tornar, mais à frente, um Núcleo de Vivên- cias, Estudos e Lutas - que são espaços permanentes do PT, voltados para o trabalho de base, acolhimento, formação política e organização das lutas nos territórios. Ponto 9 Ponto 9
  • 15. 15 É possível organizar um Comitê Popular e manter cuidados necessários para prevenção de COVID e outras contaminações? Sim, mantendo com rigor os protocolos de saúde: usando ál- cool em gel e máscaras de proteção, realizando atividades em locais arejados e seguindo todas as orientações das au- toridades sanitárias. Ponto 10 Ponto 10
  • 16. 16 Como cuidar da segurança das pessoas que participam dos Comitês Populares? Evitar provocações e não fazer atividades sem que outras pes- soas estejam junto com você; Em atividades maiores, ter sempre uma pessoa ou um grupo responsável pela segurança e consultar os movimentos sociais com experiência. Ponto 11 Ponto 11
  • 17. 17 Onde posso pedir ajuda para construir um Comitê Popular? Há pessoas em cada Diretório Zonal, Municipal, Estadual, Se- cretarias e Setoriais do PT que podem ajudar; Você também pode entrar em contato pelo e-mail comitespopulares@pt.org.br e pelo WhatsApp 11 3243-1301 Na plataforma casa13.pt.org.br, você pode conhecer os Comi- tês Populares que já existem; No dia 13 de março, começam as inscrições para a Jornada de Formação Nova Primavera 2022, que tem como objetivo quali- ficar e ajudar as pessoas na organização dos Comitês Populares de Lutas, inscreva-se pelo enfpt.org.br. Ponto 12 Ponto 12
  • 18. 18 Além dos materiais que os Comitês vão receber semanalmente, onde posso encontrar mais? 1. Na Plataforma dos Comitês Populares (casa13.pt.org.br), você encontra fotos e vídeos das atividades; 2. Casa 13, você encontra materiais e vídeos para atuação digital; 3. Na página da Escola Nacional de Formação Política do PT, você encontra as atividades de formação que estão previstas; 4. Nas páginas do PT Nacional e da Fundação Perseu Abramo, você encontra notícias e artigos; 5. Na Verdade na Rede (pt.org.br/verdadenarede), você pode realizar denúncias de fake news e mentiras nas redes; Ponto 13 Ponto 13
  • 19. 19 JUVENTUDE DO PT NÁDIA GARCIA juventude@pt.org.br SECRETARIAS SETORIAIS AGRÁRIO ELISANGELA ARAUJO agrarianacional@pt.org.br COMBATE AO RACISMO MARTVS DAS CHAGAS sncr.comunica@pt.org.br CULTURA MÁRCIO TÁVARES cultura@pt.org.br LGBT JANAINA BARBOSA lgbt@pt.org.br MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO PENILDON SILVA FILHO smad@pt.org.br MULHERES ANNE MOURA mulheres@pt.org.br SINDICAL PAULO CAYRES sindical@pt.org.br COORDENAÇÕES SETORIAIS ASSUNTOS INDÍGENAS TANI ROSE E ROMEU VASCONCELOS indigenas@pt.org.br C&T E TI HENRIQUE DONIN ctti@pt.org.br COMUNITÁRIO JOÃO GABRIEL comunitario@pt.org.br DIREITOS ANIMAIS VANESSA NEGRINI direitosanimais@pt.org.br DIREITOS HUMANOS RENATO SIMÕES direitoshumanos@pt.org.br ECONOMIA SOLIDÁRIA TATIANE VALENTE ecosol@pt.org.br EDUCAÇÃO TERESA LEITÃO educacao@pt.org.br ENERGIA E RECURSOS MINERAIS JOSÉ MARIA RANGEL energiaerecursosminerais@pt.org.br ESPORTES E LAZER JOSÉ LUIS FERRAREZI esporteslazer@pt.org.br INTERRELIGIOSO GUTIERRES BARBOSA interreligioso@pt.org.br MORADIA ANTONIO SABINO moradia@pt.org.br PESSOA IDOSA VICENTE FALEIROS pessoaidosa@pt.org.br PESSOAS COM DEFICIÊNCIA RUBINHO LINHARES pessoascomdeficiencia@pt.org.br SAÚDE ELIANE CRUZ saude@pt.org.br SEGURANÇA ALIMENTAR ADRIANA ARANHA segurancaalimentar@pt.org.br SEGURANÇA PÚBLICA ABDAEL AMBRUSTER segurancapublica@pt.org.br TRANSPORTES, LOGISTICA E MOBILIDADE URBANA LUCIA MARIA MENDONÇA logtransp@pt.org.br
  • 20. Partido dos Trabalhadores 2022 Ilustração da capa: Elifas Andreato