Mdm nº16

166 visualizações

Publicada em

Animal

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
166
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mdm nº16

  1. 1. Ano 2 Nº 16 FORA CRISE! APRENDA A DAR BANHO ECOLÓGICO NO SEU GATINHO HUSKY SIBERIANO Lobo em forma de cachorro Personalidade Luíza Mell e sua paixão inesgotável pelos animais 10SINAIS QUE TE DIZEM QUE SEU CÃO TE AMA AARG Começou em 2012 essa história de amor aos animais PASSEAR É MUITO BOM! Aprenda a ensiná-los a andar junto e ficarem ao seu lado o trajeto todo E ELES VÃO ADORAR!
  2. 2. 2
  3. 3. 3 Hoje em dia, com cada vez mais pessoas morando em apartamentos cada vez menores, e com cada vez mais pessoas tendo cachorros, os melhores amigos do homem têm cada vez menos tempo ao ar livre para andar um pouco, esticar as pernas, ops... as patas! As vezes os donos têm que tomar decisões nem um pouco legais (para os cachorros) como contratar dog walkers ou deixa-los num hotelzinho. Mas voces nao precisam lidar com isso! Basta seguir alguns truques basicos e o seu cachorro andara juntinho de voce sempre sem precisar de que voce bata nele ou grite com ele. Um petisco, de vez em quando e muito bom, sabe? Um grande abraço! Amanda Lima Alô da Redação Passear nao e problema
  4. 4. 4 Bastidores
  5. 5. nossa rede 5 d Ela é linda não é? A Mhia, nossa pet model felina postou essas duas fotos mostrando a fofura dela no Pet Connect, um facebook para pets. Bom, todos amaram, pelo menos foi bem assim que disseram. O álbum Petz é dedicado aos mascotes dos leitores, para ver seu pet no álbum, envie uma foto dele para revistamaniademiar@gmail.com O que rola no Pet Connect As duas fotinhos que a Mhia postou no Pet Connect, que fizeram sensação! REDES SOCIAISCurta, compartilhe e dê um pin-it em nossos conteúdos para saber o que tem de novo no mundo pet e aprenda mais @revistamdm Nosso site Entre no nosso site e aprenda mais sobre cavalos, gatos e cachorros! Siga-nos no Pinterest e veja o que nós compartilhamos! Ler no Issuu Leia as nossas revistas no Issuu (issuu.com/maniademiar) online e gratuitamente, além de compartilhar, curtir, comentar incorporar em sites ou fazer download. Polo é um labrador amarelo. Mika, uma labradora preta. Ciça, atleta de polo aquático. Já dá pra ver que é uma ótima combinação né? Quer acompanhar as aventuras deles? Siga o perfil deles no Instagram! Ah, e não esqueça de seguir nosso perfil no PensaPet, o Instagram dos bichos! InstaPet @caopanheirolabra @mhia
  6. 6. 6 Personalidade Luísa MellTexto: Jéssica Presença/Fotos: Luiz Gustavo Gonçalves
  7. 7. 7
  8. 8. 8 Por dentro da raça GOLDENSEU AMIGO DE OURO Texto: Amanda Menezes Em que você pensa quando te dizem “Ah minha tia comprou um Labrador” ou “ Queria tanto um Labrador” Se você pensa “Coitada da sua tia” ou “Você não sabe o que está fazendo” Você precisa ler essa matéria. Você precisa saber que o Marley do “Marley & Eu” Não pode ser generalizado. Não é todo Labrador que é um verdadeiro furaCÃO! Tudo que você precisa é de um pouco de paciência e muito carinho e Zás! Você terá o Labrador Perfeito!!! Fiel, Leal, Carinhoso, Carismático, o Labrador é tudo de bom! Se você quer um amigo pra vida toda, Tenha certeza: O Labrador é sua melhor escolha. Ficha Técnica Tamanho: até 62 cm Peso: de 20 a 31 kg Pelagem: curta e densa Temperamento: amigável, obediente, companheiro... Cores: inteiramente preto, amarelo ou chocolate. Pequenas manchas brancas são permitidas Olhos: castanhos Rabo: Grossa na base e se afina na ponta.
  9. 9. 9 Os filhotes de Labrador são gordinhos e muito fofos! Não há quem resista à fofura deles! Devotados ao dono desde pequenos, a fase ideal para iniciar os treinos é de 2 a 3 meses de vida. Este lindo cãozinho vai te amar pelo resto da sua vida!!! Os filhotinhos aprendem muito rápido, por isso que deve- se começar a trinar aos 2 meses. Segundo Alexandre Rossi, adestrador da Cão Cidadão, os filhotes absorvem tudo que você ensina, são mais gulosos, aceitando melhor os petiscos de treinamento, aceitam melhor a liderança, tem agressividade não perigosa, e o melhor: Estão em fase de socialização. Filhotes
  10. 10. 10 Somos amigões desajeitados: gostamos de pular e brincar muito! shsjhdejkhdjh ehdnkjeijeijkd kwkekwhekw asehhdjdhfjhd jhekjdhfkjhhfh Prós Contras Ele não é um animal de estimação agressivo, portanto, se dá muito bem tanto com as pessoas como com outros cães. Gosta de crianças e adora estar perto de seus donos. Requer que o dono dedique muito tempo para passeios, corridas e tenha espaço em casa para que ele possa brincar. O gasto médio de ração é de 20 kg por mês, então, prepare seu bolso!
  11. 11. 11 SaúdeTemperamento EducaçãoCuidados Exercícios Um Labrador nato possui um temperamento absolutamente dócil. Pode ser destruidor, mas, ao mesmo tempo é cuidadoso com crianças, sempre muito brincalhão e intenso em suas atividades. Inteligentíssimo, é capaz de se adaptar em qualquer tipo de ambiente e tem muita vontade de agradar ao dono. Para que não haja erros, o médico veterinário Marcio Esteves, especialista em comportamento canino (RJ), deixa a dica: “Com 60 dias de vida já é possível confirmar se estamos diante de um animal submisso ou dominante.” Texto: Jaqueline Lasko Semanalmente é necessário limpar os condutos auditivos do animal, e a escovação deve ser diária, pois, além de tirar os pelos mortos, ainda melhora a circulação e distribuição da oleosidade natural. “Em países de clima tropical podem ocorrer mais de duas trocas ao ano, mas, no geral, não soltam tanto pelo”, diz Esteves.. Kildare e Ricardo alertam que os Labradores tendem a ter problemas de torção gástrica, nanismo com displasia retinal, distrofia muscular e displasia do cotovelo. Esteves ensina que uma boa seleção genética feita pelos criadores da raça e visitas ao veterinário afastam esses fantasmas. Alimentação De acordo com os criadores Ricardo de Lima e Kildare da Costa Cunha, do Canil Mônaco Labrador, de Bragança Paulista (SP), os Labradores são cães que aprendem muito rápido. Por esses cães terem tendência à obesidade, os criadores Kildare e Ricardo indicam que a alimentação seja feita sempre com ração Super Premium específica para a raça, e recomendam: “Fique atento, pois são gulosos.” Os Labradores precisam de exercícios diários e, se estiverem relacionados a nadar e buscar coisas, melhor ainda. Se você tem piscina em casa, prepare-se para dividi-la com ele!!!
  12. 12. Ong do Mês 12 A área onde os gatinhos ficam foi formulada especialmente para eles, os voluntários encheram de arranhadores (foto acima) e prateleiras (foto abaixo) SOSgatinhos Salvando vidas desde 2001 OS GATINHOS DO MUSEU CARMEM MIRANDA NÃO SE ENCONTRAM MAIS ABANDONADOS GRAÇAS A SOSGATINHOS TEXTO: Leila Barbosa Em São Paulo desde 2001 até o presente ano conseguimos novos bons lares para 1460 gatinhos. A proposta do SOSgatinhos é salvar, resgatar e cuidar de gatos em situações de risco e abandono. Levar ao veterinário para tratamento + castração e abrigar os bichinhos até que sejam adotados. Promover a posse responsável.  Ah, antes que alguém fale nisso, o destino das pessoas abandonadas nas ruas é igualmente triste, mas elas não são recolhidas e assassinadas caso ninguém as adote. Humanos podem falar, reivindicar, pedir ajuda. Os bichos sofrem em silencio, perdidos nas cidades onde não há lugar para eles. A nossa meta Nossa meta é que cada vez mais pessoas entendam que os animais têm, como a gente, as mesmas necessidades de afeto e de uma vida digna. É um trabalho independente e o dinheiro para cuidados veterinários, castrações, alimentação, higiene dos gatos e manutenção do abrigo vem do nosso bolso e também de doações de simpatizantes e voluntários, de rifas e bazares. O sosgatinhos é contra qualquer tipo de exploração dos animais. Contra a compra e venda de animais, contra seu encarceramento e morte. Contra o uso de animais em testes, contra a vivissecção. Só a favor da eutanásia em caso de doença terminal e sofrimento.
  13. 13. 13 Mundo pet O 2º CONOEC (congresso nacional de educação canina) ocorreu entre os dias 6 e 12 de julho e teve palestras dos maiores especialistas de educação e adestramento canino. O congresso foi gratuito na hora e ao vivo mas, existia a opção de uma inscrição VIP, por R$ 475,50 você poderia ter acesso a todas as palestras para sempre em mp3 e vídeo. O congresso foi idealizado por Rafael dos Santos e dele participaram muitos dos maiores especialistas do Brasil em comportamento canino. Congresso Caminhas Espaciais Já pensou em ter uma caminha feita de espuma visco elástica (espuma criada pela NASA para foguetes)? E para o seu pet? E se ainda mais fossem com belas estampas assinadas por um renomado artista plástico? Essa é a coleção de caminhas NASA da marca estadunidense Pet Nap, que além dessa coleção tem muitas outras, que são muito bonitas e todas são assinadas por um artista plástico famoso. CASTRAÇÃO INTINERANTE Os protetores de Salvador (BA) já podem contar com uma valiosa ajuda: o Castramóvel, um ônibus adaptado que fornece castração gratuita para animais de rua ou cujos donos não tenham condições de pagar pelo procedimento. O transporte, que é equipado com cinco mesas de cirurgia e equipe com 12 pessoas, é fruto do projeto da vereadora Ana Rita Tavares. O ônibus, que iniciou suas operações no final de 2013, fica estacionado por um período de 30 a 60 dias em cada bairro.
  14. 14. ” “ Há uma forte ligação genética entre cães nervosos e filhotes, e isso costuma ser responsável pela natureza ansiosa e sensível do seu animal Medo de veterinário 14 Leitura Animal O livro I Love Ninna ( editora Mimo), da autora Millu Lee, conta a crônica do cachorro Bento, que se apaixona pela cadelinha Ninna. Envolvente, o livro ainda está sendo concluído. Em breve, estará disponível para leitura em Wattpad.com Seu cachorro tem medo de ir no veterinário? Se ele tem, saiba que é normal, pois toda vez que ele vai ao consultório, só sente dor. Segundo Alexandre Rossi, para dessensibilizar o cachorro da relação construída entre veterinário e dor, você deve simular os procedimentos, numa atividade chamada de “brincar de veterinário”, que consiste em simular por exemplo a picada da vacina com uma caneta, e depois da um petisco, assim o peludo vai achar que é bom tomar vacina, pois sempre ganha comida. Sempre na hora O Alimentador Eletrônico e Programável Premium torna mais prático o horário correto das refeições do seu cão ou gato. Da Chalesco. Por R$ 299,90 Roda de Brincar Brinquedo Kitty Ball, uma bola corre dentro de uma superfície plástica redonda... seu gato vai ficar maluco pra pegar a bola de dentro com as patinhas...Da Chalesco. Por R$ 49,90 Sempre na hora O Pendurador de Coleiras Hello Pet, conta com apliques em MDF e ganchos cromados. Para guardar com estilo a coleira do seu pet. Por R$ 91,90
  15. 15. 15 Pet Moderno Arranhar!Arranhar, Texto: Thiago Alcântara Você comprou um sofá novo e está morrendo de medo. O motivo? As garras do seu gato podem adorar a superfície do novo móvel. Calma, não vamos criar pânico, pois um arranhador para gatos certamente solucionará o problema. Mesmo parecendo simples, o uso do arranhador gera muitas dúvidas. Por isso, vou listar a seguir algumas dicas e curiosidades importantes. Siga essas ideias para que o seu gato seja estimulado a usar o arranhador. - Gatos gostam de arranhadores firmes e que não se movimentam enquanto são arranhados. No mercado há várias opções de peças, mas o ideal é escolher um arranhador que pode ficar preso na parede ou um arranhador que fique no chão. As peças de chão são muito boas, pois o gato sempre sobe nelas antes de arranhar. O peso do bichano garante a estabilidade do arranhador. - No mercado há arranhadores de diversas texturas. Você pode experimentar vários produtos diferentes, mas lembre-se, gatos amam papelão mais do que tudo na vida. Ah! Escolha sempre um material em que seja possível esfregar um pouco de catnip. A erva do gato estimula o felino a usar o arranhador. - Arranhadores que funcionam como tapete e toca são ótimas pedidas. Isso porque o gato usa o produto para marcar seu território. Assim, ele sempre terá aquele pedaço da casa para chamar de seu. - O bichano também arranha para se divertir. Portanto, um arranhador para gatos que tem frestas e buracos para interação funciona muito bem. - Coloque o arranhador num local em que o gato possa o usar e se alongar. Os gatos gostam de se esticar inteiros enquanto usam o arranhador. Para isso um bom espaço é fundamental. - Deixe mais de um arranhador disponível e em um local que fique cercado pelos moradores da casa. Gatos gostam de garantir a sua presença e eu repito -  o arranhador marca o espaço dos gatos na casa. - Caso o seu gato use tanto o arranhador quanto o seu sofá ou outro móvel, não se desespere! Ocupe o móvel, colocando um tecido leve no local em que o bichano anda arranhando. Certamente, seguindo essas dicas, seu sofá ficará novinho e o arranhador para gatos bem gasto!
  16. 16. 16 Para não errar na hora de escolher um arranhador para o seu bichano, observe as preferências e necessidades dele. No começo, disponibilize mais de um tipo para o felino e veja qual ele gosta mais. Teste arranhadores de vários materiais: madeira, corda, carpete, papelão… É importante saber que alguns felinos curtem mais arranhar superfícies verticais do que horizontais, enquanto outros preferem variar. Outra dica importante: quase todos os gatos gostam de arranhar objetos bem firmes! Quando você encontrar o modelo que mais agrada o bichano, substitua aos poucos os tipos que ele não usa por aqueles que mais curte. Lembrando que, os arranhadores são um ótima pedida para evitar que o gato arranhe os móveis da casa. Mas não se preocupe se o arranhador vai estragar a decoração da sua casa. Existem muuuuuitos tipos de arranhador para você escolher !!! Desde os mais sofisticados como esse estilo castelo... Até esse simplesinho... E um desse? Você teria coragem de dar um desse pro seu gatinho?
  17. 17. 17 Texto: Drª Laila Massad Ribas Meu gato está com queda de pelos Este espaço é para você! Mande suas dúvidas para: revistamaniademiar@gmail.com O QUE É NORMAL Difícil estabelecer quando a queda de pelos nos gatos deixa de ser normal, mas é importante os proprietários saberem que quedas generalizadas sem falhas na pelagem (área alopécicas) são normais em algumas épocas do ano, especialmente no calor. Isso se deve à troca de pelagem comum nesses animais. O QUE NÃO É NORMAL Regiões da pelagem com falhas, as chamadas áreas alopécicas não são normais nunca, e é preciso levar o gatinho ao veterinário sempre que isso ocorrer. ALGUMAS CAUSAS DE ALOPECIA Micose Uma das causas mais comuns de queda de pelos em gatos é a micose, mais especificamente a dermatofitose, causada por fungos (Microsporum, Thricophyton ou Epiderm ophyton) que acometem a pele, pelagem e unhas desses animais. Nos gatinhos, o Microsporum canis é o fungo mais comum causador da dermatofitose e as lesões de pele costumam ser circulares e localizadas. Nos gatos essa doença raramente causa prurido (coceira) e é uma zoonose. Dermatite alérgica à picada de pulga (DAPP) Infestação por pulgas é algo muito comum nos gatos e alguns são alérgicos à saliva da pulga. Esses animais podem ter grandes áreas sem pelos, principalmente nas costas (região lombo- sacra) e na cauda. Apenas uma pulga é capaz de causar um quadro acentuado de prurido, não sendo necessária a presença de grandes infestações. Laila Massad Ribas é formada em medicina veterinária pela Universidade Paulista, mestre e doutora em Medicina Felina.
  18. 18. 20
  19. 19. DIC Ado C ão F eliz Alimentação Seu cão ficará super feliz num dia quente se você lhe der um “picolé” feito em casa! Basta misturar caldo de carne ou frango com água e congelar, para um petisco extra, adicione um petisco pedigree ou um biscoito para cachorro. 21
  20. 20. S uperguia PUG Muitas teorias da origem do Pug ocasionaram grandes debates ao longo dos anos. Alguns defendiam que a raça é originária do Oriente, enquanto outros defendiam que foi na Europa. Atualmente, aceita-se majoritariamente, que o Pug teve a sua origem na China, de onde passou ao J apão, e mais tarde, à Europa. É também bastante provável que o “achatado” Pug, cruzado com outras raças europeias dolicocéfalas (de crânio largo), seja antepassado de muitas outras raças braquicefálicas (focinho curto).
  21. 21. 23 A raça Pug era conhecida na China pelo nome de Lo-sze, ainda que tenham sido conhecidos em tempos tão remotos como o ano 1115 a. C.. Todavia, não existem provas da sua existência até ao ano 663 a. C. No início do século XX, foi editado um livro chamado "Cães da China e Japão". Este livro foi baseado na experiência de Wang Hou Chun, um empregado do Palácio Imperial, que criou e trabalhou com os cachorros do imperador durante setenta e cinco anos. Usou o termo Lo-Sze para descrever o Pug, observando que as diferenças entre o Pug e o Pequinês, eram que o Pug tinha sempre pelagem curta e pele muito solta e elástica. Por causa da pelagem curta, as rugas da testa dos Pugs eram mais visíveis e os chineses procuravam sempre rugas em determinados padrões similares aos símbolos do alfabeto chinês. O símbolo considerado mais importante, que era mais procurado, era as três rugas que, juntas, representavam a palavra "príncipe" em chinês. Muitos Pugs orientais apresentavam manchas brancas na pelagem e alguns eram quase inteiramente brancos. No final do século XIX foram registrados Pugs brancos e manchados de branco na Europa, mas estas características foram gradativamente eliminadas por acasalamentos seletivos. E atualmente são consideradas faltas em questão de exposição. No ano 732 d.C. lemos acerca da existência de um cão pequeno chamado cão Suchuan Pai, que foi enviado juntamente com outros presentes, da Coréia para o Japão.
  22. 22. 24 Com a Família É um cão de companhia por excelência, o Pug é alegre e amoroso com todas as pessoas da casa. Como a maioria dos cães, tende a eleger um dono em especial. E faz o estilo grude. É de segui-lo pela casa inteira, de esperá-lo na porta do banheiro e dormir nos seus pés. Também solicita atenção e carinho. Volta e meia, se manifesta com pulinhos para ganhar um colo ou cafuné e adora aparecer com brinquedos na boca para que sua folia não seja solitária.   Com animais: A vida em comunidade sempre envolve risco de conflito. Mas o Pug, normalmente, é bastante sociável e receptivo ao convívio com outros cães, ainda que do mesmo sexo, e também com a bicharada em geral, como gatos e aves. De vez em quando, pode até dar uma implicada com algum deles, mas nada que costume trazer consequências sérias. Temperamento Filhotes: são teimosos, por isso você deve ensiná-los desde novinhos. Com pessoas de fora de casa: O Pug é muito amigável. Eventualmente pode até dar uns latidos quando chegam visitas desconhecidas em sua casa, mas é só. Depois, já vai logo abanando a cauda e festejando a pessoa. É simpático até com quem não deve. O quanto late: O Pug Late muito pouco, ele vai diexar você em paz.
  23. 23. 25 Obediência: Cheio de vontade própria, o Pug não faz o estilo obediente. Acatar comando ou ordens só se lhe for conveniente. Claro que, se os donos souberem educá-los com disciplina e liderança, podem até driblarem esse estilo teimoso de ser. Mas sucesso total e virtualmente impossível. Quando os exemplares da raça não estão a fim de fazer alguma coisa, simplesmente não fazem. Fingem-se de surdos e ponto final. O lado bom é que o Pug não é travesso e nem ativo demais. Por isso, raramente suas desobediências representam transtornos significativos. Destrutividade: Cães naturalmente bem-comportados são sempre bem-vindos e nem tão comuns assim. O Pug é um deles. Salvo na infância, quando qualquer cão precisa dar suas roidinhas aqui e ali. Os Pugs adultos raramente são apontados como destruidores de móveis e objetos dos donos. Também aprendem rapidamente a fazer necessidades no lugar certo. Com crianças: Paciente e afetuoso com a garotada o Pug é. Mas nem sempre tem pique para muita correria e confusão. Além disso, vale ressaltar que o seu porte, ainda que massudo, é pequeno, e seus olhos, proeminentes, muito vulnerável a trancos e impactos em geral. Por isso é melhor supervisionar a relação com crianças muito novas. Em geral, elas não têm a delicadeza necessária para lidar com a cachorrada. Inteligência: Espertos e observadores, os Pugs vivem surpreendendo os donos. São daqueles que desaparecem ao menor sinal de que visitarão o veterinário ou ao ver os apetrechos do banho. Também aprendem com facilidade a abrir portas e são versáteis para bolar maneiras de resolver alguns probleminhas, como tirar brinquedos de baixo de móveis: Testam todas as frestas, tentam com as patas, com a boca e, por fim, se não conseguem, dão um jeito de chamar a atenção dos donos para que lhe resolvam a missão impossível. Grau de atividade: Raça de atividade moderada para baixo, o Pug tem seu momento diários de entusiasmo, quando gosta de correr e brincar. A maior parte do tempo, contudo, prefere ficar sossegado, cochilando ou observando o ambiente. Daí ser um excelente companheiro para passatempos tranqüilos como longas jornadas na frente da TV ou do computador. Mas não pense que ele se recusa a convites para atividades mais intensas. Isso nunca. Entretanto, como a sua respiração não é das melhores e ele é sujeito a Hipertemia, o dono deve poupá-lo de grandes atividades físicas, principalmente se o clima estiver quente. Definitivamente não se trata do cão ideal para aqueles que procuram um parceiro nos esportes.
  24. 24. 26 Mal Descrição Sintomas Consequências Prevenção Dermatite Inflamação da pele causada por fungos entre as rugas do Pug. Queda de pelos, coceira, vermelhidão na pele Infecção secundária da pele Escovar o cão regularmente e mantê-lo seco Displasia Coxofemoral Mau encaixe entre a cabeça do fêmur e a bacia. Dor, manca com uma das patas e faz esforço para se levantar Incapacidade parcial ou total de locomoção. Adquirir cães filhos de pais com laudo radiográfico que não os contraindique para a procriação. Evitar obesidade, trancos, sobrecarga de exercícios e manutenção do cão em pisos escorregadios. Afastar da procriação exemplares que têm o mal em grau inadequado à reprodução. Dry Eye Diminuição da produção de lágrimas e consequente ressecamento dos olhos Secreção ocular densa, olhos avermelhados e sem brilho. Conjuntivite, lesão na córnea, cegueira e até perda dos olhos. Não há. Hipertermia Super aquecimento da temperatura corporal. O Pug é vulnerável ao mal devido às vias aéreas superiores curtas, que prejudicam a respiração e transpiração. Respiração ofegante, dificuldade de respirar, prostração e taquicardia. Morte Deixar o cão com acesso à sombra e à água fresca, não mantê-lo sob sol forte, nem em ambientes quentes, como o interior de veículos Epilepsia Doença neurológica de origem genética que se caracteriza por descargas elétricas anormais que ocasionam convulsões e/ ou descoordenações. Desequilíbrio ao andar, salivação intensa, tremores, convulsões e desmaio. Traumas durante as convulsões e, em certos casos, morte. Afastar os portadores da procriação. Saúde
  25. 25. 27 Cuidados Filhotes comem 3 a 4 vezes por dia e o adulto 2 vezes. Costumamos dizer que os cães da raça Pug são viciados por comida, deste modo, a partir do quinto mês de vida, devemos controlar a ração seguindo as recomendações do fabricante. Evite exercícios de pular, como por exemplo: Pular de degraus, pular para camas e sofás e descer repetidamente,  e exercícios forçados de pular em geral. Esses movimentos verticais podem aumentar a pressão na cartilagem das articulações e pode vir a causar alguma deformação de posição das patas quando filhotes/jovens. Pular ou ficar em pé em duas patas podem causar lesão medular em seu Pug. Fique atento e saiba como agir! O Pug é muito sensível ao calor, podendo passar mal ou até mesmo morrer nestes condições. Em dias quentes, observe seu Pug bem de perto. Evite passeios longos com ele. Jamais deixe um Pug sozinho dentro de um carro. O cão ofegando excessivamente e com as faces internas das orelhas avermelhadas são sinais de risco de ataque de calor. Em caso de urgência, envolva seu cão em uma toalha molhada e utilizando um ventilador ou ar condicionado para refrescá-lo. Para reduzir a chance de uma otite (infecção de ouvido) surgir, limpe os ouvidos de seus cães semanalmente com um produto a base de clorexidina. Utilize hastes flexíveis (cotonetes), algodão e gaze na limpeza da orelha e ouvido de seu Pug. No banho, utilize chumaço de algodão nas orelhas para evitar que a água entre. A cabeça e focinho de um Pug tem dobras. Limpe semanalmente, ou sempre que achar necessário (por exemplo, quando ele passeia no calor), as dobras dele, com algodão ou gaze embebidos em vaselina ou óleo mineral. Passe nas rugas delicadamente, a fim de tirar toda a sujeira que se acumulou. Após, seque bem a região. Nas áreas mais difíceis para alcançar, utilize hastes flexíveis (cotonetes). Alimentação Exercícios Orelhas Calor Face
  26. 26. 28 O Pug Perfeito Cores: Prata, abricó, fulvo ou preto. Cada uma claramente definida para fazer um completo contraste entre as cores, o traço (uma linha preta que se estende do occipital até a cauda) e a máscara. Marcas claramente definidas. O focinho ou máscara, orelhas, sinais nas bochechas, marca do polegar ou diamante na testa e o traço devem ser o mais preto possível. Fonte: padrão FCI/CBKC de número 253, de 20 de março de 2015 Olhos escuros, grandes, redondos, expressão doce, brilhantes; nunca salientes, exagerados ou mostrando o branco dos olhos quando olhando para a frente. Mandíbula larga com os incisivos quase em uma linha reta. Torção de mandíbula, dentes ou língua à mostra são altamente indesejáveis Orelhas: Finas, pequenas, macias como veludo preto. Preta, com narinas razoavelmente grandes e bem abertas. Narinas apertadas e rugas sobre a trufa excessivamente pesadas são inaceitáveis. Relativamente larga e proporcional ao corpo, redonda, não em forma de maçã Peito largo e com boas costelas. Costelas bem arqueadas e bem voltadas para trás. Pelo: Fino, liso, macio, curto e brilhante, nem áspero, nem lanoso. Patas não tão compridas quanto os “pés de lebre” e nem tão redondas quanto os “pés de gato”; dedos bem separados; unhas pretas. Peso ideal: 6,3 kgs a 8,1 kgs. Deve ser forte e musculoso, mas substância não deve ser confundida com sobrepeso. Inserida alta, firmemente enrolada sobre o quadril. Enrolada duplamente é altamente desejável. Linha superior plana; nem selada, nem carpeada.
  27. 27. Fuçando Para sair ou ir à escola, leve os gatinhos étnicos com você nessa linda bolsa. Do Cat Club. Por R$ 139,00 Volte às aulas com estilo. Leveos gatinhos com você. Do CatClub. Por R$ 149,00 Voltando às aulas com gatinhos Com estampas como Gatos no País das Maravilhas ou Gatinhos de Star Wars, leve as lindas carteiras para você. Do Cat Club. Por R$ 39,90 A Necessaire mais linda do mundo animal, com estampa de Pied de Cats. Do Cat Club. Por R$ 39,90
  28. 28. 30

×