Proposta a adjudicação da concha acústica do
Convento de S. Francisco
O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) vai...
A instalação da concha acústica prende-se com a polivalência com que se pretende dotar
o palco do S. Francisco – que inclu...
considerável no seu contexto como seja um piano. Tal como os anteriores, serão
suspensos por motores pontuais amarrados à ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Proposta a adjudicação da concha acústica do Convento de S. Francisco

161 visualizações

Publicada em

O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) vai pronunciar-se, na reunião de segunda-feira, 25 de Maio, sobre uma proposta de adjudicação da instalação de uma concha acústica, no futuro Centro de Convenções e Espaço Cultural do Convento de S. Francisco. O júri, composto por funcionários da CMC (uma chefe de divisão, três técnicos superiores e uma assistente técnica superior), propõe que a colocação da concha acústica seja adjudicada à empresa Ferreira – Construção, SA, que, por seu turno, propõe instalar o dispositivo por 1.067.038,79 euros (mais IVA), num prazo de 60 dias.

Após análise dos resultados deste concurso público, o júri concluiu que a proposta da Ferreira Construção, SA é a “mais vantajosa face aos critérios definidos” e a que “apresenta o coeficiente de adjudicação mais elevado e se encontra nas condições legais e formais exigidas”. Apresentaram-se a concurso cinco empresas, mas uma não foi considerada, por não ter apresentado quaisquer documentos, pelo que o júri avaliou quatro propostas.

A instalação da concha acústica prende-se com a polivalência com que se pretende dotar o palco do S. Francisco – que inclui a realização de eventos tão variados quanto congressos, teatro, dança, ópera, cinema ou música sinfónica. Trata-se de um dispositivo necessário para atingir o nível de elevada qualidade que se espera do futuro Centro de Convenções e Espaço Cultural do Convento de S. Francisco.

A complementar a concha acústica de palco, haverá um teto falso acústico e revestimentos acústicos nas paredes do balcão da plateia, que serão utilizados em conjunto e de forma coordenada para criar condições de som otimizadas em função de cada utilização. Será um sistema compacto, em que os seus movimentos e arrumação serão o menos perturbadores possível dos sistemas vizinhos, comprometendo ao mínimo o uso independente e puramente cénico do palco.
Para isso apresentar-se-á dividida em painéis verticais e de teto. Existirão dois painéis verticais de fundo que possibilitarão a afinação do volume da concha em dois níveis. Estes painéis serão suspensos por motores pontuais amarrados à estrutura da Falsa Teia, sendo os painéis fixos em posição por escoras amovíveis. Quando arrumados, estes painéis ocuparão apenas um vazio entre carreiras previstas no projeto cénico global.

Existirão quatro painéis verticais laterais, dois deles com porta inserta para acesso ao volume interior da concha, quer dos agentes performativos, quer de objetos de dimensão considerável no seu contexto como seja um piano. Tal como os anteriores, serão suspensos por motores pontuais amarrados à estrutura da Falsa Teia, sendo fixos em posição por escoras amovíveis.
Existirão dois tetos, igualmente suspensos por motores pontuais amarrados à estrutura da Falsa Teia, posicionados e afinados na sua inclinação por motores auxiliares. Este conjunto de painéi

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
161
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proposta a adjudicação da concha acústica do Convento de S. Francisco

  1. 1. Proposta a adjudicação da concha acústica do Convento de S. Francisco O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) vai pronunciar-se, na reunião de segunda-feira, 25 de Maio, sobre uma proposta de adjudicação da instalação de uma concha acústica, no futuro Centro de Convenções e Espaço Cultural do Convento de S. Francisco. O júri, composto por funcionários da CMC (uma chefe de divisão, três técnicos superiores e uma assistente técnica superior), propõe que a colocação da concha acústica seja adjudicada à empresa Ferreira – Construção, SA, que, por seu turno, propõe instalar o dispositivo por 1.067.038,79 euros (mais IVA), num prazo de 60 dias. Após análise dos resultados deste concurso público, o júri concluiu que a proposta da Ferreira Construção, SA é a “mais vantajosa face aos critérios definidos” e a que “apresenta o coeficiente de adjudicação mais elevado e se encontra nas condições legais e formais exigidas”. Apresentaram-se a concurso cinco empresas, mas uma não foi considerada, por não ter apresentado quaisquer documentos, pelo que o júri avaliou quatro propostas.
  2. 2. A instalação da concha acústica prende-se com a polivalência com que se pretende dotar o palco do S. Francisco – que inclui a realização de eventos tão variados quanto congressos, teatro, dança, ópera, cinema ou música sinfónica. Trata-se de um dispositivo necessário para atingir o nível de elevada qualidade que se espera do futuro Centro de Convenções e Espaço Cultural do Convento de S. Francisco. A complementar a concha acústica de palco, haverá um teto falso acústico e revestimentos acústicos nas paredes do balcão da plateia, que serão utilizados em conjunto e de forma coordenada para criar condições de som otimizadas em função de cada utilização. Será um sistema compacto, em que os seus movimentos e arrumação serão o menos perturbadores possível dos sistemas vizinhos, comprometendo ao mínimo o uso independente e puramente cénico do palco. Para isso apresentar-se-á dividida em painéis verticais e de teto. Existirão dois painéis verticais de fundo que possibilitarão a afinação do volume da concha em dois níveis. Estes painéis serão suspensos por motores pontuais amarrados à estrutura da Falsa Teia, sendo os painéis fixos em posição por escoras amovíveis. Quando arrumados, estes painéis ocuparão apenas um vazio entre carreiras previstas no projeto cénico global. Existirão quatro painéis verticais laterais, dois deles com porta inserta para acesso ao volume interior da concha, quer dos agentes performativos, quer de objetos de dimensão
  3. 3. considerável no seu contexto como seja um piano. Tal como os anteriores, serão suspensos por motores pontuais amarrados à estrutura da Falsa Teia, sendo fixos em posição por escoras amovíveis. Existirão dois tetos, igualmente suspensos por motores pontuais amarrados à estrutura da Falsa Teia, posicionados e afinados na sua inclinação por motores auxiliares. Este conjunto de painéis permite configurar uma concha para dois tamanhos e volumetrias de implantação, servindo para acolher tanto uma grande orquestra como um pequeno grupo de música de câmara.

×