Praça das artes

2.307 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.307
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Praça das artes

  1. 1. Piso FlutuanteDependendo da natureza do piso (concreto ou madeira) e dos requisitos de isolamento, as soluções podem ser diversa
  2. 2. PISO FLUTUANTE madeira Piso de madeira: Devido a relativamente pouca inércia desse tipo de piso, os elementos resilientes não podem ser muito flexíveis (de baixa freqüência), isso faz que, na pratica, só são utilizados elementos de elastômero. VT simples | Duplo (com metal) Aplicação do piso flutuante – fonte: blog SianonNo projeto “praça das artes”preenchimento com Lã de RochaAuxilia na segurança dos dançarinos,pois o piso flexível absorve parte dosimpactos Placa VT – fonte: Catálogo Vibtech 17.
  3. 3. O Piso tem que estar isolado com espuma |borracha
  4. 4. PISO FLUTUANTEconcretoPiso de concreto: Esse tipo de piso, em função da sua inérciamaior, permite utilizar uma grande gama de solução:Içamento por molas ou parafusosApoio de borracha fretada Borracha natural fretado Placa VT – fonte: Catálogo Vibtech 17.
  5. 5. PISO FLUTUANTEconcreto – comisoladores deelastômerosistema de içamento da lajecom carga unitária de 700kgf e freqüência natural de8 à 10 Hz (conforme a cargaaplicada). Placa VT – fonte: Catálogo Vibtech 17.
  6. 6. PISO FLUTUANTEconcreto – cominsertos de molade aço. Inserto de molas de açotipo V 11088 ou V 11105,instalados através da laje,com carga unitária de 750 a2500 kgf e freqüêncianatural de 4 a 6 Hz(conforme o modelo e acarga aplicada). Placa VT – fonte: Catálogo Vibtech 17.
  7. 7. Teatro Bradesco -Shopping BourbonPompéia (SP) Toda a estrutura do teatrofoi instalado sobamortecedores especiaispara frequências de 10Hz,projetados pela VIBTECH etestados no IPT, parareduzir ao máximo ainterferência do shoppingvisto que foi implantadobem no meio delesendocircundado de todo otipo de vibração e ruído(peso sustentado 13.500t).
  8. 8. TETO FLUTUANTE• pendurais de elastômero simples: amortecedor àbase de elastômero.• pendurais de elastômero duplo:amortecedor composto de dois corpos visando maiornível de atenuação.• pendurais de mola de aço associado a elementode elastômero:as molas proporcionam a atenuação da vibração (baixafreqüência) e o corpo em elastômero a atenuação doruído (alta freqüência).Escolha do isolador depende da cargasuportada por cada peça e do grau deisolamento desejado.
  9. 9. pendurais de mola de aço associado a elemento de elastômero
  10. 10. PRAÇA DAS ARTESForro duplo: propiciar melhoria acústica das salas.Abertura do forro para o encaixe do ar-condicionado: siliconecomo isolante
  11. 11. SALA SÃO PAULOTipo: Casa de óperaFim da construção: 1999Altura: 24 metrosÁrea do andar: 10.000 m²Local: São Paulo, SP, BrasilFornecedor acústica: Vibtech• isolação acústicaForro ou teto móvel que semove independentementeconforme as necessidades doestilo musical e preferênciasinterpretativas do maestro ousolista; O teto possui 15 painéis detidos por 20 cabos enrolados, seu volume ser ajustado para entre 12 mil e 28 mil m³.
  12. 12. PAREDE FLUTUANTE• parede flutuante apoiadasobre piso flutuante: o apoio Fig. 1pode ser rígido;• parede flutuante apoiadasobre piso rígido: deve serapoiada sobre elemento flexível(Fig 1) conforme a largura epeso da parede. Fig. 2A estabilidadedas paredes deveser assegurada –uso deestabilizadores:a. para paredespesadas Fig. 3(alvenaria) Fig 2b. para paredesleves (gessoacartonado) Fig 3
  13. 13. PRAÇA DAS ARTESEsquema da técnica utilizada Utilização de silicone na ausência de grandes vãos devido à acústica Exemplo da adaptação da “box in the box” e relação com a parede flutuante
  14. 14. CIDADE DA MÚSICAArquitetura: Christian de PortzamparcProjeto concluído: 2010Área: 93.624,00 m²Local: Bairro da Tijuca – Rio de Janeiro. RJ.Fornecedor acústica: Vibtech• isolação acústica dasparedes, teto e piso de todas assalas• possui uma grande Sala deConcerto e Ópera, Sala deMúsica, Sede da OSB(Orquestra Sinfônica Brasileira),Salas de Ensaio, Conjunto deLazer e Administração. Utilização do estabilizador VE 10174 Fonte: Vibtech
  15. 15. A CAIXA DENTRO DA CAIXA A sala protegida é construída dentro de uma outra sala, o único contato entre as duas é feito através de isoladores de vibração que apóiam a sala protegida sobre o piso da sala externa. Quando a parede interna vibra com o som, o ar que está entre as paredes é elástico demais para transmitir as vibrações à segunda.
  16. 16. MONTAGEM COM MOLAS DE AÇO MONTAGEM COM ELEMENTO DE ELASTÔMERO `A BASE DE BORRACHA NATURAL - RESISTE A GRANDES CARGAS19
  17. 17. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Mackenzie Conforto Ambiental IV . Prof. Arq. Francisco Petracco e Dr. Milton V. Granado Jr ACÚSTICA:ARQUITETURA E TECNOLOGIATécnicas e o projeto da Praça das Artes ALICE BARACHINI BRUNA WATANABE CLAYTON MATOS LUCIANA RODRIGUES Grupo 5 São Paulo, 13 de março de 2012
  18. 18. ACÚSTICAARQUITETURA & TECNOLOGIA Técnicas e projetos de isolamento em algumas salas

×