Destinação de  resíduos sólidos Carlos Ely Diretor de Relações Institucionais
<ul><li>18 Estados e Distrito Federal </li></ul><ul><li>402 lojas </li></ul><ul><li>78,5 mil funcionários  </li></ul><ul><...
Save Money. Live Better. Engajar e motivar os funcionários Ser o melhor canal entre  o fornecedor e o  consumidor Foco em ...
Fonte: Consultoria Blue Sky O Impacto do Varejo
Metas de Sustentabilidade Ser Impacto Zero Ser suprido de energia 100% renovável Comercializar produtos com diferenciais e...
<ul><li>Estratégia da empresa </li></ul><ul><li>Reuniões trimestrais com os executivos </li></ul><ul><li>Funcionários envo...
Implantação de iniciativas 40% água  25% energia 30% emissão de gases do efeito estufa Reformas com foco na ecoeficiência ...
Produtos <ul><li>Compromissos com a Amazônia </li></ul><ul><ul><li>Pactos Setoriais (Carne, Madeira e Soja) </li></ul></ul...
Redução de embalagem Aumentando a Oferta de Produtos Mais Sustentáveis Concentrado Orgânicos Sem fosfato Reciclado Educati...
Resíduos
Geração  de  Resíduos Armazenamento Destinação Final Tratamento e Reciclagem Legislação Prestadores de Serviços Sociedade ...
IMPACTO ZERO Elaboração PGRS Passo 1 Plano Gestão Treinamento da equipe de implantação Passo 2 Capacitação <ul><li>Adequaç...
Cenário atual Cenário potencial Mapa dos  Resíduos Sólidos Não aterro 41% 59% Aterro Aterro 24% 76% Não aterro
Ração animal / Compostagem Resíduos  Redirecionados Orgânicos
Recicláveis Resíduos  Redirecionados
Hipermercado em São Paulo Caso prático Resíduos  Redirecionados Antes Depois 80.000 kg / mês 69.000 kg / mês 13 viagens pa...
Contribuição  Social 1,7   tonelada de alimentos doados em 2009 289 estações 96 cooperativas Estações de Reciclagem  e Ban...
São Paulo / SP   Piloto em 18 unidades em parceria com a Motorola Porto Alegre / RS 26 unidades Junho de 2009 400 kg colet...
Estações de Reciclagem  Cooperativas de catadores* Produto de ciclo fechado Resíduos Reciclagem para o Cliente Suporte a p...
Programa de Redução do Consumo de Sacos Plásticos Cliente Consciente Merece Desconto   12 milhões de sacos plásticos evita...
Vídeo
<ul><li>Diferentes formatos das lojas e capilaridade no Brasil </li></ul><ul><ul><li>Estabelecimento de padrões: fluxos de...
Obrigado! www.walmartbrasil.com.br [email_address]
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Realidade da Destinação de Resíduos Sólidos / Walmart

4.186 visualizações

Publicada em

SEMINÁRIO SOBRE RESPONSABILIDADE AMBIENTAL PÓS-CONSUMO - 9 E 10 DE DEZEMBRO DE 2009 - RIO DE JANEIRO/RJ

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.186
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
400
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Antes de começar a falar especificamente sobre sustentabilidade e consumo consciente, gostaria de citar rapidamente que estamos no Brasil há 14 anos, com lojas do Maranhão ao Rio Grande do Sul, operando em cinco formatos diferentes: desde supermercados e hipermercados até clube de compras, atacado e lojas de vizinhança voltadas para o público CDE, além do nosso site de comércio eletrônico. Em nossos hipermercados comercializamos mais de 60 mil produtos das mais diversas categorias, provenientes de milhares de fornecedores – mais de 95% deles produzidos por empresas brasileiras. Pela característica do nosso negócio, somos um grande gerador de empregos (hoje temos cerca de 78,5 mil funcionários) e por nossas lojas passam diariamente mais de 1 milhão de pessoas.
  • Há cerca de 5 anos, diante da gravidade da questão socioambiental no nosso planeta, o Walmart resolveu transformar a questão em causa global da empresa. E por quê? 1º) A resposta é simples: responsabilidade. Nossos negócios, famílias e vidas dependem disso. 2º) A visão de sustentabilidade está perfeitamente alinhada com a nossa cultura corporativa. A visão do Walmart considera objetivos que têm uma conexão direta com o “desenvolvimento sustentável”, pois acreditamos que o desenvolvimento econômico só ocorre quando crescem de forma integrada a empresa, fornecedores, funcionários e a sociedade da qual todos fazemos parte. 3º) O entendimento de que o mundo de fato está mudando e que não é uma opção das empresas abraçarem esta causa ou não. E uma estratégia de negócio fundamental para liderar e para perenizar a nossa empresa (além de ser a coisa certa a se fazer) 4º) O consumidor. Ele, que já começa a exigir ações socioambientais do setor privado, se tornará o mais poderoso fiscal e árbitro a decidir entre empresas inovadoras ou não no quesito sustentabilidade. A diferença entre uma linha de produtos tradicional e outra mais sustentável, orgânica, carbono neutro deverá se tornar o principal fator de compra para parcelas cada vez maiores da população. A escolha do consumidor por um produto, empresa ou serviço passará necessariamente por seu impacto sobre o meio ambiente e qual o compromisso da empresa com o desenvolvimento sustentável do planeta. 5º) Sustentabilidade é eficiência e faz bem ao negócio. Muitas das iniciativas de ecoeficiência representam redução de custos no médio e longo prazo.
  • Para entender melhor o impacto do nosso negócio, encomendamos uma pesquisa a consultoria Blue Skye, nos Estados Unidos. A Blue Sky identificou que o varejo tem pouco impacto direto no meio ambiente, cerca de 8% de toda a cadeia de abastecimento. Embora os impactos ambientais diretos do setor varejista são menores do que os impactos da cadeia de abastecimento, as empresas varejistas desempenham um papel fundamental por ser o elo de ligação entre as indústrias e os consumidores. Por isso, o varejo está em uma posição forte para ser influenciado pelos comportamentos do consumidor e influenciar positivamente a sua cadeia de abastecimento.
  • Uma análise mais profunda com consultores externos que nos auxiliaram a entender toda a cadeia produtiva nos ajudou a estabelecer as áreas de atuação com metas específicas para cada uma delas: Clima e Energia, Resíduos, Produtos e Pessoas. Quanto Clima e Energia, o nosso principal objetivo é o de ser fornecidos por 100% de energia renovável. A empresa também é destinada a reduzir as suas emissões de Gás de Efeito Estufa e melhorar a eficiência energética nas suas lojas, centros de distribuição e escritórios. Em relação aos resíduos, nosso objetivo é gerar “Impacto Zero“ no meio ambiente. Esta meta foi traduzida em alguns objetivos como a redução do envio de resíduos a aterros (pelo encaminhamento de resíduos para reciclagem e compostagem) e da quantidade de sacos plásticos distribuídos em nossas lojas. Finalmente, o Walmart também fixou metas para aumentar a oferta de produtos com diferenciais em sustentabilidade. Esta metas estão estreitamente relacionadas com o core business do Walmart. As metas estabelecidas visam a aumentar a oferta destes produtos e, para incorporar melhores práticas em matéria de produtos, reduzir o fosfato nos detergentes. Para tudo isso se tornar realidade, temos uma meta transversal que é de envolver e engajar funcionários, clientes e a sociedade em geral na causa da sustentabilidade.
  • Para desenvolver as ações de sustentabilidade de forma integrada, desenvolvemos um modelo de gestão baseado no comprometimento efetivo de todo o corpo de funcionários da empresa, em especial das lideranças, pode garantir a capilaridade e a perenidade das ações. Sendo assim, podemos destacar que o Programa de Sustentabilidade do WM funciona porque: Há a definição de metas e prazos (acompanhadas mensalmente por um scorecard) Grupos de trabalhos liderados por um executivo sênior (vice-presidente) Reuniões trimestrais para avaliação e tomada de decisões ( gates de sustentabilidade ) Avaliação de desempenho dos executivos ( os executivos são avaliados de acordo com o cumprimento das metas estabelecidas. Isso também ajuda a garantir o comprometimento e fazer com que o programa funcione). Já para garantir a perenidade do programa as ações de engajamento dos nossos stakeholders são fundamentais: Para funcionários: desenvolvimento de treinamentos formais de sustentabilidade, como o consumo consciente para todos os funcionários, impacto zero, para operações e packaging e index para o comercial. Além disso há o incentivo a adoção do PPS.
  • Na área de energia temos buscado reduzir consumo de energia e a emissão de CO2 por meio da utilização de novas tecnologias em iluminação, sistemas de ar-condicionado e refrigeração nas lojas antigas e novas. Nas novas lojas, esperamos reduzir em até 30% as emissões de gases efeito estufa nas novas lojas até 2012. As lojas ecoeficientes já são nosso padrão de hipermercado desde a inauguração da primeira unidade neste novo conceito, no Rio de Janeiro, no ano passado.
  • Em junho deste ano, demos um passo extremamente importante com os nossos fornecedores, ao assinarmos o Pacto pela Sustentabilidade Walmart Brasil, pelo qual firmamos compromissos concretos com a cadeia de suprimentos, como o desenvolvimento conjunto de produtos mais sustentáveis, redução de embalagens e apoio à preservação da floresta amazônica. Para os fornecedores, também temos outras ações como o programa End-to-End, cujo objetivo é analisar toda a cadeia na qual produtos de 10 grandes fornecedores estão envolvidos, incluindo a fase pós-consumo, e aprimorar a redução do impacto ambiental do ciclo de vida desses produtos. A primeira edição do programa foi desenvolvida em 18 meses e seus resultados serão apresentados no início de 2010. OBS.: NAO PODEMOS MENCIONAR AINDA QUEM SÃO OS FORNECEDORES PARCEIROS DESTA PRIMEIRA ETAPA NEM QUAIS SÃO OS PRODUTOS A SEREM APRESENTADOS AO MERCADO.
  • Ainda em relação a açoes desenvolvidas com fornecedores, desenvolvemos campanhas como a do Mês da Terra, na qual incentivamos o desenvolvimento de produtos mais sustentáveis em troca de mais exposição e visibilidade desses produtos nas gôndolas e tablóides. Ao todo, participaram 50 fornecedores com 300 produtos. Como resultado, registramos crescimento de 30% nos itens da campanha Com o sucesso da campanha, estamos sempre desafiando nossos fornecedores a desenvolver produtos com algum atributo em direção à sustentabilidade, quer seja um produto mais concentrado, com embalagem reduzida, com matéria-prima reciclada etc
  • WM estabeleceu modelo de gestão conforme o fluxo apresentado neste slide. Nesse modelo, são consideradas as etapas de geração, armazenamento adequado, tratamento e destinaçao final dos resíduos. O modelo considera ainda fatores externos que influenciam a gestao, como as questoes legais, os prestadores de serviços e benefícios econômicos, sociais e ambientais.
  • Para garantir que esse modelo de gestão seja de fato colocado em prática, considerando as diferentes regiões onde o Walmart atua e as características de cada uma de nossas unidades – entre lojas, escritórios e centros de distribuição –, estabelecemos o Programa Impacto Zero. O programa está dividido em 5 passos: Elaboração de plano de gerenciamento de resíduos sólidos (PGRS) Capacitação de funcionários para execução do PGRS Implantação do PGRS – adequação de infraestrutura, seleção de fornecedores e estabelecimento de procedimentos Monitoramento da geração de resíduos e identificação de oportunidades de melhoria Redução em 25% do envio de resíduos para aterro Para uma unidade ser considerada Impacto Zero, ela precisa passar por todas essas etapas e reduzir efetivamente a destinaçao de resíduos para aterros.
  • Aterros sanitários são a forma mais adequada de destinaçao final dos resíduos (compostagem e reciclagem, por exemplo, são métodos de tratamento que precedem o destino final). No entanto, o Brasil carece desse tipo de empreendimento. Boa parte dos aterros existentes, principalmente nos grandes centros, está com sua vida útil saturada. Daí a importância de se reduzir o envio de resíduos a aterros. Quando essa redução não é possível, os resíduos precisam ser encaminhados a eles. Hoje nosso cenário de destinaçao de resíduos, como vocês podem ver no gráfico da esquerda, indica que a maior parte de nossos resíduos é direcionada a aterros. Outra parte é encaminhada para reciclagem, como é o caso principalmente do papelão e do plástico resultante da operação. O percentual de não recicláveis refere-se a resíduos como pilhas, baterias e lâmpadas fluorescentes, que requerem tratamento especial. Mas esse cenário vem mudando significativa e rapidamente. A expectativa é de que nos próximos anos o gráfico da direita reflita o cenário da destinação de nossos resíduos, a partir do desenvolvimento e implantação de diferentes iniciativas de reciclagem (para materiais aptos ao processo) e compostagem e produção de ração para alimentação animal (para resíduos orgânicos). Essa mudança de cenário só é possível com a implantação do programa Impacto Zero - que contempla boas práticas da gestão interna dos resíduos, com melhor separação e armazenamento dos resíduos e a identificação e validaçao das alternativas de tratamento. Por que o percentual de resíduos não recicláveis aumenta no gráfico potencial? Porque a partir do momento em que refinamos nosso processo de triagem dos resí Obs.: Todos os fornecedores da área com que trabalhamos são homologados por nossa equipe, considerando o atendimento à legislação e a capacidade de atender a nossa demanda. As iniciativas que serão apresentadas refletem o potencial que a companhia tem de reduçao do envio de resíduos para aterros.
  • Exemplos de alternativas para os resíduos orgânicos.
  • Exemplo de um caso prático no qual a implantação do programa Impacto Zero já possibilitou a redução do envio de resíduos a aterros em apenas 2 meses. Além de um trabalho para a diminuição dos resíduos, a melhor separação e um processo mais adequado de armazenamento dos resíduos, reduzimos o número de viagens (transporte) de resíduos para aterros.
  • Além da gestão dos resíduos da operaçao da empresa, temos a preocupação de criar condições para que a comunidade possa dar destinação mais adequada a determinados tipos de resíduos. Por meio do Intituto Walmart, a companhia vem desenvolvendo em parceria com o Instituto Coca-Cola o projeto de estações de reciclagem. Hoje contamos com 289 estações. O objetivo é de que todas as lojas da rede, desde que não tenham restrição de espaço, sejam equipadas com as estações. &gt;&gt;&gt;&gt;
  • Outra iniciativa do Walmart é a implantação da coleta de pilhas, baterias e celulares, com coletores disponíveis para o descarte desses resíduos pela a comunidade nas lojas integrantes do projeto piloto das cidades de São Paulo e Porto Alegre. A partir da avaliação dos resultados obtidos nesse piloto, o objetivo é expandir a iniciativa para os demais estados onde a rede está presente. Por estes se tratarem de resíduos especiais, com tratamento diferenciado, a implantação desse programa precisa considerar fornecedores qualificados e com atuação nacional, tanto no que se refere aos equipamentos para armazenamento, transporte e tratamento dados a esse tipo de resíduo.
  • Ainda em relação a resíduos, desenvolvemos um programa de Estações de Reciclagem, em parceria com a Coca-Cola, que se diferencia por incluir também como parceiros cooperativas de catadores, ao invés de destinar os resíduos para atravessadores. Ao todo são 96 cooperativas parceiras no país. Outro projeto é o de reaproveitar resíduos como matéria-prima para novos produtos, reduzindo o volume de resíduos em aterros, apoiando empresas locais a desenvolverem seus produtos a menor custo e oferecendo produtos mais baratos aos clientes. Um exemplo é o sabão marca própria Topmax, do Maxxi, produzido com óleo entregue pelos clientes nas lojas. O produto hoje é comercializado em lojas da bandeira Maxxi Atacado de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O objetivo é que projetos como esse envolvam inclusive cooperativas, gerando também benefício social.
  • Outra meta em resíduos é reduzir em 50% o uso de sacolas plásticas até 2013. Para que este objetivo seja atingido, a empresa lançou, no final do ano passado, um programa inédito no varejo brasileiro, que dá ao cliente o crédito por sacola plástica não utilizada. O valor que o supermercado pagaria pela sacola (R$0,03) volta em crédito no cupom fiscal do cliente que deixa de usá-la e opta por qualquer versão reutilizável. Em vigor em todas as lojas do Nordeste e do Sul (mais de 260 unidades), o programa já tirou do meio ambiente mais de 12 milhões de sacolas e concedeu mais de R$ 360 mil em desconto para os clientes. Até o início de 2010, o programa terá abrangência nacional com a inclusão da região Sudeste. Outras iniciativas são a campanha “Saco é um Saco”, lançada em junho em conjunto com o ministro Carlos Minc, o projeto de sacolas retornáveis, o programa de produtividade no uso de sacolas plásticas com a implementação do puxa-saco nos PDVs. Todas elas somadas já ajudaram a reduzir o consumo de sacolas plásticas em 50 milhões de unidades.
  • Um dos grandes desafios para o Brasil está na aprovação da política nacional de resíduos sólidos, com especial atenção para a logística reversa de resíduos, pois impactará tanto na forma de agir de consumidores, revendedores e fabricantes de produtos. Além disso, para nossa gestão de resíduos, algumas oportunidades e desafios podem ser ressaltados, como vcs vêem nesse slide. padroes de trabalho e formas de coleta de acordo com as caracteristicas do formato e regionais. Garantia de agilidade na coleta e destinação dos resíduos. Muitas vezes não se encontram parceiros qualificados em todas as regiões.
  • A Realidade da Destinação de Resíduos Sólidos / Walmart

    1. 1. Destinação de resíduos sólidos Carlos Ely Diretor de Relações Institucionais
    2. 2. <ul><li>18 Estados e Distrito Federal </li></ul><ul><li>402 lojas </li></ul><ul><li>78,5 mil funcionários </li></ul><ul><li>Faturamento 2008: R$ 17 bilhões </li></ul><ul><li>Investimento 2009: R$ 1,6 bilhão </li></ul>Presença no Brasil Operação multiformato Comércio Eletrônico Hipermercado Supermercado Lojas da Vizinhança Clube de Compras e Atacado
    3. 3. Save Money. Live Better. Engajar e motivar os funcionários Ser o melhor canal entre o fornecedor e o consumidor Foco em custo baixo Crescer de forma lucrativa e contínua Foco em custo baixo e preço baixo Liderar em Sustentabilidade Ser a melhor opção e experiência de compra para o consumidor Liderar em Sustentabilidade e Responsab. Social Estratégias
    4. 4. Fonte: Consultoria Blue Sky O Impacto do Varejo
    5. 5. Metas de Sustentabilidade Ser Impacto Zero Ser suprido de energia 100% renovável Comercializar produtos com diferenciais em sustentabilidade Clima e Energia Produtos Resíduos Pessoas
    6. 6. <ul><li>Estratégia da empresa </li></ul><ul><li>Reuniões trimestrais com os executivos </li></ul><ul><li>Funcionários envolvidos nos processos </li></ul><ul><li>Metas de sustentabilidade no processo de avaliação de desempenho </li></ul>Modelo de Gestão de Sustentabilidade Construções Escritórios Cadeia Logística Impacto Zero Clientes Conscientes Associados Conscientes Energia Cadeia de Suprimentos Insumos
    7. 7. Implantação de iniciativas 40% água 25% energia 30% emissão de gases do efeito estufa Reformas com foco na ecoeficiência Walmart Morumbi, SP Clima e Energia Walmart Campinho, RJ Lojas e CD Ecoeficientes ➔ ➔ ➔ Centro de Distribuição Betim, MG
    8. 8. Produtos <ul><li>Compromissos com a Amazônia </li></ul><ul><ul><li>Pactos Setoriais (Carne, Madeira e Soja) </li></ul></ul><ul><ul><li>Pacto pela Erradicação do Trabalho Escravo </li></ul></ul><ul><ul><li>Moratória da Soja </li></ul></ul><ul><ul><li>Programa Abras de Certificação da Produção Responsável da Pecuária Bovina </li></ul></ul><ul><li>Compras responsáveis </li></ul><ul><li>Redução de resíduos </li></ul>Construindo a Cadeia de Suprimentos do Futuro
    9. 9. Redução de embalagem Aumentando a Oferta de Produtos Mais Sustentáveis Concentrado Orgânicos Sem fosfato Reciclado Educativo Produtos
    10. 10. Resíduos
    11. 11. Geração de Resíduos Armazenamento Destinação Final Tratamento e Reciclagem Legislação Prestadores de Serviços Sociedade Penalidades Redução de Despesas Imagem Gestão dos Resíduos Sólidos
    12. 12. IMPACTO ZERO Elaboração PGRS Passo 1 Plano Gestão Treinamento da equipe de implantação Passo 2 Capacitação <ul><li>Adequação infra-estrutura </li></ul><ul><li>Separação e acondiciona-mento dos resíduos </li></ul><ul><li>Armazena-mento </li></ul><ul><li>Identificação de parceiros para coleta dos resíduos </li></ul>Passo 3 Implantação <ul><li>Monitora-mento da geração de resíduos </li></ul><ul><li>Identificação de oportunidades de melhoria no PGRS </li></ul>Passo 4 Monitoramento Reduzir a quantidade de resíduos sólidos destinados a aterros em 25% Passo 5 Redução de Resíduos Gestão dos Resíduos Sólidos Programa Impacto Zero
    13. 13. Cenário atual Cenário potencial Mapa dos Resíduos Sólidos Não aterro 41% 59% Aterro Aterro 24% 76% Não aterro
    14. 14. Ração animal / Compostagem Resíduos Redirecionados Orgânicos
    15. 15. Recicláveis Resíduos Redirecionados
    16. 16. Hipermercado em São Paulo Caso prático Resíduos Redirecionados Antes Depois 80.000 kg / mês 69.000 kg / mês 13 viagens para aterro 9 viagens para aterro
    17. 17. Contribuição Social 1,7 tonelada de alimentos doados em 2009 289 estações 96 cooperativas Estações de Reciclagem e Banco de Alimentos
    18. 18. São Paulo / SP Piloto em 18 unidades em parceria com a Motorola Porto Alegre / RS 26 unidades Junho de 2009 400 kg coletados Próximos passos Expansão para os demais Estados Contribuição Social Pilhas, baterias e celulares
    19. 19. Estações de Reciclagem Cooperativas de catadores* Produto de ciclo fechado Resíduos Reciclagem para o Cliente Suporte a produtores locais
    20. 20. Programa de Redução do Consumo de Sacos Plásticos Cliente Consciente Merece Desconto 12 milhões de sacos plásticos evitados R$ 360 mil em créditos aos clientes Campanha “Saco é um Saco” Sacolas Retornáveis 2 milhões de unidades vendidas Puxa-saco Implementação nos caixas Eco Check-Out: Caixa preferencial para clientes que não usam sacos plásticos = 50 milhões de sacos plásticos evitados Resíduos
    21. 21. Vídeo
    22. 22. <ul><li>Diferentes formatos das lojas e capilaridade no Brasil </li></ul><ul><ul><li>Estabelecimento de padrões: fluxos de trabalho, formas de coleta e armazenamento dos resíduos </li></ul></ul><ul><li>Captação de parceiros locais </li></ul><ul><li>Destino final dos resíduos </li></ul><ul><ul><li>Estados e municípios desprovidos de empreendimentos licenciados para receber e tratar os resíduos </li></ul></ul>Gestão dos Resíduos Sólidos Oportunidades e desafios
    23. 23. Obrigado! www.walmartbrasil.com.br [email_address]

    ×