Jesus humano Texto: Luiz Gonzaga Pinheiro Música: Capricho  italiano.
Oh, Jesus dos desvalidos. Aqui estou com meus pedidos.
Jesus dos poetas. Que não me faltem rimas, retas.
Jesus dos trabalhadores. Traz à vida alguns amores.
Pois nesta vida miserável és a única esperança.
Oh Jesus dos homens santos. Ajuda-me a secar os prantos.
Jesus dos perdidos. Tantos são os esquecidos.
Jesus dos descrentes. Envia-me boas sementes.
Por que és o único em quem confio.
Oh Jesus do povaréu. Mesmo do imenso céu
Abre o coração nobre E recolhe a súplica do pobre.
Jesus dos derrotados. Há dúvidas se somos amados.
Mas neste mundo tão cego.  És o único a quem me entrego.
Jesus de todos: dos passarinhos, dos  burricos, dos calangos e marmotas.  Mostra-me novas rotas.
Jesus dos bêbados, dos religiosos, dos cretinos, leva do mundo os desatinos.
Jesus da África, do Paquistão, de Belém Guarda-me contigo, amém.
Pois de tantos joões ninguém Sou o que mais te quer bem.
Jesus humano Oh Jesus dos desvalidos. Aqui estou com meus pedidos. Jesus dos poetas. Que não me faltem rimas, retas. Jesus...
Formatação: o caçador de imagens
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jesus humano

285 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
285
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jesus humano

  1. 1. Jesus humano Texto: Luiz Gonzaga Pinheiro Música: Capricho italiano.
  2. 2. Oh, Jesus dos desvalidos. Aqui estou com meus pedidos.
  3. 3. Jesus dos poetas. Que não me faltem rimas, retas.
  4. 4. Jesus dos trabalhadores. Traz à vida alguns amores.
  5. 5. Pois nesta vida miserável és a única esperança.
  6. 6. Oh Jesus dos homens santos. Ajuda-me a secar os prantos.
  7. 7. Jesus dos perdidos. Tantos são os esquecidos.
  8. 8. Jesus dos descrentes. Envia-me boas sementes.
  9. 9. Por que és o único em quem confio.
  10. 10. Oh Jesus do povaréu. Mesmo do imenso céu
  11. 11. Abre o coração nobre E recolhe a súplica do pobre.
  12. 12. Jesus dos derrotados. Há dúvidas se somos amados.
  13. 13. Mas neste mundo tão cego. És o único a quem me entrego.
  14. 14. Jesus de todos: dos passarinhos, dos burricos, dos calangos e marmotas. Mostra-me novas rotas.
  15. 15. Jesus dos bêbados, dos religiosos, dos cretinos, leva do mundo os desatinos.
  16. 16. Jesus da África, do Paquistão, de Belém Guarda-me contigo, amém.
  17. 17. Pois de tantos joões ninguém Sou o que mais te quer bem.
  18. 18. Jesus humano Oh Jesus dos desvalidos. Aqui estou com meus pedidos. Jesus dos poetas. Que não me faltem rimas, retas. Jesus dos trabalhadores Traz à vida alguns amores. Pois nesta vida miserável és a única esperança. Oh Jesus dos homens santos Ajuda-me a secar os prantos. Jesus dos perdidos Tantos são os esquecidos Jesus dos descrentes Envia-me boas sementes. Porque és o único em quem confio. Oh Jesus do povaréu Mesmo do imenso céu Abre o coração nobre E recolhe a súplica do pobre. Jesus dos derrotados Há dúvidas se somos amados. Mas neste mundo tão cego És o único a quem me entrego. Jesus de todos: dos passarinhos, dos burricos, dos calangos e marmotas. Mostra-me novas rotas. Jesus dos bêbados, dos religiosos, dos cretinos Leva do mundo os desatinos.. Jesus da África, do Paquistão, de Belém Guarda-me contigo, amém. Pois de tantos joões ninguém Sou o que mais te quer bem. Do livro, “Jesus Humano” de Luiz Gonzaga Pinheiro
  19. 19. Formatação: o caçador de imagens

×