A Finlândia não tem muitos recursos naturais. O hino nacional já diz:
...somos um país pobre, que não tem ouro.
O recurso ...
Se Portugal busca inspiração
para enfrentar dois dos seus
principais problemas actuais
(educação e corrupção -
considerado...
A presidente finlandesa, Tarja
Halonen, adianta algumas dicas:
“investimento maciço em
educação
6% do PIB na Finlândia, se...
Um povo educado elegerá dirigentes
honestos e competentes. Estes escolherão os
melhores assessores. Com um povo inculto
ac...
Um povo educado sabe muito
bem distinguir um discurso sério
de uma verborreia demagógica
Um povo ignorante desperdiça os seus recursos e
empobrece.
Um povo ignorante vive a iludir-se, e deixa-se iludir.
Um povo educado
prospera mesmo em
condições adversas!
A Finlândia tem um clima inóspito - que dá as
fotos lindíssimas que viram atrás. Mas possui
uma economia de mercado altame...
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Finlândia, um exemplo a seguir
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Finlândia, um exemplo a seguir

201 visualizações

Publicada em

Um país com baixos recursos naturais mas que sabe ter o seu povo em consideração, investindo na educação. É um povo culto e um povo culto não é corrupto, e aí está a diferença....de países como Portugal...

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Finlândia, um exemplo a seguir

  1. 1. A Finlândia não tem muitos recursos naturais. O hino nacional já diz: ...somos um país pobre, que não tem ouro. O recurso que temos é o nosso povo. Assim, investimos no nosso povo. Toda a pessoa tem de receber formação, educação, para ir tão longe quanto a sua capacidade permitir. Não é suficiente que uma sociedade possua algumas pessoas muito capacitadas. Toda a sociedade tem de ter a possibilidade de formação durante toda a vida. Não basta que uma criança pobre receba alguma formação quando pequena. Ela tem de poder estudar o quanto quiser. E a Finlândia tem sido um dos países mais competitivos nas estatísticas internacionais com só 5 milhões de habitantes. Imagine-se o que fariam com o dobro.
  2. 2. Se Portugal busca inspiração para enfrentar dois dos seus principais problemas actuais (educação e corrupção - considerado um dos países mais corruptos da Europa…), dificilmente poderíamos deixar de visitar um lugar mais apropriado que a Finlândia.
  3. 3. A presidente finlandesa, Tarja Halonen, adianta algumas dicas: “investimento maciço em educação 6% do PIB na Finlândia, sem contar a investigação); transparência no governo; honestidade partidária”; É muito importante ter a coragem de alocar os recursos para a educação básica", ressalta ela.
  4. 4. Um povo educado elegerá dirigentes honestos e competentes. Estes escolherão os melhores assessores. Com um povo inculto acontece exactamente o inverso. Um povo educado não tolera corrupção.
  5. 5. Um povo educado sabe muito bem distinguir um discurso sério de uma verborreia demagógica
  6. 6. Um povo ignorante desperdiça os seus recursos e empobrece. Um povo ignorante vive a iludir-se, e deixa-se iludir.
  7. 7. Um povo educado prospera mesmo em condições adversas!
  8. 8. A Finlândia tem um clima inóspito - que dá as fotos lindíssimas que viram atrás. Mas possui uma economia de mercado altamente industrializada, com produção per capita maior que a do Reino Unido, França, Alemanha e Itália. O padrão de vida finlandês é elevado. O sector chave da sua economia é a indústria - principalmente madeireira, metalurgia, engenharia, telecomunicações (destaque para a Nokia) e produtos electrónicos. O comércio externo é importante, representando cerca de 1/3 do PIB. Com excepção de madeira e de vários minérios, a Finlândia depende de importações de matérias primas, energia, e alguns componentes de bens manufacturados. E se comparássemos isto tudo com o nosso país?... Não é para ficarmos deprimidos, é para fazermos alguma coisa para mudar as coisas!!! Fim

×