DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDASAv. Torres de Oliveira, 76 - JaguaréCEP 05347-902 - São Paulo / SP01. CUIDADOS PRELIMINARES A ...
MÃOS À OBRA- 2 -CUIDADOS PRELIMINARES A SEREM TOMADOS1. COMPRADO TERRENOSobre loteamentos irregulares, a Prefeitura Munici...
- 3 -MÃOS À OBRANa escolha do seu terreno, observe se ele apresenta as seguintes condiçõesfavoráveis.Facilidade de acesso,...
Largura mínima“L” (m)Área mínima“A” (m )2DependênciasCozinhaBanheiroSalaDormitório4,001,5012,0012,00 (único)9,00 (mais de ...
- 5 -MÃOS À OBRAA próxima etapa a ser cumprida é procurar a Prefeitura local, solicitandoinformações de como poderá ser fe...
MÃOS À OBRA- 6 -llNos locais de futuras aberturas (janelas ou portas) posicionadas em paredeconstruída numa primeira etapa...
- 7 -MÃOS À OBRABROCHACAIXA DE MASSACARRINHO DE MÃONOTA:CAVADEIRA ou CAVADORCOLHER DE PEDREIRODESEMPENADEIRAS- Utilizada p...
MÃOS À OBRA- 8 -NOTA:ESCOVA DE AÇOENXADA ou ENXADÂOESPÁTULAESQUADRO DE PEDREIROA desempenadeira é utilizada para segurar p...
- 9 -FRISADORLATASLINHAou CORDELMARRETA ou MARRETINHAMARTELOSMANOPLA- Peça de madeira (a) ou metálica (b) e (c), que serve...
MÃOS À OBRA- 10 -NÍVEL DE BOLHANÍVEL DE TUBO ou MANGUEIRA DE NÍVELPÁSPICARETA- Serve para verificar onivelamento (horizont...
- 11 -PONTEIRADEAÇOPRUMO, FIO DE PRUMO ou PRUMO DE CENTRARREGADORRÉGUA DE MADEIRASERRAPARAMETAL ouARCO DE SERRASERROTE- Go...
MÃOS À OBRA- 12 -SOQUETE ou COMPACTADORTALHADEIRATRENATORQUÊS- Serve parasocar ou compactar a terra (fundo de valas defund...
- 13 -4. MATERIAISCimento PortlandNOTA:Vergalhões de AçoAreia e BritasÉ importante que você tenha em mãos uma lista de tod...
MÃOS À OBRA- 14 -(*) Para traços de 1 saco de cimento.Para argamassas a quantidade de água depende de sua aplicação.4º) - ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

01 cuidados preliminares

278 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

01 cuidados preliminares

  1. 1. DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDASAv. Torres de Oliveira, 76 - JaguaréCEP 05347-902 - São Paulo / SP01. CUIDADOS PRELIMINARES A SEREM TOMADOS
  2. 2. MÃOS À OBRA- 2 -CUIDADOS PRELIMINARES A SEREM TOMADOS1. COMPRADO TERRENOSobre loteamentos irregulares, a Prefeitura Municipal de São Paulo editou umfolheto VAMOS MEXER COM SAO PAULO, no qual o assunto é abordado daseguinte forma:LOTEAMENTO IRREGULARO loteamento pode ser irregular porvarias razões.Há casos em que o loteador vendeuterras que não eram dele.Às vezes, o loteamento foi feito emárea rural e isso e proibido.Em certos loteamentos, não foidoada para a Prefeitura uma áreapara construir praças e escolas,conforme manda a lei.Outros loteamentos são irregularesporque o terreno é muito inclinadoou está muito perto dos córregos.
  3. 3. - 3 -MÃOS À OBRANa escolha do seu terreno, observe se ele apresenta as seguintes condiçõesfavoráveis.Facilidade de acesso, isto é, se existem ruas que permitam chegar ao terreno. Arua pode não ser pavimentada, mas deve dar tráfego normal a veículos pesados -lembre-se que os materiais da sua construção deverão ser colocados no seu lote.Suas dimensões devem ser tais que permitam a construção da casa com asdependências necessárias ao seu projeto. Um lote mínimo deve ter 10,00 m defrente por 20,00 m de fundos, ou seja, 200 m . Casas geminadas são construídasem meio lote.Ser plano ou ligeiramente inclinado para a rua de modo que o abastecimento deágua e saída de esgoto sejam facilitados. Não deve ter uma conformação que exijagrandes cortes ou aterros, pois estas obras de terraplenagem são bastante caras.Deve ser seco, sem charcos. As águas da chuva devem correr normalmenteatravés do terreno, sem que abram valetas ou buracos. Caso isto ocorra, serãonecessárias fundações e obras de drenagem caras.Outro cuidado importante que se deve ter é com os títulos de propriedade do imóvel. Odocumento que comprova legalmente a propriedade de um terreno é a Escritura Públicade Compra e Venda do Imóvel, devidamente registrada no Registro Geral de Imóveis.O Contrato de Promessa de Venda, mesmo que registrado, não se constitui numdocumento que comprova plenamente a propriedade, no entanto possui garantiassuficientes para que se possa construir no terreno.só inicie sua construção em terreno cuja propriedade estejaperfeitamente definida. Em caso de dúvida, procure os órgãos competentes daPrefeitura, Cartório de Registro de Imóveis. Se puder, contrate um advogado paraesclarecer tudo.Antes de colocar mãos a obra na construção de sua casa ou reforma, umapalavrinha sobre algo muito importante: .Com certeza já deve ter ouvido falar de planta de casa, ou seja, um desenho ondeaparecem em escala (tamanho reduzido) os diversos cômodos que vão serconstruídos, com suas metragens. Esta planta é importante, pois situa a obra dentroda área do terreno, sabendo-se, assim, quanto do terreno ficará livre na frente, nosfundos e nas laterais.Perder algum tempo com o Projeto de sua casa, com certeza será bemrecompensado, pois serão evitados problemas durante e após a construção.llll2Atenção:2. PROJETONão entre em fria!o Projeto
  4. 4. Largura mínima“L” (m)Área mínima“A” (m )2DependênciasCozinhaBanheiroSalaDormitório4,001,5012,0012,00 (único)9,00 (mais de um)1,500,802,002,00MÃOS À OBRA- 4 -É hora de ouvir a sua mulher e um profissional habilitado, pois eles sabem, emconjunto, quais são as necessidades mais importantes de sua casa, em termos detamanho, disposição, iluminação, ventilação etc.É importante que se saiba de que lado nasce o Sol em relação a seu terreno, pois osquartos devem ficar voltados para o Norte. Veja como se orientar com a .No quadro abaixo são apresentados, como sugestão, áreas e larguras mínimaspara as diversas dependências que servirão na elaboração de um desenho (croqui)de sua casa.Dormitório único com área de 12,00 m terá como dimensões:Largura L = 2,00 m Comprimento = 6,00 mOutro detalhe importante é obter uma lista de materiais bem preparada, com asquantidades corretas, para você economizar. O profissional habilitado vai ajudá-Ionisso também.Figura 1Figura 1 - Posicionamento da construção do terrenoExemplo: 2
  5. 5. - 5 -MÃOS À OBRAA próxima etapa a ser cumprida é procurar a Prefeitura local, solicitandoinformações de como poderá ser feita a planta definitiva e ser dado atendimento atodas as suas exigências. Dependendo da área a ser construída, a Prefeiturapoderá colocar à sua disposição projetos e lista de materiais que atenderão à suaexpectativa. Nesse caso, a construção terá um acompanhamento pelos seustécnicos. Isto é importante, pois evita grandes transtornos posteriores. E bomlembrar que nenhuma obra, por menor que seja, pode ser executada sem aparticipação e orientação de um profissional devidamente habilitado. Informe-se naPrefeitura ou no CREA - Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura sobre oassunto.Qualquer modificação noprojeto aprovado, por maissimples que seja, consulte ediscuta diretamente com oprofissional habilitado, poissomente ele poderá dar asmelhores e mais técnicas dass o l u ç õ e s . N ã o f a ç aalterações do projeto por suaconta e risco, pois poderãoacarretar problemas sérios.Se o projeto de sua casa for completo e pretender fazer a construção por etapas, istoé, prevendo ampliações futuras , algumas medidas econômicas podemser tomadas tais como:Quando fizer as fundações, construa também as necessárias para o acréscimofuturo;Compre o material necessário paratoda a obra, tomando cuidadopara que não se estraguem;A ampliação deverá serprojetada segundo a linha decumieira, se a ampliação forno outro sentido cuide paranão ficar com uma paredemuito baixa, se preferir, façatelhado independente;Aaltura do pé direito (do piso ao forro) deve ser aproximadamente 2,80 m.(Figura 2)(Figura 3)lllNOTA:Figura 2 - Desobediência ao projetoFigura 3 - Ampliação
  6. 6. MÃOS À OBRA- 6 -llNos locais de futuras aberturas (janelas ou portas) posicionadas em paredeconstruída numa primeira etapa, não esquecer de deixar prontas as vergascorrespondentes: e,As instalações de eletricidade, água fria e esgoto devem ser feitas prevendo-se apossibilidade de sua conexão com as instalações necessárias à ampliação -lembre-se que rebentar paredes ou pisos é sempre causa de desperdício.Autilização de ferramentas apropriadas para cada etapa do serviço a ser executadoé primordial para garantia de um bom trabalho. Algumas ferramentas têm um usoespecífico, outras podem ser utilizadas em várias etapas da construção.A maior parte das ferramentas devem ser adquiridas de bons fornecedores. Sepossível, experimente ou peça demonstração da ferramenta antes de adquiri-Ia.Um manual de instruções e de manutenção deve ser solicitado ao fabricante.Algumas ferramentas podem ser construídas por você mesmo, neste caso façaantes um desenho do que pretende.As ferramentas devem estar sempre em boas condições de uso e ser guardadas emlocais adequados no final de cada jornada de trabalho.- Utilizado para medida de água a ser adicionada aoconcreto. Seu volume deve ser previamente conhecido; com umrecipiente de 1 litro, verifique quantos litros de água podem sercolocados no balde. Anote esse volume no próprio balde. Se ocimento seco for medido em volume, destine um balde só paraessa finalidade.- Serve para misturar o concretoou a argamassa. Existem modelos movidos agasolina, diesel ou eletricidade. A betoneiradeve estar sempre limpa e em perfeito estadode funcionamento. A betoneira é recomendadapara volume de concreto ou argamassa em quea mistura manual seja muito demorada.No caso de construção de pequenoporte, poderá ser utilizada uma argamasseiraou masseira (metálica ou de madeira).3. FERRAMENTASBALDEBETONEIRANOTA:
  7. 7. - 7 -MÃOS À OBRABROCHACAIXA DE MASSACARRINHO DE MÃONOTA:CAVADEIRA ou CAVADORCOLHER DE PEDREIRODESEMPENADEIRAS- Utilizada para umedecer tijolos ou blocos antes do seuassentamento e em locais que devem receber revestimentos. Sãoutilizadas também nas pinturas a cal (caiações).- Caixa demadeira ou metálica utilizada para colocação daargamassa que esteja sendo utilizada na obra.- Utilizado para transporte de materiais na obra. Deve ser, depreferência, metálico e com roda de borracha.O caminho a ser percorrido pelocarrinho deve ser livre, isento deobstáculos. Se possível utilizar tábuas parafacilitar seu deslocamento. Evitar choquesquando transportar argamassas ouconcreto.- Ferramenta utilizadana abertura de furos no terreno para confecção debrocas de fundações, ou remoção de raízes oublocos de pedra.- Instrumento disponível em vários tamanhos. Serve paracolocar a argamassa de rejuntamento ou revestimento. Oconcreto, desde que em pequenas espessuras, pode sermovimentado com uma coIher - por exemplo, dentro deum carrinho de mão. Serve ainda para cortar tijolos oublocos de concreto em tamanhos adequados aopreenchimento de pequenos vãos.- Serve para se obter o desempeno de argamassas ouconcretos. Podem ser de madeira (vários tamanhos) (a), ou de aço (b), que dão umacabamento bem liso, utilizado, por exemplo, em revestimentos de pisos deargamassa de cimento (cimentados). Para o esparrame de argamassas prontaspara aplicação de produtos cerâmicos, utiliza-se uma desempenadeira de açoespecial, com dois lados dentados (c).
  8. 8. MÃOS À OBRA- 8 -NOTA:ESCOVA DE AÇOENXADA ou ENXADÂOESPÁTULAESQUADRO DE PEDREIROA desempenadeira é utilizada para segurar pequenas quantidades deargamassa durante o trabalho. Pode ser substituída por um tabuleiro demadeira, feito especialmente para esta finalidade (d).- Necessária para limpeza de superfícierevestida com cerâmica, remover a nata de superfície deconcreto ou para acabamento texturizado.- Empregada paraabertura de valas de fundação e na misturamanual de argamassas ou concretos.- Utilizada para alisamento de revestimento de massafina ou gesso.- Esquadrofeito com três pedaços de madeira,formando um triângulo cujos ladosobedecem a proporção 3:4:5 (a), porexemplo: 45cm x 60cm x 75cm. Utilizadopara verificar alinhamento e ângulosretos das valas de fundações oualvenarias. Pequenos esquadrosmetálicos (b) são utilizados para riscar noesquadro peças cerâmicas a seremcortadas.
  9. 9. - 9 -FRISADORLATASLINHAou CORDELMARRETA ou MARRETINHAMARTELOSMANOPLA- Peça de madeira (a) ou metálica (b) e (c), que serve para daracabamento (friso) nos rejuntamentos de alvenaria com tijolos e blocos a vista.- Podem substituir os baldes; têm normalmentecapacidade de 18 litros. Um saco de cimento de 50 kg enche duaslatas. Pode-se fixar uma ripa de madeira pelo lado externo de umdos lados de abertura da lata, o que facilitará o levantamento etransporte do material.- Necessária para a demarcação dasvalas de fundação no terreno e das paredes sobre osalicerces. Serve ainda para orientar a colocação nahorizontal das fiadas - quando são esticadas entre pregosou pinos ou presas em peças não assentadas. Podem serempregados fios de náilon ou metálicos.- Usada para golpear a talhadeirapara corte de concreto ou argamassa endurecida, ou corte detijolos, blocos ou peças cerâmicas.- Em serviço de pedreiro, o martelo édo tipo martelo-talhadeira (a), que serve paracortar pequenos pedaços de tijolos ou blocos ouremover incrustações de argamassa endurecida.O martelo de unha (b) é utilizado para colocaçãoou remoção de pregos ou pinos.- Utilizada para bater ladrilhoshidráulicos ou tacos, logo após sua aplicação,garantindo a penetração da argamassa e seunivelamento.
  10. 10. MÃOS À OBRA- 10 -NÍVEL DE BOLHANÍVEL DE TUBO ou MANGUEIRA DE NÍVELPÁSPICARETA- Serve para verificar onivelamento (horizontalidade) ou prumo(verticalidade) das fiadas ou paredes.- Nível constituído por um tubotransparente (diâmetro de 13 mm ou 19 mm) cheio de água, com as extremidadesfechadas que deve ser utilizado por dois operadores, um na referência de nível (RN)e outro no local a ser nivelado. Tomar cuidado de eliminar bolhas de ar do interior damangueira, proceder como indicado na figura (b).- Normalmente devem serutilizados dois tipos de pás, umapara acerto do terreno e aberturade valas de fundação (pás decorte) e outra para enchimento derecipiente (lata ou carrinho) comareia, brita ou cimento, misturade argamassa ou concreto ecolocação do concreto nas valasde fundações ou fôrmas.- Utilizada para acerto do terreno eabertura de valas de fundações.
  11. 11. - 11 -PONTEIRADEAÇOPRUMO, FIO DE PRUMO ou PRUMO DE CENTRARREGADORRÉGUA DE MADEIRASERRAPARAMETAL ouARCO DE SERRASERROTE- Golpeada com uma marreta realiza furos noconcreto ou alvenarias.- Utilizado paraverificação da verticalidade de uma alvenaria ou de uma coluna. Pode sersubstituído por um nível de bolha.- Necessário para realização da cura úmida deconcreto, particularmente quando se tratar de pisos. Pode serutilizado ainda para controlar a quantidade de água adicionadaà argamassa ou ao concreto.- Sarrafo utilizado nonivelamento de superfícies de concreto ouargamassa. Para evitar o empenamento darégua, devem ser feitos furos ao longo de seucomprimento. Desde que dotado de marcas ao longo de sua altura, espaçadasregularmente de distância correspondente a uma fiada, incluindo a argamassa derejuntamento, serve como sarrafo de medições (gabarito ou escantilhão).- Utilizado para corte de barras de aço(vergalhões) ou dos tubos metálicosou de PVC.- Para corte de madeira. Existemdiversos tamanhos e formas especiais paracortes em ângulos de guarnições emolduras.
  12. 12. MÃOS À OBRA- 12 -SOQUETE ou COMPACTADORTALHADEIRATRENATORQUÊS- Serve parasocar ou compactar a terra (fundo de valas defundação, contrapisos etc.). Pode ser feito demadeira (a) ou com concreto (b), caso em queuma lata pequena de tinta vazia pode serutilizada como fôrma. O seu cabo pode ser demadeira ou metálico.- Utilizada para cortar tijolos ou blocos eabrir rasgos na alvenaria para colocação dos dutos(hidráulica ou eletricidade). Serve ainda para remoção deargamassa endurecida.- Utilizada para medições de distâncias. Existem diversos tamanhos 2,00m, 5,00 m, 10,00 m, 20,00 m ou mais (a).Podem ser metálicas ou de tecido. Deuso mais corrente em obra e o metro(escala métrica) (b) de madeira,extensível, com 1,00 m ou 2,00 m comsubdivisões em mm. Devem serutilizadas com definição adequado dosângulos ou prumadas das distâncias aserem medidas.- Utilizada para dobragem e cortede arame cozido na amarração de ferragem(a). Pode ser substituída por um alicate (b).
  13. 13. - 13 -4. MATERIAISCimento PortlandNOTA:Vergalhões de AçoAreia e BritasÉ importante que você tenha em mãos uma lista de todos os materiais, com suasquantidades corretas, que se feita por um técnico, certamente vai fazer vocêeconomizar. É recomendável, uma vez mais, solicitar informações a respeito naPrefeitura.Alguns materiais por sofrerem alterações com a umidade devem ser adquiridos emmenor quantidade (suficiente, no máximo, para o consumo de um mês de obra).Devem ser observadas as seguintes recomendações:1º) O - devem ser mantidos em sua embalagem original ouenvolvida por um saco plástico grosso com sua abertura bem fechada.Os sacos de cimento devem ser mantidos em local fechado e coberto, e deforma a não ter nenhum contato com a umidade (Ver ). Guarde no máximo10 sacos em cada pilha, caso o cimento ficar estocado por mais de duas semanas.2º) Os - recomenda-se que sejam mantidos em local abrigadoe afastados do chão, para evitar que enferrujem. Caso tenham que ficar emlocal descoberto durante algum tempo (mais de 1 mês), as barras devemreceber uma pintura com nata de cal ou nata de cimento portland.3º) A - não sofrem ação da umidade, porém deve-se tomar cuidadoem mantê-las em locais separados e limpos. Deve-se verificar a umidadepresente na areia, para descontar da quantidade de água necessária, paramistura de argamassa ou concreto.A serve como uma primeira aproximação quando se deseja saber qualé a quantidade de água necessária a um concreto.Figura 4Tabela 1Figura 4
  14. 14. MÃOS À OBRA- 14 -(*) Para traços de 1 saco de cimento.Para argamassas a quantidade de água depende de sua aplicação.4º) - na ocorrência dechuvas, recomenda-se seu recobrimento com lona plástica para que possamser utiliza dos logo a seguir, sem problemas.Caso esteja pensando em construir uma ampliação futura a área destinada aessa ampliação, pode ser devidamente preparada (limpa e socada) parareceber o material a ser estocado. Para cimento, cal e guarda de ferramentas,recomenda-se a construção de um barraco de madeira, com uma áreaaproximada de 3,00 m . Veja exemplo na .NOTA:Blocos de Concreto e Tijolos de Barro para Alvenaria2Figura 5Tabela 1ObservaçãoÁreaMuito tempo exposta ao solNas condições normaisApós ocorrência de chuvaSecaÚmidaMuitoúmidaTeor deumidade(%)2510Quantidade de água(litros) (*)SecaÚmidaMuitoúmidaConcretomagro Estrutural272219Figura 5 - Barraco de obra

×