Modulo:  M45 - Animação ambiental e de património
LOCALIZAÇÃO <ul><ul><li>Situa-se numa extensão de 150 km, ao longo da costa algarvia e alentejana, entre os concelhos de V...
<ul><ul><li>A população residente ainda se dedica a actividades tradicionais como a pesca e a agricultura, pelo que o loca...
<ul><ul><li>Neste parque natural ainda se podem encontrar as tradicionais aldeias de pescadores. É possível praticar-se di...
<ul><ul><li>Falésias marítimas, praias, dunas, matos litorais, charnecas e vales fluviais, são alguns dos habitats onde oc...
<ul><ul><li>Pela sua situação geográfica única e pela manutenção de um estado de conservação natural invejável quando comp...
 
 
 
 
AMEAÇAS  <ul><ul><li>Massificação turística e a especulação imobiliária, por parte do poder local e de agentes económicos;...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

M45 AnimaçãO Ambiental E De PatrimóNio, Marco;Humberto

1.294 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.294
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
146
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

M45 AnimaçãO Ambiental E De PatrimóNio, Marco;Humberto

  1. 1. Modulo: M45 - Animação ambiental e de património
  2. 2. LOCALIZAÇÃO <ul><ul><li>Situa-se numa extensão de 150 km, ao longo da costa algarvia e alentejana, entre os concelhos de Vila do Bispo e Sines. Esta área de paisagem protegida caracteriza-se pela sua paisagem não explorada, onde o mar e a serra se misturam num património natural invulgar. </li></ul></ul><ul><ul><li>A beleza natural das suas praias, muitas delas quase desertas, e as altas falésias em contacto directo com o mar, constituem o principal cartão de visita desta região. </li></ul></ul>
  3. 3. <ul><ul><li>A população residente ainda se dedica a actividades tradicionais como a pesca e a agricultura, pelo que o local é, também, bastante rico. </li></ul></ul>
  4. 4. <ul><ul><li>Neste parque natural ainda se podem encontrar as tradicionais aldeias de pescadores. É possível praticar-se diversas actividades desportivas e de lazer como a pesca à linha, a pesca submarina, o surf, o windsurf ou o parapente. </li></ul></ul>
  5. 5. <ul><ul><li>Falésias marítimas, praias, dunas, matos litorais, charnecas e vales fluviais, são alguns dos habitats onde ocorrem plantas e animais, cuja sobrevivência a nível nacional e internacional está dependente deste Parque Natural. Particularmente relevantes são algumas espécies que restringem a sua área de distribuição mundial ao sudoeste português. </li></ul></ul>
  6. 6. <ul><ul><li>Pela sua situação geográfica única e pela manutenção de um estado de conservação natural invejável quando comparado com outras áreas do país, pode ainda observar-se nesse Parque uma diversidade florística e faunística incomparável a outras áreas de Portugal. </li></ul></ul>
  7. 11. AMEAÇAS <ul><ul><li>Massificação turística e a especulação imobiliária, por parte do poder local e de agentes económicos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Poluição industrial e doméstica; </li></ul></ul><ul><ul><li>Colheita de espécies vegetais ameaçadas; </li></ul></ul><ul><ul><li>Intensificação agrícola, sobre-pesca e sobre-mariscagem; </li></ul></ul><ul><ul><li>Incêndios florestais; </li></ul></ul><ul><ul><li>Destruição da vegetação autóctone (matos e bosques mediterrânicos e vegetação ribeirinha). </li></ul></ul>

×