VITTORIO TEDESCHI
Mutirão de escoteiros reconstrói ONG
que cuida de 300 animais, no Paraná
Há 108 anos, em 1907, Lord Robert
Stephenson Smyth Baden-Powell criou
o escotismo com o objetivo de
proporcionar desenvolv...
Isso porque um grupo de 150 escoteiros do município de Ponta
Grossa, município a 100km de Curitiba, capital do Paraná,
par...
“Além da reforma, nossa intenção foi reestruturar o espaço
com tudo o que é necessário para mantê-lo, além de reforçar
as ...
A reconstrução foi feita em apenas um dia de trabalho:
enquanto os voluntários com idade mais avançada ficaram
responsávei...
Mutirão de escoteiros reconstrói ONG que cuida de 300 animais, no Paraná
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mutirão de escoteiros reconstrói ONG que cuida de 300 animais, no Paraná

80 visualizações

Publicada em

Há 108 anos, em 1907, Lord Robert Stephenson Smyth Baden-Powell criou o escotismo com o objetivo de proporcionar desenvolvimento físico, emocional, intelectual e espiritual de jovens. A invenção, oriunda da Ilha de Brownsea, no Canal da Mancha, Inglaterra, elege, desde então, valores que direcionam a formação do caráter e o papel social dos participantes do programa, objetivo alcançado como no exemplo que agora trazemos.

Isso porque um grupo de 150 escoteiros do município de Ponta Grossa, município a 100km de Curitiba, capital do Paraná, participou da reconstrução da ONG Canil Lar, devastada pelas chuvas de granizo que assolaram diversas cidades do estado, em setembro. Os voluntários fazem parte do Grupo Escoteiro Lagoa Dourada foram os responsáveis por captar recursos e reconstruir a ONG, que abriga mais de 300 animais.

“Além da reforma, nossa intenção foi reestruturar o espaço com tudo o que é necessário para mantê-lo, além de reforçar as estruturas para evitar que um novo desastre volte a atingir o canil”, afirmou o presidente do grupo escoteiro, Orlando de Lima.

A reconstrução foi feita em apenas um dia de trabalho: enquanto os voluntários com idade mais avançada ficaram responsáveis pelo telhado do canil e pela residência utilizada pela administração, os mais novos ficaram com a limpeza e retirada do barro e as ações de arrecadação. Ao total, foram arrecadados cerca de 1,3 tonelada de ração, além de grande quantidade de papelão, R$ 400,00 em materiais de limpeza, 190 folhas de telhas onduladas (eternit) e materiais de construção.

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
80
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mutirão de escoteiros reconstrói ONG que cuida de 300 animais, no Paraná

  1. 1. VITTORIO TEDESCHI Mutirão de escoteiros reconstrói ONG que cuida de 300 animais, no Paraná
  2. 2. Há 108 anos, em 1907, Lord Robert Stephenson Smyth Baden-Powell criou o escotismo com o objetivo de proporcionar desenvolvimento físico, emocional, intelectual e espiritual de jovens. A invenção, oriunda da Ilha de Brownsea, no Canal da Mancha, Inglaterra, elege, desde então, valores que direcionam a formação do caráter e o papel social dos participantes do programa, objetivo alcançado como no exemplo que agora trazemos.
  3. 3. Isso porque um grupo de 150 escoteiros do município de Ponta Grossa, município a 100km de Curitiba, capital do Paraná, participou da reconstrução da ONG Canil Lar, devastada pelas chuvas de granizo que assolaram diversas cidades do estado, em setembro. Os voluntários fazem parte do Grupo Escoteiro Lagoa Dourada foram os responsáveis por captar recursos e reconstruir a ONG, que abriga mais de 300 animais.
  4. 4. “Além da reforma, nossa intenção foi reestruturar o espaço com tudo o que é necessário para mantê-lo, além de reforçar as estruturas para evitar que um novo desastre volte a atingir o canil”, afirmou o presidente do grupo escoteiro, Orlando de Lima.
  5. 5. A reconstrução foi feita em apenas um dia de trabalho: enquanto os voluntários com idade mais avançada ficaram responsáveis pelo telhado do canil e pela residência utilizada pela administração, os mais novos ficaram com a limpeza e retirada do barro e as ações de arrecadação. Ao total, foram arrecadados cerca de 1,3 tonelada de ração, além de grande quantidade de papelão, R$ 400,00 em materiais de limpeza, 190 folhas de telhas onduladas (eternit) e materiais de construção.

×