Hunter X Hunter Capítulo 007

246 visualizações

Publicada em

A série conta a história de Gon Freecss, um garoto de 12 anos que pretende se tornar um Hunter, um caçador de tesouros, lugares perdidos e criaturas estranhas.
Contudo, ao contrário da maioria dos Hunters que procuram fama e dinheiro, o herói da história tem uma motivação maior para querer ser um caçador encontrar seu pai um dos mais famosos hunters do mundo.
Mas não é qualquer um que pode se tornar um Hunter. Para poder praticar essa reconhecida profissão, é necessário ter uma licença especial e para tirá-la é preciso passar e sobreviver a exames com milhares de inscritos. Uma vez aprovado e com sua licença Hunter em mãos, o caçador passa a ter direito a acessar áreas restritas, informações secretas e consegue acumular facilmente uma grande fortuna de acordo com seus feitos ? incluindo ir atrás de Hunters que usam seus poderes para objetivos escusos.

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
246
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hunter X Hunter Capítulo 007

  1. 1. n°007. as BHZÕCS D6 Capa um IMPOSSÍVEL! r , ' . ' t" NÃO, E ; xmpossçveLg _Á “ , POSSIVEL! IAAPSSSIVÉL! V 7 x § 45g: w” EU, PERDÊR? _Isso l)lAC) E POSSIVEL! ! DE ÉSTLJDGS A ÉSPGRTÉS, ELI SGL) (D ^AÉLJ-! (DR. TQDCS (DS OUTROS SAC) INIADA CSAAPA- RADOS A AAIAA! ! Posso ACBÉDITAR! NAO PO~DE SER! NAo COMIGO! FALEI-CEI? I| AO! sou um PERDEDOR? EU só ÚNHA czuE/ LJSA-LOS E JOGA-LOS FORA como A/ EIAS VELD-IAS! !! www MANzsa-¡annsu x11' sxí _if EDITOR: manu_ ABQITI u xa-mancsnsanszLexmc Annvsnse ou EMTÁÉÉ PÉÉ: 'u' d' TRADLITCR: ISA _RAEBXT
  2. 2. ' -f'a, aç= .e' S** S ' / .' . i : EQ 5* A
  3. 3. É É A '› , " 7- PRIMEIRA -_. __ r , O N- YEMOS _ VEZ QUE v1: › pm( »xx z QUE COR- ALGUEM CAN_ v . *E* Po** _. .SADÔ XESSA _S, _S_ . AAAIS UMAS¡ PARTE DA f? _ 'z CORRIDA- , x E VERDADE QuE_ voçe UNIAO E NÃO ~ QUEREMOS '1 VER você AQuI MAIS_ a FRACOTE' ~ ~ _ você f E APEBIAS , UM CARA " INÀÓRAAAL.
  4. 4. a Razões TD6_C(-1I3a (IM "ea V JW _x . S 61% , _ J . / . / V . . / /Z_/ _ PRIAÀÉIRO RCDLJINID DCS TESTES: AAAIS DE 8OKIV PERCORRIDÓS.
  5. 5. _ - " E /7 « ICAEINITTRAS / ELE TEM MESMO , PARECIA V - UM EFEITO SÓLIDO ARRASADÓR PARA UM 'r EM ALGUNS¡ NOvATo, CARAS_ _ _ ¡. ' ELE CCNA CERTEZA NÃO ? PAE TRABBaAIÍI-ÍG' RECER NO PQÓXIMO OBRISADOI _« EXAME. FJ TOMPA. você / REALMENTE , J . V E UM MESTRE _i AAIhltlA ~ r y R^Z^° DE seus . DE É í __ SER_ _f __ ADvERSARxOS, _q r E; T4, FINALMENTE TEVE UM. . O NÍVEL Í ESTÁ ALTO 9 r' NÃO * TEMOS TEMPO › ' ' sOaRANDo. u . .g
  6. 6. SERALMENTE, " NESSA CONDIvKL çOES_ OINSE~ 7 SUIMOS APENAS: ANDAR_ AS -' ELE SOB OS à DEGRALJS F_ICAR CRI TICO!
  7. 7. .í 4 . .. . ¡ulã xdN ESTÁ BÉNL LECDRICD? NÃO SOU O MELHOR. MAS NAO IMPORT SEI Qu CONSESUIREII KURAPIKAI UM AVISO: FIQUE LONGE D_E MIM SE NAO QUISER F-_ICAR ENVER» SONHADOI 155g E UMA LIçAO PARA SE LEMRRAR. .
  8. 8. CÇINIVEIZS A R CONHECEMOS HA POUCOS DIAS_ MAS EU JÁ ENTENDI ISSO PELO MENOS. , J : :A CONHECI _ I QUE Só vIvERAM POR DILNIHEIRQ. A/ LIITAS PE SSÓAS § “N E VOCE NÃO E F . V UMA DELAS. . ' PERGRJNJTAR LJAAA CÔISA? VVOCÉ QUER V SER h-¡IJVNITER SG PCR CAUSA DE DIINIF-IEÍRÔ AcH QUE VC TEAÀ LJ/ AA ALAAA TEÀA LJAAA A I ITXJDE RIGÇROSA. | NAO E MUITOVÊ ESPERTO, ,-
  9. 9. QUANDO SOMOS ATRA- vESSADOS POR UM SENTIMENTO vIOLENTO_ NOSSOS OLHOS SE TORNAM _as - ESCARLATE_ COMO SE ESTTVESSEAA PEGANIDÔ 'HOJE, A ÚNICA COISA QUE PO- DEMOS v_ER NA ESCURIDAO DOS OLHOS DELES KURA TA FOI PERSEGLJIDS. / OS OLHOS ESCARLATE SAO A MARCA DISWTNTÍVA J DOS KURATA. ~ E e- *'59* 1221-12? " E POR CAUSA DISSO_QUE SEU CLA _FOI DESTRUIDO PELO GENE): RVODAN? AS ÚNICAS COISAS QUE FALTAvAM NO CORPO DOS MEUS IRMAOS QUANDO OS ENCONTRAMOS. ERAM SEUS OLHOS. j CSÀA TSDS O SEK. ) ' ! MORRE/ MOS INIESSE ESTADÓ. › NOSSOS OLHOS . Qxfx- NUNCA VOLTAM , e AO ESTADO NOR . rx _ ~ MAL E FICAM CSA/ t ESSA v , ALGUNS DIZEM ' QUE ESSA COR. QRILHO, E UMA DAS SETE AAARA- VILHAS DO . AALJINIDO.
  10. 10. E DAREI 655 ' , .. MEUS IQAAAQS E › _ RIAC IAAPCRTA Õ co/ upAyxuqergos ' _ _ . _ QUE ACONTECER. sgus OLHOS Dg . , EU CAPTURARÉI - o @EMEI RVODANA mas~xsfso Nao E PROBLEMA PARA UM HUNTER. sE E13 'ESCOLHER SE . g ' os CLIENTES são UM HUNTER _ › V soe CONTRATO, - TODOS HOMÉN5 w , v 905510505_ MuLq-I INFELIZMENTE_ AAE TÕRINIAREI ou¡ Ã EXTREMAMENTE . A 'êíãípoâãrxêí' ceífffeníjre RICO E TEREI w ' PARA uma PES- VENDIDOS cEsso A VARIA , , SOA NOQMAL SE No MERCADO COISAS. APROXIMAR NEGRO_ DAQUELE LUGAR, 5GB CCINITTEATO? , ' ACb-&EI QUE SUA ALMA E ' EssE ERA o PERDER suA _ -y-rpo De HUN_ DIGNTDA- r - ' , TER QuE você DE? . r - í. j coMPARADA r À DOR Dos MEus gCOAAPANll-«IEIROS '-. _ : ›:› ' A NÃo TEnu-_co UMA RAZAO 'Ã TAO NOBRE QUANTO A _ _ SUA PARA Ll-lE É"" CONTAR. . _r só Posso v DIZER QuE 'MEU oBJE1-Ivo REALMENTE E DINHEIRO x
  11. 11. cOIsAs COM você CERTEZA. MAs . NÃO ME °I9^ › os SONHOS QUE você ACHA DIEZSEKDO TAMBEM, _ . MEsMO QUE PODE COMPRAR COISA 5 AAESAAÔ VIDAS PODE sER * DEPENDEM cOMPR ADO! ¡ De ' DIYNII-IÉIRÓ¡ PARE CÓAA ISSO, LEORICI DIINIl-'IEÍR(D, ' _ MEU AMIGO . V RE1-IRE O QuE NÃO TERIA AAORRIDC¡ NÃO ERA INeêNuO, , U^^^ ENTÃO PEN- ' I °<LE§ v1; u A5sIM ENTÃO. Eu PODERIA FALAR Aos PAIS DE TODAs AQuELAs CRIANÇAS QUE ESTAVAM NA MESMA SITUAÇÃO DqMEu AMIc-; O: “EU NAO cOBRO NADA. " ESSE ERA MEU MAs QARA OPERA-LO. PREcxsA_ RÍAMOs DE MUITO sírio_ DIBll-'IEIRÔ!
  12. 12. D VIU? 'f / DINHEIRO¡ 1-INHA ALSO QUE DINHEIRO! EU NÃO SABIA: DINHEIRO¡ OS ESTUDOS . PARA yIRAR UM MEDICO SÃO MUITO CAROSu TESTE DAS ESC: : DAS QUE vAO PARA O LOCAL ONDE O 2° ROUND_ ACONTECERA. ..
  13. 13. INEM QE FATO, ¡ PEàSEEBI NAO CORRER ESTAVAMOS O MAIS RÁ~ PIDÓ_POS$Í~ N^ PRE” 'E VEL. E [MAIS NAO E : f' PARECE BEM DIVERTTDO_ , _ N- ACESSÍVEL NA VERDADE , Í . .._ / O QUE EI___J QUERO NAO E BEM SER UM HUNTER EU OUvI QUE ERA ALSO SUPERPDIFÍCIL E ACHEI INTERESSANTE. POR; QUE VOCE QUER SER UM HUNTER, À/ AS ESTÓLJ DESAPÓBJ-
  14. 14. 'y f. SEL) PAI¡ QUE TIPO DE HUNTER) ELE EP QUERO SER LIA/ l F-ILJBITEÊ CÔ/ AC ELE' CD4ANADG KAITÇ, ELE AAE EVNJSÍNIÓLI VARIAS COISAS SGBRE O AAELJ PAI. TRIPLO_HUN1ER› E UM *ITITULO ESPECIAL COAA _ GRANDE PRESTIGIO, E CONCEDIDO A 1o PESSOAS NA TERRA, CONDIÇÃO IINIDISE PENSAVEL TER FEITO DESCOEER TAS l-IISTCRIECAS GRANDES ACOES PARA A HU/ uANL DADE, AAIBÀJ-! A ÍIIA CUIDOU DE MIM, E SO 'MAS HA ALGUNS / ANOS ATRÁS_ VI MEU ' CONHECI UM CARA . PAI EM FCTCS. ALGUNS DIZEM QUE ELE NAO TEM MOTIVO NENHUM PARA INVEJAR OS "TRIPLO HUNTERS", COM OS QUAIS E GERALMENTE COAAPQRADO. ELE _NAO LIGA E NAO PERGUNTA f NADA PARA NINGUEM. A DESCOBERTA DAS RUINAS DA CIVILIzAç5O LKJLKJKA_ A IAAELEAAERlTAÇACD DA REPRODUCAO DOS LOBOS DE 2 CABEÇAS, AS REVISTAS NAS MINAS DE CQNGO. O CAMPO DE ACAO DO MEU PAI NAO TEM LIMITE.
  15. 15. ENTÃO RENE-EI MAs KAITQ PAREcr TAO FELIZ E Reu- LD-(ÊSÔ LJAYNJDÊ FALAv DELE. . L( Elm IME T RINIAR LJAA LJINJTER ASSIÀA CÔÀAÓ AAÉLI . PAI_
  16. 16. ESTAAAÓS - SAINDO_ DA ESCURI DAO DA PASSAGEM SUBTERRÃNEA! ESTAAAÓS S QUASE ACABAINIDÓ, LEoklOl
  17. 17. / _ _v V, _ 4 v r - _ _ . r ' o PÂNTANO y &su; é o _ ' » '¡ 'NUMELLE'. LUGAR ONDE ' ' . , ' - - APELIDADO ue ACONTECERÁ o ~ . › . , K 'o NINHO 2° ROUND, vocês " ' DOS TERAO QUE ' - _ muucexszos" AmAvEssLLo. _ 7 › - r . r / "a1 _ n: __ › GENTENO " eLeâLfàgçgóMo " Ju S 'i' . 4'. jnvssuenuvmm Oãmizo 'v . j «_ . A ASSIMCOMO - .2- _ JOGADORES. . RESULTA 3. _ _ _ . EM MORTE! A'

×