3
Gestão da Educação Escolar
3. COMPETÊNCIA 03 I PONTUAR OS MECANISMOS DE
PARTICIPAÇÃO E AUTONOMIA DA UNIDADE ESCOLAR, À
L...
4
Técnico em Secretaria Escolar
participativos, proporcionando aos mesmos, possibilidades de atuarem no
mundo do trabalho ...
5
Gestão da Educação Escolar
A partir dessas atitudes, o gestor escolar tem como dever garantir a eficácia do
processo de ...
6
Técnico em Secretaria Escolar
Essas ações são fundamentais para a efetivação de uma gestão democrática e
ocorrem de form...
7
Gestão da Educação Escolar
Desde o Ensino Médio, quando fiz o Magistério, venho construindo minha
experiência pautada no...
8
Técnico em Secretaria Escolar
Nós, professores, gestores, técnicos educacionais e demais profissionais, que
trabalhamos ...
Caderno - Secretaria Escolar - Gestão da Educação Escolar 2015 - Competência 3
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Caderno - Secretaria Escolar - Gestão da Educação Escolar 2015 - Competência 3

573 visualizações

Publicada em

As escolas estão cada vez mais abertas à participação da comunidade escolar no processo de reorganização de sua própria autonomia que vai se construindo a partir da dinâmica de uma nova cultura de gestão, de descentralização do poder e de exercício de cidadania.
A efetivação da participação ocorre quando há conhecimento e cumprimento das leis que regem a unidade escolar que, geralmente, estão alinhadas com as políticas governamentais propostas para a educação e as concepções que norteiam essas políticas, portanto, é a partir dessa nova postura coletiva de objetivos comuns que se pode mudar o sistema autoritário de uma gestão autoritária que ainda possa existir.

Acesse o caderno completo em: http://ead.pernambuco.pe.gov.br

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
573
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Caderno - Secretaria Escolar - Gestão da Educação Escolar 2015 - Competência 3

  1. 1. 3 Gestão da Educação Escolar 3. COMPETÊNCIA 03 I PONTUAR OS MECANISMOS DE PARTICIPAÇÃO E AUTONOMIA DA UNIDADE ESCOLAR, À LUZ DA DEMOCRATIZAÇÃO DA GESTÃO ESCOLAR Figura 8 – Comunidade Escolar Fonte: http//alinemks.blogspot.com As escolas estão cada vez mais abertas à participação da comunidade escolar no processo de reorganização de sua própria autonomia que vai se construindo a partir da dinâmica de uma nova cultura de gestão, de descentralização do poder e de exercício de cidadania. A efetivação da participação ocorre quando há conhecimento e cumprimento das leis que regem a unidade escolar que, geralmente, estão alinhadas com as políticas governamentais propostas para a educação e as concepções que norteiam essas políticas, portanto, é a partir dessa nova postura coletiva de objetivos comuns que se pode mudar o sistema autoritário de uma gestão autoritária que ainda possa existir. Percebe-se que a democratização efetiva começa no interior de cada um que compõe a escola: professores, funcionários, alunos, pais de alunos, etc. Estes com o olhar focado no bem comum podem e devem discutir criticamente o cotidiano escolar. Cabendo à escola a formação de cidadãos críticos, criativos e Competência 03
  2. 2. 4 Técnico em Secretaria Escolar participativos, proporcionando aos mesmos, possibilidades de atuarem no mundo do trabalho e de lutarem pela democratização da educação em nosso país. A democratização da gestão educacional somente ocorrerá quando houver uma verdadeira compreensão da função social e política da escola, da sua importância no processo de transformação da sociedade, pois ela deve ter como objetivo principal a capacidade de "preparar e elevar o indivíduo ao domínio de instrumentos culturais, intelectuais, profissionais e políticos" (RODRIGUES, 1987, p. 43). O papel do gestor na construção de uma escola pública, autônoma e participativa Ao diretor escolar sempre coube o papel decisório do que diz respeito à escola. Esse desafio vem sendo hoje modificado devido às mudanças provocadas pela globalização intensa que vem alterando a maneira de agir e viver das pessoas. O diretor recebeu uma nova nomenclatura, hoje é denominado gestor, o “peso” do cargo parece ter sido atenuado quando ele deixa de ter decisão soberana e ocupa uma nova postura onde suas decisões são tomadas a partir de um diálogo aberto com a comunidade escolar que hoje participa ativamente do cotidiano da escola e precisa desempenhar as habilidades necessárias de participação, pois todos têm responsabilidade pelo resultado da escola. Cabe ao gestor escolar estar preparado profissionalmente, pois dele é cobrado que faça garantir o papel da escola de educar novas gerações e para tanto o gestor, acima de tudo, deve ser um profissional que tenha ligação direta com a comunidade e um bom relacionamento com ela; o gestor precisa ter habilidade de trabalhar com a coletividade e desenvolver ações que tragam a comunidade para dialogar e participar das decisões, cumprindo assim as obrigações de uma gestão democrática que visa à participação coletiva. Competência 03
  3. 3. 5 Gestão da Educação Escolar A partir dessas atitudes, o gestor escolar tem como dever garantir a eficácia do processo de democratização e participação autônoma, envolvendo toda comunidade escolar, promovendo a discussão e a socialização dos desafios enfrentados pela escola. Precisamos ter a clareza de que o processo de formação dos nossos estudantes na construção de uma cidadania, depende de uma gestão democrática que passa pela construção de mecanismos de garantia da participação da comunidade escolar, composta por: Grêmio Estudantil, Conselho Escolar, Conselho de Professores, Associação de Pais e Mestres. Figura 9 – Gestão democrática eleição direta para diretores escolares Fonte: http//pedagogiaunopargaranhuns.blogspot.com A escola, representada pelo gestor, precisa buscar a efetivação dessa gestão participativa e isso se dá a partir de espaços de discussões construídos com essa finalidade, proporcionando a formação dos projetos educativos com a participação da comunidade escolar, bem como garantir a consolidação das discussões com a tomada de decisão partilhada coletivamente. A construção coletiva do Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola deve vislumbrar ações que garantam a participação da comunidade através do grêmio estudantil, da associação de pais e mestres e conselhos de classe que já citamos acima. Competência 03
  4. 4. 6 Técnico em Secretaria Escolar Essas ações são fundamentais para a efetivação de uma gestão democrática e ocorrem de forma dinâmica que vai construindo, pouco a pouco, a visão da escola que se quer no século XXI. CONFIRA O CADERNO COMPLETO EM: http://ead.pernambuco.pe.gov.br CURRÍCULO DO PROFESSOR PESQUISADOR Olá, meu nome é Evaneide. Sou licenciada em Letras. Cursei na UFPE especializações em Avaliação da Aprendizagem Educacional e Docência no Ensino Superior. Venho trabalhando como professora e em atividades relacionadas à educação no ensino público de Pernambuco há, aproximadamente, 15 anos, tendo vivenciado também alguns projetos de aceleração e correção de fluxo. Competência 03
  5. 5. 7 Gestão da Educação Escolar Desde o Ensino Médio, quando fiz o Magistério, venho construindo minha experiência pautada no chão de escolas públicas, lugar onde as igualdades e diferenças se evidenciam. Participei da formação de professores do Projeto Telessalas como formadora e também estive trabalhando, como professora, por alguns anos. Hoje, faço parte da equipe da Gerência Regional de Educação de Pernambuco, onde tenho atuado junto à mesma na coordenação das bibliotecas da GRE Recife Sul. Tenho intensificado minha experiência nos últimos anos na rede municipal do Recife, trabalhando com adolescentes do 6º ao 9º ano, onde posso perceber a importância da gestão democrática atuando diretamente junto à comunidade, buscando o apoio das famílias em prol da qualidade da educação dos alunos, que trazem, muitas vezes, em suas histórias de vida, um peso social de sofrimento pela condição humana em que vivem. Essas crianças e adolescentes, muitas vezes desprovidos de afeto, de carinho, de família são forçados a frequentarem a escola e nem sabem dos reais motivos que deveriam trazê-los até ali. A escola vem assumindo um papel afetivo, antes de tudo, na vida de seus alunos. Portanto, é esse e outros papéis que hoje pertencem à escola, na qual estamos inseridos e que procuramos refletir nesta disciplina, buscando dialogar sobre algumas questões à luz de pesquisadores que orientam a nossa prática. Percebendo a necessidade dos alunos na comunidade em que trabalho, venho confirmando o meu prazer em ser professora. Aprendendo mais do que ensinando, a cada dia, por isso não tenho dúvidas que escolhi a área que me completa como profissional. Sou feliz sendo professora, sou feliz podendo exercer uma profissão capaz de ajudar pessoas a mudarem suas histórias de vida através da educação, podendo formar pessoas que atuarão no mundo adulto de forma diferente do que parecia estar predestinado a elas, contribuindo com sua evolução profissional.
  6. 6. 8 Técnico em Secretaria Escolar Nós, professores, gestores, técnicos educacionais e demais profissionais, que trabalhamos direta ou indiretamente nas escolas temos a oportunidade de ajudarmos pessoas e até “salvarmos” vidas! Espero que, por meio do material que agora está sendo apresentado a você, cursista, possamos dialogar sobre questões que nos unem, uma vez que trabalhamos no mesmo espaço – a escola pública - e com o mesmo objetivo: contribuir para a democratização desse espaço e para a formação de indivíduos autônomos e reflexivos, buscando fortalecer os laços de solidariedade social! Vamos lá? Bons estudos! Evaneide Ferreira de Almeida

×