Carlos brás entrevista ao audiencia

711 visualizações

Publicada em

uma entrevista no ambito das campanhas internas do PS mas que aborda questões locais e regionais

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
711
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Carlos brás entrevista ao audiencia

  1. 1. DIRETOR: JOAQUIM FERREIRA LEITE ANO VIII Nº 305 TERÇA-FEIRA, 29 DE MAIO DE 2012 1 IVA INCLUÍDOMATOSINHOS Pág. 9 ENTREVISTA Pág. 4 PRESIDENTE DA JUNTA DE GULPILHARES CONSIDERA QUE PSD “TEM CONDIÇÕES PARA CONTINUAR A GANHAR” EM GAIAMãe de Rui Pedrocaminha em memória dascrianças desaparecidas PRESIDENTE JUNTA DE MATOSINHOS GALARDOADO COM PRÉMIO DE MÉRITO DO ASSOCIATIVISMOMATOSINHOS Pág. 22Uma semana dedicadaà Saúde em Guifões “Firmino e GuilhermeESPECIALResende acolhe Pág. 19 Aguiar devem encontrarXI edição do Festivalda Cereja dias 2 e 3 uma solução”GONDOMAR Págs. 6 e 7 POLÍTICA Pág. 8 CARLOS BRÁS QUER LEVAR PS À VITÓRIA NAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS EM 2012 Carneiro ameaça vir “Sou candidato para a rua combater à Comissão Política medidas do Governo mas não à Câmara Eduardo Vítor denuncia de Gondomar” “enfraquecimento dos DEPUTADO DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL APOIA JOSÉ LUÍS CARNEIRO À DISTRITAL DO PORTO limites éticos”
  2. 2. 6 Terça-feira, 29 de maio de 2012 ENTREVISTAENTREVISTA A CARLOS BRÁS, CANDIDATO À COMISSÃO POLÍTICA CONCELHIA DO PS/GONDOMAR“O projeto é ganhar a CâmaraMunicipal de Gondomar”Apaixonado pela política desde sempre, Carlos Brás exerce Nome: Carlos Brás Idade: 43 anos B.I. Formação: Licenciado em Relações Internacionais e está aatualmente a função de deputado na Assembleia Municipal de acabar o Mestrado emGondomar mas, recentemente, decidiu abraçar um projeto maior: Administração Pública naa candidatura à Comissão Política Concelhia do PS/Gondomar. Universidade do MinhoDefendendo uma maior aproximação do partido às populações e Profissão: funcionário dasaos próprios militantes, o candidato pretende pôr termo à “inércia finançasde 20 anos de oposição” e admite que o principal objetivo desta Naturalidade: Alfândega da Fé,candidatura é preparar, e ganhar, as eleições autárquicas de 2013 mas vive atualmente empara a Câmara Municipal de Gondomar. Contudo, Carlos Brás é Gondomarperentório ao afirmar que não será “seguramente, candidato à eletricidade que se consome em Portugal,Câmara de Gondomar”, deixando essa decisão para os militantes nunca tinha sido visitada por um partidodo partido. Em entrevista ao AUDIÊNCIA, o candidato critica ainda político, assim como a Comissão deas políticas que têm vindo a ser implementadas em Gondomar e Proteção de Crianças e Jovens.confirma o seu total apoio a José Luís Carneiro nas próximaseleições para a Distrital do PS/Porto. E acha que é esse contacto com a população que irá dar outra visibi- Por Joana Vasconcelos portanto, tem de estar definida à partida. lidade ao PS/Gondomar? O projeto e a ambição é ganhar a Câmara Seguramente que sim. Não podemos terQuem é Carlos Brás? Municipal de Gondomar. uma proposta que seja vencedoraÉ uma pessoa dinâmica, com algumas desligada do contexto social e territorialperspetivas de futuro mas não me defino É essa a sua ideia? Primeiro ganhar onde estamos inseridos. Seria muito fácilcomo uma pessoa ambiciosa, porque as eleições no PS e depois ganhar para nós fecharmo-nos dentro de umaisso tem um sentido pejorativo que não a Câmara? sala e, com duas ou três pessoas comse coaduna muito comigo. Tenho perspe- Sim, mas que fique bem claro que não é capacidades de redação, fazermos umativas, vontade de contribuir e ajudar o meu intuito ser candidato à Câmara Muni- vencer a inércia destes anos todos de ficam e estão inscritos como militantes e moção, um programa até. Não seriameu partido, o meu concelho, os cida- cipal de Gondomar. Ao ser candidato à oposição. Por isso, temos de mudar o são uma ramificação que tem de ser difícil, simplesmente, esse programadãos e a sociedade onde estou inserido. Comissão Política Concelhia do PS/Gon- partido para depois podermos ganhar a potenciada. Temos de ir à sociedade, às estaria desligado da realidade, asMas daí até ser ambicioso vai uma domar viso apenas preparar o partido Câmara Municipal de Gondomar. instituições e fazer valer os pontos de pessoas não se iriam rever nele. Temosdistância longa. Sou militante do PS há, para que ele possa apresentar uma vista do PS junto dessas pessoas. de iniciar o percurso para ganhar a Câ-sensivelmente, 14 anos, e tenho vindo a candidatura credível e vencedora. Não Porque o PS é uma minoria em mara Municipal e tem de passar por estadesempenhar funções internas no sou seguramente candidato à Câmara Gondomar… E até agora isso não tem acontecido? aproximação ao território, às populaçõespartido em várias estruturas locais, de Gondomar. Não, do ponto de vista sociológico Gon- Não. O partido fecha-se. Tem grandes e às instituições. Por exemplo, em Gon-nomeadamente na Assembleia de domar é um concelho que dá muitas discussões internas mas tudo muito domar temos centenas de associaçõesFreguesia de Baguim do Monte, na Porquê? vitórias ao PS, com exceção das autár- fechado dentro das sedes. Nesta altura, e o PS tem estado desligado do movi-Comissão Política Concelhia e, atual- Por uma razão muito simples. Entendo quicas para a Câmara. Mas também para todos os partidos têm uma má conotação mento associativo. Não é possível havermente, estou no meu segundo mandato que há pessoas mais bem colocadas do as eleições para a Câmara de Gondomar junto da população. As pessoas olham uma alternativa que não tenha em contana Assembleia Municipal de Gondomar, ponto de vista de dinamismo eleitoral para não tem propriamente uma identificação para um partido ou para os autarcas e a o movimento associativo de Gondomar.como líder municipal do PS. protagonizar um projeto ganhador na ideológica, tem uma identificação tendência que têm é generalizar: são Câmara. populista. O Valentim Loureiro ganhou a todos aldabrões, são todos corruptos. E “Gondomar continua a ser umA política sempre esteve nos seus Câmara Municipal pelo PSD e continuou nós temos de mostrar à população que dos concelhos da cauda da Áreahorizontes? Quem por exemplo? a ganhá-la como independente. Não há não é assim. Dentro da classe política Metropolitana do Porto”Sim. Aliás, pela minha formação Há várias pessoas, e não posso, nem aqui uma barreira ideológica. há bons e maus autarcas, há mais sériosacadémica e pelos meus interesses devo, indicar nomes. Tenho as minhas e menos sérios e temos de puxar pelo Referiu que foi visitar os resíduospessoais sempre estive muito ligado à preferências pessoais mas como E com a impossibilidade da recan- que de melhor há no PS/Gondomar. perigosos depositados em Sãopolítica, sempre me interessou muito a decorre das últimas alterações aos didatura de Valentim Loureiro essa Pedro da Cova. O PS está preocupa-atividade política embora nem sempre estatutos do PS, serão os militantes do porta abre-se para que o PS possa Pretendem então sair para a rua e do com esse assunto?tivesse uma participação ativa. Fui PS a escolher o próprio candidato. entrar mais facilmente… inverter essa tendência das últi- Esse é um assunto que carece de umacolaborador da Sonae durante muitos Portanto, o papel da Comissão Política Sim, é uma porta o facto de ele não poder mas décadas? solução. Penso que já está em curso eanos, portanto, nesse tempo não tinha Concelhia e do seu presidente é ser candidato, mas parece que os Sim, esta campanha foi já planeada de que terá agora um fim à vista. A CCDR-Ndisponibilidade para participar ativamente preparar esse ato eleitoral, essa abertura independentes em Gondomar, segundo forma a que os militantes possam ver interessou-se pelo assunto, foram feitasmas logo que sai do setor privado filiei- que o atual Secretário-Geral proporcio- sei, já se refiliaram no PSD e estão-se a que há uma outra forma de fazer política. colheitas de amostras, confirmou-se ame e passei a ter uma participação ativa. nou aos militantes, de dar voz, dar o reorganizar em torno da sigla do PSD Apesar de estarmos dentro de uma perigosidade dos resíduos… Na Assem-Identifico-me completamente com os direito e o poder de escolha sobre os para poderem ir às autárquicas em 2013. campanha interna, visitamos algumas bleia Municipal já aprovamos algumasideais do PS, a filiação veio já tardia mas primeiros eleitos às Câmaras. Primeiro instituições, fomos à rua em S. Pedro da moções nesse sentido também mas aa identificação cresceu comigo, também queremos dotar o partido em Gondomar Além desse objetivo de conquistar Cova para tomar conhecimento da questão andou muitos anos encoberta.de influências familiares e, no fundo, da de uma base programática e de uma a Câmara, quais são os outros localização dos resíduos perigosos, Estão envolvidas muitas instituições,leitura que faço da sociedade porque interligação com a sociedade, as institui- princípios que estão por detrás fomos visitar o cavalete de São Vicente, muitos responsáveis políticos locais,penso que o PS é o partido que melhor ções e o território para que depois se desta candidatura? o Museu Mineiro, o Centro Republicano regionais e nacionais, até ao nível gover-respostas pode dar aos problemas que possa definir um perfil e encaixar lá as Por detrás desta candidatura estão, de Fânzeres, a Central Termoelétrica da nativo, e penso que, finalmente, vamoso povo português tem. pessoas que quiserem. Qualquer essencialmente, os princípios da apro- Tapada do Outeiro ou a Comissão de ter uma solução. Segundo sei estava militante pode ser candidato à Câmara, ximação e da credibilização. Aproxima- Proteção de Crianças e Jovens. Isto prevista a remoção para depois do verão,E foi por isso que decidiu encabe- basta que se submeta a sufrágio dos ção em primeiro aos militantes porque porquê? Porque temos uma série de não sei se será conforme está calenda-çar esta candidatura agora? outros militantes. Portanto, é um processo temos tido práticas que importa alterar preocupações ao nível ambiental, ao rizado mas penso que já levantamos oTambém. Embora esta candidatura tenha em aberto. dentro do PS/Gondomar, algumas lógicas nível da economia, da saúde, da problema de forma suficiente para quemais a ver com a necessidade que eu de poderes menores que estão instituí- educação e não nos podemos afirmar tenha um fim à vista brevemente.vejo no PS de Gondomar de se afirmar “Esta é uma candidatura das e que temos de alterar. É importante como alternativa se não conhecermos ocomo uma verdadeira alternativa. Com a de mudança” racionalizar os centros de decisão, e território. É essa a grande aposta da Como é que vê Gondomar nestelimitação de mandatos, o atual presidente não quero dizer nomes, mas é certo que nossa campanha, visitar o território, momento?da Câmara não se poderá recandidatar O slogan da sua campanha eleitoral nestes 20 anos, o partido preocupou- dialogar com as instituições e conhecer Com muita preocupação. Gondomarem Gondomar, portanto, o PS, que é, precisamente, “Mudar para se muito com as lógicas de poder interno, as populações. E esta campanha já foi continua a ser, em termos de indicadorespassou 20 anos na oposição, precisa Ganhar”. Tem a ver com essa mu- com as pequenas capelinhas e muito inovadora porque nalguns locais que de desenvolvimento, um dos concelhosde sangue novo, de ideias e práticas dança de liderança que pretende pouco com a população, em ir para a visitamos disseram-nos que nunca da cauda da Área Metropolitana do Porto.novas, assim como de se abrir e se para Gondomar? rua, em ganhar credibilidade e em tinham sido contactados por nenhum Não temos uma centralidade geográficacredibilizar junto da sociedade para vir a Exatamente. Nós entendemos que o PS merecer o voto dos eleitores. Portanto, partido político. em Gondomar, somos um concelho commerecer o voto dos eleitores. tem de ser mudado, esta é uma candi- temos de dar voz aos militantes para muita movimentação pendular de datura de mudança, não é uma candida- que eles possam ser os nossos Acha que é uma falha muito grande? trabalhadores para a cidade do Porto.Se ganhar as eleições, já sabe o tura de situação. O partido esteve muito interlocutores na sociedade. O PS/ Claro, não só do PS mas de todos os Não temos uma política real de educação,que pretende atingir quando tempo fechado nas sedes, fruto da Gondomar tem, neste momento, cerca partidos do espetro político de Gondomar. aliás, houve agora uma grande polémicachegarem as autárquicas? oposição em que esteve ao longo dos de 1500 militantes com capacidade A Central da Tapada do Outeiro, que é com a reformulação dos agrupamentosClaro. Essa questão levanta-se sempre últimos 20 anos. Está com uma postura eleitoral ativa mas tem muitos mais que, simplesmente responsável pela produ- porque penso que não houve umaa quem é candidato a uma concelhia, tímida, retraída, com dificuldades em não tendo essa capacidade, se identi- ção de 15/20 por cento de toda a ligação territorial e muitas vezes é o que
  3. 3. Terça-feira, 29 de maio de 2012 7 ENTREVISTAacontece quando as políticas são defini-das nos gabinetes sem se ir ao terreno.Gondomar tem imensos problemas deemprego, tem muitos problemas desegurança também, tem zonas de alguma “Mais do que nunca, a candidaturaperigosidade, tem bairros e zonasresidenciais conflituosas, fruto tambémda política que foi seguida pelo atual de José Luís Carneiro faz sentido” No mesmo dia em que se realizam as elei- se poderá recandidatar. Acha que estaspresidente da Câmara em termos habita- ções no PS/Gondomar, haverá também eleições podem dar uma volta no Grandeção social, pois criou guetos nalgumas eleições ao nível da distrital e já demonstrou Porto?das freguesias mais importantes do o seu apoio a um dos candidatos… É a grande oportunidade para o PS e o Norte seconcelho. Há também um grande índice Sim, apoio o José Luís Carneiro por vários motivos. afirmarem. O PS perdeu, há uns meses, do pontode desemprego jovem, problemas de Em primeiro, pelo plano pessoal, porque foi meu de vista político, a voz no Porto. O atual mandatoinvestimento privado, sobretudo porque colega na Universidade Lusíada, e há uma grande não foi cumprido na íntegra. Já fui apoiante do Joséa Câmara de Gondomar transformou- afinidade mas há também um reconhecimento das Luís Carneiro há dois anos e, nessa altura,se, ao longo destes 20 anos, numa qualidades humanas que ele tem que, se calhar, sentíamos que era necessário que ele fosseinstituição de valorização imobiliária. muitos militantes mais distantes terão alguma candidato e que ganhasse as eleições para afirmar dificuldade em apreender. É uma pessoa dotada o Porto e o Norte, e tínhamos tanta razão quePorque diz isso? de excelentes capacidades técnicas, morais e acabou por se confirmar que o camarada RenatoPorque os nossos responsáveis intelectuais para desempenhar as funções de Sampaio não cumpriu o mandato, abandonou, sempolíticos estiveram sempre mais presidente da Distrital. Do ponto de vista político, o razões evidentes. Ninguém lhe criou obstáculos,preocupados com a utilização a dar aos mandato que tem desempenhado na Câmara tinha tudo para cumprir o mandato, e simplesmentesolos do que propriamente em cativar Municipal de Baião fala por si. Ainda há pouco deixou o PS/Porto sem voz e sem rumo. Portanto,investidores. Temos bem próximo o tempo foi publicado o anuário dos municípios mais do que nunca, a candidatura do José Luísconcelho de Valongo que no limite dos relativo ao ano de 2010 e Baião aparece como Carneiro faz sentido e a vitória dele é importante.dois concelhos está a criar uma zona uma das Câmaras mais bem geridas do país.industrial e comercial onde as pessoas Para atingir o objetivo da Câmara Municipal?se sentem bem para investir. Em Acredita que José Luís Carneiro é a pessoa As próximas autárquicas vão ser um teste de fogoGondomar isso não acontece. Foi criada indicada para o cargo então? para o PS, quer para a direção nacional quer parauma teia que não deixa alternativa aos Acompanho o mandato que ele tem feito em Baião as distritais entretanto eleitas. Pelo que conheçoinvestidores que sejam neutros; ou estão e a forma como ele fala com as pessoas, do programa do José Luís Carneiro e da sua moção,colados ao regime ou então não tem independentemente do seu estrato social, das ele respeitará as decisões que as concelhiashipótese de investir porque são-lhes qualidades ou capacidades. A aproximação às tomarem, salvo se o nível de conflitualidade for talcriadas imensas dificuldades a todos os pessoas é fantástica. Por exemplo, uma parte do que ponha em risco as aspirações do PS. De outraníveis e as pessoas acabam por ir investir orçamento daquela Câmara é feito em deslocações forma serão as concelhias as responsáveis pelanoutros concelhos. às Juntas de Freguesia. Ele vai a cada freguesia decisão e escolha dos candidatos e equipas. Os perguntar às pessoas quais são as necessidades militantes têm o poder, através do voto, de escolherAcha então que o PS pode ser essa e as prioridades de investimento e depois faz uma quem é o candidato. A Câmara do Porto émudança necessária para alterar o coisa que em Portugal há pouca tradição que é emblemática para nós e é um desafio enorme. Hárumo de Gondomar? prestar contas no local. A maior parte dos nossos algumas pessoas bem colocadas no terreno paraGondomar já está na cauda dos índices autarcas presta essas contas num documento muito bem elaborado do ponto protagonizarem um projeto credível e vencedor e não será, seguramente, o Joséde desenvolvimento e se não for de vista técnico que é o relatório e contas na Assembleia Municipal, onde é Luís Carneiro que, quando ganhar, irá boicotar algum desses processos.invertida esta tendência o que vai acon- aprovado por maioria, porque há um alinhamento de forças entre a Assembleiatecer é que este concelho será, mera- Municipal e os executivos municipais, e não passa dai. O José Luís não, ele vai Está então confiante na vitória de José Luís Carneiro embora ele tenhamente, dormitório sem polos de atração, ao terreno, explica às pessoas onde foi gasto o dinheiro. pela frente um adversário à altura?sem centralidades e as pessoas irão a Sim, desta vez o adversário tem características algo diferentes do anterior. ÉGondomar para dormir, única e exclu- Faz a tal política de proximidade que Carlos Brás pensa ser necessária presidente de uma Câmara [Matosinhos] emblemática para o PS, de grande dimensão,sivamente. no partido? mas penso que está criada a conjuntura propícia à vitória do José Luís Carneiro. E, Exato, e isso é fundamental porque as pessoas tendem a entender e a perceber neste caso, há um grande paralelismo entre a situação de Gondomar e a situação “O partido precisa de união para que o dinheiro é um recurso escasso e que não pode ser atendido tudo ao do distrito. Nós, tal como o José Luís Carneiro, somos uma candidatura de mudança. ganhar as eleições autárquicas” mesmo tempo, tem de haver uma hierarquização de prioridades. Não somos de situação, não defendemos o status quo, defendemos inovação, mudança e, da mesma forma que estou convencido que ganharemos em Gondomar,O que o diferencia do seu adver- Tal como em Gondomar, no Porto o atual presidente de Câmara não estou convencido que o José Luís Carneiro ganhará a distrital do Porto.sário, Luís Filipe Araújo?Do ponto de vista pessoal nada me movecontra o meu adversário, tenho a maior no dia seguinte, independentemente do e abandonou o cargo de vereadora para perfil mais adequado. elitistas. O nosso perfil é o da defesa doestima e consideração por ele, mas resultado, estaremos todos do mesmo ir para o Governo Civil do Porto. Contudo, trabalho efetivo, privilegiando o critérioentendo que Luís Filipe Araújo repre- lado a lutar para ganhar a Câmara. se ela quiser ser candidata à Câmara de Quem é que o acompanha? da disponibilidade das pessoas emsenta um PS que está completamente Gondomar tem de se sujeitar às urnas, Nós temos um grupo enorme de pes- assumir as funções a que se candidatam.ultrapassado no tempo. Ficou preso nos Com Luís Filipe Araújo só pode- tem de falar com os militantes, assim soas, desde os mais humildes aos mais20 anos de oposição. Portanto, há uma mos contar com candidatos como como os outros todos. destacados. Posso dizer que, de entre Se ganhar irá chamar o seupostura completamente diferente na Isabel Santos? seis presidentes de Junta que são eleitos adversário para trabalhar consigo?abordagem. E aproveito a oportunidade Nem Luís Filipe Araújo nem Carlos Brás Mas não é um nome que entre na pelo PS, quatro estão a acompanhar-me Não tenho a presunção de dizer que ospara apelar aos militantes do PS/ vão definir os candidatos à Câmara, são sua lista? neste projeto: o presidente da Junta de bons estão todos do meu lado. A minhaGondomar para que votem na Lista B, os militantes que vão fazer essa escolha. Não é um nome que eu ache que poderá Rio Tinto, Marco Martins, o presidente postura é de, no dia a seguir às eleições,que confiem em mim. Já me conhecem É evidente que cada uma das candida- trazer vitórias ao PS em Gondomar. da Junta de Baguim do Monte, Nuno estarmos todos do mesmo lado. O partidodos mandatos que tenho vindo a exercer turas tem um perfil distinto para o Entendo que o PS para ganhar a Câmara Coelho, o presidente da Junta da Foz do em Gondomar precisa de união parae sabem que sou responsável, que não candidato e entendo que o projeto Isabel de Gondomar tem de iniciar um novo Sousa, Isidro Sousa e o presidente da ganhar as eleições autárquicas. E clarofalto aos meus compromissos e que Santos se esgotou para Gondomar. E ciclo, apresentar-se com um rosto novo Junta de Covelo, Silvino Paiva. Mas temos que gostava de ter Luís Filipe Araújo ahonro todos os mandatos que assumo. esgotou-se logo no momento a seguir e desvinculado da inércia do passado pessoas de todos os níveis de interven- trabalhar o mais próximo de mim, e fareiPortanto, podem ficar descansados que, às eleições quando ela saiu de Gondomar recente. Depois veremos quem tem o ção, é um leque alargado, não somos o convite para que isso aconteça. NO DIA DO AUTOR PORTUGUÊS EXPOSIÇÃO ESTÁ PATENTE ATÉ 17 DE JUNHO, EM GONDOMARGondomar e Valongo em intercâmbio “Das origens aos sonhos”No âmbito das comemorações do Dia do Autor Por-tuguês, a Área Metropolitana do Porto delineou um apresenta pinturas de Victor Costa“périplo literário” pelas 14 Bibliotecas Municipais que Foi inaugurada no passado dia 19 de maio, no Auditório Municipal de Gondomar,a integram. a mais recente exposição de pintura de Victor Costa, intitulada “Das origensA atividade, intitulada “Vem conhecer os meus auto- aos sonhos”. A mostra, patente ao público até 17 de junho, dá a conhecerres...”, foi uma comemoração à escala metropolitana algumas das obras de um– que decorreu, em simultâneo, da Póvoa do Varzim apaixonado pelo artesanatoaté Vale de Cambra. A iniciativa consistiu numa e pela tecelagem, que en-“partilha” de autores originários de cada município, controu na pintura outraque apresentaram as suas obras numa dinâmica de forma de se expressar. Alémreciprocidade. Nesta lógica, o autor que visita um de estar patente na Sala Júliodeterminado concelho sabia que, ao mesmo tempo, Resende do Auditório Mu-tinha um colega autor a ser recebido no seu. nicipal de Gondomar, háA Gondomar, coube um intercâmbio com Valongo. A ainda a possibilidade deautora gondomarense Fina D’Armada visitou a visitar a exposição do artista,Biblioteca Municipal de Valongo. E, por sua vez, a nascido em Coimbra, atravésmuseóloga e escritora Paula Machado apresentou, da sua galeria virtual, dis-na Biblioteca Municipal de Gondomar, o seu livro ponível no sítio da Câmara“Bugiadas”. FCR Municipal de Gondomar. VP

×