UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA      CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS      DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIAPedro Veiga Rodrigues Paulino
Pecuária sustentável – “é aquelaque aplica tecnologias disponíveis, dentro de um plano de gestão de longo prazo, para otim...
Pegada de carbono e idade de abateDias até o abate   1,243     968       717    917       756       609GMD, g/d           ...
Emissões de GHG pela pecuária   - 9 a 18 % das emissões antropogênicas- Emissão de metano representa entre 30 e 50 %    do...
Entendendo um pouco mais a fundo a      metanogênese no rúmen
doador de elétron         Methanobrevibacter                    Weimer (2012)
Metano e fermentação ruminal - Importante para manter a eficiência do sistema, pois    evita aumento na pressão parcial de...
Se não houver formação de metano a degradação da fibra sofre redução!
-  ibrobacter succinogenes – bactéria fibrolítica que não F                       produz H2   -  redominante no rúmen de b...
Protozoários ruminais e produção de metano                                    Weimer (2012)
- Hidrogenossoma e associação de bactérias     metanogênicas com os protozoários
Estratégias nutricionais que podem reduzir           a emissão de metano    Suplementação com gordura    Dietas ricas em...
Menos eficientes; Menor   afinidade por H2          TÓXICO !!!  Morgavi et al. (2010)
Eo , mV! (n)                                                                    DIFFICULT                            H 2" ...
NITRATO COMO ELETRON SINK   - Redução do nitrato a nitrito no rúmen é              bastante rápida-  ntretanto, a taxa de ...
Riscos – formação de methaemoglobina
NITRATO E PRODUÇÃO DE METANO NO             RÚMEN                     Van Zijderveld et al. 2010
16 % menos metano em vacas de leite  alimentadas com 2.2 % NO3 na MS                         Van Zijderveld et al. 2010
Emissão de metano em novilhosalimentados com 2.2% de NO3 na MS                          Hulshof et al. (2011)
Dose resposta de nitrato no Brasil                                                 NO2 and NO3 in meat                    ...
OBRIGADO!pveiga@ufv.br   (31) 9246-1586
120712 17-wbeef-sust-pedro-veiga
120712 17-wbeef-sust-pedro-veiga
120712 17-wbeef-sust-pedro-veiga
120712 17-wbeef-sust-pedro-veiga
120712 17-wbeef-sust-pedro-veiga
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

120712 17-wbeef-sust-pedro-veiga

469 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
469
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

120712 17-wbeef-sust-pedro-veiga

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIAPedro Veiga Rodrigues Paulino
  2. 2. Pecuária sustentável – “é aquelaque aplica tecnologias disponíveis, dentro de um plano de gestão de longo prazo, para otimizar o uso dos recursos no intuito de alcançar rentabilidade compatível com a atividade, respeitando as necessidades sociais e ambientais”
  3. 3. Pegada de carbono e idade de abateDias até o abate 1,243 968 717 917 756 609GMD, g/d 324 446 682 480 630 880 Terminação a pasto Terminação em confinamento Campos et al. (2011)
  4. 4. Emissões de GHG pela pecuária - 9 a 18 % das emissões antropogênicas- Emissão de metano representa entre 30 e 50 % do total de GHG emitidos pela pecuária - Metano “entérico” – 80 % da produção demetano por sistemas de produção de ruminantes
  5. 5. Entendendo um pouco mais a fundo a metanogênese no rúmen
  6. 6. doador de elétron Methanobrevibacter Weimer (2012)
  7. 7. Metano e fermentação ruminal - Importante para manter a eficiência do sistema, pois evita aumento na pressão parcial de H2 no rúmen - Consequentemente, evita a inibição de enzimasmicrobianas envolvidas em reações de transferência de elétrons - NADH desidrogenase – evita acúmulo de NADH no rúmen - Formato pode ser responsável por 18 % da produção de metano no rúmen (Hungate et al., 1970)
  8. 8. Se não houver formação de metano a degradação da fibra sofre redução!
  9. 9. -  ibrobacter succinogenes – bactéria fibrolítica que não F produz H2 -  redominante no rúmen de búfalos (Morvan et al., 1994) P
  10. 10. Protozoários ruminais e produção de metano Weimer (2012)
  11. 11. - Hidrogenossoma e associação de bactérias metanogênicas com os protozoários
  12. 12. Estratégias nutricionais que podem reduzir a emissão de metano  Suplementação com gordura  Dietas ricas em concentrado  Ionóforos  Tanino  Defaunação do rúmen  Elétron sinks
  13. 13. Menos eficientes; Menor afinidade por H2 TÓXICO !!! Morgavi et al. (2010)
  14. 14. Eo , mV! (n) DIFFICULT H 2" H 2" 2 H+" -414 (2)" 2 H+" Acetate-"Ferredoxin! CO -290 (8)! NADH! CH4" 2! CO2" -244 (8)! S=" = -220 (8)! SO4 " Thermodynamic feasibility of Succinate-" + 33 (2)! Fumarate-" reduction reaction NH4+" NO2-" +256 (6)! NH4+" +297 (8)! NO3-" NO2-" NO3-" +420 (2)! Fe+2! +778 (1)! Fe+3" H2O! +815 (2)! 0.5 O2" EASY Cl-" +1030 (6)! ClO3-" Weimer (2012)
  15. 15. NITRATO COMO ELETRON SINK - Redução do nitrato a nitrito no rúmen é bastante rápida-  ntretanto, a taxa de redução do nitrito a NH3 é E bem mais lenta!-  ode haver acúmulo de nitrito no rúmen, que é P tóxico!
  16. 16. Riscos – formação de methaemoglobina
  17. 17. NITRATO E PRODUÇÃO DE METANO NO RÚMEN Van Zijderveld et al. 2010
  18. 18. 16 % menos metano em vacas de leite alimentadas com 2.2 % NO3 na MS Van Zijderveld et al. 2010
  19. 19. Emissão de metano em novilhosalimentados com 2.2% de NO3 na MS Hulshof et al. (2011)
  20. 20. Dose resposta de nitrato no Brasil NO2 and NO3 in meat below detection level300 touros, 90 dias. 415 – 540 kg PV ; Hulshof et al. dados não publicados
  21. 21. OBRIGADO!pveiga@ufv.br (31) 9246-1586

×